PORT|ENG

museudapessoa.net

CADASTRE-SE |

explore  > histórias  > As ...bel  > história ir para história original

As Vilas de Minha Vila Isabel

publicado em 26 de de Setembro 2006
publicado em 26/09/2006 por:

Antonio Ranauro Soares

mais histórias desse autor

DAS VILAS DE VILA ISABEL
AS
LAGOAS DE SETE LAGOAS
ANTONIO RANAURO SOARES

Prefacio: Uma trajetória nos 70 anos de vida de um ex morador das Vilas de Vila Isabel no Rio de Janeiro e que acaba encontrando outra vez as Vilas no seu caminhar por S. Paulo e em Sete Lagoas/Minas Gerais . Uma colcha de retalhos com narração de fatos diversos da vida e da Historia do Brasil convivendo por vezes com as Vilas da Vergonha, da Calunia, da Difamação, da Dor e de outros sentimentos que muitos Brasileiros às vezes conseguem suportar por serem originários de uma Vila Maior que é a Vila do Amor e Respeito ao Próximo.
Agradecimentos: A minha família, principalmente a minha esposa que muito suportou durante esta nossa caminhada e muito também me auxiliou nas lembranças de datas de ocorrências na cidade.
Nas ocorrências de Sete Lagoas deixo meus agradecimentos aos Professores e Historiadores, Dr. Marcio Vicente da Silveira Santos, Prof. Mariza da Conceição Pereira e aos falecidos Prof. Alfredo A. Elian Valadares e Francisco Timoteo pelas riquezas de suas informações em conteúdos de livros editados e outra pessoas que por esquecimento as vezes deixo de citar mais apresento antecipadamente minhas desculpas.

BIOGRAFIA RESUMIDA DO AUTOR
Antonio Ranauro Soares, Brasileiro, nascido no Rio de Janeiro/RJ - Bairro de Vila Isabel.
Filho de Manoel Bernardo Soares (Cabeleireiro) e Catharina Ranauro Soares (do lar). Por parte paterna a família teve origem em Campos/RJ;
Por parte materna a família teve origem na Calábria/Itália.

ORIGEM/CASA

A casa da minha infância estava localizada em uma vila situada a Rua Barão de Cotegipe, 586 casa 12 no Bairro de Vila Isabel. Nesta Vila residia quase toda a família que ocupava seis casas da mesma. Era uma casa modesta, mas muito agradável por se localizar no alto de um pequeno morro.

ORIGEM/FAMÍLIA

Minha convivência com meus avós paternos foi muito pouca, mas consigo lembrar-me que se tratava de gente muito modesta que vivia da lavoura de cana da região de Campos, mais precisamente no município de Saturnino Braga/RJ.
Quanto a convivência com os parentes do lado materno foi total. Os costumes eram de família italiana. Fui criado com algum rigor e meu relacionamento com tios e primos foi muito gratificante. Não conheci pessoalmente meu avo Antonio Ranauro, pois ele faleceu muito novo. Minha avó, a nona como era chamada, viveu até os 103 anos e guardo com muito carinho sua lembrança. Até hoje conservo o hábito de pedir a benção à tios e principalmente à minha mãe.
Abaixo a autorização do Imperador da Itália Umberto I e o passaporte de nº 1999 autorizado por Vittorio Emanuele III para a família de minha avo Christina viajarem para o Brasil.





Capa e interior do Passaporte que relaciona todos os membros da família que vieram para o Brasil.


Cartão de Registro de Estrangeiros


Abaixo Certidão de Casamento de meus avos maternos realizado em 19 de março de 1910.


Abaixo Certidão de Óbito de meu avo materno Antonio Ranauro. O óbito ocorreu em 21 de fevereiro de 1928.


Abaixo Certidão de óbito de minha avo. Óbito ocorrido em 15 de janeiro de 1991.

Éramos três irmãos:
Eu;
Marilda Ranauro Soares (nascida em 13/7/1938) que mais tarde veio a chamar-se Marilda Soares do Nascimento Guedes em conseqüência de seu casamento com Velson Guedes. Desse casamento nasceram Velson Soares do Nascimento Guedes, Nelson Soares do Nascimento Guedes, Paulo Roberto do Nascimento Guedes e Marilda do Nascimento Guedes. O Velson de Marilda faleceu a alguns anos atrás. A Marilda possui 8 netos.

Ronaldo Ranauro Soares (nascido em 30/09/1940) que se casou com Ivanei que tiveram um filho Ronaldo Pedro. Depois de separar-se de Ivanei, o Ronaldo casou-se com Ana que teve dois filhos Alexandre e Pablo. Ronaldo faleceu em 1988.

ORIGEM E EDUCAÇÃO

O primário estudei na Escola de D. Canuta e no Colégio Castro Alves em Vila Isabel, o ginásio e o científico estudei no Colégio Independência que mais tarde transformou-se no Colégio Pedro II da zona Norte (Engenho Novo). O curso de Administração fiz depois de alguns anos na PUC. Como tive de trabalhar cedo, somente voltei a estudar depois de alguns anos. A formação política foi adquirida com participação em Grêmios Estudantis, já a formação católica foi praticamente herdada da família de minha mãe.

ORIGEM/PESSOAL

Fui uma criança muito saudável. Uma de minhas brincadeiras preferidas era andar de bicicleta e empinar papagaio. O meu maior problema de infância e adolescência foi a dificuldade que encontrava em relacionar-me com os colegas, já que na época filhos de pais separados era praticamente segregado. Os meus melhores momentos eram quando eu ia visitar um tio e padrinho que era considerado bem de vida e o mesmo me permitia sentar-me ao volante de seus carros. Sempre gostei de travar amizades e meu relacionamento com os amigos era bom, principalmente com os mais carentes. Meus pensamentos eram voltados para o futuro e eu não conseguia me imaginar traspassando o ano 2.000. Já meus sentimentos já eram contra a segregação e a pobreza.
A profissão que eu sonhava era de aviador.

TRANSIÇÃO E FAMÍLIA

Permaneci junto de minha mãe até 1956 quando surgiu uma oportunidade de melhoras no serviço (Esso Brasileira de Petróleo) indo trabalhar em S. Paulo.
Aceitei e fui morar com meu pai que residia na Rua Oscar Freire (Jardim América) e exercia com sucesso a profissão de cabeleireiro. Em São Paulo o que muito me marcou foi o rigor de minha madrasta Laura Jorge (também falecida) que mais tarde compreendi, pois era muita responsabilidade para a mesma participar da educação de um adolescente filho de seu companheiro. Neste período namorava uma jovem de família espanhola chamada Helena Barea Cano que residia na Rua Odorico Mendes, na Moóca/SP. Lembro-me apenas que seu pai chamava-se Antonio Cano, seu tio Ciriaco Barea e sua irmã Dolores Barea Cano.
Com o término deste namoro em 1958, resolvi mudar-me de S. Paulo e voltar a morar com minha mãe no Rio de Janeiro. No Rio consegui arranjar um emprego na Empresa Brasileira de Engenharia para montar a Cia. Mineira de Cimento Portland em Matozinhos/MG. Em um fim de semana fui passear em Sete Lagoas, cidade próxima a Matozinhos e fiquei conhecendo uma jovem de nome Elaine por quem me apaixonei e contrai núpcias em 28/5/60.

RELAÇÕES

O meu primeiro namoro foi com uma jovem chamada Ana Maria e meu primeiro beijo foi com minha prima Ligia. Depois tive algumas namoras no Rio de Janeiro, Maria José, Sara, Mariza, Márcia e Neide. Sem contar com Gilda “a desquitada”. Em S. Paulo além da minha primeira e grande “paixão” Helena Barea Cano ainda tive como namoradas Angelina e Berta. Já em Sete Lagoas, finalmente vim conhecer a pessoa de quem eu mais gosto que é o meu grande amor, minha esposa Elaine. O nosso relacionamento sempre foi alimentado pelo amor que temos um pelo outro.

TRABALHO

O meu primeiro trabalho foi na Esso onde comecei a trabalhar como oficce boy e permaneci nesta firma por 9 anos. O momento mais importante foi quando retornei a S. Paulo em 1972, como diretor regional do Grupo Financeiro Financilar Lume e lá permaneci até 1976 quando o grupo foi liquidado pelo Banco Central. Foi muito importante porque eu voltava à cidade onde adquiri e moldei meus sentimentos e por outro lado pela importância do cargo que ocupava. Desde 1977, trabalho por conta própria sendo proprietário da Firma C.A.T.I. - Centro de Atendimento Técnico Imobiliária em Sete Lagoas/MG. Montei também na cidade, para minha esposa a firma Ranauros Malhas Ltda que por causa do plano cruzado acabamos fechando.

ATUAL/COTIDIANO

Moro com minha esposa, sou aposentado pelo INSS e ainda mantenho a imobiliária onde exerço a função de Gerente e Corretor. A minha maior preocupação é com o futuro de meus netos. O meu dia-a-dia é tranqüilo e o que mais gosto de fazer e escrever a minha coluna "Boca Maldita" e “ O Trovão” para semanários da cidade e as vezes para jornais como Est. de Minas, Jornal do Brasil e HojeemDia.

ATUAL/FAMÍLIA

Atualmente moro em Sete Lagoas no Bairro Jardim Arizona. Da minha união com Elaine nasceram:
Frank Diniz Pontes Ranauro Soares (02/03/1961), Engenheiro Civil, casado com Iara Leite Duarte Ranauro, Odontóloga, que tiveram três filhos: Victor Duarte Ranauro, Rafael Duarte Ranauro e Alex Duarte Ranauro;
Ciomara Diniz Pontes Ranauro Soares Moura (30/09/1964) Farmacêutica, casada com Carlos Alberto Moura (Industrial) que tiveram três filhos: Thiago Ranauro Moura, Tatiane Ranauro Moura e Elaine Ranauro Moura.
Meu relacionamento com a família é harmonioso e cheio de amor. Em julho de 1997 sofri uma cirurgia de revascularização do coração (colocação de 2 safenas e 1 mamária) e agradeço a Deus por me ter dado mais esta oportunidade de viver mais alguns anos junto com esta maravilhosa família que construí junto com minha esposa Elaine. Tantos os filhos como os netos nos dedicam muita atenção e amor. Jamais tivemos qualquer decepção com eles e só colecionamos alegrias. Não temos nora ou genro, e sim possuímos quatro adoráveis filhos e seis maravilhosos netos. Não mudaria nada na minha vida e a minha melhor qualidade é o respeito e amor que procuro dar ao próximo.

OBS: “Por causa deste resumo de minha vida publicado no site do Museu da Pessoa, em 2000 participamos do Globo Repórter que falou sobre” “Felicidade”.

PRINCIPAIS RELATOS:

• Criação da Radio Nacional
• Perseguição aos Integralistas
• Morte de Getulio Vargas
• Criação do Estado Da Guanabara
• Parte da vida de Martha Rocha
• Algumas Miss que levaram para o mundo o nome do Brasil
• Atentado da Rua Toneleiros contra o Gov. Carlos Lacerda
• O Comício da Central do Brasil
• A Revolução de 1964
• As Escolas de Samba do Rio de Janeiro com os vencedores de todos os anos.
• Vencedores das Copas do Mundo
• Criação das Principais Emissoras de Televisão
• Política
• Carnaval
• Curiosidades com Eventos, Nascimentos e Falecimentos
• Falecimento de Personalidades de Sete Lagoas depois de minha chegada na cidade.

OBS: Para facilitar a descrição de minha caminhada separei os relatos por tópicos distribuídos dentro de cada ano. Tive também a preocupação de mesclar fatos pessoais com fatos acontecidos dentro da historia brasileira.
Para que se tenha uma idéia de como foi construída minha família apresento uma tentativa de criar minha Arvore Genealógica e da Elaine.
Antonio Ranauro Soares
Pais:
Manoel Bernardo Soares - 17/09
Catarina Ranauro Soares – 22/07
Avos Paternos:
Manoel Bernardo Soares
Malvina Carolina da Conceição
Avos Maternos:
Antonio Ranauro
Christina Nicollete Ranauro

Elaine Pontes Diniz Ranauro Soares
Pais:
João Diniz Pontes – 27/10
Ernestina Diniz – 06/01
Avos Paternos:
Joaquim de Moraes Pontes
Maria Bela Diniz
Avos Maternos:
Paulo França Dias Diniz
Conceição Pires de Andrade

Filhos de Manoel Bernardo Soares e Catharina Ranauro Soares:
Antonio Ranauro Soares – 02/09
Marilda Ranauro Soares – 13/07
Ronaldo Ranauro Soares – 30/09

Filhos de João Diniz Pontes e Ernestina Diniz:
José Diniz Pontes - Falecido
Edno Diniz Pontes – 20/06
Edna Diniz Pontes – Falecida
Mauro Marcos Pontes – 23/10
Gelma Aparecida Diniz Pontes – 17/05
Hortência Maria Diniz Pontes – 29/09
Elaine Pontes Diniz – 18/09
Petrônio Diniz Pontes - Falecido
Evandro Diniz Pontes – 11/07
Maria da Conceição Diniz Pontes – 04/11
Maria das Graças Diniz Pontes – 29/05

Filhos de Antonio Ranauro e Elaine Diniz Pontes Ranauro Soares:
Frank Diniz Pontes Ranauro Soares – 02/03
Ciomara Diniz Pontes ranauro Soares – 30/09

Filhos de:
Frank Diniz Pontes Ranauro Soares – 02/03 e Iara Leite Duarte Ranauro – 02/07 :
Victor Duarte Ranauro – 24/01
Rafael Duarte Ranauro – 12/07
Alex Duarte Ranauro – 20/08

Filhos de:
Carlos Alberto de Moura – 06/04 e Ciomara Diniz Pontes Ranauro Soares Moura – 30/09:
Thiago Ranauro Moura – 27/06
Tatiane Ranauro moura – 01/01
Elaine Ranauro Moura – 20/10

Irmãos, Cunhados e Sobrinhos de Antonio Ranauro Soares – 02/09:

Filhos de:
Velson do Nascimento Guedes – Falecido e Marilda Soares do Nascimento Guedes – 13/07

Nelson Soares do Nascimento Guedes - casado 2 filhos
Velson Soares do Nascimento Guedes – solteiro
Paulo Soares do Nascimento Guedes – casado 5 filhas
Marilda Soares do Nascimento Guedes – 17/12 – casada – 2 filhos

Filhos de:
Ronaldo Ranauro Soares - 30/09 e Evanei Soares
Ronaldo Pedro Soares – 29/07 – casado – 1 filho

Filhos de:
Ronaldo Ranauro Soares – 30/09 e Ana Soares
Alexandre Soares – casado – 1 filho
Pablo Soares – casado – 1 filho

Irmãos, Cunhados e Filhos de Elaine Pontes Diniz Ranauro Soares -17/09:

Edno Diniz Pontes – 20/06 e Leda Roque Pontes – 21/01
Filho:
Geraldo Roque Pontes – Casado – 2 filhos

Mauro Marcos Pontes 23/10 e Maria Berenice G. Pontes – 10/05
Filhos:
Wagner Guimarães Pontes – 20/04 – Casado - 2 filhos
Marcus Vinicius Guimarães Pontes – 27/06 – Casado – 1 filho
Jean Carlo Guimarães Pontes – Separado
Rodrigo Guimarães Pontes – 12/08 – Casado – 1 filha
Helder Guimarães Pontes – Casado – 1 filha
Cristina Guimarães Pontes – 07/08 – Casada – 1 filho
Cláudio Guimarães Pontes - Casado – 1 filha

Petrônio Diniz Pontes (Falecido) e Dorina Pontes
Filho:
Lincoln Pontes – Casado – 1 filha

Paulo Sergio Veiga do Amaral – 15/04 e Maria da Conceição Pontes do Amaral 04/11
Filhos:
Luciana Pontes do Amaral – 19/06 – Solteira
Jean Paulo Veiga do Amaral – 06/06 – Solteiro – 1 filha

Irmãs Solteira de Elaine
Gelma Aparecida Pontes – 17/05 – Solteira
Hortência Maria Diniz Pontes – 29/09 – Solteira
Maria das Graças Diniz Pontes – 29/05 – Solteira

Falecidos solteiros:
José Diniz
Edna Maria Diniz Pontes

OBS: Os números ao lado dos nomes corresponde ao dia e mês dos aniversários.


AQUI COMEÇA A MINHA CAMINHADA

Vila Isabel de Noel Rosa, do Samba e do Jardim Zoológico. Vila Isabel das Vilas e da vila onde nasci no dia 2 de Setembro de 1936. Ano também do nascimento de Martha Rocha a eterna Miss Brasileira.

RELATOS DO RIO DE JANEIRO
PERIODO DE 1936 à 1956
1936

LEMBRANÇAS

Ano do meu nascimento e no ano seguinte morria Noel Rosa um dos maiores poetas e seresteiro de Vila Isabel.
Ano em que começaram pensar em desativar o velho Jardim Zoológico existente no bairro.
Alem dos fatos acima relatados, voltamos de novo às vilas, uma particularidade de Vila Isabel. As vilas das Ruas Barão de Cotegipe, da Emilia Sampaio, da Viana Drumonnd, da Mendes Tavares, da Teodoro da Silva e das outras tantas vilas existentes no Bairro. Algumas destas vilas deram lugar a construção de vilas verticais (prédios de apartamentos).
Entre todas, a que mais me chamava a atenção era aquela em que eu residia na Rua Barão de Cotegipe, 586. Nesta vila eu vivi uma grande parte de minha infância e nela e que pude conhecer os bons e maus momentos de minha vida. Uma outra particularidade e que na vila residiam uma grande parte de meus familiares e na maioria irmãos de minha mãe.
• Na casa numero 1 morava o casal de alemães Sr. Walter e D. Ruth e suas duas filhas.
• Na casa de numero 2 residia minha avo Christina com minha tia Aida que mais tarde se uniu a Sebastião com quem teve dois filhos Lucia e Marco Antonio.
• Na casa 3 morava uma família que não me lembro o nome.
• Na casa 4 morava seu Osmar, esposa e o Zizico (Vu, Vu) seu filho e uma agregada que era mãe de um menino que foi entregue a minha mãe para que ela criasse. O nome desse menino e Wilson e foi criado em minha casa como meu irmão.
• Na casa 5 morava o Adilson e sua irmã Adília e seus pais. O pai do adilson também trabalhava como cobrador de bonde.
• Na casa 6 morava D. Otede, marido e filhos.
• Na casa de numero 7 residia minha Tia Marina com seu esposo Mario e mais tarde com sua filha Marilene. Antes residiram nesta casa meu tio Mario (meu padrinho de batismo) sua esposa Ana (minha madrinha) e sua filha Marina (Marininha).
• Na casa de numero 8 moravam duas irmãs de caridade.
• Na casa de numero 9 o Sr. Albano(motorneiro de bonde), esposa e dois filhos.
• Na casa de numero 10 morava meu tio Felix com sua mulher Zelinda e seus filhos Paulo e Márcia.
• Na casa de numero 11 morava o Sr. Paulo e Esposa
• Na casa de numero 12 morava eu com minha mãe Cattarina meu pai Soares e meus irmãos Ronaldo e Marilda.
• Na casa de numero 13 morava o Dr. Pedro e esposa.
• Na casa de numero 14 uma senhora de idade chamada D. Lourdes que gostava de fazer quitutes para oferecer as crianças da vila
• Na casa de numero 15 morava minha tia Helena e seu marido Galeno Werneck e suas duas empregadas.
Abaixo fotos da responsável por eu estar agora relatando estes fatos. Minha mãe.

Minha mãe era filha de imigrantes Italianos que por sinal tiveram uma intima convivência com o Barão de Drumonnd o criador do Zoológico e que dizem ser também o criador do “Jogo do Bicho”. Contam que ele para estimular a visitação do Zoológico por ele construído, pedia ao meu avo que confeccionasse sapatos e sorteava os mesmos nos sábados e domingos para os visitantes e os sorteios eram baseados nos bichos ali existentes, daí a lenda de ser ele o criador do jogo do bicho.
Todos os meus parentes pelo lado materno sempre residiram neste Bairro e até falam que minha mãe, quando solteira, era uma das cortejadas pelo poeta Noel Rosa. Lembro-me perfeitamente da casa onde residiam meus avos que depois foi habitada pelo meu tio Mario, esta casa ficava quase na esquina da Rua Viana Drumonnd que na época possuía um pequeno morro e que hoje esta totalmente calçado e da acesso para a Rua Visconde de Santa Isabel.
Na Rua Barão de Cotegipe existe ate hoje umas 10 vilas, sendo que cinco (5) estão no trecho entre as Ruas Viana Drumonnd e Emilia Sampaio. As outras estão entre a Viana Drumonnd e Mendes Tavares e outras entre esta Rua Mendes Tavares e a Praça Barão de Drumonnd.
Entre as coisas de minha lembrança da infância estão as Batalhas de Confete e os Blocos de Sujo que eram realizados na Rua Barão de Cotegipe. As famílias vinham todas para suas portas para assistirem os desfiles dos Corsos e também dos Blocos que disputavam entre si apresentando suas alegorias e fantasias. Interessante e que quase todos os blocos que pertenciam a rua e eram originados de alguma vila e casa visinhas.
As marchas, sambas e frevos eram cantados e dançados por todos os participantes dos blocos e também por aqueles que assistiam. Todos participavam com a mesma alegria e respeito, principalmente às famílias. Vez por outra blocos de outros bairros também vinham participar do desfile.
O grande momento do carnaval se dava na Av. 28 de Setembro, onde os blocos vencedores das diversas ruas adquiriam o direito de desfilar nesta avenida. O grande vencedor da 28 de Setembro ia então participar do desfile da Av. Rio Branco que depois foi transferido para a Presidente Vargas e hoje acontece na Marques de Sapucaí. Entretanto posso frisar que o desfile de hoje e muito mais para os estrangeiros do que para participação do povo. Já não temos mais os blocos de sujo e as sociedades carnavalescas com a participação popular e hoje participam somente as sociedades fechadas e para o publico pagante.
Os blocos famosos como Bola Preta, High Life e outros blocos, já não desfilam mais pelas ruas da cidade e hoje se prendem aos bailes que promovem em suas sedes.
Quantas vezes, meus pais alugavam caixotes, para que nos crianças pudéssemos assistir o desfile na Av. Rio Branco
Não que eu seja contra o desfile de hoje que nos trás divisas e gera milhares de empregos, mas o meu saudosismo e muito mais pela harmonia e respeito que existia entre as famílias que participavam desta folia.
Mas não só de carnaval vivia a minha Vila Isabel e suas vilas. Vivíamos também da liberdade de passearmos pelas ruas do bairro com nossas bicicletas e patins, sem a preocupação de agressões e assaltos. Reuníamos todas as noites nas portas das vilas e aguardávamos que nossos colegas acabassem do jantar para então começarmos as nossas brincadeiras de carniça, pega-pega, esconde-esconde e chicotinho queimado. E muitas vezes meninos e meninas davam as mãos em suas brincadeiras de roda, cantigas e cirandas. A simplicidade e a inocência de muitos ainda não tinham sido atingidas pela prepotência e maldade. Davam-se as mãos crianças brancas, negros, judeus, católicos, portugueses, alemães e brasileiros e o amor predominava em cada coração. Nossos pais sabiam que quando não nos encontrava na casa de seu Albano, um motorneiro de bonde que morava na casa 9, poderia nos procurar na casa do Mario que morava na Rua Viana Drumonnd, pois sua casa dava fundo para nossa vila. A casa do Mario e também a do Zé Cabeção tinham imensos quintais e cheios de frutas como abil, mangueiras, cajá-manga e amendoeiras e não era de se admirar se por lá ficássemos durante horas. Todos estes personagens citados eram colegas de infância com quem brincávamos quase sempre.
Uma outra diversão nossa era empinarmos papagaios ou pipas. Os duelos eram travados no ar e a turma da vila vivia em brigas com a turma da Viana Drumonnd. Estas brigas normalmente duravam somente no momento da disputa e logo depois lá estávamos todos reunidos, ajudando uns aos outros para construir novos papagaios. Os morros do Andaraí e dos Macacos que também freqüentávamos para brincar com colegas que lá residiam, eram pouco habitados e a tranqüilidade era constante nos mesmos, salvo, em uma determinada ocasião quando surgiu na região um bandido, que era conhecido como Zé da Ilha e que aterrorizava os bairros e a cidade. Sua maldade era enorme, armava-se de navalha e ia esperar o bonde passar na Rua Barão de Bom Retiro e outras com trafego de bondes, para cortar as pernas dos que estavam nos estribos.
Teve uma morte violenta na subida do morro, pois a policia logo acabou com ele com mais de 50 tiros e a tranqüilidade voltou a reinar..
Foram muitas as Vilas que conheci neste meu caminhar, desde a vila mais simples, as vilas suntuosas e as vilas militares.

HISTORIA

No dia 12 de Setembro deste ano 10 (dez) dias após meu nascimento nascia também a Radio Nacional que foi instalada em uma das maiores vilas verticais existentes na época, que era o Edifício do Diário da Noite, um prédio com mais de 25 andares.
Alguns anos após meu nascimento, mais precisamente em 1942, muitas vezes fui com minha mãe ou minha tia Aida, ao auditório desta radio para assistir programas como Trem da Alegria com Iara Sales, Lamartine Babo e Héber de Bóscoli que também participavam do “Trio de Osso”. Seus componentes eram bastante magros. Outro programa que tive a oportunidade de assistir foi o “Programa Manoel Barcelos” que também tinha bastantes atrações, mas o programa que era bastante disputado para se conseguir lugares no auditório era o “Programa Cezar de Alencar”.
Neste ultimo as disputas para se elegerem Reis e Rainha do Radio acontecia quase todos os anos. Participavam cantores como Cauby Peixoto, Carlos Galhardo, Nelson Gonçalves, Marlene, Dalva de Oliveira, Ângela Maria , Emilinha Borba e outros. A disputa além de ser no auditório era também através da Revista do Radio
O relato abaixo foi escrito em 1956 por Moacyr Areas, na época Diretor Geral da Radio Nacional. Muitos destes Departamentos citados no relato já foram extintos.
Eis o relato:
Cada Diretor de Divisão, na Rádio Nacional, tem o seu gabinete diretamente ligado às sessões subordinadas. É fácil imaginar que importante área do edifício de ”A Noite” — um dos maiores prédios do Rio de Janeiro — é ocupada pelas oito Divisões componentes da estrutura da rádio nacional.
O Edifício de “A Noite” esta localizado na Praça Mauá no Rio de Janeiro.
Essa grandeza pode ser maior avaliada, se lembrarmos que, em 20 anos, a Rádio Nacional conseguiu aumentar o seu patrimônio em cerca de 20 vezes, às custas dos seus próprios recursos.
Paulo Gracindo em animado programa de variedades.
Ivon Cury era um entre as centenas de cantores e cantoras que faziam parte do cast da Nacional.
De dois simples e pequenos estúdios, no 22º andar, em 1936, possui hoje seis estúdios, sendo um especial para rádio teatro (o maior e melhor dotado da América do Sul, no gênero), um especial para rádio jornalismo (igualmente único em todo Continente); um palco estúdios de dimensões imponentes; dois estúdios para pequenos conjuntos e um grande estúdio de 3,72 metros quadrados, com vigas sobre espirais de aço e isoladores excepcionais e um moderno auditório de 496 lugares
É sempre motivo de saudades, hoje, revirar os arquivos da rádio nacional e analisar, com ternura e encantamento, seu crescimento maravilhoso, o impulso que ela tomou, desde seus primeiros dias, graças aos homens que tão bem souberam conduzi-la através dos anos e tão bem assentaram os seus alicerces. É como rever um álbum antigo de fotografias de uma família é como recordar antepassados. É como ir ao baú das recordações e relembrar, com os olhos umedecidos de emoção, pessoas e fatos que nos são gratos.
É este o caso, por exemplo, do grande acontecimento ocorrido a 12 de setembro de 1936. Era um sábado. A nova emissora, que, havia alguns dias, vinha funcionando em experiências, acabou de retransmitir a “Hora do Brasil”. O último andar do edifício de “A Noite” estava em festas. Noite de gala. 21 horas. Ouviu-se, primeiramente, a característica musical da estação que ia nascer: “Luar do Sertão”, de Catulo da Paixão Cearense e João Pernambuco, em solo de vibrafone por Luciano Perrone. Logo depois, a voz do locutor Celso Guimarães:
Alô Alô Brasil Aqui fala a Rádio Nacional do Rio de Janeiro
Em seguida, a grande Orquestra do Teatro Municipal executou o Hino Nacional Brasileiro. Em nome do Presidente da República, falou o presidente do senado, Sr. Medeiros Neto, que proferiu as seguintes palavras:
“Tenho a honra de inaugurar a Sociedade Rádio Nacional. Declaro inaugurada a Rádio Nacional, PRE-8. Ouviram todos os brasileiros que esta inauguração foi precedida das notas do Hino Nacional, cujos compassos iniciais marcam os primeiros passos gigantescos desta novel sociedade e que constitui grande elemento de defesa deste grande legado de nossos antepassados que é o nosso Brasil. Aqui se levanta mais uma voz pela paz e pela defesa de todos quanto souberem, nesta hora terrível para a humanidade, compreender que ela é mais uma garantia de que na nossa pátria, a liberdade terá sempre um culto.A estação que neste momento se inaugura nasce sob a proteção de uma empresa que em todos os tempos tem sido arauto das grandes aspirações do povo — a “A Noite”. Está inaugurada a grande estação da Sociedade Rádio Nacional.
Ivon Cury era um entre as centenas de cantores e cantoras que faziam parte do cast da Nacional.
Logo depois, a PRE-8 procedeu a sua primeira irradiação externa, com seus microfones instalados no Palácio de São Joaquim, onde S. E., o Cardeal D. Sebastião Leme, abençoando a nova emissora, disse o seguinte:
Duas palavras de benção pela inauguração da Sociedade Radio Nacional, pois de benção está sempre transbordando o coração boníssimo do Cristo. - Assim, abençoe Deus esta poderosa rádio emissora, para que no céu da pátria saia a espargir sementes de paz, ordem, amor, fraternidade, que, desabrochando em alegria cristã, fecunde a vida e o trabalho de todos os lares brasileiros.
Falaram, ainda, o Sr. Nobre de Mello, embaixador de Portugal, ministro Gustavo Capanema, embaixadores da França e do Japão, vereador Ernani Cardoso, Srs Lourival Fontes representante do prefeito padre Olimpio de Melo, Nelson Dantas, presidente da Confederação brasileira de Radiodifusão, Herbert Moses, presidente da associação brasileira de imprensa, Castelar de Carvalho, em nome do vespertino “A Noite”, e Cauby de Araújo, primeiro presidente da Sociedade Rádio NacionaL.
Ao ato de inauguração compareceram ainda os ministros Agamenon Magalhães, Sr. Tavares Bastos, Sr. F. ª Silva Reis, representando o Sr. Antonio Carlos, presidente da Câmara Federal, os Srs. Calmon de Brito, Gilson Amado, Silvio Brito, Major Lessa Bastos e Aurino de Moraes, representando, respectivamente, os ministros da Justiça, Viação, Fazenda, Guerra e Agricultura, os deputados Morais Paiva e Barreto Pinto e o maestro Lorenzo Fernandez.
Oduvaldo Cozzi, locutor, anunciou a primeira parte do programa inaugural, com acompanhamentos pela Orquestra do Teatro Municipal, sob a regência do maestro Henrique Spedini e contando com a participação de Bidu Sayão, Maria de Sá Earp, Giuseppe Danise, Bruno Landi e Aurélio Marcatu, além dos pianistas Mario Azevedo e Dyla Josetti.
A segunda parte do programa foi realizada Pela grande orquestra de concertos da Radio Nacional, sob a regência do maestro Romeu Ghipsman, tendo Radamés Gnattali ao piano. Participaram da audição os novos contratados da emissora, entre eles os sopranos Abigail Parecis, Dolly Enor e Gilda Fernese e o tenor Pasquale Gambardella.
Celso Guimarães, a seguir, tornou ao microfone, já então para apresentar outros integrantes do elenco que se formava: Osvaldo Diniz Magalhães, professor de ginástica, a locutora Ismênia dos Santos, que realizaria um programa feminino e um programa infantil, Sônia Carvalho (por coincidência, cunhada do locutor), Marilia Batista e Aracy de Almeida, cantoras de samba; Elisinha Coelho e Silvinha Melo, intérpretes de música folclóricas; Amália Diaz, cantora de tangos; Roxane interprete de canções francesas; Orlando Silva e Nuno Roland, músicas brasileiras; Bem whigt e Bob Lazy, de músicas americanas; Mauro de Oliveira, de tangos; e o fadista Joaquim Pimentel.
Revendo esses papéis antigos, voltando aos dias que deixaram saudades, vamos encontrar, por exemplo, a primeira transmissão esportiva realizada pela Nacional. Foi no dia seguinte ao de sua inauguração. Um domingo. Oduvaldo Cozzi, o locutor. Jogo: Flamengo e Fluminense, no campo deste último. E a emissora ainda deu informes sobre o encontro do Vasco e São Cristóvão, que se realizou na mesma tarde, assim como de provas de atletismo e motociclismo.
Na quarta-feira, 16 de Setembro, Ismênia dos Santos lançou seu primeiro programa feminino “Hora das Damas” — que passou a ser transmitido as segundas, quartas e sextas-feiras, as 18 horas. Mas já um dia antes, na terça-feira, 15, seu programa infantil — “programa dos Garotos” — havia sido irradiado e passou a ir ao ar as terças, quintas e sábados no mesmo horário do outro.
É curioso notar, também, que o primeiro horário de funcionamento da rádio Nacional obedeceu a seguinte programação:
06h15min — início das transmissões
08h15min — intervalo
11h00min — volta da programação
13h00min — intervalo
15h00min — volta da programação
16h00min — intervalo
18h00min — volta da programação
23h00min — final
Ainda no dia de sua inauguração — isto é: no sábado, a tarde, um avião decorado (em forma de cometa) sobrevoou todos os bairros da cidade, anunciando a festa inaugural da emissora e atirando folhetos de propaganda, alguns dos quais continuam frases que davam direito a prêmios de 10, 50, e 500 mil réis. O maior desses prêmios coube ao sr, Arthur Carvalho Laguna, empregado no lacticínios Vitória, na rua Ibiapina,5, na Penha, e residente da rua Urussaí, 168. No dia seguinte o Sr. Laguna, em companhia de seu amigo Jacy Coimbra, recebeu, ao microfone, o premio que lhe coube, pois nosso companheiro Genolino Amado lhe entregou a cédula nº 037.468, no valor de 500$000.
A cantora argentina Tânia, cognominada de “A Rainha do Tango”, que estreou a 24 de setembro de 1936, foi a primeira atração internacional contratada para atuar na Radio Nacional.
No dia 21 de Setembro a Nacional não irradiou. É que, então, festejou-se, no Rio, o dia do Rádio, e todas as emissoras cariocas silenciaram, e, a 20 do mesmo mês ela realizou sua primeira transmissão fora da cidade, numa reportagem de Oduvaldo Cozzi sobre a “corrida da Primavera”, de Petrópolis promovida pelo vespertino “A Noite”.
Três meses depois de ser inaugurada, começou a Nacional a apresentar programas de radioteatro, constando os mesmos de peças de um ato, traduzindo (do castelhano) por Celso Guimarães. O primeiro original escrito especialmente para E-8 foi de autoria de Genolino Amado e teve como intérpretes o próprio Celso e Amélia de Oliveira. E, a 6 de agosto de 37, a Nacional lançou seu “teatro em casa”, com a comédia em dois atos “oh, meu irmão, salve-me”, do espanhol Miguel Scuder, adaptada por Júlio César e traduzida por Simões Coelho. Foram seus intérpretes: Mesquitinha, Paulo Ferraz, Manuel Pêra, Arnaldo Coutinho, Violeta Ferraz, Maria Grillo (mãe de Amélia de Oliveira), Olga Nobre e Emilia Pêra. Foi no “Teatro em Casa” que Ismênia dos Santos estreou como radioatriz, assim como a atriz e corretora Zezé Fonseca e a atriz Abigail Maia. Nele chagaram a trabalhar, ainda, Isis de Oliveira, Brandão Filho, Floriano Faissal, Altivo Diniz, Letícia Flora e muitos outros.
O êxito obtido pelo radio teatro fez com que, em 1939, a Nacional contratasse seu primeiro escritor exclusivo, para o gênero: o paulista Amaral Gurgel, que foi traduzido por Celso Guimarães, também outro homem de teatro veio se juntar ao grupo: Vitor Costa. E outros mais: Saint Clair Lopes, Floriano Faissal, etc. E finalmente, em 5 de junho de 1941, Vitor Costa lançou a primeira história-seriada do rádio brasileiro: “ Em Busca da Felicidade”, romance do cubano Leandro Blanco, adaptado por Gilberto Martins, na interpretação de Zezé Fonseca, Iara Sales, Rodolfo Maier, Isis de Oliveira, Floriano Faissal, Saint Clair Lopes, Brandão filho e outros.
Vamos encontrar ainda nessa reminiscência que foi a perfumaria Lopes S. A. o primeiro anunciante da rádio Nacional, e, em ondas curtas, foi a firma Stuart & Cia. (Leite de Colônia), que assinou contrato em janeiro de 1943, para um programa de 25 minutos, aos domingos, às 20 horas, horário este que permanece, até hoje, sob o mesmo patrocínio. Coube ao laboratório Urodonal-Fandori a primazia de possuir um cantor exclusivo: Orlando Silva, que cantava, as quintas — feiras, às 21 horas.
O primeiro programa de montagem foi o “curiosidades musicais”, de Almirante, que estreou, a 2 de abril de 1938, tendo como patrocinadores os produtos Eucalol. Este produto foi vendido por intermédio de empresas de propaganda Brasil, por 700$000 por audição. E coube ainda a Almirante laçar o primeiro programa de brincadeiras de auditório: “caixa de perguntas” patrocinado por BY-SO-DO, vendido a 400$000 por semana e que estreou a 5 de agosto de 1938. Finalmente, foram os “instantâneos sonoros brasileiros”, produzidos por José Mauro e Almirante, os primeiros programas com montagem de grande orquestra e direção musicais de Radamés Gnattali. Preço: um conto de réis por audição.
A Rádio Nacional foi a primeira emissora do Brasil a organizar uma redação própria para noticiários, com a rotina de um grande jornal.
É curioso lembrar o que ocorreu em dezembro de 1940. o faturamento da rádio não havia alcançado ainda a cifra de 150 contos de réis e o Departamento Comercial instituiu uma campanha para alcançar o faturamento de 300 contos, criando um prêmio de 5 contos para o corretor que maior verba obtivesse. Venceram, respectivamente, o primeiro e o segundo lugares, os Srs. Dário de Almeida e Luís Vassalo. E a Nacional faturou nada menos que 307 contos de réis.
Seria um não mais acabar de histórias curiosas se continuássemos a colher, carinhosamente, tudo que há nos arquivos da Rádio Nacional; tudo que fala de sua realizações nesses 70 anos de existência, todas as suas grandes iniciativas. A Nacional cumpriu, até hoje, fielmente, a previsão do senador Medeiros Neto, em suas primeiras palavras ao microfone, quando aquele legislador afirmou que ela seria uma voz em defesa da liberdade. Eminentes campanhas altruísticas tiveram o apoio da Rádio Nacional. E sua obra é conhecida de todos. Caberia aqui salientar, ainda, que foi a PRE-8, num programa de almirante, que nacionalizou a canção americana “Happy Birthday to you” (“parabéns pra você”) e que foi na programação de seu quinto aniversário, a 14 de setembro de 1941, que foi executada em primeira audição, o famoso “concerto nº 1, para pianos e orquestras”, de Radamés Gnattali.
Finalmente nesse momento em que a maior emissora da América Latina se prepara para a televisão, é curioso transcrever o que publicava, a 26 de setembro de 1936, em sua edição das 15 horas, o vespertino “A Noite”:
“Revistas recentemente chegadas de Londres noticiam as experiências feitas, com sucesso, aliás, na primeira emissora de televisão, instalada nos domínios de John Bull. Embora não perfeitas, são, contudo, de molde a indicar um futuro próximo brilhante para o sucedâneo do rádio. As mesmas revistas prevêem que, em pouco tempo, menos de um lustro, a televisão será um realidade em todo o mundo e que, onde se erguem, hoje, as torres das sociedades de “ Broadcasting”, serão edificados estúdios próprios à televisão à distância, de figuras vivas e movimentos.
As nossas emissoras cariocas devem ir se preparando, pois, para a televisão também já estavam vindo.
Mas vale a pena salientar que foi a Rádio Nacional quem primeiro realizou experiência de televisão na América do sul, há quase dez anos, quando transmitiu, diretamente de seus estúdios, o programa “Rua 42”, produzido por Marques Nunes e animado por Manuel Barcelos.
No mundo do rádio — teatro
Três meses após a sua inauguração, isto é, em dezembro de 1936, a Radio Nacional passou a intercalar pequenas cenas de rádio-teatro entre números musicais.
A 6 de agosto de 1937, inaugurava-se o “Teatro em Casa” para a irradiação de peças completas, semanalmente. A inauguração, sob grande expectativa, realizou-se com a peça de Miguel Escudeiro — “Ó Meu Irmão Salva-me”. Atores e atrizes de teatro interpretaram os respectivos papéis.
O rádio-teatro iniciava a sua marcha de vitórias.
O dia 5 de junho de 1941 ficará na história do rádio brasileiro como a data mais importante da rádio-teatro.
Exatamente ás 10 e meia da manhã, o locutor anunciou:
-Senhoras e senhoritas, o famoso creme dental colgate apresenta... o primeiro capítulo da empolgante novela de Leandro Blanco em adaptação de Gilberto Martins — E-M B-U-S-C-A D-A F-E-L-I-C-I-D-A-D-E
Um vento de emoção varreu o país de norte a sul. Era a primeira autêntica história seriada radiofônica, que haveria de durar 2 anos menos um mês, e que marcaria uma época, assinalando novos rumos, abrindo outros horizontes, expandindo negócios e as oportunidades artísticas.
Os patrocinadores de “em busca da felicidade”, subestimando o êxito da iniciativa, prometeram fotografia dos artistas da novela e um álbum com o resumo das mesmas aos ouvintes que enviassem um rótulo “Colgate”. No primeiro mês chegaram 48.000 pedidos e as perspectivas eram de aumento em progressão geométrica. Cessou o oferecimento.
A primeira novela na Rádio Nacional provocou uma tempestade emocional entre os ouvintes.
Pela primeira vez, na história do rádio brasileiro, cantores e locutores eram sobrepujados em popularidade pela comédia do rádio-teatro.
Os artistas que trabalhavam na novela ficaram, algum tempo, praticamente impedidos de transitar pelas ruas, tal reboliço que provocava a sua aparição.
Um deles, cujo papel era de vilão, teve de se refugiar numa casa comercial, em face da revolta de um grupo que o reconheceu.
Outro papel de médico, (lembram-se do Dr. Mendonça?), recebeu uma senhora, que veio à rádio, especialmente, fazer-lhe uma consulta.
Reunião do cast do Rádio Teatro. A primeira novela do Rádio foi "Em busca da Felicidade". Os atores não podiam circular na rua, tamanha sua popularidade.
E até houve o grande português da novela, Benjamim Prates de Oliveira, no papel, que teve a visita de um homem que se apresentava como seu primo em Portugal.
E depois de 1943, acabada “Em busca da felicidade”, no mesmo autor, surgia “O romance de Glória Marivel”. E veio a invasão das novelas no período noturno, com “Predestinadas” à frente, seguindo-se-lhe “Maldição”, “Renúncia” (com fantástica repercussão), “fatalidade” e muitas outras.
A novela tinha assegurado o seu triunfo. A ela pertencem até hoje horários dos melhores índices de audiência da rádio nacional. Quinze anos depois da primeira novela, ou seja, no momento em que a Rádio Nacional comemora 20 anos de existência, o rádio-teatro dispõe de alta percentagem, cerca de 50% das transmissões diárias, com exceção da madrugada, incluindo 14 novelas por dia.
Mas nem só de novelas vive a Rádio-Teatro. Aliás, sua atividade fora da novela é mais extensa, no decorrer dos anos. As peças completas e os programas mistos, sob sua responsabilidade, apresentam um quadro também impressionante.
Este total compreende 11.270 horas de irradiação, pouco menos que o total da novela, mas um número de intervenções superior, pois alguns programas são de menos de trinta minutos.
Até dezembro de 1955, o Rádio-Teatro Nacional irradiou 861 novelas, as mais ouvidas do rádio brasileiro, segundo as mais seguras pesquisas de audiência.
Esses números equivalem a mais de 11.756 horas de irradiação consecutiva. Isto significa que, depois de “Em busca da felicidade”, se o Rádio-Teatro resolvesse transmitir todas as novelas já irradiadas, noite e dia, incessantemente, gastaria 1 ano, quatro meses, quatro dias e vinte horas e meia.
O papel utilizado nesses 23.513 capítulos daria para erguer uma torre de 4 quilômetros de altura. Neste mundo, registram-se cerca de 470 mil atuações de atores e atrizes, número superior a da população da maioria das capitais brasileiras.
Sonofonia (o som ornamental)
O leitor, tão acostumado a ouvir as novelas de Rádio-Teatro nem repara nos efeitos musicais empregados.
Entretanto eles são fundamentais. Graças a eles, os ouvintes são atingidos pela intensidade ideal que o autor imagina.
A seção de sonofonia, que cuida somente desses efeitos, vive na Rádio Nacional a trabalhar com 4720 discos, cujas músicas ou outros ruídos completam o clima e a intenção das inflexões dos intérpretes e da decoração sonora da sonoplastia. Esta é a sonofonia, uma arte eminentemente especializada, também, e que é uma das garantias do êxito do Rádio-Teatro da rádio Nacional.
A Rádio Nacional foi a primeira emissora do Brasil a organizar uma redação própria para noticiários, com a rotina de um grande jornal.
Tal como a ação do sonoplasta que se manifesta num plano real, a do sonofonista se desenvolve num plano psicológico, procurando identificar com exemplos musicais as emoções das cenas representadas. Eis que este homem também é um artista, suficientemente arguto para perceber entrelinhas do script as inflexões que o autor empregará durante o desempenho. Como profissional, seu principal conhecimento, como no caso da equipe de sonofonistas da Rádio Nacional, será o da discografia especialmente clássica, onde os motivos são mais ricos e variados.
A sonofonia, através da música primordialmente, estabelece os pontos finais, as definições últimas de uma idéia, as reticências. É também um mundo mágico e maravilhoso.
II Sonofonia (o som ornamental)
A sonofonia da Rádio Nacional nasceu junto com a primeira novela, ou seja, em junho de 1941. Era um simples prolongamento da discoteca, mas já com simulacro de organização;
A) seleção de música e ruídos;
B) Execução no controle
Em 1943, a sonofonia conquistara independência funcional, embora utilizando ainda o material da discoteca. Em 1945 teve a sua primeira sala, e material separado do da discoteca.
Hoje, é uma seção tremendamente atuante no mundo do rádio-teatro, e seus funcionários exercem o complicado e delicado mister de ler todos os originais, marcar as músicas e ruídos apropriados e executar esses sons no controle.
A seção de sonofonia utiliza para esse fim:
DISCOS DE 10 POLEGADAS
Gravações da casa. . . 1000
Comerciais. . . . . . . . . . .400
DISCOS DE 12 POLEGADAS
Gravações da casa. . . . 1700
Comerciais. . . . . . . . . . .750
DISCOS DE 16 POLEGADAS
Gravações da casa. . . . .870
Entre os grandes êxitos da sonofonia da Rádio Nacional, destaca-se a montagem espetacular de um ciclone na novela “o direito de nascer”. Seguidamente, seus funcionários movimentam-se para obter novas peças próprias, com ruídos de tráfegos, cantos de índios, batuques, tempestades, etc.
Sonoplastia (ou a arte mágica dos ruídos)
Já imaginaram ouvir a irradiação de uma peça, sem um ruído sequer?Já imaginaram ouvir uma violenta cena de luta, sem passos confusos, socos, cadeiras jogadas ao chão, louças quebradas, tiros? Seria música sem instrumento ou discurso sem palavras.
Neste exato momento entra em ação o contra regra ou sonoplasta “vive” e “sente” as situações que o microfone está captando. Se o papel é de um vilão brutal e arrogante, o sonoplasta deverá produzir os seus passos violentos. Seu personagem é a mocinha, a idéia a ser transmitida será de uma figura frágil, que anda com passos leves e faz gestos delicados.
A Lavadeira
Na equipe da Rádio Nacional, uma longa prática resultou numa seleção dos melhores sonoplastas do Brasil.
Com bom ouvido e boa memória, acompanham a distância os diálogos, realizando simultaneamente a decoração dos ruídos.
Às vezes, há um acúmulo tão grande de situações diferentes, que não lhe é possível acompanhar o desenrolar pelo “script”. Revela-se então, o profissional insubstituível movimentando como um mago o mundo estranho dos ruídos.
O Inquieto Mundo das Notícias
A Rádio Nacional foi a primeira emissora do Brasil a organizar uma redação própria para noticiários, com a rotina de um grande jornal (impresso) diário.
De um simples núcleo de dois ou três encarregados, armados de tesoura e cola, para preparar o jornal falado com notícias do vespertino “A Noite”, a Rádio Nacional construiu uma divisão de rádio-jornalismo, com mais de uma dezena de redatores, secretários — de — redação, rádio — repórteres, informantes e outros auxiliares, além de uma sessão de divulgação e uma sessão de esportes completa, e um boletim de notícias em idioma estrangeiro, que cobre todo o continente.Com esta organização, a Rádio Nacional passou a ter voz atuante nos acontecimentos nacionais e internacionais, sendo citada, no país e no exterior, como fonte de notícias.
A Reportagem
A sessão de reportagens, com um chefe e cinco rádio-reporteres (inclusive uma mulher), não só dá Assistência a secretaria de redação, como funciona autonomamente para irradiar um programa diário de entrevistas, fragrantes, mesas-redondas ou reportagens de diversos tipos.
Esse rádios-repórter estão sempre a postos para irradiar, de qualquer ponto da cidade, um acontecimento importante e inesperado.
A adoção de sistema linear na redação de notícias vem permitindo à Rádio Nacional um rigoroso controle da produção dos seus redatores. O secretário distribui a matéria, e dia a dia, um auxiliar especial controla a produção individual, para mapas mensais. A Direção divisão de rádio-jornalismo tem, assim, a exata medida da capacidade de produção de cada um, bem como fica apta a intervir na melhor distribuição das matérias por parte da secretaria de redação.
No ano de 1952, a oscilação indica uma superprodução, que se deveu à campanha nacionalista do petróleo, a que durante seis meses a rádio nacional se dedicou.
Esportes
A primeira vez que a rádio nacional realizou uma inovação no mundo dos esportes estabeleceu um novo vínculo entre a crítica e a execução. Lançou um concurso entre figuras de esporte para revelar um novo “astro” da locução esportiva. O técnico Ademar Pimenta, que em 1938 dirigiu a seleção nacional no campeonato do mundo, foi o vencedor a Rádio Nacional inaugurava, assim, uma nova oportunidade aos homens do esporte para o seu ingresso “no outro lado”, isto é, no setor da crítica e da reportagem.
Em 1946, as transmissões de futebol da Rádio Nacional realizaram uma verdadeira revolução em matéria de reportagem radiofônica. Era o sistema duplo, dividindo a cancha em dois setores, cada qual “ocupado” por um locutor colocado de preferência na zona de ataque de cada quadro. O sistema duplo foi inspirado no moderno método de arbitragem em trio, com os “bandeirinhas” colocados em ângulos opostos.
Posteriormente, o sistema duplo, já adotado por outras emissoras de todo o país, foi aperfeiçoado com informantes de “goal”, repórteres volantes colocados atrás das metas.
As atenções da sessão de esportes da Rádio Nacional distribuem-se por todos os setores esportivos nacionais e internacionais. Seus locutores e repórteres já viajaram praticamente por todos os países da América e Europa, a serviço da informação esportiva. E não só o futebol, mas o turfe, o basquete, o automobilismo e toda a sorte de atividades esportivas amadoras, estão sob as vistas de uma equipe de mais de vinte profissionais. - Além das já famosas Reportagens Esportivas Brahma, aos sábados e domingos, a Rádio Nacional apresenta, diariamente, sob o patrocínio de “The Sidney Ross Co” o programa “No Mundo da bola”, recordista em audiência no seu horário.
O programa “Resenha Esportiva Superball”, há 12 anos sob esse patrocínio revolucionou os horários de audiência esportiva dominical. Todas as resenhas de esportes eram transmitidas entre 19 e 21 horas. A “Resenha Esportiva Superball”, para apresentar um noticiário mais completo de todo o mundo, foi para o ar às 22h30min horas e venceu.
Novamente, neste livro da Rádio Nacional, surge a expressão —“traço-de-união”.
É o que temos sido com os colegas de outros países do mundo, principalmente no setor de esportes.
Os representantes das Emissoras Estrangeiras, quando em viagem ao Brasil, encontram na Rádio Nacional o ambiente de camaradagem e colaboração para o melhor cumprimento de suas tarefas.
O Campeonato Mundial de Futebol, realizado no Brasil em 1950, foi o ponto culminante desta atividade internacional. A Rádio Nacional deu assistência técnica a todas as emissoras estrangeiras que a solicitaram; organizou serviços especiais de informação e entendimento; estabeleceu inter-relações que resultaram em proveito geral.
Em idioma espanhol, diariamente a Rádio Nacional transmitiu a marcha do Campeonato Mundial a fim de colocar os ouvintes da América Latina a par do maior acontecimento esportivo até hoje realizado em nosso país.
Divulgação
A Seção de Divulgação, de caráter eminentemente externo, estabelece os vínculos de relações-públicas com a imprensa de todo o país subordinada ao diretor da divisão de Rádio-Jornalismo, tem, entretanto uma área de grande influência em todo o setor de “broadcasting” e publicidade da emissora. Todos os lançamentos de programas, os planejamentos de apoio publicitário, a propaganda da rádio e seus artistas, estão a seu cargo.
Setor Político.
Uma importante parte de tarefa da redação e da seção de reportagens está inteiramente dedicada ao setor político.
Assim, os diversos secretários estão entrosados com um repórter de plenário na Câmara dos Deputados, um repórter que realiza a cobertura dos trabalhos das comissões, um informante no Senado Federal, um repórter na Câmara dos Vereadores do Distrito Federal, e dois elementos permanentemente encarregados de coordenar todo o noticiário político para o programa “Antena Política”.
Além disso, a Rádio Nacional mantém no Palácio Do Catete dois representantes jornalísticos e um operador e completo equipamento de reportagem, para transmitir diretamente da sede do Governo da República a qualquer momento e, todos os dias, um boletim intitulado “Aconteceu no Catete”.
Majestade a Notícia
A principal reportagem da redação de jornais-falados da Radio Nacional é sua Majestade, a notícia. Antigamente, em todas as emissoras do Brasil noticioso não era sequer redigido, pois jornais impressos inteiros eram lidos ao microfone, com um primitivo senso de ordem.
A Rádio Nacional implantou o sistema do “Lea d” radiofônico, que consiste no impacto inicial sintético das principais informações que um acontecimento possa conter.
Hoje, um redator da Rádio Nacional, ao receber de um repórter uma informação, pergunta-se a si próprio, antes de redigi-la, qual o grau de interesse humano que poderá extrair dos dados fornecidos, até onde a notícia poderá interessar a um maio numero de pessoas, etc.
Simultaneamente a Rádio Nacional criou o sistema linear de paginação dos seus jornais falados. Consiste este sistema na numeração das linhas de cada notícia, permitindo ao secretário de redação paginar cada noticioso com numero de linhas exato necessário ao preenchimento de determinado espaço.
Embora não seja uma emissora especializada em esportes, a Rádio Nacional vem mantendo, a sua liderança de audiência nas trans missões esportiva.
Uma demonstração do poderio de penetração esportiva da Rádio Nacional foi os dois concursos intitulados “Melhoral dos Cracks”, que eletrizou a nação inteira. Lançado em 1948, com a eleição de Tesourinha, o atacante do Rio Grande do Sul, o concurso assumiu proporções, vamos dizer assombrosas, em 1950, quando Ademir, o extraordinário jogador natural de Pernambuco, foi eleito com 5.304.935. Cada voto deveria ser acompanhado de uma carteirinha de Melhoral. O total de votos desse concurso atingiu a cifra espantosa (para um concurso de rádio) de 19.105.865.
Cinema
O público do cinema tem no setor especializado da Rádio Nacional uma inesgotável fonte de orientação e notícias. Viagens ao estrangeiro, incluindo Hollywood, marcam vitoriosamente esse trabalho.
“Este setor de cinema esta incondicionalmente ao lado do cinema brasileiro, tendo ao seu favor iniciativas de retumbantes sucessos como a “terceira semana” levada a efeito em Vitória, no Espírito Santo, e “ quinta semana” em Caxambu. Furos autênticos tem sido dados diretamente de locais como Buenos Aires, Punta Del Este, e Hollywood. Já falaram ao microfone da Rádio Nacional-Bob Hope, Danny Kaye, Eleanor Parker, Ilona Massei, Carmem Miranda (em memorável reportagem), Vic Damone, Jossé Ferrer, Van Johnson, Fred Mac Murray, Von Stronheim, Ann Miller, Daniem Gelim, Jane Powell, Walter Pidgeon, Honda Fleming, Jeannete McDonald, Gene Raymond, Janete Gaynor, Errol Flynn e muitos outros.
Todos os grandes artistas do cinema brasileiro já estiveram ao nosso microfone. E noite de gala no Municipal, foi entregue à Rádio Nacional, pelos seus serviços em favor do cinema brasileiro, um troféu famoso “Índio”. Na Galeria Cruzeiro, em pleno coração do Rio, os cariocas param todos os dias para orientar-se através do “Placard de Cinema da RN”.
Os efeitos da orquestra
A orquestra de hoje é um dos maiores motivos de orgulho da Rádio Nacional. Não somente pelo que ela representa de grandiosidade e eficiência, mas pelas vitórias sobre várias duras etapas conquistadas desde os primitivos regionais, passando pela All Stars, (lembra-se?), a carioca a Típica Corrientes, à primeira orquestra brasileira à orquestra de concertos PRE-8, ao quarteto Borgerth, a orquestra da Rádio Nacional conseguiu atingir a um máximo ideal de preparação para o difícil trabalho radiofônico.
Norma Benguel e Paulo Gracindo concedendo a coroa de Rei do Rádio para Orlando Dias.
Os grandes Programas
Depois que a Rádio Nacional abandonou o terreno das improvisações, inaugurou no Brasil a era dos programas de alta montagem. Aos seus maestros e arranjadores foi designada a missão cada vez mais difícil, a de encontrar (ou compor) efeitos musicais que realizassem “fundo sonoro” capaz de enriquecer a impressão auditiva. Esta é a música verdadeiramente radiofônica, que nasce dos laboratórios da Divisão Musical, e à qual daríamos o nome de “música concreta”, pois ela dá forma as abstrações do microfone: É ela que colore as vozes neutras e que interpreta a própria alma recôndita das coisas, pois lhe dá uma medida sonora e intencional.
O tesouro escondido
Nem Lafitte, Morgan ou os outros piratas que assolaram os mares com as bujarronas de seus barcos infladas ao sopro da aventura e da ambição conseguiram amealhar dobrões de ouro mais valiosos que o tesouro que este mapa nos revela:
AMÉRICA DO SUL
BRASIL
RIO DE JANEIRO, DF
PRAÇA MAUÁ
RÁDIO NACIONAL
20° ANDAR
SALAS N°s 2016, 2017, 2018
Eis o tesouro
Milhões e milhões de notas, tilintantes de harmonia, transformaram o - Arquivo Musical da Rádio Nacional na maior e mais rica arca melodiosa da América Latina.
Os operários da canção
Assim como uma “Jeúne-fille”, que se prepara para o “debut” na sociedade, a música requer especialíssimos cuidados, mesmo nascendo num berço de ouro ou brotando de uma caixa de fósforos boêmia. Para caminhar pela estrada do sucesso, ela precisa de:
Figurinistas (copistas)
Uma “toillete” de “soirée” (roupagem musical).
“Demoiselles d’honneur” (coro).
Acompanhantes (regional ou orquestra).
E a música passa longas horas no salão de beleza musical antes de entrar no estúdio.
Realizando o extenuante serviço pelos operários da canção, a música brilhará nas paradas musicais ou passará despercebida. Ninguém sabe. A música tem o destino da criatura. E a culpa não caberá a esses operários, pois por melhor que seja um salão de beleza ele não poderá criar jamais uma Vênus.
Chuva de estrelas. . . E Astros
Em um momento emocionante o do encontro diário com as “estrelas” e “astros”
Da Rádio Nacional. Nosso elenco mobiliza as maiores camadas de público desde o pós-guerra, quando rádio se transformou na diversão popular por excelência, a Rádio nacional destacou na sua programação os grandes nomes que os fãs adoram e procuram. Continuação do Livro sobre a - História da Rádio Nacional do Rio
A Técnica
O conjunto de 59 homens que compõe a Divisão Técnica da Rádio Nacional tem mil olhos e mãos para movimentar as seguintes tarefas, que são a própria alma do “broadcasting”:
a) Operação de 5 controles, para confeccionar o som, eletronicamente, na programação de 24 horas diárias, distribuídas por 6 estúdios.
b) Manutenção no ar, durante 19 horas e meia por dia, de 2 transmissores de FM.
c) Manutenção no ar, durante 19 horas e meia por dia, de:
1 transmissor de ondas médias de 50 kWs.
2 transmissores de ondas curtas de 50 kWs.
2 transmissores de ondas curtas de 10 kWs.
d) Manutenção no ar, durante 4 horas e meia (de madrugada) de 1 transmissor de ondas médias de 25 kWs.
e) Execução de todas as tarefas de transmissões fora da sede.
f) Execução de todas as reportagens e programas dentro e fora da sede.
g) Execução de programas transmitidos das viaturas preparadas para tal fim.
A Vitrina dos Milagres
No grande auditório, em penumbra, há momentos de “suspense”. O programa está se desenrolando no maior estúdio da América do Sul. Vai ser iniciada a sua audição. Os homens que vão dirigir o seu espetáculo estão parados, como estátuas, voltados para uma janela de luz, ao alto à esquerda. Aguardam um sinal. Silêncio. Setenta músicos e professores, o maestro, os cantores, os contra-regras e nós, também, prezado leitor, que estamos sentados no auditório, vimo-nos contagiados pela expectativa, e voltamos nossa cabeça para o alto, para a vitrina iluminada. A mão de um homem, naquela janela, desce, e nossos ouvidos são fulminados pela festa do som. Uma engrenagem de máquinas e corações foi posta a funcionar. - Aquela é sem dúvida a vitrina dos milagres.
Que é isto, a vitrina dos milagres?
É o controle-geral da Rádio Nacional. Aqui se distila e beneficia o som dos maiores programas orquestrais e mistos da programação. Aqui esta vitrina dos milagres, onde se instala as principais mesas e equipamento de controle da Rádio, é o cérebro que comanda os cinco sentidos mecânicos da estação.
a) O CONTROLE DA RÁDIO-TEATRO, dependência inédita pelas suas proporções e especialização, no mundo inteiro;
b) O CONTROLE DOS ESTÚDIOS-GÊMEOS NO 21º ANDAR;
c) O CONTROLE DO RÁDIO-JORNALISMO, um dos mais modernos na sua especialização.
e) A SAIDA DO SOM PARA OS TRANSMISSORES.
Os Trampolins do Som
Esta floresta de antenas, torres e postes constituem os trampolins do som.
Aqui, a alegria, a notícia, a cultura, batem nos trampolins e se elevam e se irradiam por todo o globo.
De um simples transmissor de ondas médias, de 25 kws., em Moça Bonita, há 20 anos atrás, surgiu esse parque de Parada de Lucas. Os trampolins são agora acionados por nove transmissores.
Nos transmissores, em Parada de Lucas, deparamos com 5 sistemas de antenas direcionais RCA, por ondas curtas, para 50 kws.
Cinco antenas “doublet” de três elementos dobrados, para 50 kws., com linhas de alimentação em 600 ohms, e sistema de chave de reversão (único no mundo, citado especialmente em “Rádio Antena Engineering” por Laport) a saber:
E ainda uma torre metálica irradiante para ondas médias, 50 kws., com altura de 162 metros e 25 centímetros, trabalhando em 980 kc, onda de 306,1 metros.
Nos estúdios na Praça Mauá, no alto do edifício de “A Noite”, há mais dois trampolins de som:
1 antena “Pylon” da RCA, para transmissor FM de 5 kws. (a única existente no Brasil).
1 antena “Terraplano” para o transmissor FM de 250 watts.
O Calendário do Técnico
Por ser o mundo das máquinas, nem por isso deixa de ser o mundo de emoção. Esses homens, mais de meia centena, que movimentam o coração eletrônico da maior emissora da América do sul, têm suas datas queridas.
Eis o seu calendário:
12 de setembro de 1936 — 1 transmissor de ondas médias, de 25 kws., Philips.
1 equipamento de controle Philips, nos estúdios, com o encargo de confeccionar programas sobre 2 estúdios e 1 auditório, no 22º andar do edifício de “A Noite”, Praça Mauá.
15 de novembro de 1942 — Mudança das instalações do transmissor para Parada de Lucas, continuando a transmissão em ondas médias, a cargo do transmissor Philips inicial.
31 de dezembro de 1942 — Inauguração do novo transmissor RCA Victor de 50 kWs. De ondas curtas; e dos 5 sistemas de antenas direcionais, além das antenas onidirecionais de ondas curtas.
Inauguração do novo equipamento dos estúdios, constando de 2 controles simples e um controle mestre, operando no 22º e 21º andares, com a inauguração do auditório, estúdio grande e 2 estúdios pequenos no 21º andar.
Transformação dos estúdios do 22º andar em 1 estúdio grande de Rádio-Teatro e 1 estúdio auxiliar, comandado pelo novo controle.
Baixa do Controle Philips.
12 de setembro de 1948 — Inauguração do novo transmissor RCA Victor de 50kws, de ondas médias, passando o velho transmissor Philips a funcionar como socorro.
10 de dezembro de 1949 — Inauguração de dois transmissores FM, um de 250 watts e outro de 3 kws, que também são aproveitados para mandar o som para os transmissores, cobrindo falhas das linhas telefônicas.
31 de dezembro de 1953 — Inauguração de um transmissor Telefunken, de 50 kws, de ondas curtas, e dois geradores diesel de 160 KVA cada um.
13 de maio de 1955 — Inauguração de um novo controle no 20º andar com o Estúdio da Rádio jornalismo.
12 de Setembro de 1956 — Inauguração de dois transmissores RCA, de oc, 10 kws.
E agora, a Técnica da Rádio Nacional, foi chamada. Mobiliza seus homens e todas as suas energias. Está no limiar de uma nova expansão: é a TV Nacional, que já está na mesa dos debates internos, que já se desenha nos planos.
Uma nova personagem surge para fazer com que esses trampolins aumentem de responsabilidade: é a imagem, companheira do som, que com este se entrelaçará muitas vezes, partindo de outra matriz, no alto da Serra da Carioca, onde já foram abertas as primeiras clareiras na floresta. A Telefônica será o denominador comum desses numeradores que se somam, na equação do progresso: Rádio mais TV
No Mundo da Criação
Eis a idéia, força motriz dos programas.Ela é a energia que fecunda a nebulosa para a criação. Somam-se, aqui, os valores intelectuais para movimentar as turbinas do talento. É o Conselho da Inteligência transformando esse rádio numa trilha de cultura. É o lampejo do bom humor, o relâmpago do drama, a brisa da comédia, a tempestade da arte nova de fazer ouvir. Eis o Mundo da Criação, em permanente inquietude.
A Idéia
Desçamos do cósmico e do astral para, em termos mais próximos, aprender o verdadeiro sentido do mundo da criação.
A idéia é nossa matéria prima. Esta é a nossa indústria, onde trabalham dezoito artistas privilegiados. São os escritores que manejam com os teares da idéia. Montam a sua produção, desenvolvem-na e a mercadoria, que é o programa, está pronta para a venda. A principal diferença, entre essa indústria e uma outra qualquer, é a de que os recursos da matéria prima não são palpáveis. Há uma produção em série, mas de conjuntos de idéias diferentes. Cada produto tem a sua própria personalidade. O ciclo vital de cada um obedece a injunções diversas. Eis porque é complexo o resultado dessa movimentação. Há produtores vibrantes, e outros metódicos, e outros pesquisadores, e outros imaginativos.
Essa gama de tendências é posta a serviço de consumo semanal de um espetáculo. Não há usina que iguale essa efervescência de uma fábrica de arte.
A direção
Nessa agitação, há metas a alcançar. Mas a principal será a da coordenação para uma entregassem ideal. E essa coordenação transcende do trabalho bruto das máquinas de escrever para o entrelaçamento de todos os recursos à disposição dos teares: o som musical, interpretado por instrumentos; o som da palavra, interpretado por locutores, rádio atores e rádio atrizes; a preparação dos lugares para a execução das idéias.
A tabela
Daí, dessa coordenação, surge a tabela de serviço, completa mas, de uma simplicidade meridiana. Reunidas todas as responsabilidades, a casa inteira depende desse mapa de obrigações para se movimentar em todas as suas funções de “broadcasting”.
Os locutores
Tudo pronto para a execução, reúnem-se as vozes ideais que vão anunciar o acontecimento. São os locutores, que a experiência de seleção agrupou num padrão de alta qualidade e rendimento.
Mecanografia
Todos os setores artísticos atingidos por determinado programa estão de posse do “script” com as suas anotações convencionais. Como foi feita essa distribuição?
Vamos às origens da produção. A idéia tomou forma nos dedos ágeis das datilógrafas e dali para as prensas do dicto. Um organismo de circulação fez distribuir rigorosamente os papéis.
A contra regra
Nos quatro pontos cardeais de um estúdio há uma constante de expectativa: o tempo. Sobre essa trilha impalpável rola o mundo da criação. - Cada etapa é um programa. Há uma guilhotina que corta inapelavelmente. - É o cronômetro do contra regra, que martela na cabeça do diretor do programa a verdade irrecorrível da existência de um segundo e suas frações.
A aferição
Depois de tudo, há que tomar o pulso da criatura. Sua posição ditará ou não rumos novos ao criador.
Eis o compartimento da estatística, que é a célula nervosa da programação. Aqui é aferido todo o trabalho da emissora. Nas suas balanças, permanentemente, há declínios e ascensões, que testes diários, semanais, mensais e anuais, registram para orientação do comando da criação.
Os Produtores
A consagração do programa trouxe a necessidade da idéia. E a necessidade da idéia trouxe a consagração do Produtor.
Desde aí a Rádio Nacional tem sido a escola contínua, onde se formaram e consagraram os melhores e mais aplaudidos escritores radiofônicos do Brasil.
Tão dura e espinhosa é sua função de agarrar a inspiração à hora certa e escrever por necessidade como se estivesse escrevendo por prazer, que só uns raros seres humanos conseguem resistir a prova de se propor a alimentar a voracidade de uma programação.
O escritor do rádio é o poeta recitado uma vez e esquecido, é o escultor da areia, cujas obras primas o vento desfaz.
Escolher e desenvolver esses raros trabalhadores tem sido uma preocupação perene da Rádio Nacional. Hoje, é uma glória saber que, em qualquer emissora do Brasil, as portas se abrem largas e acolhedoras, para o produtor que se apresente com esta recomendação:
Eu escrevi para a Rádio Nacional do Rio de Janeiro.
Eis a História
Isto terá sido sempre assim?
Não. O super-programa, conjugando os esforços de dezenas de atores, músicos e cantores, num espetáculo grandioso, é uma singularidade do Rádio brasileiro e uma criação da Rádio Nacional.
Lembremo-nos das etapas:
a) O Quarto de Hora;
b) O Cantor;
c) O Locutor;
d) A Crônica Sentimental;
e) A Anedota.
Era a fase rudemente individualista. Cada “cartaz” um lobo solitário, cultivando seus números e suas vaidades, para aquele alto mandatário de gloriosa memória: o Diretor-Artístico, o todo poderoso Diretor-Artístico, que, como o seu título, não se usa mais.
Nesse clima personalista, a Rádio Nacional resolveu valorizar o Programa, com P maiúsculo, lançando as famosas “Curiosidades Musicais” de Almirante. Estava inaugurado o rádio de grande montagem. Era a reunião de músicos, atores, contra-regras, copistas, cantores, todos trabalhando em função de um horário e de um espírito de equipe. Caíam os valores individuais fictícios em favor da criação coletiva.
Personagens do nosso Mundo
Uma biblioteca de centenas de volumes não esgotaria o assunto — Rádio Nacional. Se o rádio é uma arte coletiva, e se o seu êxito, atualmente, repousa no trabalho de equipe, não há como ignorar, entretanto a existência de valores individuais, elos dessa corrente fortíssima, que se distribuem em nossa vida, ora isoladamente ora em conjunto pelos mais diversos setores.
São figuras comuns na nossa paisagem, indispensáveis mesmo; personagens do nosso mundo que a todo o momento são encontrados nas escadas, nos corredores, no auditório, nos estúdios, nos gabinetes, nas suas próprias mesas, nas nossas, com uma função específica, sua, própria; partes indivisíveis desse todo.
Paul Gracindo comemora aniversário rodeado de admiradores. Ao seu lado, Marlene e Dalva de Oliveira.
Em setembro de 1956, o “cast” artístico da Rádio Nacional apresenta os seguintes nomes, nos diversos setores:
Atores
Abelardo Santos, Gerdal dos Santos, Saint Clair Lopes, Afonso Stuart, Hemilcio Froes, Samir de Montmor, Alfredo Viviani, João Fernandes, Tonio Luna, Álvaro Aguiar, João Zacarias, Waldyr Fiori, Antônio Laio, José Américo, Walter Alves, Apolo Corrêa , José Arimathéia,Walter D’avila, Armando Couto, José Renato, Walter Ferreira, Brandão Filho, Mafra Filho, Wolner Camargo, Bruno Neto, Manuel Brandão, Cahuê Filho, Mario Lago, Castro Gonzaga, Mendes Netto, Castro Viana, Milton Rangel, Celso Guimarães, Mozart Regis, César Ladeira, Navarro de Andrade, Cícero Acaiaba, Oduvaldo Viana, Darci Pedrosa, Orlando Mello, Dinarte Armando, Oswaldo Alves, Domício Costa , Oswaldo Elias, Domingos Martins , Paulo César, Dorival Silva , Paulo Gracindo, Edair Bardaró , Paulo Pereira, Edmundo Maia, Roberto Faissal, Fernando Maia , Rodney Gomes, Floriano Faissal , Rodrigo Salles, Geraldo Avelar ,Roque da Cunha, Germano Dias , Ruy Viana
Atrizes Infanto-Juvenis
Abigail Maia, Juraciara Diacovo, Alda Verona, Nelly do Amaral, Amélia Ferreira, Luis Manoel, Amélia Oliveira, Paulo Afonso, Auricea Araújo, Roberto Gonzaga, Aurora Aboim, Célia Maria.
Especializados
Consuelo Leandro, Daysi Lucidi , César de Alencar, Diamantina Bandeira , Jararaca, Dulce Martins , Paulo Roberto, Elza Gomes , Ratinho, Gessy Fonseca , Renato Murce, Graziela Ramalho , Zé Praxedi, Haidê Fernandes, Henriqueta Brieba
Cantores
Ilka Maria, Isis de Oliveira, Albertinho Fortuna, Ismênia dos Santos, Aluísio Pimentel, Ítala Ferreira, Ataulfo Alves, Letícia Flora ,Bill Farney, Ligia Sarmento, Black-Out, Lizete Barros , Bob Nelson, Lolita França , Os Cariocas, Luddy Veloso, Carlos Carrié, Maria Alice , Cauby Peixoto, Nelma Costa , Déo, Neusa Tavares , Francisco Carlos, Neyde Murce , Gilberto Milfont, Nilza Magrassi , Hélio Paiva, Norma Geraldy, Ivon Curi, Olga Louro , Jimmy Lester, Olga Nobre, Jorge Fernandes, Suzana Negri , Jorge Veiga, Suzy Kirby , Jorge Goulart, Teresa Nascimento, Léo Bélico, Tina Vita , Lúcio Alves, Wahita Brasil , Luis Bandeira, Yará Jordão , Luis Vieira, Zezé Fonseca , Mário Alves, Zezé Macedo , Nelson Gonçalves, Nuno Roland, Paulo Molin, Renato Braga, Risadinha, Romeu Fernandes, Ruy Reis, Salvador Guimarães, Trigêmeos Vocalistas, Trio de Ouro, Trio Irakitan, Trio Nagô, Venilton Santos, Catulo de Paula, Jararaca e Ratinho
Orlando Silva, Cantoras, Célio Nogueira, Livosi Bartolomeu, Ângela Maria , Eduardo Patané , Geraldo Passidomo, Adelaide Chiozzo , Francisco Bernardo , Pedro Vidal Ramos, Ademilde Fonseca , Oscar Borgerth , Carlos Gabriel Henriques, Alzirinha Camargo , Francisco Corujo, Bárbara Martins , Alda Borberth Flautas, Belinha Silva , Ângelo De Napoli, Bidu Reis , Augusto Vasseur, Pedro Vieira Gonçalves, Carmélia Alves , Domingos Colacicco , José Teodoro Meireles, Carmem Costa , Edgard Teixeira Pinto, Evaristo Machado, Carminha Mascarenhas, Edmundo Blois, João de Deus Lima, Dolores Duran , Francisco Perrota, Emilinha Borba , Jaime Marchevsky OBOÉS, Esther de Abreu , João Armindo Spohr, Gilda de Barros , Jorge Eckhardt , José Cocareli, Heleninha Costa, Waldomiro Pascoli, Isaac Kolman, Irene Macedo , Irany Pinto, Juanita Castillo , Wenceslau Solodownikoff Córno Inglês, Julie Joy , Winniamin Farberow, Lenita Bruno, Edmundo Bisagio , August Keller, Lúcia Martins, Enaura Barroso Melo, Marion , Ernani Paula Fogaça Clarinetes, Mariza, Ezio Falzoni, Marlene, José Epaminondas e Leão Malamut, Marly Sorel , Marcelo Pompeu Filho e Roberto Sardi, Nadir de Melo Couto, Neide e Nancy Violas Clarones, Nora Ney, Neusa Maria, César Eckhardt e José Rosa Ribeiro,Norma Suely e Guido Cantelli, Olinda Ribeiro e José Luderer Trompas, Olivinha Carvalho e Ulrich Danemann, Quatro Estrelas Ary Paulo da Silva, Rogéria Violoncelos, Silvinha Chiozzo, Vera Lúcia Iberê Gomes Grosso, Violeta Cavalcante e Nicolas Otero, Zezé Gonzaga e Nidia Soledad Otero, Homero Dornelas.
Músicos Contrabaixos
Violinos
Oswaldo Alves
Saxofones Altos
Nos Serviços Extraordinários atuam ainda os seguintes músicos:
Giusepe Sergio, José Miranda Pinto.
Violinos
Sebastião Pinto , Ivo Coutinho Filho e Andréa Osório, Victor André Barcelos e Adolfo Chimanovitz, João Batista da Costa e Enilde Jotta, Pedro Nogueira Filho e Homero Gelmini, Emilia Teixeira das Neves, João Corrêa Mesquita
Saxofones Tenor
João Rodrigues, Messody Baruel, Sandoval Oliveira Dias e Rodolfo Leye, Fernando Barros Pinto, Samuel Granatowitz, Aderbal Moreira e Luis Bezerra Menezes
Violas
Lupercílio Lyra, Isaac Kolman Fritz Preusa, Jandovi de Almeida
Saxofone Barítono
Gerson Flinkas, Germano Lucan,
Violoncelos
Francisco Monteiro e Wilhelm Paullart
Pistons
Edmundo Oliani, Francisco Sergi e José Guerra Vicente, Laerte Resende e Marino Pissiali
Contrabaixos
José de Moura, Benedito Barbosa, Geraldo Bezerra, Carmelino V. Oliveira,Amaro dos Santos, Canuto Pissiali , Pascoal Perrota, Waldomiro Alves, Wassyl Jeremejiw
Trombones Flautas
Waldemar Moura, Eugênio Martins, Francisco Nogueira e Antonio Sousa, Raul de Barros, Lenir Siqueira, Walfredino Capilé, Leonel Guimarães, Jose Armando Pala,
Oboés
Mário da Silva Roxo
Baterias
José Brás, Nelson Nilo Hack, Hugo Tagnin, Orlando Trinca
Clarinete
Manoel Dias Figueiredo, Hildebrando Amorim
Guitarras
Clarone, José Menezes de França, Djalma de Andrade , Ernani Amorim, Luiz Bitencourt
Saxofones
Nestor Campos
Pianos
Odilon Caldeira, Joaquim Gonçalves, Romeu Fossati, José Franco, Geraldo Rocha Barbosa, José da Silva Zimbres Pistons, Francisco Scarambone, Alderico Moura
Harpa
Hércules Galastri, Hélio Roxo
Trombones
Giannino Fumagalli
Ritmo
Miguel Azevedo, Alcebíades Barcelos, João Batista Veiga, Geraldo Fernandes, Sebastião Gomes Bateria, João Machado Guedes, Heitor dos Prazeres e Luciano Vaz, Julio Viñolas y Rosado, João Pedro da Silva Guitarra e José Dias Bicalho
Trompas
Adelmar Cardoso
Saxofone Clarin
Abel Ferreira, Luperce Miranda
Bandolim
Jairo Ribeiro e Jacob Bandolim
Clarinete
Lindolfo de Almeida e Luiz Americano
Violão
Firmino Miranda e Dilermando Reis
Tuba
Carlos Matos
Orgão
Jorge Kenny
Piano
Armilnto Valim, Benedito Urbano de Carvalho
Locutores
Bombardino, Adolfo Cruz, César de Alencar, Paulo da Silva , Afrânio Rodrigues, César Ladeira, Alberto Curi , Hamilton Frazão
Acordeom
Alfredo Canthé, Jairo Argileu, Aloísio Pimentel , Jorge Curi, Auro Pedro Thomaz, Álvaro Gonçalves , Jose Renato, Antonio Cordeiro , Manoel Barcellos
Ritmo
Aurélio de Andrade, Milton Rangel, Celso Guimarães, Nilza Magrassi, Milton Marçal, Eric Vargas , Oswaldo Elias, Alberto Paz , Fernando, Jacques , Paulo Gracindo, Elis Ferreira , Hamilton Frazão , Ribeiro Martins, Heron Domingues , Wahita Brasil
Regional
Hilton Moura, Jairo Argileu, Dante Santoro, João Luiz Miranda, Norival Carlos Teixeira, Jorge Araújo, Norival Guimarães, Jorge Curi, Rubem Bergman, Jorge Lúcio, Carlos Lentini, Jose Maria Caldeira, Arthur Duarte, Lita Romani, Godofredo Cesar de Matos , Lucia Helena, (César Moreno) Manoel Barcellos, Lino José da Silva Meira Filho, Waldemar Pereira de Melo , Nelson Miranda, Edinaldo Vieira (índio) , Newton Costa, Jorge José da Silva , Osmar Ribeiro, Oswaldo Moreira
Solistas
Reinaldo Costa, Ronaldo Dusi de Nazaré e Chiquinho
Acordeom
Ruy Mesquita, Carolina C. Menezes
Piano
Saint — Clair Lopes
Locutores-repórteres
Carlos Buhr, Jota Rui, Elias de Oliveira Jr., Lourival Marques, Jacyra Gomes Mario Lago, Jose Grossi, Nestor de Holanda, José Maria Neves, Oranice Franco, Paulo Gracindo
Produtores
Renato Murce, Waldir Buentes, Almirante Mario, Meire Guimarães, Carlos Gutemberg, Mario Faccini, Fernando Lobo, Dinarte Armando, Flávio Cavalcante, Dias Gomes, Gastão Pereira da Silva, Ary Barroso, Ghiaroni, Helio do Soveral
Novelas no ar durante o mês de setembro de 1956.
“A Estrada da Boa Esperança (Jerônimo)” — Moisés Weltman
“A Mancha Vermelha” — Oduvaldo Viana
“Alma Danada” — Mario Lago
“Alma sem Deus” — H. Morales
“Castigo Imerecido” — Gilberto Martins
“Falta uma estrela no céu” — Gastão Pereira da silva
“Mais Perto de Deus” — Ciro Bassini
“Nuvem que Passa” — Carlos Gutemberg
“O vendedor Macabro” — (Aventuras de um Anjo) — Álvaro Aguiar
“Os 2 Forasteiros”(Drama de cada um) — Castro Gonzaga
“Perdão, Meu Filho” — Dias Gomes
“Quando o sol se Esconde...” — Gastão Pereira da Silva
“Rodrigo” — Cícero Acaiaba
“Solange”(Presídio de Mulheres) — Mario Lago
“Um Dia na Vida” Dias Gomes
“Voragem” — Carlos Gutemberg
Programas de Radioteatro
“A vida que a Gente Leva”, “Boa tarde, madame” Lucia Helena
“Consultório Sentimental” Helena Sangirardi
“ Divertimentos Brankiol” — Ary Picaluga
“Edifício Balança, mas não Cai” — Paulo Gracindo
“Grande Teatro De Milus” — Dias Gomes
“Jararaca e Ratinho” — Joe Lester
“Marlene meu Bem” — Mario Lago
“Os grandes Amores da História” — Saint Clair Lopes
“ Sabe da Última?” — Rui Amaral
“Tancredo e Trancado” — Ghiaroni
Programas Mistos
“Coisas do Arco da Velha” — Floriano Faissal
“Clube das Donas de Casa” — Lourival Marques
“Gente que Brilha” — Paulo Roberto
“Grande Espetáculo Brahma” — Mario Meira Guimarães
“Hoje Tem Espetáculo” — Paulo Gracindo
“Lira do Xopotó” — Paulo Roberto
“Música e Beleza” — Roberto Faissal
“Nada Além de 2 Minutos” — Paulo Roberto
“Nova Historia do Rio pela Música” — Almirante
“Passatempo Gessy” — Jota Rui
“Rádiosemana” Hélio do Soveral
“Recolhendo o Folclore” — Almirante
“Roteiro 21” — Dinarte Armando
“Seu criador Superflit” — Lourival Marques
“Todos Cantam sua Terra” — Dias Gomes
Programas Musicais
“ A canção da Lembrança” — Lourival Marques
“Audições Cauby Peixoto” — Mario Lago
“Audições Cinta Azul”Redação
“Audições Orlando Silva” — Ghiaroni
“Brasil Sertanejo” — Zé Praxedi
“Cancioneiro Royal” — Paulo Tapajós
“Cancioneiro Romântico” — Riu Amaral
“Carrossel Musical” Ouranice Franco
“Clube do Samba” Fernando Lobo
“Fama e Popularidade” — Oswaldo Elias
“ Festivais G. E.” — Leo Peracchi
“Festivais de Gaitas” — Cahuê Filho
“Horário dos Cartazes” — Almeida Rego
“Nossa Musica” — Redação
“Pelas estradas do Mundo” — Fernando Lobo
“Preferências Musicais” — Dinarte Armando
“Um Milhão de Melodias” — Paulo Tapajós
“Um Musical Predileto” — Redação
Programas de Auditório
“A Felicidade Bate a sua Porta” — Dinarte armando
“A Voz do RCA Victor” — Helio do Soveral
“Aí Vem o Pato”Jorge Curi
“Alegria, meus Senhores” — Fernando Lobo
“Alô, Memória” — Paulo Gracindo
“Dr. Infezulino” — Paulo Gracindo
“Enquanto o Mundo Gira” — Paulo Gracindo
“Este mundo é uma Bola” — Fernando Lobo
“Ganha tempo Duchen” Hélio do Soveral
“Gancia no Mundo do Long-playing” — Waldir Buentes
“Nas Asas da Canção” — Dinarte Armando
“O Cartaz da Semana” — Hélio do Soveral
“Qualquer Semelhança é Mera Coincidência” — Waldir Buentes
“Papel Carbono” — Renato Murce
“Parada dos Maiorais” — Helio do Soveral
“Placar Musical” — Nestor de Holanda
“Rádio Oportunidade” — Ghiaroni
“Rádio-revista” — Hélio do Soveral
“Seleções Musicais A.B.C.” — Ghiaroni
Programas Especializados
“Cinelândia Matinal” — Adolfo Cruz
“Discos impossíveis” — Flávio Cavalcante
“Desfiles Bangu” — Fernando Jaques e Ribeiro Martins
“No Mundo da Bola” — Esportes
“É verdade ou Mentira?”
“Antena Política”
“A Reportagem do Dia”
O Mundo Fascinante da Publicidade
As antenas que transmitem música, a informação e o ensinamento; os microfones que registram, em todas as escalas, os mistérios da voz; os estúdios que abriam verdadeiras tempestades emocionais; os “pick-up’”, os “racks”, as cascatas de som desaguando no infinito perfilam-se, agora, nesta parada de imagens, para receber as mensagens do mundo fascinante da publicidade.
O Salto Para o Futuro
(Mensagem do DG)
Ao folhear a última página deste relato, o leitor terá tido uma noção, ainda que apenas em largos traços, do que, hoje, a Rádio Nacional.
Como seu Diretor-Geral, permito-me mais algumas palavras, em tom pessoal, no sentido da avivar as linhas desta autêntica radiografia da maior organização do “broadcasting” do nosso Brasil.
Sua vida econômica e financeira tem sido objeto, através dos anos, de críticas e campanhas, naturalmente baseadas no total desconhecimento da sua auto-suficiência.
Terá sido o acaso, ou um complexo de condições excepcionais, o principal responsável pela reunião, sob um mesmo prefixo, desta equipe que construiu a Rádio Nacional e cuja maioria de elementos ainda permanece, coesa, sob os mesmos princípios de honestidade, em todos os sentidos, que foi a chave do seu êxito desde os primeiros anos.
Ligada incidentalmente ao Governo, por força da incorporação, a Rádio Nacional sempre esteve apta a viver a sua vida, sem a contemplação de verbas ornamentarias ou auxílio financeiro por parte dos poderes públicos. - Ao contrário, dentro da sua auto-expansão, ampliou o seu patrimônio multiplicadas vezes, o que significa, simplesmente, que enriqueceu a Fazenda Pública.
Como “broadcasting”, a sua curva no ascendente perde-se no infinito. E a sua missão está literalmente cumprida. Os novos passos, neste terreno, serão a rotina do progresso e da adaptação ás novas condições com que, fatalmente, se defrontará o rádio em nosso país, diante do advento da televisão.
Então, meus amigos, o assunto que marca este salto para o futuro é a televisão.
O Presidente Juscelino Kubtschek de Oliveira, em memorável despacho de 18 de julho de 1956, acertou definitivamente o rumo da Nacional -TV.
Muito cedo, nos próximos meses, os receptores de televisão da Capital da República e adjacências estarão assinando a existência do canal 4, onde se estampará a imagem da nossa TV.
Providências imediatas da Superintendência das Empresas Incorporadas ao Patrimônio Nacional, fizeram com que, desde logo, se estalasse a comissão que está movimentando os primeiros assuntos referentes às propostas de concorrência pública, etc.
E um núcleo inicial — a Divisão de Televisão — que mais tarde formará a estrutura da Nacional -TV, dá, neste momento, os primeiros passos.
Desejo, neste momento, expressar o meu reconhecimento pelo apoio e confiança com que tenho sido distinguido da parte do Dr. Mário Pires, Superintendente das Empresas Incorporadas ao Patri- mônio Nacional. Encontro sempre da sua parte em todos os assuntos que interessam ao desenvolvimento da Rádio Nacional, a melhor acolhida e o patrocínio mais entusiasta.
Com estas notícias, creio encerrar este livro com um fecho de ouro, pois elas levarão alegria e entusiasmo a este generoso público que sempre apoiou a Rádio Nacional. Com o fantástico progresso da ciência eletrônica, é de se acreditar que muito brevemente maiores camadas da população deste país, pelo interior a fora, gozarão dos benefícios da TV. Nesse instante não longínquo do futuro, então, a Rádio Nacional, através da sua televisão, procurará estar presente como sempre ao lado e a serviço do povo brasileiro.
“Moacyr Áreas”

POLITICA
O Presidente do Brasil era Getulio Vargas

ECONOMIA:
A moeda circulante era o Reis

FUTEBOL

FUTEBOL/COPA DO MUNDO: A idéia de organizar um torneio de futebol internacional a cada quatro anos surgiu em 1928 por sugestão do então presidente da FIFA, o francês Jules Rimet. O troféu de ouro maciço, que mais tarde receberia seu nome, seria de posse provisória, até que algum país o conquistasse por três vezes. Com 1,8 kg e trinta centímetros de altura, a Taça Jules Rimet representava uma Vitória alada, que segurava nas mãos um vaso em forma de copa.
A I Copa do Mundo foi disputada no Uruguai em 1930, por 13 países. A longa viagem por mar dificultou a participação de muitas seleções européias. A competição foi disputada em três fases, uma de classificação antes das semifinais e da final. O Brasil foi eliminado pela Iugoslávia na primeira fase. A final, disputada entre Argentina e Uruguai, terminou com a vitória dos anfitriões por 4 X 2.
Mais bem organizada e com mais participantes a II Copa do Mundo teve como sede a Itália em 1934, onde o governo fascista tentou fazer da competição um instrumento de propaganda política. Trinta e dois paises se inscreveram para disputar a competição (três desistiram e os outros disputaram as eliminatórias para a escolha de 16 finalistas). Num sistema de eliminatória simples, o Brasil foi derrotado na primeira fase pela Espanha, por 3 X 1. Itália e Tchecoslováquia decidiram o titulo, e mais uma vez a equipe anfitriã sagrou-se campeã.

CARNAVAL:

HISTORICO DAS ESCOLAS DE SAMBA ANTES DO MEU NASCIMENTO:

Em 1920 o Rio de Janeiro começava a tomar contato com o sambas depois que “Pelo telefone”, de Sinhô, Mauro de Oliveira de Almeida e Donga, foi gravado em 1917 e fez sucesso. Mas as rodas de samba eram vistas pela policia mais como uma reunião criminosa, “vagabundagem” que uma manifestação cultural. Nos morros do centro da cidade, especialmente no bairro da Gamboa e Estácio, o samba começava a tomar a forma que o tornaria conhecido em todo o pais, distanciando-se cada vez mais de outros ritmos como o maxixe ou a marcha.
Em 1923 é fundado no dia 11 em Oswaldo Cruz, bairro distante do centro, um bloco chamado Conjunto Carnavalesco Oswaldo Cruz. Seus fundadores foram Paulo Benjamim de Oliveira, Antonio Rufino e Antonio Caetano. Pouco tempo depois o bloco passa a chamar-se “Vai como pode”.
Já em 1928 no dia 12, foi fundado por Ismael Silva e Bidê entre outros, o bloco “Deixa Falar”, no Largo do Estácio. O local de encontro dos fundadores ficava perto da Escola Normal. Esta coincidência geográfica e considerada a razão pela qual nasceu o termo “escola de samba”. Se na escola normal formavam-se professores, os criadores do Deixa Falar difundiram o samba por vários bairros. Os blocos se intitulava escola de samba mas nunca chegou a ser uma, de fato. O termo não chegou a ser utilizado embora todos reconheçam que esta foi a primeira.
Em abril de 1929 no dia 28, um grupo que ainda incluía figuras como Cartola e Carlos Cachaça transformavam o Bloco dos Arengueiros em Estação Primeira de Mangueira. Mas até por volta de 1934, o termo escola de samba era um codinome dos mangueirenses que ainda eram chamados por vezes de bloco.
Dezembro de 1931 dia 31 foi fundada a Unidos da Tijuca.
Em Fevereiro de 1932 o Jornal “O Mundo Sportivo” dirigido pelo jornalista Mário Filho (que hoje empresta seu nome ao Estádio do maracanã), resolve organizar o primeiro torneio de escolas de samba. Como os corsos passavam no domingo, os ranchos na segunda e as grandes sociedades na terça, não havia local para as escolas na Av. Rio Branco, local oficial dos desfiles de carnaval. Adotou-se como local a Praça 11 de Junho.
7 de fevereiro de 1932: acontecia o primeiro desfile, na Praça Onze, que lotou o local para assistir a apresentação de 19 escolas, desde 20h30. Cada escola poderia apresentar três sambas. A vencedora foi a Mangueira. A Deixa Falar, que havia resolvido virar um rancho faz o seu primeiro desfile competitivo que foi um fiasco. Depois do carnaval, acusações.
Fevereiro de 1933: Com o fim do “Mundo Sportivo”. O jornal “O Globo” assume a organização do concurso das escolas de samba, que é, pela segunda vez. Vencido pela Mangueira. Desfilaram 35 escolas, entre 20h30 e 4h15 da manhã. Os jornais destacam que a Unidos da Tijuca se apresentou com um samba que era “de acordo com o enredo”. Muitos especialistas consideram este o primeiro samba-enredo, apesar de a paternidade do gênero também ser reivindicada a Paulo da Portela.
Em 1935, o desfile das escolas de samba ganham subvenção oficial da Prefeitura, o que só ocorria com ranchos e grandes sociedades. Foi a primeira vez que o bloco Vai como Pode desfilou como Portela. E foi o vencedor.


EVENTOS:
• Carnaval - A Unidos da Tijuca vence o segundo desfile oficial de escolas de samba do Rio de Janeiro, conquistando seu único título no evento.
• 11 de Dezembro - O Rei Eduardo VIII do Reino Unido abdica da coroa para o irmão Jorge VI.

NASCIMENTOS:
• 19 de Fevereiro - Martha Rocha, miss Brasil 1954
• 12 de Março - Carlos Alberto de Nóbrega, humorista brasileiro
• 26 de Março - Éder Jofre, pugilista brasileiro
• 10 de Abril - Sepp Blatter, presidente da FIFA.
• 24 de Abril - Esther Pillar Grossi, educadora brasileira.
• 29 de Julho - Roberto DaMatta, antropólogo e sociólogo brasileiro.
• 26 de Setembro - Luis Fernando Veríssimo, escritor brasileiro.
• 16 de Outubro - Agnaldo Timoteo, cantor brasileiro.
• 8 de Dezembro - David Carradine, ator estado-unidense.

FALECIMENTOS:
• 20 de Janeiro - Rei Jorge V do Reino Unido.

1937

LEMBRANCAS
Muito ouvi falarem a respeito deste período de governo de Getulio Vargas. Entre estes comentários dizem que Getulio Vargas teve como seu maior mérito a promulgação da Consolidação das Leis do Trabalho mas que por outro lado, um desfile que promoveu num dia 7 de Setembro foi seu ato mais covarde. Para este desfile convidou os Integralistas para participarem, só que no final da Avenida Presidente Vargas colocou o DOPS para prender todos os participantes e dizem que muitos vieram a falecer em virtude das torturas e agressões sofridas. Neste ano Getulio também promulgou uma nova Constituição que estabeleceu também o Estado Novo um apelido dado ao regime ditatorial implantado por ele ao Pais. Este regime só veio acabar em 1945.
Com a morte no mês de maio do poeta Noel Rosa em Vila Isabel, abriu-se uma lacuna na sociedade do samba do Rio de Janeiro.

POLITICA
Em 10 de Novembro deste ano tomava posse outra vez como Presidente da Republica o Sr Getulio Vargas. Tão Logo assumiu a Presidência derrubou com um golpe a Constituição de 1934.

GOLPE DE 1937

“A cidade recebeu, ontem, com calma os acontecimentos políticos que determinaram a entrada em vigor de uma nova Constituição para o Brasil, revogando-se implicitamente, a de julho de 1934”.
O Presidente Getúlio Vargas no discurso que pronunciou, à noite, ao microfone do Departamento Nacional de Propaganda, falou à Nação com franqueza e desassombro, mostrando os erros e os vícios que vinham deturpando a essência do regime democrático e a necessidade de dar à nossa democracia uma nova forma, capaz de assegurar o prestígio da autoridade e dar ao governo maiores possibilidades de resolver os grandes problemas nacionais.
O Presidente da República, com as intenções melhores de servir ao Brasil, deu-lhe uma nova Constituição, a Carta Magna, trabalho inteligente, de cuidadoso exame das nossas necessidades sociais, econômicas e políticas, possui uma uniformidade de pensamento que nào foi possível imprimir à Carta efêmera de 1934.
A Carta fundamental do regime republicano ontem promulgada, conserva, nas suas linhas gerais, na perfeição do seu arcabouço, a viga mestra do espírito democrático. As alterações que ela apresenta visam, entre outras coisas fortalecer a representação nacional, criando uma formula nova para o sufrágio universal, dando aos municípios um prestígio que eles nunca possuíram, neles reconhecendo a célula mater da federação.
Respeitando as liberdades públicas e os direitos dos cidadãos, a Constituição tem os seus alicerces fundamentais no sentido democrático, do qual a consciência brasileira jamais se afastou e jamais se afastará. Organizando a disciplina, restaurando os princípios da hierarquia, opondo represas poderosas à anarquia e à desordem, a nova Carta Magna não cria círculos de ferro para oprimir e escravizar.
A carta de 1934, a despeito das melhores intenções que inspiraram os seus autores, não conseguiu conciliar os ideais da Revolução de 1930. Obra de políticos, por isso mesma cheia de defeitos e contra-sensos, ela sacrificou muitas das promessas feitas à Nação pelos revolucionários que tiveram como chefe civil o Sr. Getúlio Vargas. Dando ao Brasil outra Constituição o Sr. Getúlio Vargas se reinveste na qualidade de chefe da Revolução de 30 e retoma o ritmo interrompido de sua grande obra.
É, pois, na autoridade moral do presidente da República, nos anseios da Nação que quer viver e prosperar sem os tropeços de formalismos irrealistas e no sangue dos brasileiros imolados por um Brasil maior, que vamos encontrar a legitimação da nossa nova Carta Política." Diário Carioca, 11 de novembro de 1937.

"O presidente da República dos Estados Unidos do Brasil:

Atendendo as legítimas aspirações do povo brasileiro à paz política e social, profundamente perturbada por conhecidos fatores de desordem, resultante da crescente agravação os dissídios partidários, que uma notória propaganda demagógica procura desnaturar em luta de classes, e da extremação de conflitos ideológicos, tendentes, pelo seu desenvolvimento natural, a resolver-se em termos de violência, colocando a Nação sob a funesta iminência da guerra civil; atendendo ao estado de apreensão criado no país pela infiltração comunista, que se torna dia-a-dia mais extensa e mais profunda, exigindo remédios de caráter radical e permanente; atendendo a que, sob as instituições anteriores, não dispunha o Estado de meios normais de preservação e da defesa da paz, da segurança e do bem estar do povo; Com o apoio das forças armadas e cedendo às inspirações da opinião nacional, umas e outras justificadamente apreensivas diante dos perigos que ameaçam a nossa unidade e da rapidez com que se vem processando a decomposição das nossas instituições civis e políticas; resolve assegurar à Nação a sua unidade, o respeito à sua honra e à sua independência, e ao povo brasileiro, sob um regime de paz social, as condições necessárias à sua segurança, ao seu bem estar e a sua prosperidade; decretando a seguinte Constituição, que se cumprirá desde hoje em todo o país: (...)" - A Batalha, 11 de novembro de 1937.
"Ontem pela manhã, realizou-se no Palácio Guanabara, convocada pelo Sr. Presidente da República, doutor Getúlio Vargas, uma reunião coletiva do Ministério. Terminada a reunião, o gabinete do Sr. Chefe de Polícia forneceu à imprensa a seguinte nota:
Regressando da reunião realizada hoje pela manhã no Palácio Guanabara, o Sr. Ministro da Justiça declarou aos representantes da Imprensa acreditados junto ao seu gabinete que acabava de ser promulgada a nova Constituição da República, que ainda hoje será publicada. Ipso facto acham-se dissolvidos o Senado e Câmara Federais, bem como as Assembléias Legislativas dos Estados e as Câmaras Municipais.
Às primeiras horas da tarde, foi dado igualmente, conhecimento aos jornais do seguinte telegrama-circular remetido pelo Sr. Ministro da Guerra, general Gaspar Dutra, aos Comandantes das Regiões Militares:
Urgentíssimo - N. 1.352 - Acaba ser decretada nova Constituição Federal (vg) assinada pelo Presidente da República e por todo o Ministério (pt) Entrará em vigor desde já (pt) Segue Proclamação dirigida ao Exército pelo Ministro da Guerra (pt) Absoluta calma nesta Capital e em todo o país (pt) Saudações
(a.) General Eurico Dutra - Ministro da Guerra." A Nação, 11 de novembro de 1937.
"A convite do Sr. Francisco Campos, ministro da Justiça, estiveram, ontem, no seu gabinete, os diretores de todos os jornais cariocas. O titular da Justiça declarou aos diretores de jornais que o governo desejava a colaboração da imprensa na organização do Estado novo, lembrando para isso a constituição de um Conselho de Imprensa através do qual pudessem se entender os poderes públicos e os jornalistas. Está marcada para hoje, na ABI, uma reunião dos diretores de jornais para o exame das sugestões do ministro da Justiça.
Por decreto de ontem do presidente da República, foi nomeado interventor no Estado do Rio de Janeiro, o capitão Ernani Amaral Peixoto. S. Ex prestará compromisso, hoje, às 11 horas, no Ministério da Justiça e tomará posse às 15 horas, no Palácio do Ingá.
O embaixador Mario de Pimentel Brandão, ministro das Relações Exteriores, reuniu, ontem, no Palácio Itamaraty, os chefes de missões diplomáticas acreditadas junto ao nosso governo, aos quais fez a seguinte exposição:
Acredito que todos tenham lido nos jornais as notícias dos últimos acontecimentos. Entendi o, comiudo, do meu dever convoca-los a fim de prestar-lhes mais alguns esclarecimentos e responder a quaisquer perguntas que entendam de formular. (...)
Desde 1934, éramos regidos por uma Carta política que não mais respondia ao espírito da nossa época. Essa carta restringia o poder do presidente da República, quando, no mundo interno, o poder executivo tem sido reforçado. A experiência mostrou que se tornara difícil o exercício do poder, sobretudo quando as atividades comunistas se concentraram no Brasil e produziram conseqüências que são de todos conhecidas. Em novembro de 1935, acontecimentos sangrentos se produziram na Capital e nos Estados do norte do país. O espírito político, a habilidade e o tacto do presidente da República encaminharam as coisas de modo em poucos meses tudo se pôde normalizar. E nessa convicção se abriu a campanha presidencial. E então notou-se que elementos agitadores se imiscuíam e se infiltravam nos dois campos opostos, aproveitando da circunstância da luta eleitoral, de mais a mais acirrada, desde que não fora possível concentrarem-se as facções em torno de um único candidato.
Ao meio da luta, chegaram ao governo provas convincentes de que estávamos em vésperas de um grande abalo político de conseqüências impossíveis de prever. Apesar disso o governo não poupou esforços, através de todos os meios, pelos conselhos de prudência e sabedoria a fim de encaminhar as forças políticas para um terreno de conciliação. Tudo, porém foi em pura perda. E à proporção que falhavam essas tentativas patrióticas, o presidente da República recebia de todos os cantos do Brasil manifestações inequívocas de que se fazia em torno dele, por ele e para ele, um movimento que congregava a totalidade da opinião sã do país, e lhe pedia uma solução para a crise manifesta.
Depois de um longo e demorado exame da situação, durante o qual ouviu figuras representativas das forças vitais da nacionalidade, foi que o presidente decidiu a decretar a nova Carta política, para atender ao apelo da Nação. Creio que cada um dos srs. chefes de missão pôde verificar que, de fato, a atitude de calma e de confiança do País, nesta Capital e nos Estados, demonstra que o ato do presidente da República respondeu plena e auspiciosamente aos anseios do povo brasileiro.
Tendo promulgado uma nova Constituição, de modo a não atingir nem à Democracia e nem ao sistema representativo, o governo tem como base a sua política de realizações, para a qual espera a colaboração das nações amigas, com cuja simpatia e amizade conta inalteravelmente. (...)" Diário de Notícias, 12 de novembro de 1937.
“Regressando da reunião realizada hoje pela manhã no Palácio Guanabara, o Sr. ministro da Justiça declarou aos representantes da Imprensa acreditados junto ao seu gabinete que acabava de ser promulgada a nova Constituição da República, que ainda hoje será publicada. Ipso facto acham-se dissolvidos o Senado e as Câmaras Federais, bem como as Assembléias Legislativas dos Estados e as Câmaras Municipais. Às oito horas da noite o Presidente da República falará à Nação pelo rádio. (...)”.
Acaba de ser fornecida à Imprensa, para conhecimento do povo, cópia da nova Constituição promulgada para o Brasil em reunião realizada pelo Ministério, sob a presidência do Sr. Getúlio Vargas, esta manhã, conforme nota que divulgamos.
Recebemos do Gabinete do Chefe de Polícia a seguinte nota:
A nova Constituição foi promulgada. A transformação se operou de modo pacífico, e teve por fim assegurar a paz à Nação. A Constituição será submetida a plebiscito nacional. A nova Constituição assegura, de modo mais completo, a autoridade da União e arma o Governo de meios normais de defesa da Ordem. Haverá Parlamento e um Conselho Consultivo de Economia Nacional. São garantidos todos os direitos e contratos." Diário da Noite, 10 de novembro de 1937.
AS MANCHETES
Em virtude das resoluções tomadas ontem pelo governo foram também dissolvidos a Câmara e Senado Federais, assim como Assembléias dos estados e as Câmaras Municipais. Todos os governadores com exceção dos Srs. Lima Cavalcanti e Juracy Magalhães, solidários com o presidente da República. Falam ao País e ao Exército o presidente da República e o ministro da Guerra. Assumiram os governos da Bahia e Pernambuco os coronéis Villanova e Fernando Dantas. (A Nação)
Brasileiros A Defesa Social Brasileira é um novo Arraial do Bom Jesus erigido como baluarte do Brasil contra a invasão vermelha. Nenhum patriota poderá ficar alheio ao seu grande apelo. Alistai-vos (A Nação)
A Constituição hoje promulgada criou uma nova estrutura legal, sem alterar o que se considera substancial nos sistemas de opinião: manteve a forma democrática, o processo representativo e a autonomia dos Estados, dentro das linhas tradicionais da federação orgânica (do discurso do Presidente Getúlio Vargas) (A Nação)
A Constituição Federal Promulgada - Tradições que permaneceram das Constituições de 1824 e 1936. Democracia, representação popular direta e indireta. Inexistência de qualquer preconceito. Manutenção do hábeas corpus. Irretroatividade das leis. Paz, Justiça e Trabalho (A Nação)
Acaba de Ser Promulgada, Em Reunião No Ministério, Nova Constituição Para A República (Diário da Noite)
A atmosfera de tranqüilidade e de confiança em que se operou a transformação do regime é a melhor prova de que o ato do governo não foi mais do que a sanção de um decreto do Povo. - Francisco Campos - (Diário da Noite)
Haverá parlamento no regime da nova Constituição - Prorrogado o mandato presidencial até a renovação do plebiscito - Seis anos, o novo período presidencial - As candidaturas - Garantidos todos os direitos e contratos. (Diário da Noite)

CARNAVAL

Neste ano por interferência do delegado Dulcidio Gonçalves (um capacho de Getulio) que mandou encerrar o desfile antes da hora já que era para desfilarem 32 escola e somente 16 haviam desfilado. Não puderam se apresentar entre as outras a campeã do ano anterior, a Unidos da Tijuca, e a Mangueira. O júri indicou como campeã a Vizinha Faladeira, que trouxe uma comissão de frente montada em cavalos.

UNIÃO NACIONAL DOS ESTUDANTES

No dia 13 de agosto de 1937, na Casa do Estudante do Brasil no Rio de Janeiro, o então Conselho Nacional de Estudantes conseguiu consolidar o que já havia sido tentado diversas vezes sem sucesso: a unificação dos estudantes na criação de uma entidade máxima e legítima. Desde então, a UNE começou a se organizar em congressos anuais e a buscar articulação com outras forças progressistas da sociedade.

A UNE já nasceu como uma das principais frentes de combate ao avanço das idéias nazi-fascistas no país durante a Segunda Guerra Mundial. Os estudantes organizados também promoveram, em 1947, um dos mais importantes movimentos de opinião pública da história brasileira: a campanha “O Petróleo é nosso”, série de manifestações de cunho nacionalista em defesa do patrimônio territorial e econômico do país, que resultou na criação da Petrobrás.
Durante os anos 50, houve muita disputa pelo poder na entidade, um embate diretamente ligado aos principais episódios políticos do país como a crise política do governo Vargas que levaria ao suicídio deste presidente em 1954. Após o governo de Juscelino Kubitschek, foram eleitos Jânio Quadros e João Goulart. Nesse período a União Nacional dos Estudantes e outras grandes instituições brasileiras formaram a Frente de Mobilização Popular. A UNE defendia mudanças sociais profundas, dentre elas, a reforma universitária no contexto das reformas de base propostas no governo Jango.

A partir do golpe de 1964, tem início o regime militar e a história da UNE se confunde ainda de forma mais dramática com a do Brasil. A ditadura perseguiu, prendeu, torturou e executou centenas de brasileiros, muitos deles estudantes. A sede da UNE na praia do Flamengo foi invadida, saqueada e queimada no dia 1º de Abril. O regime militar retirou a representatividade da UNE por meio da Lei Suplicy de Lacerda e a entidade passou a atuar na ilegalidade. As universidades eram vigiadas, intelectuais e artistas reprimidos, o Brasil escurecia.

Apesar da repressão, a UNE continuou a existir nas sombras da ditadura, em firme oposição ao regime, como célebre passeata dos Cem Mil no Rio de Janeiro em 1968. A entidade foi profundamente abalada depois da instituição do AI-5 e das prisões do congresso de Ibiúna. Mesmo assim, o movimento estudantil continuou nas ruas, como nos atos e missa de 7º dia do estudante da USP, Alexandre Vannucchi Leme, e organizando protestos por todo o Brasil reivindicando mais recursos para a universidade, defesa do ensino público e gratuito, pedindo a libertação de estudantes presos do Brasil. Em 1979, a partir da precária reorganização da UEE-SP, iniciou-se a reconstrução da UNE no célebre Congresso de Salvador. Em 1984, a UNE participou ativamente da Campanha das "Diretas Já" e apoiou a candidatura de Tancredo Neves à Presidência da República.


Com a força recuperada, o movimento estudantil, representado pela UNE e pela UBES (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas), foi o primeiro a levantar a bandeira pela ética na política em 1992, durante as manifestações pró-impeachment de Fernando Collor. Milhares de estudantes “caras-pintadas” influenciaram a opinião pública com a campanha “Fora Collor” e pressionaram o ex-presidente à renúncia.
Durante o governo Fernando Henrique Cardoso, a União Nacional dos Estudantes se manteve firme e denunciou o ataque neoliberal ao país, repudiando as privatizações, os privilégios ao capital estrangeiro e o descaso com as políticas sociais e com a educação. Os estudantes tiveram papel marcante nos anos FHC sempre defendendo o ensino público de qualidade e democrático.

A eleição de Lula em 2002 teve o apoio da União Nacional dos Estudantes, após um plebiscito promovido das universidades. Com uma postura independente, mas alinhada às iniciativas de mudança em relação ao neoliberalismo. Desde o início do governo, a entidade se mobilizou pela substituição do Provão por um novo modelo de avaliação das universidades e levantou os debates sobre a reforma universitária, participando ativamente no debate do projeto sobre os rumos da universidade brasileira, e ainda, de punhos erguidos para alterar a cara de nossas universidades: investindo da educação pública e regulando o setor privado.

EVENTOS:
• Carnaval - A Vizinha Faladeira vence pela primeira e única vez o desfile das escolas de samba do carnaval carioca.
• Em 13 de Agosto e fundada a União Nacional dos Estudantes
• É fundada em 17 de agosto, Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil a Sociedade de Filosofia Transcendental - Escola de Iniciação Cristã, hoje denominada Igreja Cristã Primitiva.
• Manuel Teixeira Gomes publica Miscelânea
• É organizado, pela CBD, o 1o Campeonato Inter-regional de futebol no Brasil, vencido pelo Clube Atlético Mineiro.
• A equipe de futebol do Siderúrgica, de Sabará, ganha o campeonato mineiro.

NASCIMENTOS:
• 6 de Março - Valentina Tereshkova, primeira cosmonauta russa
• 22 de Abril - Jack Nicholson, ator norte-americano.
• 4 de Junho - Hugo Carvana, ator e diretor brasileiro
• 11 de Junho - Carlos Eduardo Dolabella, ator brasileiro.
• 17 de Junho - Clodovil Hernandes, estilista e apresentador de TV brasileiro
• 6 de Agosto - Baden Powell de Aquino, músico brasileiro .
• 13 de Setembro - Joel Nascimento, músico brasileiro
• 1 de Novembro - Milton José Pinto, doutor em Comunicação e professor brasileiro
• 16 de Dezembro - Giulio Massarani, professor de engenharia química ítalo-brasileiro.
• 17 de Dezembro - Jaime Lerner, político e arquiteto/urbanista brasileiro.

FALECIMENTOS
• 4 de Maio - Noel Rosa, compositor.
• 15 de Outubro - Dom José Marcondes Homem de Melo, bispo brasileiro.

1938

POLITICA

Além do golpe da Constituição e a implantação do Estado Novo, Getulio Vargas traiu o povo e perseguiu os Integralistas. Para que se conheça um pouco desta agremiação, transcrevo a carta de Plínio Salgado principal líder do movimento integralista, endereçada a Getulio Vargas.

O INTEGRALISMO DEPOIS DE 10 DE NOVEMBRO

ENGANADOS, MAS FIÉIS A PALAVRA DADA.

A maior de todas as surpresas que tive em 10 de Novembro foi o discurso de V. Exª. Nessa noite fiquei completamente convencido de fôramos enganados, desde o primeiro dia. Não houve uma palavra de carinho para o Integralismo ou para os Integralistas. Entretanto, era um movimento e eram homens que tudo fizeram pela Nação e que sempre foram leais para com V. Exª. nos momentos os mais difíceis. Por todo o país, ouvindo o rádio, um milhão e meio de brasileiros considerava o fato amargamente.
Apressai-me, leal à palavra empenhada, em extinguir a feição política da “Ação Integralista Brasileira”. O único partido nacional, o único que estava em consonância com o proclamado corporativismo do Estado Novo, era paradoxalmente o ÚNICO que vinha espontaneamente declarar-se extinto, para só viver como sociedade cultural, esportiva e beneficente.
Isso antes de qualquer lei, de qualquer decreto...
O Integralismo iria continuar, sob essa forma, conforme lhe prometeram os responsáveis pela situação, prestando os serviços que só ele até então tinha prestado ao país.
Eu não supunha, porém, que o que se arquitetava contra o Integralismo era tão grande. Logo os jornais, havendo censura oficial, começaram a atacar-me, a ridicularizar o movimento integralista. Alguns diretores de jornais informavam-me que recebiam ordens de autoridades para abrir fogo contra nós.
LOUVORES QUE NÃO HONRAM E CAMPANHA QUE NÃO DIGNIFICA
Em todas as rodas de políticos da cidade só se falava, então, do “tombo” que V. Exª. nos dera; no novo “pirarucu” que V. Exª. pescara; na rasteira que V. Exª. passara no Integralismo, como se tais proezas atribuídas a um homem que todos brasileiros devem olhar como honrado, dedicando-lhe todo o respeito, não ferissem mais a V. Exª. do que ao Integralismo.
Houve mesmo uma palestra assistida por pessoa que os comensais não sabiam integralista, em que um dos diretores de uma Companhia, de que o Ministro da Justiça fora advogado, afirmava haver sido eu chamado pelo Dr. Campos, o qual me impusera (isso logo no dia 10 de Novembro) o fechamento imediato do integralismo. Essa conversa deixou-me bem claro o projeto que se continha no meu chamado na manhã de 10, de improviso convertido em um pedido de noticia no “O Povo”.
A censura de imprensa começou a dar ordens que mais parecem de inimigos de V. Exª. Proibiu a publicação do meu nome muitas vezes ou em tipo que ultrapassasse o tamanho indicado; proibiu elogios literários sobre livros de minha autoria; proibiu que se dissesse que fundei o Integralismo, ou que fiz campanha nacionalista; proibiu que se usassem as palavras Integralismo, Integralista, Integral, etc.
Fomos, desde o primeiro dia do golpe, tratados como inimigos.
Já não quero falar a V. Exª. o que se passou nos Estados, antes mesmo do nosso trancamento oficial. Meus retratos foram destruídos por esbirros, meus companheiros presos e espancados, sendo numerosíssimos os telegramas que ao Dr. Campos foram apresentados, relativos as mais inomináveis violências em todos os pontos do país, onde os Governadores irritados com o estado novo ao qual aderiram por interesses pessoais, vingavam-se nos integralistas, apontados como sustentáculos de V. Exª.
FASCISMO CONTRA INTEGRALISMO
Assim passamos angustiadamente até 19 de Novembro. Tive noticias de que nesse dia seriam lançadas as “legiões” iguais aquelas kakis, de tentativa fascista de outros tempos.
Mas, não sei por que motivo, talvez devido à copiosa chuva, não fomos pelo fascismo governamental esmagados e substituídos nesse dia. No dia 20, o General Góis Monteiro pediu-me para chegar até sua residência. Lá, fez-me veemente apelo para que eu não fechasse o integralismo, dizendo-me mesmo que tal medida seria desastrosa para o Brasil.
Dizia-me que o Integralismo já havia cumprido uma grande missão e agora tinha de cumprir outra. Essa ultima era a de manter uma sagrada mística onde tudo era interesse e hipocrisia. Elogiou as intenções de V. Exª., mas lamentou que os políticos estivessem estragando tudo. Disse que o destino do Brasil muito dependia do Integralismo. Em seguida insistiu para que eu falasse imediatamente ao Ministro da justiça, Dr. Campos, e, indo ao telefone, marcou o encontro. Foi isso exatamente na ocasião em que V. Exª. designava nova entrevista que desejava ter comigo e que seria dessa vez em Petrópolis.
PROMESSA QUE NÃO FOI CUMPRIDA; AFLIGEM-SE OS GENERAIS GOIS MONTEIRO E NEWTON CAVALCANTI.
O Dr. Francisco de Campos disse-me logo de inicio da conversa, que a colaboração pessoal minha no Governo de V. Ex.ª dependia, preliminarmente, do fechamento do Integralismo, pois no Estado Novo, só haveria o partido do Governo. Respondi-lhe que já havia fechado o partido político, porém que, de acordo com o combinado, ficava aberta sociedade civil “Ação Integralista Brasileira”, de fins culturais e educacionais.
A esta altura da minha carta, lembro-me, Sr, Presidente, de que na manha do dia 10 de Novembro, quando fui chamado pelo ministro da Justiça, Dr. Campos, para receber a encomenda de uma noticia de imprensa, eu lhe perguntei ao despedir-me, já de pé, se na nova Constituição tinha sido incluída alguma disposição dentro da qual ficasse assegurada a existência da “Ação integralista Brasileira” como sociedade civil, ao que ele me respondeu prontamente que sim.
Agora, eu apelava para a afirmativa do Sr. Ministro, ao que ele retrucava que era uma exigência de V. Ex.ª o nosso fechamento.
Eu disse, então, ao Ministro Campos, que se o fechamento da Ação integralista Brasileira também como sociedade civil, e não só como partido, era inevitável, então que partisse do próprio governo, pois essa deliberação jamais partiria de mim porque a minha dignidade não o permitia. Foi esse o pensamento que ele levou a V. Ex.ª.
Abalado por tão imprevistos acontecimentos, julguei um dever comunicar o fato ao General Góis Monteiro, que apelara para mim no sentido de que eu não fechasse o Integralismo, e ao General Newton Cavalcanti que prometera ser o advogado dos Integralistas. O General Góis Monteiro, relembrando os serviços que o Integralismo prestara ao Exército e expondo com muita clarividência a sua crítica sobre a situação do país, prometi falar com o Sr. Presidente da república, demonstrando a V. Ex.ª a extrema gravidade que representava para o exército e o País o fechamento do Sigma naquela ocasião. Quanto ao General Newton Cavalcanti tão profundamente chocado ficou com a noticia contrária ao que V. Ex.ª lhe assegurara que, já noite, debaixo de um forte temporal, saiu da Vila Militar para a cidade, a fim de se entender com o Sr. Ministro da Guerra, pedindo-lhe que se dirigisse a V. Ex.ª.

O MINISTRO CAMPOS OFERECE-ME DINHEIRO

No dia seguinte, estive novamente com o Ministro Francisco Campos, que já havia estado com V. Ex.ª e que me informou da resolução de V. Ex.ª de baixar um decreto fechando todos os partidos políticos, inclusive o Integralismo, que não poderia funcionar, mesmo como sociedade civil sem as características do partido. Reclamei, então, veemente, contra isso dizendo ao Dr. Campos que tal medida nos deixaria numa situação dificílima, pois a Ação Integralista Brasileira tinha relações civis e comerciais, com responsabilidades para com terceiros, tinha dividas, inclusive a relativa ao empréstimo do Sigma de milhares de contos, tinha ambulatórios médicos, lactários, escolas, bibliotecas, jornais e revistas. Seria uma calamidade e nós não mereceríamos isso, pois não praticamos nenhum crime para sermos tratados dessa maneira. O Sr. Ministro da Justiça respondeu-me que esses prejuízos financeiros o Governo poderia pagar porque tinham sido despesas feitas com obras DE BENEMERÊNCIA. Eu lhe respondi que a dignidade do Integralismo não permitia que aceitássemos a oferta, pois daríamos a impressão de haver transacionado o nosso apoio ao governo. Encerrando a conversa, o Ministro disse que iria estudar o caso.

O PRESIDENTE ENCONTRA-SE COMIGO NO LUGAR DE COSTUME

Foi depois disso que estive com V. Ex.ª, novamente, em casa do Dr. Renato da Rocha Miranda. Depois de palestrarmos sobre vários assuntos, V. Ex.ª me declarou que iria baixar um decreto fechando todos os partidos e eu tive de concordar com essa providencia, porque assim deveria ser pela Constituição do Estado Novo. Falei então, a V. Ex.ª que, a “Ação integralista Brasileira” já não seria atingida pelo decreto, porque deixara de ser partido, desde o dia 11 de novembro, e que ela deveria apenas continuar como sociedade cultural, educacional, esportiva, e beneficente, em que porventura se transformassem os partidos, teriam de mudar de nome.
Dignando-se V. Ex.ª transmitiu-me essas informações, reiterou o convite que anteriormente me fizera para ocupar o lugar de Ministro da Educação em seu governo.
Eu procurei mostrar a V. Ex.ª como a proibição, de chofre, dos gestos, uniformes e distintivos integralistas, iria ferir profundamente a massa de mais de um milhão de brasileiros que me acompanhava. Lembrei a V. Ex.ª que os nossos inimigos eram justamente aqueles que nos odiaram por verem em nós o sustentáculo do Poder Central e que, agora, esses homens tendo aderido hipocritamente ao Estado Novo e não se conformando, no intimo, com a situação, iriam vingar-se nos integralistas,uma vez que não tinham hombridade para lutar contra o Presidente da Republica. Falei a V. Ex.ª das grandes opressões que os integralistas já estavam padecendo antes mesmo do fechamento do Sigma e do quanto iriam sofrer de autoridades covardes que exorbitariam na ocasião do trancamento das sedes municipais.
Pedi a V. Ex.ª, em nome dos serviços que prestáramos na luta contra o bolchevismo, na sustentação da autoridade do Presidente da República, no combate ao regionalismo separatista e, em nome dos mártires que já contávamos que a “Ação integralista Brasileira”, embora fechada como partido pudesse continuar a viver como sociedade civil, sem que, portanto, fosse preciso o encerramento das sedes nacionais, estaduais e municipais, que ocasionaria tropelias e barbaridades em todo território da republica. A esse apelo, V. Ex.ª, atendendo-me, prometeu que falaria com o Ministro da Justiça, a fim de que combinasse ele comigo as instruções que eu julgasse necessárias, de modo a evitar maiores aborrecimentos aos integralistas.
Diante disso, para demonstrar a V. Ex.ª a minha boa vontade esquecendo todos os dissabores dos últimos dias, prometi que, logo que saísse o decreto fechando os partidos políticos e desde que, pelo seu texto, os integralistas verificassem que continuavam a sua obra patriótica, eu reuniria as personalidades de mais projeção do integralismo e as consultaria sobre o convite que me era feito para colaborar como Ministro de V. Ex.ª.

O GENERAL NEWTON CAVALCANTI, FIADOR DA PALAVRA ALHEIA, PEDE DEMISSÃO.

Nos dias que se seguiram, no que me parece, os Generais Góis Monteiro e Newton Cavalcanti deram alguns passos junto ao Ministro da Guerra, em continuação às providencias que estavam tomando anteriormente, no sentido de obterem de V. Ex.ª o não fechamento do Integralismo como sociedade civil. Isto suponho, porque o General Góis Monteiro teve a bondade de me procurar em minha casa para me fazer a comunicação de que esgotara todos os argumentos a nosso favor, porém não pudera evitar o nosso fechamento. Quanto ao General Newton Cavalcanti, tive conhecimento (e toda a população do Rio de Janeiro) de uma longa carta que ele endereçou ao Sr. Ministro da Guerra, pedindo demissão do Comando da Vila Militar, por não concordar com a providencia que nos atingia, em desacordo com a palavra em contrário que se lhe havia dado. Logo depois, saia o decreto. E eu não fui ouvido pelo Ministro da justiça, conforme ficara combinado com V. Ex.ª.

DESENCADEIA-SE A PERSEGUIÇÃO AOS INTEGRALISTAS.

Não se descreve o que se passou no país, Sr. Presidente. As maiores tropelias e violências foram praticadas. Centenas de sedes foram depredadas. O meu retrato arrastado para as ruas e queimado. Numerosas prisões efetuadas. Homens e mulheres espancados barbaramente. Domicílios particulares invadidos e saqueados. Houve um caso até (no Paraná) de incêndio na casa de um médico, chefe integralista municipal, enquanto este se encontrava encarcerado. Os relatórios que possuo são deprimentes para os esbirros estaduais. Era o ódio recalcado dos próprios inimigos de V. Ex.ª (separatistas e comunistas) desforrando-se naqueles que pregaram a unidade da Pátria, o prestigio do Poder Central e as doutrinas corporativistas agora de certa forma adaptadas pelo Estado Novo. Foi proibida a revista “Anauê”, que se publicava nesta capital, havendo ameaça de fechamento dos nossos jornais. Em diversos Estados foram apreendidos, nas livrarias, livros de autores integralistas. No Estado do Rio chegaram até a confiscar os livros de minha autoria que nada tinham a ver com o Integralismo: romances, ensaios, literatura em geral, com prejuízos financeiros para os meus editores e para mim particularmente. A onda de ódio desencadeou-se violenta por todo o país com ameaças tremendas, vexames de toda espécie e brutalidades indescritíveis.

AS CONSEQÜÊNCIAS FATAIS

Encontro-me hoje, Sr. Presidente, na mais dolorosa das situações a que um homem de bem, pelo seu patriotismo, pela sua desambição, pela sua lealdade e pela sua dignidade poderia ser levado.
As autoridades exigem de mim duas coisas que se repelem, duas coisas que constituem o impossível:
Que eu não me considere mais “Chefe Nacional” dos Integralistas;
Que eu lhes de ordens, que seja obedecido e que responda por todos eles;
As autoridades exigem também outro absurdo da massa integralista, pela imposição de duas exigências contraditórias:
Que se acabe definitivamente com a “mística”, isto é, com o uniforme, os símbolos, a saudação, os distintivos, o nome “Integralista” e a palavra “Integralismo”, o respeito ás ordens do Chefe, porque o governo não quer que exista mais Chefe para os mesmo Integralistas;
Que essa massa, sem mística, sem características, sem disciplina e sem chefe, tenha um procedimento uniforme e responda coletivamente por atos isolados de qualquer de seus membros.
A tentativa que fiz para organizar uma sociedade (“Associação Brasileira de Cultura”), não logrou êxito no Ministério da Justiça onde os papeis se arrastam há dois meses. Muitos Integralistas, aliás, não se conformam com outras denominações e não querem abrir mão das exterioridades do seu culto cívico. Outros revoltados diante da campanha dos jornais esquerdistas (em plena vigência da censura) contra o Integralismo, desgarram-se dos quadros disciplinadores do antigo movimento, ligando-se a políticos liberais por não acreditarem na sinceridade do Governo.
Vários companheiros têm morrido sob maus tratos policiais. Diante de tudo isso, que devo fazer?
Cerca de cinco mil integralistas passaram, em sucessivas comissões, pela minha residência, por ocasião do Natal e do Ano Bom. A esses falei e aconselhei. Mas o Rio tem dezenas de milhares de integralistas e o Brasil centenas de milhares. Que estarão fazendo? As cartas que recebo revelam um estado de animo estranhamente tenso.
O Comandante Américo Pimentel, da Casa Militar de V. Ex.ª, vindo cumprimentar-me em nome de V. Ex.ª na passagem daquelas datas festivas, foi algumas vezes testemunha de meus esforços pacificadores. Indague V. Ex.ª, por exemplo, de pessoas que lhe merecem crédito, como o Dr. Renato Rocha Miranda, Dr. Amaro Lanari, Dr. Belisário Pena, o General Vieira da Rosa, o Dr. Rocha Vaes, o Dr. Gustavo Barroso, sobre o quem tem sido a minha ação, desde o fechamento do Integralismo, a acalmar exaltado, a descobrir grupo que cometam ou despertam ou se desesperam, reduzindo-os à disciplina a fim de evitar que façam loucuras.
O Integralismo, arrebentadas as comportas da hierarquia, a través da qual chegava, de chefe em chefe, a minha palavra é hoje uma ebulição que se pode tornar incontrolável. Entre as coisas que mais amargam essa massa, cumpre notar a inexistência, nestes dias, da menor palavra do Governo, que tanto deve ao Integralismo e que no Integralismo sempre reconheceu um movimento que tudo sacrificou pela grandeza da Pátria, sem nada haver pedido em troca.
A coletividade integralista só tem recebido asperezas, remoques, ironias, perseguições injustificadas, não só de certa imprensa como mesmo de algumas autoridades superiores do país. E que crime praticou o Integralismo?
Os argumentos que se usam contra nós são os mais absurdos e irrisórios.
Afirma-se que devemos estar satisfeitos porque nossas idéias estão triunfantes e que, por isso, qualquer atitude de desgosto só pode revelar ambição pessoal. Mas ao mesmo tempo, autoridades policiais proíbem a palavra “integralismo”, proíbem que os jornais nossos se refiram à obra realizada por nosso movimento no país, permitem que sejam feitos contra nós ataques em certa imprensa até há pouco reconhecidamente bolchevista e, em todos os quadrantes do país, as autoridades, invertendo a realidade, nos chamam de “extremismo de direita” e ao Estado Novo de “defensor da democracia”...
Nos meios políticos e em algumas esferas governamentais sempre fomos maltratados desde o dia 10 de Novembro. E quando se esgotaram todos os recursos para nos levarem ao desespero, começaram a fantasiar as mais ridículas conspirações, que se nos atribuíam, seguidas de prisões as mais injustas. As tropelias policiais em lares humildes são freqüentes e cruéis, com espancamentos e torturas que se produzem. Numerosas famílias estão privadas de seus chefes. Criou-se uma atmosfera de animosidade e desconfiança e desconfiança, dentro da qual se pretende asfixiar os Integralistas.
Essa é a situação que precisa ser encarada com o maior realismo e o mais alto patriotismo por todos nós.

CONCLUSÃO

De minha parte, nos superiores interesses do Brasil, estou sempre disposto a procurar fórmulas salvadoras e dignas. É com esse estado de espírito que me dirijo a V. Exª. antes de um novo encontro pessoal, por meio desta carta que constitui um documento que lego à história do Brasil, mostrando a elevação de vistas, o desinteresse pessoal, o conciliador patriotismo e a firme dignidade com que me portei nestes dias que considero os mais tristes de minha vida toda, dedicada ao serviço da minha Pátria.
Falei nestas linhas, francamente, confiadamente, sem nenhuma restrição mental a V. Exª., como um bom brasileiro deve falar ao Chefe de sua Nação. Penso que esta questão do Integralismo precisa ser colocada no terreno exclusivo da confiança e lealdade. É o que faço. E V. Exª. agora, sabedor do motivo porque ainda não aceitei o convite de V. Exª. para seu Ministro, poderá concluir em que setor do Governo e de que maneira poderíamos trabalhar com dignidade pela grandeza do Brasil.
(a) Plínio Salgado.
Rio de Janeiro, 28 de Janeiro de 1938.

CARNAVAL

Foram proibidos pelo regulamento carros alegóricos e temas que não fossem nacionais. Esta proibição só foi extinta no ano de 1997. Neste ano a comissão julgadora não apareceu. As escolas desfilaram mas não houve vencedores. Embora 35 escolas de samba tenham se inscrito e desfilado, não houve julgamento pois três dos quatro julgadores não compareceram ao evento devido aos temporais daquela noite.


FUTEBOL

Na III Copa, na França, não foram os franceses que brilharam, e sim os italianos que foram novamente campeões. Com a participação de 15 seleções, a III Copa seguiu o modelo da anterior, com jogos eliminatórios desde a fase das oitavas-de-final, realizados em nove cidades. O Brasil teve a sua melhor participação no torneio graças ao talento de Leônidas da Silva, Tim e outros craques, chegaram as semifinais, mas perdeu de 2 X 1 para a Itália, que sagrou-se campeã.

CURIOSIDADES
EVENTOS:
• 3 de janeiro - Getúlio Vargas cria o programa oficial de rádio, A Hora do Brasil.
• 25 de março - as indústrias Krupp, da Alemanha, firmam contrato para fornecimento de grande quantidade de material bélico ao Brasil.
• 11 de maio - ataque Integralista ao Palácio Guanabara (na época, residência presidencial do Brasil) no Rio de Janeiro, RJ
• 4 de junho - começa a III Copa do Mundo de Futebol, na França. Campeão: Itália.
• 23 de julho - inaugurado o Túnel Nove de Julho na cidade de São Paulo, SP
• 28 de julho a 29 de julho - reunião em Montevidéu, capital do Uruguai, dos chefes de missões diplomáticas alemãs no Brasil, Argentina, Uruguai e Chile para analisar a situação e forma de atuação política da Alemanha Nazista na América do Sul.
• 29 de setembro - Adolf Hitler, Neville Chamberlain, Edouard Daladier e Benito Mussolini assinam o Acordo de Munique
• 30 de outubro - primeira transmissão da fatídica versão radiofônica produzida por Orson Wells do clássico de ficção científica, A Guerra dos Mundos. Nos EUA
• 9 de dezembro - instala-se em Lima, capital do Perú, a III Conferência Internacional Americana.
• 17 de dezembro - fundação da cidade de Delfim Moreira no estado de Minas Gerais, MG
• 24 de dezembro - inaugurada oficialmente a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, RJ.

LEMBRANÇAS:
Neste ano no dia 13 de Julho nascia minha irmã Marilda

NASCIMENTOS:
• 5 de Janeiro - Rei D. Juan Carlos de Espanha.
• 16 de Janeiro - Jô Soares, humorista, escritor e apresentador de televisão brasileiro.
• 28 de Janeiro - Raul Gil, apresentador de televisão brasileiro
• 26 de abril - Elisa Vianna Sá, médica sanitarista brasileira.
• 3 de Maio - Agnaldo Rayol, cantor brasileiro.
• 22 de Outubro - Juca Chaves, humorista, compositor, escritor e cantor brasileiro.
• 26 de Novembro - Tina Turner, cantora Americana, em Brownsville.
• 14 de Dezembro - Leonardo Boff, teólogo brasileiro.

FALECIMENTOS:
• 28 de Julho - Virgulino Ferreira da Silva, o cangaceiro Lampião.
• 28 de Julho - Maria Bonita, mulher do cangaceiro Lampião.

1939

LEMBRANCAS
Os fatos que relato foram obtidos por conversas que tive com meus familiares que participaram da guerra e também obtidos com pesquisas por mim realizada. São poucas minhas lembranças deste período. Algumas tenho pequenas recordações como por exemplo as peladas que os moradores da vila disputavam aos domingos com moradores da redondeza. Outra que ainda tenho gravado era que as pessoas em quase todas as reuniões familiares comentavam as atrocidades que eram praticadas no interior do Pais pelo grupo de cangaceiros liderados por Lampião. Os comentários era temerosos, pois tinham receio de que os cangaceiros conseguissem chegar no Rio de Janeiro.

HISTORIA

Em 01-09-1939 teve início a segunda guerra mundial com a invasão da Polônia pela Alemanha.
Getúlio Vargas declara que o Brasil se mantém neutro, em 02-09-1939
Outro fato ocorrido neste período e que Getulio tinha uma boa relação com o pessoal ligados ao Hitler e Mussolini e como ele não aceitava a política pregada por Luis Carlos Preste, mandou que prendessem a judia Olga, esposa de Prestes, e que a deportassem para a Alemanha, sabendo logicamente que ela seria colocada em um campo de concentração. Todos os atos e atitudes por ele, Getulio, que eram tomadas eram alicerçadas na Constituição Golpista por ele implantada.
Países americanos assinam a Declaração do Panamá, de neutralidade, em 03-10-1939.

CARNAVAL

No inicio do ano a União das Escolas de Samba passa a se chamar União geral das Escolas de Samba.
Fevereiro de 1939, a Portela é a grande sensação do desfile ao apresentar todos os seus componentes fantasiados de acordo com o enredo e ganha seu segundo titulo. A comissão julgadora, da qual participava Austraugesilo de Ataíde, desclassificou a Vizinha Faladeira por trazer um tema estrangeiro (“Branca de Neve e os Sete Anões”).


CURIOSIDADES

EVENTOS:

Janeiro
• 6 de janeiro - os EUA iniciam aproximação com o Brasil. O governo americano convida o chanceler brasileiro Osvaldo Aranha para uma entrevista pessoal com o presidente dos EUA, Franklin Delano Roosevelt.
• 21 de janeiro - descoberto do primeiro poço de petróleo no Brasil, no estado da Bahia
• 8 de Janeiro - Estreia do Sport Lisboa e Benfica no Campeonato Nacional de Futebol da 1ª Divisão:Benfica 4 - Acadêmica de Coimbra 0.

Fevereiro
• 9 de fevereiro - Osvaldo Aranha, chanceler do Brasil, desembarca em Nova York, nos EUA, para uma entrevista com o presidente americano Franklin Delano Roosevelt.
Março
• 2 de Março - Pio XII é eleito o 261º papa, sucedendo ao Papa Pio XI.
• 15 de março - Tropas nazistas invadem os territórios checos da Boêmia e Morávia.
• 16 de março - Hitler proclama que "a Checoslováquia deixou de existir".
• 28 de Março - As tropas de Francisco Franco conquistam Madrid, pondo fim à Guerra Civil Espanhola.
Abril
• 7 de abril - A Itália invade a Albânia.
Junho
• 27 de junho É criada a cidade de Canoas, (RS)
Agosto
• 23 de agosto - A Alemanha nazista e a URSS assinam um pacto de não agressão - o Pacto Ribbentrop-Molotov.
• 24 de agosto - o presidente dos EUA, Franklin Delano Roosevelt e o Papa Pio XII fazem um apelo à paz na Europa.
• 25 de agosto - Polônia e Grã-Bretanha assinam um pacto de mútua cooperação militar.
Setembro
• 1 de Setembro - A Alemanha nazista invade a Polônia, dando início à Segunda Guerra Mundial na Europa.
• 3 de Setembro - Inglaterra, França, Austrália, Índia e Nova Zelândia declaram guerra à Alemanha nazista. O Brasil se declara neutro.
• 5 de setembro - Os EUA se declaram país neutro.
• 10 de setembro - O Canadá declara guerra à a Alemanha nazista.
• 13 de setembro - O primeiro-ministro francês, Edouard Daladier, realiza a primeira reunião dos seu gabinete de guerra.
• 17 de setembro - O URSS invade e ocupa o leste da Polônia.
• 23 de setembro a 3 de outubro - I Reunião de Consulta dos Ministros das Relações Exteriores das Américas, na cidade do Panamá.
• 27 de setembro - As tropas nazistas tomam Varsóvia, capital da Polônia e o governo polonês capitulam.
• 28 de setembro - Os ministros Ribbentrop (da Alemanha) e Molotov (da URSS) se encontram para discutir a partilha da Polônia.
Outubro
• 14 de outubro - o couraçado britânico Royal Oak (Arca Real), símbolo do poder da marinha britânica, é afundado por um submarino alemão dentro da base naval de Scapa Flow, nas Órcades (Ilhas Orkney em inglês) na costa da Escócia.
Novembro
• 8 de novembro - Atentado contra Hitler na taberna Bürgerbraükeller em Munique.
• 26 de novembro - A Finlândia recusa proposta da URSS de estabelecer bases militares em seu território.
• 29 de novembro - Aviões soviéticos bombardeiam Helsinque, capital da Finlândia.
• 30 de novembro - A URSS invade a Finlândia.
Dezembro
• 13 de dezembro - Batalha do Rio da Prata, o encouraçado-de-bolso alemão, Almirante Graf Spee, enfrenta 3 cruzadores britânicos, no litoral do Uruguai.
• 14 de dezembro - a URSS é expulsa da Liga das Nações por sua agressão à Finlândia
• 17 de dezembro - o encouraçado-de-bolso alemão Graf Spee é afundado por sua tripulação, após deixar o porto de Montevidéu.
• Francisco Franco substitui Juan Negrín López como presidente do governo de Espanha e Manuel Azaña Díaz como chefe de estado.

NASCIMENTOS
• 6 de Julho - Thelma Reston, atriz brasileira
• 23 de Junho - João de Jesus Paes Loureiro, escritor brasileiro.
• 11 de Outubro - Maria Esther Bueno, tenista brasileira
• 12 de Outubro - Fulvio Stefanini, ator brasileiro.

FALECIMENTOS:
• Alberto de Oliveira, poeta brasileiro.
• 10 de Janeiro - Santino Maria da Silva Coutinho, bispo brasileiro.
• 10 de Fevereiro - Papa Pio XI 260º papa.
• 23 de Setembro - Sigmund Freud, psiquiatra, fundador da psicanálise.

1940

LEMBRANÇAS

As pessoas muito comentavam sobre um malandro que vivia na Lapa que era homossexual, mas com sua valentia protegia as prostitutas e corria atrás dos rapazes com quem ele queria ter relações sexuais. Ai daquele que oferece resistência, pois alem de apanhar, corria o risco de ser cortado de navalha. A policia para socorrer as pessoas vitimas de Madame Satã, como ele era conhecido, normalmente ia em escoltas de 2 a 3 carros, pois o homem era bom na capoeira e não respeitava nem mesmo a policia. A abaixo transcrevo os dados do cara.
João Francisco dos Santos (1900 - 1976), mais conhecido como Madame Satã, foi um capoeirista e performista noturno brasileiro.
Viveu às margens da sociedade por ser negro e homossexual.
Era frequentador assíduo do bairro da Lapa (reduto carioca da malandragem e boemia na década de 1930), onde muitas vezes trabalhou como segurança de casas noturnas. Cuidava das meretrizes para que não fossem estupradas e/ou agredidas por homens que freqüentavam a localidade. Os rapazes tinham verdadeiro pavor de passar poe aquele local e por isso preferiam frequentar a “Zona do Mangue”.
Foi detido várias vezes e tendo estado no presídio da Ilha Grande. Faleceu logo após a sua última saída da prisão.
No ano de 2002 foi rodado no Brasil um filme sobre a sua vida, que leva o também o nome de Madame Satã.
Outra coisa de minha lembrança e que naquela epoca os pais amedrontavam seus filho dizendo que se ficassem na rua até mais tarde a DGI (Departamento Geral de Investigações) os prenderiam. A DGI possui viaturas que patrulhavam todos os bairros do Rio de Janeiro. Depois vieram os flamenguinhos e por fim a Radio Patrulha. Estas viaturas além de garantirem a segurança da população fiscalizavam se existiam crianças na rua após as 22 horas e também para prender malandros (pessoas que nao trabalhavam e viviam na vadiagem). Tanto a malandragem como a vadiagem era crime e se as pessoas ficassem na rua sem documentos, principlamente comprovando que trabalhassem, eram presas e fichadas na policia como vadios ou malandros.
Foi neste ano no dia 30 de Setembro que nasceu meu irmão Ronaldo.

CARNAVAL

Neste ano as escolas foram proibidas de funcionar por causa de uma briga que feriu uma passista de uma escola. Depois de muitos protestos, que envolveram inclusive o cantor Francisco Alves, a proibição foi revogada. A escola de samba Vizinha Faladeira, em protesto pela desclassificação, passa por trás da comissão julgadora (que naquela época ficava em palanque). Os diretores da escola anunciam que a escola se retiraria do carnaval. “Um dia voltamos...”. A Estação Primeira de Mangueira vence o carnaval carioca, conquistando seu 4º título geral.

HISTORIA

Hitler declara guerra aos EUA, em 11-12-1940 - Segunda Guerra;
a Alemanha ataca a Noruega e a Dinamarca, em 09-04-1940- formado o eixo Roma-Berlim-Tóquio, em 27-09-1940.
A Alemanha ocupa o sul da França.

CURIOSIDADES
EVENTOS:

Janeiro
• 2 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: a URSS inicia ofensiva no istmo da Carélia, na Finlândia.
Fevereiro
• 14 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: A Grã-Bretanha anuncia que armará os navios mercantes no Mar do Norte.
• 15 de fevereiro - Segunda Guerra Mundial: o Exército Vermelho rompe a Linha Mannerheim da defesa finlandesa.
Março
• 12 de março - Segunda Guerra Mundial: a Finlândia assina o armistício com a URSS.
• 28 de março - Segunda Guerra Mundial: França e Inglaterra decidem que não concluirão, separadamente, armistícios.
Abril
• 9 de abril - Segunda Guerra Mundial: o exército nazista inicia a ocupação da Dinamarca e invade a Noruega.
• 10 de abril - Segunda Guerra Mundial: primeira batalha naval entre britânicos e alemães em Narvik, porto do norte da Noruega.
• 13 de abril - Segunda Guerra Mundial: segunda batalha naval de Narvik, na Noruega.
• 14 de abril - Segunda Guerra Mundial: tropas britânicas desembarcam nas redondezas de Narvik, na Noruega.
• 19 de abril - Segunda Guerra Mundial: tropas francesas desembarcam na Noruega.
• 24 de abril - Segunda Guerra Mundial: o exército franco-britânico é derrotado na Noruega, em Lillehammer.
Maio
• 10 de maio - Segunda Guerra Mundial: a Alemanha invade a Bélgica, Holanda e Luxemburgo.
• 10 de maio - Segunda Guerra Mundial: o Primeiro Ministro britânico, Neville Chamberlain, renuncia, e Winston Churchill assume o cargo.
• 14 de maio - Segunda Guerra Mundial: a cidade portuária de Roterdã, na Holanda, é bombardeada pela Luftwaffe. 400.000 mortos.
• 15 de maio - Segunda Guerra Mundial: a Holanda capitula.
• 17 de Maio - Segunda Guerra Mundial: tropas alemãs ocupam Bruxelas, capital da Bélgica.
• 27 de Maio - Segunda Guerra Mundial: o rei Leopoldo III, da Bélgica assina o armistício com a Alemanha nazista.
• 27 de Maio - Segunda Guerra Mundial: Início da operação Dynamo.
Junho
• 3 de Junho - Segunda Guerra Mundial: os alemães bombardeiam Paris.
• 4 de Junho - Segunda Guerra Mundial: Completada a retirada de Dunquerque.
• 5 de junho - Getúlio Vargas aprova ampla colaboração militar entre Brasil e EUA.
• 10 de Junho - a Noruega capitula.
• 10 de Junho - Segunda Guerra Mundial: A Itália declara guerra à Inglaterra e França.
• 10 de Junho - Segunda Guerra Mundial: o Brasil, ainda neutro, aceita encarregar-se dos interesses da Itália junto a Grã-Bretanha e colônias, o que desagrada os britânicos.
• 10 de junho - o presidente dos EUA, Roosevelt, discursa na Universidade da Virgínia comprometendo-se a auxiliar os Aliados e a preparar os EUA para a guerra.
• 11 de junho - Vargas pronuncia discurso a bordo do encouraçado Minas Gerais, que é considerado simpático ao fascismo.
• 13 de junho - Vargas envia declaração às Agências de Notícias e ao governo dos EUA, afirmando que seu discurso não foi simpático ao fascismo e nem oposição ao discurso de 10 de junho de Roosevelt.
• 13 de Junho - Segunda Guerra Mundial: Paris é declarada cidade aberta.
• 14 de Junho - Segunda Guerra Mundial: tropas alemãs entram em Paris.
• 14 de Junho - Segunda Guerra Mundial: governo brasileiro divulga nota reafirmando o alinhamento do Brasil aos EUA e as nações americanas, e a sua neutralidade na guerra.
• 17 de junho - Segunda Guerra Mundial: o general Pétain, proclama-se Chefe de Estado da França e pede o armistício à Alemanha nazista.
• 21 de junho a 30 de junho- realiza-se a II Reunião de Consulta dos Ministros de Relações exteriores das Américas, em Havana, Cuba.
• 22 de junho - Segunda Guerra Mundial: a França de Vichy assina o armistício com a Alemanha nazista.
Julho
• 1 de julho - Segunda Guerra Mundial: instala-se na França, o Governo de Vichy.
• 3 de julho - Segunda Guerra Mundial: a marinha britânica bombardeia e destrói a frota francesa estacionada em Mers-el-Kébir, na Argélia, matando 1300 marinheiros franceses.
• 5 de julho - Segunda Guerra Mundial: a França de Vichy rompe relações diplomáticas com a Grã-Bretanha.
• 10 de julho - Segunda Guerra Mundial: começa a Batalha da Grã-Bretanha.
• 16 de julho - Segunda Guerra Mundial: Hitler ordena o início dos preparos para a invasão da Grã-Bretanha, a denominada Operação Leão do Mar.
• 16 de julho - Letônia, Estônia e Lituânia, são proclamadas repúblicas soviéticas.
Agosto
• 3 de agosto - Segunda Guerra Mundial: a Itália inicia a ocupação da Somália Britânica.
• 15 de agosto - Segunda Guerra Mundial: a Luftwaffe intensifica os ataques contra a Grã-Bretanha.
• 20 de agosto - atentado na cidade do México contra o líder exilado da revolução bolchevique na Rússia, Leon Trotsky, que morre no dia seguinte.
• 29 de agosto - Segunda Guerra Mundial: o governo de Vichy cria as Legiões Combatentes.
Setembro
• 3 de setembro - Segunda Guerra Mundial: os EUA iniciam a entrega de navios de guerra à Grã-Bretanha.
• 13 de setembro - Segunda Guerra Mundial: a Itália invade o Egito.
• 15 de setembro - Segunda Guerra Mundial: Japão dá ultimato à França pela seção das bases navais da Indochina.
• 17 de setembro - Segunda Guerra Mundial: a Alemanha decide adiar a invasão terrestre da Grã-Bretanha.
• 25 de setembro - os EUA limitam a entrega de petróleo para o Japão.
• 27 de setembro - Segunda Guerra Mundial: Alemanha, Itália e Japão assinam o Pacto Tripartite, formalizando a aliança conhecida como Eixo.

NASCIMENTOS:
• 27 de Janeiro - Walcyr Monteiro, escritor brasileiro.
• 22 de Fevereiro - Aracy Balabanian, atriz brasileira.
• 6 de Março - Paulo Figueiredo, ator brasileiro
• 10 de Março - Chuck Norris, ator norte-americano
• 1º de abril: Wangari Maathai, ativista africana ganhadora do Prêmio Nobel da Paz de 2004
• 25 de Abril, Al Pacino, Famoso actor Americano
• 23 de Junho - Stuart Sutcliffe, baixista e membro dos Beatles
• 7 de Julho - Ringo Starr, baterista e membro dos Beatles
• 9 de Outubro - John Lennon, músico britânico, dos Beatles
• 12 de Novembro - Bruno Tolentino, poeta brasileiro.

FALECIMENTOS:
• 9 de Novembro - Neville Chamberlain, ex Primeiro-Ministro britânico.

1941

HISTORIA:

Começa, na Alemanha, a deportação de judeus para os campos de concentração, em 12-10-1939 é no Mediterrâneo, em 22-03-1941.
- Hitler invade a URSS sem declaração de guerra, em 22-06-1941.

LEMBRANÇAS

Neste ano foi marcado com meu ingresso na Escola Primaria e meus pais me matricularam em uma escola localizada no bairro, mais precisamente na Rua Barão de Cotegipe, que era de propriedade da professora Dona Canuta, muito severa mais bastante eficiente. Todos a temiam, pois era comum seus alunos levarem puxões de orelhas e ficarem de castigo depois da hora para aprenderem fazer redações e conjugar verbos. As dificuldades de minha mãe eram grandes. Meu pai pouco se preocupava com a família e normalmente deixava pouco dinheiro para as despesas de casa. Como minha mãe não queria transparecer para nós estas dificuldades, quase sempre na hora do almoço ela demorava a nos chamar e quando isso acontecia geralmente era servida uma sopa ou então ela nos chamava já na hora de irmos para a escola para nos dar somente um copo de leite. Essa situação durou muitos anos até que ela realmente se separasse de nosso pai.
Ainda tenho na lembrança uma vez que minha mãe nos aprontou e levou-nos a casa de uma amante de meu pai chamada Elza e que morava na Praia do Flamengo, 100. Quando lá chegamos a mulher ficou toda apavorada, mais minha mãe só falou pra ela isso, “Trouxe para você conhecer as crianças de quem você esta roubando a comida ao ficar com meu marido e gastando nosso dinheiro”. Deu certo a mulher abandonou meu pai, que ficou enfurecido por minha mãe ter ido a casa da dona.

CARNAVAL

A Portela vence o carnaval carioca e conquista seu 3º título, o primeiro de sete consecutivos, recorde jamais superado no Rio de Janeiro. Começavam os chamados "anos portelenses".


CURIOSIDADES
EVENTOS:
Janeiro
• 5 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Tropas australianas capturam Bardia, na Líbia.
• 10 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Batalha naval entre britânicos e italianos no estreito da Sicília, no sul da Itália.
• 19 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Início da ofensiva britânica na Etiópia e Eritréia, na África.
• 20 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Hitler ordena o envio de tropas motorizadas de elite, o Afrika Korps, para o norte da África, em auxílio aos italianos.
• 20 de janeiro - Criado no Brasil o Ministério da Aeronáutica e a Força Aérea Brasileira, tendo como primeiro titular da pasta um civil - Dr. Joaquim Pedro Salgado Filho.
• 22 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Tropas britânicas e australianas capturam o porto de Tobruk, na Líbia.
• 26 de janeiro - Segunda Guerra Mundial: Começa a ofensiva britânica na Somália italiana.
Fevereiro
• 6 de fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Tropas britânicas e australianas capturam Benghazi, na Líbia.
• 9 de fevereiro - Segunda Guerra Mundial: A RAF bombardeia Gênova e Livorno, na Itália.
• 12 de fevereiro - Segunda Guerra Mundial: O general Rommel, comandante do Afrika Korps, chega a Trípoli, capital da Líbia.
• 25 de fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Tropas britânicas capturam Mogadíscio, na Somália italiana.
Março
• 1 de março - Segunda Guerra Mundial: A Bulgária adere ao Eixo, assinando o Pacto Tripartite.
• 2 de março - Segunda Guerra Mundial: O exército alemão entra na Bulgária.
• 15 de março - Realizada a missa inaugural das Faculdades Católicas, que viriam a se transformar na atual Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC - Rio)
• 16 de março - Segunda Guerra Mundial: Ataque da Luftwaffe à cidade de Bristol, na Inglaterra.
• 19 de março - Segunda Guerra Mundial: Grande ataque da Luftwaffe a Londres, capital da Inglaterra.
• 22 de março - Segunda Guerra Mundial: Aviões alemães metralham o navio mercante brasileiro Taubaté, no Mediterrâneo, matando um tripulante. É a primeira baixa brasileira na II Guerra Mundial.
• 25 de março - A Iugoslávia assina o Pacto Tripartite e adere ao Eixo.
• 28 de março - Segunda Guerra Mundial: A marinha britânica derrota os italianos no cabo Matapan, na costa da Grécia.
• 30 de março - Segunda Guerra Mundial: A RAF realiza um grande ataque aos cruzadores alemães Scharnhorst e Gneisenau, no porto de Brest, na França ocupada.
• 31 de março - Segunda Guerra Mundial: Afrika Korps, de Rommel, começa a ofensiva a partir de El Agheila.
Abril
• 4 de abril - Segunda Guerra Mundial: Afrika Korps derrota os britânicos em Benghazi, na Líbia, e captura a cidade.
• 6 de abril - Segunda Guerra Mundial: A Alemanha ataca a Iugoslávia e a Grécia.
• 6 de Abril - Segunda Guerra Mundial: A Luftwaffe bombardeia Belgrado, capital da Iugoslávia.
• 12 de abril - Segunda Guerra Mundial: Os alemães ocupam Belgrado, capital da Iugoslávia.
• 13 de abril - Segunda Guerra Mundial: A URSS e o Japão assinam um pacto de não-agressão.
• 14 de abril - Segunda Guerra Mundial: Afrika Korps chega à fronteira do Egito.
• 16 de abril - Segunda Guerra Mundial: Violento bombardeio aéreo sobre Londres, capital do Reino Unido.
• 17 de abril - Segunda Guerra Mundial: O exército da Iugoslávia rende-se aos alemães.
• 22 de abril - Segunda Guerra Mundial: O exército alemão captura Thessaloniki, na Grécia.
• 24 de abril - Segunda Guerra Mundial: Os gregos rendem-se no Épiro e na Macedônia.
• 27 de abril - Segunda Guerra Mundial: Tropas alemãs ocupam Atenas, capital da Grécia.
• 30 de abril - Segunda Guerra Mundial: As forças britânicas deixam a Grécia.
Maio
• 11 de maio - O secretário particular de Hitler, Rudolf Hess salta de pára-quedas na Escócia, após um vôo clandestino até a Grã-Bretanha.
• 15 de maio - Segunda Guerra Mundial: Tropas britânicas recapturam Sollum e Halfaya, na Líbia.
• 20 de maio - Segunda Guerra Mundial: Tropas alemãs invadem a ilha grega de Creta, no Mediterrâneo.
• 24 de maio - Segunda Guerra Mundial: O encouraçado alemão, Bismarck, afunda o cruzador de batalha britânico Hood, símbolo do poder naval britânico.
• 27 de maio - Segunda Guerra Mundial: O encouraçado alemão, Bismarck, é afundado pela esquadra britânica.
• 27 de Maio - O presidente americano, Roosevelt, declara estado de emergência nacional nos EUA.
• 31 de maio - Segunda Guerra Mundial: Os britânicos são derrotados em Creta, ilha grega no Mediterrâneo.
Junho
• 22 de Junho - Segunda Guerra Mundial: A Alemanha invade a União Soviética, com o começo da Operação Barbarossa.
Agosto
Outubro
• 2 de Outubro - Segunda Guerra Mundial: Início da batalha de Moscovo.
Novembro
• 3 de novembro - Joseph Grew, embaixador americano no Japão, informa o governo americano sobre a possibilidade de um ataque surpresa da marinha japonesa ao Havaí.
• 14 de novembro - Chega a San Francisco, na Califórnia, Sabino Kurusu, enviado japonês para negociar com os EUA um acordo de manutenção da paz entre os dois países.
• 17 de novembro - Novo alerta do embaixador americano no Japão, Joseph Grew, sobre a possibilidade de um ataque surpresa da marinha japonesa ao Havaí.
• 26 de Novembro - Governo dos EUA apresenta aos representantes do Japão uma fórmula para diminuir a tensão entre os dois países.
• 26 de Novembro - Frota japonesa comandada pelo Vice-Almirante Chuichi Nagumo, zarpa do Japão com destino a Pearl Harbor.
Dezembro
• 5 de Dezembro - Serviço de inteligência dos EUA decifra o código diplomático japonês e informa o governo americano que o Japão rejeitará qualquer proposta de paz que venha a ser apresentada.
• 6 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: O exército nazista estanca seu assalto à Moscou, capital da União Soviética. Contra-ofensiva do Exército Vermelho em toda a frente russa.
• 7 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: Forças aeronavais do Japão atacam a base dos EUA de Pearl Harbor, no Havaí, a Tailândia, o Sião e a Malásia.
• 7 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: O Japão declara guerra aos EUA e à Grã-Bretanha.
• 8 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: O congresso dos EUA aprova o Estado de Guerra contra o Japão.
• 8 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: A Grã-Bretanha declara guerra ao Japão.
• 9 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: Aviões japoneses afundam os couraçados britânicos Prince of Wales e Repulse, ao largo da Malásia.
• 11 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: A Alemanha e a Itália declaram guerra aos EUA.
• 13 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: Tropas japonesas ocupam a ilha de Guam, no arquipélago das Marianas.
• 17 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: Tropas japonesas desembarcam em Bornéu.
• 17 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: Primeira Batalha de Sirte. A frota italiana é repelida por forças britânicas.
• 17 de Dezembro - Segunda Guerra Mundial: Os EUA declaram, formalmente, guerra ao Japão.
• 18 de dezembro - Segunda Guerra Mundial: os Aliados desembarcam em Timor.
• 31 de dezembro - Vargas discursa para militares brasileiros analisando a situação do Brasil perante a guerra na Europa e o ataque japonês a Pearl Harbor. O discurso é considerado pró Aliados.

NASCIMENTOS:
• 26 de Março - Cláudio Marzo, ator brasileiro.
• 24 de Maio - Bob Dylan, cantor e compositor americano.
• 10 de Junho - Olívio Dutra, político brasileiro
• 12 de Junho - Antônio Lopes dos Santos, treinador de futebol brasileiro.
• 4 de Setembro - Marilena de Souza Chauí, filósofa e educadora brasileira.

FALECIMENTOS:
• 8 de Janeiro - Baden-Powell, militar inglês e fundador do Escotismo.

1942

FUTEBOL

- Por causa da guerra foi suspensa a realização da Copa do Mundo.

ECONOMIA

- Neste ano o cruzeiro tornou-se a nova moeda nacional.

HISTORIA
• Brasil rompe relações com a Alemanha e a Itália, em 28-01-1942
• submarino alemão afunda o navio Buarque, provocando 54 mortes, em 14-02-1942
• governo brasileiro encampa as empresas aéreas Lati (italiana) e Condor (alemã), em 11-03-1942
• queda de Sebastopol, fortificação soviética na Criméia, em 01-07-1942
• a Suíça fecha as fronteiras aos refugiados, em 13-08-1942
• manifestações populares em várias cidades exigem que o Brasil entre na guerra contra o Eixo, em 18-08-1942
• Brasil declara guerra à Itália e Alemanha, em 22-08-1942
- Em Novembro deste ano, navios alemães metralham o navio brasileiro Taubat.

LEMBRANÇAS

Neste ano a violência contra imigrantes alemães e italianos era enorme. Em um determinado dia, umas minorias de radicais, resolveram invadir e agredir nossos visinhos alemães, mas foram rechaçados pelos muitos italianos e portugueses que residiam no bairro. Ali a nacionalidade de todos era a de “moradores de Vila Isabel” irmãos dos mesmos sofrimentos e das mesmas alegrias e jamais poderíamos permitir que nossos irmãos sofressem agressões de quem quer que fosse. Os moradores do bairro eram uma só família e todos foram criados freqüentando as casas de seus visinhos e nossos pais sabiam como encontrarmo-nos, pois o conhecimento entre eles era comum.
Minha mãe sempre foi uma mulher muito atualizada e procurava nos passar informações de forma bem simples mais muito objetivas. Nos passou uma educação de forma a sermos respeitosos com os idosos e nunca diferenciarmos as pessoas por classes sociais ou seja ricos de pobres e assim por diante. Quando minha mãe nos passava informações a respeito de sexo falava abertamente que o anus era (cú) e que só era usado para sair as fezes (coco) e não para entrar nada.
Como não tínhamos preconceitos de brancos, amarelos, vermelhos, pardos ou negros na casa 4 da vila morava uma família negra que tinha um filho com anormalidades sexuais, ou seja gostava de molestar sexualmente as crianças. Minha mãe sabendo que as casas de visinhos eram também extensões de nossa casa, sempre nos alertava para não ficarmos sozinhos com o Zizico ou Vú Vu como era ele conhecido. Este rapaz filho de Sr. Posidônio e D. Maria deu muito trabalho para a família e por diversas vezes foi preso e espancado pela policia, pois sabendo que na vila todos sabiam de sua tara ia para a rua molestar outras crianças. Seu apelido Vu, Vu e que ele quando andava se inclinava para a frente, arrastava os pés e esfregando uma palma da mão contra outra sai gritando; Vú, Vú... Acabou cego, pois ele sempre enxergou pouco e no fim de sua vida a maior dificuldade até sua morte foi arranjar pessoas que servissem de guias para o mesmo. Seu verdadeiro nome era Osmar.
As dificuldades continuavam para minha mãe que foi forçada a arranjar emprego para ajudar nas despesas de casa. Ela conseguiu emprego na casa de um senhor chamado Diógenes que sofria de semi–paralesia das pernas. A esposa do Sr. Diógenes contratou minha mãe para ficar atenta com a alimentação do mesmo que tinha de comer em horários regulares. Esta família muito ajudou minha mãe, principalmente em questões de saúde. O Sr. Diógenes era provedor da Casa de Saúde N. S. de Lourdes que ficava localizada na Av. 28 de Setembro e com isso qualquer situação de saúde que ocorresse com a família nos éramos atendidos pelos médicos deste hospital. Todos nós fomos assistidos pelo Sr. Diógenes ate seu falecimento que ocorreu alguns anos mais tarde.

CARNAVAL

O desfile acontece pela ultima vez na tradicional Praça Onze, quase inteiramente demolida para a construção da Avenida Presidente Vargas. Neste carnaval, por causa de brigas na hora de desfilar, Paulo Portela se afasta da escola que fundou. A Portela conquista o bi-campeonato no carnaval carioca


CURIOSIDADES

EVENTOS:
Janeiro
• 2 de Janeiro - Segunda Guerra Mundial: Manila, capital das Filipinas, é capturada pelas forças japonesas.
• 7 de Janeiro - Segunda Guerra Mundial: Fim da batalha de Moscovo, com a contra-ofensiva Soviética.
• 7 de Janeiro - Brasil rompe relações diplomáticas com os países do Eixo.
Fevereiro
• 9 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Lideres militares dos EUA realizam sua primeira reunião formal para discutir a estratégia americana.
• 15 de fevereiro - Primeiro ataque de submarino a um navio brasileiro, o Buarque, que vai a pique às proximidades de Norfolk, nos Estados Unidos. Um passageiro morre.
• 15 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Singapura se rende aos japoneses.
• 18 de Fevereiro - Torpedeado o navio brasileiro Olinda, ao largo da costa do estado da Virgínia, nos Estados Unidos.
• 19 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: aviões Japoneses atacam Darwin, Austrália.
• 24 de Fevereiro - A rádio Voz da América inicia suas transmissões.
• 25 de Fevereiro - Torpedeado o navio brasileiro Cabedello.
• 25 de Fevereiro - Princesa Isabel II, do Reino Unido, se alista para o serviço militar.
• 27 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: o USS Langley, o primeiro porta-aviões americano, é afundado por aviões japoneses.
• 27 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Batalha do Mar de Java com a derrota das Marinhas Americana, Inglesa, Holandesa e Australiana pela Marinha Imperial Japonesa, em que abre o caminho a estes para a invasão das Índias Orientais Holandesas.
Março
• 7 de março - O navio mercante brasileiro Arabutan é torpedeado e afunda ao largo da costa da Carolina do Norte, Estados Unidos. O enfermeiro de bordo morre.
• 7 de março - O navio de passageiros brasileiro Cairu é torpedeado e afunda na costa dos Estados Unidos. Um passageiro morre.
Abril
• 11 de Abril - Aviões da Força Aérea Brasileira iniciam missões regulares de busca e patrulha no Atlântico sul.
• 18 de Abril - Segunda Guerra Mundial: Os EUA, lançam um ataque a Tóquio, concebido pelo Tenente General James Harold Doolittle em resposta ao ataque a Pearl Harbor: Ataque Doolittle.
• 20 de Abril - Descobertas no Rio de Janeiro centrais de rádio da espionagem nazista. Reportavam notícias locais e posição de navios em rota de abastecimento para o norte da África.
Maio
• 1 de Maio - Torpedeado e afundado o navio mercante brasileiro Parnahyba próximo à ilha de Trinidad, na costa da Venezuela.
• 4 de Maio a 8 de Maio - Segunda Guerra Mundial: Batalha do Mar de Coral, no Pacífico sul.
• 18 de Maio - Torpedeado o navio brasileiro Comandante Lyra.
• 22 de Maio - Primeiro combate direto entre brasileiros e alemães. Um B-25 Mitchell da Força Aérea Brasileira, encontra submarino nazista na tona. O submarino alemão ataca com metralhadoras e o avião brasileiro responde com bombas. Nenhum dano em ambas as partes.
• 22 de Maio - Brasil e Estados Unidos instituem Comissão Mista de Defesa.
• 24 de Maio - Torpedeado e afundado o navio mercante brasileiro Gonçalves Dias, ao sul do Haiti, no Mar das Caraíbas. Seis tripulantes morrem.
Junho
• 1 de Junho - O navio brasileiro Alegrete é torpedeado e afunda entre as ilhas de Santa Lúcia e São Vicente.
• 4 de Junho a 7 de Junho - Segunda Guerra Mundial: Travada a Batalha de Midway entre forças aeronavais dos EUA e Japão, no Pacífico, nas proximidades do Havaí. Vitória decisiva dos norte-americanos
• 26 de Junho - O navio mercante brasileiro Pedrinhas é torpedeado e afunda na costa de Porto Rico
• 28 de Junho - Segunda Guerra Mundial: Ínicio da Batalha de Estalinegrado.
Julho
• 26 de Julho - O navio mercante brasileiro Tamandaré é torpedeado e afunda. Quatro tripulantes morrem.
• 28 de Julho - Os navios brasileiros Barbacena e Piave são torpedeados e afundam próximo a Port of Spain. Dezoito mortos.
Agosto
• 7 de Agosto - Segunda Guerra Mundial: começa a Batalha de Guadalcanal, no sul do Pacífico.
• 15 de Agosto - início da ofensiva naval do Eixo na costa brasileira. Submarinos torpedeiam os navios brasileiros Baependy e Araraquara, a apenas 20 milhas da costa de Sergipe.
• 16 de Agosto - Submarino do Eixo torpedeia o navio brasileiro Annibal Benévolo.
• 17 de Agosto - Submarinos do Eixo torpedeiam os navios brasileiros Itagiba e Arará, na costa de Sergipe.
• 22 de Agosto - Segunda Guerra Mundial: Frente aos seguidos ataques de submarinos alemães e italianos aos navios brasileiros, o Brasil declara guerra à Alemanha e à Itália.
• 24 de Agosto - A rádio Berlim transmite para o Brasil, falseando o estado de guerra entre os dois países.
• 26 de Agosto - Avião da Força Aérea Brasileira ataca e danifica submarino do Eixo, próximo a cidade de Araranguá no estado de Santa Catarina.
• 28 de Agosto - Avião da Força Aérea Brasileira ataca submarino do Eixo, próximo a cidade de Iguape no estado de São Paulo. Sem danos ao submarino.
• 31 de Agosto - Segunda Guerra Mundial: governo brasileiro declara o estado de guerra para todo o Brasil.
Novembro
• 8 de Novembro - Segunda Guerra Mundial: Forças dos Estados Unidos e Reino Unido desembarcam no norte da África. Se inicia o ocaso do Eixo. A partir dessa data, os Italianos e Alemães não ganharam mais nada na guerra.
• 15 de Novembro - Segunda Guerra Mundial: termina a Batalha de Guadalcanal, no sul do Pacífico.
Dezembro
• 2 de Dezembro - Na universidade de Chicago, um grupo de cientistas liderados por Enrico Fermi inicia a primeira reação nuclear auto-sustentável.
• 8 de Dezembro - O Botafogo Football Clube une-se ao Clube de Regatas Botafogo, dando origem ao Botafogo de Futebol e Regatas, um dos mais importantes clubes do Brasil.

NASCIMENTOS:
• 17 de Janeiro - Muhammad Ali-Haj, pugilista estadunidense.
• 25 de Janeiro - Eusébio, jogador de futebol português.
• 23 de Abril - Joviano de Lima Júnior, bispo católico.
• 18 de Junho
• Paul McCartney, baixista dos Beatles.
• Celly Campelo, cantora e precursora do rock no Brasil.
• 26 de Junho - Gilberto Gil, cantor, compositor, Ministro da Cultura do Brasil.
• 2 de Agosto - Isabel Allende, escritora chilena.
• 10 de Agosto - Agepê, cantor brasileiro.
• 8 de Setembro - Maria Lúcia Medeiros, escritora brasileira.
• 16 de Setembro - Elói Roggia bispo católico brasileiro.
• 31 de Outubro - David Ogden Stiers, ator norte-americano
• 27 de Novembro - Jimi Hendrix, músico de rock.
• ? - Paulo Henrique Amorim, jornalista e apresentador de televisão

FALECIMENTOS:
• 13 de Fevereiro - Epitácio Pessoa, presidente brasileiro.
• Fevereiro - Olga Benário Prestes, militante comunista alemã, que viveu no Brasil entre 1934 e 1939, data da sua expulsão do Pais e entregue aos alemães por Getulio Vargas.
• - Pedro Alexandrino, pintor brasileiro

1943

LEMBRANÇAS
Já naquela época o espírito de provas já se despertava em mim. Em certa tarde, sai pela vila, eu e um amigo de nome Adilson a pegar guimbas (pontas de cigarros) e fomos nos esconder no fundo de um barracão que tinha em um terreno ao lado da vila para fazer cigarro e experimentar o vicio. Em um determinado momento o Adilson, que estava vigiando, começou a gritar que a minha mãe estava subindo a ladeira. Com medo, embrulhei o cigarro em um pedaço de papel e sai do esconderijo. Sem raciocinar que o fogo pegaria no papel que embrulhei o cigarro quando fui para casa. Bem no final da tarde comecei a perceber uma grande movimentação na ladeira e logo depois escutei a sirene dos bombeiros. O fogo tinha se alastrado pelo mato e começado e pegar no barracão. Passei um tremendo susto e minha mãe como já tinha percebido a minha arte passou a usar isto para me controlar. Todas as vezes que eu fazia alguma coisa errada ela dizia que os bombeiros iriam me procurar, pois eles já sabiam que eu e que tinha tocado fogo no barracão.

CARNAVAL

Não houve desfiles por causa da guerra. Mesmo assim a Portela sagra-se tri-campeã do carnaval carioca


HISTORIA

• URSS vence a batalha de Stalingrado e passa à ofensiva contra a Alemanha, em 02-02-1943.
• Goebbels anuncia "guerra total", em 18-02-1943.
• na Itália, Mussolini é deposto pelo rei Vitor Emanuel III, em 25-07-1943.
• avião da FAB põe submarino alemão a pique e recolhe 12 sobreviventes, em 31-07-1943.
• capitulação incondicional da Itália, em 08-09-1943=
. pára-quedistas alemães libertam Mussolini, em 12-09-1943.

CURIOSIDADES
EVENTOS:
Janeiro
• 9 de janeiro - o Brasil declara sua adesão à Organização das Nações Unidas e à Carta do Atlântico.
• 29 de janeiro - os presidentes Roosevelt, dos EUA, e Vargas, do Brasil, se encontram na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte. Tratam, entre outras, do envio de tropas brasileiras para combater na Europa.
Fevereiro
• 2 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Fim da Batalha de Estalinegrado.
• 9 de fevereiro - preso na cidade do Rio de Janeiro um dos chefes da espionagem nazista no Brasil, Albrecht Gustav Engels.
• 18 de fevereiro - o navio Brasiloid, do Loide Brasileiro, é torpedeado próximo ao farol de Garcia dAvila, na costa da Bahia.
• 25 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: O África Korps do general Rommel é obrigado a recuar pelo desfiladeiro de Kassenine, na Tunísia, apenas 5 dias após ter conseguido atravessar o mesmo desfiladeiro.
Março
• 2 de março - o navio de passageiros brasileiro Afonso Pena é torpedeado e afunda no litoral da Bahia, próximo aos Abrolhos. Morrem 33 tripulantes e 92 passageiros.
• 15 de março - Getúlio Vargas aprova o envio de tropas brasileiras para combater na Europa. Começa a nascer a Força Expedicionária Brasileira.
• 17 de março - o navio caça-submarino brasileiro Jaguaribe, em serviço de comboio, ataca e afunda um submarino alemão.
• 31 de março - manchete do jornal The New York Times informa decisão do Brasil de enviar tropas para a Europa.
Maio
• 12 de Maio - tropas da Alemanha (Afrika Korps) e da Itália se rendem aos Aliados no Norte da África,
• 22 de Maio - os submarinos alemães, os U-boats, são retirados do Atlântico Norte. Termina a Batalha do Atlântico.
Junho
• 30 de junho - o navio Tutóia, do Lóide Brasileiro, é torpedeado ao norte da costa de Iguape, no estado de São Paulo. Morrem 7 tripulantes.
Julho
• 31 de julho - torpedeado o navio Bagé, o maior e melhor navio de passageiros do Lóide Brasileiro, à noite, ao largo da costa de Sergipe. Salvam-se 87 dos 107 tripulantes e 19 dos 27 passageiros.
• 10 de Julho - alemães e russos travam a maior batalha de blindados da história, em Kursk, na Rússia.
• 10 de Julho - começa a invasão da Itália. Os Aliados desembarcam na Sicília deflagrando a Operação Husky.
• 19 de Julho - Roma, capital da Itália, é bombardeada pela primeira vez na guerra. Pelos Aliados.
• 25 de Julho – o ditador fascista da Itália, Benito Mussolini, é derrubado e preso.
Setembro
• 3 de Setembro - o novo governo da Itália assina o armistício com os Aliados.
• 10 de Setembro - tropas alemãs ocupam Roma, capital da Itália.
• 12 de Setembro - Mussolini é resgatado por um comando alemão, numa ousada ação chefiada pelo coronel da SS, Otto Skorzeny.
• 23 de Setembro - Mussolini declara a criação de um Estado fascista no norte da Itália.
• 26 de Setembro - torpedeado o navio brasileiro Itapagé, da Companhia Nacional de Navegação Costeira, próximo à costa de Alagoas, em pleno dia. 18 mortos e desaparecidos entre os 70 tripulantes e 4 passageiros desaparecidos entre 36.
Outubro
• 1 de outubro - os Aliados ocupam Nápoles, na Itália.
• 13 de Outubro - o governo oficial da Itália declara guerra à Alemanha nazista.
• 23 de outubro - torpedeado o navio Campos, do Lóide Brasileiro, ao sul do arquipélago de Alcatrazes, próximo à cidade de Santos, no estado de São Paulo. Morrem 10 tripulantes e 2 passageiros. Este foi o último dos 30 navios mercantes brasileiros torpedeados, com a perda de 570 vidas entre homens, mulheres e crianças.
Novembro
• 6 de novembro - forças soviéticas recapturam Kiev.
Dezembro
• 19 de dezembro - missão de vanguarda de oficiais brasileiros chega a Nápoles, na Itália.
• 26 de Dezembro - o cruzador alemão Scharnhorst é afundado por navios britânicos, ao largo da costa da Noruega.

NASCIMENTOS
• 15 de Janeiro - Arnaldo Cezar Coelho, árbitro de futebol brasileiro
• 19 de Janeiro - Janis Joplin, cantora norte-americana.
• 24 de Janeiro - Sharon Tate, actriz estadunidense (m. 1969)
• 25 de Fevereiro - George Harrison, músico inglês, guitarrista dos The Beatles.
• 9 de Março - Bobby Fischer, jogador de xadrez norte-americano
• 20 de Junho - Emil Rached, jogador do basquete brasileiro
• 25 de Julho - Ieda Maria Vargas, a segunda brasileira a se tornar Miss Universo
• 26 de Julho - Mick Jagger, músico inglês
• 12 de Agosto - Clara Nunes, cantora de samba brasileira.
• 15 de Agosto - Glória Maria, jornalista e apresentadora de televisão brasileira.
• 17 de Agosto - Robert De Niro, cineasta norte-americano.
• 25 de Dezembro - Wilson Fittipaldi Júnior, piloto brasileiro de Fórmula 1

FALECIMENTOS
• 9 de Outubro - Emílio Henrique Baumgart, engenheiro brasileiro de origem germânica.

1944

LEMBRANÇAS

Na Cinelandia (Nome dado ao local por ter uma grande concentração de cinemas) se erguia bem no meio da Av. Rio Branco o imponente Palácio Monroe. Neste prédio magnífico funcionava o antigo Senado da Republica. Outra obra que chamava bastante atenção era o Obelisco também construído no final da Av. Rio Branco com Av. Presidente Wilson. O Obelisco também foi removido quando da demolição do Palácio Monroe.
Outra lembrança e que vez por outra meu pai nos conduzia ao cinema Vila Isabel que se localizava na Av. 28 de Setembro bem próximo a Praça Barão de Drumonnd. Lembro-me que ele nos dava uma moeda de 400 Reis que dava para pagar o cinema e ainda comprar balas e pipocas. Outro cinema que também freqüentávamos e o cine Grajaú que ficava localizado na Praça Verdun (Andaraí). Como eu não era nada bobo adorava levar minha prima para ficar de mãos dadas com ela dentro do cinema. Vez por outra dava para roubar uns beijinhos. Eu adorava os filmes do Zorro, Fantasma, Tarzan e outros seriados que na epoca eram os preferidos das crianças.

HISTORIA

• O Exército Vermelho, da URSS, liberta Leningrado, em 28-01-1944.
• Os aliados conquistam o Monte Cassino, na Itália, em 18-05-1944.
• Dia D, desembarque aliado na Normandia de 55 mil soldados, em 5 mil navios e mil aviões, em 06-06-1944.
• Oficiais da FEB chegam a Nápoles, Itália, em 16-06-1944.
• Primeiro contingente da FEB, com 5.379 homens, parte do RJ, em 02-07-1944.
• Primeiro contingente da FEB chega a Nápoles, Itália, em 16-07-1944.
• Hitler escapa de atentado com ferimentos leves, em 20-07-1944.
• Anne Frank é descoberta pela Gestapo, em 04-08-1944.
• Contingente da FEB incorpora-se ao 5º Exército, dos EUA, em 05-08-1944.
• De Gaulle faz entrada triunfal em Paris, em 26-08-1944.
• Batismo de fogo da FEB, em Vada-Ostedaletto, em 15-09-1944.
• A FEB ocupa Massarosa, Monte Canunale e Il Monte, em 16-09-1944.
• o 2º e 3º escalões da FEB, totalizando 11 mil homens, partem para a Itália, em 18-09-1944.
• 4º escalão da FEB parte para a Itália, em 23-11-1944.

CARNAVAL
Não houve desfile por causa da guerra e outra vez a Portela sagra-se tetra-campeã do carnaval carioca.


CURIOSIDADES

EVENTOS
• 16 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Uma força norte-americana ataca a ilha de Truck nas Carolinas.
• 20 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Militares alemães e japoneses são detidos em Buenos Aires, após ser comprovado que exerciam atividades de espionagem na Argentina.
• 20 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: O 5º exército dos EUA chega ao Monte do Mosteiro em Cassino, Itália.
• 4 de Junho – Segunda Guerra Mundial - Roma é ocupada pelos Aliados.
• 23 de Fevereiro - Criado, em Portugal, o Secretariado Nacional de Informação, Cultura Popular e Turismo, novo nome do Secretariado da Propaganda Nacional, na dependência directa de Oliveira Salazar.
• 23 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Estaline obriga 1 milhão de tchetchenos ao exílio e dissolve a república, acusando-a de colaboração com a Alemanha nazista.
• 25 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: O exército britânico consegue que os japoneses abandonem o desfiladeiro de Ngakyedyauk, na Birmânia.
• 6 de Junho – Segunda Guerra Mundial – Começa a operação Overlord, forças aliadas desembarcam nas praias da Normandia, na França, no Dia D.
• 24 de Agosto – Segunda Guerra Mundial – Tropas aliadas entram em Paris.
• 7 de Novembro – Franklin D. Roosevelt vence a eleição para Presidente dos Estados Unidos da América pela quarta vez.

NASCIMENTOS
• 26 de fevereiro - Déo Cesário Botelho, (Déo Rian), músico brasileiro
• 17 de Abril - José Roberto Batochio, advogado e político brasileiro
• 14 de Maio - Raul Pont, ex-prefeito de Porto Alegre.
• 24 de Agosto - Paulo Leminski, poeta e escritor brasileiro.
• 13 de setembro - Domitila Stabile de Oliveira, artista plástica brasileira
• 17 de Setembro - Reinhold Messner, alpinista italiano, primeiro homem a escalar todas as montanhas com mais de 8000 metros do mundo
• 6 de Outubro - José Carlos Pace, piloto brasileiro de Fórmula 1
• 19 de Outubro - Moreira Franco, político brasileiro.
• ? - Lucas Mendes, jornalista e apresentador de televisão brasileiro.

FALECIMENTOS
• 28 de Novembro - Antonio Rocco, pintor ítalo-brasileiro.

1945

HISTORIA

• soviéticos libertam prisioneiros do campo de concentração de Auschwitz, em 27-01-1945.
• 5º escalão da FEB parte para a Itália, em 08-02-1945.
• FEB vence a batalha de Monte Castelo, em 21-02-1945.
• A FEB ocupa Castelnuovo, em 05-03-1945.
• A FEB ajuda na tomada de Montese, em 21-04-1945.
• Tropas da URSS entram em Berlim, em 22-04-1945.
• Benito Mussolini é preso e enforcado pela guerrilha comunista, ao tentar fugir da Itália, em 28-04-1945.
• Capitulação alemã é assinada em Reims, em 07-05-1945.
• Rendição incondicional da Alemanha Nazista, em 07-05-1945.
• Capitulação das unidades japonesas nas Filipinas, em 28-06-1945.

LEMBRANÇAS

A Guerra para felicidade de todos estava terminada e tenho em minha memória fortes lembranças do desembarque do 1º Escalão na Praça Mauá. Pessoas gritavam alegres ao localizarem seus filhos ou irmãos que desciam as escadas de desembarque dos navios e outras choravam por não verem seus entes queridos naquele desembargue, seja porque viriam em outro escalão ou porque tinham ficado para sempre repousando no Cemitério de Pistóia na Itália.
Na vila onde morávamos foi realizada uma festa para homenagear um expedicionário de apelido Zeca (José Pires) primo de meu tio Mario. Foi uma tremenda festa. Como não sabíamos dos problemas que muitos pracinhas adquiriram enquanto tiveram no front começamos a soltar foguetes. O Zeca se atirou no chão e começou a gritar que estávamos sendo atacado pelo inimigo. Depois que as coisas se acalmaram ficamos sabendo que ele tinha adquirido Neurose de Guerra e que não podia escutar estrondos de bombas que entrava em pânico. Esta situação durou para o mesmo anos, e mesmo com tratamentos não conseguiu se ver livre do mal. Faleceu muitos anos depois, mais ainda com a doença.
O cinema e o Teatro de Revista eram os grandes atrativos além dos cassinos com seus grandes shows. O grande centro do Teatro de Revistas era a Praça Tiradentes. O grande mago do Teatro de Revista era realmente Walter Pinto.
Walter Pinto (1913 - Rio de Janeiro RJ 1994). Produtor e autor. Produtor dos maiores espetáculos de teatro de revista brasileiro, é responsável pela reformulação do gênero, nos anos 40 e 50.
Em 1940, com a morte prematura do irmão Álvaro, Walter Pinto assume a direção da Empresa de Teatro Pinto, que desde os anos 20 se dedica ao teatro musicado. A Companhia Walter Pinto estréia com É Disso que Eu Gosto, de Miguel Orrico, Oscarito Brennier e Vicente Marchelli, 1940, título extraído da música que Carmem Miranda cantava, à frente do elenco, com Oscarito e Margot Louro. Durante toda a década de 40, os espetáculos são quase que exclusivamente dirigidos por Otávio Rangel. O produtor tira a ênfase do autor e dos primeiros atores para valorizar a espetacularidade da cena: escadas, luzes, grandes coreografias, efeitos de maquinaria, coros numerosos e grande orquestra garantem o sucesso dos espetáculos que se sucedem. Contrata coristas argentinas, francesas e até russas que atuam principalmente nas partes musicais, para as quais mantém um grupo de bailarinas. Durante a guerra, ensaia quadros patrióticos.
Os títulos anunciam a jocosidade e mesmo a falta de história dos espetáculos: Assim... Até Eu, de Olavo de Barros e Saint-Clair Senna, Os Quindins de Yayá, de J. Maia e Walter Pinto, A Cabrocha Não É Sopa, de Freire Jr., todos de 1941; Passo de Ganso, de Freire Jr., de 1942; Rei Momo na Guerra, de Freire Jr. e Assis Valente, Comendo as Claras, de Paulo Orlando e Walter Pinto, de 1943; Tico-Tico no Fubá, de Alfredo Breda e Walter Pinto, Momo na Fila, de Geysa Bôscoli e Luiz Peixoto, de 1944; Bonde da Laite, de Geysa Bôscoli e Luiz Peixoto, Canta Brasil, de Luiz Peixoto, Geysa Bôscoli e Paulo Orlando, Rabo de Foguete, de Luiz Peixoto, Saint-Clair Senna e Walter Pinto, de 1945; carnaval da Vitória, de Luiz Peixoto, Saint-Clair Senna e Walter Pinto, Não Sou de Briga, de Freire Jr. e Walter Pinto, Nem Te Ligo..., de Freire Jr. e Walter Pinto; Quê que Há com Teu Piru?, de Freire Jr., Saint-Clair Senna, Fernando Costa e Walter Pinto, 1946; Não Chacoalha, de Freire Jr. e Walter Pinto, 1947; Tem Gato na Tuba, de Freire Jr. e Walter Pinto, 1948; Vamos pra Cabeça, de Freire Jr. e Humberto Cunha; Está com Tudo e Não Está Prosa, de Freire Jr. e Walter Pinto, 1949. No elenco, Virginia Lane e Dercy Gonçalves eram as atrizes assíduas.
O tema do carnaval, pela óbvia semelhança do descompromisso, da musicalidade e do apelo ao corpo, é recorrente. Técnica e artisticamente, os espetáculos da Companhia Walter Pinto atingem, como se dizia em seu tempo, nível internacional. O cronista Carlos Machado cita o ator francês Paul Nivoix, sobre Trem da Central, de Freire Jr. e Walter Pinto, 1948: "Nunca imaginei que no Brasil houvesse um produtor de tal força para extasiar o público. O que acabo de ver em Trem da Central é digno de ser mostrado em qualquer parte do mundo sem receio de ser superado".1
Na década de 50, o produtor recebe durante quatro anos, três deles seguidos, o prêmio da Associação Brasileira de Críticos Teatrais, ABCT, de melhor produtor de teatro musicado, categoria criada em conseqüência de seu trabalho e muito provavelmente a ele dedicada. Na mesma coluna, Carlos Machado publica: "O êxito de Walter Pinto é devido, sobretudo, a ele mesmo. Podem figurar nos letreiros luminosos os nomes de Oscarito, Virginia Lane, Grande Otelo ou Mara Rubia, as maiores atrações nacionais. De um momento para outro, esses grandes nomes (...) são obrigados a sair do palco das revistas de Walter Pinto. Saem mas não fazem falta. O êxito é o mesmo... A explicação é óbvia: Walter Pinto apresenta uma revista em conjunto, e é o conjunto que se firma. Sua maior vitória está neste detalhe".
Nos anos 60, o produtor passou a assinar também a direção e o texto dos seus espetáculos.

POLITICA

Em 29 de Outubro deste ano tomava posse como Presidente da Republica o Sr. José Linhares para substituir o Presidente deposto, Getulio Vargas, que tinha ficado no poder desde 10/11/1937.

CARNAVAL

A Segunda guerra fez com que os jornais pouco falassem de carnaval. Neste ano, a imprensa só falou de uma briga que ocorreu entre desfilantes que terminou com 20 pessoas feridas e um morto. O desfile foi no campo do Vasco da Gama. A Praça Onze não existia mais e a Portela conquistou o pentacampeonato no carnaval carioca


CURIOSIDADES
EVENTOS
Janeiro
• 17 de Janeiro - Segunda Guerra Mundial: União Soviética ocupa Varsóvia.
Fevereiro
• 9 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Forças britânicas e canadianas atravessam a linha Siegfried e chegam ao Reno.
• 15 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: O exército soviético dirige-se para Danzing, cercando Breslau.
• 16 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Tropas norte-americanas desembarcam em Iwo Jima dando ínicio à batalha de Iwo Jima.
• 20 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Aviões dos EUA bombardeiam Dresden com bombas incendiárias. Estima-se que tenham causado cerca de 135.000 vítimas.
• 20 de Fevereiro - Criado o Exército Popular da Coréia.
• 27 de Fevereiro - Segunda Guerra Mundial: Os Fuzileiros dos EUA ocupam a segunda pista de aviação na ilha de Iwo Jima.
Março
• 26 de Março - Segunda Guerra Mundial: Os aliados capturam Iwo Jima pondo um final à batalha de Iwo Jima.
Abril
• 1 de Abril - Segunda Guerra Mundial: Tropas dos Estados Unidos da América desembarcam em Okinawa, na batalha de Okinawa.
• 7 de Abril - Segunda Guerra Mundial: A marinha Imperial Japonesa executa a Operação Ten-Go.
• 15 de Abril - Libertação do campo de concentração de Bergen-Belsen por tropas britânicas.
• 22 de Abril - Os pilotos do 1º Grupo de Aviação de Caca da Força Aérea Brasileira, o Senta Pua, ao final deste dia tinham realizado 44 missões individuais, tendo recebido elogios das mais altas autoridades da Força Aérea Americana. Desde então, esta data passou a ser comemorada como o Dia da Aviação de Caça no Brasil.
• 30 de Abril - O ditador alemão Adolf Hitler aos 56 anos, suicida-se com um tiro de pistola contra o palato.
Maio
• 7 de Maio - Segunda Guerra Mundial: A Alemanha se rende aos Aliados, encerrando sua participação na guerra.
• 8 de Maio - Celebração do Dia da Victória na Europa entre a maior parte dos Aliados.
• 9 de Maio - Celebração do Dia da Victória na Europa nos países da ex-URSS.
Junho
• 21 de Junho - Segunda Guerra Mundial: Fim da batalha de Okinawa.
Julho
• 6 de Julho – Fundação da Igreja Católica Apostólica Brasileira com a leitura do Manifesto a Nação - Bispo Fundador: D. Carlos Duarte da Costa.
• 16 de Julho – Teste da primeira Bomba Atômica.
Agosto
• 6 de Agosto às 08h16 - Segunda Guerra Mundial: Bomba Atômica é lançada pelos EUA na cidade japonesa de Hiroshima, matando 80.000 pessoas.
• 9 de Agosto às 11h02 - Segunda Guerra Mundial: Bomba Atômica é lançada pelos EUA na cidade japonesa de Nagasaki, matando 73.884 e ferindo 74.909 pessoas.
• 15 de Agosto - Segunda Guerra Mundial: O Japão se rende aos Aliados, conhecido como Dia V-J.

NASCIMENTOS
• 18 de Janeiro - Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus.
• 21 de Abril - Ana Lúcia Torre, atriz brasileira.
• 27 de Maio - José Carlos Rodrigues, deputado constituinte pela Madeira
• 28 de Junho - Raul Seixas, cantor e compositor baiano.
• 27 de Outubro - Luiz Inácio Lula da Silva, 39º Presidente do Brasil.

FALECIMENTOS
• 25 de Fevereiro - Mário de Andrade, escritor brasileiro.
• 20 de Março - Maria Lacerda de Moura, anarquista e feminista brasileira.
• 12 de Abril - Franklin Delano Roosevelt, presidente dos Estados Unidos.
• 28 de Abril - Benito Mussolini, ditador italiano, é executado.
• 30 de Abril
• Adolf Hitler, ditador alemão, comete suicídio em Berlim.
• Eva Braun, amante e esposa de Adolf Hitler.
• 20 de setembro - Augusto Fragoso, 16º Presidente do Brasil.

1946

LEMBRANÇAS

Como o bonde ainda era um meio de transporte de massa lembro-me perfeitamente que quando íamos a cidade, meus pais ao chegar próximo a zona (local onde as prostitutas defendiam seu dia a dia) tinham a preocupação de que olhássemos para o outro lado. Isso tudo e porque as mulheres ficavam se expondo somente de calcinhas e fazendo gestos para atraírem seus clientes.
As zonas de baixo meretrício funcionavam nas Ruas Conde Laje, Pinto de Azevedo, Carmo Neto e outras ruas transversais.
Dizem (que o Hospital Graffe Guinle, (Hospital Referencia de Doenças Venéreas) foi construído na Rua Mariz e Barros) porque ficava próximo a zona e era de fácil acesso para as prostitutas. Não encontrei nenhuma referencia que confirmasse isso.
Esta situação durou anos e chegou a ser preocupação de Prefeitos e Governadores. Carlos Lacerda veio depois projetar a “Nova Cidade” com o intuito de acabar com a zona transferindo para aquele local todo o centro administrativo do estado. Isso só veio acontecer na década de 60. Mesmo assim até hoje ainda existe algumas casas remanescente daquela época.
Nesta década também foi construído um edifício (vila vertical) na Av. Presidente Vargas esquina de Rua Santana que deu preocupação para as autoridades. O prédio apresentou uma inclinação de aproximadamente 10 cm e causou pânico para seus moradores. Nada aconteceu Graças a Deus, mais por causa do medo o prédio passou a ser habitado somente por prostitutas e escritórios comerciais. Este prédio até hoje e conhecido como “Edifício Balança Mais Não Cai”.

FUTEBOL

Neste ano também não foi realizada a Copa do Mundo.

CARNAVAL

Neste ano todas as escolas enalteceram o fim da guerra que terminou com a derrota dos nazistas. O regulamento proíbe versos improvisados nos sambas e carros alegóricos motorizados ou puxados por animais. No desfile, a escola Prazer da Serrinha troca de samba na hora de entrar. A crise, provocada pela decisão de seu presidente, levaria um ano mais tarde a fundação do Império Serrano. Nasce a Unidos de Vila Isabel. Portela sagra-se hexa-campeã do carnaval carioca


POLITICA

Em 31 de janeiro de 1946 o General Eurico Gaspar Dutra assume a Presidência da Republica em substituição a José Linhares.
O General Eurico Gaspar Dutra foi o presidente que acabou com o jogo no Brasil. Em seu governo foram fechados os cassinos entre eles o Cassino da Urca, Cassino Atlântico e o Cassino de Copacabana. Este ultimo funcionava no Hotel Copacabana Palace.
Os cassinos geravam milhares de empregos e seus shows eram conhecidos mundialmente. Dizem que o fechamento dos cassinos foi um pedido de D. Santinha, esposa do Dutra, pois a mesma tinha um parente que suicidara-se por causa de dividas de jogo.
Uma das grandes obras do Presidente Dutra, foi a construção da Rodovia que liga S. Paulo ao Rio de Janeiro. Uma coisa interessante e o respeito que dedicam a sua memória. Nenhuns dos presidentes que o sucederam tiveram coragem de reabrir o jogo no Brasil. Alguns chegaram perto desta atitude mais nenhum chegou ao finalmente.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de Janeiro - Alguns meses depois do fim da Segunda Guerra Mundial, 20 soldados japoneses se renderam na ilha de Corregidor, nas Filipinas. Eles viviam escondidos em um túnel e só souberam que a guerra havia acabado quando saíram para procurar água e encontraram um jornal.
• 31 de Janeiro - o general Eurico Gaspar Dutra toma posse como presidente do Brasil, substituindo José Linhares.
• 18 de Fevereiro - Consistório presidido pelo Papa Pio XII, cria 32 novos cardeais, entre eles os brasileiros Jaime de Barros Câmara e Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, e o português Teodósio Clemente de Gouveia.
• 4 de Abril - Carnaval - Fundação da escola de samba GRES Unidos de Vila Isabel.
• 18 de Abril de 1946 - dissolve-se a Sociedade das Nações, também conhecida como Liga das Nações.
• 26 de Abril de 1946 - Belenense campeão nacional de futebol.
• 31 de Agosto - publicação do artigo Hiroshima, de John Hersey, marco de nascimento do Jornalismo literário.
• É criada a "província ultramarina" do Estado da Índia Portuguesa
• 4 de Novembro - Fundada a UNESCO(Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura)
• Aldous Huxley publica The Perennia Philosophy.

NASCIMENTOS
• 17 de Janeiro - José Mauro Volkmer de Castilho, pesquisador brasileiro.
• 14 de Fevereiro - Newton da Matta, dublador brasileiro.
• 24 de Abril - Esther Góes, atriz brasileira
• 6 de Maio - Luiz Mott, antropólogo brasileiro
• 20 de Maio - Cher, cantora e atriz americana.
• 23 de Maio - Antipapa Gregório XVII, de seu nome Clemente Domínguez y Gómez (em Espanha).
• 1 de Julho - Alceu Valença, cantor e compositor pernambucano.
• 6 de Julho
• George W. Bush, político, presidente dos EUA
• 7 de Julho - Sylvester Stallone, ator
• 15 de Setembro
• Oliver Stone, diretor cinematográfico e roteirista americano
• 12 de Dezembro - Emerson Fittipaldi, piloto de automóveis brasileiro (kart, F3, F2, F1, Indy)
• 18 de Dezembro - Steven Spielberg, realizador e empresário norte-americano.
• 20 de Dezembro - Athayde Patreze, apresentador de tv, empresário e socialite brasileiro.

FALECIMENTOS
• 17 de Janeiro - José Mauro Volkmer de Castilho, pesquisador brasileiro.

1947

LEMBRANÇAS

Neste ano já com o meu curso primário concluído fui estudar no Colégio Castro Alves localizado na Rua Teodoro da Silva de propriedade do Professor Manoel. Ele e sua esposa eram também bastante severos. Seus alunos tinham que estudar bastante, pois eles não admitiam que qualquer aluno fosse reprovado nos exames de admissão para o Ginásio. Isto era como uma norma para o colégio e os alunos, tinham que passar no primeiro exame, senão eram convidados a deixar o colégio e se preparar para o exame em outra escola.
Nesta época moramos mesmo por pouco tempo na Rua Mendes Tavares e depois na Rua Teodoro da Silva. Foi um período bem difícil para mim e meus irmãos. Quando morávamos na Rua Mendes Tavares, minha mãe sofreu um acidente de carro e teve sua bacia e pernas fraturas, ficando por mais de meses entrevada na cama. Tanto nesta Rua como na Rua Teodoro da Silva foi um período de bastantes brigas e agressões entre meus pais que acabaram com suas separações. Nesta oportunidade fiquei conhecendo os filhos de Dalva de Oliveira e Herivelto Martins que moravam em um apartamento na Rua Barão de Cotegipe seus nomes era Peri Ribeiro e Ubiratan Ribeiro. Para este casal e seus filhos também foi um período tumultuado. Suas separações foram marcadas pelo duelo musical que travaram no radio com grande sucesso para os dois. “As musicas aconteciam como “Errei Sim”, “Nunca”, “Tudo Acabado entre Nós”, Bandeira Branca” e muitas outras.
As brigas de meus pais eram preocupantes e criavam grandes constrangimentos para mim e meus irmão diante da vizinhança. Hoje sei que estes desencontros foi tremendamente prejudicial a formação de meu irmão que acabou casando três vezes. Mesmo assim a Vila continuava a mesma cheia de samba e também de amigos.

CARNAVAL

Em Janeiro – A aproximação dos sambistas da esquerda fez com que o governo e a direita fundassem uma associação com intuito de esvaziar a União Geral das Escolas de Samba. É fundada a Federação Brasileira de Escola de Samba.
Em fevereiro – O desfile marca a guerra fria entre as duas associações. Das 48 inscritas, desfilam 26, pela primeira vez na nova avenida Presidente Vargas.
Em março finalmente os dissidentes da escola Prazer da Serrinha resolvem se rebelar de vez e fundam no dia 23 o império Serrano. Carnaval
A Portela conquista o hepta-campeonato do desfile das escolas de samba, estabelecendo a maior seqüência de vitórias da história do carnaval carioca.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 25 de Fevereiro - O Governo português determina que cessem as restrições ao consumo de energia elétrica, em vigor desde a Segunda Guerra Mundial.
• 1 de Março – O Fundo Monetário Internacional inicia suas operações.
• 10 de Maio – Fundação da cidade de Maringá, no norte do Estado brasileiro do Paraná.
• 15 de Agosto – A Índia ganha independência do Império Britânico. O Paquistão se separa da Índia.
• 6 de Setembro - O Vasco da Gama vence, no Estádio de São Januário, o Canto do Rio FC de Niterói por 14x1, aplicando a maior goleada do futebol profissional do Rio de Janeiro.
• 14 de Outubro - Ocorre a primeira quebra da barreira do som, na Califórnia - USA, no avião X1A comandado pelo piloto militar Chuck Yeager.
• 20 de Novembro - A Rainha Isabel II do Reino Unido casa com Filipe Mountbatten, Príncipe da Grécia e Dinamarca.
• 29 de Novembro – A Assembléia Geral das Nações Unidas vota a divisão da Palestina entre Árabes e Judeus.
• Ano de criação do Tio Patinhas.
• Ano de criação da câmera Polaroid.
• Theodor Adorno e Max Horkheimer finalizam, em solo norte-americano, a obra Dialética do Esclarecimento.
• Ano da criação da arma AK-47.
• Fundação da escola de samba Império Serrano.

NASCIMENTOS
• 29 de Abril - Olavo de Carvalho, filósofo, livre-pensador e jornalista brasileiro
• 24 de Agosto - Paulo Coelho, escritor brasileiro.
• 3 de Setembro - Afonso Celso Garcia Reis (Afonsinho), jogador de futebol brasileiro
• 26 de Outubro - Hillary Rodham Clinton, ex-primeira dama americana.
• 21 de Novembro - Alcione, cantora brasileira.
• 8 de Dezembro - Ângela Leal, atriz brasileira
• 21 de Dezembro
• Esperidião Amin Helou Filho, político brasileiro

FALECIMENTOS
• 12 de Janeiro - Afrânio Peixoto, médico e escritor brasileiro
• 25 de Janeiro - Al Capone, gangster.
• 7 de Abril - Henry Ford, industrial fabricante de automóveis.
• 19 de Abril - Belmonte, caricaturista, cartunista e ilustrador brasileiro
• 21 de Julho - Padre João Batista Reus, sacerdote jesuíta em processo de beatificação.

1948

LEMBRANÇAS

Nesta época conheci uma jovem cujo nome era Wanda com quem fiz uma amizade bastante longa que só terminou quando anos mais tarde me mudei para S. Paulo. Ela e seu pai eram criadores de pássaros e peixes. Eles residiam na Rua Teodoro da Silva e tive uma forte amizade com os mesmos.
A Wanda segundo soube nunca se casou e a sua preocupação era com a família, principalmente seus pais. Houve uma época que todos pensavam que eu estava namorando a mesma, pois vivíamos juntos e sempre estávamos passeando a pé ou de bicicleta e também indo ao cinema. Tudo não passava de uma grande amizade.
Eu e já estava estudando o Ginásio no Colégio Independência, no Bairro do Engenho Novo e este colégio dois anos depois se transformou em Colégio Pedro II da Zona Norte. Eu e minha irmã que mais tarde também ingressou neste colégio. Deixamos nossos nomes gravados nos anais escolares pelas nossas traquinices durante o recreio. Uma destas artes era que deitávamos no trilho do bonde e colocávamos sobre a cabeça massa de tomate e açúcar e acendíamos velas ao redor do corpo para simularmos que tínhamos sido vitima de atropelamento.
O bonde parava, pois a turma do colégio fazia grupos ao redor e se lamentavam. Quando o motorneiro ou cobrador chegava perto, levantávamos e corríamos para dentro da escola ocasionando severos protestos dos passageiros.
Uma outra arte era colocarmos óleo e areia no trilho para que o bonde deslizasse e não subisse a rua, já que esta tinha uma certa inclinação.
Existia também uma grande rivalidade entre colégios. O Colégio Pedro II era rival dos Colégios Lafayete e Colégio Militar. Os rapazes sempre arranjavam apelidos para os alunos desses colégios. As moças do Instituto de Educação da Rua Mariz e Barros eram cortejadas por alunos dos colégios acima e normalmente quando eram encontradas com alunos do Colégio Militar logo surgiam brigas. Alias as brigas surgiam sempre que elas estivessem acompanhadas de alunos de qualquer colégio rival.

CARNAVAL

Desfilando muito bem em seu primeiro ano, o Império Serrano vence o carnaval, trazendo todos os componentes fantasiados, o que era difícil na época, e o casal de mestre-sala e porta-bandeira no meio da escola, ao contrario do que mandava a tradição, de traze-los logo no começo. O resultado levanta suspeito de que a Federação das Escolas havia favorecido o império. Mangueira e Portela ao longo do ano se desligaram da Federação, prometendo ressucitar a União das escolas de Samba.
Atrito no mundo do samba faz com que as escolas de samba do Rio de Janeiro dividam-se em duas associações. O Império Serrano e a Estação Primeira de Mangueira dividem o título do carnaval carioca.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• 25 de Fevereiro - O Partido Comunista checo assume o poder na Checoslováquia.
• 7 de Abril - A Organização Mundial de Saúde é criada.
• 10 de Dezembro – A Assembléia Geral das Nações Unidas aprova a Declaração Universal dos Direitos Humanos
• 14 de Maio - O Estado de Israel se torna independente.
• 18 de outubro - Fundação da GCERES Protegidos da Princesa, a mais antiga escola de samba de Florianópolis.

NASCIMENTOS
• 22 de Janeiro - George Foreman, lutador de boxe.
• 27 de Janeiro - Mikhail Baryshnikov, dançarino.
• 15 de Março - Sérgio Vieira de Mello, diplomata brasileiro.
• 24 de Março - Jerzy Kukuczka, montanhista polonês, segundo homem a escalar todas as montanhas com mais de 8000 metros do mundo.
• 31 de Maio - Marília Gabriela, jornalista, atriz e apresentadora de televisão brasileira.
• 6 de Julho - Arnaldo Dias Baptista, músico brasileiro, mais conhecido por seu trabalho com Os Mutantes
• 20 de agosto - Robert Plant, vocalista de Led Zeppelin.
• 1 de setembro - Jacson Damasceno Rodrigues, bispo católico brasileiro
• 4 de Novembro - Amadou Toumani Touré, presidente do Mali.
• 7 de Novembro - Alex Dias Ribeiro, piloto brasileiro de F1

FALECIMENTOS
• 30 de Janeiro - Mohandas Gandhi, líder pacifista da Índia.
• 4 de Julho - Monteiro Lobato, escritor brasileiro.
• - Humberto Rosa, pintor brasileiro.

1949

LEMBRANÇAS

Mesmo com a pouca idade e como freqüentava a Rua Meira de Vasconcelos onde estava morando minha tia Olga, fiquei conhecendo a minha primeira pretensa namorada que se chamava Ana Maria. Esta rua ficava na divisa do Andaraí com Vila Isabel. Nesta mesma rua fiquei conhecendo uma jovem de nome Iara que na verdade foi o meu primeiro amor impossível já que ela nunca voltou sua atenção para minha pessoa apesar de eu fazer diversas insinuações pra mesma. Outra particularidade e que nesta rua também existia vilas e numa delas residia minha tia Olga, seu marido Macedo e sua filha Ligia que na verdade foi minha primeira namorada. Por causa da Ana Maria por diversas vezes tive brigas com os gêmeos Pedro Carlos e Carlos Pedro que estudavam no Colégio Militar e se julgavam donos da rua e não admitiam que outros rapazes la namorassem. Mais tarde esta minha tia também foi residir em uma outra vila na Rua Barão de Cotegipe.
Outra lembrança desta época era a boate Nith and Day que funcionava no Hotel Serrador na Cinelandia. La era promovido matines e a freqüência era permitida para maiores de 14 anos. Eu como era bem crescidinho passava perfeitamente por essa idade. Todos os sábados eu e minhas primas de Botafogo (Sonia, Leia, Lecy e uma namoradinha, prima de minhas primas, chamada Ely) freqüentávamos a boate Nith and Day . Lá era apresentado os cantores que faziam sucesso no radio. Tive a oportunidade de assistir shows de Gregório Barrios, Lucho Gatica, Dalva de Oliveira. Samy Davis Jr., Nat King Cole, Cauby Peixoto, Lana Bittencourt, Ângela Maria e muitos outros cantores estrangeiros e nacionais.
Um outro divertimento da época era o cinema.
Cinelandia, Praça Sans Pena, Largo do Machado e Copacabana possuíam diversas casas de espetáculos.
Na Praça Sans Pena que era mais próximo de minha casa em Vila Isabel, possuía os cinemas Metro Tijuca, Carioca, Olinda, América e o Tijuquinha. Todos os domingos era sagrado a nossa freqüência em um desses cinemas.
No Engenho Novo também funcionava o Cine Santa Alice que se localizava na Rua Barão de Bom Retiro. No Meyer também possuía bastantes cinemas, mas já era mais difícil, pela distancia a nossa freqüência a eles.
Nesta época lembro-me que toda as vezes que minha mãe arranjava um namorado, eu e meus irmãos aprontávamos. Uma certa vez, minha mãe convidou um desses pretendentes para almoçar lá em casa. Acontece que como o almoço era no domingo ela compru o frango no sábado e prendeu o mesmo no banheiro de empregada para que não fugisse. O frango não sei por que cargas d’água caiu dentro do vaso sanitário e morreu afogado. No domingo na hora do almoço ninguém queria comer do frango e o visitante intrigado perguntou se nos estávamos com vergonha de comer na presença dele. Ai foi o pior todos nos respondemos em coro; não vamos comer frango que morreu afogado na bosta. O homem ficou sem graça e depois desse dia ele nunca mais apareceu.

CARNAVAL

No dia 30 de Janeiro, morre Paulo da Portela. Seu enterro é acompanhado por 15 mil pessoas.
Entre 1949 e 1951 houve dois desfiles. Um oficial, que era subvencionado pela Prefeitura, e tinha como principal escola o Império Serrano. Do outro lado, sem verba alguma, desfilavam os dissidentes Portela e Mangueira. Império Serrano e Estação Primeira de Mangueira sagram-se campeãs do carnaval carioca.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 26 de Março – Emancipação da cidade de Ipuã estado de São Paulo.
• 4 de Abril – A OTAN é criada.
• 18 de Abril - Início da construção do USS United States (CVA-58).
• 4 de Maio - Tragédia de Superga
• 16 de Julho - Fundação da ABCCMM - Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador.
• 29 de Agosto - União Soviética testa sua primeira bomba atômica.
• 7 de Setembro – A Republica Federal da Alemanha é oficialmente fundada.
• 1 de Outubro – Criada a República Popular da China.
• 8 de Dezembro – Os Nacionalistas Chineses encerram sua evacuação para Taiwan.

NASCIMENTOS
• 22 de Fevereiro - Niki Lauda, piloto de Fórmula 1 austríaco
• 1 de Abril - Ana Maria Braga, jornalista e apresentadora de televisão brasileira.
• 18 de Abril - Antônio Fagundes, ator brasileiro
• 11 de Maio
• Bete Mendes, atriz brasileira
• 12 de Maio - Tizuka Yamasaki, cineasta brasileira.
• 7 de Setembro - Gloria Gaynor, cantora americana
• 9 de Outubro - Maria Cláudia, atriz brasileira
• 13 de Outubro - Fagner, músico brasileiro
• 21 de Novembro - João Ricardo, cantor e compositor português, radicado no Brasil
• 25 de Dezembro - Simone, cantora brasileira
• ? - Harri Lorenzi, engenheiro agrônomo e ecologista brasileiro

FALECIMENTOS

1950

FUTEBOL

Após 12 anos de interrupção, provocada pela segunda guerra mundial a IV Copa do Mundo teve como palco o Brasil que foi escolhido para sediar a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no titulo. Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A final realizada no recém construído Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro) teve a presença de aproximadamente 200 mil espectadores. Um simples empate daria o titulo ao Brasil, porém a celeste olímpica uruguaia conseguiu o que parecia impossível: venceu o Brasil por 2 a 1 e tornou-se campeã. O Maracanã se calou e o choro tomou conta do país do futebol.

Estádio do Maracanã
• Nome oficial: Estádio Mário Filho
• Capacidade: 122.268 torcedores.
• Endereço: Rua Prof. Eurico Rabelo, s/n., Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
• Inauguração: 16/06/1950
• Primeiro jogo: Seleção Carioca 1 x 3 Seleção Paulista
• Primeiro gol: Didi(Seleção carioca)
• Recorde de público: 183.341 (Brasil 1 x 0 Paraguai - 1969)
• Dimensões do gramado:..110mx75m
• Proprietário: Suderj

LEMBRANÇAS

Nesta época também ficamos marcados com a separação de meus pais. Por motivos de economia e como minha mãe não tinha emprego e a pensão dada pelo meu pai era pouca, fomos convidados a morarmos com minha tia Caçula, irmã de meu pai. Nesta casa que ficava situada na Rua Cardoso Junior/Laranjeiras, dividíamos a mesma com minhas cinco primas, Zezé, Magali, Sonia, Lecy e Lea e mais meu tio Sandoval. A Rua Cardoso Junior e uma rua bem íngreme e tínhamos que subir as ladeiras da mesma diariamente. Foi nesta casa que ocorreu um dos piores momentos de nossas vidas. Meu pai inconformado com a separação tentou matar minha mãe e isto muito nos marcou. O Pior de tudo e que nos eu e minha irmã, como estudávamos no Colégio Pedro II, no Engenho Novo e morávamos em Laranjeira tínhamos que pegar duas conduções. Um bonde que nos levava do Engenho Novo até a Praça Verdum no Andaraí e outro da Praça Verdum para Laranjeiras tudo isso porque as dificuldades financeiras nos obrigavam a andar de bonde. No dia desta tragédia quando passávamos diante do açougue do meu tio Felix, o mesmo nos chamou e disse sem nenhuma reserva: Olha é bom vocês não demorarem a chegar em casa, pois seu pai tentou matar sua mãe e ela foi para o hospital grave. Esta noticia, dada para dois adolescentes sem o mínimo cuidado, vocês devem imaginar como foi o choque. Não sei se foi por maldade ou por ignorância de meu tio esta forma de dar a noticia, só sei que ele não estava falando com minha mãe e por isso penso que foi por maldade. Mas tarde quando eu já estava no exercito muitas vezes ele me ajudou dando carne para eu levar para casa não sei se por remorsos ou por que realmente queria ajudar. Mas não estamos aqui para falarmos de tragédias e de maus momentos e sim de lembranças e curiosidades de como o destino colocou as vilas em minha vida.
Nesta rua de Laranjeiras, conheci uma jovem de nome Neide com quem iniciei namoro e conseqüente noivado que so terminou quando fui para S. Paulo e comecei a namorar a Helena.

NASCIMENTO DA TELEVISÃO
REDE TUPI DE TELEVISÃO

A pré-estréia da Televisão no Brasil aconteceu no dia 3 de Abril de 1950. Foi com uma apresentação de Frei José Mojica e as imagens foram assistidas em aparelhos instalados no saguão dos Diários Associados.
No dia 10 de setembro foi transmitido um filme onde Getúlio Vargas falava sobre seu retorno à vida política.
Finalmente no dia 18 de setembro a TV Tupi de São Paulo, PRF-3 TV, canal 3, foi inaugurada. Era a concretização do sonho de um pioneiro da comunicação no Brasil: Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, que já controlava uma cadeia de jornais e emissoras de rádio chamada Diários Associados.
Chateaubriand havia encomendado à RCA equipamento para duas emissoras de televisão. A antena foi instalada no edifício do Banco do Estado de São Paulo.
"TV na Taba", apresentado por Homero Silva, foi o primeiro programa transmitido. Teve a participação de Lima Duarte, Hebe Camargo, Mazzaropi, Ciccilo, Lia Aguiar, Vadeco, Ivon Cury, Lolita Rodrigues, Wilma Bentivegna, Aurélio Campos, do jogador Baltazar e da orquestra de George Henri.
Logo na estréia a TV Brasileira teve de mostrar seu poder de improviso. Eram apenas duas câmeras e horas antes do começo da transmissão uma pifou. Os técnicos americanos aconselharam que a "festa" fosse adiada, mas lá estava o diretor Cassiano Gabus Mendes, outro pioneiro da TV brasileira, que decidiu ir ao ar mesmo só com uma câmera.
A transmissão foi assistida através de 200 aparelhos importados por Chateaubriand e espalhados pela cidade.
Logo, com ajuda dos profissionais do rádio, jornal e do teatro, as transmissões aconteceiam das 18 às 23h e foi colocado no ar o primeiro telejornal: "Imagens do Dia".
Os primeiro anunciantes da Tv Brasileira foram : Sul América Seguros, Antárctica, Moinho Santista e empresas Pignatari (Prata Wolf).

A TV Tupi foi a primeira emissora de televisão da América Latina, fundada em 18 de setembro de 1950 por Assis Chateaubriand. Fazia parte do Grupo Diário Associados.
Em 18 de julho de 1980, devido aos vários problemas financeiros, sua concessão foi cassada pelo governo brasileiro, e além dela, mais 6 emissoras pertencentes aos Associados também saíam do ar.
Há muitas histórias a respeito desse dia. Uma delas é que, empolgado, Chateaubriand teria quebrado uma garrafa de champanhe numa das duas câmeras RCA, fazendo com que a TV no Brasil entrasse em cena com apenas metade de sua capacidade, isto é: com apenas uma câmera. Outra é que, acabada a inauguração, a equipe se deu conta de que não havia o que colocar no ar no dia seguinte, pois ninguém havia pensado nisso.
O então radialista Cassiano Gabus Mendes que, aos 23 anos, assumiu a direção artística da Tupi, não podia ouvir essas histórias, desmentia quantas vezes fosse preciso. "É tudo invenção do Lima Duarte. Como ele é muito engraçado, as pessoas acabam se convencendo." dizia ele pouco antes de morrer, em 1993. "Chateaubriand era um homem esclarecido, não ia danificar equipamento e tínhamos programação para as três semanas seguintes".
Programação
Acostumados à improvisação e rapidez do rádio, os pioneiros não tiveram problemas em se adaptar ao moderno veículo e aprenderam muito: ator virava sonoplasta, autor dirigia, diretor entrava em cena. A TV Tupi dos primeiros anos era uma verdadeira escola. Dois dias depois da primeira emissão, em 20 de setembro de 1950, estreou o primeiro programa humorístico, chamado Rancho Alegre com Mazzaropi. Aos poucos, outros programas ganharam forma: o primeiro telejornal, a primeira telenovela.
O programa TV de Vanguarda revelou a primeira geração de atores, atrizes e diretores. Foram apresentadas peças como Hamlet, de Shakespeare, e Crime e Castigo, de Dostoiévski. Alguns programas dos primeiros tempos da TV Tupi tornaram-se campeões de audiência e permanência no ar: Alô Doçura, Sítio do Picapau Amarelo, O céu é o limite, Clube dos Artistas (que existiu de 1952 a 1980) e o famoso telejornal Repórter Esso (que ficou dezoito anos no ar).
A telenovela foi uma invenção da Tupi, que as exibia em capítulos semanais e era capaz de ousadias como mostrar beijo na boca. Foi em 1951, na novela Sua vida me pertence, que Vida Alves deixou-se beijar pelo galã Walter Forster.
A longa crise dos Diários Associados já havia começado bem antes da morte de Assis Chateaubriand, em 4 de abril de 1968. Abalada por problemas financeiros, mal administrados, sem investimentos, a TV Tupi perde qualidade e audiência.
Em 1972, a Rede Tupi de Televisão começa a ser formada. Houve várias divergências sobre qual canal seria a "cabeça da rede": o canal 4 paulista ou o canal 6 carioca. Houve duas tentativas para que ambas comandassem a Rede Associada. Na primeira, a estação carioca comandaria as emissoras do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, enquanto que a emissora de São Paulo controlaria os canais do Sul e Sudeste. Na segunda, a Tupi paulista ficaria responsável pela produção de telenovelas, e a Tupi do Rio se encarregaria pelos shows e programas de auditório. Mas as duas idéias não vingaram, e as rixas entre as diretorias das duas estações agravaram a situação da Tupi. O único ponto positivo nisso foi que a Tupi foi a primeira rede de TV da América Latina a possuir duas cabeças geradoras de programação.
As emissoras concorrentes vão ocupando os espaços vazios deixados pela pioneira. Ano após ano, a crise se aprofunda. E com a Rede Globo impondo seu domínio avassalador, a Tupi se enfraquece. Ainda assim, a emissora pioneira consegue emplacar sucessos na década como Mulheres de Areia (1973), Meu Rico Português (1975) e A Viagem (1975). No fim dos anos 70 a situação piora. Os salários atrasam cada vez mais. Há dívidas astronômicas junto à Previdência Social. Proliferam muitos escândalos financeiros. Em agosto de 1977, Éramos Seis, Cinderela 77 e Um Sol Maior registravam os mais baixos índices de audiência da história do canal. Além da audiência, a publicidade também escapolia para as concorrentes, o caixa se esvaziava, os salários deixavam de ser pagos e a greve era questão de tempo. Em outubro de 1977, com três meses de salários atrasados, os funcionários iniciaram a primeira greve, interrompida com o pagamento parcelado dos débitos.
O fim da "Pioneira"
Os constantes atrasos dos salários mantinham o clima tenso na emissora pioneira. As perspectivas de pagamento dos atrasados eram cada vez mais remotas e as explicações dadas aos funcionários, cada vez mais inconsistentes. Para piorar ainda mais a situação, em outubro de 1978 um incêndio no prédio da emissora, em São Paulo, tirou a Tupi do ar por alguns minutos e destruiu os novos equipamentos adquiridos pela emissora no mesmo ano, e que nem chegaram a entrar em funcionamento. Ainda em 1978, iniciou a construção de sua nova antena transmissora, que seria a maior torre de TV da América do Sul. No ano seguinte, o elenco de O Espantalho, de Ivani Ribeiro (uma produção da TVS carioca de 1977), processou a Tupi por não pagar os direitos conexos aos atores que trabalharam na trama. Entre 1979 e 1980, nova greve. A crise chegou a Brasília. O então presidente da República, João Figueiredo. se dispôs a receber uma comissão de dirigentes dos sindicatos envolvidos. Muito se discutia, pouco se fazia.
A greve persistiu até o início de fevereiro, quando a emissora fechou seu departamento de dramaturgia e dispensou os 250 funcionários que trabalhavam nesse setor. Foram interrompidas as novelas Drácula - Uma História de Amor, que só teve 4 capítulos exibidos, e Como Salvar Meu Casamento, a 20 episódios de seu desfecho. Além disso, outra trama, Maria Nazaré estava em fase de pré-produção e 32 cenas já estavam gravadas na época, mas não chegou a entrar no ar.
Em 16 de julho de 1980, pouco antes de completar 30 anos no ar, a Rede Tupi tem 7 de suas 9 concessões cassadas pelo Governo Federal, e a decisão foi publicada no Diário Oficial, no dia seguinte. Minutos antes do meio-dia de 18 de julho de 1980, três engenheiros do Departamento Nacional de Telecomunicações (Dentel) subiram ao décimo andar do edifício-sede da TV Tupi de São Paulo, na avenida Alfonso Bovero, no bairro do Sumaré, e lacraram o transmissor da emissora. Saíam também do ar a TV Tupi do Rio, a TV Itacolomy, de Belo Horizonte, a TV Marajoara de Belém. a TV Piratini de Porto Alegre, a TV Ceará de Fortaleza, e a TV Rádio Clube de Recife.

POLITICA

Neste ano irrompeu uma crise política. Rompimento com a UDN e com o Brigadeiro Eduardo Gomes pela burrice da segunda candidatura do herói que se tentava impor ao imaginário popular. Recusa de Milton Campos a candidatar-se e a infeliz idéia de indicar Afonso Pena Júnior que se comportou como Juarez Távora quatro anos depois. A burrice de uns, a cegueira de outros e a impenetrável mentalidade dos juristas da UDN transvestidos em políticos.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Realização da IV Copa do Mundo de Futebol, no Brasil. Campeão: Uruguai.
• 14 de Fevereiro - China e a URSS assinam em Moscovo o Tratado de Amizade, válido por 30 anos.
• 27 de Fevereiro - O general Chiang Kai-shek é eleito Presidente da República da China, nome oficial da China Nacionalista sediada em Taiwan.
• 27 de Fevereiro - A Índia apresenta a Oliveira Salazar a primeira proposta de negociação para a reintegração dos territórios de Goa, Damão e Diu na União Indiana. A proposta é recusada.
• 25 de Junho – Início da Guerra da Coréia.
• 28 de Junho – Forças da Coréia do Norte capturam Seoul.
• 18 de Setembro - Inaugurado o primeiro canal de televisão da América Latina, a TV Tupi.
• 26 de Novembro – O exército da China entra na Coréia do Norte e ataca as tropas americanas e sul-coreanas.
• Giuseppe Farina torna-se o primeiro campeão mundial de Fórmula 1.
• Carnaval
• Império Serrano e Estação Primeira de Mangueira dividem, pela terceira vez consecutiva, o título de campeãs do carnaval carioca.

NASCIMENTOS
• 6 de Fevereiro - Natalie Cole, cantora.
• 7 de abril - Marisa Letícia Lula da Silva, esposa do político brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.
• 2 de Maio - Fausto Silva, jornalista e apresentador de televisão.
• 13 de Maio - Stevie Wonder, cantor.
• 8 de Junho - Sônia Braga, actriz brasileira.
• 23 de Junho - Orani João Tempesta, bispo católico brasileiro.
• 29 de Junho - Sérgio Groisman, jornalista e apresentador de televisão brasileiro.
• ? - Miguel Paiva, cartunista brasileiro

FALECIMENTOS
• 25 de Abril - João Irineu Joffily, bispo brasileiro.
• 2 de Novembro - George Bernard Shaw, escritor.

1951

POLITICA

No dia 31 de janeiro como resultado de eleições diretas, assume outra vez a Presidência da Republica o Sr. Getulio Vargas para substituir o General Eurico Gaspar Dutra.

LEMBRANÇAS

Foi o ano de minha conclusão do curso Ginasial e ingresso no antigo Cientifico. Neste período já com um pouco mais de idade fui mais recatado e estudioso.
Não posso deixar de citar minha Tia Ainda, que sempre nos ajudou, principalmente a mim, pois ela tinha e tem um carinho muito grande desde que eu era muito pequeno.
Nesta época, como a população começava a crescer e o bonde já começava a não atender a necessidade de transporte no estado, começou a surgir os primeiros “lotações” que funcionavam em carros de aluguel (táxi) que transportavam até 5 passageiros. Logo depois começou a surgir os primeiros lotações com 12 e até 18 lugares estes já eram os “Micro Ônibus” de hoje. Estes veículos foram proibidos no Rio de Janeiro porque se excediam em velocidade e causavam grandes números de acidentes. Os lotações tinham que fazer maior numero de viagens e por isso abusavam da velocidade.
Estávamos residindo na Rua Marechal Jofre no Grajaú em uma vila de apartamentos que ficava ao lado do Corpo de Bombeiros. Constantemente eu ficava no Guartel dos bombeiros e era regular as minhas saídas com as equipes que fiscalizavam os hidrantes. Esta situação me incentivou muito para a vida militar.
Outra lembrança que tenho e que gostávamos, eu e meus colegas de escalarmos o Pico do Papagaio uma pedra com mais de 500 metros de altura que ficava localizada no bairro. Numa destas escaladas ficamos perdidos na mata durante horas e foi por sorte encontrarmos com um grupo de escaladores profissionais senão tínhamos criado problemas para os bombeiros.
Nesta época eu também me entusiasmei com o teatro e cheguei a fazer três peças entre ela o Maluco nº. 3 de Amaral Gurgel.

O elenco desta peça da esquerda para direita: Eu, Carlos Pereira, Julio Torreão, Amaral Gurgel, Lílian Kern, Ricardo Costa, Romeu Gonçalves, José Carlos, Carlota Pereira e Gloria Kern.
Deste grupo se tornaram profissionais Romeu Gonçalves, Julio Torreão, Gloria e Lilia Kern.

Eu ainda me julgando um galã.

Eu costumava sair muito com minha prima Marina (Marininha) e sei que ela tinha um certo entusiasmo e pretendia me namorar, mais eu fingia não entender.

Neste ano comemorasse o primeiro aniversário da televisão Brasileira e já podemos notar o grande avanço e realizações.
Neste primeiro ano já existem, aproximadamente, 7 mil aparelhos de televisão entre São Paulo e Rio de Janeiro.
No dia 20 de Janeiro, dia de São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, a TV Tupi da "Cidade Maravilhosa" inicia suas operações.
Começam também a fabricar no Brasil aparelhos receptores de TV. Os primeiros foram da marca "Invictus", de Bernardo Kocubej.
"Sua vida me pertence", a primeira telenovela brasileira, vai ao ar. Escrita por Walter Foster e estrelada pelo próprio Foster, Lia de Aguiar, Vida Alves, José Parisi e Dionísio de Azevedo. Eram dois capítulos por semana transmitidos pela Tupi.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de Janeiro - Uma companhia de Chicago fez a primeira experiência de transmissões de TV por pay-per-view. Os filmes eram enviados para 300 famílias usando a rede telefônica.
• 27 de Fevereiro - A 22ª Emenda da Constituição dos EUA é ratificada, limitando o mandato presidencial a dois mandatos de quatro anos.
• 5 de julho - É popularizado o transistor de junção inventado por William Shockley e sua equipe.
• 26 de outubro - Winston Churchill é reeleito Primeiro Ministro da Grã-Bretanha.
• 11 de novembro - Juan Perón é reeleito Presidente da Argentina.
• Fundação da cidade de Paranavaí, no Brasil.
• Juan Manuel Fangio conquista seu primeiro título mundial na Fórmula 1.
• A Líbia, colônia italiana declara independência e proclama Idris I como rei.
• Carnaval
• Império Serrano e GRES Portela vencem o carnaval carioca. é o 4º título do Império e o 10º da Portela.

NASCIMENTOS
• 5 de Março - Fernando Vanucci, jornalista esportivo e apresentador de televisão brasileiro
• 23 de Maio - Anatoly Karpov, jogador de xadrez.
• 8 de Julho - Anjelica Huston, atriz estadunidense
• 6 de Agosto - Milton Neves, jornalista e apresentador de televisão brasileiro
• 9 de Novembro - Osvaldo Coggiola, historiador argentino, professor da Universidade de São Paulo (USP).

FALECIMENTOS
• 10 de janeiro - Sinclair Lewis, escritor americano e prémio Nobel da Literatura.
• 19 de janeiro - André Gide, escritor francês e prémio Nobel da Literatura.

1952

LEMBRANÇAS

Inicio também de minha vida militar que foi bastante agitada pelos momentos tumultuados da política brasileira.
Em minha vida militar tive passagens pelo: Forte de Copacabana – Forte S. João – Arsenal da Urca – Forte Laje – 8º GMAC – Diretoria de Fabricação do Exercito e QG do 2º Exercito (SP).
Como a minha vida militar se deu na maioria das vezes nas Costa Brasileira, primeiro pela minha escolha da arma de artilharia e depois porque e que eu tinha sido Campeão Brasileiro na categoria Infanto Juvenil de Basquete pelo Grajaú Tênis Clube e os Comt. dessas unidades viviam procurando militares envolvidos com esporte, porque os torneios entre os fortes eram constantes.
Para que as pessoas conheçam melhor algumas fortalezas do Rio de Janeiro fiz uma pequena pesquisa na Internet sobre as mesmas.

Há mais de cem anos que as fortalezas e fortes da Baía da Guanabara deixam de apontar para um inimigo externo, um invasor - objetivo para o qual elas foram construídas. Na verdade, pouco puderam fazer principalmente durante o século dos Piratas, o século 18, quando a cidade foi saqueada. No entanto seus canhões ameaçaram-se mutuamente de cada lado da Baía, atiraram contra embarcações de sua própria bandeira, suas guarnições rebelaram-se em episódios que sacudiram os alicerces do país.
Servindo de espias colocadas estrategicamente ao longo da embocadura da Baía, ornando ou camuflando-se na natureza esplêndida da região, estas fortalezas são os berços da história da cidade e do Brasil, tendo por elas passado figuras ilustres, heróicas até, muitas vezes em condições aterradoras. São testemunhas e protagonistas de episódios ainda pouco relembrados ou mesmo desconhecidos, confundindo-se com o nascimento do país.

OBJETIVO

Contar a história dos fortes e fortalezas da Baía da Guanabara, investigando qual o seu papel na história brasileira e no mundo contemporâneo.

JUSTIFICATIVA

Pesquisando a história da colonização e da luta pela posse da Baía da Guanabara, lugar estratégico sob todos os pontos de vista para os que ambicionavam à conquista do território, encontramos sempre os fortes como ponto de partida de praticamente todas as ações e expedições mais importantes. Atacando inimigos variados e alternando os papéis, estes baluartes da ambiciosa empreitada portuguesa já atiraram contra os Tamoios, donos da terra; contra franceses e holandeses, contra piratas e corsários sem lei nem bandeira; contra navios antes amigos e, mais do que se poderia supor, contra outros fortes. Alguns chegaram mesmo a ser fundados por franceses, tendo sido conquistados, perdidos e reconquistados até a soberania portuguesa da região.
Muito pouco se sabe destas construções, cuja presença apesar de evocar uma época tornada romântica pelo cinema foi absolutamente conturbada e perigosa. Nestes pequenos castelos medievais vida e morte sempre estiveram presentes, alternando episódios heróicos e marcantes, defendendo o território tão disputado, ou como calabouço das mais diversas ditaduras dos últimos cinco séculos.
O Olho do Canhão também aponta para o futuro, perguntando o que será delas, agora que são objeto de forte especulação imobiliária e turística, e o seu papel Brasil contemporâneo.

SINOPSE
Partindo pelo mar e pela embocadura da Baía da Guanabara, percorremos seus fortes e fortalezas, sempre alternando vistas panorâmicas com imagens de arquivo e depoimentos sobre os acontecimentos mais importantes na história destes baluartes de um Brasil ainda nascente.
Começamos pelo Forte de São João, no local onde Estácio de Sá aportou e tentou fundar um povoado. Historiadores e militares contam o turbulento início do Rio de Janeiro. As fortalezas de São Luiz e de Santa Cruz vêm a seguir, com o controvertido retrospecto de defesas históricas, ataques contra outras fortalezas, navios brasileiros e as famigeradas masmorras.
No Forte da Laje, a história das tentativas de ocupação francesa da Baía da Guanabara, em contraposição com o contrabando de nossos dias.
O Forte do Calabouço (Museu Histórico Nacional) e a Fortaleza da Conceição testemunham as radicais mudanças urbanas do Rio de Janeiro, bem como remete aos amargos tempos da Escravidão. No Forte de Villegaignon, hoje ilha, a história do saque da cidade pelo corsário Duguay-Trouin.
Nas Fortalezas da Urca e da Praia Vermelha, a defesa da cidade dos ataques do corsário francês Duclerc (1710) e o ataque de conterrâneos na crise da Intentona Comunista, em 1935.
O Forte de Copacabana conta sua controvertida história, ao mesmo tempo desfigurando um marco territorial (a Igrejinha de N. Sa. De Copacabana), posteriormente destacando-se pela modernidade em 1914; palco da revolta dos Dezoito do Forte (1922), sendo bombardeada pela Fortaleza de Santa Cruz e finalmente berço do Golpe Militar de 1964.
O Forte de Copacabana caracterizou-se por possuir traços peculiares que marcaram a sua história. A Fortificação foi ocupada, sucessivamente por seis Baterias de Artilharia, até a instalação, em 23 de outubro de 1934, do 3º Grupo de Artilharia da Costa (3º GACos). Seus modernos canhões, dotados de grande potência de fogo e avançada tecnologia fizeram-no, por muito tempo, baluarte de defesa da entrada da Baía. Suas atividades, voltadas para a procura de novas técnicas e para o aprimoramento da instrução militar viabilizaram a execução das primeiras Escolas de Fogo, que foram realizadas a partir de 1935, além de ser o pioneiro, no Brasil, em exercícios noturnos de levantamento de rota com apoio de holofotes, em 1937.
As intensas ligações com a comunidade e o brilho alcançado nas competições desportivas tornaram o Forte de Copacabana uma amizade de escola e orgulho dos militares que por ele passaram.
A Baía de Guanabara se despede, cerrando o manto da noite sobre seus fortes e fortalezas.
Entrevistados (base):
Elio Gaspari - Jornalista
Milton Teixeira - Historiador
Militares:
Cmte. Morgado
Ten. Soares
Nireu Cavalcanti - Historiador
Roberto Conduru - Arquiteto
Sérgio Corrêa da Costa - Diplomata, Historiador.
Neste ano, mais precisamente no dia 28 de Setembro, morria Francisco Alves. Para os mais velhos, lembranças e para os jovens conhecimentos das noticias da época que transcrevo abaixo:

FRANCISCO ALVES

Ano: 1952
“Num desastre de automóvel ocorrido ontem, às 18,30 horas, na rodovia Presidente Dutra, morreu, em trágicas circunstâncias, o popular cantor Francisco Alves, o “Rei da Voz”“. O acidente verificou-se na localidade denominada Uná, município de Pindamonhangaba.
Francisco Alves viajava com destino a esta capital, na "Buick" chapa número 11-65-80 D.F., de sua propriedade, em companhia de um amigo, de nome Haroldo Alves. No local mencionado, a "Buick" colidiu com o caminhão chapa n. 11-58-84, R.G.S., que seguia com destino a São Paulo, dirigido pelo motorista João Valter Sebastiani. O choque dos dois veículos foi violentíssimo, resultando ficarem ambos seriamente avariados e tendo a "Buick", a seguir, se incendiado. Ao que se presume, Francisco Alves pereceu imediatamente, pois as chamas que dominaram o carro carbonizaram-lhe o corpo tornando-o irreconhecível. Seu companheiro foi projetado fora do carro, sendo recolhido, momentos depois, por um auto que passou no local, e conduzido à Santa Casa de Taubaté, onde ficou internado em estado de coma. O motorista do caminhão sofreu ferimentos sem importância.
O delegado policial de Pindamonhangaba, retirou o cadáver de Francisco Alves dentre os escombros do carro, providenciando para seu transporte à referida cidade, onde em diligências posteriores foi levantada a sua identidade. O Dia, 28 de setembro de 1952.
"A cidade rendeu ao filho que lhe traduzia a extensão da sensibilidade e do lirismo romântico, o culto póstumo que ele merecia. Francisco Alves, sem dúvida, o cantor maior do canto popular nascido nestas plagas, o intérprete da poesia pura que brota das almas simples e se amplia em estrofes de sentido profundo. Da sua garganta privilegiada voaram as melodias mais lindas que se inventaram para exprimir as dores e as alegrias coletivas. E os discos que fixaram as harmonias do trovador magnífico permitiram o milagre dessa consagração comovente. O homem pereceu no tremendo desastre que lhe cortou o fio da vida, mas o seu espírito, a sua alma, ficou na voz maravilhosa gravada pela radiofonia para a duração quase ilimitada. As homenagens que as emissoras prestaram ao cantor prodigioso deram a impressão de que dos frangalhos da sua carcaça se desprendiam os sons esplendidos e vibrantes que encheram os ares da metrópole e do país inteiro, como que afirmando a fragilidade da morte diante dos ímpetos do gênio. E Francisco Alves desceu ao túmulo no mesmo instante em que em todos os quadrantes da pátria se ouvia a sua voz sentimental e bem brasileira...
Era impossível ter-se uma idéia exata do número de pessoas que formavam aquela fabulosa onda humana, que provocou colapso no trânsito, acompanhando os funerais de Francisco Alves. Cem, duzentas, mil pessoas? Quem sabe ao certo, se a vista do repórter se perdia ao longo de ruas e avenidas da zona sul? Foi um espetáculo comovente, o coroamento das manifestações de dor popular pela morte trágica do Rei da Voz. Durante as últimas 48 horas, a cidade se transformou de tal modo, ligando-se ao destino de um artista por vinculo do mais profundo sentimentalismo, que até parecia não ter morrido apenas um seresteiro de alta classe, mas um místico de poderosa influência sobre multidão deslumbradas. Era o milagre do talento de um cantor, que soube interpretar, como ninguém, as tristezas e as alegrias, as venturas e os infortúnios da sua gente, dizendo no lirismo da sua voz harmoniosa e tropical o que não se pode expressar em meras palavras. (...)
As filas em frente ao edifício da Câmara Municipal, onde, até a manhã de ontem, ficou exposto à visitação pública o corpo do artista, eram engrossadas a toda hora. Pessoas de todos os níveis sociais ficaram, pacientemente, a espera da oportunidade de chegar até a urna mortuária, num tributo à memória do inditoso cantor. Por toda a madrugada de ontem, a romaria não cessou: dos bairros e subúrbios mais longínquos surgiam amigos e admiradores de Chico, que queriam render-lhe a última homenagem. Muitos levaram lágrimas e flores. Outros ficaram, silenciosos, com um nó na garganta da Eça armada no saguão do legislativo da cidade. Lá compareceram desde elementos dos meios artísticos e das camadas mais humildes a figuras representativas da nossa vida pública, numa comunhão de sentimentos que deu a justa medida da repercussão que o trágico acontecimento causou em toda a metrópole. (...)" O Dia, 30 de setembro de 1952.
“São Paulo, 27 Asapress Urgente”. Teve trágico fim esta noite, quando viajava em um automóvel "Buick" de sua propriedade, desta capital para o rio, o popular cantor Francisco Alves, uma das figuras mais conhecidas do "broadcasting" nacional desde longos anos.
Seu carro, à altura do Município de Uná, foi de encontro a um caminhão do Rio Grande do Sul, dirigido por João Valter Sebastiani, que foi ligeiramente ferido.
Tremendo choque causou a morte de Francisco Alves, cujo corpo foi retirado dos destroços quase irreconhecível, totalmente carbonizado.
Haroldo Alves, que viajava em sua companhia, gravemente ferido, foi internado no Hospital de Taubaté em estado desesperador.
“Ao que apuramos, Francisco Alves seguia de São Paulo, onde obteve grande êxito na Radio Nacional, para tomar parte no programa das 12 horas de amanhã no Rio.” Jornal do Brasil, 28 de setembro de 1952.
“O que impressionou mais na morte trágica de Francisco Alves foi o ter sido vitimado no intervalo de duas audições, a que deu em S. Paulo e a que deveria dar no Rio, no espaço de poucas horas”.
Esse corte brutal do destino, de quase um mesmo programa de radio transmitido pela mesma emissora, tornou ainda maior a emoção popular, que passou o dia inteiro a ouvir, por todas as estações, pelo milagre dos discos - como se quisesse fazer reparar a tremenda injustiça e a tremenda desgraça - a grande voz para sempre perdida.
A Cidade, no seu luto, encheu-se, então, da voz de seu cantor, que nunca lhe pareceu tão bela tão comovedora e tão triste, como se chorasse sobre si mesma o desaparecimento de seu dono, daquele bom e simples Chico Viola, filho dos morros, irmão do samba e amigo das serenatas e do luar.
Francisco Alves fora, realmente, um caso raro, como é o de Chevalier na França. Desde os seus dias de estreante e, depois, de ascensão, nunca diminuirá em prestigio. A suas gloria não conhecera intermitências. Tinha chegado ao brilho do sol do meio-dia e parara, sem as ameaças do crepúsculo.
Subira como o vôo dos pássaros, sem esforço, sem intrigas, sem proteções e permanecia, nas alturas, com a naturalidade das flores alpinas, que lá se encontram porque lá é o seu lugar, o seu clima e não poderiam viver na planície.
Assim, o "rei da voz" não perdeu nunca o seu reinado, porque ele se expandia pela força, que perdura, da alma e do coração populares, tocados pelo timbre, a sonoridade e a beleza de uma voz consagrada ás melodias simples e plangentes da musica sentimental brasileira.
O seu tumulo deveria ser um grande violão, o seu "companheiro inseparável", que tanto vibrou com as mesmas canções do grande Chico e que hoje, com as cordas emudecidas, guarda as ressonâncias misteriosas e eternas da voz que foi a mais bonita do Brasil. - “Benjamin Costallat” Jornal do Brasil, 30 de setembro de 1952.
“Enorme massa”, em que estavam representados todo o povo, estações de rádio, clubes e outras entidades populares e esportivas, figuras de expressão dos meios artísticos, sociais e políticos, acompanhou, ontem, até o cemitério S. João Batista, os restos mortais de Francisco Alves.
Dos milhares de pessoas ali presentes, muitos começaram a chegar à Câmara Municipal, de onde saiu o féretro, desde as primeiras horas da manhã, ou fizeram parte do grande número de outras, que, desde domingo, principiaram a afluir ao salão onde estava armada a câmara mortuária.
O cortejo fúnebre, cujo inicio estava marcado para às 11 horas, começou pouco depois desta hora.
Grande número de carros conduzindo flores e coroas, seguira a enorme massa que acompanhava o carro do Corpo de Bombeiros, onde foi colocada a urna funerária.
Durante todo o trajeto pela Avenida Rio Branco, Flamengo, Botafogo, etc., milhares de pessoas presenciavam a passagem do féretro.
No cemitério, cujos portões foram invadidos pela multidão, não obstante as medidas tomadas pelas autoridades policiais, estabeleceram-se grandes confusões, pois toda a imensa massa queria aproximar-se da urna funerária. Em conseqüência, a cerimônia final foi perturbada, ficando os oradores praticamente impedidos de fazer uso da palavra. Cenas indescritíveis de emoção se sucediam homens, mulheres, velhos e crianças, que caiam, eram pisados, enquanto outros, presas de crises nervosas, eram socorridos.
Doze pessoas tiveram que ser atendidas pelo serviço médico. Para fazer a urna funerária chegar até o local de sepultamento, foi preciso o trabalho de 12 atletas da Polícia Especial.
Cerca de duas horas levou o cortejo fúnebre da Câmara Municipal até o cemitério.
O presidente da República fez-se representar nos funerais de Francisco Alves pelo capitão José Henrique Acióli.
A sessão de ontem, da Câmara Municipal, durante a qual reassumiu o Sr. Rua Magalhães Júnior, representante do Partido Socialista, que se encontrava de licença viajando pela Europa, foi toda ela dedicada à memória do cantor Francisco Alves, falecido tragicamente na tarde de sábado último, num desastre de automóvel, no Estado de São Paulo. “(...)” Diário de Notícias, 30 de setembro de 1952.
“Vítima de um desastre de automóvel, na Rodovia Presidente Dutra, entre Taubaté e Pindamonhangaba, faleceu o cantor Francisco Alves, que viajava, desta capital para o Rio de Janeiro, em um “Buick” no 11-56-80”.
O carro em que viajava o artista nacional colidiu com um caminhão, do Rio Grande do Sul. No desastre, saiu gravemente ferido o companheiro de viagem de Francisco Alves, Haroldo de tal.
O corpo do "Rei da Voz" foi removido para a necrotério de Pindamonhangaba, de onde deverá sair para o Rio de Janeiro, hoje, domingo.
Ao terem notícia do desastre colegas do cantor, das Rádio Nacional do Rio e desta Capital, viajaram para Pindamonhangaba.
Francisco Alves nasceu na rua da Prainha no dia 19 de agosto. Começou sua vida trabalhando em uma fábrica de chapéus. Cantou no início de sua carreira radiofônica no Pavilhão do Méier, da empresa João M. de Deus e ingressou posteriormente no elenco teatral do Circo Spinelli. Interrompeu sua carreira com a gripe de 1918, voltando, então, mas para o teatro.
Contratado pelo empresário Batista, pai de Amélia de Oliveira, no Politeama de Niterói. Dissolvida a Companhia, Francisco Alves conseguiu um lugar de figurante numa revista que estava em cena no Antigo Teatro São José, da Empresa Pascoal Secreto. Figurava no elenco a formosa chilena, Célia, que, apaixonada por Francisco Alves, a êle se uniu e é até hoje a esposa do grande cantor brasileiro. A consagração real de Francisco Alves começou de fato com o disco, desde "Ora Vejam Só"de Sinhô a "Pé de Anjo"." Diário Carioca, 28 de setembro de 1952.
“Contristadora a noticia infausta tomou conta da cidade: morreu Francisco Alves” A fatalidade roubou, assim, em pleno apogeu de sua carreira artística aquele que foi o maior entre os maiores seresteiros do Brasil. Apagou-se a "Voz do Violão" e o país inteiro chora a perda do seu astro maior, do que elevou a música popular brasileira aos píncaros da glória, do que encheu todo o Brasil com a sua voz melodiosa, vibrante e viva.
O destino tem dessas surpresas trágicas - Chico Alves morreu carbonizado no volante de seu carro, na estrada Rio- São Paulo, como carbonizado morreu também, num desastre, Carlos Gardel, outra figura do mesmo naipe e da mesma estirpe de cantores do nosso chorado Francisco Alves, o nosso querido Chico Alves das rodas boêmias, o nosso ultra-popularissimo Chico Viola. “(...)" A Manhã, 28 de setembro de 1952.
"Chora o povo carioca-o povo de todo o Brasil - a morte imprevista de Francisco Alves, o "Rei da Voz", o cantor popular que sempre fora a alma do violão, o homem de radio que soubera, décadas após décadas, sustentar o ritmo de sua expressão nacional, como o maior seresteiro que o Brasil já produziu, em todos os tempos. Francisco Alves, ou Chico Alves ou ainda "Chico Viola"como chamavam os seus íntimos. Foi arrematado pela morte quando dirigia o seu "Buick", na rodovia "Presidente Dutra", no trecho da estrada que atravessa o município paulista de Pindamonhangaba. O seu carro chocou-se com um caminhão, transformando-se numa fogueira. Ferido de morte, Chico foi envolvido pelas chamas, o seu corpo ficou carbonizado. (...)
Francisco Alves pertencia a modesta, mas boa família lusitana. Ele, no entanto, era brasileiro e carioca, havendo nascido na Rua da Prainha. Nasceu a 19 de agosto de 1898. Terminando seus estudos primários, foi empregar-se numa fábrica. Ali, ao cantarolar enquanto trabalhava, foi notada a beleza de sua voz. Animado pelos companheiros, começou a fazer serenatas e cantar em festas íntimas, até que resolveu ingressar profissionalmente na vida artística. Sua estréia no Pavilhão do Méier, e quando atuou no elenco teatral do Circo Spinelli foram índices do triunfo nacional que mais tarde conseguiria. Foi contratado pelo empresário Batista, trabalhando então no Politeama, de Niterói.
Quando não havia regime de exclusividade artística nas emissoras cariocas, Francisco Alves cantava em varias estações, já então lançando também as suas composições. Na Radio Cajuti teve ensejo de ser o descobridor de grandes valores radiofônicos, como João Petra de Barros, Linda e Dircinha Batista, Orlando Silva e inúmeros outros que hoje são astros do nosso "broadcasting". Ha dez anos era exclusivo da Nacional, sendo que seus programas dominicais já se haviam tornado tradição.
O numero de discos que Francisco Alves nos deixa é imenso. Só na manhã de domingo até ás 12 horas, mais de cem gravações de sucesso foram retiradas da discoteca da emissora da Praça Mauá, nesse programa póstumo e emocionante.
Todos eram lançados com o mesmo sucesso, porque a voz de Francisco Alves não envelhecia. Ao contrário, cada dia mais brilhante e firme se tornava, não obstante o trabalho intenso que dava ás suas cordas vocais, quer no Rio, em São Paulo (onde ia semanalmente) e mesmo nas festas particulares, onde Chico Viola, em sua simplicidade e simpatia, jamais se fazia rogar.
Uma de suas gravações carnavalescas de maior sucesso foi a dos festejos de Momo, em l951, com a Marchinha "Retrato do Velho". Lembramo-nos que no baile do Municipal, no aludido Carnaval, que contou com o comparecimento do presidente Vargas, recém-eleito, foi entoada em uma só voz, pelos foliões presentes, que se aglomeraram sob o camarote presidencial.
E Getulio, sorridente, ouvia a vozearia que, na marchinha lançada por Francisco Alves reclamava musicalmente: "Bota o retrato do velho, outra vez, bota no mesmo lugar". (...)
O ultimo disco gravado pelo cantor, cujo desaparecimento veio confirmar ser ele um ídolo popular, foi a canção "Deixai Vir A Mim As Criancinhas", de sua autoria, cujos direitos autorais havia oferecido à criança desamparada. Era um grande “coração, sendo imensamente caritativo...” Diário da Noite, 29 de setembro de 1952.

AS MANCHETES

Num Desastre de Automóvel Morreu Chico Alves (O Dia)
Cenas Comoventes Nos Funerais de Francisco Alves - Uma Multidão Incalculável Nas Últimas Homenagens da Cidade Ao Seu Filho Querido - Desmaios de Emoção Durante O Cortejo Fúnebre, Que Durou Mais De Três Horas - O Esquife Foi Conduzido Ao Som Da Voz Do Inesquecível Cancioneiro (O Dia)
Morreu Tragicamente O Cantor Francisco Alves - Seu Automóvel Chocou-se Com Um Caminhão Quando Viajava De São Paulo Para Esta Capital (Jornal do Brasil)
Silenciam Os Violões E Chora O Povo A Morte Do Seu Cantor
Enorme Massa Popular Acompanhou O Féretro Do Cantor
(Diário de Notícias)
Morre Num Desastre O Cantor Chico Alves (Diário Carioca)
Morte Trágica De Francisco Alves - O Carro Do Popular Cantor, Após Chocar-se Com Um Caminhão, Foi Presa Das Chamas - Ficou Carbonizado - Em Una, Próximo De Taubaté, O Local Do Desastre - Haroldo Alves, A Outra Vítima, Acha-se Em Estado Gravíssimo - Emudeceu A Voz Do Violão (A Manhã)
O Povo Chora A Morte De Chico Alves - Carbonizado O "Rei Da Voz" Em Tremendo Choque De Veículos Na Rodovia Presidente Dutra 1 Violão De 2 Mts. ; Cordas De Prata, A Homenagem Do Povo Carioca Câmara Ardente, Lagrimas E Dramas Íntimos (Diário da Noite)

CARNAVAL

Com o Partido Comunista na ilegalidade, as escolas deixam de ser palco de disputas políticas. O grande evento do carnaval era o tira-teimas entre Portela e Mangueira, de um lado, e Império Serrano de outro. Foi montado um tablado para o desfile e pela primeira vez havia arquibancada e palanque de autoridades. A Portela e a Mangueira empolgaram o publico. Durante o desfile do império caiu uma chuva muito forte que afugentou o júri. Por isso, a pedido dos americanos, os envelopes nem chegaram a ser abertos. E criada a regra do acesso e descenso. As principais desfilaram na Presidente Vargas e as menores no local onde foi a Praça Onze.

CURIOSIDADES

Dia 14 de Março a TV Paulista, canal 5 de São Paulo, pertencente as Organizações Victor Costa, é inaugurada.
Na Tupi já estavam no ar os seguintes programas: "TV de Vanguarda", o primeiro e mais importante teleteatro da TV brasileira, "Clube dos Artistas", único dos programas pioneiros a ficar no ar até 1980 e a primeira adaptação do "Sítio do Pica-Pau Amarelo" de Monteiro Lobato, escrita por Tatiana Belinky e dirigida por Júlio Gouveia.


EVENTOS
• 6 de Fevereiro - Elizabeth II se torna Rainha do Reino Unido.
• 26 de Fevereiro - Winston Churchill anuncia que o Reino Unido possui a bomba atômica.
• 27 de Fevereiro - É realizada a primeira reunião da ONU na sua sede permanente em Nova York.
• 10 de Março – O General Fulgencio Batista toma o poder em Cuba.
• 14 de Maio - Primeira apresentação da Esquadrilha da Fumaça.
• 28 de Junho - A finlandesa Armi Kuusela é eleita a primeira Miss Universo.
• 19 de Julho a 3 de Agosto - Jogos Olímpicos em Helsinque.
• Alberto Ascari torna-se campeão mundial de Fórmula 1.
• Carnaval
• Devido ao grande número de escolas competindo, o desfile das escolas de samba cariocas passa a ter duas divisões; devido ao temporal que caiu durante os desfiles, 4 dos 5 julgadores abandonaram o evento, que teve resultado anulado. Apenas a recém-criada segunda divisão foi julgada; a campeã foi a Unidos de Indaiá, promovida ao grupo principal em 1953.

NASCIMENTOS
• 23 de Janeiro - Henrique da Costa Mecking, Mequinho, enxadrista brasileiro.
• 3 de Março - Ângela Vieira, atriz brasileira.
• 11 de Maio - Sandra Bréa, atriz brasileira.
• 18 de Junho - Isabella Rossellini, atriz italiana, filha da atriz sueca Ingrid Bergman e do cineasta italiano do neo-realismo, Roberto Rossellini.
• 17 de Agosto - Nelson Piquet, piloto de Fórmula 1 brasileiro
• 30 de Agosto - William Waack, jornalista brasileiro.
• 25 de Setembro - Christopher Reeve, o mais famoso Super-Homem do cinema.

FALECIMENTOS
• 6 de Fevereiro – Rei George VI do Reino Unido.
• 26 de Julho - Eva Perón, esposa de Juan Perón.

1953

LEMBRANÇAS

Ano de minha formatura do Cientifico e meu ingresso para trabalhar na Standard Oil Compani of América que mais tarde transformou-se em Esso Brasileira de Petróleo. Entrei nesta firma exercendo o cargo de Oficce Boy e trabalhava em períodos que me permitisse estudar e cumprir com minha vida militar, uma concessão toda especial de uma americana que se chamava Mrs. Firs, a quem eu devo esta obrigação não só pelos horários especiais que me concedia como também na viabilização de minha carreira.
Um sucesso do rádio encanta e faz sucesso na TV: "Repórter Esso". Foi ao ar pela primeira vez no dia 17 de junho.
Na TV Paulista vai ao ar o primeiro "circo" na TV: "Circo do Arrelia", que depois foi apresentado pela TV Record; e "A Praça da Alegria", apresentada por Manoel de Nóbrega.

A TV Record

Estreou no dia 27 de setembro de 1953, às 20 horas, com o objetivo de quebrar o então monopólio da TV no Brasil, comandado até então pelos Diários Associados e sua TV Tupi. A emissora pertencia ao empresário Paulo Machado de Carvalho.
Nesse início de operações, a TV exibia programas musicais(dentre os quais, célebres como Nat King Cole e Charles Aznavour), esportes, teatro, humor e informação.
Na década de 1960 tornou-se a líder, juntamente com a TV Excelsior. - A partir de 1965 a emissora volta suas atenções à MPB e alcança grandes índices de audiência. Programas como O Fino da Bossa, de Jair Rodrigues e Elis Regina, e Jovem Guarda, de Roberto Carlos tinham como objetivo divulgar a música brasileira. Torna-se muito popular na época os Festivais da Música Brasileira.
Em 1967 estréia o seriado A Família Trapo, com Jô Soares e Ronald Golias. O seriado foi o maior sucesso da emissora até então.
Os programas musicais já não chamam mais atenção do público (que começa à se voltar para as novelas da TV Tupi e da recente TV Globo) e uma série de incêndios nos estúdios acabam por ser responsáveis pela decadência da emissora a partir de 1968. Mesmo numa época ruim, vale destacar as excelentes novelas exibidas pela emissora no início da década de 1970: As Pupilas do Senhor Reitor e Os Deuses estão Mortos, ambas de Lauro César Muniz.
Na década de 1970, 50% de suas ações são vendidas para o comunicador Silvio Santos. A emissora entra na década de 1980 com pouquíssimo público e sendo praticamente uma retransmissora do SBT. Mesmo assim conta com relativos sucessos no jornalismo - com o Jornal da Record comandado inicialmente por Paulo Markun e Sílvia Popovich, em 1984, e Carlos Nascimento em 1989 - e nos esportes, com Silvio Luiz na frente de sua equipe esportiva.
De 1989 até 2004
Numa transação muito comentada na época, em 1989 o canal passa a pertencer ao bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus.
Forma-se a partir de então a Rede Record, com enfoque no jornalismo e em programas de cunho religioso.
A grade de programação é voltada para programas populares, como Cidade Alerta e Ratinho Livre, sendo este o maior sucesso da emissora nesta fase. Ratinho transferiu-se para o SBT e de lá veio Bóris Casoy, para comandar a nova fase do Jornal da Record, que havia passado por graves problemas de censura em 1995 - então com apresentação de Chico Pinheiro.
No campo da telenovela produz relativos sucessos de produção barata: Estrela de Fogo e Louca Paixão, por exemplo.
A emissora manteve a linha popular até março de 2004, quando decidiu investir em uma grade voltada à qualidade e à ampliação dos índices de audiência.

A Nova Record

Apostando numa grade de qualidade, a Rede Record inicia uma nova fase a partir de março de 2004.
A emissora volta à investir em novelas e em jornalismo de qualidade. Houve sim alguns tropeços - como a novela-fiasco Metamorphoses -, mas a emissora soube contornar os fracassos com uma grade bem estruturada e programas bem-feitos.
A tática da Rede Record é alcançar a liderança, e para tanto os grandes executivos da emissora recorrem aos programas da emissora líder, a Rede Globo.
Dentre os sucessos dessa nova fase da emissora, destacam-se: as novelas A Escrava Isaura, Prova de Amor e Cidadão Brasileiro, com elenco e produção comparáveis aos melhores produtos da Rede Globo; os programas jornalísticos Jornal da Record - em nova fase, após a demissão de Bóris Casoy - Domingo Espetacular, Fala Brasil, Tudo a ver e Repórter Record; os programas de variedades Hoje em Dia, Tudo é possível e Show do Tom; e o reality-show O Aprendiz.
Os principais artistas do casting da emissora são: Paulo Henrique Amorim, Celso Freitas, Adriana Araújo, Marcos Hummel, Eliana, Marcio Garcia, Tom Cavalcante, Ana Hickmann, Edu Guedes, Brito Jr., Luciano Faccioli, Patrícia Maldonado, Roberto Justus, Lucélia Santos, Beatriz Segall, Cleide Yáconis, Gabriel Braga Nunes, Paloma Duarte, Marcelo Serrado e Bianca Rinaldi.
Em Breve estréia Bicho do Mato. Uma novela que possui um elenco de primeira, e locações no Pantanal.

CARNAVAL

Com o júri abrigado em uma coberta para se proteger da chuva o desfile foi realizado. A Portela se apresentou com muita gana e venceu o confronto, obtendo nota 10 em todos os quesitos, fato inédito até então na historia das escolas.
Neste ano também houve a fusão das entidades, nascendo daí a Associação das Escolas de Samba do Brasil.
No dia 15 de março e nomeada a primeira diretoria da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, fusão da Azul e Branco e Depois eu Digo. 5 de Março - É fundado o GRES Acadêmicos do Salgueiro a partir da fusão de três escolas de samba do morro do Salgueiro. O surgimento deste grêmio provocaria uma revolução no carnaval carioca.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• 7 de Janeiro - Os Estados Unidos anunciam ter desenvolvido a Bomba de Hidrogênio.
• 13 de Janeiro - o marechal Josip Broz Tito é escolhido Presidente da Jugoslávia.
• 23 de Março - em um pequeno armazém alugado no bairro do Ipiranga, em São Paulo, SP, nasce a Volkswagen do Brasil.
• 6 de Março - Georgy Maksimilianovich Malenkov é nomeado Premier e Primeiro Secretário do Partido Comunista da União Soviética.
• 25 de Abril - Francis Crick e James Watson publicam o artigo "Molecular structure of nucleic acids: a structure for deoxyribose nucleic acid" que descreve a estrurura do DNA.
• 29 de Maio - O apicultor neozelandês Edmund Hillary e o sherpa Tenzing Norgay chegam ao cume do Monte Everest.
• 17 de Julho - A francesa Christiane Martel é eleita Miss Universo.
• 27 de Julho – Fim da Guerra da Coréia.
• 7 de Setembro - Nikita Khrushchev é nomeado chefe do Comitê Central Soviético.
• 3 de Outubro - Criação da Petrobras - Petróleo Brasileiro S/A
• Alberto Ascari conquista o bicampeonato mundial de Fórmula 1.
• David Warren inventa a caixa negra.
Carnaval
• A Portela vence o carnaval carioca, conquistando seu 11º título.

NASCIMENTOS
• 21 de Janeiro - Paul Allen um dos fundadores da Microsoft.
• 28 de Fevereiro - Ingo Hoffmann, automobilista brasileiro
• 6 de Maio - Tony Blair, Primeiro Ministro do Reino Unido.
• 7 de Agosto - Vera Holtz, atriz brasileira.
• 14 de Dezembro - Pedro Sbalchiero Neto, bispo brasileiro.

FALECIMENTOS
• 21 de Março - Albino Imparato, delegado de polícia federal brasileiro.
• 27 de Maio -Manuel Said Ali Ida, filólogo brasileiro.
• 11 de Outubro - Pauline Robinson Robin Bush, filha de G.H.W. Bush.

1954

FUTEBOL

Na V Copa do Mundo, realizada na Suíça, o mundo conheceu uma das melhores seleções de todos os tempos, a da Hungria. Prevaleceu porem, a determinação tática da Alemanha, que chegou ao titulo com uma vitória sobre a Hungria no final. O Brasil, treinado por Zezé Moreira, foi eliminado pela Hungria nas quartas-de-final.

HISTORIA

Eleição de Miss Universos nos Est. Unidos onde Martha Rocha perdeu por causa de suas duas polegadas a mais. Ela até hoje e considerada a miss mais bonita do Brasil.

POLITICA

Atentado da Rua Toneleros. 5 de agosto de 1954
Morte de Getulio Vargas

Atentado na Rua Toneleros
Folha de São Paulo

São Paulo, terça-feira, 10 de agosto de 1954

Neste texto foi mantida a grafia original

NÃO PRETENDE RENUNCIAR O PRESIDENTE DA REPUBLICA

A crise política e a situação militar - O Sr. Osvaldo Aranha teria dissuadido o Sr. Getulio Vargas do propósito de afastar-se do governo - Reunião do Catete
Os brigadeiros reafirmam sua confiança na identificação e punição dos criminosos

RIO, 9 (Pelo telefone) - Longe de declinar, a crise política oriunda da emboscada contra o jornalista Carlos Lacerda, na qual morreu o major Vaz, da Aeronáutica, continua a se agravar. As sucessivas reuniões de autoridades civis e os dirigentes militares de todas as armas, a hesitação do governo nas substituições de algumas personalidades já postas de lado, as noticia que transpiraram de duas reuniões.
Uma na residência do almirante Amaral Peixoto, outra no Palácio do Catete, numa das qual o presidente da republica chegou a admitir, como solução da crise, o seu afastamento do governo (o Sr. Osvaldo Aranha o teria dissuadido disso) o calor da reação parlamentar, a intranqüilidade no seio e da população, a onda de rumor e boatos constituem um conjunto de sintomas da gravidade a que atingiu a situação.
O ministro da Justiça, em palestra com a reportagem política, esta tarde, repeliu as informações sobre o desejo do presidente da republica de renunciar. Embora falando em termos não formais, o Sr. Tancredo Neves disse-nos que só diz isso quem não conhece o presidente.
"Somente em três hipóteses admite ele deixar o Governo: pela morte, por uma revolução ou pelo termino normal do seu mandato". - frisou o ministro.
A situação militar
Há a considerar que, nas ultimas horas, a situação nas Forças Armadas, sob o impacto da virtual rebeldia dos oficiais da Aeronáutica, se consolidou no sentido de que parece superada a existência de grupos, selando-se novamente a unidade tão decisiva nos idos de 1945.
A reunião dos brigadeiros, realizada esta manhã num clima satisfatório, resultou na divulgação de uma nota em que se reafirma o desejo de manter a ordem e se volta a exigir a identificação e prisão dos culpados pelo crime da Rua Toneleiros. E no correr dela ficou assentado que dois nomes serão aceitos pela Aeronáutica se o sr. Getulio Vargas houver por bem nomear um deles para substituir o brigadeiro Nero Moura no Ministério. Esses nomes são os dos brigadeiros Aboim e Epaminondas Feio.
A substituição do ministro da Aeronáutica foi na noite de domingo um episodio da maior dramaticidade, pois houve um momento em que se chegou a acreditar numa rápida degringolada do regime. Reunidos no palácio do Catete os srs. Getulio Vargas, Tancredo Neves, Osvaldo Aranha, general Zenobio da Costa, brigadeiro Neto Moura ouviram os presentes, do titular da pasta da
Aeronáutica, a narrativa da situação na sua arma que a ele parecia quase incontrolável.
"O Sr. perdeu o controle da situação" - disse-lhe o ministro da Guerra. - Ponham-me lá que em poucas horas estará tudo em ordem. - Não há major que se rebele.
“Ponho-os todos nos quartéis”.
O brigadeiro Nero Moura objetou que os majores eram apoiados pelos brigadeiros.
"Prendo-os também" - disse Zenobio enérgico.
Esse relato é absolutamente fiel e começou por criar embaraços ao próprio governo, limitando-se o Sr. Getulio Vargas a dizer que a nomeação de Zenobio era uma solução a ser encaminhada. Tal como se previa, entretanto, as demarches para efetivá-la encontraram decisiva resistência da parte dos oficiais superiores da Aeronáutica.
Dentro de algumas horas, as estações do governo afirmavam que o general Zenobio da Costa não substituiria o brigadeiro Nero Moura.
A atitude do presidente
A reunião na residência do almirante Peixoto, na Avenida Rui Barbosa, foi mais uma reunião da família Vargas, com a presença de alguns amigos, como o Sr. Osvaldo Aranha. "A família estava acabrunhada e aflita, disse em certo momento na Câmara o Sr. Augusto do Amaral Peixoto." Nessa oportunidade é que os Sr. Getulio Vargas teria admitido a hipótese da sua renuncia, no que foi dissuadido pelo Sr. Osvaldo Aranha. Foi nessa ocasião que o presidente da Republica decidiu-se a acabar com sua guarda pessoal, que teria deixado de inspirar confiança a ele próprio.
Hoje é tarde voltaram a circular rumores sobre a nomeação do general Zenobio para a pasta da Aeronáutica, mas foram logo desmentidos, acrescentando-se que já agora não havia mais motivos de distinção entre os grupos militares, todos unidos em torno do mesmo objetivo.
A substituição do chefe de policia pelo coronel Paulo Torres foi tomada, pelo jornalista Carlos Lacerda, como um ato provocador do governo pois a demissão do general Ancora se teria dado precisamente no momento em que ele se decidia a atender a apelos dos seus companheiros de arma para agir contra os criminosos.
A Reunião do Alto Comando do Exercito convocada pelo general Zenobio da Costa, realizou-se às ultimas horas da tarde. Uma reunião do Alto Comando do Exercito, com a presença dos generais Canrobert Pereira da Costa, Fiuza de Castro, Mendes de Morais, Odilo Denis e Olimpio Falconieri da Cunha, sendo os trabalhos secretariados pelo general Segadas Viana.
Pouco antes da reunião o ministro da Guerra recebeu em conferencia reservada o brigadeiro Eduardo Gomes. Não transpiraram informações da reunião.
A reportagem credenciada no Ministério da Guerra foi informada de que a prontidão dos quartéis continua achando-se a postos a respectiva tropa. Declarou o general Zenobio que a prontidão tem em vista manter a tropa vigilante em face do perigo de uma agitação provocada por elementos interessados em perturbar a tranqüilidade política.
A propósito da informação corrente de que os coronéis continuam a colher assinaturas para o seu famoso memorial, já agora entre seus colegas da Marinha e da Aeronáutica, o titular da Guerra disse ignorar inteiramente o assunto.
Como medida de precaução foi suspenso o exercício de cobertura de fumaça do Bairro do Botafogo marcado para quarta-feira.
Solidariedade da Marinha
O Clube Naval reunido extraordinariamente hoje pela manhã, sob a presidência do almirante Antonio Maria de Carvalho, manifestou-se solidário com o Clube da Aeronáutica ante o atentado de que foi vitima o major Vaz. Foram aprovadas as seguintes medidas: associar-se às homenagens prestadas ao morto; mandar rezar missa de setimo dia por alma do major aviador; ter-se feito representar no enterro.
O governo entregará os guardas. O ministro da Justiça, na sua conversa com a reportagem asseverou que o Sr. Getulio Vargas porá à
disposição da policia, para investigação, cada um e todos os membros da sua extinta guarda pessoal.
Dado histórico:
Os acontecimentos começaram a se precipitar na madrugada de sexta-feira para sábado, quando o brigadeiro Eduardo Gomes foi chamado pelo coronel aviador Adil, que acompanha o inquérito, para ouvir o depoimento do motorista que conduziu os assaltantes. O ministro da Justiça foi também convocado, chegando à Policia Militar, quando de lá já se havia retirado o brigadeiro.
Às primeiras horas da manhã de domingo, previamente convocado, cerca de 500 oficiais se reuniram na sede das Rotas Aéreas, onde, em combinação com as autoridades policiais, iniciaram num ambiente dramático as buscas do criminoso.
Nota da reunião dos brigadeiros:
O gabinete do ministro da Aeronáutica distribuiu a seguinte nota a propósito da reunião realizada na manhã de hoje sob a presidência do titular da pasta da Aeronáutica:
"Os oficiais generais da Força Aérea Brasileira, reunidos sob a presidência do ministro da Aeronáutica, identificados com os sentimentos da sua corporação e animados do firme propósito de contribuir para que as diligencias de apuração dos respectivos pelo assassínio do major Rubens F. Vaz atinjam plenamente os seus fins, reafirmam sua confiança em que os poderes públicos usarão de toda sua autoridade e valimento não só para a identificação dos autores morais e materiais do bárbaro atentado mas também para que os culpados não se possam valer de qualquer privilegio para eximi-se à punição da justiça" -CARLOS CASTELO.

Em conferencia o brigadeiro

RIO, 9 (Sucursal) - Embora sem confirmação oficial sabe-se que estiveram hoje no gabinete do ministro da Fazenda, conferenciando com o Sr. Osvaldo Aranha o brigadeiro Eduardo Gomes, o Sr. Café Filho, vice-presidente da Republica, os ministros Edgar Santos e Tancredo Neves e altas patentes militares.
As conversações mantidas com o titular da Fazenda, sobre as quais foi guardado absoluto sigilo, estariam ligadas, ao que consta ao fato de ter sido o Sr. Osvaldo Aranha quem convenceu o Sr. Getulio Vargas a conservar-se no poder quando ele, em face do clima de suspensão criado em torno do governo pelo assassinato do major Rubens Vaz, pretendia renunciar.

Excepcional movimento no Catete - A reunião do Alto Comando

RIO, 9 (Sucursal) - Excepcional movimentação registrou-se nas primeiras horas da noite no Catete.
Logo após a reunião do alto comando do Exercito o general Zenobio da Costa compareceu ao palácio, onde conferenciou com o presidente da Republica. Uma estação de radio divulgada depois que o ministro da Guerra comunicara ao chefe do governo as deliberações tomadas na aludida reunião, durante a qual o Exercito, através da palavra dos seus chefes, manifestadas sua inteira solidariedade com o presidente da republica e sua disposição de manter-se fiel à Constituição e ao regime.
Alem do general Zenobio, estiveram no Catete em conferencia com o Sr. Getulio Vargas o Sr. Café Filho, vice-presidente da Republica , os ministros do Trabalho e da Educação e o governador Amaral Peixoto.
Também o Sr. João Goulart, que regressou hoje do Recife, seguiu diretamente para o Palácio do Catete para hipotecar solidariedade ao presidente da Republica.

Zenobio avista-se com o brigadeiro

RIO, 9 (Sucursal) - Segundo se informa, o general Zenobio da Costa manteve esta tarde uma conferencia com o brigadeiro Eduardo Gomes a quem pedira que indicasse o nome de um brigadeiro para suceder ao Sr. Nero Mouro na pasta da Aeronáutica.

O brigadeiro Eduardo Gomes ter-se-ia recusado a atender o pedido alegando dois motivos:
1) porque achava que qualquer brigadeiro seria capaz de assumir aquela pasta;
2) porque, adversário do governo, estava por isso impedido de qualquer pronunciamento nesse sentido e mesmo não acreditava que um nome por ele proposto fosse aceito pelo Sr. Getulio Vargas.

Inúteis até agora as diligências policiais

Não foi preso ainda o investigador Climério – A sensacional confissão do motorista, que apontou o criminoso.

RIO, 9 (Sucursal) - Somente devida à argúcia do capitão Ferreira das Neves, professor da Policia Técnica, o motorista Nelson Raimundo de Sousa veio afinal a confessar sua participação no crime da rua dos Toneleiros, denunciando seus cúmplices.
Transferido, a seu próprio pedido, para outra dependência policial, onde supunha encontrar maiores garantias, o motorista foi ouvido na policia militar (Batalhão Moto Mecanizado, por aquele oficial, para tanto autorizado pelo delegado Pastor).
O capitão Ferreira das Neves conhecera o motorista ao tempo em que ele freqüentou as aulas da policia técnica, circunstancia que lembrou, ao iniciar sua palestra com o preso, que decorreu numa dependência isolada, presente apenas outro oficial um pouco distante. O capitão teria perguntado ao motorista se não desejava mandar algum recado para a família e demonstrou interesse em emprestar-lhe qualquer obsequio nesse sentido, Impondo-se deste modo, à confiança do motorista, passou a capitão a sondá-lo sobre a sua participação no crime. Inopidamente, fez-lhe essa pergunta:
Mas o homem que você conduziu era investigador junto ao Catete ou da guarda pessoal?
Nelson empalideceu subitamente e daí para a confusão não restou ao oficial senão impor sua confiança, mediante promessas de garantia e demonstrações de solicitude. Diante disso, o motorista resolveu contar o que sabia.
Cercado de absoluto sigilo, o depoimento ainda não é conhecido da imprensa senão em detalhes colhidos ao acaso, através de dificuldades compreensíveis em razão da reserva que se vem mantendo sobre o assunto.
Sabe-se, porem, que o motorista revelou o nome de um dos assaltantes: Climério Eurides de Almeida, apontado como pertencente à guarda pessoal do Catete. Um seu companheiro, que o motorista declarou desconhecer, é que foi o autor da chacina, depois do que fugiu no carro dirigido por ele, Nelson.
Outras fontes asseguram que o motorista, na sua confissão, teria revelado o nome do mandante.
Ontem à noite, o coronel Milton Guimarães, chefe do gabinete do chefe de Policia, forneceu pormenores das declarações do motorista. Raimundo revelou que Climério, o contratante do carro, durante o atentado não fez uso de arma. Consumado o crime, ele regressou de lotação à cidade, ao passo que o pistoleiro tomara o seu carro.
A Policia localizou ainda a residência de Climério, na rua da Abolição, onde descobriu que ele deixara o Rio, com destino a Cabo Frio.
Como se desconfiava desde suas primeiras declarações, o motorista Nelson Raimundo de Souza sabia muito mais do que dizia. Sua participação no atentado a Carlos Lacerda não fora acidental, como fizera crer e com acabou confessando, habilmente interrogado. Aliás ainda na sexta-feira ultima, o diretor da Divisão de Policia Técnica, Sr. Silvio Terra, em conversa com o general Moraes Ancora, chamava a atenção de s. exa. para a necessidade de submeter o motorista a um interrogatório mais minucioso, já que nada fazia admitir que ele estivesse falando a verdade.
A confissão sensacional
As ponderações do Sr. Silvio Terra impressionaram o general Armando de Morais Ancora. Mas, realmente, o que mais influiu no sentido de se compelir o motorista a falar a verdade foi a Aeronáutica ou, melhor, os elementos da FAB que estão acompanhando mais de perto as diligências. Eles não concebiam a atitude da policia aceitando as primeiras declarações de Nelson Raimundo. O motorista, em hipótese alguma, estaria inocente. Desconhecendo seus passageiros, como iria esperá-los mais de uma hora, e, sobretudo, depois daquele tiroteio? Um detalhe importante a reportagem de O Globo apurou ontem. Nelson Raimundo permanecera na Rua Paula Freitas, aguardando que os sicários executassem sua missão assassina, desde às 22 h 30.
Quanto a isso, não há duvida nenhuma. Pelo contrario, existe, a respeito, o depoimento de uma testemunha ocular, altamente elucidativa. A pressão do pessoal da Aeronáutica, no sentido de que a Policia agisse com mais energia junto ao motorista, levou as autoridades do 2º Distrito a admitirem que os oficiais da FAB pretendiam seqüestrar Nelson Raimundo. Daí, sua remoção para o Corpo Moto mecanizado da Policia Militar. Isto mesmo, alias, as autoridades daquele distrito afirmaram ao jornalista Carlos Lacerda, isto é, que haviam resolvido transferir o "chauffeur" por recearem um seqüestro por parte dos elementos da FAB.
Mas, a verdade é que Nelson Raimundo pouco permaneceu na Delegacia do 2º Distrito. Esteve sempre em diferentes dependências da Policia, inclusive na Divisão de Policia Política e Social.
Em face, como já dissemos, da pressão que se fazia, a Policia resolveu agir com mais determinação. E teve êxito. O motorista cedeu à habilidade e à argúcia dos interrogatórios, confessando, afinal, a verdade.
Assistiram ao depoimento
- Podemos informar que o depoimento do motorista Nelson Raimundo ainda não está concluído e só o será depois da prisão de um dos criminosos. Até o presente momento, o motorista sofreu um interrogatório de cerca de trinta horas.
Foi às primeiras horas da noite de sábado que Nelson Raimundo resolveu confessar toda a verdade. E, já pela madrugada, suas declarações definitivas eram tomadas a termo.
O ministro da Justiça, Sr. Tancredo Neves, o chefe de Policia e o brigadeiro Eduardo Gomes e assessores de Carlos Lacerda assistiram ao depoimento do motorista.
Investigações no Catete.
À sensacional confissão do motorista, seguiram-se instantes dramáticos. Era evidente que as investigações tinham de chegar, de qualquer maneira, ao Palácio do Catete. O problema naquele momento era prender o policial apontado pelo motorista. E a primeira ordem dada pelo delegado Pastor foi no sentido de prendê-lo, custasse o que custasse. Posteriormente, tratou-se da gravação do depoimento de Nelson, já, então, diante do chefe de Policia e do brigadeiro Eduardo Gomes. E tudo isso foi transmitido ao ministro Nero Moura, que, por sua vez, se comunicou com o ministro Tancredo Neves e, este, com o general Caiado de Castro.
Àquela altura, todas as altas patentes militares tinham ciência dos fatos. Pensou-se em despertar o próprio Sr. Getulio Vargas, uma vez que s. exa. Se dissera disposto a colaborar em tudo e querer saber de todos os detalhes.
E o chefe do Governo só não foi chamado porque o general Caiado de Castro não saira do Palácio e disse que esperaria os policiais para fazerem a diligencia.
Foram ter então no Catete o delegado Jorge Pastor, o coronel Adil de Oliveira e o promotor Cordeiro Guerra.
Eram 5 horas e, por ordem do chefe da Casa Militar, toda a guarda pessoal do presidente foi colocada à disposição das investigações. O primeiro a ser ouvido foi o tenente Gregório Fortunado. Deu os informes que podia acerca de Climério e da sua fuga.
A partir desse momento, começou a caçada sem tréguas ao policial acusado. E os esforços nesse sentido continuam ainda sem esmorecimento principalmente por parte de um Tenente que era conhecido somente como Ten. Rana.
Medo terrível
Nelson de Souza está tomado de intenso pavor. Fala que este Tenente Rana e perigoso e violento. Seu medo redobrou e, agora, não quer sair de modo nenhum do quartel.
Exposição aos oficiais da Aeronáutica.

RIO, 9 (Sucursal) - Na reunião de ontem à noite dos oficiais da Aeronáutica, que acompanham a apuração do assassinato do major Vaz, foi exposto o seguinte:
1º - Foi o depoimento do motorista Raimundo, que, tomado por termo, foi gravado na Policia Militar.
2º - Pelo depoimento, ficou-se sabendo que um dos pistoleiros que praticou o assassinato e o atentado já do conhecimento publico, é o investigador 763, de nome Climério, lotado na presidência da Republica – guarda pessoal. Todos os detalhes do depoimento já são do conhecimento do presidente da Republica, ministro da Justiça e ministro da Aeronáutica. A policia já tem pistas seguras para identificar os outros.
3º - Por conseguinte, a partir do presente momento, acha-se a presidência da Republica em condições de entregar à policia um dos pistoleiros que assassinaram o major Vaz e alvejaram o jornalista Carlos Lacerda.

A Aeronáutica não se surpreendeu

Por volta das 4 horas de ontem sob a máxima cautela o delegado Jorge Pastor relatava a confissão de Nelson ao representante do Ministério Publico, ao coronel Adil de Oliveira e a vários oficiais aviadores e o Tenente Rana, que haviam prestado o compromisso de honra de não revelar a ninguém o que iriam ouvir. A impressão que se teve porem foi de que a oficialidade não se surpreendeu ao ser declinado o nome de Climério Eurides de Almeida.

Identificados, adianta-se, mais dois assaltantes.

RIO, 9 (Sucursal) - O coronel João Adil de Oliveira designado pela Aeronáutica para acompanhar o inquérito do 2º Distrito estaria de posse da identidade de um segundo participante do crime da rua Toneleiros, cujo nome não foi ainda revelado por conveniência das diligencias que estão sendo levadas a efeito.
Sabe-se por outro lado que alem de Climério de Almeida e desse outro cúmplice, as autoridades estariam na pista de um terceiro participante no bárbaro atentado.
Ao que se adianta que as investigações da Aeronáutica para a elucidação do caso estão mais adiantadas do que as da própria policia.

Diligencias no Itamaraty

RIO, 9 (Sucursal) - Oficiais da Aeronáutica realizaram hoje diligencia no Itamaraty a fim de apurar se algum pedido de passaporte fora atendido nos últimos dias pelo Ministério do Exterior por solicitação da presidência da Republica. Segundo informantes, no dia imediato ao crime elementos ligados ao Catete teriam feito gestões nesse sentido junto ao Itamaraty, tendo sido essa versão divulgada pela imprensa e merecido contestação dos meios oficiosos.

Entretanto, os oficiais da Aeronáutica, fardados e com o sinal de luto na lapela, estiveram hoje em contacto com os funcionários da seção incumbida do fornecimento de passaportes do Itamaraty, desconhecendo-se o resultado dessa diligencia.

Representante dos jornais nas investigações

RIO, 9 (Sucursal) - O Sr. Tancredo Neves, ministro da Justiça, recebeu hoje à tarde em seu gabinete os membros do Clube de Diretores e Principais Redatores dos Jornais do Rio de Janeiro.

Na reunião, em que foram trocados pontos de vistas a respeito do desenvolvimento do inquérito policial sobre o atentado da madrugada do dia 5, declarou o ministro que o governo aceitava com satisfação o oferecimento daquela entidade, de indicar um de seus membros para acompanhar os trabalhos da autoridade encarregada das apurações.

Foi apontado e aceito o nome do Sr. Elmano Cardim, diretor do "Jornal do Comercio".

À procura do criminoso

Todos os esforços da Policia concentram-se, agora, na localização de Climério Eurides de Almeida, o homem-chave do atentado contra Carlos Lacerda. Somente com sua prisão, poderá a Policia esclarecer as origens do crime, seus verdadeiros responsáveis, em suma, desvendar o "complot" de que resultou a morte do bravo major Rubens Florentino Vaz.
Fez-se muita fantasia em torno das diligencias para a localização de Climério Eurides de Almeida. Falou-se em fazenda, citaram-se nomes cometeram-se exageros. A verdade é que, quando a grande caravana chefiada pelo delegado Hermes Machado daqui partiu levava um roteiro certo. Não obstante as informações colhidas na residência de Climério, em Cachambi, como com pessoas de suas relações, as batidas realizadas em zonas fluminenses próximas ao Distrito Federal e mesmo neste território, não foram coroadas de êxito, entretanto. E a caravana regressou domingo à noite, sem o apontado criminoso.

O delegado Hermes Machado, seus auxiliares e os oficiais da Aeronáutica repousaram poucas horas. Hoje deixava novamente a Policia Central rumo a outros pontos do interior fluminense indicados como possíveis refúgios do criminoso. É provável mesmo que, a esta hora, Climério já esteja preso. Mas também poderá ter acontecido o que não foge às previsões da Policia: Climério poderia ter chegado a São Paulo, Espírito Santo ou Minas Gerais, de onde atingiria o Brasil Central, colocando-se longe do alcance da Policia, e refugiando-se mesmo num país limítrofe.

Novas diligencias.

RIO, 9 (Sucursal) - O delegado Hermes Machado à noite regressou no interior fluminense onde percorreu diversas cidades sem obter qualquer resultado. Todas as pistas indicadas não conduziram a qualquer indicio do roteiro seguido pelo criminoso, em cuja busca a policia, conjuntamente com oficiais da Aeronáutica, está desenvolvendo tenaz esforço.

A referida autoridade, entretanto ainda não está desanimada e amanhã cedo retomará as diligencias.

Quem é o curioso

O investigador Climério Eurides de Almeida, apontado pelo motorista Nelson Rodrigues de Souza como um dos participantes do atentado contra Carlos Lacerda, é natural do Rio Grande do Sul, da zona da fronteira. Veio para o Rio em 1940 e sempre serviu, como componente da guarda pessoal do presidente da Republica, no Catete. Foi um dos raptores do jornalista Helio Sodré, em 1944, e incumbiu-se de guardá-lo num dos porões do Palácio Rio Negro, em Petrópolis. Depois desse rapto, esteve refugiado na Argentina.

Deposto o Sr. Getulio Vargas, em 1945, Climério conseguiu, por intercessão de pessoa influente, ser admitido como investigador na policia. Foi servir na Delegacia de Vigilância e Capturas. Aliás, sempre disse ser protegido por duas pessoas de muita influencia junto ao sr. Getulio Vargas. Em companhia de uma dessas duas figuras foi mesmo visto varias vezes.

Climério Eurides de Almeida é gordo, de estatura mediana - cerca de 1m70; tem olhos castanhos claros, pele clara, parecendo estrangeiro, e acentuadas marcas de varíola no rosto. Costuma trajar blusão. Assíduo freqüentador das corridas do Hipódromo da Gávea, o criminoso possui uma fazenda no interior do Estado do Rio, próximo ao Distrito Federal.

Cerca de vinte dias atrás, encontrou-se com um antigo chefe sob cujas ordens servira na seção de Vigilância e Capturas. Mostrava-se então apreensivo a situação política. Apesar disso, deixou surpreso o seu antigo superior quando tirou do bolso algumas laudas de papel e pôs-se a ler versos satíricos...

Eleição Miss Universo:

No finalzinho do inverno brasileiro, mais precisamente dia 19/09 de 1936, nasce a sétima Maria da família Rocha. A lenda de que o sétimo filho do mesmo sexo estaria destinado a seguir uma trajetória muito diferente da dos outros irmãos, deixou de ser crença para dar início a brilhante vida de Maria Martha Rocha, a sétima filha.
Seu pai o engenheiro Álvaro Rocha e sua mãe Hansa Rocha, criaram uma grande família de 11 filhos com uma mistura de descendências portuguesas, francesas, dinamarquesas, húngaras. No meio de tanta beleza se destaca Martha Rocha. Uma brasileira de cabelos dourados e olhos azuis que desde pequena encantava e era admirada por todos.
A infância de Martha, não foi tão glamurosa quanto sua época de miss. Do tempo em que morava na Barra e passava suas férias em Mar Grande, na Ilha de Itaparica, Martha gosta de lembrar das vezes em que ficava sonhando com os ídolos do rádio, como Gregório Barrios, dos divertidos passeios com os amigos (ás vezes as escondidas) e sua irmã Laura.
Sua vida dentro de casa era um tanto fria e distante. Vale lembrar que naquela época a educação era rígida e a vida em família era 100% patriarcal.
Apesar de uma educação cheia de limites, Martha tinha noção do seu poder de sedução nato e gostava disso. Era cortejada por todos os garotos da região. Em uma das famosas festas no clube Cabana da Barra (SSA-BA), conhece a sua primeira paixão: Heitor. Um homem simpático e não muito bonito, mas que conseguiu ter o coração de Martha.
Aos 18 anos em uma incrível coincidência, conhece Guilherme Simões, sobrinho do fundador do Jornal A Tarde. Guilherme a convence participar do concurso de Miss Bahia. Martha acha tudo aquilo muito engraçado e apesar de insegura decide participar do concurso. Seu pai deixa claro que não aprova a decisão da filha.
Mesmo assim, Martha vai ao desfile e com sua beleza e carisma ganha o concurso de Miss Bahia. Desde então a vida da baiana forte e decidida nas suas posições começa a subir os degraus da fama.
De Miss Bahia para Miss Brasil foi um piscar de olhos. Martha viajou para o Rio de Janeiro com sua mãe. No Rio, Martha Rocha podia tudo. Era a cidade dos seus sonhos, achava que lá iria começar a ser livre, e realmente começou.
Martha Rocha foi consagrada Miss Brasil por unanimidade. Uma brasileira loira de olhos azuis representava o nosso país. Uma contradição? Talvez, mas até hoje Martha Rocha é o perfil do que há de beleza feminina.
Em julho de 1954, ela chega aos EUA. Com 18 anos, no fervilhar da juventude Martha Rocha concorre ao título de Miss Universo. Desta vez, contava com um enxoval oferecido pelas melhores butiques paulistas. Todos queriam vestir a nossa miss. Sua mãe sempre estava presente nas viagens. Apesar de não estar nos eventos sociais com a filha, D. Hansa era o refúgio e a pessoa que a apoiava em qualquer decisão.
O povo americano idolatrava Martha Rocha e as pesquisas de opinião pública, já a consagravam Miss Universo. Jornalistas de importantes jornais da época como Folha de São Paulo e O Cruzeiro acompanhavam Martha, não só por interesses profissionais. A brasileira acariciava os olhos e maltratava os corações dos homens.
Ficar com o segundo lugar no concurso de Miss Universo nas condições que ela estava não foi nada humilhante.
O povo americano festejou a vitória de Martha Rocha com tanta euforia que nem ela mesma acreditava no que via.
Fatores sociais, políticos e até as medidas dos corpos das candidatas, foram levantadas como possíveis boicotes do concurso. Mas de que importava? A nossa Miss Brasil, não precisava ser Miss Universo, para estar no coração dos brasileiros e comprovar a sua beleza.
Martha Rocha era linda naturalmente e já tinha se tornado um mito.
Conheceu estúdios Hollywoodianos, atores, atrizes e chegou a ganhar 30 mil dólares para fazer uma propaganda da Gessy Lever, uma empresa de cosméticos americana.
A sua volta para o Brasil foi comemorada de todas as formas. Na Bahia foi recebida pelo governador da época, Régis Pacheco. Seguiu até o Palácio da Aclamação em um carro aberto e uma procissão a acompanhava. Milhares de pessoas queriam receber e dar carinho para a Miss Brasil.
Era a pessoa mais requisitada em todos os eventos da cidade. Jantares, inaugurações, festas, em qualquer lugar Martha Rocha marcava presença. Até a penitenciária Frei Caneca, Martha visitou.
A Miss ganhou a atenção do povo para Juscelino Kubitschek em uma varanda de hotel. Ela era a pessoa mais importante no cenário brasileiro na década de 50.
Na mesma época conheceu Getúlio Vargas (presidente), freqüentava a casa de Kubitschek – era amiga de Sara Kubitschek.
Mas foi em 1955 que um banqueiro português Álvaro Piano conquistou o coração de Martha e se tornou o primeiro marido da Miss. Um homem discreto que apoiava a profissão da esposa, mas não gostava de estar exposto à imprensa. Por isso o casamento foi bem discreto, em Buenos Aires, longe do assédio dos fãs.
Antes de casar, gravou dois discos com Emilinha Borba e só não seguiu carreira de cantora porque o seu destino era outro. Álvaro era seu maior fã em qualquer circunstância.
Martha Rocha sempre estava à frente do seu tempo. Casou cedo, foi morar longe da família e passou a ser dona de casa, na Argentina. Era vizinha da família Perón, portanto, sempre estava rodeada de pessoas importantes.
Com Álvaro teve dois filhos: Álvaro Luis e Carlos Alberto. O seu casamento era um verdadeiro sonho. Álvaro era o parceiro ideal e supria até a saudade do Brasil e da família.
Toda história tem um episódio de tristeza e nessa não podia ser diferente. O mesmo destino que traçou a brilhante trajetória da Miss Martha, tirou o banqueiro português da sua vida.
Em uma viajem de avião de volta pra casa, Álvaro Piano morre.
Martha Rocha com 23 anos e viúva, fica inconsolável e apesar de receber grande apoio da família do marido, decide voltar para o Brasil.
A Miss volta para sua terra natal e como não se pode fugir do destino, volta também a estar presente no meio social. Um refúgio talvez, para suprir a imensa dor do seu coração.
Em 1961, conhece Ronaldo Xavier de Lima que mais tarde viria a se tornar o seu segundo marido. Ronaldo era um homem bonito, charmoso e ao contrário de Álvaro gostava de festas e eventos.
O segundo casamento de Martha Rocha foi o frisson do ano. A igreja da Candelária no Rio não podia acomodar tanta gente. Fotógrafos, jornalistas, amigos, curiosos, todos queriam ver a linda Miss Brasil, vestida de noiva. Foi necessário ajuda da polícia para conter os ânimos. - Martha casou feliz e sonhava com um relacionamento duradouro. A lua-de-mel em Paris foi um verdadeiro luxo.
Martha participou de campeonatos internacionais de cavalos ao lado da Rainha da Inglaterra, conheceu o príncipe Charles, entre outras celebridades.
Apesar de tanto glamour, mais uma vez, terei que contar um episódio triste. Ronaldo se revela uma outra pessoa. Depois de 13 anos tentando manter seu casamento, decidiu – se separar –se.
Claudia foi o grande fruto dessa relação.
Naquela época a separação entre casais ainda não era uma coisa natural. Os três filhos ( Álvaro, Carlos e Claudia ) foram morar com Ronaldo Xavier.
Martha Rocha sofre sua segunda decepção amorosa. Mas como o nome dela já diz, nossa Miss é forte como pedra.
Depois disso, Martha que sempre contou com o apoio de Bebeth, Lígia e Roberto ( amigos do Rio), continua a sua vida.
Hoje os filhos, Carlos Alberto, Álvaro Luis e Claudia lhe dão alegrias e netos.
Portanto, nem tudo foi glamour na vida da nossa miss. Martha Rocha enfrentou desentendimentos familiares e apertos econômicos, que mudaram seu tipo de vida e seus valores. Nem um câncer no seio esquerdo da nossa Miss Brasil, tirou a força dessa mulher. E durante o tratamento da sua doença Martha Rocha desenvolve outro dom além passarelas, desfiles e fotografias. A pintura foi uma verdadeira terapia.
Atualmente além de seus eternos compromissos com a moda, Martha pinta e vende seus quadros, que além de distraí-la, é a sua fonte de renda.
A eterna Miss Brasil, nunca será esquecida pelos seus admiradores.
Martha Rocha é um mito. Faz parte da história do povo brasileiro.

MORTE DE VARGAS

Ano: 1954
“Sobre a Nação desce a sombra de uma tragédia”. O gesto do Presidente Vargas pondo fim ao seu governo e aos seus dias, estendeu um crepe à consciência dos brasileiros, aos que o assistiram com compreensão, como aos que o combateram até o último momento. É a primeira vez que a história republicana descreve páginas tão trágicas, pois o homem forte e acostumado às lutas políticas não pôde suportar a agressividade da circunstância e sucumbiu ao peso do desalento.
Todo o drama que o Presidente viveu nesta derradeira fase do governo quebrou sua tempera e, no silêncio de seu gabinete, recordando a fisionomia cheia de interrogações que ele considerava uma injustiça ao homem como ao chefe que encarnava a soberania nacional, o desespero se apoderou do seu coração. (...)
Depois de todas as reuniões realizadas em Palácio, na calada da noite, depois de mirar face a face os seus amigos e auxiliares, vendo neles transparecer o desalento e a desesperança, observando que ja não havia ouvidos que o escutassem, sentiu-se desamparado e sem defesa para afastar o fantasma da suspeita.
Sentindo todo o peso da incompreensão, o chefe do governo teve necessidade de ir buscar fora de léxico o argumento capaz de abrir os ouvidos e aclarar as consciências. Selou com o sacrifício de sua própria vida o drama com que vinha lutando nos últimos dias, deixando, conforme acreditava, "o legado de sua morte", para que se pudesse fazer ao morto uma parte da justiça que o povo reclamou. (...)
Todos clamavam por justiça, mas o clima propício à justiça cada vez se tornava mais conturbado. Tragédia atrai tragédia e, nesta hora melancólica que soa para o seu destino, o povo, sem forças para opinar, subjugado pela surpresa do último lance, desfila diante do Chefe morto e, sem se recuperar do espanto, curva-se frente à mágoa que o atingiu nos últimos dias e que fez estalar o seu coração no sacrifício supremo... Jornal do Brasil, 25 de agosto de 1954.
"De nenhum setor, civil ou militar, pode vir garantia ou segurança para o Governo - afirmou ontem o Vice Presidente Café Filho, dando conta ao Senado da démarche que realizou junto ao Sr. Getúlio Vargas para propor ao Presidente a renúncia de ambos para salvar a unidade nacional e impedir que o país se precipite no caos. O Sr. Café Filho se decidiu a promover a renúncia do Presidente da República e a dele própria depois de uma segura sondagem junto aos líderes civis e militares, notadamente o líder da maioria na Câmara e os Ministros da Marinha e da Guerra." - Diário Carioca, 24 de agosto de 1954.
"Com a cabeça voltada para o quadro que representa o juramento da Constituição de 1891 e os pés para o quadro "Pátria", à cuja frente se acha um crucifixo, o corpo do presidente Getúlio Vargas recebe, desde às 17,30 horas de ontem, no salão do Gabinete da Casa Militar da Presidência da República, no Palácio do Catete, as despedidas de milhares de populares que lhe vão fazer a última visita.
O embarque do corpo do Sr. Getúlio Vargas para São Borja, onde será enterrado, está marcado para as 9 horas de hoje, por via aérea. Tudo faz crer, entretanto, que será adiado, diante do grande número de populares que desfila ininterruptamente ante o caixão que contém os despojos de S. Exa.
Imediatamente após a comunicação do falecimento do presidente, populares acorreram às proximidades do Catete, no afã de saber de saber pormenores da trágica ocorrência. Soldados do Exército e da Polícia Militar, no entanto, isolavam o Palácio, desde a Rua Pedro Américo até a Correia Dutra, permitindo o acesso apenas aos jornalistas e altas autoridades. Antes das 13 horas, só estas podiam entrar no Palácio, ficando os representantes da imprensa defronte à entrada do Catete.
Enquanto isso, registravam-se alguns casos de exaltação no meio da multidão, sendo freqüente o encontro de homens e mulheres em lágrimas.
Às 13 horas a entrada do Palácio foi franqueada à imprensa e, logo em seguida, ao público, que entrava lentamente e em fila.
O suicídio do presidente Getúlio Vargas, precisamente às 8,30 da manhã, foi precedido de momentos em que se mostrava ele absolutamente tranqüilo.
Nada fazia crer fosse o Presidente se matar - disseram-nos o general Caiado de Castro e Jango Goulart, com os quais ele conversara minutos antes de se recolher.
O Sr. Getúlio Vargas se recolheu ao quarto, sem mais uma palavra. passados uns minutos - o tempo normal para a troca de roupa, ouvia-se um disparo. Acudiu, incontinenti, o Sr. N. Sarmanho, que se encontrava na janela da sala contígua (a do elevador privativo do presidente). Já o Sr. Getúlio Vargas agonizava. Da janela, o Sr. Sarmanho fez um sinal para um oficial, pedindo fosse o general Caiado avisado de que o Sr. Getúlio Vargas se havia matado. Logo em seguida, o general Caiado chegava ao quarto, onde, não resistindo ao impacto da tragédia, foi acometido de forte crise de nervos, sofrendo uma síncope.
A seguir, correndo escada acima, o Sr. Benjamin Vargas gritava:
Getúlio se matou
O palácio ficou em pânico, a família do presidente acorreu, entre gritos e lágrimas. Também o Sr. Osvaldo Aranha logo chegou. Chegou junto à cama e, chorando, exclamou:
Abusaram demais da bondade desse homem”Diário Carioca, 25 de agosto de 1954”.
“Neste nefasto Dia de São Bartolomeu, precisamente às 8, 35 horas, praticou o suicídio o Presidente Getúlio Vargas, com um tiro de revólver no coração, quando se encontrava em seu quarto particular, no 3o andar do Palácio do Catete”.
O general Caiado de Castro, Chefe do Gabinete Militar da Presidência da República, correu para os aposentos presidenciais, ao ouvir o disparo, e ainda encontrou o Presidente Vargas agonizante. Chamou às pressas a assistência pública, que dentro de cinco minutos já se encontrava no Palácio do Catete. Mas o grande Presidente Vargas já estava morto. Não pode ser descrito o ambiente no Palácio Presidencial. Tudo é consternação. Membros da família do Presidente, serviçais, militares que guarnecem o Palácio choram a morte do insine brasileiro.
O povo em massa acorre para o Palácio do Catete, estando repletas as ruas que dão acesso à casa em que se matou, vítima da ignomínia e das campanhas infamantes de adversários rasteiros, o maior estadista que o Brasil teve, neste século. Cenas de profunda dor estão sendo assistidas na rua. Lê-se o pesar no rosto do povo. “O povo brasileiro chora a perda do seu Presidente, por ele escolhido, por ele eleito e que - na crise gerada por seus inimigos - só saiu do Catete morto.” Última Hora, 24 de agosto de 1954.
“Com a morte trágica de Getúlio Vargas perde o Brasil, sem dúvida nenhuma, um de seus maiores vultos políticos de todos os tempos”. Nesta hora em que os acontecimentos se sucedem vertiginosamente, quando a situação caminhava para um desfecho constitucional previsto e que teria de afastar do poder o presidente, o seu desaparecimento pela forma por que se verificou enche de tristeza a Nação, suspensa os espíritos diante do irremediável.
Cobre-se de luto a alma brasileira diante do esquife que guarda o corpo de alguém que a história não esquecerá, sejam quais forem os ângulos em que se coloque o observador sereno da vida do país em quase meio século, tanto foi o período em que atuou com a sua presença o estadista de múltiplas facetas, empenhado, realmente, em realizar algo de útil e permanente para o bem da sua terra.
Inteligência formada na escola que deu ao Rio Grande uma personalidade da estatura de Julio de Castilhos no alvorecer da República, Getúlio Vargas pertence à geração nova que abriu os olhos para as atividades fecundas do regime depois dos primeiros embates que sucederam à queda do Império, e tomou a si as tarefas construtoras do sistema que deu ao Brasil o máximo de seu progresso. Deputado Estadual em mil novecentos e nove, com projeção na Assembléia dos Representantes do Rio Grande durante vários anos, a sua carreira se assinalou brilhantemente até ao movimento de renovação de valores operado no Estado em mil novecentos e vinte e três, época em que o elegeram para a Câmara Federal, cujos Anais guardam páginas vigorosas de seu mandato, na liderança de uma bancada. Nesse posto o encontrou o Governo de Washington Luis a que serviu na pasta da Fazenda, e daí ainda o chamaram os seus coestadoanos para a suprema magistratura estadual de onde ascendeu à Presidência da República em mil novecentos e trinta.
A sua projeção no cenário nacional, de então para cá, é tamanha e tão pontilhada de incidentes impressionantes, que não cabe senão em esboço nas linhas de um perfil traçado em momento dramático como o que atravessamos. Mas a consideração que lhe devem os brasileiros impõe, mesmo que se recordem no tumulto dos fatos destes dias, aspectos impagáveis de iniciativas que traziam em si as sementes das suas altas e nobres preocupações do bem público, principalmente no terreno econômico e no campo social, cujos problemas ele sentiu e compreendeu com sinceridade e com sinceridade procurou resolver.
A História não recusará a Getúlio Vargas o reconhecimento devido aos seus méritos indiscutíveis, que ele os teve em proporção acima da média dos nossos condutores. Ele encheu com a sua situação enérgica e os seus propósitos de dar-se inteiro a determinadas empresas de finalidade patriótica, uma longa fase da existência do Brasil contemporâneo, e manda a Justiça, que adversários lhe devem, se não esconda de um registro rápido como este, em que a emoção produzida pelo epílogo de um drama, não é obstáculo a que a verdade ilumine a nossa imensa tristeza.
Esse que encerrou de forma inesperada o seu trânsito pelo mundo, era um autêntico estadista, dotado de espírito público invulgar, com a cultura política necessária ao exercício da sua missão. A seu modo, e enfrentando embaraços que as circunstâncias opõem constantemente aos que nos países novos tentam forjar uma obra original que conduza os seus compatriotas a um destino menos atribulado e os liberte de preconceitos, Getúlio Vargas fez o máximo que as contingências permitiriam a um homem do seu temperamento e da sua formação. Desaparecido subitamente, nem por isso, e nem por ter preferido a morte a uma luta funesta, o seu nome será esquecido. O futuro dirá melhor da sua obra. O presente lastima a sua perda. “Reverenciemos o seu túmulo.” O Dia, 25 de agosto de 1954.
"Quando o rádio anunciou o suicídio do Sr. Getúlio Vargas, populares começaram a acorrer às imediações do Catete. Forças do Exército, em rigoroso policiamento, mantinham-se em cordão de isolamento, em torno da sede da Presidência da República, procurando conter o povo. Muitas pessoas pretendiam penetrar no palácio, no que eram impedidos. Os grupos foram-se avolumando, com a chegada de gente de todos os lados. Às primeiras horas da manhã, em diversos pontos do centro da cidade, formaram-se grupos de populares. Muitos empunhavam retratos de Vargas e realizavam manifestações de protesto contra os adversários políticos do presidente.
A carta deixada por Vargas e redigida momentos antes de varar o coração com uma bala, denunciava, em termos bem claros, os responsáveis pelo golpe, os imperialistas norte-americanos e seus seguidores do entreguismo.
Pela manhã, grupos de populares atacaram bancas de jornais e destruíram exemplares de jornais propagandistas do golpe. As sedes do O Globo e da Rádio Globo foram atacadas. Dois caminhões dessa empresa foram incendiados. Das 11 ao meio-dia foram feitas várias investidas populares contra a Tribuna da Imprensa, contidas por elementos da Polícia Especial, guardas-civis e investigadores. “Vários jornais cúmplices da propaganda golpista foram mantidos sob guarda de policiais.” Imprensa Popular, 25 de agosto de 1954.
“(...) Às oito horas e quarenta minutos, o rádio anunciou o inesperado, o chocante, o brutal: o Sr. Getúlio Vargas suicidara-se com um tiro no coração. Não se descreve o abalo causado por esse acontecimento. A cidade inteira vivera no curso de uma noite uma tragédia Shakesperiana. Uma tragédia que transcorria com toda a intensidade do real, do pungente, sacudindo os nervos, minuto a minuto, em que mentalmente os espectadores viam os quadros, os personagens, o desenrolar dos diálogos e o explodir das crises, e que, finalmente, terminava exatamente como nas cenas últimas do dramaturgo inglês, com a morte da personalidade em torno da qual se entreteciam os acontecimentos e as palavras. (...)
O corpo do Sr. Getúlio Vargas foi transportado por via aérea para sua terra natal, São Borja. Seguiram-no quatro aviões, com pessoas de sua família e amigos mais íntimos. A família do Presidente dispensou as honras militares. (...)
A preocupação do Sr. Café Filho é restaurar a ordem nacional e realizar um Governo de concentração, solicitando o apoio de todos os Partidos nesta hora gravíssima do País." - A Marcha, 27 de agosto de 1954.
“Pouco antes das 9 horas a reportagem de A Noite junto ao Palácio do Catete transmitia-nos uma informação extremamente dramática: o Sr. Getúlio Vargas acabava de suicidar-se”. Com um tiro no coração, executara a decisão extrema. Foi chamada com urgência uma ambulância. Getúlio Vargas exalara já o último suspiro.
A primeira pessoa a informar sobre o suicídio de Getúlio Vargas foi o seu sobrinho, capitão Dorneles. Ouvira um tiro. Acorrera aos aposentos presidenciais. E de lá saía logo com a notícia impressionante: matara-se Getúlio Vargas.
A ambulância do Pronto Socorro que foi ao Palácio era chefiada pelo Dr. Rodolfo Perricê. Esse médico informou, ao regressar, que já encontrara o presidente morto, na cama, em seus aposentos particulares, cercado de membros da família. Vestia pijama e apresentava uma perfuração no coração. Estava com as vestes empapadas de sangue. (...)
Durante toda a noite se desenrolaram os episódios que viriam a culminar com o suicídio de Getúlio Vargas. Às três horas o Palácio do Catete era cenário de uma reunião que marcará um dos episódios mais dramáticos da história do Brasil atual. Convidado a renunciar, Getúlio Vargas recusou-se a atender ao apelo. A crise se prolongou. e se acentuava. Veio finalmente a sugestão que foi redigida sem demora e com a qual parecia ter se conformado o ex-presidente: a licença, ao invés da renúncia. Mas a verdade é que Getúlio Vargas ia cumprir a promessa que fizera de só morto deixar o Catete. (...)
Após os primeiros instantes de estupefação, dentro do Palácio do Catete, o general Caiado de Castro conseguiu entrar no aposento em que se encontrava o Presidente Getúlio Vargas caído com uma marca de sangue à altura do coração. No mesmo momento, dona Darcy Vargas que seguia atrás do general Caiado atirava-se para frente e segurando as pernas do extinto, puxava-as exclamando:
- Getúlio, por que fizeste isso?
Logo depois entrava no quarto o Sr. Lutero Vargas e sentava-se ao lado do corpo, em prantos.
Às 9 horas surgia a notícia emocionante. Estavam terminados os dias do ex-chefe da Nação." A Noite, 24 de agosto de 1954.
“A nação inteira foi abalada na manhã de ontem com a notícia da morte do Sr. Getúlio Vargas, ocorrida em circunstâncias patéticas”. Cerca de três horas após a histórica reunião da madrugada de ontem, encerrada com a decisão de licença, o presidente da República se suicida, com um tiro no coração.
Pouco depois das oito horas, o Sr. Getúlio Vargas encontrava-se no seu quarto de dormir, no terceiro andar do Palácio. De pijama, fisionomia tranqüila, ali foi surpreendido pelo seu velho camareiro Barbosa, que entrava no aposento presidencial, conforme fazia todas as manhãs, para o serviço de arrumação. Disse-lhe, então, o Sr. Getúlio Vargas, em voz serene:
Sai Barbosa, eu quero descansar ainda um pouco.
Foram estas as suas últimas palavras. Instantes depois, deitando-se no leito, o Sr. Getúlio Vargas comprimia, com a mão direita uma pistola contra o peito, exatamente sobre o coração, e com a outra acionava o gatilho. Desferido o tiro, não teve mais que uns poucos minutos de vida.
A cidade viveu ontem horas de profunda tensão nervosa, em conseqüência do suicídio do presidente Getúlio Vargas. As 8,45 quando maior era o movimento de automóveis nos bairros para o centro da cidade foi a informação do falecimento divulgado pelo rádio. Na praia do Flamengo carros particulares, táxis e coletivos paravam em plena Avenida e seus passageiros estupefatos dirigiam-se aos passageiros dos outros carros, procurando pormenores informações como se não quisessem dar crédito ao que ouviram nas rádios dos automóveis. (...) Uma verdadeira multidão acorreu ao Palácio do Catete, onde permaneceu de pé à espera do momento que lhe permitissem ver o corpo do Sr. Getúlio Vargas. “E muitos choravam.” Correio da Manhã, 24 de agosto de 1954.
AS MANCHETES
Vargas Ao Marechal Mascarenha De Moraes: Não Renunciarei
Fui Eleito Pelo Povo, Por Cinco Anos, E Cumprirei Meu Mandato Até O Fim. Não Me Deixarei Desmoralizar (A Noite)
Desfecho Tremendamente Dramático: Matou-se Vargas Um Tiro No Coração
A Resolução Extrema Executado Pelo Presidente Que Caia (A Noite)
O Inesperado Desfecho Da Crise Militar (A Marcha)
Protesta O Povo Nas Ruas Contra O Golpe E Pelas Liberdades
União de Todos Os Brasileiros Para A Defesa Da Constituição
Apoiado Pelos Ianques Café Sucede Vargas (Imprensa Popular)
Pus e Lama escorrem sobre A Nação Estarrecida
Gregório Explorava A Contravenção, Arrancando Dinheiro Dos "Bicheiros" (O Dia)
Afasta-se Vargas do Governo - Às 4 Horas E 55 Minutos O Momento Decisivo - O Sr. Vargas Ainda Tentou Resistir, Recusando-se A Aceitar as Razões Apresentadas Pelos Seus Ministros - A Reunião Ministerial Durou Cerca De Quatro Horas (O Dia)
Lamenta O País A Morte do Presidente Vargas - Enorme Massa Popular, Numa Fila Interminável, Na Visitação Do Corpo Do Presidente Da República, Exposto, Em Câmara Ardente, No Palácio Do Catete (O Dia)
A Multidão Desfilou A Chorar Ante Vargas - O Presidente Morreu
Impressionantes Os Aspectos do Velório No Catete (Diário Carioca)
Dramático Desfecho (Jornal do Brasil)
Vargas Não Cederá Nem À Violência, Nem Às Provocações, Nem Ao Golpe
"Só Morto Sairei do Catete" (Última Hora)
Última Hora Havia adiantado, Ontem, O Trágico Propósito - Matou-se Vargas.
O Presidente Cumpriu A Palavra "Só Morto Sairei Do Catete"
(Última Hora)
A morte de Getulio Vargas tomou o Pais de surpresa. Ninguém esperava que o Presidente fosse capaz daquele gesto. Milhares de pessoas formaram filas imensas pelas ruas do Catete para ver o corpo do presidente. Era inacreditável o gesto e todos ficavam perplexos diante de seu corpo no interior do Palácio do Catete.
Para substituir o Presidente Getulio Vargas, foi indicado o Sr. Carlos Luz que ficou governando o Pais até 11 de Novembro do ano seguinte.

LEMBRANÇAS

O primeiro seriado produzido no Brasil para televisão vai ao ar. Era estrelado por Ayres Campos e Idalina de Oliveira, foi exibido na TV Record. Era o "Capitão 7".

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 23 de Fevereiro - O imunologista norte-americano, Jonas E. Salk, apresenta a vacina para a Poliomielite.
• 13 de Março a 7 de Maio – Batalha de Dien Bien Phu no Vietnam, que termina com a derrota da França.
• 20 de Maio - Chiang Kai-shek é reeleito Presidente da República da China (Taiwan).
• 5 de julho - Começo da carreira profissional de Elvis Presley.
• 21 de Julho - A Conferência de Genebra formaliza a divisão do Vietnam em Vietnam do Norte e Vietnam do Sul.
• 24 de Julho - A norte-americana Miriam Stevenson é eleita Miss Universo.
• 5 de agosto – atentado contra o jornalista e político brasileiro Carlos Lacerda, episódio que ficou conhecido como Crime da Rua Toneleros.
• 7 de agosto - preso o autor do atentado da rua Toneleros, um membro da guarda pessoal do presidente do Brasil, Getúlio Vargas.
• 8 de agosto - Gregório Fortunato, chefe da guarda pessoal do presidente do Brasil, Getúlio Vargas, confessa ter sido o mandante do atentado da Rua Toneleros.
• 23 de agosto - militares dão ultimato a Getúlio Vargas para que renuncie à presidência do Brasil, em função da crise política desencadeada pelo Crime da Rua Toneleros.
• 24 de Agosto – Getúlio Vargas, presidente do Brasil, suicida-se com um tiro no coração. O vice-presidente Café Filho assume o governo.
• 25 de novembro – Juscelino Kubitschek é indicado candidato a presidência do Brasil.
• 26 de novembro – A Frente Nacional de Libertação da Argélia inicia uma revolta contra o domínio da França.
• É criado o avião Boeing 707.
• Juan Manuel Fangio conquista seu segundo título mundial na Fórmula 1.
• Realização da V Copa do Mundo de Futebol, na Suíça. Campeão: Alemanha.
• Carnaval
• A Estação Primeira de Mangueira vence o carnaval carioca com o enredo "Rio através dos séculos, passado e presente".

NASCIMENTOS
• 28 de Junho - Daniel Dantas, ator brasileiro
• 11 de Dezembro - Elizângela, atriz brasileira

FALECIMENTOS
• 15 de Março - Francisco Agenor de Noronha Santos, historiador brasileiro.
• 19 de Maio - Catarina Eufémia, trabalhadora alentejana, numa manifestação contra o Estado Novo.
• 24 de Agosto - Getúlio Vargas, Presidente do Brasil.
• 18 de Outubro - Edgard Roquete Pinto, médico, antropólogo, poeta e professor brasileiro, considerado o pai da radiodifusão no Brasil.
• 22 de Outubro - Oswald de Andrade, escritor modernista brasileiro.

1955

LEMBRANÇAS

Um fato marcante no casamento de minha irmã que ocorreria no próximo ano e que minha mãe não permitiu que meu pai entrasse na igreja com ela. Esta reação e por causa dos acontecimentos anteriores e que ela guardava uma grande magoa.
Lembro-me até hoje as minhas aventuras nas praias das Virtudes e Calabouço. Estas praias ficavam localizadas próximo ao Aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro. Eram praias consideradas muito perigosas em conseqüência do aterro que ali tinha sido jogado. Logo a seguir indo em direção ao Flamengo passávamos também pela praia do Russel. Esta também acabou por causa do aterro do Flamengo. A praia das Virtudes ficava mais precisamente defronte ao prédio da Esso. Outras praias que também freqüentávamos era a praia de Ramos e a do Caju. Estas praias na época eram preferidas pelos moradores da Zona Norte pela suas localizações e que eram de fácil acesso.
Neste ano também saiu do ar o programa criado por Lamartine Babo “Trem da Alegria” que muitas diversões trouxe para década de 40. Comandavam este programa o próprio Lamartine, Iara Sales e Héber de Bóscoli e este trio era também conhecido como “Trio de Osso” por ser seus componentes extremamente magros.. O programa foi ao ar pela primeira vez em 1942 e depois passou pela Mayrink Veiga Globo, Tupi, Mundial e novamente pela Mayrink Veiga. O motivo foi a morte de seu apresentador Héber de Bóscoli.
Uma outra forte lembrança deste ano foi a decretação em 25 de Novembro do Estado de Sitio. Este ato gerou uma profunda intranqüilidade a população que temia outra vês a volta da Ditadura ao Pais.
Em 18 de Setembro de 1955 acontece outro marco importante para a TV Brasileira. esta é a data da primeira transmissão externa direta com a transmissão do jogo Santos X Palmeiras, na Vila Belmiro, pela TV Record..
Na Tupi faz sucesso "O Céu é o Limite", de J. Silvestre, precursor de todos os programas de perguntas e respostas da TV brasileira.
Para a criançada tinha na TV Record a "Grande Gincana Kibon", iniciado em 17 de Abril daquele ano, ficando no ar por 16 anos.
A Tv no Brasil crescia a passos largos. No dia 15 de julho foi inaugurada mais uma emissora: a TV Rio, de João Batista do Amaral e Paulo Machado. Em 8 de setembro é inalgurada a TV Itacolomy de Belo Horizonte.

POLITICA

Em 11 de Novembro deste ano assume como Presidente do Pais, em substituição a Carlos Luz o Sr. Nereu O. Ramos
Outro relato importante e que Carlos Lacerda refugiou-se com a equipe do Presidente da República em exercício no navio Tamandaré quando do golpe do Exercito que derrubou o Governo e impediu em 21.11.55 que o Vice-Presidente eleito Café Filho reassumisse o Poder. Exilou-se em seguida na Embaixada de Cuba, estando o País sob o Estado de Sítio decretado em 25.11.55.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 8 de Fevereiro - Nikolai Bulganin se torna Primeiro Ministro da União Soviética.
• 5 de Abril - Winston Churchill renuncia ao cargo de Primeiro Ministro do Reino Unido.
• 5 de Maio - Alemanha Ocidental se torna uma nação soberana.
• 14 de Maio - A União Soviética e mais sete países comunistas assinam o tratado de defesa mútua conhecido como Pacto de Varsóvia.
• 22 de Julho - A sueca Hillevi Rombin é eleita Miss Universo.
• 16 de Setembro – Golpe militar na Argentina depõe o Presidente Juan Perón.
• 3 de outubro - Juscelino Kubitschek vence as eleições, mas a direita não aceita sua vitória, sobretudo por causa do vice João Goulart (eleito nas eleições em separado para vice), considerado "subversivo" para os direitistas. Dias depois, surgem rumores de um golpe envolvendo o então presidente da República, Carlos Luz, com o apoio do jornalista Carlos Lacerda.
• 10 de novembro - Carnaval - Fundação da escola de samba Mocidade Independente de Padre Miguel.
• 25 de novembro - O general Henrique Teixeira Lott, ex-ministro da Guerra do governo Café Filho, realiza um golpe preventivo para destituir o substituto de Café, o presidente da Câmara dos Deputados Carlos Luz, que era contra a vitória de Juscelino Kubitschek, eleito presidente. Juscelino teve sua posse garantida para janeiro do ano seguinte.
• 1 de dezembro - No Alabama, Rosa Parks recusa-se a ceder seu lugar num ônibus a um branco. Este gesto deu início à luta pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos
• É criado o avião Caravelle.
• Juan Manuel Fangio conquista seu terceiro título mundial na Fórmula 1.
• Carnaval - O Império Serrano vence o carnaval carioca com o enredo "Exaltação a Caxias". É o 5º título da escola

NASCIMENTOS
• 18 de Janeiro - Kevin Costner, cineasta norte-americano.
• 24 de Fevereiro:
• Alain Prost, piloto de Fórmula Um.
• Steve Jobs, um dos fundadores da Apple.
• 16 de Março - Bruno Barreto, realizador brasileiro.
• 21 de Março - Angelina Muniz, atriz brasileira.
• 8 de Junho - Tim Berners-Lee, inventor do World Wide Web.
• 23 de Julho - Vital Lima, músico e compositor brasileiro.
• 25 de Setembro - Amyr Klink, navegador e aventureiro brasileiro.
• 28 de Outubro - Bill Gates, um dos fundadores da Microsoft.
• ? - Afonso Brazza, ator e cineasta brasileiro.
• ? - Pasquale Cipro Neto, professor e apresentador de televisão brasileiro.

FALECIMENTOS
• 11 de Março - Sir Alexander Fleming, descobridor da penicilina.
• 23 de Março - Arthur da Silva Bernardes, presidente do Brasil.
• 18 de Abril - Albert Einstein, cientista.
• 5 de Agosto - Carmen Miranda, cantora e atriz
• 30 de Setembro - James Dean, ator norte-americano.
• 22 de Novembro - Samuel Horwitz, humorista estadunidense famoso por interpretar Shemp Howard em Os Três Patetas.

RELATOS DE SÃO PAULO
PERIODO DE OUTUBRO DE 1956 A DEZEMBRO DE 1958

1956

POLITICA

No dia 31 de Janeiro substituindo o Sr. Nereu Ramos assume a Presidência da Republica por eleições diretas o Sr. Dr. Juscelino Kubitschek de Oliveira
Da Carta de Carlos Lacerda. datada de Norwalk em 30.01.56 ao jornalista Carlos Alberto Aulicino publicada no "Estado de São Paulo" de 07.08.84, paginas 2: " Respondo sua carta de 19 de janeiro (1956) ... quis esperar as passagens dos dias para responder com inteira segurança sobre o que realmente penso e sinto. No entanto, ainda não creio chegado o momento de lhe dizer tudo, por motivos óbvios. Basta que lhe diga, por enquanto, que não pretendo voltar ao Brasil, como você sugere, logo que termine o sítio. Os motivos são vários e complexos e você me desculpará por não pormenorizá-los agora. Mas, sobretudo, considero a minha ausência mais útil ao Brasil do que a minha obstinada e afinal inútil presença. Servi de bode expiatório e de armazém de pancada durante dois anos, ou quase, na esperança de que os que com isto eram poupados pudessem ou quisessem ou soubessem agir. Agora, voltar seria reiniciar o ciclo infernal das nossas tribulações, de uma amargura que absolutamente não pretendo nem desejo cultivar para dar aos maiores responsáveis alento e pretexto para não agirem. Não. Agora eles têm de agir ou desonrar-se, ou desaparecerem como líderes que verdadeiramente não têm sido.
Algum dia voltarei, e peço a Deus que não tarde demais para que possa dar ao Brasil alguma substância do meu sonho.
No dia 13 de Julho Carlos Lacerda chegou de Portugal de navio. ("Assisti à sua recepção na sede da UDN do Rio e surpreendeu-me ele interromper seu agradecimento, contido pela emoção e pelas lágrimas").

LEMBRANÇAS
Em maio minha irmã casou-se com o Velson. Foi por isso que minha mãe sofreu muito, pois além da saída de casa de Marilda pelo casamento logo a seguir sairia eu para morar em S. Paulo.

As fotos do dia do casamento de Marilda e Velson

Em 30 de outubro deste ano fui transferido para trabalhar na Esso de São Paulo, onde exerci vários cargos até a minha demissão. Trabalhei no Departamento de Serviços Gerais e por ultimo no Departamento de Compras. Quando desta transferência eu era noivo de uma jovem chamada Neide que morava na Rua Cardoso Junior em Laranjeiras/Rio de Janeiro.
Não foi uma experiência das melhores, pois a mulher de meu pai Laura Jorge me fazia cobranças mil sobre minha conduta e meu salário, que exigia que lhe fosse entregue integralmente. Como não tinha outro recurso aceitei esta imposição e todas as vezes que tinha que sair ficava na dependência dela me dar ou não dinheiro para minha diversão. Nesta época residíamos na Rua Oscar Freira, 1149 (Jardim América) esquina de Rua Bela Cintra. Na parte de baixo da casa era o salão de cabeleireiro de meu pai e em cima nossa residência. Foi neste período que tive novos conhecimentos e experiência. A Esso promovia todas as sextas feiras em seu clube, noite dançante.
A turma da Esso era uma turma muito participativa e animada. Constantemente fazíamos viagens para as cidades mais próximas. Nas fotos abaixo foi um passeio que fizemos a Santos.

Foi numa destas noites que conheci a jovem Helena Barea Cano que trabalhava na Johnson & Johnson com quem comecei a me relacionar e até mesmo quase assumirmos compromissos maiores. Foi uma das maiores provas amorosa, pois mantinha pela mesma uma grande admiração e amor, para mim foi um choque quando ela resolveu terminar com o nosso relacionamento. Outra vez vem a coincidência das Vilas em minha vida a jovem Helena também residia em uma que ficava situada a Rua Odorico Mendes (Mooca/SP). Quando fui para S.Paulo eu era noivo da Neide que morava na Rua Cardoso Junior em Laranjeiras. Com o inicio de meu relacionamento com a Helena tive de terminar este noivado o que também foi bastante difícil para a Neide.

Foto da inauguração do Salão Magestic de propriedade de meu pai. Eu estou atrás do vaso de flores e a meu lado a Helena. Depois da esquerda para a direita Seu Augusto (Cabeleireiro), Carminha (Manicura), Dolores (irmã de Helena), Laura (Minha Madrasta), Murilo (Cabeleireiro), Soares (Meu Pai) e logo a seguir outros convidados.
Como não tive coragem de ir ao Rio quem terminou o noivado com a Neide para mim, foi minha mãe e meu irmão. Como se pode notar o castigo para mim veio a jato, pois da mesma forma que eu terminei com a Neide a Helena terminou comigo. Eu era um sonhador e não entendia de forma nenhuma porque a Helena tinha terminado comigo.
O sucesso da Tv é tanto que o mercado publicitário investiu pesado. Já em 1956 as três emissoras de TV de São Paulo arrecadavam mais que as treze emissoras de rádio. A essa altura a TV atingia a cerca de um milhão e meio de telespectadores em todo o Brasil.
Mais nove estações da Rede dos Diários Associados (Assis Chateaubriand) são inauguradas: Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Campina Grande, Fortaleza, São Luís, Belém e Goiânia.
"Poliana", a primeira telenovela infantil vai ao ar pela Tupi, com adaptação de Tatiana Belinky e direção de Júlio Gouveia.
Também a Tupi realiza neste ano a primeira transmissão interestadual. Foi o jogo Brasil x Itália, direto do Maracanã no Rio de Janeiro para São Paulo. Para realizar a transmissão o técnico da Tupi, Reinaldo Paim, construiu três antenas, utilizando tela de galinheiro.
EVENTOS
• 23 de Fevereiro - Nikita Khrushchev ataca a veneração de Josef Stalin como sendo “culto de personalidade” .
• 2 de Março – Marrocos declara independência da França.
• 20 de Março - Tunísia ganha independência da França.
• 23 de Março – o Paquistão se torna uma República Islâmica.
• 18 de Abril - Juscelino encaminha ao Congresso a Mensagem de Anápolis, propondo, entre outras medidas, a criação da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (a futura NOVACAP) e o nome de Brasília para a nova capital.
• 20 de Julho - A norte-americana Carol Morris é eleita Miss Universo.
• 5 de Setembro - Início da indústria automobilística no Brasil, com a fabricação do primeiro automóvel nacional, denominado Romi-Isetta.
• 19/09/56 O Congresso aprova por unanimidade o projeto, que se converte na Lei nº. 2.874. Lançado o edital do Concurso do Plano Piloto. O edital foi publicado no Diário Oficial de 30/09/56.
• 7 de Outubro - Beatificação do Papa Inocêncio XI
• 22 de Outubro - Iniciam-se as obras de construção da residência presidencial provisória, o futuro Catetinho, que será concluído em 31/10/56.
• 23 de Outubro – Levante na Hungria contra o governo comunista.
• 26 de Outubro – Tropas do Pacto de Varsóvia invadem a Hungria.
• 29 de Outubro – Crise de Suez: Israel invade a Península de Sinai e força as tropas do Egito para o outro lado do Canal de Suez.
• 2 de Dezembro - Fidel Castro e seus seguidores desembarcam em Cuba.
• Juan Manuel Fangio conquista seu quarto título mundial na Fórmula 1.
• Começo do sucesso mundial de Elvis Presley com a música Heartbreak Hotel.
• Carnaval
• 6 de março - Fundação da escola de samba Imperatriz Leopoldinense.
• O Império Serrano conquista o bi-campeonato no carnaval carioca com o enredo "O caçador de esmeraldas". É o 6º título da escola.
• Surge o bloco Bafo da Onça.

NASCIMENTOS
• 3 de Janeiro - Mel Gibson, ator norte-americano
• 10 de Fevereiro - Roderick MacKinnon, químico norte-americano, premiado com o Nobel de Química em 2003.
• 23 de Fevereiro - Aldo Rebelo, político brasileiro
• 19 de Março
• Alita Diana Küchler, jornalista e poeta brasileira
• 12 de Abril, Walter Salles, cineasta brasileiro.
• 15 de Maio - Adílio de Oliveira Gonçalves, jogador de futebol brasileiro
• 5 de Julho - Monique Evans, modelo, atriz e apresentadora de televisão brasileira
• 9 de Julho - Tom Hanks, ator norte-americano
• 29 de Julho - Gilberto Pastana de Oliveira, bispo brasileiro.
• 10 de Agosto - Fafá de Belém, cantora brasileira.

FALECIMENTOS
• 22 de Fevereiro - Mário Augusto Teixeira de Freitas, estatístico e advogado brasileiro.

1957

HISTORIA

Outra vez o Brasil ficava em 2º Lugar no concurso Miss Universo com Terezinha Morango representante do Estado do Amazonas.

15/03/57 O projeto de Lúcio Costa foi escolhido vencedor para construção de Brasília. Observe-se que, nesta data, construções como a do primeiro aeroporto e a do Palácio da Alvorada já haviam sido iniciadas. Ou seja, a construção de Brasília se inicia em 56; a construção do Plano Piloto, já seguindo o projeto de Lúcio Costa, é que se inicia em 57.

LEMBRANÇAS
Em 11 de dezembro, começam as transmissões de televisão para o interior de São Paulo.

POLITICA

No seu retorno do exílio e em conversa com amigos, Carlos Lacerda Declara: "Liquidei quase tudo que possuía naquela altura e contraí dividas. Recebi de amigos que tenho a honra de possuir, apoio e auxilio para completar o necessário à vida em país de câmbio difícil para nós, brasileiros. Vendi aqui, então uma automóvel"
No dia 07 de março deste ano, Lacerda leu na tribuna da Câmara um telegrama secreto que provocou o processo mal sucedido da cassação do seu mandato de deputado Federal,
No dia 25 de novembro no Congresso em que denuncia a censura ao radio e televisão declarando ilegal, inconstitucional, imoral, degenerescência dos princípios republicanos, e chega a dizer que é “um governo da fraude ou na fraude, pela fraude e para a fraude”.


CARNAVAL

O desfile e transferido para a Avenida Rio Branco, onde desfilavam os ranchos, em virtude do excesso de publico que se interessava pela apresentação, àquela altura o principal evento do carnaval carioca. Abandonou-se a idéia do tablado. A imprensa estimou que o publico presente ao desfile chegava a 700 mil pessoal. A Portela vence o carnaval carioca e conquista seu 12º título. Surge, no Rio de Janeiro, o bloco Cacique de Ramos.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• 22 de Janeiro - Israel se retira da Península de Sinai.
• 20 de Fevereiro - O Rei Saud da Arábia Saudita visita os EUA, cujos governantes lhe prometem ajuda militar.
• 7 de Março - Primeira transmissão em direto e início das emissões regulares da RTP.
• 25 de Março – Tratado de Roma estabelece a Comunidade Econômica Européia.
• 19 de Julho - A peruana Gladys Zender é eleita Miss Universo.
• 4 de agosto – o piloto argentino Juan Manuel Fangio vence o GP da Alemanha, em Nurburgring, e conquista seu quinto título mundial na Fórmula 1.
• 31 de Agosto – A Malásia ganham independência do Reino Unido.
• 8 de Outubro – Lançamento do Sputnik I, o primeiro satélite artificial a orbitar a Terra.
• Ano em que a filial brasileira da Volkswagen começou a funcionar, a produção diária era de oito veículos.
Carnaval
• Primeiro campeonato da escola de samba Protegidos da Princesa, de Florianópolis
NASCIMENTOS
• 10 de Março - Osama bin Laden, fundamentalista islâmico.
• 19 de Maio - José Luiz Datena, jornalista e apresentador de televisão brasileiro
• 27 de Agosto - João B Silveira Júnior, Repórter Criminalista, Diário Popular, locutor de rádio a SRVB, Diretor do Site de São Caetano do Sul Site www.saocaetanosp.com.br brasileiro, separado muçulmano.
• 12 de Outubro - Sérgio Malandro, ator e apresentador de televisão brasileiro.
• 30 de Dezembro - Larri Passos, tenista brasileiro, ex-ténico de Gustavo Kuerten

FALECIMENTOS
• 14 de Janeiro - Humphrey Bogart, ator estadunidense.
• 15 de Março - Leopoldo Antônio Feijó Bittencourt, educador, jurista brasileiro.
• 15 de Junho - Artur de Souza Nascimento (Tute), músico brasileiro.
• 30 de Junho - José Rodrigues Leite e Oiticica, anarquista, professor e filólogo brasileiro.
• 4 de Agosto - Washington Luiz, presidente do Brasil.
• 7 de Agosto - Oliver Hardy, ator norte-americano.
• 26 de Outubro - Gerty Theresa Cori, bioquímico e Prémio Nobel da Medicina norte-americano.

1958

FUTEBOL

Garrincha, Didi e Pelé foram os grandes nomes da seleção brasileira de 1958, que ganhou na Suécia a VI Copa do Mundo, conquistando seu primeiro titulo mundial com uma campanha memorável: seis jogos, cinco vitórias e um empate, com 16 gols a favor e quatro contra. No final, a equipe treinada por Vicente Feola superou a Suécia por 5 X 2 e foi a primeira seleção a conquistar a Copa fora de seu continente.

HISTORIA

Neste ano Adalgisa Colombo natural do Rio de Janeiro, ficava também em 2º lugar no concurso de Miss Universo.

LEMBRANÇAS

Permaneci trabalhando na Esso até o dia 08 de Outubro de 1958, data de minha demissão. Uma das causas foi a minha falta de maturidade e por ter me recusado trabalhar na portaria do escritório no 4º andar da Rua Presidente Wilson em S. Paulo para substituir o porteiro que tinha faltado por motivo de doença.
Diante de minha saída da Esso em Outubro de 1958 consegui arranjar emprego na Cia. Brasileira de Gás em 5/11/1958 onde fiquei por pouco tempo. Como não tinha uma boa convivência com minha madrasta e tendo terminado o meu relacionamento com a Helena resolvi retornar para o Rio de Janeiro para a casa de minha mãe, pedindo então demissão do cargo de Chefe de Pessoal que exercia na firma Cia. Brasileira de Gás em 04/12 do mesmo ano.
Pela primeira vez no Brasil é usado o videoteipe. Foi no "TV de Vanguarda", da TV Tupi de São Paulo, com a apresentação de "O Duelo", de Guimarães Rosa. Ainda não havia a possibilidade de montagem/edição do VT.

HISTORIA

05/06/58 Foi fundada Taguatinga (atualmente a mais importante cidade-satélite do DF). Obs.: embora Taguatinga tenho sido criada como "a 1ª cidade-satélite", já existia na época a "Cidade Livre", atual Núcleo Bandeirante.
05/08/58 Iniciado o primeiro asfaltamento em Brasília.


RECORDAÇÕES
EVENTOS
• 27 de Março - Nikita Khrushchev se torna Premier da União Soviética.
• 26 de Julho - A colombiana Luz Marina Zuluaga é eleita Miss Universo.
• 3 de Agosto – O submarino nuclear USS Nautilus é o primeiro submarino a atravessar o Pólo Norte sob a água.
• 9 de Outubro - Morte do Papa Pio XII
• 18 de Outubro - A vila moçambicana de Pemba (então Porto Amélia) é elevada à categoria de cidade
• 28 de Outubro - Ângelo Giuseppe Roncalli se torna o Papa João XXIII.
• 28 de Novembro - Chade, a República do Congo e o Gabão se tornam repúblicas autônomas da França.
• 1 de Dezembro – República Centro-Africana se torna independente da França.
• 31 de Dezembro - Emancipação de Baía Formosa, Rio Grande do Norte (Brasil).
• Ano de criação da Barbie.
• Ano de criação do Bambolê.
• Ano da fundação da cidade-satélite de Taguatinga no Distrito Federal.
• Mike Hawthorn torna-se o primeiro britânico a vencer o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• Realização da VI Copa do Mundo de Futebol, na Suécia. Campeão: Brasil.
Carnaval
• A Portela conquista o bi-campeonato no carnaval carioca.
• É publicado o livro História do carnaval carioca, de Eneida de Moraes.

NASCIMENTOS
• 1 de janeiro - Eduardo Dusek , cantor e compositor brasileiro
• 10 de Fevereiro - Cláudia Magno, atriz brasileira.
• 20 de Março - Edson Celulari, ator brasileiro
• 29 de Março - Pedro Bial, jornalista e apresentador de televisão brasileiro
• 4 de abril - Cazuza, cantor e compositor brasileiro.
• 26 de Abril - Thaís de Andrade, atriz brasileira.
• 11 de Julho - Lúcia Veríssimo, atriz brasileira
• 16 de Agosto - Madonna, cantora americana
• 29 de Agosto - Michael Jackson, cantor americano
• 8 de Novembro - Pedrinho Cavalléro, músico brasileiro.
• 3 de Dezembro - Gilberto Barros, apresentador de televisão brasileiro.

FALECIMENTOS
• 14 de Agosto - Frédéric Joliot, cientista françês.
• 9 de Outubro – Papa Pio XII, 261º papa.

RELATOS DO RIO DE JANEIRO
PERIODO DE JANEIRO DE 1959 A FEVEREIRO DE 1959

RELATOS DE SETE LAGOAS
DE 1959 ATÉ MARÇO DE 1961

1959

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas: Sr. Wilson Tanure
Vice Prefeito: Sr. Avelar Pereira de Alencar

LEMBRANÇA

No inicio de meu retorno para o Rio foi bem tumultuado. Em Janeiro de 1959 como já estava envolvido com desquitada Gilda, tia da noiva de meu irmão e seu pai, querendo que eu fosse viver com a mesma e como ele era Diretor da Empresa Brasileira de Engenharia arranjou em 01/02/1959 para eu fosse trabalhar em Matozinhos/MG na construção da Cia. Mineira de Cimento Portland onde fiquei trabalhando para a EBE até o dia 30/09/1959 termino da construção da fábrica. Esta fabrica era de propriedade do General Orlando Moreira Torres.
Como não quis residir em Matozinhos, pois a cidade era bem pequena e a luz apagava as 22 horas. O cinema local avisava para toda a população que ia começar a sessão tocando uma sirene que era ouvida por toda a cidade. Como não me adaptei na cidade, procurei uma cidade próxima e fui residir em Sete Lagoas onde então iria começar uma nova etapa de minha vida.
Nesta cidade fui morar no hotel Vitória onde fiz algumas amizades como, por exemplo, o Otelito (funcionário do então IAPI), Cleres (veterinário da Acar), Simões (Professor), Gonçalves (Sargento do Tiro de Guerra) que eram meus companheiros de farra enquanto lá residi.
Como cheguei à cidade a noite não pude observar detalhes sobre a mesma e isso só veio acontecer no dia seguinte.
Acordei um pouco mais cedo, antes de ir para o ponto do ônibus resolvi dar uma volta por perto do hotel. Fiquei deslumbrado com o que via. A Lagoa me recordava a Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio mais era muito mais bela pela sua naturalidade. Ao fundo deste espelho mágico deslumbra-se a Serra de Santa Helena como se fosse um gigante em repouso. A noite voltei ao local e fiquei mas maravilhado ao ver o colar de perolas que formava as pequenas luminárias ao redor da lagoa. Foi neste momento que senti que Sete Lagoas seria o lugar ideal para complementar meu destino e resolvi adota-la como minha segunda cidade natal.
Uma coisa que gostávamos de fazer eu e o Cleres, era pedir o jepp do Sr. Amaltino emprestado para irmos até a Fazenda da Bocaina de propriedade de José Cirilo Leão (Sr. Dondi). O nosso interesse e por que José Eloi de Deus, havia nos contado sobre uma gruta existente naquela fazenda e que continha em seu interior pedras que mais pareciam brilhantes. Eu, Cleres e José Eloi ficávamos horas no local que hoje é conhecido como Grutinha verificando as formações existentes em seu interior e também pela beleza da mata do entrono. José Eloi de Deus foi merecidamente homenageado como o primeiro homem a entrar nestas cavernas. Muitas foram as vezes que adentramos na caverna maior passando pela grutinha e chegando até onde hoje e conhecido como salão dos blocos desabados. Daí para frente com o medo que nos dominava e não tínhamos coragem de prosseguirmos.
Mais vamos nos para o outro lado dessa historia.
Num certo anoitecer, mais precisamente na semana do carnaval, estando eu na esquina do hotel em companhia dos amigos, assistindo o footing que era realizado na Av. Emilio de Vasconcelos, observei três jovens que participavam deste evento e chamou-me a atenção principalmente uma jovem que andava em passos elegantes e atraentes. Falei com meus amigos: Vou me casar com aquela bitelona o que fui alvo de gozações e desafios. Diante deste desafio, resolvi abordá-las e fazer minha apresentação. Uma delas durante a apresentação me deu o nome Yhascara (por coincidência, a irmã de Elaine, Hortência), outra me disse chamar-se Gilda e a ultima, aquela a quem eu tinha dito para os amigos que seria com quem me casaria, muito timidamente disse chamar-se Elaine. Fiquei tremendamente impressionado com sua beleza e postura. Por coincidência, como o ponto de ônibus ficava na Praça Francisco Salles em frente ao hotel e eu normalmente todas as manhãs eu ficava neste local aguardando a partida do mesmo para ser conduzido a Matozinhos, local de meu trabalho.
Nesta época existiam na cidade três cinemas; o Trianon, Meridiano e o Rivelo que era o mais novo da cidade. Além do grande numero de participantes do Footing na Avenida ainda existia uma sorveteria de propriedade do Sebastião que se chama Sorveteria Cinelandia e era o Point da época e que por lá, ficavam os jovens paquerando as moçoilas da cidade.
O comercio da avenida possuía além das Lojas Barateiras a Casa das Meias, Casa Dois Irmão, Casa Jorge, Ótica Santinho e outras pequenas lojas e também o Banco Mercantil. Na Rua Lassance Cunha a loja maior era a Loja Para Todos dos irmãos Maciel.
Na manhã seguinte ao acontecimento acima relatado e estando eu aguardando o ônibus nesta praça, vi pra minha alegria, que a jovem Elaine se aproximava e não resistindo a ansiedade, abordei a mesma para conversarmos. Durante a conversa ela me disse que trabalhava nas Lojas Barateiras que ficava naquela rua, e que ela estava indo para o trabalho.
Isto foi o inicio de tudo e daí para frente, passei a observar seus horários e ficar aguardando para que ela passasse e eu pudesse fazer minhas investidas para conquistá-la.
Numa destas investidas resolvi acompanhar a mesma ate a sua casa e fui surpreendido por seu pai que se encontrava no portão que educadamente convidou-me para entrar.
Abaixo fotos do Sr. João Diniz Pontes (pai de Elaine), homem que apesar de sua aparência humilde era um gigante em honestidade e cortesias para com o próximo. Por ele foram prestados relevantes serviços no Centro Regional de Saúde. Seu nome foi dado a uma Rua da cidade para ser lembrado e homenageado por sua família e seus conterrâneos.

O gesto do Sr. João, me convidando para entrar em sua casa logo no primeiro dia sem ao menos me conhecer, me assustou, já que esperava do mesmo outro tipo de reação. Daí para frente senti que as minhas investidas não tinham sido em vão e logo já me encontrava de namoro com a Elaine. Foi um namoro bem curto, somente três meses e ficamos noivos somente durante nove meses até a data de nosso casamento.
Durante nosso período de namora e também de noivado, muitos foram os finais de semana que escalávamos a Serra de Santa Helena. Naquela época além de ser um local excelente para pic-nic também era um local aprazível para se passar algumas horas junto a natureza. Nestas escaladas participavam também minhas cunhadas, Hortência, Diná e meus cunhados Petrônio e Evandro, logicamente porque seus pais não nos deixavam sozinhos. Eu era um perigo, carioca, desconhecido para todos na cidade e com poucas referencias pessoais. Daí o cuidado deles.
Para irmos assistir uma sessão de cinema nunca conseguimos ir sozinho, geralmente quando chegávamos na esquina do grupo Arthur Bernardes, logo vinha correndo uma das minhas cunhados Graça ou Sãozinha, dizendo que sua mãe havia determinado que elas nos acompanhasse. O interessante e que nunca vinham com dinheiro para o ingresso e por diversas vezes passei aperto, pois não tendo dinheiro suficiente para pagar para todos, sugeria que era melhor irmos para a sorveteria Cinelandia.
Com o começo deste namoro, surgiu um problema para mim. Como me afastar de Gilda e falar com a mesma que estava me preparando para casar com uma jovem Mineira. Fui muito ajudado por minha mãe que, mais uma vez ficou pronta a colaborar com o termino deste romance. Sem que eu soubesse minha mãe, já tinha procurado a família de Gilda para dizer que jamais permitiria o casamento de um seu filho com uma mulher desquitada (grande preconceito da época).
Abaixo diversas fotos do meu período de namoro com Elaine. Algumas fotos foram tiradas em passeios na Serra de Santa Helena e outras próximas da antiga Praça de Esportes.

Em 30 de Setembro deste ano por causa do termino das obras da fabrica de cimento e como havia uma grande pressão do Sr. Gumercindo, para que eu saísse da Empresa Brasileira de Engenharia ,me desliguei da mesma e fui trabalhar na Cia. Mineira de Cimento (Cominci) e meu pedido de demissão se deu no dia 01 de Outubro deste ano.
Não posso deixar de citar que neste período de Sete Lagoas, fiquei conhecendo diversas figuras folclóricas da cidade, como por exemplo: Isabel Trovão, Wilson Doido, Seu Aprígio, Milito Pato, Chiquinha e outros que eram a alegria e temor das crianças da época. Alegria por que adoravam mexer com eles para ouvir e ver as reações, e temor porque duvido, que algum tivesse coragem para se aproximar de algum deles. Todos eram inocentes e não agressivos. Wilson fazendo suas poesias para as moças, Isabel xingando quando falavam que ia chover, Aprígio com a venda de seus queijos e Milito com as historias de suas onças no mato onde vivia (Gruta Rei do Mato). O Verdadeiro Rei do Mato era o Milito, pois ele residia na grutinha com autorização de Sr. Donde (José Cirilo Leão) que era proprietário da Fazenda da Bocaina.
É inaugurada em S. Paulo a TV Excelsior.
"Paulistas e Cariocas", da TV Tupi, foi o primeiro programa exibido simultaneamente no Rio de Janeiro e em São Paulo.
Naquele ano, em 21 de setembro, Assis Chateaubriand assina uma escritura doando 49% de suas ações e cotas das empresas Associadas a 22 funcionários de sua total confiança.
Assinada em Outubro, pelo então Ministro da Justiça, Armando Falcão, a primeira legislação regulamentando a censura de TV no Brasil.

CARNAVAL

O Salgueiro contrata uma dupla de artistas plásticos para fazer o carnaval, Dirceu Néri e Marie Louise. Ambos resolvem abandonar os desengonçados carros alegóricos e criam os adereços de mãos, causando grande impacto visual.
Em abril deste ano o Salgueiro faz uma apresentação em cuba, pouco depois da vitória de Fidel Castro. Era a primeira vez que uma escola de samba ia ao exterior. A Portela conquista o tri-campeonato no carnaval carioca com o enredo "Brasil, panteon de glórias".

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 15 de Fevereiro - Conferência de Zurique, que determina a independência de Chipre.
• Começa a Revolução Cubana.
• O Alasca torna-se num estado dos Estados Unidos da América.
• 21 de Junho - Batalha de Solferino, um combate decisivo da Segunda Guerra de Independência Italiana.
• 24 de Julho - A japonesa Akiko Kojima é eleita Miss Universo.
• 29 de Dezembro - Inaugurado o Metro de Lisboa.
• Jack Brabham vence seu primeiro título mundial de Fórmula 1
Carnaval

NASCIMENTOS
• 11 de Fevereiro - Roberto Pupo Moreno, piloto brasileiro de F1 e Indy
• 8 de Maio - Maria Padilha, atriz brasileira
• 21 de Junho - Otávio Mesquita, apresentador de televisão brasileiro
• 12 de Setembro - Roberto Luiz Warken, sociólogo, educador e ativista GLBT brasileiro
• 23 de Setembro - Hortência Marcari, jogadora brasileira de basquetebol

FALECIMENTOS
• 21 de Janeiro - Cecil B. DeMille, realizador de cinema norte-americano.
• 22 de janeiro - Mike Hawthorn, inglês, campeão mundial de Fórmula 1 de 1958.
• 3 de Fevereiro
• os intérpretes de rock and roll Buddy Holly, Richie Valens e The Big Bopper, num acidente de viação em Clear Lake (Iowa).
• 15 de Fevereiro - Owen Willans Richardson, físico britânico, Nobel de Física em 1928.
• 3 de Março - Lou Costello, actor, humorista
• 15 de Julho - Billie Holiday, cantora de jazz e blues norte-americana.
• 14 de Outubro - Errol Flynn, actor estadunidense.
• 4 de Novembro - José Antônio Flores da Cunha, político brasileiro.
• 17 de Novembro - Heitor Villa-Lobos, compositor brasileiro.
• 22 de Dezembro - Octávio Tarquínio de Sousa, advogado, jornalista e escritor brasileiro.

1960
LEMBRANÇAS

As fotos abaixo foram tiradas durante a vinda de minha mãe e meu padastro para meu noivado.

Meu casamento foi realizado no dia 28 de Maio e a cerimônia religiosa foi na Matriz de Santo Antonio. O casamento Civil foi na casa de Elaine. Estiveram presentes minha mãe, meu padrasto e minha irmã Vera. Quase todos os familiares de Elaine estiveram presentes e foi uma festa bastante agradável.
Abaixo o Convite:


Abaixo minha certidão de casamento:


As Fotos


Fatos hilários ocorreram na festa de casamento e depois na minha Lua de Mel.
O primeiro e que minha irmã Vera e minha cunhada Maria das Graças (Gracinha) começaram a vender cerveja para um convidado grego recém chegado e que nada falava de português. As duas, ainda crianças, começaram a fazer gestos e oferecer cerveja para o mesmo que as remunerava pelo favor e elas se aproveitando disso ficaram a festa toda a oferecer bebida para o mesmo.
O outro fato foi que no dia seguinte ao nosso casamento, como não viajamos, o pai preocupado com a filha foi nos levar comida o que nos deixou bastante sem graça já que estávamos em plena lua de mel e no primeiro dia de casados. O pior e que com ele estava diversos familiares de Elaine.
Inicialmente fomos morar em um barracão na Rua Professor Abeylard, que até hoje lá permanece. Foi neste barracão que recebi a noticia com muita alegria que Elaine estava a espera de nosso primeiro filho.
Seu João, pai de Elaine, pessoa muito participativa na vida política da cidade e com grandes conhecimentos, conseguiu com um visinho, Sr. Pedro de Freitas que na época era gente do IAPI, uma apartamento no conjunto desta autarquia que estava preste a ser concluído. Fomos os primeiros moradores deste conjunto que ficava localizado na Boa Vista e foi lá que nosso filho Frank nasceu.
Neste ano já existiam no Brasil 200 mil aparelhos receptores de televisão.
Em maio acontece o primeiro incêndio na Tv Record.
O videoteipe passa a ser utilizado com mais regularidade no programa "Chico Anísio Show", dirigido por Carlos Manga. As propagandas que eram apresentadas ao vivo passam a ser gravadas.
Com a inauguração de Brasília, transmitida para todo o Brasil, o governo começa a investir nas transmissões à distância para atingir um maior número de telespectadores. As imagens chegam a São Paulo, Rio e Belo Horizonte e a TV Tupi foi a primeira emissora a ocupar um link e transmitir em cadeia no Brasil, através de 1.200 km, com 7 torres de transmissão.
O primeiro teleteatro a usar o VT foi "Hamlet", de William Shakespeare, adaptado e dirigido por Dionísio de Azevedo, da TV Tupi.
A TV Cultura junto com a Secretaria de Educação de São Paulo colocam no ar o primeiro Telecurso, preparando candidatos para o exame de admissão ao ginásio.
POLITICA
Neste ano durante a campanha para presidência da republica, Jânio Quadros esteve em Sete Lagoas a convite dos membros da UDN. Quando discursava na Praça Francisco Sales o então Vereador Homero Marques começou a atirar ovos no Jânio. Logo a situação foi contornada e Jânio prosseguiu com seu discurso. O candidato da oposição para a Assembléia era o Sr. Wilson Tanure que já tinha sido prefeito da cidade.

AS EMISSORAS DE TELEVISÃO
TV Cultura
História
A TV Cultura já existia desde 1960, então como uma das emissoras dos Diários Associados, que também controlavam a TV Tupi, apresentando uma programação semelhante à da Tupi, com novelas e programas de auditório, só que sempre com audiência bem menor que a da emissora principal. Pela Cultura "associada" passaram apresentadores como Jacinto Figueira Júnior, o "homem do sapato branco". A TV Cultura atual parece fazer questão de ignorar este passado pouco "educativo".
Em 1968 o canal foi doado à Fundação Padre Anchieta, que reinaugurou a emissora em 1969, pelas mãos de Rafael Noschese e Cláudio Petraglia. Após 4 meses de transmissões experimentais que iniciaram no dia 4 de abril, foi inaugurada a TV Cultura às 19h30 de 15 de junho, com a apresentação dos discursos do então governador Roberto de Abreu Sobré e do presidente da Fundação Padre Anchieta, José Bonifácio Coutinho Nogueira. Em seguida, foi exibido um clipe mostrando o surgimento da emissora, os planos para o futuro e uma descrição dos programas que passariam a ser apresentados a partir do dia seguinte.
O primeiro programa exibido foi o documentário Planeta Terra no dia 16 de junho às 19h30, que trazia como tema terremotos, vulcões e fenômenos que ocorrem nas profundezas do planeta. Em seguida, às 19h55, foi levado ao ar um boletim meteorológico chamado A moça do tempo, apresentado por Albina Mosqueteiro. Às 20h00 iniciava uma série chamada de Curso de Madureza Ginasial, sendo um dos seus maiores desafios o de provar que uma aula transmitida por televisão poderia ser, ao mesmo tempo, eficiente e agradável.
Emissoras da Rede Pública
Nome Canal Cidade Estado
TV Cultura São Paulo 02 São Paulo SP
TV Cultura Adamantina 44 Adamantina SP
Paraná Educativa 09 Curitiba PR
Rede Minas 09 Belo Horizonte MG
TV Nacional 02 Brasília DF
TVE-BA 02 Salvador BA
TVE-RS 07 Porto Alegre RS
TVE-RJ 02 Rio de Janeiro RJ
TV Universitária 11 Recife PE
TV Universitária [1] 05 Natal RN
TV Ceará 05 Fortaleza CE
TV Palmas 13 Palmas TO
Programação Infantil
Para o público infanto-juvenil, a TV Cultura e a TV Globo uniram-se ao Sesame Workshop para produzir uma versão brasileira do norte-americano Sesame Street chamada Vila Sésamo (1973 a 1977). Logo, a TV Cultura passou a ser especialista em programas infantis educativos, como Rá-Tim-Bum, que ganhou o Prêmio APCA de Melhor Infantil; e o Catavento, que ganhou o Prêmio Japão NHK. Castelo Rá-Tim-Bum, programa infantil de maior sucesso da TV Cultura, teve maior audiência, e rendeu shows de suas personagens, revistas, jogos e um longa-metragem: Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme.
Cocoricó, programa infantil que usa bonecos como personagens, também foi um dos maiores sucessos da emissora. Ganhou seu novo formato em 2003, e também o Prix Jeunesse.
A TV Cultura mantém o setor de confecção e manipulação de bonecos, para programas infantis. Fernando Gomes, Jesus Seda e Sílvio Galvão foram os responsáveis pelos movimentos dos personagens dos infantis da emissora.
Rede Excelsior
A Excelsior foi uma rede de TV brasileira cuja primeira emissora, a TV Excelsior de São Paulo, entrou no ar em 9 de julho de 1960. Fechou as portas em definitivo em 30 de setembro de 1970.
Concessão
Em 1959, as Organizações Victor Costa, proprietárias da TV Paulista, canal 5 de São Paulo (mais tarde adquirido pela Rede Globo), receberam concessão para um segundo canal na cidade, o canal 9. A posse de mais de um canal de TV por um mesmo grupo não era proibida pelas leis da época.
As Organizações Victor Costa também eram donas da ’’Rádio Excelsior’’ e por isso já na concessão esse foi definido como o nome da futura emissora ’’TV Excelsior’’. Porém antes que planejassem o que fariam com o canal, um grupo de empresários liderados pela família Simonsen, dona, entre outras 41 empresas, da Panair do Brasil, a maior empresa de aviação do país, compraram a emissora ainda no papel. O grupo ainda contava com empresários como José Luís Moura, da exportação de café em Santos; o deputado federal Ortiz Monteiro, fundador da TV Paulista e João de Escantimburgo, proprietário do Correio Paulistano.
A concessão foi adquirida por 80 milhões de cruzeiros, valor extremamente elevado para época. Além da concessão, foram adquiridos um pequeno lote de equipamentos entre os quais figurava algumas câmeras, uma torre e um transmissor. O sistema de transmissão foi instalado na esquina da rua da Consolação com a avenida Paulista, os estúdios na avenida Adolfo Pinheiro e a área comercial e administrativa na região do centro da cidade.
Um delegado da Polícia Federal e mais quatro agentes davam proteção aos engenheiros. Era o fim da TV Tupi. A emissora saía do ar exatamente 29 anos e dez meses depois de sua inauguração.
O governo militar preferiu a cassação a entregar o canal a uma cooperativa de funcionários. Permanece, entretanto, um acervo de duzentos mil rolos de filmes, 6.100 fitas de videotape e textos de telejornais que contam 30 anos de muitas histórias do Brasil e do mundo.
Das 7 concessões cassadas, a última que saiu do ar foi a Tupi do Rio. No dia 17 de julho, os funcionários da estação iniciaram uma vigília de 18 horas, comandada pelo apresentador Jorge Perlingeiro, com o objetivo de impedir que o canal 6 carioca fosse fechado. Várias personalidades, como o cantor Agnaldo Timóteo e o humorista Costinha deram apoio aos funcionários. Mas nada adiantou. Às 12h36min de 18 de julho, o sinal da TV Tupi do Rio de Janeiro era definitivamente cortado.

Os Diários e Emissoras Associados ganharam na Justiça em 1998 a ação contra o Governo Federal e foram indenizados pela cassação da concessão das 5 Emissoras Associadas que não enfrentavam dificuldades financeiras. Somente a Tupi paulista e a Tupi do Rio estavam com salários atrasados.

Referências bibliográficas
GILDER, George. A Vida após a televisão: tudo sobre os últimos progressos em torno da televisão interativa. Trad. Ivo Korytowski. R. Janeiro: Ediouro, s.d.
HOINEFF, Nelson. A Nova televisão, desmassificação e o impasse das grandes redes. Rio de Janeiro: Relume Dumára, s.d.
MORAIS, Fernando. Chatô: Rei do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
RAMOS, José Mário Otiz. Televisão, publicidade e cultura de massa. São Paulo: Vozes, 1995.

A TV Continental

Foi uma emissora de TV do Rio de Janeiro, ocupada pelo canal 9 entre 1959 e 1972. Hoje o canal 9 é ocupado pela TV Corcovado, que retransmite a CNT para o Rio.

CARNAVAL
Fernando Pamplona, cenógrafo do teatro Municipal, é convidado para fazer o carnaval do Salgueiro. Mantém os artistas que fizeram o carnaval anterior e ainda convida seu colega de trabalho Arlindo Rodrigues. Eles montam um enredo sobre Zumbi dos Palmares. Era a primeira vez que uma escola ia homenagear um personagem da historia não-oficial. Foi difícil convencer a escola que precisava haver alas vestida de escravos.
Os favoritos para vencer o desfile deste ano eram Portela e Salgueiro. Na apuração deu Portela em primeiro, Mangueira em Segundo e Salgueiro em terceiro. Naquele ano foi introduzido o quesito cronometragem para as escolas que ultrapassassem. As duas primeiras foram penalizadas em 15 pontos. O titulo ficaria com o Salgueiro. Os dirigentes de outras escolas se revoltaram com a mudança do resultado. O tumulto foi aumentado com a ação da policia que partiu para cima dos sambistas batendo com cassetetes. No dia seguinte houve uma reunião para decidir o impasse. Ficou decidido que as cinco primeiras colocadas (Portela, Mangueira, Salgueiro, Império e Unidos da Capela) seriam declaradas campeãs. No domingo seguinte foi realizado em Madureira, bairro da Portela, um desfile com todas as campeãs. Mal sabiam elas que estavam participando da comemoração pelo tetracampeonato dos portelenses.
HISTORIA
21/04/60 Brasília é inaugurada. As festividades da inauguração já haviam se iniciado às 16h do dia 20 de abril. Às 9:30h do dia 21/04, os Três Poderes da República se instalaram simultaneamente em Brasília.
Aqueles que fizeram Brasília
Juscelino Kubitschek de Oliveira
Nascido em Diamantina - MG em 12/09/1902, Juscelino Kubitschek mudou-se em 1921 para Belo Horizonte, onde diplomou-se como médico em 1927. Em 1931, casou-se com D. Sarah Luiza Gomes de Lemos. Sua carreira política iniciou-se em 1934 quando foi escolhido como chefe do gabinete do recém-nomeado interventor federal em Minas Gerais, Benedito Valadares. No mesmo ano foi eleito deputado federal. Porém, perdeu o mandato em 1937, com o advento do Estado Novo, voltando então a clinicar.
Nomeado prefeito de Belo Horizonte em 1940, também por Benedito Valadares, convocou Oscar Niemeyer, então arquiteto em início de carreira, para realizar várias de suas obras, inclusive a urbanização da Pampulha.
Ingressando no PSD, em 1945 foi novamente eleito deputado federal, exercendo o mandato de 1946 a 1950, ano em que foi eleito Governador de Minas Gerais. Iniciou o mandato em 31/01/51, norteando sua administração pelo binômio "Energia e Transporte".
Em 1955 foi eleito para a Presidência da República, cargo que exerceu de 31/01/56 a 31/01/61. Seu governo teve como base um ambicioso Plano de Metas (com o famoso slogan "50 anos em 5"), que incluía construção da nova capital.
Juscelino ambicionava disputar as eleições presidenciais de 1965, mas em junho de 64 teve seu mandato (havia sido eleito senador por Goiás) e seus direitos políticos cassados pelo regime militar.
A partir de então, JK percorreu por algum tempo cidades americanas e européias, em exílio voluntário. Voltou ao Brasil estabelecendo-se como empresário. Em 22/08/76 faleceu, vítima de um acidente automobilístico.
Estado da Guanabara
De acordo com a Lei Santiago Dantas os vereadores da Câmara do Distrito Federal, eleitos em 3 de outubro de 1958, tornavam-se deputados constituindo o Poder Legislativo até que fosse promulgada a Constituição do novo estado. Desta forma, a Câmara de Vereadores do Distrito Federal funcionou como Assembléia Legislativa até a promulgação da Constituição estadual em 27 de março de 1961.
O presidente da República nomeou, também em 21 de abril de 1960, o primeiro governador da Guanabara, o então chefe da Casa Civil, embaixador José Rodrigues Sete Câmara, que governou até 5 de dezembro de 1960, quando tomou posse Carlos Lacerda, da União Democrática Nacional (UDN), o primeiro governador eleito por voto direto.
HISTORIA
A eleição de 3 de outubro de 1960, que levou Carlos Lacerda ao poder na Guanabara, definiu também os trinta parlamentares que formaram a Assembléia Constituinte encarregada de elaborar a Constituição do Estado.
Os constituintes, em um expediente político, incluíram na Carta estadual uma cláusula que impedia a permanência dos vereadores do extinto Distrito Federal na Assembléia Legislativa em desacordo ao estabelecido na Lei Santiago Dantas. Assim, a ALEG em sua primeira legislatura foi formada apenas pelos trinta deputados constituintes. Somente na segunda legislatura (1963-1967) teria 55 parlamentares, de acordo com a proporcionalidade de um representante para cada 20 mil eleitores do estado
Carlos Lacerda foi eleito Governador da Guanabara por escassa maioria de votos. Seu adversário e filho do Agamenon. Tomou posse como Primeiro Governador do Estado da Guanabara no dia 5 de Dezembro

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de Janeiro – Independência dos Camarões
• 22 de maio - Grande Terremoto do Chile
• 26 de Junho – Independência de Madagáscar
• 7 de Agosto – Independência da Costa do Marfim
• de Agosto – Independência do Congo
• 17 de agosto – Independência do Gabão
• 22 de Setembro – Independência do Mali
• 28 de Novembro – Independência da Mauritânia
• 21 de Abril – Brasília substitui o Rio de Janeiro como capital do Brasil.
• 9 de Julho - A norte-americana Linda Bement é eleita Miss Universo.
• Jack Brabham é bicampeão mundial de Fórmula 1
• A IBM lança o primeiro computador eletrônico IBM: o RAMAC 305.
NASCIMENTOS
• 21 de Março - Ayrton Senna, piloto brasileiro de Fórmula 1. (m. 1994)
• 27 de Março - Renato Russo, líder e vocalista do Legião Urbana (m. 1996)
• 23 de Abril - Léo Jaime, cantor, compositor e ator brasileiro
• 1 de Agosto - Felipe Camargo, ator brasileiro
• 12 de Agosto - Gilberto Kassab, político brasileiro.
• 14 de Outubro - Carla Camurati, atriz e cineasta brasileira.
FALECIMENTOS
• 1 de Junho - Paula Hitler, irmã mais nova de Adolf Hitler.
• ? Setembro - Archimedes Memória, arquiteto brasileiro.
• 29 de novembro - Octávio Mangabeira, engenheiro, professor e político brasileiro, Imortal da ABL.
PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Olyntho Satyro Alvim – Ferroviário
Nasceu no dia 12 de Janeiro de 1903 em Três Rios/RJ
Faleceu no dia 16 de Agosto em Sete Lagoas

• Sr. José Jorge Tanure – Comerciante
Nasceu no dia 31 de Maio de 1911 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 6 de Março em Sete Lagoas.


RELATOS DE SETE LAGOAS
PERIODO DE 1961 ATÉ 1962

RELATOS DO RIO DE JANEIRO
DE 1962 ATÉ AGOSTO DE 1973

1961

HISTORIA

Outra vez o segundo lugar no Miss Universo desta vez com a representante de Minas Gerais Stael Abelha.

CARNAVAL
Pela primeira vez se cobrou ingressos.

POLITICA

Como resultado das eleições realizadas em outubro passado tomava posse no dia 31 de Janeiro como Presidente do Pais o Sr. Jânio Quadros substituindo o Sr. Juscelino Kubitschek de Oliveira.

Carlos Lacerda fez um discurso no dia 24 de Agosto que derrubou Jânio no dia seguinte. O discurso foi feito de Improviso pela Televisão e foi o pretexto para a renúncia.
No dia 25 de Agosto deste ano renuncia a Presidência da Republica o Sr. Jânio Quadros alegando em sua carta que as “forças ocultas” não o permitiam governar a nação. Na realidade o que ele queria e que chegando ao aeroporto de Cumbica em S. Paulo procedendo de Brasília as Forças Armadas não aceitassem o seu pedido de renuncia e o reconduzisse ao poder como Ditador. O tiro saiu pela culatra. O Congresso aceitou sua renuncia e marcou a posse do Vice Presidente.
Mesmo diante de bastantes protestos e tentativa de impedimento o Sr. João Goulart que era o Vice Presidente da Republica, retornou de sua viagem do exterior e no dia 8 de Setembro assumia a Presidência
Durante os Governos de Jânio Quadros e de João Goulart, a construção da cidade de Brasília e a transferência de órgãos da antiga capital (Rio de Janeiro) fica quase estagnada. A partir de 1964, Castelo Branco e os demais presidentes militares que o sucederam consolidam Brasília como a capital de fato do País.

LEMBRANÇAS

No dia 03 de Março deste ano nascia nosso primogênito Frank Diniz Pontes Ranauro Soares. O parto de Frank foi marcado por passagens difíceis. Primeiro que o medico que acompanhava a gravidez de Elaine, Dr. Marcio Paulino tinha falecido no dia 13 de Janeiro o que nos deixou com uma só opção, do parto ser feito por quem estivesse de plantão na Maternidade Odete Valadares. Durante a gravidez em certa noite, Elaine foi atacada por uma tremenda dor de dente e como isto ocorreu de madrugada e não existia dentista aberto àquela hora fomos procurar o SAMDU que ficava em uma casa na Rua Dr. Pedro Luiz. Quando lá chegamos fomos atendidos por um estagiário que receitou um determinado medicamento.
Como não sabíamos os efeitos colaterais do remédio fomos a farmácia para adquiri-lo, mais o farmacêutico viu a receita e se recusou a fornece-lo. Observando ele o estado de gravidez de Elaine nos alertou que ela não poderia fazer uso daquele medicamento, pois ele era abortivo. Não comprei o remédio e fiquei revoltado com a displicência do medico que nos atendeu no SAMDU e passei dias a procura do mesmo para chamar sua atenção pela falta de responsabilidade mais o mesmo nunca mais veio a cidade.
O parto também foi bastante cruel para Elaine. Por minha ignorância e também por falta de medico na maternidade ela sofreu durante dois dias. A única pessoa que assistiu o nascimento do menino foi a Irmã Arnalda que somente recomendava que Elaine ficasse deitada dentro de uma banheira cheia de água morna e Lisoform para provocar dilatação. Este sofrimento foi grande para Elaine alem de colocar em risco sua vida e também do Frank. Finalmente Deus nos protegeu e ele veio ao mundo neste dia 02 de março. Seus padrinhos foram minha mãe e seu Otavio.
Em seu batizado estiveram presente alem de meus pais minha prima Ligia e seu filho Sergio. Foi uma festa bonita. Frank quando criança chamava atenção de todos e nossos vizinhos. D. Maria e filhas eram doidas com ele e a todo instante lá estavam elas pegando o menino para levá-lo para sua casa e com isso a Elaine podia fazer suas obrigações. Ele, Frank alem de ser muito bonito era um garoto enorme.
Abaixo foto das Pessoas que vieram para o batizado do Frank destacando-se Sr João, meu sogro e meu padastro Sr. Octavio.




Nesta oportunidade ainda estava trabalhando na Cia. Mineira de Cimento e como eu era responsável pelo Almoxarifado comecei a desconfiar de certas atitudes tomadas pelos Franceses que eram gestores da obra. Acredito que minha demissão em 03 de Abril deste ano foi causada pelas minhas denuncias que fiz sobre os Franceses que estavam sonegando impostos e prejudicando o general Orlando Moreira Torres ao fazerem entrada de material uma única vez e em duplicata as notas, com a finalidade de aumentarem o custo da obra. Mais uma vez estava desempregado e desta vez era pior, pois tinha mulher e filho para sustentar e a cidade tinha carência de empregos.
Com as dificuldades crescendo resolvi conversar com minha mãe e ela nos aconselhou que mudássemos para o Rio e fossemos morar com ela até que eu arranjasse emprego e foi o que aconteceu.
Abaixo foto do Frank na janela do apartamento da minha mãe no Rio de Janeiro.


Nas fotos acima Frank estava com 8 meses. Nesta ultima foto no fundo aparece o Pico do Papagaio, o morro que falo no inicio desta historia e que gostávamos de escalar.
Foi um período muito difícil para Elaine, pois conviver com minha mãe que era muito possessiva e difícil de relacionamento por causa de seu sofrimento com meu pai seu ex marido, ela ficou muito marcada emocionalmente.
Depois de alguns dias de procura, consegui arranjar um emprego no dia 09 de Junho de 1961 para trabalhar na Fabrica de Produtos Lavex como Chefe do Departamento Pessoal.
Na foto abaixo eu e o Diretor da Lavex Sr. Nelson Silva distribuindo presentes na festa de Natal para os funcionários. A diretoria, tanto da Lavex como da Magnus muito lamentaram de minha saída do Deptº Pessoal.

Outra lembrança trágica e do incêndio no Gran Circo Americano que estava montado em Niterói/RJ. No dia 17 de Dezembro deste ano o radio anuncia o incêndio onde perderam as vidas mais de 500 pessoas, sendo a maioria crianças e teve também centenas de feridos. Esta tragédia deixou tanto o Est. da Guanabara como Niterói em luto.
A foto que segue e de uma visita que fizemos ao Sitio de meu Tio Mario em Petrópolis. Na foto minha tia Ana, minha prima Marininha e Elaine

Através de decreto federal, o intervalo comercial de televisão é fixado em três minutos e é proibida a participação de menores de 18 anos em programação de debates.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 20 de janeiro - Posse do Presidente John Kennedy nos Estados Unidos.
• 31 de janeiro - Posse do Presidente Jânio Quadros no Brasil.
• 4 de Fevereiro - Assalto à cadeia de Luanda e a uma esquadra da polícia por parte de militantes do MPLA, causando alguns mortos, e que marcou o início da luta armada pela independência daquela antiga colônia portuguesa, e o ínicio da Guerra Colonial Portuguesa, já que pouco tempo depois o conflito alastrou-se às restantes colônias africanas. O atual Aeroporto Internacional de Luanda tem o nome de "4 de Fevereiro" para assinalar essa data histórica.
• 11 de Fevereiro - Patrice Lumumba, Primeiro-Ministro da República do Congo é assassinado. Mais tarde o governo belga admitiu ter tido “uma irrefutável porção de responsabilidade nos acontecimentos que conduziram à morte de Lumumba”; em Julho de 2002, documentos publicados pelo governo americano revelaram que a CIA jogou um papel no assassínio de Lumumba, ajudando os seus adversários com dinheiro e apoio político e, no caso de Mobutu, com armas e treino militar.
• 15 de Fevereiro - Criadas as Forças Armadas de Libertação do Vietname do Sul.
• 23 de Fevereiro - O Conselho de Segurança da ONU emite a primeira resolução condenatória da política colonialista de António de Oliveira Salazar.
• 25 de Fevereiro - É assinado o contrato para a construção da Ponte sobre o Tejo, em Lisboa, com a United States Steel Export Company.
• 12 de abril - Yuri Gagarin, primeiro homem no espaço.
• 17 de abril - Invasão à Baía dos Porcos, por exilados cubanos com auxílio da CIA, termina em desastre a 19 de abril.
• 5 de maio - Alan B.Shepard, primeiro americano no espaço.
• 15 de julho - A alemã Marlene Schmidt é eleita Miss Universo.
• 13 de agosto - Construção do Muro de Berlim.
• 25 de agosto - Renúncia de Jânio Quadros. Crise política no Brasil.
• 7 de setembro - Regime parlamentarista no Brasil. Posse de João Goulart
• 25 de Novembro - O Papa João XXIII cria a Prelazia de Abaeté do Tocantins, no Pará.
• Phil Hill vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
Carnaval
• Proibida, por decreto do Presidente Jânio Quadros, a utilização do lança-perfume. Outras proibições do presidente que adorava governar por meio de bilhetinhos, foi as rinhas de briga de galo.
• A Estação Primeira de Mangueira vence o carnaval carioca, conquistando seu 9º título

NASCIMENTOS
• 20 de Janeiro - Jorge Kajuru, jornalista esportivo e apresentador de televisão brasileiro.
• 30 de Março - Felipe de Nóbrega Ribeiro (Bi Ribeiro), músico brasileiro, baixista do grupo Os Paralamas do Sucesso
• 3 de Abril - Eddie Murphy, ator norte-americano.
• 4 de Maio - Herbert Vianna, músico brasileiro.
• 27 de Maio - Renato Rocha, músico brasileiro.
• 1 de Julho - Diana, Princesa de Gales ou Diana Frances Mountbatten-Windsor.
• ? Leoni, cantor e compositor brasileiro.

FALECIMENTOS
• 17 de Janeiro - Patrice Lumumba, líder da independência do Zaire.
• 26 de Março - Dom Carlos Duarte da Costa, fundador da Igreja Católica Apostólica Brasileira.
• 25 de Abril - Borges de Medeiros, político brasileiro.
• 2 de Julho - Ernest Hemingway, escritor norte-americano.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO

• Sr. Antonio Gerken – Ferroviário e Professor
Nasceu no dia 14 de Agosto de 1903 em Ewbank da Câmara/MG
Faleceu no Rio de Janeiro no dia 12 de Novembro

• Sr. Crispim Carneiro Leão – Comerciante
Nasceu no dia 25 de Outubro de 1891 em Sete Lagoas
Faleceu em 18 de Maio em Sete Lagoas

• Joaquim Alves Pereira (Joaquim de Horácio)
Nasceu no dia 12 de Março de 1900 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 26 de Maio

• Dr. Márcio Prates Ferreira Paulino – Médico
Nasceu no dia 26 de Maio de 1905 em Teófilo Otoni/MG
Faleceu no dia 13 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sr. José Pinto – (Mestre José Pinto)
Nasceu no dia 8 de Junho de 1904 em Conselheiro Lafaiete/MG
Faleceu no dia 30 de Janeiro em Belo Horizonte

1962

POLITICA

Foi neste ano que tive a honra de trabalhar ao lado de Carlos Werneck de Lacerda, governador do Rio de Janeiro. Tudo começou com um convite do Dr. Antonio Vicente, amigo de infância, que era Superintendente do Serviço Penitenciário do Estado da Guanabara, para que eu fosse com ele ao Presídio da Frei Caneca e desse algumas sugestões a respeito do Serviço de Pessoal lá existente. Neste dia de minha visita coincidiu com a visita também do governador que durante a visita me argüiu de diversos assuntos.
No dia seguinte, minha mãe falou-me que tinha recebido uma telefonema do Palácio Guanabara pedindo que eu lá me apresentasse, pois o governador gostaria de conversar comigo. Estranhei, mas lá estava eu no dia e hora marcada.
O Governador Carlos Lacerda foi curto em suas palavras e logo lá estava eu prestando serviços ao Estado na qualidade de Assessor de Imprensa e mais tarde acumulando o cargo de Responsável pela Segurança no Sistema Presidional do Estado.
Neste cargo passei um tremendo susto: Em uma visita no final de ano ao presídio a pedido do governador, os presos fizeram a mim e outros visitantes como reféns. Minha mulher ao saber da noticia pelo radio ficou apavorada. As 23:50 horas finalmente, com a interferência do Arcebispo do Rio de Janeiro, D. Helder Câmara, fomos colocados em liberdade.
Nesta função trabalhei muito pouco tempo, pois logo o Superintentende Dr. Antonio Vicente, passou também a acumular este cargo e eu fiquei somente como Assessor de Imprensa no palácio.
No dia 30 de março Carlos Lacerda se pronunciou a respeito da encampação da Telefônica Brasileira controlada pelos canadenses, declarando "Assim o esquerdista Goulart, através de Tancredo Neves, defenderia uma empresa capitalista das atitudes confiscatórias de um direitista”. Esta frase de Lacerda foi bastante polemica mais veio evitar a desapropriação de diversas empresas estrangeiras instaladas no Pais.

Neste ano assume a Prefeitura de Sete Lagoas o Vice Prefeito Sr. Avelar Pereira de Alencar.

Carnaval
A Portela vence o carnaval carioca pela 16ª vez com o enredo "Viagem pitoresca através do Brasil".

LEMBRANÇAS

Trabalhei como Chefe de Pessoal da Lavex até o dia 11/06/1962 e no dia 12 deste mesmo mês fui transferido para a Magnus S/A que pertencia ao mesmo grupo para exercer as mesmas funções com melhor salário.
Os donos destas Empresas era Jorge Torok Fischer e Nelson Silva. Ao Dr. Jorge eu devo meus conhecimentos em venda e também na área de produção, em fabricação de sabão e detergentes.
Durante algum tempo tive a oportunidade, depois que sai da firma, de ser seu vendedor exclusivo no Rio de Janeiro.
Todos os anos passávamos o Natal com minha mãe e o Ano Novo em Sete Lagoas com D. Tina e este ano não foi diferente.


Na foto acima na Ceia de Natal na casa de minha mãe, meu tio Maneco e sua filha Ligia. Na foto do meio D. Vera (mãe de meu cunhado Velson), tia Ana e Vera minha irmã. Na primeira foto Elaine, Marilda, D. Vera, minha tia Olga e meu tio Maneco cujo nome verdadeiro era Manoel Soriano de Macedo.
Assis Chateaubriand, o fundador da Tv no Brasil, em uma cadeira de rodas devido a uma dupla trombose cerebral, faz a doação dos 51% de ações e cotas restantes das empresas Associadas para os mesmos colaboradores, com exceção de seu filho Gilberto que é substituído por Paulo Cabral de Araújo.
O VT é utilizado regularmente, melhorando o acabamento dos programas, e possibilitando a exibição dos mesmos programas em diferentes lugares sem a necessidade de links e transmissores, que custavam muito caros. As imagens gravadas seguiam de carro ou avião e os capítulos das telenovelas podiam finalmente serem gravados com antecedência, diminuindo os erros de texto, barateando o custo de montagem de cenário e possibilitando a exibição de capítulos diários.
É instituído o "Código Brasileiro de Telecomunicações" e criado o Conselho Nacional de Telecomunicações (CONTEL), autorizando o governo federal a constituir uma empresa pública, Empresa Brasileira de Telecomunicações.
É criada a ABERT, Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão. Seu primeiro presidente foi o deputado João Calmon. A primeira conquista foi a mudança no prazo de concessão, que era de 3 anos e passa a ser de 15 anos.
Jânio Quadros obriga , por decreto, a dublagem de todos os filmes transmitidos pela TV.
Também por decreto era obrigatória a transmissão diária de 25 minutos de filmes brasileiros.
É inaugurada a TV Gaúcha, em Porto Alegre.
Na TV Paulista, Sílvio Santos faz sua estréia com o programa dominical "Vamos Brincar de Forca ?", com duas horas de duração.
Na TV Rio fazem sucesso os seguintes programas: "O Riso é o Limite", humorístico, líder de audiência; "Teatro Moinho de Ouro", produção de Vitor Berbara; "Praça da Alegria" da TV Paulista com Manuel da Nóbrega; "Preto no Branco" com a voz de Sargentelli; "Moacyr Franco Show"; e "Chacrinha".
A TV Excelsior inicia sua grande arrancada rumo à especialização em dramaturgia, adquirindo modernos equipamentos, contratando os melhores profissionais, como Carlos Manga, e construindo um grande estúdio no bairro da Vila Guilherme, em São Paulo.

FUTEBOL

A VII Copa do Mundo, no Chile, em 1962, serviu para reafirmar a superioridade brasileira, cuja seleção, quatro anos mais velha, ainda teve fôlego e técnica para conquistar o bicampeonato.
Com a contusão de Pelé na segunda partida da competição, Garrincha sagrou-se o melhor jogador do torneio, e a seleção brasileira conseguiu uma campanha idêntica à de quatro anos antes: seis jogos, cinco vitórias e um empate. Treinada por Aimoré Moreira, a seleção derrotou a Tchecoslováquia na final por 3 X 1.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Acre torna-se um estado federativo do Brasil ao invés de território.
• 4 de fevereiro - a Lua, o Sol e 5 planetas (Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, e Saturno) estavam em conjunção.
• 8 de Fevereiro - O navio escola Sagres é incorporado na Marinha de Guerra Portuguesa.
• 8 de maio - emancipação do município de Antônio Martins (Brasil).
• 14 de julho - A argentina Norma Nolan é eleita Miss Universo.
• 31 de julho - Argélia proclama independência da França.
• 14 de outubro - Início da Crise dos Mísseis, em Cuba. Temor mundial por conflito nuclear.
• 20 de novembro - Fim da Crise dos Mísseis, Kennedy levanta a quarentena em Cuba.
• The Beatles lançam seu primeiro disco, Please, Please Me.
• Graham Hill vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• Realização da VII Copa do Mundo de Futebol, no Chile. Campeão: Brasil.

NASCIMENTOS
• 11 de Março - Maria Paula Gonçalves da Silva (Magic Paula), jogadora de basquetebol brasileira
• 22 de Julho - Márcia Goldschmidt, apresentadora de televisão brasileira.
• 24 de Julho - Edson Bueno de Camargo, poeta e escritor brasileiro.
• 25 de Junho - Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, humorista brasileiro.
• 23 de Setembro - Paulo Ricardo Oliveira Nery de Medeiros, músico brasileiro
• 6 de Dezembro - Antonio Calloni, ator brasileiro.

FALECIMENTOS
• 30 de janeiro - Manuel Dias de Abreu, médico brasileiro.
• 6 de Fevereiro - Candido Portinari, pintor brasileiro.
• 10 de Abril - Stuart Sutcliffe, baixista e membro dos Beatles.
• 25 de Junho - Alberto da Veiga Guignard, famosos pintor brasileiro.
• 5 de Agosto - Marilyn Monroe, atriz estado-unidense. Marilyn foi encontrada morta em sua casa sob suspeita de suicídio. Muita gente comenta que ela foi vitima do sistema de segurança do Presidente Kennedy por ela estar envolvida amorosamente com o Presidente.
• 3 de Setembro - Aldo Locatelli, pintor ítalo-brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO

• Sr.Urcine Campelo – Industrial e Inventor
Nasceu no dia 31 de Agosto de 1899 em Santana do Pirapama/MG
Faleceu no dia 6 de Janeiro em Belo Horizonte

1963

LEMBRANÇAS

No dia 23 de Fevereiro recebemos a noticia que avo de Elaine, D. Conceição tinha falecido. Saímos do Rio ainda pela manhã, pois queríamos participar do enterro.
No dia 30 de Novembro foi à vez do Sr. José Diniz tio de Elaine que tinha nos deixado.
Nas fotos Elaine com Gelma comigo na Cascatinha no Alto da Boas Vista. Elaine já estava grávida de Ciomara.

Com as modificações implantadas em 1962, a TV Excelsior de São Paulo coloca no ar a primeira telenovela diária: "2-5499 Ocupado", direção de Tito de Miglio, com Glória Menezes e Tarcísio Meira.
Decreto regulamenta a programação ao vivo da TV.

HISTORIA
Até que conseguimos. A nossa Ieda Maria Vargas do Rio Grande do Sul foi eleita a mais bela do mundo ao vencer o concurso de Miss. Universo.

POLITICA
Prefeito de Sete Lagoas: Dr. José Antonio de Vasconcelos Costa
No dia 24 de Janeiro assume realmente como Presidente o Sr. João Goulart que conduziu o Pais, sem pulso e sem autoridade, deixando a grande massa sindicalista levar o Pais um quase Caus. Era comum a falta de alimentos para serem vendidos ao povo. As filas para aquisição de leite, arroz, feijão, pão e óleo comestível eram freqüentes e o povo vivia humilhado de tanta falta de comando. Além de tudo ainda acontecia as invasões e saques a armazéns e super-mercados.
No final de Setembro, o Governador Carlos Lacerda concedeu uma entrevista ao jornal americano Los Angeles Times prevendo a queda iminente de João Goulart, devido a uma reação militar. Em 4 de Outubro pediu o pedido de estado de sítio foi feito. Goulart retirou o pedido 4 dias depois". No dia 4 de Outubro João Goulart enviou uma mensagem pedindo a decretação do Estado de Sitio. No dia 7 de outubro foi apresentado ao Congresso requerimento do deputado padre Godinho e de mais 140 deputados pedindo a abertura de inquérito para apurar tentativa de seqüestro de Lacerda.
Numa outra entrevista em 7 de Dezembro concedida a Murilo Mello Filho da Manchete, Lacerda declarou o seguintes: "Sou, deliberadamente, um idealista pragmático. Um democrata cristão que confia no processo de ascensão social dos trabalhadores pelo aperfeiçoamento do processo democrático de preparação dos cidadãos para o exercício responsável da democracia" .

CARNAVAL

• A turma de Fernando Pamplona comanda uma vitória arrasadora do Salgueiro com o enredo “Chica da Silva”, considerado um dos mais importantes da historia das escolas. Uma das alas passou dançando um minueto, dança do tempo da personagem homenageada. A polemica em torno das inovações foi grande.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro - Início dos confrontos do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde com Portugal, marcando o começo da Guerra da Libertação da Guiné-Bissau, abrindo mais uma frente na Guerra Colonial Portuguesa.
• 8 de Fevereiro - História do Iraque: Abdul Karim Kassem é deposto por um grupo de oficiais, muitos deles pertencentes ao Partido Baath. É executado no dia seguinte.
• 8 de Fevereiro - A administração norte-americana de John F. Kennedy considera ilegal qualquer viagem, negócio ou transação comercial de cidadãos norte-americanos para Cuba.
• 9 de Fevereiro - Primeiro vôo do Boeing 727.
• 21 de Março - Criada a personagem Mônica por Mauricio de Sousa.
• 21 de Junho - Eleição de Paulo VI como papa, pelo colégio dos cardeais.
• 20 de Julho - A brasileira Ieda Maria Vargas é eleita Miss Universo.
• 22 de Julho - Estréia no Brasil, pela extinta TV Excelsior de São Paulo, a novela 2-5499 Ocupado, primeira a ser exibida diariamente no país, estrelada pelo casal Glória Menezes e Tarcísio Meira.
• 19 de Outubro - Cai o gabinete de Harold MacMillan no Reino Unido. Sucedido por Alec Douglas-Home.
• 1 de Novembro - Golpe Militar no Vietname do Sul derruba Ngo Dinh Diem, que é morto no dia seguinte.
• Jim Clark vence seu primeiro título mundial na Fórmula 1.

NASCIMENTOS
• 12 de Janeiro - Nando Reis, músico brasileiro, ex-integrante da banda Titãs
• 27 de Março
• Xuxa Meneghel, apresentadora/cantora/atriz brasileira.
• 30 de Março - Eli-Eri Moura, compositor, regente e teórico brasileiro.
• 20 de Abril - Maurício Gugelmin, piloto brasileiro de F1.
• 23 de Agosto - Glória Pires, atriz brasileira.
• 29 de Outubro - Flávio Lemos, baixista da banda de rock brasileira Capital Inicial.
• 16 de Dezembro - Cristiana Oliveira, atriz brasileira.
• 24 de Dezembro - Humberto Gessinger, músico brasileiro.

FALECIMENTOS
• 3 de Junho - Papa João XXIII.
• 22 de Novembro
• John Kennedy, presidente estadunidense, assassinado.
• 24 de Novembro - Lee Harvey Oswald, indiciado como assassino do Presidente Kennedy.
PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO.
• Mons. Messias de Sena Batista
Nasceu em 10 de Junho de 1888 na cidade de Piranga/MG
Faleceu no dia 6 de Outubro em Belo Horizonte.
• Sr. Nagibe Tanure – Comerciante
Nasceu no dia 8 de Agosto de 1907 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 19 de Agosto em Sete Lagoas

1964

LEMBRANÇAS

Em fevereiro, mas precisamente no dia 24 de Fevereiro, faleceu o pai de Elaine, Sr João Pontes Diniz. Foi uma grande perda não só para a família como também para a cidade. Seu João trabalhava no Centro de Saúde e acudia a muitas pessoas necessitadas, aplicando injeções e até mesmo fornecendo remédios que ele mesmo custeava. Eu muito o estimava e o admirava. Tivemos que sair do Rio de avião para que desse tempo de assistirmos aos funerais. Chegamos quase em cima da hora do enterro, mas deu para darmos as nossas despedidas a um ente tão querido.
Foram três os falecimentos de pessoas ligadas a família em pouco mais de 10 meses.
Nesta época residia em nossa casa no Rio de Janeiro o irmão da Elaine o Petrônio que tinha ido para o Rio em busca de emprego e nos causou bastantes problemas por causa do seu vicio com a bebida. Era completamente diferente do Io-Io no que diz respeito a seriedade de seus compromissos.
30 de Setembro nascia minha filha Ciomara.
Esta gravidez de Elaine foi mais tranqüila apesar da época turbulenta, tanto com os falecimentos na família como com os problemas profissionais e políticos. O parto foi de cesariana e Ciomara teve que ficar de observação 24 horas por causa do problema de sangue entre eu e Elaine. Somente agora e que fomos descobrir nosso tipo de sangue.
Eu sou O IV positivo e ela O IV Negativo. Por isso o medico recomendou a cesariana e ligação das trompas. Naquela época ainda não existia vacina para este problema de sangue.
Residíamos em uma Vila Vertical na Rua Visconde de Santa Isabel e lá contamos com a amizade de uma vizinha, D. Maria, que muito colaborou com a Elaine olhando o Frank e mesmo a Ciomara para que Elaine cuidasse da casa.
Não posso deixar de falar de uma pessoa que sempre esteve presente nas festas de final do ano na casa de D. Tina esta pessoa era uma tia de Elaine, conhecida como Tia Sianinha (Ana Diniz). Sianinha foi casada com o tio José já falecido. Era uma pessoa extremamente alegre. Nada a tirava da alegria e todos gostavam de prosear com ela. Das crianças aos adultos lamentavam-se quando ela deixava de vir para as festas de Natal. Durante muitos anos seu presente de Natal para mim era o LP de Roberto Carlos. Ela sempre recomendava que eu não comprasse o LP, pois ela fazia questão de me dar. Depois que Sianinha faleceu os finais de Ano parece que perderam um pouco de alegria.
"O Direito de Nascer", telenovela dirigida por J.B. de Oliveira, o Boni, baseada num script de rádio, vai ao ar na TV Rio.
Com a Ditadura de 64 vieram a censura e os seriados americanos: "Batmasterson", "Bonanza", "A Feiticeira", "Perdidos no Espaço", "Papai sabe tudo" etc.
A TV Excelsior do Rio é inaugurada, criando a linha de shows.

CARNAVAL

As escolas de samba começaram a crescer, invadidas pelos foliões de classe media. Portela e Mangueira, que tinham cerca de 90 componentes nos anos 30 se apresentaram com 1.200. A Portela sagra-se campeã do carnaval carioca pela 17ª vez com o enredo "O segundo casamento de D. Pedro I".


POLITICA

No dia 13 março houve um comício defronte a Central do Brasil onde os manifestante chegaram ao maximo do desrespeito. Mesmo com a participação do Presidente Jango no comício eles queimaram o Pavilhão Nacional e símbolos da republica isto bem próximo ao então Ministério da Guerra, estava ai formada as condições ideais para afastamento do Jango do Poder.
Segue abaixo o panfleto deste comício:




Na passagem do dia 31 de Março para o dia 1 de abril, dia em que realmente eclodiu a revolução, o Gov. Carlos Lacerda durante toda a madrugada falou para o povo da Guanabara por intermédio da Radio Mayrink Veiga clamando frases como esta: “Povo da Guanabara, estamos sendo atacados pelos rebeldes da Marinha. Saiam as ruas, venham defender a Democracia. (Nestes intervalos pedia que tocássemos as matracas de carnaval para parecer que estávamos sendo atacados a tiros)”. O povo atendeu seus gritos de socorro e aderiram e apoiaram a revolução.

HISTORIA

A seguir transcrevo o que acho ser uma descrição fiel da montagem da Revolução:

REVOLUÇÃO DE 1964

Movimento político-militar deflagrado em 31 de março de 1964 com o objetivo de depor o governo do presidente João Goulart. Sua vitória acarretou profundas modificações na organização política do país, bem como na vida econômica e social. Todos os cinco presidentes militares que se sucederam desde então se declararam herdeiros e continuadores da Revolução de 1964.
Revolução ou golpe?
As interpretações simplificadas sobre a natureza do movimento de 31 de março de 1964, que derrubou o governo constitucional do presidente João Goulart dificultou o entendimento do processo que deu origem ao mais longo colapso democrático sofrido pela República brasileira.
O movimento que culminou com a deposição de Goulart, manipulado semanticamente, tem sido exaltado como revolução ou condenado como golpe de Estado. Mas, a exemplo de todas as caracterizações ou definições resumidas, estas são também de pouca utilidade quando se pretende analisar e compreender as causas e as conseqüências do episódio.
Somente o entendimento além das conceituações simplistas possibilitará esclarecimentos adicionais e mais satisfatórios do que os obtidos tanto pelos que consideram a queda de Goulart como resultado de uma ruptura política nos moldes revolucionários, quanto pelos que a reduzem ao simples resultado de um golpe de força militar.
Revolução ou golpe de Estado? Ambos são movimentos com características distintas e inadequadas - por ampliação no primeiro caso e por simplificação no segundo - para explicar os acontecimentos anteriores e posteriores à derrubada de Jango em 1964.
O conceito de revolução com os contornos modernos e mais precisos que recebeu a partir da teoria marxista, supõe a ação revolucionária como um instrumento de transformação nas relações políticas, sociais e culturais, no ordenamento jurídico-institucional e na estrutura econômica. Historicamente, no plano da ação política, as revoluções têm-se dado com o emprego da violência e alteração de domínio de classe no aparelho de Estado.
O golpe de Estado, sem as motivações ideológicas de uma revolução, limita-se a um movimento das elites políticas e visa a substituição de autoridades, para restabelecer a hegemonia de alianças políticas mais fortes entre a própria classe dominante. Como regra, não altera os marcos constitucionais e nem opera mudanças substanciais nos mecanismos jurídicos, políticos, econômicos ou sociais. No golpe de Estado é escassa ou inexistente a participação popular, é breve a duração da luta política e, normalmente, é reduzido o nível de violência.
O processo ocorrido no Brasil em 1964, diverso destes dois modelos, trouxe características próprias, como, por exemplo, a alteração no papel de "poder moderador" exercido até então pelos militares na política brasileira. Seus elementos básicos de julgamento - a face política e o modelo econômico-social - o definem como um regime militar autoritário, centralizador e burocratizaste, mas de conseqüências econômicas modernizadoras, que, a expensas de forte compressão salarial e grande concentração de renda e capital, promoveram um tipo de desenvolvimento intimamente vinculado aos investimentos estrangeiros.
Analisado pela superfície da crise político-institucional, 1964 identificou-se como um movimento político-militar conservador, em oposição às "reformas de base" nacional-populistas e à participação política de setores populares, tradicionalmente excluídos do pacto de poder.
Enquanto expressão de interesses de classes - com expressiva mobilização dos grupos dirigentes e respaldo das classes médias caracterizou-se pela rearticulação política do empresariado nacional, ligado ao capitalismo internacional, correspondendo internamente ao extrato moderno da burguesia industrial.
De importância maior que um simples acidente no processo político brasileiro, o movimento de 31 de março de 1964 ficou, pela sua natureza, tão distante de uma revolução quanto de um golpe de Estado.
"Modernizadores" e "tradicionalistas" na disputa do poder
As raízes estruturais da crise institucional que culminou com a deposição de João Goulart estão plantadas solidamente no fenômeno já identificado como "auge do processo de substituição de importações". Tratava-se, como analisou com precisão o sociólogo Fernando Henrique Cardoso, de recompor "os mecanismos de acumulação e de recolocar esta última num patamar mais alto capaz de atender ao avanço verificado no desenvolvimento das forças produtivas". Portanto, subjacente aos embates políticos — condicionando-os sem determiná-los — estava a rearticulação de grupos sociais nacionais (intérpretes do capitalismo internacional, aos quais se vinculavam direta ou indiretamente), em busca de uma nova base de alianças capaz de interromper e alterar sensivelmente o modelo de desenvolvimento econômico-social sustentado por Goulart. Para isto foi preciso forçar a ruptura constitucional e, posteriormente, estruturar um Executivo forte e repressivo capaz de desmontar as organizações sociais, culturais e políticas que traduziam a demanda dos sindicatos, grupos de esquerda e setores nacionalistas civis e militares. Desmobilizados estes agentes, implementaram-se as políticas de "arrocho salarial "e de concentração de renda e capital.
No jogo político formal, estas forças sociais cujos interesses prevaleceram após março de 1964 estavam representadas pelos industriais e setores financeiros, agindo através de entidades como o Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (IPÊS) e o Instituto de Ação Democrática (IBAD), ou de organizações classistas como o Conselho Superior das Classes Produtoras (Conclap), todas entidades e organizações criadas praticamente - não por mero acaso - entre o final da década de 1950 e o inicio da década de 1960.
A estes setores, que representavam a face "modernizadora" das camadas dirigentes, juntaram-se os militares do núcleo doutrinário, orientados pelo binômio "segurança e desenvolvimento", conceito ideológico básico da Escola Superior de Guerra (ESG), chamada no próprio vocabulário da caserna de "Sorbonne" brasileira. Os "esguianos" integrados a esta vertente modernizante das classes conservadoras - entre os quais se destacavam os generais Golberi do Couto e Silva, Ernesto Geisel, Antônio Carlos Murici e Osvaldo Cordeiro de Farias -perceberam, em 1961, que o fracasso de suas ações explicava-se, fundamentalmente, pelo isolamento social.
Mas as contradições também dividiam o movimento de oposição a João Goulart. Não houve, como pode parecer numa análise superficial, um movimento homogêneo. O propósito consensual de deposição do presidente encobria o conflito básico que o desunia. Setores das classes produtoras, não integrados às necessidades de acumulação, refletiam a ponta "atrasada" da indústria e os interesses latifundiários. Esses setores movimentaram-se pragmaticamente inspirados por razões imediatistas, como, por exemplo, o fantasma da "comunização", ou então para conter mudanças que pudessem afetar diretamente a base das alianças políticas que articulavam como a revisão da estrutura agrária concentradora de terras e da renda agrícola.
Atuando neste conjunto de forças "tradicionalistas", no interior do processo conspiratório, estavam os grupos partidários — o Partido Social Democrático (PSD), a União Democrática Nacional (UDN), entre outros — e, destacadamente, governadores estaduais influentes como José de Magalhães Pinto, de Minas Gerais, Carlos Lacerda, da Guanabara, e Ademar de Barros, de São Paulo. Esta aliança se completava com o apoio de generais como Olímpio Mourão Filho, Justino Alves Bastos, Amauri Kruel e Artur da Costa e Silva, que controlavam ou influenciavam as principais unidades militares. Estes oficiais da "Linha dura" paradoxalmente rompiam a normalidade constitucional ainda no pressuposto da mediação dos conflitos políticos. É importante notar a identidade dos comunicados expedidos no dia 31 de março pelo governador Magalhães, Pinto e pelos generais Mourão Filho e Amauri Kruel.
Em todos eles a justificativa para a sublevação se resumia a dois princípios - a luta "contra o comunismo" e a defesa das "garantias constitucionais": "Nossa atitude, neste momento histórico, não representa senão... a restauração da ordem constitucional comprometida nesta hora" (manifesto do governador Magalhães, Pinto); Jango deveria "ser afastado do poder de que abusava para que, de acordo com a lei, se opere a sua sucessão" (proclamação do general Mourão Filho à nação e às forças armadas); "O II Exército. . . manter-se-á fiel à Constituição e tudo fará no sentido da manutenção dos poderes constituídos, da ordem e da tranqüilidade. Sua luta será contra os comunistas e o seu objetivo será o de romper o cerco do comunismo, que ora compromete e dissolve a autoridade do governo da República" (declaração do general Amauri Kruel, comandante do II Exército).
Os fatos posteriores à deposição de Jango indicam que estas manifestações não eram resultado de simples retórica. Os civis, Magalhães Pinto, Carlos Lacerda e Ademar de Barros, romperam com seus, "aliados" de conspiração tão logo o general "modernizador" Humberto Castelo Branco assumiu o governo. Magalhães voltaria a se recompor com o "poder revolucionário" no governo do general " tradicionalista" Costa e Silva. Carlos Lacerda e Ademar de Barros, punidos, tiveram seus direitos políticos suspensos. Os militares, Mourão Filho e Amauri Kruel, também se incompatibilizaram com o "primeiro governo da revolução" Mourão Filho recebeu funções subalternas e aposentou-se como ministro do Superior Tribunal Militar, enquanto Kruel tornou-se militante do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição. Embora a força das armas dos conspiradores estivesse sob controle dos "tradicionalistas", eles não tinham a representatividade de classe dos "modernizadores", integrados com os setores que detinham a hegemonia dos meios de produção. Por isto, os "tradicionalistas" deram o golpe mas os "modernizadores" ficaram com o poder.
Duas propostas para o Brasil: reformas de base ou modernização conservadora
Por trás destas crises políticas da década de 1950, que se repetiram no início da década de 1960 com a renúncia de Jânio Quadros e a posse de Goulart, revelava-se o esgotamento do modelo econômico e o processo de transformação e desenvolvimento do capitalismo brasileiro, que, como economia periférica, refletia as transformações do capitalismo internacional. Em agosto de 1961, quando Jango assumiu o governo, os sintomas visíveis desta crise formavam uma moldura inquietante para a sua administração e criavam um clima propício para a insatisfação social. O Brasil já não conseguia as grandes taxas de desenvolvimento e a inflação crônica entrava em elevação aguda com tendência a atingir e superar a marca dos 100% anuais.
Havia déficit do tesouro e desequilíbrio no balanço de pagamentos.
A dívida externa aproximava-se dos três bilhões de dólares. Neste quadro conjuntural negativo, tanto Goulart quanto seus adversários perceberam a necessidade de mudanças, detectando a falência do modelo econômico.
Sob a égide do parlamentarismo, que interrompia 70 anos de funcionamento do regime presidencialista, João Goulart tomou posse no dia 7 de setembro de 1961, data representativa da independência política do Brasil. Poucas semanas depois da posse, falando perante o II Congresso de Assembléias Legislativas, o presidente apontava o caminho que adotaria para superar a crise econômico-financeira: "Mobilizar todas as forças (do país) no sentido de acelerar as reformas."
Reformas também estavam no plano dos setores mais modernos do empresariado brasileiro. Antônio Carlos do Amaral Osório, um dos mais ativos representantes do patronato de oposição a Goulart, membro da American Chamber of Commerce, escreveria para O processo revolucionário brasileiro (publicado em 1969 pela Assessoria Especial de Relações Públicas da Presidência da República) que, na década de 1960, "somente uma revolução poderia enfrentar a tarefa múltipla de modernizar o Estado brasileiro... modificando aspectos das estruturas econômicas e sociais"
Também nas escolas de formulação da doutrina militar, a necessidade de transformações era admitida como inevitável. Segundo o general Antônio Carlos Murici, na ESG chegou-se à conclusão de que "para o bem-estar do povo brasileiro, era necessário modificar a estrutura sócio-econômica do Brasil".
Para nenhum grupo social havia mais dúvidas sobre as origens da crise que o país atravessava. Tratava-se, portanto, de um confronto entre dois projetos. Isto significava que, se o governo e seus aliados não conseguissem fazer as "reformas de base", as classes conservadoras as fariam. Só que a seu modo.
As duas propostas radicalizaram o conflito entre governo e oposição, provocando, quiçá pela primeira vez no Brasil, um momento de estratificação ideológica do debate político. Para resolver os impasses estruturais da crise, o governo apresentou o programa de "reformas de base" de caráter inteiramente reformistas. Medidas como a mobilização sindical, a redistribuição da renda, a reforma agrária, a Lei de Remessa de Lucros e o congelamento de aluguéis criaram uma grande "frente" de oposição, deixando o governo com o apoio frágil (porque desorganizado) dos sindicatos de trabalhadores e de grupos minoritários nas forças armadas e outros setores profissionais.
A execução das inovações pretendidas, como a reforma agrária, implicaria alterações na Constituição. Elaborada após o período ditatorial do Estado Novo, a Constituição de 1946 tinha um caráter anti-Executivo. Por isso primava pelas garantias das liberdades públicas formais. Mas o seu conceito de democracia se esgotava na definição política, já que as medidas de alcance social inexistiam ou, quando estavam presentes, eram direitos sem efetividade prática, conquistas meramente figurativa.
Nas relações internacionais, o país, com Goulart, trilharia caminhos sugeridos, ainda que timidamente, nos sete meses da administração de Jânio Quadros. O Brasil assumiu posição em favor da "autodeterminação dos povos e contra a intervenção nos assuntos internos de cada país", libertando as ações do Itamarati da influência direta dos Estados Unidos.
De um modo geral, contra estas iniciativas políticas internas e externas reuniram-se os adversários do governo: o empresariado, os militares conservadores, setores da Igreja católica (já em meio ao cisma teológico que dividiu os religiosos em “progressistas” e “tradicionalistas”, as classes médias urbanas e o patronato rural). O cenário que estes grupos montavam para o Brasil era totalmente distinto do pretendido pelo governo de Goulart. No pós-1964, para desmobilizar os sindicatos e grupos de pressão de esquerda, iria se criar um forte aparelho coercitivo, dirigido por um Executivo centralizador que se sobrepôs ao Legislativo e ao Judiciário, excluindo suas decisões da fiscalização da sociedade. A política externa retomaria, por seu lado, ao leito do alinhamento automático com os Estados Unidos.
Reação conservadora: da oposição ostensiva à conspiração subterrânea.
O desdobramento do processo político desempenhou um papel ativo no resultado do conflito entre o governo de João Goulart e a oposição.O primeiro gabinete parlamentarista, moderado e pluripartidário, levava em conta a hegemonia do PSD na aliança com o PTB, que dava sustentação parlamentar ao governo. O primeiro ministro Tancredo Neves, do PSD, tinha em seu gabinete apenas um representante do PTR, Francisco de San Tiago Dantas, ministro das Relações Exteriores, um Partido Democrata Cristão (PDC), Franco Montoro, ministro do Trabalho, além de integrantes da UDN. O ministro da Fazenda, Válter Moreira Sales, era insuspeito aos olhos dos empresários brasileiros e da comunidade financeira internacional.
Mas esta composição moderada descontentou o "esquerdismo" na base de apoio do governo e não trouxe a confiança dos setores de direita mais radicais. Nas forças armadas, os oficiais "tradicionalistas", identificados com a "linha dura", não interromperam seus projetos de conspiração. Para o ex-ministro da Guerra Odílio Denis, já então na reserva e elevado ao posto de marechal, João Goulart estava definitivamente "incompatibilizado com o regime instituído na Constituição de 1946" porque se "aliara aos comunistas".
Principal articulador do veto militar à posse de Goulart, o marechal Denis tentava arrancar do próprio regime parlamentarista o argumento para um novo veto, sustentando que a Emenda Constitucional nº. 4 "implicava a extinção do mandato de João Goulart, eleito vice-presidente pelo regime presidencial que não mais vigorava".
Espremido entre o radicalismo de "esquerda" e de "direita" e com o seu raio de ação limitado pelo regime parlamentarista, o governo tinha como única perspectiva de longevidade manter inalterada sua base política, firmada no acordo PSD-PTB. Mas a natureza da crise e os métodos pretendidos pelo governo para combatê-la exigiam medidas que romperiam esta aliança. Incluía-se aí, como exemplo mais expressivo e controvertido, a reorganização do sistema fundiário, cujos interesses estavam guarnecidos pelo PSD. Entre os aliados do governo foi natural, também, que as Ligas Camponesas — organizando os trabalhadores do campo — vissem com desconfiança a ação oficial no setor em virtude do acordo com o PSD dos "coronéis" latifundiários.
O vaivém dos acontecimentos políticos provocou a divisão da "esquerda" e uma férrea união da "direita". Mas a trajetória do comportamento da oposição a Goulart mostra que houve, pelos menos, três fases distintas e sucessivas em seu governo.
A primeira fase, que se estende da posse de Goulart ao fim do gabinete Tancredo Neves, caracteriza-se como de oposição ostensiva, porém legalista. Não obstante a existência de facções radicais (movidas por interesses pessoais ou pela rudimentar propaganda anticomunista), a oposição politicamente mais conseqüente — a vanguarda empresarial, política e militar aglutinada pelo IPÊS — procurava conter o governo no Congresso ou pela disputa eleitoral.
Nesta fase parlamentarista a presença do premier Tancredo Neves garantia, aos olhos da oposição, que o governo se conteria nos limites da Constituição, muito embora seus adversários reagissem fortemente a todas as decisões que contrariavam interesses estabelecidos. Mesmo "amarrado" pela aliança do PTB com o PSD, o governo estabeleceu parâmetros mais amplos para as suas ações. Entre outras medidas, reatou relações diplomáticas com a União Soviética, rompidas desde 1947, decretou a caducidade da concessão de exploração de jazidas minerais em poder da Hanna Minning Corporation e incentivou a criação do Comando Geral dos Trabalhadores (CGT), indiferente às decisões restritivas da justiça trabalhista. No âmbito das relações exteriores, o Brasil rompeu os elos da política de "alinhamento automático" na Conferência de Punta Del Este ao se abster de votar a proposta norte-americana de expulsão de Cuba da Organização dos Estados Americanos (OEA) proposta pelos Estados Unidos, que acabou vencedora com 14 votos favoráveis ao afastamento cubano da organização.

REVOLUÇÃO DE 1964

O gabinete Tancredo Neves se dissolveu em junho de 1962, pouco depois de Goulart anunciar, pela primeira vez, que pretendia alterar a Constituição para fazer a reforma agrária. O governo justificava a necessidade da alteração constitucional em virtude de o artigo 141 determinar que as desapropriações, mesmo tendo caráter social, exigiam indenização "prévia e em dinheiro".
Sem esta modificação, considerou Goulart, o projeto de reforma agrária se transformaria, antes de tudo, num grande negócio para os especuladores de terras rurais. Defensor da estrutura da propriedade fundiária, o PSD rompeu a aliança com o PTB. No Congresso houve um reordenamento de forças e a multiplicidade partidária reduziu-se, nas votações mais importantes, a dois grandes blocos: a Frente Parlamentar Nacionalista (FPN), de apoio às reformas, e a Ação Democrática Parlamentar (ADP), de oposição a elas.
Para os adversários do governo, a dissolução do gabinete Tancredo Neves marcou uma segunda fase de ação que só terminaria com a realização do plebiscito.
Neste momento as oposições se mobilizaram para as eleições de outubro de 1962 e para a campanha em defesa do regime parlamentarista que ia a julgamento popular em janeiro de 1963,motivadas ainda mais por outras decisões do governo, como o estabelecimento do monopólio da importação do petróleo e seus derivados e a criação da Superintendência da Política Agrária (Supra). Os interesses empresariais se aglutinaram de maneira mais transparente em virtude do trabalho de articulação e propaganda do IPÊS.
Um esforço monumental foi feito para derrotar o governo eleitoralmente. O empresariado nacional e internacional com interesses no Brasil injetou através do Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD) uma grande soma de dinheiro na campanha eleitoral.
Este apoio financeiro a candidatos indicados pelo IBAD, somente em dólares, segundo cálculos do então embaixador americano Lincoln Gordon, "pode ter chegado a cinco milhões".
O resultado não foi plenamente satisfatório. A UDN obteve o terceiro lugar em número de votos e o PTB conseguiu o segundo, com um aumento sensível da bancada ideológica de "esquerda", enquanto o PSD permanecia como partido majoritário no Congresso. A composição de forças, de qualquer forma, prendia o presidente Goulart e suas decisões a um novo acordo com o PSD. Não era difícil de se prever que o bloco do PSD numericamente mais expressivo se aliaria contra as reformas. Para continuar neutralizando as ações, do governo no Congresso restava à oposição manter o regime parlamentarista.
As contradições políticas da oposição facilitariam porém a vitória de Goulart, empenhado em restabelecer o presidencialismo e seus plenos poderes como presidente. As eleições presidenciais, previstas para 1965, seriam um fator favorável ao governo na medida em que as ambições dos "presidenciáveis" da UDN e do PSD os deixariam indiferentes à sorte do parlamentarismo (como aconteceu com Carlos Lacerda) ou, então, francamente a favor da restauração do presidencialismo, a exemplo de Magalhães Pinto e do ex-presidente Juscelino Kubitschek.
O resultado do plebiscito (9.457.448 votos pelo presidencialismo e apenas 2.073.582 a favor do parlamentarismo) se, por um lado, devolveu a Goulart os poderes que lhe foram tirados para assumir o governo, por outro, determinou uma opção decisiva para seus adversários: a conspiração.
Uniram-se os setores radicais "tradicionalistas" que já vinham conspirando há longo tempo e os "modernizadores", que deram um novo rumo à campanha político-ideológica contra o governo. A partir deste momento, buscou-se a aprovação da opinião pública nacional - a classe média, notadamente - e da opinião internacional, para a tomada do poder com um golpe de força.
O desenvolvimento progressivo deste processo, na oposição, foi observado por Jorge Oscar de Melo Flores, ligado profissionalmente ao Chase Manhattan Bank, à época, diretor do IPÊS, e presidente do Sindicato dos Bancos: "Os líderes empresariais, normalmente divididos por interesses contraditórios. . . uniram-se ante o perigo comum e tomaram uma posição que... com a evolução dos acontecimentos, passou por fases sucessivas cada vez mais radicalizadas, até atingir o estágio revolucionário."
O "estágio revolucionário" envolveu a decisão militar. Os marechais Odílio Denis e Cordeiro de Farias, em correntes diferentes da conspiração, fixaram no restabelecimento do presidencialismo o momento decisivo da trama golpista: "Com a queda do parlamentarismo... era preciso agir pela força para derrubar o governo" (Odílio Denis); "Creio que podemos situar o início da conspiração, como atividade política relativamente organizada, no momento em que Jango recuperou todos os poderes, após o plebiscito que restaurou o presidencialismo" (Cordeiro de Farias).
Mas os militares não deixaram os quartéis - sob o risco de repetir o fiasco de 1961 - se não houvesse um sentimento social de oposição a Jango, para o qual contribuiu a alta taxa de inflação, capitalizada pelos seus adversários. Entre o plebiscito de janeiro de 1963 - que ratificou o apoio a Goulart - e o golpe de 31 de março de 1964 operou-se uma transformação radical na opinião pública graças a um bem-sucedido plano de agitação e propaganda.
O Congresso transformou-se na caixa de ressonância de todo o plano cujo objetivo principal era atrair a simpatia do maior número possível dos grupos sociais. O deputado Olavo Bilac Pinto, da UDN, numa série de importantes discursos, denunciava a suposta "guerra revolucionária" no Brasil. Apoiado em estudos militares, o parlamentar afirmava que a "guerra revolucionária" no Brasil estava em sua terceira e última fase: a tomada do poder pelas armas. O clero conservador (tendo à frente o cardeal dom Jaime de Barros Câmara, do Rio) apoiava a campanha contra o governo afirmando combater "a ameaça comunista". Grupos femininos, como a Campanha da Mulher pela Democracia (Camde), promoviam manifestações antigovernistas incentivadas por organismos classistas patronais. “Os quartéis eram ‘bombardeados” com prospectos denunciando a mobilização de militares subalternos (sargentos e marinheiros) como parte do esquema de Goulart para transformar as forças armadas em "milícias comunistas". Os empresários faziam freqüentes ameaças de lockout e havia denúncias sucessivas de que o governo pretendia fechar o Congresso e implantar uma ditadura "anarco-comunista" ou uma "república sindicalista".
A ação do governo promovendo intensa mobilização dos setores subalternos, que ameaçava alterar as relações sociais no campo (com a mobilização das Ligas Camponesas pela reforma agrária) e as relações hierárquicas nas forças armadas (a exemplo dos movimentos dos sargentos e marinheiros) e que vinha disciplinar o capital estrangeiro (com a Lei da Remessa de Lucros) tomou-se o arsenal onde os conspiradores buscavam sua munição.
Frente a tamanha campanha e à grande articulação de forças contrárias, o governo sucumbiu. João Goulart não teve êxito na difícil e perigosa tarefa de introduzir inovações que alterariam o equilíbrio político, social e econômico, de predominância conservadora. Ele teve contra si não só aquelas forças bem alojadas no contexto do pacto social que vigorava, como também o fato de não ter construído as novas bases de sustentação do governo entre as forças que talvez viessem se beneficiar com as transformações com que acenava.
O IPÊS
Criado em 1961, ainda no governo de Jânio Quadros, por um grupo de empresários representantes da extração moderna da classe dirigente brasileira, o Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (IPÊS) tornou-se o laboratório de formulação de um programa político e econômico com o objetivo de rearticular os mecanismos de acumulação, em bases modernas, capaz de promover a ascensão do capitalismo brasileiro a um estágio mais ajustado às suas próprias necessidades de desenvolvimento. Modelou-se ali um programa de reformas, conservador, mas suficientemente ousado para sugerir, inclusive, a adoção de uma reforma agrária.
Estas propostas, embora avançadas e contrárias aos interesses imediatos de grupos "tradicionalistas" (como, por exemplo, a oligarquia latifundiária), consolidou a aliança "modernizadora" firmada entre setores empresariais, políticos e militares, responsável pela preparação e, em boa parte, pelo sucesso do levante de 31 de março de 1964.
O avanço de forças sociais - sindicatos, grupos de esquerda e setores nacionalistas das forças armadas - , com um programa distinto e cujos interesses refletiam-se nas reformas de base do governo de Goulart, ampliou e transformou a proposta inicial do IPÊS. Por trás das atividades técnicas e aparentemente neutras de uma entidade voltada para objetivos essencialmente "educacionais e cívicos", passou a prevalecer a luta política e a propaganda contra as reformas estruturais incentivadas por Jango, de cunho nacionalista e de tendência social mais avançada.
Em sua fase "defensiva", a campanha do IPÊS promovia "os valores" da livre iniciativa e dava suporte financeiro a candidatos comprometidos politicamente com os seus propósitos. Mas o fracasso nas eleições de outubro de 1962 e o desdobramento do processo político forçaram uma ação "ofensiva". A campanha foi enraizada num segmento social já abalado pela crise econômica. A classe média, agitada pelo "fantasma" do comunismo associado aos objetivos reformistas do governo, sintonizou-se com a propaganda ideológica do IPÊS.
Em fins de 1963, o IPÊS já contava com mais de quinhentos membros, havia-se expandido por outros estados além do Rio e São Paulo, e organizado o recrutamento de novos filiados. Cada integrante de um núcleo original de 50 membros foi encarregado de trazer outros cinco, e, assim, sucessivamente.
As atividades ideológicas e de organização do IPÊS cresceram muito além do meio empresarial no qual teve origem. Seus dirigentes e associados trabalharam incessantemente no Congresso, nas forças armadas, nos sindicatos de trabalhadores, no movimento estudantil, na Igreja e no movimento camponês. Registrado como "agremiação apartidária", o IPÊS atuava nestes múltiplos setores associado a siglas como a IBAD, a Camde, o Grupo de Ação Patriótica (GAP), a União Cívica Feminina (UCF) e o Movimento Sindical Democrático (MSD). No Congresso patrocinou a formação da Ação Democrática Parlamentar (ADP), bloco interpartidário que congregou os políticos antijanguistas.
Este intenso trabalho de propaganda, aliciamento e persuasão da opinião pública consolidou uma ampla frente contra o governo. A deflagração do golpe encontrou o "terreno" da sociedade preparado para apoiá-lo. O IPÊS tomou-se, na constatação de René Armand Dreyfuss, autor de minucioso trabalho sobre a organização, funcionamento e ação desta entidade, "o verdadeiro partido da burguesia". Ou ainda, na fase da conspiração, "o seu estado-maior para a ação ideológica, política e militar".
Quais eram os mecanismos que faziam funcionar esta poderosa organização? A estruturação interna do IPÊS estava assentada na ação de cinco grupos, cada um deles encarregado de retransmitir as determinações de um conselho orientador, um comitê diretor e um comitê executivo. O mais importante destes "braços executivos" do IPÊS era o "grupo de levantamento de conjuntura" (GLC) chefiado pelo general Golberi do Couto e Silva. A função principal do GLC era a de registrar os acontecimentos políticos em todas as áreas e setores, fazendo avaliações e previsões de seus reflexos. Cabia também ao GLC indicar os rumos da ação do IPÊS sugerindo mudanças, alternativas e ações que pudessem influenciar o, processo político. O general Golberi e seus comandados eram encarregados da ligação dos empresários com os militares e da montagem de um "banco de informações". Foi a partir do armazenamento destes dados que, após 1964, montou-se o arquivo do Serviço Nacional de Informações (SNI), que Golberi criou e dirigiu.
O "grupo de assessoria parlamentar"(GAP) chamado no jargão ipesiano de "escritório de Brasília" era o canal por onde corriam os meios de influência do IPÊS no Congresso Nacional. O chefe do GAP era o banqueiro Jorge Oscar de Melo Flores, que, através da estruturação do bloco político de oposição, a Ação Democrática Parlamentar, estabeleceu um controle de enorme influência nas decisões da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. A estratégia do GAP consistia em bloquear as propostas governamentais no Legislativo para forçar João Goulart e seus aliados a hostilizar o Congresso e, com isto, perder o apoio que ainda mantinham dos setores mais liberais da sociedade e das forças armadas.
O "grupo de opinião pública" (GOP) era incumbido de disseminar os objetivos e as atividades do instituto, organizando palestras, seminários e, fundamentalmente, municiando de informações a imprensa escrita, falada e televisionada. O "grupo de publicações/editorial" (GPE) tinha por tarefa a distribuição do material impresso e visual com a mensagem certa e adaptada aos grupos sociais e às diversas regiões do país. Somente em 1963, ano da mais intensa atividade dos grupos de oposição a Goulart, o GPE editou 280.000 exemplares de livros e 2.500.000 panfletos. Finalmente, o quinteto de ação e doutrinação do IPÊS se completava com o "grupo de estudo e doutrina" (GED), que funcionava corno um centro de pesquisa, suprindo o GLC e o GPE com material para seu trabalho.
Foi preciso, obviamente, muito dinheiro para movimentar uma máquina de propaganda tão dispendiosa. Os recursos internos vinham muitas vezes através de mecanismos simples, como a criação de agências de propaganda que emitiam faturas para as empresas colaboradoras em nome de serviços que não eram prestados. O apoio externo, segundo dados compilados dos arquivos do IPÊS, veio de quase trezentas empresas norte-americanas e de mais de uma centena de empresas de origens diversas.
O duplo papel dos EUA: padre Peyton e "Brother Sam"
Toda a política norte-americana para a América Latina, no início da década de 1960, foi sublinhada pelos acontecimentos em Cuba. Fidel Castro declarou o caráter revolucionário do seu governo e estreitou laços políticos com a União Soviética. A partir daí, no julgamento do Departamento de Estado, pairou a ameaça de cubanização da América Latina. Outros episódios políticos ocorridos no continente, em nada porém semelhantes ao processo cubano, fizeram os Estados Unidos aquecerem a "guerra fria" com a União Soviética no tabuleiro da diplomacia latino-americana.
Basicamente em função disto, e como pólo para atração de aliados, foi lançado o programa Aliança para o Progresso, uma proposta assistencialista justificada pela "degradação social" na América Latina. Na ótica do presidente John Kennedy, deveriam ser incentivadas as políticas de reformas como antídoto ao "veneno" das revoluções. O "fantasma" de Sierra Maestra foi, também, uma advertência ao Congresso norte-americano - dominado por republicanos - que ameaçava cortar parte substancial das verbas de assistência financeira no orçamento elaborado pelo governo democrata de Kennedy. Mas além da pressão dos congressistas, Kennedy enfrentava a reação empresarial, cujos interesses estavam ameaçados ou eram afetados pelas nacionalizações de empresas norte-americanas no exterior, a exemplo do que ocorreu no Rio Grande do Sul em fevereiro de 1962, quando o governador Leonel Brizola encampou uma subsidiária da International Telephone and Telegraph. No dia seguinte a esta decisão, o presidente da ITT enviou telegrama urgente e confidencial à Casa Branca, solicitando providências pessoais de Kennedy e traçando paralelos entre o que ele chamou de "tomada irresponsável" das propriedades estrangeiras no Brasil e o processo revolucionário cubano.
Neste quadro, não houve novidade no fato de os Estados Unidos tentarem - e conseguirem - influenciar o que acontecia no Brasil. A participação norte-americana no movimento contra o governo Goulart ocorreu não só através da desestabilização, (o estrangulamento econômico com o respaldo da propaganda, visando enfraquecer politicamente o governo) como na deposição do presidente. Os exemplos mais notórios foram a campanha religiosa anticomunista do padre Patrick Peyton e a operação naval "Brother Sam", que daria sustentação militar aos revoltosos em caso de necessidade. Mas a ação diplomática, a influência econômica, o suporte financeiro para os adversários de Goulart e, por fim, as tarefas destinadas aos navios da operação "Brother Sam" só teriam sua extensão e profundidade inteiramente conhecidas após a liberação de documentos oficiais do governo de Washington, ainda mantidos em sigilo. A pesquisadora norte-americana Phyllis R. Parker, que em 1976 decifrou documentos importantes sobre as atividades dos Estados Unidos durante o governo de Goulart, registrou que algumas das partes mais, delicadas da correspondência entre o governo dos EUA e sua embaixada no Brasil ainda se encontravam inacessíveis. Mesmo assim, pelo que se conhece da documentação e pelos depoimentos dos mais importantes atores políticos daquele processo, já é possível remontar as atividades norte-americanas contra Jango.
A posse de João Goulart foi recebida em Washington com extrema frieza. O Departamento de Estado, por exemplo, deu ao novo presidente brasileiro apenas o "benefício da dúvida" conforme a avaliação de um memorando encaminhado ao presidente Kennedy. O teor deste documento indica o grau de dificuldade que Goulart encontrou para obter recursos externos, fundamentais não só para desenvolver o seu programa de governo como também para saldar compromissos com a dívida externa, superior a dois bilhões de dólares na ocasião. Era um sinal patente de que, malgrado a simpatia recíproca entre Goulart e Kennedy, as relações com o Brasil oscilariam entre a política liberalizante do presidente e os interesses dos grupos internos de pressão nos EUA.
A economia brasileira, extremamente integrada e dependente da norte-americana, favoreceu um controle parcial das ações mais substanciais do governo. Só isto explica o fato de Goulart ter postergado, por mais de um ano, a assinatura da Lei de Remessa de Lucros, aprovada pelo Congresso brasileiro.
O poder e o interesse dos grupos empresariais norte-americanos no Brasil estão coligidos num relatório do Bureau of Inteligence and Research, do Departamento de Estado, elaborado em 1963. Das 55 principais empresas que operavam no Brasil, 31 eram multinacionais e 24 nacionais. Destas, mais da metade era associada a interesses estrangeiros. Dos 3,5 bilhões de dólares investidos no Brasil naquele período, cerca de 1/3 era americano.
A administração de Kennedy, ao que tudo indica, preferiu acreditar no sucesso da ação diplomática, na eficácia da propaganda e no poderio dos dólares. Para executar estas tarefas, Washington destacou um novo embaixador. A escolha recaiu sobre o scholar Lincoln Gordon, um professor de Harvard que trabalhou na elaboração da Aliança para o Progresso. Gordon, indicado semanas antes da renúncia de Jânio (quando o presidente já esboçava o perfil de uma política externa mais independente), só assumiu o posto após a crise da posse. O novo embaixador fez pressão contínua contra o desenvolvimento da "política externa independente" concretizada por Goulart. Durante suas audiências no palácio do Planalto, Gordon insistia contra a presença de elementos "esquerdistas" e "comunistas" em postos-chave da administração brasileira e sempre ouvia como resposta as sérias restrições de Goulart à participação dos EUA na desestabilização de governos latino-americanos.
Um ano depois da chegada de Gordon, outro personagem importante se incorporaria à embaixada: o adido militar, coronel Vernon Walters. A presença de Walters, lingüista brilhante, intérprete do comando norte-americano junto aos oficiais brasileiros na Segunda Guerra Mundial, estimulou a hipótese levantada por setores da esquerda brasileira, da ingerência direta de Washington no golpe contra Goulart. Um diálogo entre o embaixador e o seu novo adido militar, revelado por Walters, desvenda parte da atuação destes dois homens, que depois, se tornaram dirigentes da Central Intelligence Agency (CIA). "Quero saber o que está acontecendo; quero poder influenciar as atividades do país e não quero surpresas", instruiu o embaixador. Posteriormente, Walters recordaria: "Ele nunca teve surpresas".
Os laços em torno das restrições econômico-financeiras também não foram afrouxados. Mesmo os empréstimos negociados e aprovados antes da posse de Goulart só foram liberados parcialmente. Assim ocorreu com uma ajuda de 338 milhões de dólares, aprovada em maio de 1961 e da qual só 40 milhões de dólares chegaram ao Brasil.
A hostilidade da comunidade empresarial aumentou sensivelmente em setembro de 1962, quando o Congresso brasileiro aprovou a Lei de Remessa de Lucros, que Goulart sancionaria somente em janeiro de 1964. Entre outras medidas disciplinadoras do capital estrangeiro, a nova lei restringia a remessa de lucros das empresas multinacionais no país a 10 % do capital registrado.
Por duas vezes encontraram-se os presidentes Goulart e Kennedy, para discutir uma pauta carregada de desencontros políticos. A sintonia dos entendimentos conseguidos nas negociações perdia-se no conflito de interesses dos dois países. O insucesso de Kennedy em conter os avanços de Goulart acirrava a pressão do Congresso norte-americano sobre o seu governo. Numa reação ostensiva contra o prolongamento das negociações sobre o valor a ser pago pelo Brasil com a nacionalização da ITT, os congressistas aprovaram a Emenda Hickenlooper. A partir de então, o governo norte-americano estava obrigado a suspender pianos de ajuda a qualquer governo que expropriasse empresas de capital norte-americano sem indenização integral do valor da propriedade num prazo máximo de seis meses.
A aproximação das eleições brasileiras, em outubro de 1962, levou a participação norte-americana nos assuntos internos do Brasil a alcançar um outro patamar. Kennedy alertou seu staff para a importância "crucial" das eleições no desdobramento do processo político brasileiro. Kennedy percebeu, a exemplo dos adversários internos de Jango, que era preciso estancar o crescimento das esquerdas no Congresso. Para influenciar no resultado eleitoral abriu-se, através do IBAD, um conduto para milhões de dólares despejados na campanha dos candidatos conservadores. Segundo o ex-agente da CIA, Philip Agee, os fundos provenientes de fontes estrangeiras foram utilizados na campanha de oito candidatos aos governos dos 11 estados onde houve eleições, em apoio a 15 candidatos ao Senado, a 250 candidatos à Câmara e a mais de quinhentos candidatos às Assembléias Legislativas.
O resultado eleitoral não compensou o esforço financeiro. A bancada "da esquerda" aumentou sua presença e influência no Legislativo. Além disto, a "enxurrada de dólares" originou a criação de uma comissão parlamentar de inquérito. Apuradas as atividades do IBAD, descobriu-se que o dinheiro para a campanha dos adversários de Goulart entrava no país pelo Royal Bank of Canadá, Bank of. Boston e First National City Bank.
Nos Estados Unidos, os grupos mais conservadores e atuantes aumentavam a pressão sobre o governo. Duas semanas após as eleições brasileiras, os assessores de Kennedy foram alvejados por um artigo de grande repercussão, publicado no jornal Maryland Monitor. Sem meias palavras, o jornal insinuava uma intervenção direta no Brasil, argumentando que logo chegará o momento em que teremos de perguntar a nós mesmos se é do nosso próprio interesse que Goulart continue a cambalear até o fim de seu mandato, em 1965... ou se nossos interesses seriam mais bem servidos se Goulart fosse aposentado do governo antes da data marcada".
A morte de Kennedy ajudaria a definir o rumo a tomar. Antes disto, porém, o Departamento de Estado insistiu num processo mais sofisticado. Foi enviado ao Brasil o padre Peyton, pároco de Hollywood. Para fazer a intensa mobilização dos católicos, ele lançou a Cruzada do Rosário em Família, semente da campanha contra o governo organizada posteriormente por senhoras da classe média. As pregações do padre Peyton frutificaram, por exemplo, na ação das mulheres mineiras que, de rosário nas mãos, impediram um comício de Leonel Brizola em Belo Horizonte. Ou então na resposta dada, em São Paulo, ao Comício da Central promovido pelo governo, no Rio. Uma multidão calculada em quinhentas mil pessoas saiu em passeata pelas principais ruas da capital paulista, na manifestação chamada Marcha da Família com Deus pela Liberdade, de grande impacto entre as camadas médias da sociedade.
Enquanto o coronel Vernon Walters contatava diretamente os círculos da conspiração militar, mantendo a Casa Branca inteiramente informada dos preparativos para a derrubada de Goulart, o embaixador Lincoln Gordon desenvolvia uma diplomacia paralela, estabelecendo "linha direta" entre as agências financeiras e o governo dos Estados Unidos, de um lado, e os governos estaduais de oposição, de outro. Gordon considerava a atuação de governadores como Carlos Lacerda e Ademar de Barros "ilhas de sanidade administrativa" no Brasil. Com este by pass, os recursos financeiros negados a Goulart chegavam aos cofres de seus adversários.
O assassinato de John Kennedy e a ascensão do vice-presidente Lyndon Johnson aceleraram a diplomacia norte-americana para um velho desvio político, seguido pelos Estados Unidos na América Latina. Era, enfim, a opção ao dilema reformas ou revolução" antevisto por Kennedy. A política traçada pelo novo secretário assistente de Estado para Negócios Interamericanos, Thomas Mann, batizada de "doutrina Mann", foi explicada num artigo do New York Times do início de março de 1964: "Os Estados Unidos não mais procurariam punir as juntas militares por derrubarem regimes democráticos". Como um "castelo de cartas", os governos eleitos democraticamente foram caindo e dando lugar a ditaduras militares direitistas.
Se alguma dúvida restava quanto à simpatia dos EUA pelos adversários de Goulart, ela foi desfeita quando os historiadores, em 1976, tiveram acesso a uma parte da correspondência trocada entre a embaixada norte-americana e os gabinetes mais importantes de Washington. Cifrado sob o código "Brother Sam", um grande número de telex explicava uma operação naval que, oficialmente, tinha duas finalidades: uma demonstração "simbólica" de poderio bélico e, em segundo lugar, a garantia da retirada dos cidadãos norte-americanos do país, caso suas vidas fossem ameaçadas pelo conflito. Esta força-tarefa deslocada para a costa brasileira, capitaneada pelo porta aviões Forres tal, estava preparada, também, para executar quaisquer outras tarefas ,que lhe fossem designadas". Contando com o apoio de destróires equipados com mísseis teleguiados, petroleiros, navios de munições e de mantimentos, não se pode excluir a possibilidade de uma intervenção armada dos fuzileiros navais se houvesse conflito militar entre as forças fiéis ao governo e as tropas rebeladas. Esta operação naval "preventiva" estimula a hipótese de desembarque dos "marines" no Brasil. A oportunidade não surgiu porém, porque o governo de João Goulart não reagiu militarmente contra seus adversários inte
As forças armadas - a nova doutrina e a conjuntura militar
Até a eclosão do movimento de março de 1964, o papel exercido pelos militares brasileiros era hoje "poder moderador", uma alternativa republicana à função similar desempenhada pelo imperador ao tempo da monarquia. Admitidas como árbitros dos conflitos político-partidários, as forças armadas intervinham no processo e retomavam em seguida às suas funções profissionais, deixando para os grupos civis o restabelecimento da normalidade constitucional que se havia rompido. Enquanto instituído profissional, os militares estavam imbuídos de um espírito de guardiãs da Constituição, a favor da qual supunham agir - respaldados num consentimento social implícito - ante qualquer ameaça que julgassem danosa à sociedade e à ordem legal.
Em um estudo encomendado pelo Departamento de Estado norte-americano, na década de 1970, sobre os militares brasileiros, o historiador Alfred Stepan, da Universidade de Yale, elaborou um esboço dos princípios que pareciam nortear este comportamento de tutoria dos militares. Analisando o fenômeno a partir do ponto de vista interno da instituição, ele concluiu que duas atitudes reforçavam o conceito clássico do papel exercido pelas forças armadas: a confiança na habilidade dos civis para governar e, paralelamente, a pouca confiança na sua própria aptidão política.
O que os teria levado, em 1964, a superar estes limites de ação política para exercer o controle efetivo do aparelho de Estado? Fundamentalmente esta resposta pode ser encontrada na "doutrina política nacional de segurança e desenvolvimento" elaborada na Escola Superior de Guerra, em trabalho conjunto com as elites políticas e econômicas. Criada em 1948 por um grupo de militares que freqüentou os war colleges nos Estados Unidos, a ESG adaptou o modelo norte-americano a um novo figurino. O regulamento da ESG, em 1963, explicava que seu programa de estudos propunham a "preparar civis e militares para desempenhar funções executivas ou de assessoria, especialmente nos órgãos de segurança nacional"
A elasticidade do conceito de "segurança nacional" franqueava o acesso a todos os escalões da administração, e os novos quadros militares, confiantes na sua capacidade de decisão e desempenho de funções executivas, introduziram uma "moderna" concepção para racionalizar a ação política do Estado". O traço peculiar desta doutrina "esguiana" era a Prisão do desenvolvimento ao conceito de segurança "ao ponto de ser impossível tratá-los, a nível político, como fenômenos independentes". A teoria, reduzida na prática aos dois termos "segurança e desenvolvimento", corporificou-se na Constituição federal e ramificou-se nas leis e decretos-leis e outras decisões legais, em vigor a partir de 31 de março de 1964.
Se este conceito foi básico na alteração do papel das forças armadas, restava aos militares superar, na prática, a tradição democrática que reservava aos civis o exercício do poder. Esta grande mudança se deu num espaço de tempo relativamente curto. Mais precisamente, entre a decisão legalista da maioria de acatar a posse de Goulart em 1961 e a reação, também majoritária, visando sua deposição em 1964.
A situação conjuntural favoreceu a formação de um sentimento oposicionista nos meios militares. Embora os oficiais "tradicionalistas" radicais tivessem continuado o proselitismo contra Goulart mesmo depois do fiasco do golpe de agosto de 1961, quatro episódios tiveram conseqüência direta para atiçar o ânimo insurrecional nos quartéis: o atrito entre o deputado Leonel Brizola e o general Antônio Carlos Murici, a Revolta dos Sargentos, a Rebelião dos Marinheiros e a reunião no Automóvel Clube.
Os efeitos destes acontecimentos na área militar eram duplos. De um lado aguçavam as contradições entre a oficialidade nacionalista e os subalternos (os dois setores governistas no meio militar) em torno da questão disciplinar. De outro, facilitavam o proselitismo dos conspiradores junto à indecisa massa de oficiais, oscilantes entre a fidelidade constitucional ao presidente e o respeito aos princípios do regulamento disciplinar colocado em xeque por estes episódios. A renitente pregação dos conspiradores passou a ter conseqüências a partir da formação destas "crises militares" que abalavam as estruturas mais caras ao funcionamento da corporação. Este esprit de corps manifestou-se claramente por ocasião do entrevero Brizola-Murici, em maio de 1963. Num discurso de extrema violência, feito no Rio Grande do Norte, Brizola acusou o general Murici (comandante da Infantaria Divisionária da 7ª. Divisão de Infantaria de Natal) de "golpista" e "gorila". A reação militar caiu como uma luva nos planos da conspiração. Oficiais de todo o país telegrafaram ao Ministério da Guerra hipotecando solidariedade a Murici. As manifestações de desagravo indicavam os nomes, comandos e postos de potenciais aliados contra o governo.
A cadeia de acontecimentos que minou o apoio militar ao governo teria seqüência em setembro daquele mesmo ano com a Revolta dos Sargentos, ocorrida em Brasília. Cerca de quinhentos sargentos sublevaram-se e ocuparam os principais centros administrativos da capital, em protesto contra a decisão do Supremo Tribunal Federal de negar o direito à diplomação aos sargentos eleitos para a Câmara dos Deputados em outubro de 1962. Em poucas horas o movimento estava dominado, mas seus reflexos foram danosos para Goulart. O próprio comandante do II Exército, general Peri Bevilacqua (oficial constitucionalista que apoiou decisivamente a posse de Goulart e a realização do plebiscito) atribuiu ao Comando Geral dos Trabalhadores (CGT), ao Pacto de Unidade e Ação (PUA) e ao Fórum Sindical de Debates a responsabilidade pela insurreição dos sargentos. O general Bevilacqua tachou a cúpula do movimento sindical de "aglomerados de malfeitores sindicais".
A Rebelião dos Marinheiros e o comparecimento de Goulart à reunião no Automóvel Clube, no Rio, onde se comemorava o aniversário de criação da Associação de Subtenentes e Sargentos da Polícia, deram os retoques finais da crise.
Reunidos no dia 25 de março de 1964 no Sindicato dos Metalúrgicos cariocas, os marinheiros exigiam a suspensão das penas disciplinares impostas aos diretores da Associação dos Marinheiros e Fuzileiros Navais do Brasil, entidade que funcionava à revelia do regulamento da Marinha. O ministro Sílvio Mota, que ordenara a prisão dos dirigentes da associação, foi demitido e substituído pelo almirante Paulo Mário da Cunha Rodrigues. A resposta do almirantado foi francamente hostil ao governo. Reunido no Clube Naval, um grupo de almirantes hasteou a bandeira nacional a meio pau. O Clube Militar se solidarizou. A decisão do novo ministro - anistiando os marinheiros - provocou a coesão militar contra João Goulart. Mais de duzentos oficiais da Marinha - entre os quais 20 almirantes - lançaram um manifesto responsabilizando o governo pelo que consideravam um golpe profundo na disciplina militar, e buscando a solidariedade das outras armas: "O grave acontecimento que ora envolve a Marinha, ferindo-a na sua estrutura, abalando a disciplina, não pode ser situado apenas no setor naval. E um acontecimento de repercussão nas forças armadas e a ele o Exército e a Aeronáutica não podem ficar indiferente".
Mas o último estopim ia ser aceso pela cerimônia no Automóvel Clube, quando os subtenentes e sargentos da PM convidaram Goulart para presidir a solenidade de aniversário da associação que integravam. Desaconselhado por uns, aconselhado por outros, Goulart decidiu, à última hora, comparecer à solenidade realizada na noite do dia 30 de março de 1964. Os oficiais esperavam ouvir do presidente palavras de repreensão aos subalternos. Jango, no entanto, solidarizou-se com as reivindicações e o movimento dos policiais. O discurso presidencial rompeu o fio da legalidade que continha a reação da maioria da oficialidade.
É bem verdade, no entanto, que o sentimento de legalidade dos militares, mesmo antes destes acontecimentos, estava solapado por dois importantes documentos que circulavam pelos quartéis.
Um deles, o "Leex" (Lealdade ao Exército) era apócrifo. O outro, era a Circular Reservada, enviada a 20 de março a todos os generais e oficiais do Estado-Maior do Exército, assinada pelo general Humberto de Alencar Castelo Branco, chefe do órgão.
O "Leex" procurava coordenar os anseios e esforços" de vastas áreas das forças armadas para evitar "ações e manifestações parciais e isoladas". O documento jogava habilmente sobre a indecisão dos oficiais o fantasma do "regime cubano" e, com isto, tentava restringir o conceito de legalidade e obediência constitucional ao presidente da República, chefe supremo das forças armadas, "dentro dos limites da lei". Na segunda parte, um questionário procurava recolher informações sobre "o ambiente militar" e as possibilidades de apoio em cada unidade, com perguntas incitadoras como esta: "Estão convencidos de que certos setores do governo alimentam o propósito de subverter as instituições sociais e políticas para implantar no Brasil um regime de feição comunista? Caso positivo, estariam dispostos a reagir ? Em que circunstâncias, sob que condições?"
A circular do general Castelo Branco, resguardada pela aparência profissional e imparcial do chefe do Estado-Maior do Exército, analisava o cenário político e as questões em pauta, como a convocação de uma constituinte e as reformas de base, à luz da conduta militar. A exemplo do "Leex", estabelecia como parâmetros do profissionalismo das forças armadas os "limites da lei": "Os quadros das forças armadas têm tido um comportamento, além de legal, de elevada compreensão face a dificuldades e desvios próprios do estágio atual da evolução do Brasil. E mantido, como é de seu dever, fiel à vida profissional, a sua destinação, e com continuado respeito a seus chefes e à autoridade do presidente da República. . . É preciso aí perseverar, sempre dentro dos limites da lei."
Escrita após o comício do dia 13 de março da Central do Brasil, a Circular Reservada de Castelo Branco foi conjugada a uma intensa campanha pública de que o governo preparava um golpe e que Jango pretendia continuar na presidência. O documento mostra a cautela com que agiam os militares "modernizadores" e a forma lenta, porém continuada, com que exploravam, contra Jango, o espírito legalista, conservador, hierarquizado e disciplinar dos militares, abalado, naquele momento, por uma inusitada "divisão vertical" (os choques provocados pela organização de sargentos e marinheiros) em oposição à "divisão horizontal" (conflitos no quadro de oficiais) que tradicionalmente ocorria.
Supremacia militar dos rebeldes.
O incontrastável domínio da situação política exercido pelos adversários de Goulart desvinculou o destino do governo federal do resultado de uma batalha militar. Mesmo assim, na hipótese de um confronto entre as tropas rebeldes e o dispositivo militar legalista, a balança penderia contra o governo. O presidente João Goulart, além de contar com o apoio de um número reduzido de governadores, não controlava mais a cadeia do comando das forças armadas. Um panorama sucinto desta correlação de forças mostra as razões do sucesso da operação militar golpista - que permitiu o controle da situação em pouco mais de 24 horas - e, por outro lado, explica a decisão do presidente de impedir qualquer reação ao movimento desfechado contra ele.

Guanabara - O governo dispunha de uma situação excepcionalmente favorável, que destoava do resto do país. A maioria dos comandantes de tropa, no I Exército, era fiel a Goulart, A Vila Militar, por exemplo, unidade de maior poder de fogo do pais, estava controlada por oficiais legalistas. O dispositivo militar do governo contava com a poderosa Base Aérea de Santa Cruz e, ainda, com o Corpo de Fuzileiros Navais. Sobre a Guanabara, portanto, os rebeldes concentraram as atenções. A estratégia golpista era a de fazer o movimento eclodir em outro estado e marchar contra a ex-capital do país, onde, supunha-se, haveria forte resistência das tropas fiéis a Goulart. Os golpistas somavam, por outro lado, a influência política do governador Carlos Lacerda e a importância militar de dois "estados-maiores revolucionários", que distinguiam com bastante nitidez os grupos "modernizadores" (o estado-maior de Castelo Branco, integrado por oficiais como Golberi do Couto e Silva, Ademar de Queirós e Ernesto Geisel) e "tradicionalistas" (o estado-maior chefiado por Costa e Silva, onde colaboravam os generais Siseno Sarmento e Muniz de Aragão, entre outros).
Minas Gerais - O ponto mais provável da rebelião contra Goulart era este estado, onde havia uma sólida aliança entre os políticos, liderados pelo governador Magalhães Pinto, e os militares, comandados pelo general Mourão Filho, chefe da 4ª Região Militar. Para Minas, às vésperas do movimento, deslocou-se o marechal Odílio Denis, um oficial também "tradicionalista", cujo papel no aliciamento de oficiais indecisos foi um trunfo importante para os golpistas. O governador Magalhães Pinto tinha adotado previamente duas medidas importantes, na expectativa de um conflito prolongado. Formou um secretariado em "nível ministerial", com projeção internacional, que faria, se necessário, os contatos diplomáticos para o reconhecimento do "estado de beligerância" no Brasil. Belo Horizonte seria a capital do país rebelado contra o poder central. Paralelamente, o governador ampliou o efetivo da Polícia Militar, que chegou a ter dez mil homens bem armados e eficientemente adestrados por Dan Mitrione, um expert da CIA, posteriormente executado no Uruguai pelo movimento guerrilheiro dos Tupamaros.
São Paulo - A maioria dos oficiais do II Exército estava unida à conspiração e aos líderes civis de oposição a Jango, liderados pelo governador Ademar de Barros. Em São Paulo o general Cordeiro de Farias encarregou-se de fazer a ligação entre civis e militares. Mas o resultado de todo o trabalho de conspiração dependia da definição do Comandante do II Exército, general Amauri Kruel. Kruel definiu-se somente no dia 31 (depois de um dramático telefonema ao presidente Goulart, quando exigiu, sem sucesso, a demissão de alguns ministros e o fechamento do CGT em troca de sua fidelidade ao governo), tornando incontestável a supremacia militar dos rebeldes.
Rio Grande do Sul - O III Exército estava dividido e os cálculos militares indicavam possibilidades de luta intensa, devido principalmente à influência do ex-governador do estado Leonel Brizola. O então governador Ildo Meneghetti era inteiramente contrário a Goulart e uma de suas primeiras providências, ao estourar o movimento, foi deixar Porto Alegre e transferir a sede do governo para o interior do estado. A ação militar "golpista" teve como chefes principais os generais Poppe de Figueiredo, da 3ª. Divisão de Infantaria, em Santa Maria; o general Adalberto Pereira dos Santos, que assumiu o comando militar em Cruz Alta; o general Joaquim Camarinha, comandante da 2ª. Divisão de Cavalaria, em Uruguaiana, e o general Hugo Garrastazu, comandante da 3ª. Divisão de Cavalaria, em Bagé. A capital do estado, Porto Alegre seria o último ponto de parada do presidente Goulart antes de deixar o Brasil.
Norte/Nordeste - Havia uma nítida divisão entre as forças civis, lideradas pelo governador Miguel Arrais, e as forças militares do IV Exército, sob o comando do general Justino Alves Bastos, oficial de inteira confiança dos conspiradores. Esperava-se forte resistência civil em virtude da ação das Ligas Camponesas, criadas e orientadas pelo deputado Francisco Julião, aliado do governo. Na previsão dos adversários do governo, qualquer reação legalista seria esmagada no máximo em três semanas. A partir dai, as tropas do IV Exército poderiam descer em direção à Guanabara para apoiar a frente mineira do general Mourão Filho.
Brasília/Centro-Oeste - O Comando Militar do Planalto estava a cargo do general Nicolau Fico, um oficial leal ao presidente. Sua base de comando, no entanto, foi minada pela ação de um "comando paralelo" chefiado pelo general Rafael de Sousa Aguiar. Fora da capital, a situação em toda a região Centro-Oeste estava sob controle de oficiais rebeldes, aliados aos governos estaduais. As operações militares foram desfechadas pelo coronel Carlos de Meira Matos, do 16º. Batalhão de Caçadores, em Cuiabá.
A ação militar
O sucesso da reação militar desencadeada a 31 de março de 1964, por decisão individual do general Olímpio Mourão Filho, consumou-se 48 horas depois, coroado pelo êxito de um "golpe" de interpretação aplicado pelo presidente do Congresso Nacional, senador Auro de Moura Andrade. No dia 1º. de abril o presidente Goulart deixou o Rio de Janeiro e retomou a Brasília. Na noite deste mesmo dia, saiu da capital e voou para Porto Alegre, deixando para o chefe do Gabinete Civil, Darci Ribeiro, a tarefa de comunicar oficialmente ao Congresso que permanecia em território brasileiro. A comunicação oficial, lida em sessão tumultuada, foi ignorada pelo senador Moura Andrade, que declarou a vacância da presidência da República, investindo no cargo, no mesmo ato, o presidente da Câmara, deputado Pascoal Ranieri Mazzilli. Esta medida facilitou a decisão dos Estados Unidos de reconhecer a existência de um novo governo no Brasil. Estas duas decisões caíram como uma "ducha fria" sobre o ímpeto de resistência do governo. Uma avaliação da importância deste momento foi feita posteriormente por Leonel Brizola, que, reunido com o presidente e alguns generais, no dia 2 de abril, em Porto Alegre, planejava esboçar resistência: "A certa altura (da reunião) chegou na sala um auxiliar do presidente, com uma comunicação que havia captado pelo rádio, segundo a qual o governo dos Estados Unidos havia reconhecido o governo que se estabelecera em Brasília.. . o presidente não queria assumir a responsabilidade de desencadear uma guerra civil... àquela altura o presidente João Goulart agiu corretamente".
A arrancada militar do general Mourão Filho, dois dias antes desta reunião, foi definida como uma "manobra intempestiva" pelos comandantes militares da conspiração, no Rio de Janeiro. Conforme registro do general Antônio Carlos Murici, a ação organizada contra o governo federal deveria ser desfechada alguns dias depois, mais precisamente entre 2 e 8 de abril. Curiosamente, uma superstição do general Carlos Luís Guedes, comandante da 4ª. Divisão de Infantaria, em Belo Horizonte, tornou-se o fator "sobrenatural" do sucesso da operação militar, considerando-se que a surpresa da decisão facilitou o deslocamento de tropas para pontos estratégicos, sem enfrentar nenhuma resistência. Segundo o general Guedes, a ação deveria ser desfechada antes do dia 2 ou depois do dia 8, porque "tudo o que começa em quarto - minguante não dá certo".
O general Mourão Filho definiu o dia, mas por razões diferentes. Depois de uma noite em claro, ele reuniu seu "estado-maior revolucionário" às três horas da madruga do dia 31 e determinou o início das operações para as seis horas da manhã. O voluntarismo do general Mourão, que pode parecer, a princípio, decisão tomada por um oficial da mais alta patente militar que nada mais tinha a perder (deixaria o serviço ativo do Exército 30 dias depois do movimento) está enquadrado no "conflito" entre oficiais "tradicionalistas" e "modernizadores". Embora o "tradicionalista" Mourão Filho conspirasse ostensivamente contra João Goulart desde 1962, era visto com resmas pelos "modernizadores", temerosos de que uma ação precipitada pusesse a perder os planos de conspiração que desenvolvia e dos quais o general Mourão Filho estava alheio. Em seu diário, o general Mourão Filho registrou um elucidativo diálogo travado com o deputado cearense Armando Falcão, pouco depois de ordenar a reação contra o governo: "O senhor está articulado com alguém?", perguntou Falcão. "Com a minha consciência. Quem quiser que me siga", respondeu o general.
Os planos do general Mourão eram simples e foram desenvolvidos em três etapas: a) operação silêncio (que implicava o controle dos serviços de comunicação, das emissoras de rádio e televisão, para dissimular as etapas seguintes), b) operação gaiola (prisão dos principais líderes políticos e sindicais que pudessem provocar uma reação dentro do estado de Minas) e c) operação Popeye (deslocamento de tropas em direção ao Rio de Janeiro e Brasília).
Na vanguarda das tropas mineiras o general Mourão Filho jogou o Destacamento Tiradentes, com aproximadamente três mil homens comandados pelo general Murici, marchando sobre o Rio. Rumo a Brasília partiu o coronel Dióscoro Vale, com o 12º. Regimento de Infantaria e o apoio de três batalhões da Polícia Militar.
No aspecto defensivo as tropas de Mourão Filho tinham uma missão: barrar a progressão de qualquer força militar legalista (vinda do Rio ou São Paulo) contra Minas ou Espírito Santo. O porto de Vitória, capital capixaba, funcionaria como um "pulmão" para o reabastecimento de suprimentos e gasolina para as tropas rebeladas.
No front, às cinco horas da tarde do dia 31, quando o Destacamento Tiradentes assegurou o controle do tráfego pela ponte do rio Paraibuna, na divisa de Minas com o estado do Rio, o general Mourão Filho divulgou uma proclamação contra o governo e anunciou a rebelião militar.
Ainda naquela noite foi criada a expectativa de um primeiro combate. Uma companhia do 1º. Batalhão de Caçadores, de Petrópolis, fiel ao governo federal, deslocou-se para Paraibuna. Antes do combate, no entanto, surgiram as conversões. Prevaleceu o proselitismo do general Murici e a companhia aderiu à conspiração. Mais tarde, com um simples telefonema, o marechal Denis conseguiu a adesão de um combat team do lº. Regimento de Infantaria, sob o comando do coronel Raimundo Ferreira. Em todo o país oficiais e soldados debandaram para a conspiração, minando irremediavelmente a sustentação militar do governo.
Em São Paulo, nas últimas horas do dia 31, o governador Ademar de Barros anunciou a sua incorporação ao movimento contra Goulart. Em seguida o general Amauri Kruel comandante do II Exército, divulgou nota oficial aderindo ao golpe. A 2ª. Divisão de Infantaria, comandada pelo general Aluísio Miranda Mendes, deslocou-se pela BR-2 rumo à Guanabara. Mas surgiram problemas no II Exército. O general Euriale de Jesus Zerbini, comandante em Capuava, ameaçava barrar a marcha das tropas de Kruel. Mas não teve sucesso. As grandes unidades submeteram-se ao comando de Kruel.
Em oposição estratégica no teatro de operações militares, a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, ficou com os golpistas. Sob a comando do general Emílio Garrastazu Médici, oficiais e cadetes cavaram trincheiras ao longo da rodovia Rio - São Paulo e asseguraram o controle da região.
Em Brasília e em toda a região Centro-Oeste oficiais e praças confraternizam-se com a conspiração e não encontraram resistência do governo. Na capital, bastou a formalização da troca de comando entre o general Fico, legalista, e o general Sousa Aguiar, rebelde. O deslocamento de tropas motorizadas de Cuiabá com destino a Brasília se deu sem qualquer obstáculo. Na manhã do dia 2 de abril a cidade já estava ocupada pelas guarnições do coronel Meira Matos.
No Norte e Nordeste do país, os golpistas cumpriram uma única missão ofensiva: a prisão dos governadores e políticos ligados ao governo federal. Assim aconteceu com os governadores Miguel Arrais, de Pernambuco, e João de Seixas Dória, de Sergipe. As previsões de luta devido à intensa mobilização camponesa não se confirmaram. O general Justino Alves Bastos, comandante do IV Exército e senhor da situação, fez apenas algumas poucas substituições de oficiais em comando de tropa e determinou de imediato, que as guarnições da 6º. Região Militar (Bahia) marchassem em direção ao sul do estado para reforçar e dar cobertura ao avanço dos soldados da 4ª. Região Militar (Minas) e do II Exército (São Paulo).
Na arca do II Exército, Rio Grande do Sul, os conspiradores esperavam encontrar grandes dificuldades. Temiam, sobretudo, a repetição do "fenômeno de 1961", quando o então governador Leonel Brizola comandou a "campanha da legalidade" que assegurou a posse de João Goulart. O general Ladário Pereira Teles, comandante do III Exército, determinou que suas tropas entrassem em "prontidão rigorosa". Tudo parecia indicar que um núcleo de oficiais legalistas comandaria a reação contra os rebeldes. O governador Ildo Meneghetti, afinado com a conspiração, refugiou-se em Passo Fundo. Aos poucos, porém, o esquema militar favorável ao governo federal foi se esfacelando. O general Poppe de Figueiredo, da 3ª. Divisão de Infantaria, sediada em Santa Maria, aderiu aos golpistas, seguido pelos comandantes das guarnições de Uruguaiana e Bagé. Surgiram algumas escaramuças militares sem maior importância. No dia 3, guarnecido por forte escolta militar, o governador Meneghetti reassumiu suas funções em Porto Alegre. O presidente Goulart, o ex-governador Brizola e alguns oficiais fiéis ao governo federal já tinham deixado a capital do estado. Jango refugiou-se no interior e, em seguida, partiu para o exílio no Uruguai.
O momento de maior tensão com probabilidade de luta aconteceu na "frente mineira". Do Rio, o general Cunha Melo marchou em direção a Paraibuna com um grupamento tático superior em forças ao Destacamento Tiradentes, do general Murici. Os grupos de vanguarda das tropas legalistas do general Cunha Melo, entretanto, aderiram aos revoltosos. Disposto mesmo assim a enfrentar os inimigos, o general Cunha Melo preparou seus soldados. Antes do choque armado, porém, a situação seria mais uma vez definida na mesa de negociações. O general Armando de Morais Âncora que assumira o Ministério da Guerra em substituição ao general Jair Dantas Ribeiro (hospitalizado dias antes em virtude de uma crise renal), encontrou-se em Resende com o general Amauri Kruel. Na reunião, o general Âncora, definiu o fim da resistência. As forças do governo já não tinham condições de evitar o golpe. A deposição do presidente João Goulart estava consumada. No dia 01 de abril deste ano estava destituído do poder o Sr. João Goulart. No dia 02 de abril assumia a Presidência da republica o Sr. Paschoal R. Mazzille que ficou no poder até o dia 15 de abril para transmitir o cargo ao General Castelo Branco.

O PRESIDENTE ESTADISTA
GOVERNO DE CASTELO BRANCO

Uma vez vitorioso o movimento militar de 1964, com a retirada do presidente João Goulart para Porto Alegre e, depois, para o Uruguai, foi empossado em seu lugar o presidente da Câmara Federal, Ranieri Mazzili que, ao contrário da rainha da Inglaterra, nem reinava, nem governava, cabendo-lhe apenas dar uma aparência de legalidade à transição.
Enquanto Mazzili aproveitava o ar condicionado do Palácio do Planalto, as decisões iam sendo tomadas no ambiente quente do edifício do Ministério da Guerra, no Rio de Janeiro, onde o general Artur da Costa e Silva, autonomeado ministro da Guerra, comandava uma Junta Militar Revolucionária formada por ele, pelo novo ministro da Marinha, almirante Augusto Rademaker e pelo novo ministro da Aeronáutica, Correia de Melo.
A mais importante de todas as medidas foi a assinatura do Ato Institucional (até então sem número, pois deveria ser o único) que concedia poderes revolucionários à Junta, sobrepondo-os aos da própria Constituição em vigor. Esse ato, publicado em 9 de abril de 1964, deu margem a que, no dia 10, fossem cassados os mandatos de 40 parlamentares que faziam oposição à nova ordem. Aberto assim o caminho, no dia 11, o Congresso Nacional elegeu o general Humberto de Alencar Castelo Branco presidente da República, com o político mineiro José Maria Alkmin como Vice-presidente. Ambos tomaram posse no dia 15, no recinto do Congresso, iniciando-se uma nova fase da vida nacional.
Castelo Branco era o presidente certo, no momento certo. Apresentava-se como rígido militar, mas, mesmo sem nunca ter participado da vida pública, demonstrava ter profunda vivência política. Era, pois, a um só tempo, militar e estadista. Tinha ideais democráticos e sua presença no governo surgia como uma suposta garantia à realização de eleições livres e diretas em 3 de outubro de 1965, conforme calendário, restabelecendo com elas (se tivessem acontecido) a normalidade constitucional no país.
Sua vocação liberal foi, entretanto, freada, por ser ele um mandatário do Sistema, representante que era de um movimento militar bem sucedido e que assumiu o poder conjuntamente, tanto que a Junta Revolucionária fora, toda ela, transplantada em seu ministério.
A primeira decepção do novo Presidente foi ter de engolir, meses depois, a prorrogação de seu mandato até 1967. Sua maior contrariedade, todavia, foi ter de assinar o Ato Institucional nº. 2. Num primeiro momento, recusou-se a fazê-lo, o que provocou um desabafo do jurista Francisco Campos ao seu conterrâneo, o Vice-presidente José Maria Alkmin: "Ai, minha Nossa Senhora, ele pensa que é civil e foi eleito"

Entre a espada e a Constituição
Em verdade, esse tornou-se o grande drama de Castelo Branco: não era, como o presidente Dutra, um general exercendo o poder civil. Estava ali como militar, representando as Forças Armadas, que ganharam uma revolução. Não fora eleito legitimamente, em pleito aberto, mas chegara ao cargo por eleição indireta, sob a garantia de um Ato Institucional que valia por uma dúzia de constituições. E tinha, atrás de si, a presença nada invisível do poder político-militar que assumira de fato o governo e nele permaneceria nos próximos 21 anos, adaptando a legislação, casuisticamente, com uma série de Atos Institucionais, seguidos, cada um deles, por uma enxurrada de Atos Complementares que cuidavam de dar "sintonia fina" às medidas de exceção.
Como conseqüência, poucos se lembram das reformas de base realizadas em seu governo e que colocaram o país, novamente, no caminho do desenvolvimento. E, primeiro que tudo, cuidou ele de restabelecer o respeito devido à instituição da Presidência da República, desmoralizada no governo Goulart.
No mais, entre outras obras, cuidou de restaurar a situação econômico-financeira que vinha se deteriorando desde o governo Vargas, garantindo com isso a credibilidade do Brasil no exterior e permitindo novos aportes de capitais, necessários para o crescimento do país.
Em seu ramo específico, cuidou da reforma das Forças Armadas, refazendo a arcaica estrutura administrativa das três forças e eliminando querelas e ciúmes entre elas. Aliás, pessoalmente, Castelo defendia a criação de um Ministério da Defesa, englobando Exército, Marinha e Aeronáutica, o que não pôde ser ao menos cogitado em seu mandato, pela excepcionalidade primeiro governo; os que lhe sucederam, não se interessaram no assunto, preocupados que estavam em estratificar o poder do Estado sobre a Nação.
Na reforma fiscal e tributária, Castelo eliminou os velhos impostos que emperravam a máquina, a maioria deles em cascata, substituindo-os por um sistema moderno e eficiente de arrecadação. Foi dessa época, também, a criação do CGC e do CPF para a identificação e controle do contribuinte.
No campo, promoveu uma reforma agrícola (não agrária), garantindo a estabilidade da produção, permitindo o aumento das exportações, e acabando com as sucessivas crises de abastecimento do mercado interno.
Tudo isso, é preciso que se diga, se fez em meio a intenso diálogo dentro do ministério e junto às classes produtoras; um diálogo ao qual não faltou a imprensa que, durante o período de Castelo Branco, não sofreu qualquer censura, manifestando-se de forma ampla e irrestrita, até mesmo acintosamente. Os mesmos jornais que haviam participado do movimento revolucionário, como a Tribuna de Imprensa, o Correio da Manhã e "O Estado de São Paulo" abriam suas baterias contra o poder central, atingindo violentamente o presidente da República.
A História, cujos contornos o tempo vai clareando, um dia lhe fará justiça, expurgando de sua biografia os atos revolucionários e trazendo à luz os atos efetivos de governo.
Ah, mais uma coisa: a cidade do Rio de Janeiro continuava a ser a capital virtual do Brasil. O Palácio do Planalto, em Brasília, dava para o gasto do dia-a-dia, mas os grandes assuntos e as grandes resoluções aconteciam mesmo no Palácio das Laranjeiras, na Guanabara, obrigando o presidente a viajar, continuamente, de um ponto a outro.

Quem era Castelo Branco

Humberto de Alencar Castelo Branco nasceu em Fortaleza-CE, em 20 de setembro de 1897, filho do general Cândido Borges Castelo Branco, e de dona Antonieta Alencar Castelo Branco. Por parte da mãe, era, pois, descendente do romancista José de Alencar. Por parte do pai, vinha de uma linhagem a que pertencia, por exemplo, a escritora Raquel de Queirós.
Passou a primeira infância no interior de seu Estado e, aos 8 anos, foi enviado a estudar em Recife. Como não conseguisse acompanhar a classe (seu professor o considerava um retardado), sua mãe trouxe-o de volta ao Ceará, ficando, então, aos cuidados das irmãs Vicentinas, que lhe proporcionaram os primeiros conhecimentos.
Aos 14 anos seguiu para Porto Alegre, longe da família, matriculando-se na Escola Militar. Era filho de general, mas era pobre, e sua idade no registro foi adulterada para 12 anos, a fim de garantir a gratuidade do ensino. Lá teve como companheiros Juarez Távora, Riograndino Kruel, Amauri Kruel, Ademar de Queirós, Artur da Costa e Silva e outros que o acompanhariam na carreira até os postos mais altos do Exército.
Formou-se oficial na Escola Militar do Realengo (Rio de Janeiro), cursando em seguida a Escola de Comando do Estado Maior do Exército, a Escola Superior de Guerra da França (o treinamento militar brasileiro estava conveniado com os franceses) e, finalmente, a Escola de Comando e Estado-Maior dos Estados Unidos.
Em 6 de fevereiro de 1922 casou-se com dona Argentina Viana, irmã do historiador Hélio Viana, com quem teve dois filhos: Antonieta (o mesmo nome da avó, que falecera dois meses antes) e Paulo. O casamento trouxe à mostra o lado profundamente sentimental de Castelo. Dona Argentina foi o grande elo de sua vida: acompanhava-o, quando possível, a operações de campanha; na Segunda Guerra Mundial, separados pelo grande oceano, tornou-se a inspiradora de uma série de cartas nas quais o então tenente-coronel, livre da censura, derramava seus comentários a respeito da guerra e dos que se achavam à sua volta.
Argentina Viana Castelo Branco morreu em 1963, quando o general era comandante do 4º Exército, em Recife. Tornou-se, então, a imagem que lhe seguiria os passos inspirando-o nas decisões. Enquanto Presidente, sua filha fez-lhe as vezes de primeira-dama, mas a presença espiritual da esposa serviu para humanizar o velho militar, tornando menos duros os atos punitivos e incentivando-o no objetivo, afinal frustrado, de restabelecer a democracia até o término de seu governo.
Ao assumir a Presidência, o general Castelo Branco passou para a reserva, recebendo em conseqüência o título de marechal, o que, na época, acontecia automaticamente. Ele mesmo eliminou essa prática, que chamava ironicamente de "título de pensão", já que a finalidade maior era a de aumentar o soldo do militar. Mas, antes de eliminar a regalia, garantiu essa promoção ao general Costa e Silva, que estava vencendo seu tempo para cair na compulsória.

O Ministério

Empossado o Presidente em 15 de abril de 1964, a Junta Militar foi incorporada ao governo, surgindo então os três primeiros nomes do ministério: Guerra, Artur da Costa e Silva; Marinha, Augusto Hamann Rademaker Grünewald; Aeronáutica, Francisco de Assis Correia de Melo. Este último, em 1931, fora o primeiro brasileiro a cruzar o Atlântico num avião militar.

Embora alguns outros militares viessem a ocupar cargos civis, no conjunto, o ministério era essencialmente técnico, embora considerado por alguns (e até por Carlos Lacerda) um pouco conservador.
Os outros postos foram assim distribuídos: Relações Exteriores, Vasco Tristão Leitão da Cunha, substituído, seguidas vezes, por Antônio Borges Castelo Branco Filho; Fazenda, Otávio Gouveia de Bulhões, substituído na interinidade por Roberto de Oliveira Campos; Agricultura, Oscar Thompson Filho, substituído mais tarde por Hugo de Almeida Leme, Ney Amintas de Barros Braga e Severo Fagundes Gomes; Viação e Obras Públicas, Juarez do Nascimento Fernandes Távora; Planejamento e Coordenação, Roberto de Oliveira Campos; Educação e Cultura, Flávio Suplicy de Lacerda, depois, Raimundo de Castro Moniz de Aragão (interino), Pedro Aleixo e Guilherme Augusto Canedo de Magalhães (interino); Saúde, Vasco Tristão Leitão da Cunha, que logo entregou o cargo a Raimundo de Moura Brito; Indústria e Comércio, Daniel Agostinho Faraco, substituido mais tarde por Paulo Egídio Martins; Minas e Energia, Mauro Thibau; Trabalho, Arnaldo Lopes Sussekind, depois, Moacir Veloso Cardoso de Oliveira (interino), Walter Perachi Barcelos, Paulo Egídio Martins (interino) e Luiz Gonzaga do Nascimento e Silva; Justiça, Milton Soares Campos, depois, Luís Viana Filho (interino), Juracy Montenegro Magalhães, Mem de Sá, e Carlos Medeiros da Silva.
Assumiu a Casa Civil Luís Viana Filho que, na prática, tornou-se secretário particular do Presidente, reunindo anotações que mais tarde lhe permitiram fazer a biografia de Castelo Branco. Na Casa Militar, ficou o general Ernesto Geisel.
Criou-se, também, o Ministério Extraordinário da Coordenação dos Organismos Regionais (Mecor) que mais tarde ganharia importância fundamental, transformando-se no Ministério do Interior. Sua chefia foi entregue ao marechal Cordeiro de Farias que, já ao final de governo, renunciou, sendo substituído por João Gonçalves.
A intensa troca de nomes nos vários ministérios dá idéia da turbulência nos três anos de governo. Também houve mudanças nos ministérios militares, assunto que será tratado no momento oportuno.

Varre, vassourinha

O Ato Institucional em vigor desde 9 de abril de 1964 abriu uma temporada de 60 dias para a cassação de mandatos e suspensão de direitos políticos, estes últimos pelo prazo de 10 anos. Logo no dia seguinte, experimentando a ferramenta, a Junta Militar suspendeu os direitos políticos de Jânio Quadros, João Goulart e Luís Carlos Prestes; em seguida, foram-se mais 40 parlamentares da oposição, abrindo caminho para a eleição do Presidente.
Até o último dia do prazo, cerca de 400 nomes foram atingidos pelo Ato. Ao contrário do que se pode pensar, foi uma pechincha. Poderiam ter sido 4.000 ou 40.000, tamanha a quantidade de "listões" que chegavam de todos os lados, sugerindo nomes para a degola. O exame detalhado dessas listas evitou uma enormidade de injustiças, mas não todas elas.
Para se ter uma idéia do frenesi existente nos meios revolucionários, basta lembrar que, entre os nomes sugeridos para cassação, figuravam os de Afonso Arinos, um dos principais líderes da UDN, partido do governo; do jurista Santiago Dantas, com inequívocos serviços prestados ao país; de Hermes Lima, o último chefe de Gabinete do Parlamentarismo; do jurista Evandro Lins e Silva; do jornalista Carlos Heitor Cony, que ousava criticar o governo; e até do industrial José Ermírio de Morais, evidente defensor do capitalismo e de cuja dedicação à empresa privada ninguém poderia duvidar... Todos foram poupados.
Pior do que fazer uma revolução é controlar, depois, o ímpeto dos revolucionários em garantir a própria sobrevivência, afastando de sua volta aqueles que possam lhes fazer sombra. Com raras exceções, esse controle foi exercido.

Ah, "Minas Gerais"

Uma das pendências que, desde o princípio, tumultuou o governo foi o caso da aviação embarcada, que tomou vulto após a compra, por Juscelino Kubitschek, do porta-aviões Minas Gerais.
O frágil "14-Bis" de Santos Dumont, que foi ao ar em 1904, e o "Demoiselle", que subiu pouco tempo depois, tiveram seguidos aperfeiçoamentos e, em 1910, já era possível contar-se com aviões de guerra, incipientes ainda, mas que já representavam uma promessa como arma de ataque. O Brasil comprou alguns aparelhos, anexou-os ao Exército e, na Guerra do Contestado (1912-1916), pôde testar sua eficiência, abrindo espaço no campo inimigo para o avanço, por terra, das tropas legalistas. A Marinha também comprou alguns aparelhos, que ficaram subordinados a ela. Não eram uma força independente, mas simples acessórios às duas Armas.
Após a Segunda Guerra, com o advento do helicóptero, a Marinha passou a adquirir esse tipo de aparelhos, mais adequados a manobras conjuntas com navios de guerra. Só que, a essa época, já existia uma arma específica para cuidar do espaço aéreo, a FAB, subordinada ao Ministério da Aeronáutica, criado no governo Getúlio Vargas (1930-1945). Passaram a registrar-se, então, conflitos esporádicos entre as armas da Marinha e da Aeronáutica, ainda que sem maiores conseqüências.
Foi no governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961) que surgiu o grande ponto de atrito, com a aquisição do porta-aviões Minas Gerais, tendo como objetivo aproximar Aeronáutica e Marinha em operações conjuntas. O efeito foi o oposto, gerando graves discussões sobre o comando de tais operações, já que não se tratava de aviação comum, mas de aviação embarcada.
O problema foi sendo empurrado com a barriga por JK, Jânio e Jango, vindo a perturbar a paz do presidente Castelo Branco, que decidiu colocar um ponto final na disputa, chamando para si a responsabilidade pela solução do conflito. Precisava fazê-lo, e sem demora, pois um grave incidente acabava de ocorrer em Tramandaí (Rio Grande do Sul), onde a base da FAB abateu um helicóptero da Marinha em pleno vôo, criando um estado de guerra entre as duas armas.
Em agosto de 1964, aproximando-se a data de início da Operação Unitas (treinamento conjunto de militares de paises pan-americanos), Castelo Branco decide que o comando de operações embarcadas ficará a cargo da Marinha, mas somente com aeronaves da FAB. O ministro da Aeronáutica, brigadeiro Nelson Lavanére-Wanderley, sucessor de Correia de Melo, demite-se, sendo substituído pelo brigadeiro Márcio de Sousa Melo.
No início das operações de treinamento, a FAB constatou a presença de helicópteros da Marinha no porta-aviões Minas Gerais e, como o comandante se recusasse a retirá-los, o fato originou outra crise entre as duas armas, provocando a renúncia do novo ministro da Aeronáutica, brigadeiro Souza Melo. Em consideração ao presidente da República, já que ninguém mais queria substituir o demissionário, assumiu o Ministério o próprio brigadeiro Eduardo Gomes, nome legendário nas Forças Armadas, contra quem ninguém ousaria fazer oposição.
Orientado por Eduardo Gomes, o presidente retoma a idéia de um comando misto nas operações conjuntas de Marinha e Aeronáutica. Desta vez, quem se demite é o ministro da Marinha, nesta altura o almirante Melo Batista. Em 14 de janeiro de 1965 assume o posto o almirante Paulo Bozísio.
Finalmente, chega-se a um consenso nos dois ministérios. O comando do porta-aviões Minas Gerais, em sua totalidade, incluindo os helicópteros da Marinha, fica sob a responsabilidade desta. Os aviões, operados pela FAB ficam sob o comando da Aeronáutica, em sintonia com o comando da Marinha.
E foi assim que o Brasil pode participar, em harmonia, da operação UNITAS. E todos viveram felizes para sempre.

Soa o sinal de alarme

Contrariando o pensamento do presidente Castelo Branco, já em julho de 1964 o mandato presidencial foi prorrogado até 1967, jogando por terra as promessas, feitas a líderes civis da Revolução, de que em 1965 um novo presidente seria escolhido, dentro do calendário e por eleições diretas.
Para compensar, o Sistema que controlava o poder permitiu que se realizassem, na forma da Constituição, as eleições marcadas para 3 de outubro de 1965, renovando o governo de 11 dos 21 Estados: Alagoas, Goiás Guanabara, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.
Tacitamente, confirmava-se também o calendário para 3 de outubro de 1966, quando, além da renovação do parlamento, seriam eleitos também os governadores dos demais Estados: Acre, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.
Vão-se os anéis, ficam os dedos. Nem tudo estava perdido e, afinal, alguns dos candidatos à Presidência, como Magalhães Pinto, estavam acordes em que o ambiente não era propício para eleições presidenciais já em 1965.
Excluída a disputa presidencial, no mais, o pleito se realizou a seu tempo, livremente, tudo fazendo crer que o Brasil caminhava para o restabelecimento das liberdades democráticas.
Os resultados, se não foram desanimadores para o Sistema, ainda assim fizeram soar o sinal de alarme. O governo venceu no Pará, onde o governador Jarbas Passarinho conseguiu fazer seu sucessor Alacid Nunes (mais tarde os dois se tornariam adversários); na Paraíba, a UDN elegeu Agripino Maia; no Maranhão, saiu vitorioso José Sarney; em Alagoas, não havendo maioria absoluta, o governo federal nomeou como interventor o general João Batista Tubino. Até mesmo em Mato Grosso e em Santa Catarina, onde o PSD conseguiu a vitória, respectivamente, com Pedro Pedrossian e Ivo Silveira, não havia maiores preocupações.
Onde rebentou a corda foi em Minas Gerais e Guanabara que, junto com São Paulo, formavam os três centros políticos mais importantes do país. Em Minas Gerais, elegeu-se Israel Pinheiro, um dos construtores de Brasília e braço forte de JK; na Guanabara, ganhou Negrão de Lima, uma sombra de Getúlio Vargas, o mesmo Negrão que, em 1937, a pedido de Getúlio, percorreu o país, buscando adesão dos governadores ao golpe do Estado Novo que seria dado ao final daquele ano. Em São Paulo, as eleições se dariam em 1966 e uma derrota não improvável naquele Estado seria fatal para a revolução.
A simples possibilidade de retorno do getulismo reacendeu a ação da "linha dura" nas Forças Armadas, não só na Vila Militar, como em vários pontos do país. A alta oficialidade, composta, sobretudo por coronéis da ativa, exigia um endurecimento do regime para que o movimento militar, havendo atravessado um oceano de dificuldades, não viesse a morrer na praia.

O Ato Institucional nº2

As eleições ocorreram a 3 de outubro. Poucos dias depois, recrudescem os boatos de um novo golpe militar. Carlos Lacerda, de sua Tribuna de Imprensa, exigia intervenção em Minas Gerais e Guanabara. Ao Palácio das Laranjeiras, onde se achavam Castelo e seu "staff", chegavam notícias de movimentação nos quartéis.
O primeiro passo, foi acalmar os militares, baixando a tensão da caserna. O segundo, preparar medidas que mantivessem a temperatura baixa, permitindo ao Presidente cuidar de assuntos do governo, ao invés de envolver-se numa crise militar mais prolongada.
Por fim, cuidava-se de preparar o governo para o pior. Vários projetos e emendas à Constituição tramitavam no Congresso, objetivando aumentar os poderes do presidente da República, inclusive dando-lhe o direito de decretar estado de sítio sem precisar de autorização do Congresso. Não estava o governo seguro de ter esses instrumentos à mão no devido tempo; não era sequer lícito supor que fossem aprovados pelo legislativo.
No Ministério, outra crise: o ministro da Justiça, Milton Campos, prevendo um fechamento do regime, de cujo ato não pretendia tornar-se cúmplice, demitiu-se; e após uma interinidade de Luís Viana Filho, foi nomeado para o cargo o ex-governador da Bahia, Juraci Magalhães.
Premido pela gravidade da crise, e procurando evitar o pior, em 27 de outubro de 1965, o presidente Castelo Branco assina o Ato Institucional nº2, iniciando o processo de radicalização do regime que, de Ato em Ato, levou o país ao absolutismo nos dois governos seguintes.

De Sebastião Nery
Tribuna da Imprensa - RJ
9 de agosto de 2003

O Mauro Braga, na TRIBUNA DA IMPRENSA, diz que "em sua biografia, distribuída pela Globo, há um engano: o então chanceler Juracy Magalhães foi citado como autor do pedido aos donos de jornais para que demitissem os comunistas. Na verdade, foi o ministro da Justiça, Gama e Silva, que o fez".
Errado. Foi Juracy mesmo. Era embaixador em Washington, Milton Campos, ministro da Justiça, negou-se a fazer o AI-2 e Castelo nomeou Juracy para fazer todo o papel sujo: fechou os partidos, reabriu as "punições extralegais" e cassações, "disposto a punir jornais e jornalistas que continuavam infringindo o AI-2" (DHBB-FGV). E fez a lista dos 61 "comunistas" e cassados de jornais, revistas e televisões para demitir.
Juracy só foi chanceler em 66. Gama e Silva foi ministro da Justiça em 67, de Costa e Silva. O erro da Globo é que não foi só Roberto Marinho que reagiu. Niomar Muniz Sodré, diretora do "Correio da Manhã", também.


O que foi alterado

São estas as principais alterações proporcionadas pelo AI-2:
- As eleições presidenciais passam a ser indiretas;
- Ficam extintos todos os partidos políticos;
- Fica o Presidente com a prerrogativa de decretar estado de sítio por 120 dias, ad-referendum do Congresso, e prorrogá-lo, se necessário, por um prazo máximo de 180 dias;
- Os atos praticados pelo governo federal ou pelo Sistema (Comando Supremo da Revolução) ficam excluídos de apreciação judicial;
- O Presidente passa a ter o direito de pôr em recesso o Congresso Nacional, as Assembléias Legislativas e as Câmaras Municipais, mesmo que o país não esteja sob estado de sítio.
Coagido pelo Sistema, o presidente Castelo Branco, até o fim de seu mandato, ainda viria assinar mais dois Atos Institucionais: o AI-3, de 5 de fevereiro de 1966, criava a figura do governador "biônico" e suspendia as eleições de prefeitos nas capitais e cidades consideradas de segurança nacional; o AI-4, de 12 de dezembro, condicionava o Congresso para a votação da nova Constituição.
Numa luta desigual, a Nação sofreu vários golpes rudes. O nocaute viria no governo seguinte com a edição, pelo sucessor de Castelo, do Ato Institucional nº5, o mais cruel e perverso, sufocando o que ainda restava das liberdades individuais e fazendo morrer as esperanças de retorno, a médio ou longo prazo, à prática democrática. Esse é assunto para o próximo capítulo.

O embaixador americano é consultado

Por solicitação do Presidente do Brasil, o embaixador dos Estados Unidos, Lincoln Gordon reune-se com Castelo Branco e ambos analisam o impacto que o AI-2 causaria nas relações internacionais, conforme relata o próprio diplomata, a pedido de Luís Viana Filho:
"Castelo Branco estava inteiramente ciente da reação tempestuosa da imprensa estrangeira ao 1º e 2º Atos e preocupado com o impacto negativo nas relações exteriores, generalizadamente, e, em particular, nas relações com os Estados Unidos. Por isso, ele me pediu que o visitasse, numa manhã calma do feriado de 2 de novembro [Finados].
"Nossa conversa durou duas horas – a mais longa das nossas entrevistas. Castelo fez um resumo dos acontecimentos-chave das quatro semanas anteriores, incluindo a recusa do Congresso em aceitar a reforma proposta das relações do governo federal com os demais Estados.
"Ele pediu meu comentário sincero, e eu o fiz em toda extensão. Entre outros pontos, salientei minha preocupação de que a situação pudesse se transformar inteiramente em ditadura militar. O presidente sentiu que eu estava pessimista demais, que o Brasil evitaria qualquer tipo de ditadura, a tradicional Latino-Americana ou tipo Nasser [Egito], e que a nova base política podia e seria construída para apoiar as metas da revolução.
"Três semanas mais tarde, quando o secretário [de Estado] Dean Rusk visitou o Rio, o Presidente saiu de seus hábitos para referir-se ao meu temor de ditadura militar e para reassegurar sua confiança na restauração da normalidade constitucional em 1966.
"Não obstante, estava claro que a crise de outubro tinha sido um choque para ele, que o general Costa e Silva estava, em todo sentido prático, seguro da sucessão, e que Castelo Branco não tinha mais o controle da situação."
A CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos), em seu relatório interno nº3101/65, registra as mesmas preocupações, prevendo um fechamento gradual do regime até o total controle do país pelo Sistema. Aponta o ministro da Guerra, general Costa e Silva como o catalisador das pressões da "linha dura", irritado que estava pela falta de apoio governamental à sua pretensão para suceder Castelo Branco.
São mencionadas pela CIA, também, as pressões empresariais, principalmente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (que é citada nominalmente) para o endurecimento do regime, incentivando a ação de conhecidos radicais, como o almirante Silvio Heck. Essas pressões estariam anulando a ação dos moderados ligados ao presidente Castelo Branco, entre eles o chefe do SNI (Serviço de Inteligência do Brasil), general Golbery do Couto e Silva, e o chefe da Casa Militar, general Ernesto Geisel. Em resumo, Castelo perdera, a esta altura, o controle da sucessão presidencial.

Quase que o Brasil ganha um "Partidão"

"Partidão" era o nome que se dava ao PC soviético que, por ser o único partido político legal, dominava todo o sistema político da União Soviética, transformando-se num governo paralelo. Pois o Brasil por pouco não ganha seu partidão, tal a rigorosidade do Ato Complementar nº4, que regulava a organização de novos partidos políticos, em substituição àqueles que foram extintos.

Surgiram, de início, três opções partidárias: a ARENA (Aliança Renovadora Nacional), reunindo os governistas, o MODEBRA (Movimento Democrático Brasileiro), que pretendia concentrar a oposição e o PAREDE (Partido de Renovação Democrática), de tendências indefinidas. Este último não resistiu os primeiros embates, ficando apenas nas preliminares de sua organização.
A Arena rapidamente conquistou o espaço, pois todo político, por razões de sobrevivência, prefere estar com o governo, garantindo verbas para obras públicas (e votos) em seus redutos eleitorais.
Já o Modebra, que em boa hora mudou sua sigla para MDB, não conseguia atender as regras do AC-4, que exigia um mínimo de 120 deputados federais e 20 senadores filiados, para garantir o registro. Isso representava quase um terço do Congresso Nacional.
Quanto a deputados, o MDB até que os conseguiu, mas, na busca de senadores, apenas 19 se dispuseram a fazer oposição ao governo. Faltava um e, se o quorum não fosse atingido, o Brasil passaria a ter um sistema político de partido único. Isso de maneira alguma interessava ao Sistema, pela repercussão negativa no exterior. Assim, o governo passou a ser o maior interessado na formação de um partido de oposição a ele.
Vieram, então, os governistas, auxiliar a oposição, doando um de seus senadores para que o número fosse completado. A sorte caiu sobre o senador Aarão Steinbruck que assinou a ficha partidária do MDB, trazendo paz ao arraial.
Já nos contatos preliminares, o governo sentiu a artificialidade do bipartidarismo no Brasil, não tanto por ideologia, mas por diferenças regionais e de comportamento. Líderes da UDN, que combateram ferozmente o PSD, tinham que viver em harmonia com seus adversários de ontem. Em São Paulo, opositores do governador Ademar de Barros, que colocavam em dúvidas sua honestidade, tiveram de aceitá-lo como indigesta companhia. No Nordeste, onde líderes que se digladiavam, literalmente, até a morte, repentinamente, precisaram se compor. Se isso vinha causando disputas irreconciliáveis na organização partidária, imaginem só quando chegassem as eleições
Com uma boa caneta e um pouco de tinta, não há problema que não se resolva. E os dois partidos políticos passaram a ter, dentro deles, 3 sub-legendas, as quais poderiam, nas eleições diretas, apresentar candidatos em separado. O Brasil tornou-se, pois, o único país do mundo em que o sistema bipartidário era composto de seis partidos...

Com quantos atos se faz um governo

O governo Castelo Branco editou três Atos Institucionais. Nem necessitava de mais outros, pois tamanha foi a quantidade de Atos Complementares que estes subverteram totalmente o processo. Eles regularam o funcionamento das CGIs (Comissões de Inquérito), cuidaram de dispensas, remoções e aposentadorias, atingiram o Judiciário, alteraram a composição do Supremo Tribunal Federal, fizeram tudo o que se possa imaginar, dentro do maior casuísmo, assinados sempre que surgisse um obstáculo a ser removido.
Nesse processo, com a edição do AI-3 e respectivos complementos, criou-se a figura do governador "biônico", o qual passou a ser escolhido pelo Presidente dentro da Arena (o partido do governo), a partir de uma lista tríplice, confirmado depois pelas respectivas assembléias legislativas. A oposição podia apresentar seu candidato, mas não para ganhar. Foi criada a fidelidade partidária, impedindo os parlamentares de votar em outro candidato que não o de seu próprio partido. Como o MDB (oposição) ameaçou com renúncia coletiva, o AC-16 proibiu também a renúncia. Dizia o AC-16 que o parlamentar que renunciasse ao mandato teria seus direitos políticos cassados (por dez anos).
Nesse clima de paz absoluta (a paz dos cemitérios), desenvolveu-se, pois, o calendário eleitoral de 1966: em 3 de setembro, elegeram-se os governadores "biônicos" de 12 Estados; em 3 de outubro, Costa e Silva fez-se Presidente, tendo como vice o civil Pedro Aleixo; e em 15 de novembro, realizaram-se as eleições parlamentares, renovando as Assembléias Legislativas, a Câmara Federal e um terço do Senado.
Na eleição para Presidente, só dois pequenos incidentes: O deputado João Herculino subiu à tribuna vestindo luto pela "morte da democracia" e o senador João Abraão mencionou o nome de Juscelino como o preferido do povo. Um e outro foram sem seguida cassados.
Nas eleições para governador, o Presidente cassou o mandato de todos os deputados que se mostraram descontentes com o nome do candidato único apresentado para seu Estado. Era mais seguro do que ser surpreendido com alguma traição.
Em São Paulo, elegeu-se, pois, Roberto de Abreu Sodré, udenista histórico e cunhado de Carlos Lacerda; no Rio Grande do Sul, Peracchi Barcelos; no Estado do Rio, Geremias Fontes; na Bahia, Luís Viana Filho, chefe da Casa Civil da Presidência; em Pernambuco, Nilo Coelho; no Ceará, Plácido Castelo; em Sergipe, Lourival Batista; no Acre, Jorge Kalume; no Amazonas, Daniel Aerosa; em Alagoas, Antônio Lamenha Filho; no Piauí, Helvídio Nunes de Barros; e no Espírito Santo, Cristiano Dias Lopes.

Planos para uma nova Constituição

Ao final de 1966, resolvidos os problemas emergenciais e criados os mecanismos que permitiriam desenvolver as reformas preconizadas, o governo achou-se em condições de providenciar uma mudança radical na Carta Magna, criando uma Constituição moderna, capaz de colocar o país no caminho do desenvolvimento.
Sem pensar na convocação de uma Assembléia Constituinte (que Deus o livre de tamanho pecado) Castelo preferiu criar uma comissão de notáveis, formada por Orozimbo Nonato, Levi Carneiro e Temístocles Cavalcanti, entregando a ela a missão de redigir o novo texto, na forma de anteprojeto, o qual ficou pronto em 19 de agosto de 1966.
O trabalho não agradou nem ao Presidente, nem ao seu ministro da Justiça, Carlos Medeiros. O primeiro desejava uma Carta mais liberal, embora resguardando a autoridade presidencial para combater situações de perigo à vida ou ao regime; o segundo, ao contrário, preferia uma concentração maior de poderes, que desse ao Presidente instrumentos para enfrentar crises políticas e sociais, dando ao país condições de governabilidade.
O anteprojeto foi, então, discutido com o Conselho de Segurança Nacional e, em seguida, reformulado pelo próprio ministro Carlos Medeiros.
O governo poderia até outorgar a nova Carta, dispensando o Congresso, tais os poderes já concentrados em suas mãos com os dois Atos Institucionais, todavia essa medida seria mal recebida na comunidade internacional. Era preciso correr o risco, entregando-a ao Congresso Nacional, para discussão, após o que o próprio Congresso iria promulgá-la. Melhor seria que se fizesse com o atual legislativo, já em fim de mandato, já que ele era mais previsível em suas reações. O próximo ainda não tinha sido eleito e ninguém sabia qual a sua composição.
Foram tomadas todas as providências para evitar um prolongamento indesejável. O anteprojeto seguiria ao Congresso em regime de urgência e, se a Constituição não fosse promulgada no prazo estabelecido, o Presidente chamaria a si a responsabilidade de outorgá-la. Seria também uma medida extrema, porém, mais fácil de se explicar, jogando sobre o Congresso a responsabilidade pelo eventual retardamento.
Foi aí que surgiu o incidente mais grave entre Executivo e Legislativo, colocando em perigo o cronograma traçado.

O Congresso é posto em recesso

Dentro da rotina do governo revolucionário, em 12 de outubro de 1966, chegaram às mãos do Presidente mais seis processos de investigação, já concluídos, envolvendo deputados federais. O Presidente decidiu pela cassação de todos eles, assinou o ato e encaminhou-o à Câmara Federal, cujo presidente era Adauto Lúcio Cardoso, parlamentar fiel ao Sistema, já que fora eleito com a ajuda de Castelo Branco.
Para surpresa geral, Adauto se opôs a essas cassações, recusando-se a consultar os demais parlamentares e declarando que cabia ao presidente da República consultá-lo primeiro. Tudo isso era inútil, pois os atos revolucionários não estavam sujeitos a consultas ao legislativo ou a quem quer que fosse.
O assunto ferveu no plenário da Câmara, já que alguns arenistas eram contra essas cassações e, por seu lado, a oposição aproveitou o ensejo para fazer suas manifestações de repúdio ao autoritarismo, causando tremendo desgaste ao governo junto à opinião pública.
Naquele 19 de outubro, o dia e a noite foram agitados no Palácio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro, local das grandes decisões. O ministro da Justiça tem pronto o decreto que põe em recesso o parlamento. Outra medida, bem pior seria a sua dissolução, encerrando as atividades parlamentares três meses antes do término do mandato. Bem comparadas as duas medidas, a do recesso se mostrava mais leve, dando tempo suficiente para esfriar as cabeças e tornar à realidade possível naquela conjuntura.
Achava-se, entre outras coisas, que a atitude do presidente da Câmara tinha por fim embaraçar as eleições legislativas que se realizariam no mês seguinte, o que não ficou provado.
No dia 20, o Presidente assina o recesso parlamentar, por tempo indeterminado, ficando incumbido de executar o ato o coronel Meira Matos, comandante da Polícia do Exército em Brasília. Conta Luís Viana Filho:
"Meira Matos executou o decreto. O Presidente recomendara-lhe a maior prudência e, nessa mesma noite, isolado o Congresso, os seus membros foram retirados tranqüilamente. Não houve incidente de monta, e as anunciadas ameaças de resistência ruíram silenciosamente. Apenas breve e áspero diálogo entre Adauto e Meira Matos inquietou o episódio." (Leia, em detalhes, no testemunho do jornalista Carlos Chagas).
Os acontecimentos, então, se desenrolam dentro desta seqüência:
12.10.66 – Cassados os mandatos de 6 deputados federais.
20.10.66 – O Congresso Nacional (Câmara e Senado) é posto em recesso.
15.11.66 – Realizam-se eleições diretas para a renovação da Câmara Federal, de um terço do Senado e das Assembléias Legislativas.
21.11.66 – É suspenso o recesso e o Congresso volta às atividades.
13.12.66 – O anteprojeto da nova Constituição é entregue ao presidente do Congresso, senador Auro Soares de Moura Andrade.
24.01.67 – A nova Constituição é promulgada pelo Congresso Nacional.
Estava superada a crise. O Brasil ganha uma nova Constituição que, se dizia, deveria durar várias décadas. Não foi bem o que aconteceu. Os acontecimentos caminharam mais rápido que as boas intenções e, dois anos depois, o texto constitucional foi quase que totalmente alterado por uma Junta Militar que assumiu o poder. Esse também é um assunto a ser tratado em momento oportuno.

A reforma financeira

O primeiro dos problemas a ser enfrentado pelo Presidente foi o do descontrole financeiro do país. O Brasil havia saído do governo Dutra (1946-1951) com uma situação confortável nas finanças públicas, e com uma dívida externa administrável.
Os governos posteriores reverteram esse estado de coisas, gastando mais do que arrecadavam e levando o país a um estado quase que pré-falimentar. Getúlio Vargas e Café Filho viveram enleados em sérios problemas políticos que lhes tomaram a maior parte do tempo.
Juscelino Kubitschek construiu Brasília e levou seu plano de governar 50 anos em 5, emitindo moeda descontroladamente para cobrir os gastos e comprometendo os próximos governos com um aumento sensível da dívida externa.

Jânio Quadros fez um diagnóstico do doente, mas não ministrou-lhe os remédios, tanto mais que não parou 7 meses no poder. Por fim, João Goulart largou o governo à corda solta, como se o problema não fosse com ele.
Agora, o paciente necessitava de um tratamento de choque, uma política séria de contenção de despesas, que levou o país, em 1965, a processo recessivo, danoso à produção e aos trabalhadores, causando o desemprego e uma semi-paralisação do comércio e das atividades produtivas.
O amargo remédio era a infalível receita do Fundo Monetário Nacional, engolido a duras penas, e que só pôde ser aplicado sem maiores contestações porque o Brasil vivia em regime excepcional, suprimindo, se preciso à força, qualquer manifestação de descontentamento.
Respeitadas todas indicações do receituário, por fim, o FMI colocou à disposição do Brasil um crédito "stand-by" (para ser requisitado quando preciso) de 125 milhões de dólares. Era uma insignificância, mas, por outro lado, representava um sinal verde aos investidores internacionais de que o Brasil deixava de ser um risco iminente ao capital estrangeiro.
O PAEG-Plano de Ação Econômica do Governo, sob a responsabilidade do Ministro do Planejamento, Roberto Campos e do ministro da Fazenda Otávio Gouveia de Bulhões, estabeleceu uma nova ordem econômica no país.
"O PAEG – escreve Luís Viana Filho – traçava os pontos principais da nova estratégia política econômica, apontava os instrumentos de combate à inflação no campo monetário, fiscal e salarial; os mecanismos de incentivos às exportações e de correção no desequilíbrio no balanço de pagamentos; os instrumentos de estímulo à poupança no mercado de capitais, com o princípio da correção monetária; e as concepções para o problema da habitação popular e, conseqüentemente, o aumento da construção civil. Também se incluía um elenco de investimentos públicos e programas setoriais de crescimento."
Era uma intervenção pesada do poder público sobre a iniciativa privada, gerando protestos das classes liberais, com discursos violentos do deputado Herbert Levi e de outros parlamentares que haviam apoiado o movimento militar. Não foram menores as reações nos meios estudantis, sindicais e intelectuais, registrando-se a prisão, entre outros, do professor Florestan Fernandes. A repressão econômica, mais do que a repressão política, é que tornou odiado o governo de Castelo Branco.
Os resultados desse saneamento foram colhidos pelos governos seguintes, quando a liberação da economia, com a geração de empregos e melhoria das condições de vida, acabou escondendo a repressão, que atingiu seu apogeu com o presidente Médici, considerado injustamente como o grande realizador.
No governo Castelo Branco foram criados o BNH-Banco Nacional da Habitação, a primeira tentativa realmente séria de fazer uma política habitacional permanente e contínua; as ORTN-Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional que, a um só tempo, instituíam a correção monetária e representavam títulos de captação interna.
O FGTS-Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, transferindo o passivo trabalhista das empresas, dali por diante, para o controle estatal, foi outra fonte de arrecadação que permitiu a aplicação de capitais em serviços básicos, como o de saneamento. O Banco Central do Brasil, recém criado, chamou a si o controle da moeda e das atividades financeiras, antes atribuído ao Banco do Brasil.

A reforma fiscal e tributária

Antes de se aventurar na modificação do sistema de arrecadação de impostos e taxas, o governo teve de identificar o contribuinte, pois, tal era a desordem, pela falta de um cadastro centralizado, que a sonegação tornou-se prática comum em todo o país.
Para organizar e agilizar o recolhimento de tributos foram criados o CGC-Cadastro Geral de Contribuintes e o CPF-Cadastro de Pessoa Física. Os velhos impostos, em cascata, foram substituídos por novos, nos quais o setor produtivo podia creditar-se dos impostos pagos sobre matérias primas, reaplicando-os por ocasião da venda dos produtos acabados. Assim, a tributação real incidia apenas sobre o consumidor final.
O IC (Imposto de Consumo) deu lugar ao IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). O IVC (Imposto de Vendas e Consignações) foi substituído pelo ICM (Imposto de Circulação de Mercadorias). O Imposto do Selo, que vinha dos tempos do Império, foi eliminado e, em seu lugar, surgiu o IOF-Imposto sobre Operações Financeiras. Acabaram-se para sempre os quiosques que vendiam estampilhas aos quatro cantos do país, as quais eram pregadas sobre todo papel que ousasse insinuar uma operação financeira.
Como se pode imaginar, com melhor controle, a arrecadação aumentou prodigiosamente e, em contrapartida, concentrou uma boa parte do dinheiro circulante nas mãos do governo, o qual, através das obras públicas, passou a controlar com mais eficiência o fluxo da moeda e, por conseqüência, o nível de inflação aceitável.

A reforma agrícola

O espaço é insuficiente para comentar todas as modificações ocorridas no período de governo de Castelo Branco, mexendo no âmago dos problemas, e preparando a estrutura necessária para um desenvolvimento integrado do país.
Era preciso revolver o solo onde se consolidou a estrutura agrícola do Brasil, apoiada principalmente na política do café e descuidando de planejamento global. Para isso Castelo foi buscar um novo ministro da Agricultura onde melhor se conhece o assunto, a Escola Superior de Agricultura Luís de Queirós, em Piracicaba-SP. Era ele o professor Hugo de Almeida Leme, homem que dedicou toda sua vida aos problemas da terra, um dos poucos que se poderia considerar capaz de desemperrar a máquina e colocá-la em movimento.
Contrariando a política geral de contenção de despesas, o governo liberou verbas para o setor, de forma a permitir a implantação de uma política de preços mínimos. Com esse incentivo dado à iniciativa privada, o resultado não se fez esperar: as próximas safras acusaram um aumento expressivo na colheita de grãos, que o governo adquiriu e armazenou.
Procurando diversificar a cultura, passou a incentivar derrubada de plantações de café com baixa produção, substituindo-as por lavouras mecanizadas e de maior rendimento. Foi a partir de então que o norte do Paraná começou a conhecer o valor econômico da soja, mais adequada em regiões sujeitas a fortes geadas.

Não foi adiante, todavia, o propósito de realizar também uma reforma agrária, reduzindo o poder dos latifúndios. O Estatuto da Terra, sancionado em 30 de novembro de 1966 e as medidas tomadas em fins de governo, punindo com maiores impostos as terras improdutivas não foram suficientes para impedir a concentração de terras.
Os governos que se seguiram, pelas características do próprio Sistema a que estavam atrelados, não se interessaram em promover no país uma verdadeira reforma agrária, com participação real do homem do campo. Esta foi a grande oportunidade perdida, que empurrou para o ano 2000 um problema sério, agravado em décadas pelo processo de mecanização rural, que resultou no êxodo da mão-de-obra excedente para as cidades.
A figura do colono foi substituída pela do bóia-fria e, nos grandes centros urbanos, a concentração de trabalhadores não qualificados resultou no desemprego e no sub-emprego, gerando a favelização e a miséria.

Conclusão

Castelo Branco saiu em 15 de março de 1967 sem cumprir a promessa de que fora fiador, qual seja, a de entregar o governo a um civil, escolhido por eleições diretas. Foi, pelo menos em parte, refém do Sistema, invisível, mas real, o qual lhe ditava os passos e condicionava-lhe os movimentos. Teve de aceitar a prorrogação de seu próprio mandato, a edição de mais três atos institucionais, o fechamento do regime e, por fim, precisou passar as rédeas do poder ao marechal Costa e Silva, o mais legítimo representante da "linha" dura nas Forças Armadas.

Morreu em colisão aérea no Ceará, em 18 de julho de 1967, quatro meses depois de deixar o governo. Uma estranha colisão, dessas de acontecem uma em um milhão. O choque aconteceu com um avião militar, fora da rota, longe do tráfego aéreo e nenhuma das aeronaves arremeteu para evitar o acidente.
O "Painel" da Folha de São Paulo, em 16 de julho de 1988, publica uma nota intrigante. Diz ela: "João Wamberto, que foi secretário de Castelo Branco revela: no dia de sua morte (18-7-67), em desastre aéreo, o ex-presidente havia comunicado a ele, pelo telefone, que decidira romper o silêncio e comentar a grave crise política que o país atravessava, então sob o governo Costa e Silva. O avião de Castelo caiu em conseqüência de choque com um jato da FAB."
Acidente ou não, o desaparecimento de Castelo Branco se insere entre outras mortes, igualmente estranhas, que ocorreram durante o período militar, entre elas a de Juscelino Kubitschek e a do próprio marechal Costa e Silva. Mas História não se escreve em cima de suposições, colocadas aleatoriamente no processo. O único fato concreto, neste caso, é que Castelo Branco morreu no choque entre duas aeronaves, numa das quais ele viajava. E ponto final.
Responsável: Paulo Victorino
pitoresco@pitoresco.com.br
www.pitoresco.com.br

EM TEMPO:

Muito se fala dos que foram torturados no período da Revolução de 1964 inclusive chamando este movimento de golpe. Trata-se de um grande equivoco e de uma falta de reconhecimento aos relevantes serviços prestados por nossas Forças Armadas.
Quem conviveu como eu, com aquele período poderão entender melhor a situação. Assaltos a bancos, saques em supermercados, falta de alimentos e desrespeito total as instituições estava virando normalidade. Lembro-me que o processo começou em Minas Gerais e se estendeu pelo Rio de Janeiro e S. Paulo com as passeatas do Movimento das Famílias pela Paz.
Quanto aos mortos, simplesmente só foram agraciados com benefícios de indenizações aqueles que provocavam badernas e desassossegos. Foram muitos os militares e policiais sacrificados e torturados pelos rebeldes em emboscadas e atitudes traiçoeiras. Muitos foram os políticos que se beneficiaram de suas mentirosas colocações da historia da revolução para conseguirem ser eleitos e enganarem o povo Brasileiro e hoje estão envolvidos descaradamente com corrupção e trafego de drogas. Hoje se convivemos com este estado de intranqüilidade e nos sentimos totalmente desamparados e por culpa destes que exercem hoje cargos políticos e somente pensam em garantirem seus direitos largando de lado os direitos do povo. Deus queira que ainda restem dentro de nossas Forças Armadas homens com vontade de acabar novamente com este estado de abandono que os brasileiros estão passando.
Agora o começo do fim da revolução democrática.
Em julho houve a reforma da Constituição para prorrogar o mandato de Castelo Branco por 14 meses. Eram necessários 205 votos em 475 congressistas. 205 a 96 votos. Os equivocados congressista conseguiram 205 votos, tendo um deputado (Francelino Pereira) sido "forçado" a mudar voto já proferido. Lacerda estava em Belém e assim que teve notícia e chorou pelo fim da democracia, aquela tenra florzinha lembrada por Otávio Mangabeira. Eleição direta nunca mais, declarou. Sei que o Magalhaes Pinto, o meu amigo e minha admiração humana, mas não política, foi personagem importante na mudança de um voto e no arrastamento do voto do deputado goiano Luiz Bronzeado que estava fora do plenário e não vieram votar contra a prorrogação porque eu não quis aliciar votos.


LEMBRANÇAS

Ainda trabalhando na Magnus fui convidado para trabalhar como Chefe de Pessoal da Fabrica da Geigy do Brasil que ficava localizada no bairro Colégio no Rio de Janeiro. Esta mudança de serviço ocorreu no dia 02 de Maio deste ano. Nesta fabrica travei conhecimento mais profundo com o serviço de Recursos Humanos e fiquei conhecendo uma pessoa que se tornou um grande amigo, Antonio Ribas Castelo Branco sobrinho do futuro presidente Castelo Branco.
Em Agosto de 1964 tendo saído da Geigy do Brasil montei um Laboratório de Cosméticos em Bonsucesso no Rio de Janeiro. A este Laboratório demos o nome de Elma Cosméticos e fabricávamos o Halitol um desodorante bucal, uma linha de produtos femininos denominados Maria Luiza e produtos masculinos denominados Napoleon. Estes produtos eram desodorantes vaginais, desodorante para os pés, creme de barbear em aerossol, desodorantes normais e colônias.
A convite do Dr. Jorge Torok Fischer, com quem eu tinha trabalhado na Magnus e na Lavex participei da Convenção que mostro na foto abaixo:

Para minha localização eu estou na fila do único fumante da foto. Ao lado dele a esposa do Dr. Torok, ele e a seguir eu. Pelo menos o cigarro sirviu para alguma coisa.
A firma teve um ótimo crescimento só que como levei para sócios meu irmão e meu cunhado os dois começaram a trabalhar desonestamente, desviando os recursos da firma. Não vou aqui transferir para eles todas as responsabilidades de insucessos. Eu também tive culpa, pois como sempre, envolvido com mulheres, deixei o leme do barco e por isso eles fizeram o que queriam.
Não sei se por carma, sem-vergonhice ou herança de meu pai, tanto eu como meu irmão por diversas vezes não tivemos lealdade com nossas esposas e sempre estivemos envolvidos com problemas extraconjugais. Durante anos procurei ser um bom pai e marido, mas quando comecei a trabalhar na Geygi do Brasil, em Iraja, comecei a sair um pouco dos trilhos, e uma das vezes que cheguei tarde em casa e encontrei minha sogra no portão que me recebeu dizendo: “Olha meu filho, eu vim de tão longe para visitá-lo e você faz isso comigo”. Isto me tocou muito, mas não foi o bastante para endireitar-me.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• Início da Guerra do Vietnã.
• 24 de Fevereiro - Início das campanhas da FRELIMO para a luta armada de independência moçambicana de Portugal, abrindo mais uma frente na Guerra Colonial Portuguesa.
• 31 de Março ou 1 de abril - Golpe militar de 1964 no Brasil derruba o presidente João Goulart.
• 1 de Agosto - A grega Corinna Tsopei é eleita Miss Universo.
• 12 de Outubro - Leonid Brejnev substituí Nikita Khrushchev como secretário geral do Partido Comunista da União Soviética.
• John Surtees vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1, tornando-se o primeiro campeão mundial em motos e monopostos.

NASCIMENTOS
• 11 de Janeiro - Patrícia Pillar, atriz brasileira
• 13 de Março - João Gordo, vocalista brasileiro da banda Ratos de Porão
• 21 de Junho - Lorena Calábria, jornalista e apresentadora de televisão brasileira
• 22 de Junho - Dan Brown, escritor estado-unidense autor de O Código Da Vinci
• 14 de Outubro - Alexandre Frota, actor e modelo brasileiro.
• 3 de Novembro - Gregório Paixão, bispo católico.
• 23 de Dezembro - Eddie Vedder, vocalista do Pearl Jam

FALECIMENTOS
• janeiro - Loureiro da Silva - prefeito de Porto Alegre em 1937-1943 e 1960-1963.
• 1 de abril - Alberto Bordalo, prosador e poeta paraense
• 5 de Abril - Douglas MacAthur, General norte-americano
• 10 de Agosto - Afonso Eduardo Reidy, arquiteto brasileiro
• 6 de Novembro - Anita Malfatti, pintora brasileira
PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO

• Professor Rousset Jean Baptiste Marius
Nasceu no dia 27 de Novembro de 1896 na cidade de Saint-Alban na França.
Faleceu no dia 23 de Fevereiro em Sete Lagoas

1965

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas: Vice-Prefeito Sr. Alípio Maciel de Oliveira

LEMBRANÇAS

A Elma funcionou até o mês de julho deste ano.
Já em 18 de Agosto eu estava trabalhando na Petrominas como Chefe de Pessoal e fiquei na mesma até Dezembro.
Começa na TV Excelsior "Redenção", a mais longa das telenovelas brasileiras, autoria de Raimundo Lopes, direção de Waldemar Moraes e estrelada por Regina Duarte, Lélia Abramo e Márcia Real. "Redenção" teve 594 capítulos.
A TV Excelsior também apresentou o "1º Festival da Música Popular Brasileira". A música vencedora foi "Arrastão", de Edu lobo, interpretada por Elis Regina.
Investimentos do Estado, com o dinheiro arrecadado pelo Fundo Nacional de Telecomunicações e gerenciado pela recém-criada EMBRATEL, possibilitaram a construção de um sistema de microondas, crédito para a compra de receptores; infra-estrutura para a sua expansão.
Inaugurada a TV Globo do Rio de Janeiro, canal 4 e às 11h do dia 26 de abril de 1965, a Rede Globo de Televisão entra no ar também em São Paulo, através do Canal 5 (antiga TV Paulista, adquirida do grupo Victor Costa).
Na Record vai ao ar o musical "O Fino da Bossa", com Elis Regina e Jair Rodrigues, marcando o sucesso dos musicais.
Em Agosto, mais precisamente no dia 22, também a Record põe no ar o programa "Jovem Guarda", com Roberto Carlos.

REDE GLOBO

Rede Globo é homenageada pelos seus quarenta anos no Senado. Da esquerda para a direita: João Roberto Marinho, Dona Lili Marinho e o então Presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti.A Rede Globo é uma emissora de televisão brasileira, que iniciou suas atividades no dia 26 de abril de 1965 no Rio de Janeiro. Foi fundada e dirigida pelo empresário Roberto Marinho até sua morte, em 2003. A empresa faz parte do grupo empresarial Organizações Globo.
História
Em julho de 1957 o Presidente da República, Juscelino Kubitschek, aprovou a concessão de TV para a Rádio Globo e, em 30 de dezembro do mesmo ano, o Conselho Nacional de Telecomunicações publicou decreto concedendo o canal 4 do Rio de Janeiro à TV Globo Ltda.
Em 26 de Abril de 1965, emitindo a canção Moon River de Henry Mancini, o locutor Rubens Amaral apresentou a nova emissora aos telespectadores da cidade do Rio de Janeiro e do Estado da Guanabara. Às 11:00 foi exibido o programa Uni-Duni-Tê, com Tia Fernanda e ao meio-dia, os desenhos animados Gato Félix e Hércules.
Em janeiro de 1966, o Rio sofreu uma das suas piores enchentes. Mais de cem pessoas morreram e vinte mil ficaram desabrigadas. A TV Globo fez a cobertura das conseqüências da enchente e veiculou informações para a população, participando, pela primeira vez, de campanha comunitária, centralizando a coleta de donativos em um dos seus estúdios; na época o sistema de transmissão era preto e branco.
Em 1966 a TV Globo chegou a São Paulo pelo canal 5 que, desde 1952, funcionava como a TV Paulista. Em 5 de fevereiro de 1968 foi inaugurada a terceira emissora, em Belo Horizonte, e as retransmissoras de Juiz de Fora e de Conselheiro Lafaiete, além de um link de microondas que ligou o RJ a São Paulo.
Em 1969 entrou no ar o Jornal Nacional, primeiro telejornal em rede nacional, ainda hoje transmitido pela emissora e líder de audiência nacional. O primeiro programa foi apresentado por Hilton Gomes e Cid Moreira.
Em 21 de abril de 1971 entrou no ar a TV Globo Brasília (canal 10), apresentando a partida Vasco contra Flamengo - ao vivo direto do Rio de Janeiro - e o programa Som Livre Exportação. A emissora atinge também Goiânia, Anápolis, Cristalina, Luziânia e outros municípios de Goiás.
Em 1971 também entrou no ar o Jornal Hoje. Em 1972 foi inaugurada a TV Globo Recife e foi feita a 1ª transmissão nacional em cores, via Embratel, para todo o país[Necessita de fonte]. A televisão mostrou a abertura da Festa da Uva, em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.
Em 31 de março de 1972, (dia da primeira transmissão em cores no Brasil), a TV Globo exibiu o especial Meu Primeiro Baile, o primeiro programa da televisão brasileira inteiramente gravado em cores. Ainda em 1972 estreou o Globo Repórter, ainda hoje transmitido pela emissora.
Em 1973 entrou no ar o programa Fantástico, também líder de audiência ainda hoje transmitido aos domingos. A partir de 28 de abril de 1974 passou a ser transmitido em cores. Em 1977 toda a programação da emissora passa a ser a cores. Em 1982 a emissora implantou a transmissão via satélite.
As telenovelas
A Rede Globo especializou-se em fazer telenovelas, que são vendidas atualmente para mais de trinta países e constituem atualmente a maior "vitrine" da sociedade brasileira no exterior [Necessita de fonte]. Atualmente a emissora está no Guiness Records por ter mais de 260 telenovelas já gravadas e outras quatro ainda em andamento. A telenovela-série "Malhação" está no ar de segunda a sexta-feira desde 28 de abril de 1995. A Globo produz também programas de variedades, séries, jornalismo e esporte.
Críticos apontam as telenovelas como uma das causas da derrocada do cinema brasileiro[Necessita de fonte]. Nos últimos anos, no entanto, a Globo vem investindo também em filmes para o cinema, aproveitando-se de sua ampla infra-estrutura e grande número de atores, e, com isso, revigorando parcialmente a indústria cinematográfica brasileira.
Jornal Nacional
O Jornal Nacional foi o primeiro telejornal brasileiro a ser transmitido em rede nacional, em 1969. Os episódios narrados a seguir são comentados por seus protagonistas no livro 35 Anos de Jornal Nacional, lançado em 2004.
Em 1989, criou-se uma polêmica por conta da edição do debate presidencial apresentado pelo telejornal dias antes das eleições. A emissora foi acusada de ter favorecido o candidato Fernando Collor de Mello, que disputava o segundo turno do pleito eleitoral com Luiz Inácio Lula da Silva. A TV Globo teria privilegiado os melhores momentos de Collor e os piores de Lula na edição do debate. Desde então, a emissora adota como norma apresentar os debates na íntegra, sem editá-los [Necessita de fonte]. Isso impede que as escolhas que necessariamente fazem parte do trabalho de edição sejam interpretadas - às vésperas do debate com os ânimos dos envolvidos na campanha exaltados - como manipulação dos fatos.
O Jornal Nacional foi acusado de omitir informações sobre a campanha das Diretas Já, em 1984, porque deu a notícia do grande comício na Praça da Sé em São Paulo, no dia 25 de janeiro na mesma matéria em que noticiou as comemorações do aniversário da cidade. Na verdade, o telejornal não fazia referência ao comício na escalada da edição daquele dia, citando apenas o aniversário da cidade. “A cidade de São Paulo festeja os 430 anos de fundação”. Na chamada, o apresentador Marcos Hummel referia-se ao comício como um dos eventos comemorativos do aniversário da capital. Mas havia realmente relação entre a manifestação e o aniversário da cidade, uma vez que o comício havia sido marcado naquela data para facilitar a participação popular. Depois da chamada: “Festa em São Paulo. A cidade comemorou seus 430 anos com mais de 500 solenidades. A maior foi um comício na praça da Sé”, foi ao ar uma reportagem de Ernesto Paglia que informava claramente o conteúdo político do evento. O texto informa que milhões de pessoas foram ao Centro de São Paulo para, na praça da Sé, se reunir num comício em que pediam eleições diretas para presidente e que o evento não era apenas uma manifestação política. Cita a abertura, a música e a presença de vários artistas. A matéria mostra imagens da praça lotada e do radialista Osmar Santos apresentando os oradores. O governador de São Paulo, Franco Montoro, fez o discurso de encerramento: "Um dos passos na luta da democracia. Houve a anistia, houve a censura, o fim da tortura; mas é preciso conquistar o fundo do poder que é a Presidência da República".
Em 2006, o Jornal Nacional perdeu o primeiro lugar em audiência, por alguns instantes, para a novela "Prova de Amor", da

REDE RECORD

Muito Além do Cidadão Kane
Ver artigo principal: Muito além do Cidadão Kane.
Em 1993, o Channel Four (contrariando a crença geral de que seria a BBC), uma rede de TV britânica, produziu um filme que conta a história da Rede Globo de Televisão. O documentário foi proibido no Brasil desde 1994 graças a uma ação judicial movida por Roberto Marinho. Atualmente existem poucas cópias em circulação no Brasil. O filme conta com a participação de alguns artistas, políticos, e especialistas como Luiz Inácio Lula da Silva, Chico Buarque, Leonel Brizola e Washington Olivetto. O documentário jamais esteve no circuito de cinemas brasileiros e a exibição que ocorreria no Museu de Arte Moderna — MAM, do Rio de Janeiro, foi proibida pelo então presidente da República, Itamar Franco.
O título original é Beyond Citizen Kane. Ele teve origem no personagem de Orson Welles, Cidadão Kane ou Charles Foster Kane , criado no final da década de 1940, como protótipo do magnata dono de um império de comunicação. O personagem Cidadão Kane foi criado por Wells para o filme sobre William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos EUA.
Esportes
Futebol
Desde o final da década de 1990, ela detém os direitos sobre as transmissões das principais competições de futebol.
Fórmula 1
O direito de transmissão do campeonato de Fórmula 1 é comprado todos os anos pela Rede Globo, desde a década de 1980. A emissora detém a exclusividade sobre os direitos de transmissão das provas.
Festival 15 Anos
Em 1980, a Rede Globo promoveu de janeiro a abril, o Festival 15 Anos, um programa exibido nas noites de segunda a sexta, no horário nobre, e que apresentou reprises de programas que haviam marcado a história da emissora desde sua estréia em 1965. Foram atrações do festival programas dos mais variados gêneros, entre os quais musicais, jornalismo e, principalmente, teledramaturgia, a "prata da casa". Novelas de grande sucesso como Selva de Pedra (1972), O Bem-Amado (1973), Escalada (1975) e O Astro (1978), tiveram exibidos na ocasião compactos de cerca de noventa minutos cada, que resumiam a trama básica da novela. Todas as noites o programa mudava de apresentador, que sempre alguém que tivesse alguma relação com a atração do dia. Por exemplo, o ator Francisco Cuoco apresentou o especial sobre Selva de Pedra, enquanto a novelista Janete Clair deu a introdução ao compacto de Pecado Capital, de sua autoria.
Eleições de 1989
A emissora é acusada de ter ajudado a eleger o candidato Fernando Collor de Mello nas eleições de 1989. Há quem veja indícios de "manipulação" nas tramas de telenovelas. Uma delas é Que Rei Sou Eu? - que parodiava a situação política e econômica do Brasil em um país imaginário da Europa, em 1786. Outra, seria Salvador da Pátria - em que um matuto é usado por políticos inescrupulosos e se torna prefeito de uma pequena cidade do interior. A acusação seria a de que o personagem fora criado para ser identificado com o candidato do PT, Luís Inácio Lula da Silva. Mas houve, durante a exibição da novela quem visse na trama o contrário: uma propaganda indireta e subliminar ao mesmo candidato.

DIRETAS JÁ

A Rede Globo acompanhou os primeiros comícios pelas eleições diretas apenas nos telejornais locais. Naquele primeiro momento, as manifestações não entraram nos noticiários de rede. Quando a adesão popular ao movimento cresceu, de fato, o Jornal Nacional passou a noticiar todas as manifestações de rua. No dia 25 de janeiro, foi ao ar, pela primeira vez em rede, aquele que é considerado o primeiro grande comício das diretas, realizado na praça da Sé, em São Paulo, no dia 25 de janeiro. Naquele dia, o telejornal exibiu reportagem de dois minutos e 17 segundos sobre o tema. No entanto, a matéria criou polêmica, porque teria informado que o comício era apenas uma festa em comemoração aos 430 anos da cidade de São Paulo. A reportagem, entretanto, não omitiu o objetivo político do evento: "(...) milhões de pessoas vieram ao Centro de São Paulo para, na praça da Sé, se reunir num comício em que pediam eleições diretas para presidente."

Bibliografia
BRITO, Valério Cruz e BOLANO, César Ricardo - Rede Globo - Quarenta 40 anos de poder e hegemonia.
LOPES, Genésio - O Super Poder - O Raios-X da Rede Globo.
MACHADO, Romero Costa – A Fundação Roberto Marinho.
HERZ, Daniel - A História Secreta da Rede Globo.
CABRAL, Luís Carlos - O Nacional. Rede de intrigas
CHANNEL FOUR (1993). Muito Além do Cidadão Kane

HISTORIA

Neste ano o Rio de Janeiro completa 400 anos.
Em 12 de Outubro o Governador Carlos Lacerda inaugurava no Rio de Janeiro o Parque do Flamengo. Abaixo faço uma transcrição de como este parque foi idealizado.


Aterro do Flamengo
O Parque Brigadeiro Eduardo Gomes, conhecido como Aterro do Flamengo, possui 1.200.000m² de área verde à beira-mar,com arbustos floridos, uma profusão de árvores, compondo uma das mais visitadas e belas áreas de lazer da cidade.
A idealização do parque foi de Lota Macedo Soares, de família da elite carioca.
Não fez universidade, mas foi aluna de Cândido Portinari e tornou-se uma esteta com conhecimento de arquitetura e urbanismo. Lota era também conhecida por sua curiosidade e conhecimento de plantas.
Para aterrar a área, o morro de Santo Antonio foi desmanchado à jatos dágua. A mesma draga que abriu o Canal do Panamá, retirou areia do mar para criar a Praia de Botafogo.
Lota teve a idéia de iluminar o aterro à noite para permitir passeios noturnos no parque. As quadras de esporte foram idéias sua que são alugadas todos os dias do ano, inclusive de madrugada, quando ficam tomadas por times de várias associações.
Com o aval do governador, Carlos Lacerda, reuniu um grupo de amigos notáveis: o paisagista Roberto Burle Marx, o botânico Luiz Emygdio de Mello Filho e os arquitetos Affonso Eduardo Reidy, Sérgio Bernardes e Jorge Moreira.
Era um grupo de trabalho que se reunia sob a liderança de Lota.
O tapete verde que cobre essa imensa área provocou muitas desavenças entre os membros do grupo e também com o pessoal da urbanização, da época. Lota queria apenas 2 pistas para carros (e conseguiu)enquanto o pessoal do urbanismo exigia 4 pistas.
Do entulho surgiram 11.600 árvores de 190 espécies, nativas e exóticas.Entre as 4.400 palmeiras de 50 espécies estão preciosidades como a talipot (Corypha umbraculifera) que floresce apenas um vez e morre (como testemunhamos por volta de 2003/2004).
Além do fato de ser um parque urbano, ele tem características muito especiais, como grupos de plantas da mesma espécie, o uso de plantas brasileiras que não eram comumentemente usadas em paisagismo - como o abricó-macaco e o pau-mulato -(essa informação nos dá o arquiteto Haruyoshi Ono, que participou do projeto como estagiário e é hoje diretor do escritório Burle Marx (O Globo 5.11.2005)).
O parque foi informalmente inaugurado em 12 de Outubro de 1965, Dia da Criança, com uma grande festa popular idealizada por Lota.
Nascia então uma das principais áreas de lazer da cidade, com quadras polivalentes, campos de futebol, playground, anfiteatro, pistas de skate e aeromodelismo. Há ainda um restaurante e quiosques, a Marina da Glória e o Museu de Arte Moderna - MAM.
O Aterro foi incorporado à paisagem da cidade, e se tornou um marco como o Pão de Açúcar e o Corcovado, como era o sonho de Lota.
Do Aeroporto Santos Dumont a Enseada de Botafogo, o parque oferece as mais diversas atrações. Um roteiro interessante, por exemplo, pode ser iniciado no Museu de Arte Moderna, passando-se para o Monumento aos Pracinhas, a Marina da Glória, o Museu Carmem Miranda, até o Monumento a Estácio de Sá - fundador da cidade. Um espetáculo interessante é a troca da guarda promovida pelas três Forças Armadas, sempre no primeiro domingo de cada mês, no Monumento dos Pracinhas. Também aos domingos e feriados o Aterro e suas pistas de rolamento ficam inteiramente liberados ao público, que aproveita para se dedicar às mais variadas formas de lazer.

CARNAVAL

Para comemorar os 400 anos da fundação do Rio de Janeiro, todas as escolas prepararam enredos sobre o tema. A Portela trouxe uma ala inteira de artista da TV Excelsior, a mais importante emissora na época. O Império trouxe pela primeira vez um samba feito em parceria por uma mulher, dona Ivone Lara em “Os cinco bailes da Historia do Rio”. A maior gafe do desfile, vencido pelo Salgueiro, foi cometido por um jurado de mestre-sala e porta-bandeira, que atribuiu notas mais altas (6 e 8) ao casal da Imperatriz Leopoldinense que a da famosa Neide da Mangueira. Poderia ser apenas uma questão de gosto não fosse pelo fato que o casal de outra escola não desfilou porque a fantasia não chegara a tempo. Carnaval.O Salgueiro vence o carnaval carioca com o enredo "História do carnaval carioca", de Arlindo Rodrigues, e Fernando Pamplona.

CURIOSIDADE
EVENTOS
• 9 de Fevereiro - Guerra do Vietnam: As primeiras forças de combate dos EUA são enviadas para o Vietnam do Sul.
• 16 de Fevereiro - A sonda espacial Venera chega ao planeta Vênus.
• 26 de Abril - A Rede Globo é inaugurada.
• 24 de Julho - A tailandesa Apasra Hongsakula é eleita Miss Universo.
• 9 de Setembro é o Dia Nacional do Administrador, por ser a data de assinatura da Lei nº 4769, que criou a profissão de Administrador.
• Em 27 de Outubro, os partidos políticos brasileiros são cassados pelo artigo 18 do Ato Institucional número 2.
• Lançado o primeiro filme dos Trapalhões, Na Onda do Iê-Iê-Iê.
• Jim Clark torna-se bicampeão mundial de Fórmula 1.
• Fundada a Banda de Ipanema, no Rio de Janeiro.

NASCIMENTOS
• 28 de Janeiro - Marcello Antony, ator brasileiro.
• 28 de Fevereiro - Jackson de Figueiredo, jornalista brasileiro.
• 16 de Abril - Martin Lawrence, ator brasileiro.
• 3 de Maio - Betty Gofman, atriz brasileira.
• 15 de Maio - Raí Souza Vieira de Oliveira, futebolista brasileiro.
• 29 de Julho - Paulo Magalhães, criador da intranet.
• 3 de Setembro - Carlos Eugênio Simon, árbitro de futebol brasileiro.
• 3 de Outubro - Adriana Calcanhotto, cantora atriz de teatro e cantora brasileira.

FALECIMENTOS
• 15 de fevereiro - Nat King Cole, cantor norte-americano.
• 5 de maio - Ascenso Ferreira, poeta brasileiro.

PERSONALIDADE DE SETELAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Dr. Joaquim Chassim Drumonnd - Medico
Nasceu no dia 30 de Maio de 1914 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 24 de Maio em Sete Lagoas
• Sr. José Ferrari - (Pepino)
Nasceu no dia 10 de Março de 1911 em San Constantino de Rivello/Itália.
Faleceu no dia 13 de Julho em Sete Lagoas

1966

LEMBRANÇAS

Em Janeiro deste ano, como já vinha prestando serviços para a Confecção Tila, com assessoramento do Departamento Pessoal fui convidado pelo seu proprietário Sr. Isaac a assumir toda a Direção da Fabrica, mas a mesma já se encontrava em uma situação financeira difícil e so teve fôlego para ficar aberta até o dia 22 de Setembro.
Como sai da Confecção Tila, fui convidado para trabalhar no Laboratório Lutécia na Rua Viúva Claudia no Jacarezinho de propriedade do Sr. Marcell Layole, como Chefe do Departamento Pessoal.
O Departamento Federal de Segurança Pública decreta novas normas de censura à TV.
Hebe Camargo estréia, em 10 de abril, seu programa dominical na TV Record e é líder de audiência.
Mais um incêndio, em 29 de Julho, atinge os estúdios da TV Record de São Paulo. Mesmo assim é realizado o "2º Festival de Música Popular Brasileira". Venceram: Chico Buarque com "A Banda" e Geraldo Vandré com "Disparada".
A Rede Globo passa a ser dirigida por Walter Clark, vindo da Tv Rio, que implementou um padrão de qualidade à emissora: o até hoje chamado "Padrão Globo".
Sílvio Santos apresenta na TV Globo o programa "Música e Alegria", com 4 horas de duração aos domingos.
Instalada uma CPI para investigar a associação da Rede Globo com o grupo americano Time Life, o que era proíbido pela legislação brasileira. As denúncias partiram do senador João Calmon, ligado às Emissoras Associadas (TV Tupi).
A Globo entra firme nas novelas e Gloria Magadan, autora cubana, escreveu para a emissora "Eu compro esta mulher" e "O Sheik de Agadir".
Incêndio na TV Excelsior. Crise financeira na emissora, que chega a atrasar em dois meses o pagamento dos funcionários.

FUTEBOL

A Inglaterra, anfitriã da VIII Copa do Mundo, conquistou em 1966 a mais defensiva de todas as copas. Na competição, surgiu o conceito da equipe sem especialistas, com cada jogador atuando ao mesmo tempo na defesa e no ataque. A seleção brasileira, novamente sob o comando de Vicente Feola, não conseguiu passar das oitavas-de-final, derrotada por Hungria e Portugal por 3 X 1. Na final, a equipe Inglesa venceu a Alemanha Ocidental por 4 a 2, na prorrogação e sagrou-se campeã.

CARNAVAL

Choveu muito no Rio e a sede e o barracão do Império da Tijuca foi completamente destruído. A escola passou na avenida apenas com um grupo de sambistas, sem dançar ou tocar musica. Neste amo, a Portela foi novamente campeã com o único samba-enredo que Paulinho da Viola compôs para a escola. A Portela sagrou-se campeã do carnaval carioca com o antológico samba-enredo "Memórias de um sargento de milícias", composto pelo sambista Paulinho da Viola. É o 18º título da escola.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Um Boeing 707 indiano despenha-se no Monte Branco originando 117 mortos
• 24 de março- Entra no ar, em São Paulo, no canal 05, a TV Globo
• 16 de julho - A sueca Margareta Arvidsson é eleita Miss Universo.
• 28 de julho- golpe de estado que instaurou a ditadura argentina.
• 25 de julho- Atentado contra o marechal Costa e Silva,candidato a presidente do Brasil, no aeroporto de Guararapes
• Lançamento do filme Adorável Trapalhão de Os Trapalhões
• Os Beatles dão o seu último concerto, em São Francisco (29 de Agosto)
• Jack Brabham vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1 com uma equipe própria.
• Realização da VIII Copa do Mundo de Futebol, na Inglaterra. Campeão: Inglaterra.
• 5 de outubro-Inauguração oficial da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
• 12 de outubro - O presidente do Brasil, marechal Castelo Branco, fecha o Congresso Nacional
• 7 de dezembro - A jovem equipe do Cruzeiro vence o considerado melhor time de futebol da época, o Santos por 3 a 2 no Pacaembu e sagra-se campeão da Taça Brasil, o campeonato nacional brasileiro.
• Início da Grande Revolução Cultural Proletária na China.

NASCIMENTOS
• 20 de Fevereiro - Cindy Crawford, atriz norte-americana.
• 23 de Fevereiro - Alexandre Borges, ator brasileiro.
• 15 de Setembro - Fernanda Torres, atriz brasileira.
• 23 de Novembro - Cláudia Raia, atriz brasileira.
• 28 de Dezembro - Giulia Gam, atriz brasileira

FALECIMENTOS
• 15 de Maio - Venceslau Brás, presidente do Brasil.
• Dezembro - A.J.Renner, empresário brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO

• Dr. Renato Teixeira Guimarães – Dr. René (Advogado)
Nasceu no dia 23 de Maio de 1904 em Santa Luzia/MG
Faleceu no dia 28 de Junho em Sete Lagoas

1967

ECONOMIA

A desvalorização do cruzeiro levou a criação do cruzeiro novo, com valor de mil vezes maior.

POLITICA

No dia 15 de Março deixa o poder o General Castelo Branco que cede a Presidência para o General Costa e Silva.
Mal. Arthur da Costa e Silva
1967-1968
O Marechal Arthur da Costa e Silva assumiu em 15 de março de 1967 e governou até 31 de agosto de 1969, quando foi afastado por motivos de saúde.
Destaca-se no governo Costa e Silva a criação do Fundo Nacional do Índio (Funai) e do Movimento de Brasileiro de Alfabetização (Mobral). Convém, também, observar que, no início de seu governo, passou a vigorar o Cruzeiro Novo, que consistia no corte de 3 zeros do antigo.
Repressão - Logo nos primeiros meses de governo, enfrentou uma onda de protestos que se espalharam por todo o país. O autoritarismo e a repressão recrudesceram-se na mesma proporção em que a oposição se radicalizou. Cresceram as manifestações de rua nas principais cidades do país, em geral, organizadas por estudantes.
Em 17 de abril de 1968, 68 municípios, inclusive todas as capitais, são transformadas em áreas de segurança nacional e seus prefeitos passaram a ser nomeados pelo presidente da República.
1968 - Talvez o ano mais conturbado do século em todo o mundo, 1968 também foi um ano agitadíssimo no Brasil. A radicalização política era dia a dia maior; greves em Osasco e Contagem (MG) abalaram a economia nacional; a formação da Frente Ampla (aliança entre Jango, Juscelino Kubitschek e Carlos Lacerda contra o regime), o caso Édson Luís, a Passeata dos Cem Mil e o AI-5 são alguns dos exemplos da agitação no âmbito nacional.
Caso Édson Luís - Ainda em 1968, o estudante secundarista Édson Luís morreu no Rio de Janeiro em decorrência de um desentendimento no Restaurante dos Estudantes no Calabouço . Sua morte, contudo, foi imputada ao regime de repressão, originando confrontos entre policiais e estudantes. Em resposta a seu assassínio, o movimento estudantil, setores da Igreja e da sociedade civil promoveram, no Rio, a Passeata dos Cem Mil, a maior mobilização pública em repúdio ao regime militar.
AI-5 - Em discurso na Câmara Federal, o deputado Márcio Moreira Alves, do MDB, exortou o povo a não comparecer às festividades do dia da Independência. Os militares, sentindo-se ofendidos, exigiram sua punição. A Câmara, contudo, não aceitou a exigência. Foi a gota dágua. Em represália, a 13 de dezembro de 1968, o ministro da Justiça, Gama e Silva, apresentou ao Conselho de Segurança Nacional o Ato Institucional No. 5, que entregou o país às forças mais retrógradas e violentas de nossa História recente.
O Ato abrangia inúmeras medidas, algumas das quais merecem destaque: pena de morte para crimes políticos, prisão perpétua, fim das imunidades parlamentares, transferência de inúmeros poderes do Legislativo para o Executivo, etc. Mais abrangente e autoritário de todos os outros atos institucionais, o AI-5 na prática revogou os dispositivos constitucionais de 67. Reforçou os poderes discricionários do regime e concedeu ao Exército o direito de determinar medidas repressivas específicas, como decretar o recesso do Congresso, das assembléias legislativas estaduais e das Câmaras municipais. O Governo poderia censurar os meios de comunicação, eliminar as garantias de estabilidade do Poder Judiciário e suspender a aplicação do habeas-corpus em casos de crimes políticos. O Ato ainda cassou mandatos, suspendeu direitos políticos e anulou direitos individuais.
Derrame - Em 1969, surpreendentemente Costa e Silva sofreu um derrame cerebral. Seu Vice, Pedro Aleixo foi impedido de assumir, pois os militares da linha dura alegavam que ele era contra os "princípios revolucionários". Na verdade, Aleixo havia-se posicionado contrariamente ao AI-5. Uma Junta Militar assumiu o poder, fechou o Congresso e impôs a Emenda No. 1 de 1969, cujo conteúdo acarretou a revogação da Constituição de 1967, passando a Emenda a ser a nova Constituição do país.
No dia 22 de Setembro Carlos Lacerda assina manifesto com Jango, sem a assinatura de Juscelino, confirmando a tríplice aliança da Frente Ampla, tendo deixado com sua filha uma carta para que fosse usada caso lhe acontecesse alguma coisa que o impedisse de falar
Em Sete Lagoas:
Prefeito: Dr. Afrânio de Avelar Marques Ferreira
Vice: Dr. Everaldo José Alves

LEMBRANÇAS

No dia 14 de fevereiro falecia em Sete Lagoas o Dr. Alonso Marques Ferreira pai do amigo Dr. Geraldo Teófilo Marques, advogado e Procurador Regional da Junta Comercial de Minas Gerais. O Dr. Alonso quando Deputado Estadual, conseguiu do Governador Melo Viana a construção do prédio da E.E. Dr. Arthur Bernardes, considerado o mais belo estabelecimento de ensino do interior do Estado.

Na foto abaixo Frank em sua formatura de Jardim.

Nesta outra foto que se segue o meu padrasto Sr. Octavio junto de seus netos Ciomara e Velsinho.

É criado o Ministério das Comunicações.
Inaugurada a TV Bandeirantes de São Paulo.
Na TV Record fazem sucesso: os humorísticos "Família Trapo" e "Praça da Alegria", de Manoel da Nóbrega, que antes era exibido pela TV Paulista.
"Os Miseráveis", a primeira novela da Bandeirantes, vai ao ar. É uma adaptação de Walter Negrão e Chico de Assis. Os capítulos tinham 45 minutos de duração.
A Globo populariza a programação, apresentando programas de auditório (Sílvio Santos, Chacrinha e Dercy Gonçalves).
A CPI da Câmara dos Deputados que investigou o caso Globo/Time-Life apresenta o parecer de seu relator Djalma Marinho, considerando que o acordo da Globo com o grupo americano infringia o artigo 160 da Constituição da República, no entanto em março deste mesmo ano, o presidente Castelo Branco e o procurador-geral da República consideraram a operação legal, fechando o inquérito e declarando infundadas as acusações.

CARNAVAL

A Portela obtém a colocação mais baixa de sua historia até então, sexto lugar. A Estação Primeira de Mangueira vence o carnaval carioca, com o enredo inesquecível "O mundo encantado de Monteiro Lobato", conquistando seu décimo título.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 19 de abril - O antigo chanceler alemão federal Konrad Adenauer morre aos 91 anos em Rhöndorf, Alemanha.
• 21 de Abril - Golpe de estado e implantação na Grécia duma ditadura militar chefiada por George Papadopoulos, sendo o Rei Constantino II obrigado a fugir. A ditadura terminou em 1974.
• 13 de maio - É inaugurada na cidade de São Paulo a TV Bandeirantes, canal 13, embrião da Rede Bandeirantes de Televisão.
• 1 de Junho - Os Beatles lançam Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, um dos mais aclamados álbuns da história do rock.
• 5 de Junho - Inicio da Guerra dos Seis Dias. Israel ataca Egito, Síria e Jordânia.
• 25 de Junho - Uma apresentação da música All You Need is Love, do grupo The Beatles é considerada como sendo a primeira transmissão mundial de TV via satélite.
• 15 de Julho - A norte-americana Sylvia Hitchcock é eleita Miss Universo.
• 5 de agosto - Os Pink Floyd editam o álbum The piper at the gates of dawn
• 8 de Outubro - O chefe de guerrilha Ernesto Rafael Guevara de la Serra (Che Guevara) (nasc. 14 Junho 1928 em Rosário, Argentina) e os seus companheiros são capturados nas proximidades de La Higuera, Bolívia. No dia seguinte Ché, na altura com 39 anos de idade, é assassinado em Vallegrande, Bolívia, pelo exército boliviano por tentativa de incitamento à revolução.
• Denny Hulme torna-se o primeiro neozelandês a conquistar o título mundial da Fórmula 1.
• 3 de Dezembro - Primeira transplantação de coração: No Hospital Groote Schuur da Cidade do Cabo, África do Sul, é implantado pela primeira vez a um ser humano um coração proveniente douta pessoa, uma mulher de 25 anos Denise Darvall que tinha morrido num acidente de viação. Apesar da operação ter corrido bem, o paciente Lewis Washkansky, de 53 anos, morre 18 dias mais tarde em conseqüência duma pneumonia causada pelos medicamentos imuno-supressivos que lhe tinham sido ministrados. A operação foi acompanhada por uma equipa de 30 especialistas, durou 9 horas e foi chefiada e realizada pelo Prof. Dr. Christian Barnard (* 8.11.1922 Beaufort West, África do Sul, † 2.9.2001 Paphos, Chipre). O 2º paciente Philip Blaiberg foi operado em 2 de Janeiro de 1968 e sobreviveu 19 meses com o coração transplantado.
• 5 de Dezembro - Criação da FUNAI.

NASCIMENTOS
• 10 de Fevereiro - Marcelo Serrado, ator brasileiro
• 15 de Abril - Alt, cartunista brasileiro.
• 20 de Maio - Marcelo Rossi, padre brasileiro.
• 11 de Novembro - Gil de Ferran, ex-piloto automobilístico brasileiro.
• 20 de Fevereiro - Kurt Cobain, vocalista da banda Nirvana.

FALECIMENTOS
• 24 de Abril - Vladimir Komarov, cosmonauta.
• 10 de Maio - Lorenzo Bandini, piloto de Fórmula 1.
• 18 de Julho - Castelo Branco, 29º Presidente do Brasil.
• 27 de Agosto - Brian Samuel Epstein, o primeiro manager dos Beatles.
• 9 de Outubro - Ernesto Rafael Guevara de la Serra (Che Guevara).
• 19 de Novembro - João Guimarães Rosa, escritor brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO NA
• Dr. Alonso Marques Ferreira – Farmacêutico e Ex Deputado Estadual.
Nasceu em 13 de Dezembro de 1886 em Paraopeba/MG
Faleceu em 14 de Fevereiro em Sete Lagoas
• José Antonio da Silveira Filho (Jornalistas)
Nasceu no dia 15 de Março de 1903 na cidade de Vespasiano/MG
Faleceu neste ano
• Dr. Orlando de Calazans Ribeiro
Nasceu no dia 12 de Novembro de 1901 na cidade de Estância em Sergipe
Faleceu no dia 5 de Junho em Sete Lagoas
• Afrânio de Vasconcelos Padrão – Comerciante
Nasceu no dia 25 de Agosto de 1913 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 29 de Janeiro
• Prof. Aristides da Costa Camargo – Professor Camargo
Nasceu no dia 15 de Abril de 1901
Faleceu no dia 20 de Junho em Belo Horizonte

1968

HISTORIA

Epa Somos Bi em Beleza. Marta Vasconcelos natural da Bahia, consegue outra vez o titulo de Miss. Universo.

LEMBRANÇAS

Nesta época já tinha mudado para outra Vila Vertical na Rua Barão de Cotegipe ao lado da vila onde tinha nascido. Neste local pude conviver com situações que comprovaram a Mãe Leoa que existe dentro da Elaine. Certo dia, como faltava muita água no prédio, nossa empregada acompanhada das crianças foi apanhar água na cisterna do prédio e uma outra empregada, porque o Frank tinha colocado a mão dentro do balde que ela utilizava, o agrediu com uma vassourada. A Elaine quando viu seu filhote agredido foi atrás da empregada, dentro do apartamento a onde ela prestava serviço e deu um tapa na cara da mesma dizendo; isso para você nunca mais bater no filho de ninguém.
O Governador Carlos Lacerda durante seu governo criou os 10 Policiais de Ouro com o objetivo de combater o crime no Rio de Janeiro mas alguns destes policiais saíram do lado da lei e foram para o lado do bandidismo. Entre eles estava Mariel Mariscot:
As gerações mais novas certamente nunca ouviram falar de Mariel Mariscot, policial da década de 70 que integrou o Esquadrão da Morte, transitou na fronteira entre a lei e a criminalidade e acabou morto em 1981. Não chegou a ser um Lúcio Flávio, outro agente que andou pelos mesmos caminhos, cujos olhos verdes arrancaram suspiros de muitas moças casadoiras e até de apresentadoras famosas da TV, mas também tinha lá o seu charme. Alto, bem afeiçoado, barbudo, intrépido (fosse a serviço da polícia, fosse do crime organizado), Mariscot deixou inúmeros admiradores Brasil afora. No final dos anos 70, seu rosto de "procurado vivo ou morto" esteve presente em postes, muros e logradouros públicos, principalmente de São Paulo e Rio de Janeiro. Feliz ou infelizmente, nunca o vi ao vivo e em cores - até poderia, pois, por essa época, visitava vez ou outra algumas delegacias cariocas -, mas de qualquer forma acabei entrando na história, através de portas transversas. Antes de mais nada, deixe-me explicar as visitas: é que, naquele tempo, jornalista iniciante, sem nenhum pistolão, tinha que fazer estágio na reportagem policial pra largar mão de ser besta E eu fui A altura e a barba cerrada, preta ainda e nem sempre bem aparada, me deram entre os colegas da revisão do Grupo Folhas o apelido de "Mariel Mariscot" ou só "Mariel".
Após o trabalho, que se estendia até de madrugada, costumávamos de vez em quando organizar umas festinhas - um queijo e vinho, um churrasquinho regado a caipirinha; essas coisas inocentes. Numa bela noite de sábado, fiquei até mais tarde no trabalho e quando cheguei ao evento não havia mais nem sinal de comida; só cachaça, limão e açúcar. Agradeci à vida, que me dera muito mais que um limão, e fiz uma, duas, três, quatro, sei lá quantas caipirinhas. Imagine tudo isso com o estômago vazio... Só sei que acordei no dia seguinte (ou teria sido no mesmo?) numa cama do Hospital do Servidor Público, com a glicose correndo gloriosa pelas minhas veias. "Você é o Mariel?", diz a enfermeira com voz, naturalmente, glicosada. Mesmo semidopado, me assustei o suficiente para buscar na minha carteira a identidade e me fazer reconhecer corretamente. Descobri então que fora internado por brincadeira de colegas como Mariel Mariscot, pois era assim que as duas pessoas da festa, que me socorreram, e com quem tinha pouco contato, me conheciam. Uma delas, aliás, médico do local e namorado de uma de nossas amigas, foi quem conseguiu minha internação num hospital dedicado aos servidores públicos. Ainda bem que os funcionários do plantão, por desconhecimento sobre quem era o procurado Mariscot, ou por piedade de meu estado, não me entregaram à polícia daqueles duros tempos de ditadura militar. Se o fizessem, talvez eu não estivesse aqui para escrever esta historinha.
As ações dos insatisfeitos com a Revolução eram muitas.
Os estudantes muitas vezes induzidos a atos de vandalismo eram observados por isso de perto pela policia. Num destes confrontos um jovem perdeu a vida. Abaixo vou relatar a ação que culminou com a morte do jovem Edson:

Ano: 1968

"A preparação de uma passeata de protesto, que se realizaria hoje, contra o mau funcionamento do restaurante do Calabouço, cujas obras ainda não terminaram, foi a causa da invasão daquele estabelecimento, por choques da Polícia Militar, e que resultou no massacre de alunos e na morte do estudante Edson Luís Lima Souto, assassinado com um tiro de pistola calibre 45, pelo tenente Alcindo Costa, que comandava o Batalhão Motorizado da PM do local.
Os estudantes foram surpreendidos com a invasão policial, tendo os soldados disparado rajadas de metralhadoras enquanto o tenente que comandava o choque gritava pelo megafone "parem de atirar, eu não dei ordem para ninguém atirar". Logo depois, o mesmo oficial sacou sua arma e fez os disparos, um dos quais atingiu Edson Luís Lima Souto. O corpo de Edson ainda foi levado para a Santa Casa da Misericórdia na Rua Santa Luzia. Ali, o médico Luís Carlos Sá Fortes Pinheiro anunciou que o aluno já estava morto. Seus colegas, em seguida, levaram-no para o saguão da Assembléia Legislativa, onde se formou uma fila de populares para velar o corpo, em meio a violentos discursos de vários líderes políticos.
O massacre policial continuou após a morte de Edson Luís Lima Souto e outros estudantes e curiosos foram feridos por estilhaços de granadas e bombas de gás lacrimogêneo indistintamente. (...)"
"Estudantes reuniram-se, ontem, no Calabouço, para protestar contra as precárias condições de higiene do seu restaurante. Protesto justo e correto. O Correio da Manhã, nesta mesma página, já condenou a inércia em que o Estado vem-se mantendo diante das reiteradas reivindicações estudantis. Apesar da legitimidade do protesto estudantil, a Polícia Militar decidiu intervir. E o fez à bala. Há um estudante (18 anos) morto, um outro (20 anos) em estado gravíssimo. Um porteiro do INPS, que passava perto do Calabouço, também tombou morto. Um cidadão que, na Rua General Justo, assistia, da janela de seus escritório, ao selvagem atentado, recebeu um tiro na boca. Este o saldo da noite de ontem. Não agiu a Polícia Militar como força pública. Agiu como bando de assassinos. Diante desta evidência cessa toda discussão sobre se os estudantes tinham ou não razão - e tinham. E cessam os debates porque fomos colocados ante uma cena de selvageria que só pela sua própria brutalidade se explica.
Atirando contra jovens desarmados, atirando a esmo, ensandecida pelo desejo de oferecer à cidade apenas mais um festival de sangue e morte, a Polícia Militar conseguiu coroar, com esse assassinato coletivo, a sua ação, inspirada na violência e só na violência. Barbárie e covardia foram a tônica bestial de sua ação, ontem. O ato de depredação do restaurante pelos policiais, após a fuzilaria e a chacina, é o atestado que a Polícia Militar passou a si própria, de que sua intervenção não obedeceu a outro propósito senão o de implantar o terror na Guanabara. Diante de tudo isto, depois de tudo isto, é possível ainda discutir alguma coisa? Não, e não. (...)" Correio da Manhã, 29 de março de 1968.
"A morte do estudante Édson Luís de Lima Souto, de 16 anos - baleado no peito, às 18h30m de ontem, durante um coflito da PM com estudantes no Restaurante do Calabouço - provocou a greve geral de várias Faculdades do Rio e o movimento deverá estender-se pelo País. O corpo da vítima, que está sendo velado na Assembléia Legislativa, sairá às 16 horas de hoje para o Cemitério São João Batista.
Os acontecimentos agitaram a sessão noturna da Câmara dos Deputados onde o Sr. Lurtz Sabiá pediu que o Congresso fique em sessão permanente, e o Deputado Brochado da Rocha sugeriu que as duas Casas do Congresso se transformassem em Comissão Geral para investigar os fatos ocorridos no restaurante dos estudantes. O Congresso Nacional e a Assembléia Legislativa da Guanabara decretaram luto. O Ministro da Justiça, Sr. Gama e Silva, saiu de Brasília e voltou ontem à noite ao Rio.
O Governador Negrão de Lima, numa reunião de mais de duas horas com o Secretário de Segurança, General Dario Coelho, e outras autoridades, no Palácio Guanabara, decidiu afastar o General Osvaldo Niemeyer da Superintendência da Polícia Executiva, para que os acontecimentos sejam apurados com toda a isenção. Ficou também decidida a instauração imediata de inquérito policial a ser orientado por um membro do Ministério Público.
Todos os estabelecimentos de ensino do Estado não funcionarão hoje em sinal de pesar pela morte de Édson Luís, por determinação do Sr. Negrão de Lima. Alguns teatros do Centro e da Zona Sul, que estavam funcionando quando se verificou o atrito entre a PM e os estudantes, suspenderam os espetáculos em sinal de solidariedade - e o público, ao ser inteirado do motivo, aplaudiu de pé.
O Sr. Carlos Lacerda não se alterou ao receber, em São Paulo, a notícia da morte do estudante. Êle falava no Painel de Debates da Assembléia Legislativa de São Paulo, promovido pelo MDB, quando recebeu um bilhete sôbre os acontecimentos do Rio. Fêz uma pausa no discurso, leu o comunicado e declarou: "Não acredito que o Sr. Negrão de Lima seja o responsável". Em seguida, prosseguiu no seu pronunciamento.
Na Câmara Federal, as galerias ficaram lotadas de estudantes, que aplaudiram sucessivos pronunciamentos dos deputados da Oposição. O presidente do Congresso, Sr. Pedro Aleixo, ameaçou várias vêzes de mandar retirar os manifestantes. Em defesa do Govêrno - sempre atacado pela Oposição - falou apenas o Sr. Último de Carvalho. Leu um texto oficioso, afirmando que já estava prevista, há algum tempo, a passeata dos estudantes, "empunhando as bandeiras do Brasil e do Vietcong".
Há, por enquanto, duas versões para o atrito de ontem à noite no restaurante dos estudantes: 1) estes jantavam, pacificamente, enquanto outros assistiam a uma aula, quando um choque da PM, chefiado por um tenente de nome Alcindo ou Costa, invadiu o restaurante e iniciou o espancamento, ao qual os estudantes reagiram com pedradas que, por sua vez, provocaram tiros; 2) os estudantes teriam sido colhidos pela PM, em plena manifestação contra o atraso na conclusão das obras do restaurante.
Além do estudante morto, do outro ferido a tiro e de vários espancados pela PM, houve mais uma vítima: o comerciário Telmo Matos Henriques, ferido na bôca por uma bala quando estava à sua mesa de trabalho, numa firma próxima. O choque da PM retirou-se do restaurante desfechando tiros para o ar - e na passagem por uma galeria deixou nas paredes marcas de balas que, segundo testemunhas, seriam de metralhadoras.
O estudante Édson Luís foi conduzido pelos companheiros, à Santa Casa de Misericórdia, onde, constatada a sua morte, iniciou-se o cortêjo rumo à Assembléia Legislativa. O corpo foi erguido nos braços da multidão que entoava o brado "polícia assassina" ao dar entrada na Assembléia. Ali houve, durante a noite, vários comícios estudantis, de protesto violento contra o Govêrno - e uma multidão postou-se, até à madrugada, na expectativa dos acontecimentos.
Em visita à Assembléia, o General Niemeyer defendeu os policiais. Indagado por que a polícia atirara, respondeu:
- A polícia estava inferiorizada em potência de fogo.
- Potência de fogo? É arma?
- É tudo aquilo que nos agride. Era pedra." Jornal do Brasil, 29 de março de 1968.
"A ordem era "quebrar tudo" e foi cumprida. A PM cercou o Calabouço; depois, houve a invasão e o massacre. A princípio, foram os cassetetes; a seguir, os revólveres. O ataque só foi suspenso quando havia um morto no chão: Nelson Luís Lima, uma bala no coração. Outro estudante - Benedito Frasão Dutra, 20 anos - escapou com vida, fingindo-se de morto. Seriamente ferido, foi conduzido pelos companheiros juntamente com o corpo do estudante-mártir, até o saguão da Assembléia Legislativa. As violências não terminaram: a ordem era prender. Mais tarde vieram as bombas de gás lacrimogêneo e o número de feridos multiplicou-se.
O massacre virou crise. O Sr. Negrão de Lima reuniu-se com todos os auxiliares. SNI presente. Aulas de hoje estão suspensas. Luto é geral: escolas, diretórios, a própria Assembléia. O general Osvaldo Niemeyer foi afastado; determinou-se abertura de inquérito. Parlamentares pediram a queda de tôda a cúpula da PM. A camisa do jovem morto foi erguida como estandarte por seus colegas: o protesto continua. Os diretórios acadêmicos de tôdas as faculdades decretaram greve geral e marcaram assembléia para hoje. Os teatros da Guanabara fecharam e os artistas hipotecaram solidariedade aos estudantes, ficando em luto oficial durante três dias. Pedido o afastamento de Dario Coelho. O governador mandou prender o tenente assassino. O sepultamento será às 16 horas, no Cemitério de São João Batista, por conta do Estado."
"Vão lá e quebram tudo": a ordem do comandante do choque foi cumprida e, minutos depois, no Calabouço, usando revólveres e cassetetes, a Polícia Militar iniciou o massacre dos estudantes, só parando de bater quando já havia um morto - Nélson Luís de Lima Souto, 16 anos - e vários feridos, a bala, a socos e a coronhadas.
Os jovens estavam reunidos no restaurante, quando foi ordenado o cêrco - seis carros da PM fechando tôdas as saídas - e, logo que os policiais abandonaram suas posições, os moços saíram em direção à Assembléia, levando nos braços um companheiro morto e outro agonizante, para a manifestação de protesto, até a madrugada.
Às 18 horas de ontem, cêrca de 600 estudantes reuniam-se no Calabouço, esquematizando a passeata em que reivindicariam a conclusão das obras do restaurante e do Instituto Cooperativo de Ensino. De repente, surgiram os carros da PM e o cêrco foi feito: dois na frente do prédio, quatro atrás. Às 18h30m, os policiais avançaram, em direção à entrada do restaurante. Quando ocorreu a invasão, os estudantes procuraram defender-se, usando pedras e sacos de areia.
Começaram os disparos: os soldados da PM atiravam para o alto, de início, mas logo passaram a acionar suas armas em tôdas as direções, tanto que chegaram a atingir um comerciário que assistia a tudo, da janela de uma firma comercial. Nélson Luís de Lima Souto foi o primeiro a cair: uma bala no coração derrubou-o na hora. Logo depois, outro estudante recebia dois tiros: no braço e na cabeça. Só então veio a ordem do comandante do choque: iniciar a retirada. (...)" Diário de Notícias, 29 de março de 1968.
"O fuzilamento de estudantes no Calabouço, que provocou a morte do menor Nelson Luiz Lima Souto, levou o governador Negrão de Lima a demitir o general Oswaldo Niemeier Lisboa do cargo de Superintendente da Polícia Executiva, como primeiro passo visando a que o inquérito que vai apurar os responsáveis pelo massacre "não fique sòmente no âmbito policial". Vários outros feridos, entre populares que assistiam às manifestações, estudantes e jornalistas foram medicados no Pronto Socorro, uns atingidos pelos cassetetes dos Pms, outros pelos estilhaços das bombas e balas.
Às 22 horas, o general José Horácio da Cunha Garcia, comandante do I Exército, decretava a prontidão em tôdas as guarnições da Guanabara. Os estudantes contrataram o advogado Sobral Pinto como seu patrono no processo de punição do autor ou autores da morte de Nelson Luiz.

Enquanto isso o governador Negrão de Lima lamentava a violência policial e decretava luto oficial, hoje, em tôdas as Escolas Públicas, com suspensão das aulas. O governador acentuou também que os estudantes terão "toda a liberdade" para fazer o entêrro de seu colega morto e, por sua ordem direta, foram soltos os 14 estudantes presos nos incidentes.
O secretário de Imprensa da Presidência da República, jornalista Heráclio Sales, decretou, em Brasília, que o presidente Costa e Silva estava plenamente informado, através do Ministério da Justiça, de tôdas as ocorrências na Guanabara e que o Govêrno estava "adotando as providências necessárias para a manutenção da ordem". Ontem, à noite, veio de Brasília para o Rio, com instruções do titular da Justiça, o coronel Florismar Campelo, diretor-geral do Departamento Federal de Polícia, e hoje deverá chegar ao Rio o ministro Gama e Silva.
Os estudantes não concordaram em que o corpo de Nelson Luiz saísse da Assembléia Legislativa e a uma e meia da madrugada foi feita a autópsia no local onde o estudante está sendo velado. Em Belo Horizonte, universitários reunidos no Centro Acadêmico Afonso Pena fizeram uma série de protestos, com comícios no recinto da Faculdade de Direito. Também os universitários da Faculdade de Direito do Estado da Guanabara decretaram luto oficial por três dias e propuseram às demais Faculdades o não comparecimento às aulas, hoje, em sinal de protesto.
Os acontecimentos também tiveram pronta repercussão no Congresso, que, reunido à noite, suspendeu o início da discussão do chamado projeto dos ociosos, para que diversos oradores abordassem a situação na Guanabara. O Sr. Raul Brunini foi o primeiro orador, fazendo um relato das ocorrências e condenando "o vandalismo e a covardia da Polícia". O Sr. Mariano Beck falou em seguida, para expressar a solidariedade gaúcha ao povo carioca, o mesmo fazendo o Sr. Pereira Pinto, em nome da bancada do Estado do Rio. Diversos outros oradores sucederam-se na tribuna, inclusive o lider do MDB, deputado Mário Covas, que responsabilizou diretamente o governador Negrão de Lima pelos acontecimentos. A sessão se prolongou até às duas horas da madrugada.

" O Jornal, 29 de março de 1968.

"O estudante Nelson Luis Lima Souto, de 17 anos tombou com um tiro no coração quando a polícia militar invadiu o Calabouço, na tarde de ontem, iniciando um massacre que resultou em grande número de feridos e provocou um clima de tensão em todo o centro da cidade. O comandante do choque da PM, Tenente Alcindo, é acusado pelos estudantes de ter assassinado Nélson a sangue-frio, encostando a arma em seu peito. Grande área do aterro foi transformada em campo de batalha, com os soldados da Polícia Militar disparando armas de fogo contra os estudantes, que denunciaram a participação de tropas da Aeronáutica, utilizando metralhadoras."
"Três choques da PM e a guarnição de duas viaturas de patrulha chegaram ao Calabouço no momento em que os estudantes organizavam a passeata de protesto contra o aumento de preços das refeições e a demora na conclusão do restaurante. Auxiliados por uma tropa da Aeronáutica, entraram no restaurante disparando suas armas e dois estudantes caíram feridos: Benedito Frazão Dutra e Nélson Lima Souto. Este morreu pouco depois, nos braços dos companheiros. Outro tiro feriu o comerciante Talmo Henrique, em seu escritório." Última Hora, 29 de março de 1968.
"Milhares de pessoas desfilaram, das 6 às 15 horas de ontem, diante do corpo do estudante Nélson Luís Lima Souto, que foi velado na saguão da Assembléia Legislativa depois da autópsia feita pelo legista Nilo Ramos. O corpo estava envolto na Bandeira Nacional e se achavam sôbre o peito dois terços, cravos e um caderno de Geometria, que pertencia ao extinto. Um representante da Casa do Pará colocou sôbre o corpo uma Bandeira do Pará, terra natal do estudante. Mais de trinta coroas foram enviadas à Assembléia por estudantes sindicais e estudantis.
Cêrca de vinte pessoas, das quais apenas um homem, sofreram crises emocionais. Uma senhora idosa caiu em prantos. Um aluno do Pedro II disse à reportagem: "Antes havia greves e não matavam estudantes". A jovem Carmem Santos Corrêa, que estava nos jardins da Cinelândia, teve mal súbito, sendo medicada no Hospital Sousa Aguiar.
Cinco mil pessoas, aproximadamente, se aglomeravam em frente à Assembléia, não se notando, nas proximidades, policiais fardados, mas apenas agentes do DOPS e do SNI. O trafégo foi desviado para a Avenida Rio Branco e Rua Evaristo da Veiga.

Até às 15 horas, os estudantes haviam recebido, de donativos, três mil cruzeiros novos, que se destinarão à construção de uma estátua, em homenagem ao morto, em frente ao Restaurante Central dos Estudantes. o restante, segundo ficou deliberado, seria enviado à família do estudante, em Belém do Pará e custearia os funerais, pois foi recusado o oferecimento do Govêrno estadual.
A Srta. Cléia Martins, prima, em segundo grau, de Nélson Luís e também comensal do Restaurante Central, disse que teve conhecimento da morte através do rádio.
Com a presença de milhares de pessoas, na grande maioria estudantes, realizou-se, às 19h30m de ontem, no Cemitério de São João Batista, o sepultamento do jovem Nélson Luís de Lima Souto, abatido a tiro durante um conflito ocorrido no Calabouço, quando membros da Cooperativa de Ensino estavam reunidos para acertar detalhes visando à realização de uma passeata de protesto.
O féretro deixou o recinto da Assembléia Legislativa, onde o corpo foi velado, às 16h20m e seguiu por várias artérias da cidade, onde ocorreram alguns incidentes sem gravidade. O enorme número de acompanhantes atrasou sensivelmente o entêrro, já que o caixão teve de permanecer por mais de uma hora à porta do Cemitério, aguardando que a massa humana fôsse retirada da frente.
Com colegas do morto revesando-se na condução da urna mortuária, o cortejo fúnebre tomou a Avenida Beira-Mar, seguindo, após, pela Praia do Flamengo, onde em frente ao prédio da extinta UNE, um grupo de estudantes queimou uma bandeira americana, usando da palavra na oportunidade, os representantes da FUEG Flademir Palmeira e Luís Brito.
Na Praia de Botafogo, utilizando-se de pedras, os participantes do féretro foram quebrando tôdas as lâmpadas dos postes. Na Rua da Passagem pediram a dois guardas que tirassem o quepi à passagem do corpo. Os policiais se recusaram e os estudantes jogaram seus quepis longe, o que quase originou novo conflito.
Cêrca de 18,20 horas, o cortejo aproximou-se do Cemitério São João Batista, onde já se encontravam duas tias da vítima, senhoras Virgília Souto e Enedina Souto Pauferro, esta última espôsa do 1o Sargento da Aeronáutica Manuel Pauferro. Dezenas de coroas, a maioria ofertadas por Diretórios Estudantis, foram depositadas na quadra 14, em frente à gaveta 602, última morada do jovem Nélson Luís. Os gritos de "vingança" e de "assassinos" se sucediam, ao mesmo tempo em que faixas eram desfraldadas. Entre elas registramos uma dirigida às mulheres: "Senhoras, Nélson poderia ser seu filho".
Às 19,10 horas o caixão alcançou a entrada da quadra 14, um corredor com menos de dois metros de largura. Não pôde porém aproximar-se da gaveta 602, situada ao fundo, pois a massa humana invadiu o corredor, ansiosa por ocupar um lugar privilegiado, onde pudesse acompanhar as últimas homenagens que seriam prestadas ao estudante assassinado. (...)
Dez minutos mais tarde, a urna com o cadáver de Nélson Luís foi depositado na gaveta. Grupos de estudantes continuavam a clamar pr vingança, enquanto rasgavam outra bandeira americana, com o fogo quase chegando à multidão. (...)"

O mês de março de 1968 também teve seu lado positivo como por exemplo a inauguração da Rede Nacional de Microondas sistema de transmissão por satélites. Telstar.
O programa dominical de Silvio Santos passa a ter seis horas de duração.
Incêndio na TV Record.
A TV Record coloca no ar o programa "Quem Tem Medo da Verdade", sob o comando de Carlos Manga. No programa artistas eram julgados por problemas pessoais.
Na Globo fazem sucesso: "Dercy de Verdade", no Rio; "Casamento na TV" e "SOS Amor", ambos apresentados por Raul Longras e "O Homem de Sapato Branco", em São Paulo.
Em setembro, sob pressão do senador João Calmon e Carlos Lacerda, o presidente Costa e Silva considera ilegal o acordo entre a Globo e a Time-Life. A emissora é obrigada a se nacionalizar.
O lançamento da nave espacial Apollo IX é transmitido, via satélite pela TV Globo.
Na Tupi os destaques eram: "Domingo de Verdade", comandado por J. Silvestre e "Os Sete Samurais", onde todos os profissionais, incluindo os técnicos, se vestiam de samurais.

CARNAVAL

A Estação Primeira da Mangueira conquista o bi-campeonato no carnaval carioca com o enredo "Samba, festa de um povo". É o 11º título da escola.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 16 de Março - Guerra do Vietnam: Soldados americanos cometem um massacre aos habitantes da aldeia sul-vietnamita de My Lai. 507 pessoas, a maior parte delas crianças e idosos, perdem a vida. A aldeia My Lai torna-se o símbolo duma guerra, na qual a maioria das vítimas é civil. O oficial responsável é condenado em 1971 a prisão perpétua.
• 28 de Março - O estudante Edson Luís de Lima Souto é morto em confronto com a polícia no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro, Brasil.
• 2 de Maio - Inicio do maio de Paris. Estudantes se manifestam contra o "status quo". Barricadas são levantadas nas ruas e ocorrem confrontos com a polícia.
• 3 de Maio A Universidade de Sorbone é fechada pelas autoridades. A UNEF (Union nationale des étudiants de France) organiza passeatas que são dissolvidas com violência cada vez maior pela polícia.
• 10 de Maio A “noite das barricadas”. Os estudantes ganham as simpatias de bancários, comerciários, funcionários públicos, jornaleiros, professores e sindicalistas que aderem a causa estudantil. Do protesto estudantil contra o autoritarismo e anacronismo das academias rapidamente o movimento, com a adesão dos operários, transforma-se numa contestação política ao regime gaulista.
• 26 de Maio - O médico Eurícledes de Jesus Zerbini realiza em João Boiadeiro o primeiro transplante cardíaco do Brasil.
• 13 de Julho - A brasileira Martha Vasconcellos é eleita Miss Universo.
• 20-21 de Agosto - Fim da Primavera de Praga: Tropas soviéticas e outros países do pacto de Varsóvia (excepto a Romênia) invadem a cidade de Praga, na Tchecoslováquia, reprimindo a população local que apoiava as reformas levadas a cabo pelo governo local.
• 2 de outubro - Chacina de Tlatelolco: mais de 500 vítimas, mortos, estudantes e população civil. Manifestações de protesto preparadas por organizações estudantis locais queriam chamar a atenção sobre as péssimas condições sociais vividas pela nação. Manifestação na Praça das Três Culturas (Praça de Tlatelolco) sufocada pelo exército - helicópteros e atiradores matam indiscriminadamente. Após a repressão implacável a política do governo mexicano desloca-se para a esquerda (sob o governo do presidente seguinte, Luis Echeveria Alvarez, que enquanto ministro do Interior, foi responsável pela repressão).
• Os estudantes de Paris decretam greve geral nas universidades francesas.
• 3 de Outubro - A rua Maria Antonia, na cidade brasileira de São Paulo, onde se situavam a Universidade Mackenzie e a faculdade de Filosofia da USP (Universidade de São Paulo é palco, nesta quinta-feira, da "Batalha da Maria Antônia" . O saldo foi trágico: um estudante secundarista (José Carlos Guimarães, 20) é atingido por um tiro na cabeça e morre, outros três universitários são baleados e dezenas são feridos.
• 13 de dezembro - O Presidente Costa e Silva decreta o AI-5 - Ato Institucional número 5, dando início ao período mais fechado e violento da ditadura militar no Brasil iniciada em 31 de Março de 1964.
• Graham Hill sagra-se bicampeão mundial de Fórmula 1

NASCIMENTOS
• 6 de Março - Mara Maravilha, apresentadora de televisão brasileira
• 8 de Junho - Eduardo Moscovis, ator brasileiro
• 28 de Junho - Otto, cantor, compositor e percussionista brasileiro
• 14 de Agosto - Ana Moser, jogadora de voleibol brasileira

FALECIMENTOS
• 23 de Fevereiro - Mário de Miranda Vilas-Boas, bispo brasileiro.
• 27 de Março - Yuri Gagarin, cosmonauta, primeiro homem a viajar pelo espaço.
• 12 de Abril - Afonso Pena Júnior, advogado, professor, político e ensaísta, brasileiro.
• 13 de Outubro - Manuel Bandeira, poeta e escritor brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• D. Francisco Ferreira Avelar (Chiquinha Avelar)
Nasceu no dia 21 de Março de 1868 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 28 de Junho em Sete Lagoas
• Sr. José da Rocha – Comerciante
Nasceu no dia 2 de Outubro de 1887 em S. Miguel do Gandra – Distrito do Porto/Portugal.
Faleceu no dia 10 de Novembro em Sete Lagoas
• Sr. Ovídio Joaquim de Souza – (Seu Ovídio)
Nasceu no dia 8 de Julho de 1892 em Raposos/MG
Faleceu em 27 de Dezembro em Sete Lagoas

1969

HISTORIA

Que Pena, Vera Fischer natural de Santa Catarina passou perto de conquistar o titulo.

LEMBRANÇA

No dia 30 de Junho sai do laboratório Lutécia para trabalhar em uma transportadora de propriedade de meu tio Mario que me propôs sociedade na mesma. Fiquei somente três meses, pois ele que não quis honrar seu compromisso comigo e no dia 10 de Setembro já estava eu desligado da firma. Desta data até o ano de 1971 fiquei somente prestando serviços extraordinários e ajudando meu tio em um açougue. Minha mulher fazia doces e meu filho os vendia na feira que tinha defronte a minha casa. Nesta época estava eu morando em um apartamento ao lado da vila onde nasci e logo depois mudamo-nos para a uma Vila na Rua Mearim (Grajaú).
A TV Cultura de São Paulo passa ao controle da Fundação Padre Anchieta, Centro de Rádio e TV Educativa do Estado de São Paulo.
O Brasil inaugura a Estação Terrena de Tanguá e a Estação Rastreadora de Itaboraí, no Rio de Janeiro, para transmissões internacionais via satélite. Através delas foi possível a transmissão da chegada do homem à Lua pela TV Globo.
Foi um ano marcado também por incêndios nas sedes das emissoras:
Incêndio no Teatro Consolação da TV Record.
Incêndio na TV Globo de São Paulo. Por causa do incêndio a emissora passou a centralizar no Rio de Janeiro toda a produção de programação da Rede.
Incêndio da TV Bandeirantes.
Incêndio no Teatro Paramount da TV Record.
Em 1º de Setembro, estréia o "Jornal Nacional", da Rede Globo, marcando o início das operações em rede no Brasil. O noticiário era apresentado por Heron Domingues e Léo Batista. Foi o primeiro programa regular a ser transmitido em rede nacional e implementou um novo estilo de jornalismo na TV brasileira.
A Rede Globo assume a liderança absoluta de audiência.
No ar, a novela "Véu de Noiva" faz sucesso na Globo.
A Time-Life retira-se da Globo.
Na TV Tupi o sucesso era a novela "Beto Rockfeller", idéia de Cassiano Gabus Mendes, escrita por Bráulio Pedroso e dirigida por Lima Duarte e Walter Avancini. Participaram deste sucesso, lembrado até hoje: Luiz Gustavo, lrene Ravache, Bete Mendes e Débora Duarte entr outros. Foi a primeira vez que se incorporava a realidade (ruas e edifícios da cidade e acontecimnetos reais) com cenário e pano de fundo de uma novela.
Após 16 pedidos de falência, em 1969, o Grupo Simonsen não consegue repassar a TV Excelsior e a emissora é extinta, depois de 10 anos no a

BANDEIRANTES

História
Em 1969 a emissora sofreu um grande incêndio que destruiu suas instalações. Isso não impediu que a Bandeirantes fosse a primeira televisão brasileira a exibir uma programação totalmente a cores, em 1972.
No final dos anos 70, a Bandeirantes se torna rede nacional, e partir dos anos 90, a Bandeirantes passou a adotar uma programação mais voltada ao público feminino e à família. Atualmente, a emissora possui nomes como Raul Gil, Gilberto Barros, José Luiz Datena, Otávio Mesquita, Nivaldo Prieto, Roberto Cabrini, Goulart de Andrade e Claudete Troiano.
Atualmente a TV Bandeirante resgata as transmissões esportivas com o Esporte Interativo, além da volta de Luciano do Valle e de seu programa Apito Final. Para o público infantil, foi incluído na programação o bloco Band Kids, que transmite séries de animes, porém apenas para São Paulo.
O slogan da TV Bandeirantes em uso hoje é: "Prazer em ver".

Grande parte da programação nacional da emissora é destinada aos informerciais, desta forma não é possível acompanhar a programação integral por meio das antenas parabólicas.
A Bandeirantes é a única rede de televisão do mundo a possuir uma alcunha, "Band", utilizada desde o início da década de 1990. Essa alcunha foi inventada pelo jornalista José Luiz Datena, quando integrava a equipe de esportes do canal.
História
No ar desde 15 de novembro de 1999, as cinco concessões da emissora foram transferidas para o grupo empresarial liderado por Amilcare Dallevo, Marcelo Carvalho e o Banco Rural em maio de 1999, após negociações entre o Ministério das Comunicações e a então concessionária Rede Manchete, pertencente ao Grupo Bloch, liderado por Pedro Jack Kapeller (também conhecido como "Jaquito"), sobrinho de Adolpho Bloch, falecido em novembro de 1995. A TV Ômega Ltda (Razão social da Rede TV) tem concessões no Rio de Janeiro (Canal 6), São Paulo (Canal 9), Recife (Canal 6), Fortaleza (Canal 2) e Belo Horizonte (Canal 4). A programação da emissora é voltada principalmente ao entretenimento, com esportes, novelas, seriados, programas musicais, shows e jornalismo. Pode-se dizer que a Rede TV é sucessora das extintas TV Tupi e TV Excelsior e também da Rede Manchete, pois as concessões haviam sido originalmente da Tupi (Rio, Recife, Belo Horizonte, Fortaleza), cassadas em 1980, e da Excelsior (São Paulo), fechada em 1970. Essas concessões haviam sido dadas à Manchete, em 1981, e transferidas para a TV Ômega, em maio de 1999. Os principais programas de 1999 eram: "RTV" (telejornal de 30min. que ia ao ar às 7hs), "Galera na TV" (programa infantil que durou até metade de 2000 que ia ao ar às 18hs até 19hs), as séries "Jeane é um Gênio" e a "Feiticeira", "TV Magia" (3 filmes exibidos nas tardes de domingo com o sorteio de 2 filmes em cada sessão). Ficou conhecida, nos últimos anos pelos programas de baixíssimo nível, e por muitas vezes, apelar para ganhar audiência, segundo, alguns críticos mais radicais. Muitos programas da emissora são criticados duramente por causa dos programas sem conteúdo, sensacionalismo, e baixarias em horário impróprio, como os de João Kleber, que felizmente saíram do ar. O jornalismo, o programa Ritmo Brasil (Antigo Almoço com os Artistas) e transmissões esportivas e alguns raros programas são elogiados pela critica.

POLITICA

Com a morte do General Costa e Silva assume a Presidência no dia 31 de agosto uma Junta Militar composta do General Aurélio Lyra, Almirante Augusto Radamaker e o Brigadeiro Marcio Melo que ficam no poder até a transmissão do cargo no dia 30 de Outubro para o General Emilio G. de Medice. O General Medice fez um governo super-autoritário e instituiu no Pais os Atos institucionais e foi ele o autor do AI 5.
Durante seu governo o Almirante Augusto Radamaker teve uma filha acidentada na BR 040 e que ficou internada no hospital Nossa Senhora das Graças. O movimento foi enorme dentro do hospital para acomodar todos os seus agentes de segurança.

CARNAVAL

O império Serrano tinha em “Heróis da Liberdade” um dos mais belos sambas-enredo da historia, segundo os especialistas. Mas os militares, que acabavam de editar o AI-5, achavam que o samba homenageava a oposição ao regime. Depois de muita negociação a escola não foi obrigada a mudar o enredo. O vencedor do ano foi o Salgueiro. Ismael Silva, um dos criadores das escolas de samba, não pode assistir o desfile porque não tinha dinheiro para pagar ingresso. O secretario de Turismo no Rio sequer o recebeu. Alegou que não sabia quem ele era. O Salgueiro venceu o carnaval carioca com o enredo "Bahia de todos os deuses", de Arlindo Rodrigues e Fernando Pamplona.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 9 de Fevereiro - O Boeing 747 efetua o seu primeiro vôo comercial.
• 28 de Abril - Consistório presidido pelo Papa Paulo VI, criou 35 cardeais, dentre os quais os brasileiros Eugênio Sales e Vicente Scherer.
• 19 de Julho - A filipina Gloria Maria Diaz é eleita Miss Universo.
• 20 de Julho - Neil Armstrong, dos Estados Unidos é o primeiro homem a pisar na Lua, na missão da Apollo 11
• É criado o avião Boeing 747.
• É fundada a Universidade Federal de Ouro Preto.
• É criado o avião Concorde.
• Jackie Stewart vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• 19 de Novembro - Pelé marca seu miléssimo gol.
• O Ceará Sporting Club ganha a Copa Norte-Nordeste

NASCIMENTOS
• 11 de Janeiro - Maurício Lopes, DJ brasileiro.
• 1 de Fevereiro - Gabriel Batistuta, jogador argentino.
• 15 de Fevereiro - Marina Person, atriz e cineasta brasileira e apresentadora da MTV
• 30 de Junho - Dira Paes, atriz brasileira
• 5 de Setembro - Leonardo, jogador de futebol.
• 3 de Novembro - Luciana Gimenez, modelo e apresentadora de televisão brasileira
• 15 de Dezembro - Adriana Esteves, atriz brasileira.

FALECIMENTOS
• 20 de abril - Ataulfo Alves de Souza, compositor e cantor brasileiro.
• 9 de Agosto - Sharon Tate, atriz estadunidense.
• 13 de Agosto - Jacob Pick Bittencourt (Jacob do Bandolim), músico brasileiro.
• 6 de Setembro - Arthur Friedenreich, futebolista brasileiro.
• 17 de Dezembro - Costa e Silva, 30º Presidente do Brasil.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS N0 NA
• Sr. Agapito Silva Melo - Comerciante
Nasceu no dia 22 de Setembro de 1889
Faleceu no dia 2 de Fevereiro
• Dr. Agripa de Vasconcelos – Médico
Nasceu em Matozinhos/MG em 12 de Abril de 1900
Faleceu em Belo Horizonte no dia 21 de Janeiro
• Sr. Ottoni Alves Costa – 1º Prefeito Constitucional de Sete Lagoas
Nasceu no dia 21 de Novembro de 1901 em Cachoeira da Prata/MG
Faleceu no dia 5 de Março em Sete Lagoas

1970

FUTEBOL

Na IX Copa do Mundo (México, 1970), a seleção brasileira conseguiu obter a posse definitiva da taça Jules Rimet. Pela primeira vez a competição era transmitida ao vivo pela televisão. Com uma campanha notável, a equipe treinada por Zagalo – que substituiu João Saldanha, afastado durante a fase de classificação – venceu todos os seis jogos, marcou 19 gols e sofreu sete. Pelé consagrou-se como “ rei do futebol”, um mito para o esporte.

CARNAVAL

Para evitar o atraso foi reinstituído o quesito cronometragem. Os desfiles então começavam no começo do domingo e só acabavam por volta de meio-dia de segunda. O Império Serrano, punido, ameaçou não desfilar no ano seguinte. Mesmo com o pedido das outras escolas, a organização não deu de volta os pontos para a escola. Este carnaval marcou a ultima vez em que a poderosa Portela vencia sozinha um desfile.

ECONOMIA
O cruzeiro novo volta a chamar-se apenas cruzeiro,

LEMBRANÇAS
Continuei ajudando meu tio sem emprego fixo.
A foto abaixo do Frank foi no final de suas férias em Sete Lagoas.

A TV GAZETA

História

A Fundação Cásper Líbero é uma instituição sem fins lucrativos que administra um vasto complexo de comunicações, sediado em São Paulo, que reúne, hoje, a TV Gazeta, a Rádio Gazeta AM/FM, os jornais A Gazeta e A Gazeta Esportiva, hoje gazeta esportiva. net, a FCLNet, além da Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero e o Grupo Cidadania Empresarial.
A TV Gazeta, geradora da Rede Gazeta de Televisão (de São Paulo) foi inaugurada em 25 de janeiro de 1970, data do aniversário da cidade de São Paulo. A primeira emissora montada com equipamento para transmissão em cores, teve, também, a primeira unidade para transmissão externa colorida do país.
A TV Gazeta iniciou em 2000 seu processo de rede, com a implantação de repetidoras no interior de São Paulo e outros estados. Atualmente tem mais de 270 retransmissoras e emissoras afiliadas nas principais cidades do país. E com a transmissão por satélites digital e analógico, a programação da Televisão Gazeta também pode ser acompanhada pela grande rede de tv a cabo e parabólicas espalhadas no Brasil (DirecTv, TVA e Net).
Com o passar dos anos, sua programação foi sendo reformulada, adaptando-se às exigências do público e anunciantes, para atender à dinâmica da televisão moderna.
Outros Programas
A TV Cultura produz seus programas educativos e noticiários: Roda Viva, Diário Paulista, Hora do Esporte. Chegou a ter uma equipe esportiva em 2005, mas a fraca audiência determinou sua dissolução.
O Censo deste ano aponta o número de aparelhos de televisão chegou a 4 milhões de lares, atingindo, aproximadamente, a 25 milhões de telespectadores.
Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, no dia 10 de Janeiro.
Faz sucesso na Globo a novela "Irmãos Coragem".
Inaugurada em 25 de Janeiro a TV Gazeta de São Paulo.
Incêndio nos estúdios da Vila Guilherme da TV Excelsior, em 17 de Julho.
Cassada a concessão da TV Excelsior, canal 9 de São Paulo, em 28 de setembro.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 25 de janeiro - É inaugurada a TV Gazeta de São Paulo, canal 11.
• 5 de Março - Entra em vigor o O Tratado de Não-Proliferação Nuclear, TNP, subscrito por uma centena de países.
• 11 de Julho - A porto-riquenha Marisol Malaret é eleita Miss Universo.
• Realização da IX Copa do Mundo de Futebol, no México. Campeão: Brasil.
• Jochen Rindt vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1, e logo depois morre em um acidente em Monza, na Itália.
• Abril – Fim dos Beatles.
• Setembro - João Ricardo cria o grupo Secos e Molhados. Neste mesmo mês a TV Excelsior encerra suas atividades.
• 1 de abril - A Banda de Rock Inglesa, tendo em seus fundadores, o cantor Ozzy Osbourne,de nome Black Sabbath, lança seu primeiro LP com o mesmo nome da Banda, Black Sabbath.
• 27 de Setembro - Santa Teresa dÁvila e Santa Catarina de Sena são proclamadas doutoras da Igreja Católica pelo papa Paulo VI.

NASCIMENTOS
• 15 de Fevereiro - Gloria Trevi, cantora e atriz mexicana.
• 13 de Março - José Orlando Alves, compositor erudito brasileiro.
• 27 de Março - Mariah Carey, cantora pop norte-americana.
• 17 de Abril - Márcio Garcia, ator e apresentador de televisão brasileiro
• 1 de Maio - Fernanda Young, escritora e roteirista brasileira
• 16 de Maio - Gabriela Sabatini, tenista argentina.
• 20 de Maio - Pedro Paulo Diniz, piloto brasileiro de Fórmula 1.
• 23 de Julho - Charisma Carpenter, atriz americana.
• 25 de Agosto - Claudia Schiffer, modelo alemã.
• 18 de Outubro - Alexandre Barros, piloto brasileiro de Moto GP
• 29 de Novembro
• Bruno Garcia, ator brasileiro.
• Maria Paula, atriz e apresentadora de televisão brasileira

FALECIMENTOS
• 2 de Fevereiro - Bertrand Russell, filósofo e matemático inglês.
• 20 de Fevereiro - Café Filho, 26° presidente do Brasil.
• 27 de Junho - António de Oliveira Salazar, ditador português.
• 4 de Agosto - Oscarito, comediante brasileiro de origem espanhola.
• 18 de Setembro - Jimi Hendrix, cantor e guitarrista estadunidense.
• 4 de Outubro - Janis Joplin, cantora estadunidense.
• 9 de Novembro - Charles de Gaulle, estadista francês.
• 19 de Novembro - José Maria Whitaker, financista brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Alexandre Lanza (“Pintor”)
Nasceu no dia 8 de julho de 1880 em Verona na Itália
Faleceu no dia 26 de Maio em Sete Lagoas
• Sr. Jovelino Cândido – Ferroviário – Ex Combatente
Nasceu no dia 16 de Julho de 1922 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 2 de Fevereiro em Sete Lagoas

1971

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas: Sr. Alberto Moura
Vice Prefeito Sr. Geraldo Alves Padrão

LEMBRANÇAS

Em abril deste ano comecei a trabalhar em uma empresa de malotes a Servencin Despachos S/A onde fiquei até agosto deste mesmo ano. Minhas função era de Chefe de Pessoal.
Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, em 28 de Outubro.
Começa a preparação para a implantação da Tv a cores. Adaptação de equipamentos e treinamento de técnicos.
O Ministério das Comunicações baixa decreto que regulamenta 3 minutos de comercial para cada quinze minutos de programação.
Incêndio na TV Record.
A novela "Meu Primeiro Amor", da TV Globo, lança o merchandising, com o lançamento de uma nova linha de bicicletas.

CARNAVAL

Neste ano o Salgueiro introduziu na historia do carnaval o samba de caráter popular, com “Festa para um rei negro”, mais conhecido como “Pega no Ganzê”. O conhecido refrão “Olelê olalá/Pega no ganzê, pega no ganzá” foi um sucesso absoluto e a escola vence mais uma vez o carnaval.

HISTORIA

Uma grande tragédia ficou marcada neste ano. A queda de um vão de 30m do Viaduto Paulo de Frontin, abalou o próprio conceito da engenharia nacional. Coube à Secretaria de Obras, através do DER, sob a direção do Eng°. Renato de Almeida, a missão de reconstruir o trecho, reforçar todo o viaduto, bem como estendê-lo, por mais de 1900 m, até o Campo de São Cristóvão (parte significativa da Linha Vermelha). Muitas foram as vitimas fatais neste acidente.


Vista geral do Elevado Paulo de Frontin.


LEMBRANÇAS

Foi no dia 29 de Setembro deste ano que comecei a trabalhar na Financilar Lume Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários. Nesta empresa tive outra vez um acessão rápida e logo, logo conquistei a confiança de seu Diretor Presidente que me promoveu de Chefe de Serviços Gerais para Gerente de Divisão.
Nesta oportunidade conheci o Mauro Gabriel Furtom Bousquet operador do mercado financeiro, que muito me ajudou na captação de vendas de LC e de Poupança. Como eu vinha de um período muito grande, desempregado, ele começou a dizer que eu na função que eu exercia tinha que andar melhor vestido e freqüentar lugares que eram freqüentados pelo pessoal do mercado. Ai comecei outra vez com as minhas sacanagens. Todas as sexta-feira ao sairmos do trabalho, íamos direto para a Boate Assirius ou para o Dancing Brasil. Ali ficávamos cercados de mulheres e gastando dinheiro com as mesmas ate altas horas. Este procedimento era quase que generalizado entre os operadores do mercado financeiro. Ninguém se importava com o dia de amanhã, gastavam a noite o que ganhavam de dia.

CURIOSIDADES
EVENTOS
Primeiro semestre
• 25 de Janeiro - Charles Manson e três mulheres da "família" são considerados culpados e sentenciados à prisão perpétua pelo assassinato de Sharon Tate e outros.
• 25 de Janeiro - Idi Amin depõe Milton Obote com um golpe de estado e torna-se presidente de Uganda.
• 31 de Janeiro - Projeto Apollo: Astronautas da Apollo 14 decolam para uma missão na lua.
• 4 de Fevereiro - No Reino Unido, Rolls Royce atinge a bancarrota e o Estado a assume.
• 5 de Fevereiro - Projeto Apollo: Apollo 14 pousa na Lua.
• 8 de Fevereiro - É criado o Nasdaq, índice bolsista norte-americano .
• 9 de Fevereiro - Projeto Apollo: Apollo 14 retorna à Terra depois do terceiro pouso humano na Lua.
• 11 de Fevereiro - Estados Unidos, Reino Unido, União Soviética e outros países, assinam o Tratado de Seabed banindo as armas nucleares.
• 13 de Fevereiro - Guerra do Vietnã: com suporte aéreo e de artilharia estadunidense, o Vietnã do Sul invade o Laos.
• 15 de Fevereiro - Reino Unido e Irlanda adotam a divisão monetária decimal.
• 12 de Março - Hafez al-Assad torna-se presidente da Síria.
• 29 de Março - Um júri de Los Angeles recomenda a pena capital para Charles Manson e suas três seguidoras.
• 5 de Abril - O monte Etna entra em erupção.
• 9 de Abril - Charles Manson é condenado à morte, mas a sentença é comutada para prisão perpétua.
• 17 de Abril - Líbia, Síria e Egito assinam um tratado para formar uma confederação.
• 19 de Abril - A União Soviética lança o Saliut I.
• 19 de Abril - Seguidores de Charles Manson, a Família Manson, são sentenciados à câmara de gás.
• 24 de Abril - 500.000 pessoas marcham contra a Guerra do Vietnam em Washington DC.
• 19 de Maio - Marte: A sonda Mars 2 é lançada pela União Soviética.
• 30 de Maio - Marte: A sonda Mariner 9 é lançada pelos Estados Unidos.
• 31 de Maio - Nascimento de um novo país, o Bangladesh.
• 6 de Junho - Programa Soyuz: é lançado o Soyuz 11.
• 14 de Junho - A Noruega começam a produzir petróleo no Mar do Norte.
• 17 de Junho - Representantes do Japão e dos Estados Unidos assinam o Okinawa Reversion Agreement, acordando a devolução do controle de Okinawa.
• 30 de Junho - A tripulação da Soyuz 11 morre devido a uma fuga de ar através de uma válvula defeituosa.
Segundo semestre
• 5 de Julho - O Direito de Voto: A idade de votar nos EUA é reduzida dos 21 para os 18 anos (através da 26ª emenda à Constituição, aprovada pelo Presidente Richard Nixon).
• 9 de Julho - A Grã Bretanha envia mais 500 soldados para a Irlanda do Norte.
• 16 de Julho - O General Franco nomeia o príncipe Juan Carlos seu sucessor.
• 16 de Julho - Estima-se que a população tenha atingido o número de quatro bilhões.
• 24 de Julho - A libanesa Georgina Rizk é eleita Miss Universo.
• 26 de Julho - Programa Apollo: Lançamento da Apollo 15. Em 31 de Julho os 15 astronautas da Apollo tornam-se os primeiros a viajar num Rover Lunar um dia após terem pousado na Lua.
• 9 de Agosto - A Índia assina um tratado de amizade e cooperação válido por 20 anos com a União Soviética.
• 18 de Agosto - Guerra do Vietnam: A Austrália e a Nova Zelândia decidem retirar as suas tropas do Vietnã.
• 26 de Agosto - Governo civil na Grécia.
• 3 de Setembro - O Quatar volta a ganhar a sua independência do Reino Unido.
• 1 de Outubro - Walt Disney World é inaugurado.
• 25 de Outubro - A Assembleia-geral das Nações Unidas admite a República Popular da China e expulsa a auto proclamada República Democrática da China, na Ilha de Taiwan.
• 27 de Outubro - A República Democrática do Congo muda de nome para Zaire.
• 29 de Outubro - Guerra do Vietnã: A Vietnamização da guerra continua e o número de tropas dos EUA no Vietnã baixa para um número recorde de 196.700 (o mais baixo desde janeiro de 1966).
• 6 de Novembro - Teste nuclear dos EUA em Aleuts.
• 13 de Novembro - Mariner program: Mariner 9 entra na órbita de Marte.
• 15 de Novembro - Intel lança o primeiro microprocessador do mundo, o Intel 4004.
• 23 de Novembro - A República Popular da China ganha a vaga de Taiwan no Conselho de Segurança da ONU.
• 2 de Dezembro - Seis xeques no Golfo Pérsico fundam os Emirados Árabes Unidos.
• 3 de Dezembro - A Guerra Indo-Paquistã de 1971 começa quando o Paquistão ataca 8 bases indianas. No dia seguinte, a Índia invade massivamente o leste do Paquistão.
• 16 de Dezembro - Dia da Vitória em Bangladesh: marca a rendição das tropas invasoras do Paquistão.
• 18 de Dezembro - Dólar é desvalorizado pela segunda vez na história dos Estados Unidos da América.
• 19 de Dezembro - O Clube Atlético Mineiro conquista o primeiro Campeonato Brasileiro de futebol com a vitória de 1x0 sobre o Botafogo RJ dentro do Maracanã. O único gol foi marcado por Dario (Dadá Maravilha) que terminou o campeonato como artilheiro com 15 gols.
Datas desconhecidas
• Ray Tomlinson envia o primeiro e-mail.
• Primeiro teste de vôo do Concorde.
• Jackie Stewart conquista seu segundo título mundial de Fórmula 1.

NASCIMENTOS
Janeiro-Abril
• 18 de Janeiro - Christian Fittipaldi, piloto de automobilismo brasileiro
• 22 de Março - Luis Eduardo Mariutti Pereira (Luis Mariutti), baixista brasileiro de heavy metal (banda Shaaman)
• 27 de Março - David Coulthard, piloto da Fórmula Um
Maio-Agosto
• 20 de Maio - Tony Stewart, piloto de automóvel norte-americano
• 21 de Julho - Alexandre Herchcovitch, estilista brasileiro
• 25 de Agosto - Fernanda Takai, cantora e guitarrista brasileira (Pato Fu).
• 26 de Agosto - Thalía, atriz mexicana
Setembro-Dezembro
• 3 de Setembro - Luciano Huck, apresentador de televisão brasileiro
• 27 de Setembro - Caco Ciocler, ator brasileiro.

FALECIMENTOS
Primeiro semestre
• 15 de Março - Iwar Beckman, geneticista sueco, radicado no Brasil.
• 6 de Abril - Igor Stravinsky, compositor
• 27 de Abril - Eneida de Moraes, escritora brasileira.
• 28 de Maio - Audie Murphy, Ator e Herói da Segunda Guerra Mundial.
Segundo semestre
• 16 de Agosto - Mário Zanini, pintor brasileiro.
• 17 de Setembro - Carlos Lamarca, militante da VPR, grupo de guerilha brasileiro contra o Regime Militar. Morto em emboscada.
• 12 de Outubro - Glauce Rocha, atriz brasileira.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO

• Sr. Elias José Elian – Comerciante
Nasceu em abril de 1889 em Zaidal distrito de Homs na Síria
Faleceu em Novembro em Sete Lagoas
• Sr. Horácio Índio do Brasil – Ferroviário
Nasceu no dia 23 de Dezembro de 1865 em Niterói/Rio de Janeiro
Faleceu no dia 6 de Agosto em Sete Lagoas
• Sr. José Custódio do Altíssimo
Nasceu no dia 7 de Setembro de 1896 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 9 de julho de 1971 em Sete Lagoas
• Sr Jovelino Lanza – Escritor
Nasceu no dia 26 de Novembro em São Pedro de Pequery, Comarca de Mar de Espanha/MG
Faleceu n o dia 5 de Fevereiro em Sete Lagoas
• Sr. Nelson Rodrigues Barbosa
Nasceu no dia 20 de Fevereiro de 1903 em Jequitibá/MG
Faleceu no dia 9 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sr.Antonio Batista Nunes de Souza – Ferroviário
Nasceu no dia 13 de Junho de 1891 em S. José de Além Paraíba/MG.
Faleceu no dia 30 de Dezembro em Sete Lagoas
• Dr. Bernardo Alves Costa – Médico e Banqueiro
Nasceu no dia 8 de Dezembro de 1888 na Fazenda dos Macacos em Sete Lagoas.
Faleceu no dia 13 de Agosto em Sete Lagoas
• Sr. João Boaventura Matias Gomes – Ferroviário
Nasceu no dia 14 de Março de 1901 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 10 de Março em Sete Lagoas

1972

HISTORIA

Outra vez uma Gaúcha Rejane Vieira Costa fica em 2º lugar no Miss Universo.

LEMBRANÇAS

Faleceu em Sete Lagoas o Engenheiro Alencar Bento Cunha. Foi ele quem projetou e executou as obras do novo cais da lagoa do Paulino que perduram até os dias atuais. Além desta obras outras edificações da cidade foram por ele executadas como, por exemplo, o Edifico Para Todos.
Em dezembro eu já estava trabalhando para o Grupo Lume na Financilar Lume Credito e Financiamento S/A como Chefe de Serviços Gerais.
A foto abaixo e no meu gabinete da Financilar.

O ano da "tv a cores" no Brasil. Em 31 de Março acontece a primeira transmissão a cores da TV brasileira: a Festa da Uva de Caxias do Sul / RS. O sistema adotado no país é o PAL-M e a TV Globo é a mais adiantada na implantação das imagens coloridas.
Regulamentada pelo PRONTEL (Programa Nacional de Telecomunicações) a formação de redes de TV.

CARNAVAL

O gigantismo das escolas preocupava os sambistas. Eles já contavam com cerca de 2.500 figurantes. Ficava cada vez mais difícil que todos cantassem o samba sincronizadamente. “Atravessar” o samba tornou-se um problema freqüente. A Portela deu aos componentes radinhos de pilha para que ouvissem a transmissão das rádios e não atravessarem. No mesmo ano, o Salgueiro causou polêmica ao homenagear a sua madrinha, a Mangueira. O Império Serrano venceu o desfile, no que foi o seu ultimo momento antes de entrar em crise. A Associação das Escolas de Samba entrou com ação na justiça para que as TVs pagassem pelo direito de transmissão. A decisão não saiu até o carnaval. Carnaval. O Império Serrano venceu o carnaval carioca com o enredo "Alô, alô, taí Carmen Miranda", de Fernando Pinto. É o 8º título da escola.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro - Foi lançado nos Estados Unidos o primeiro videogame do mundo, o Odyssey 100.
• Fevereiro: Ocorre na cidade do Rio de Janeiro o primeiro sequestro de grande cobertura jornalística do Brasil. O filho do mega-empresário do ramo imobiliário carioca Sérgio Castro, "Serginho", é apanhado dentro de sua casa, na Lagoa Rodrigo de Freitas, por 4 seqüestradores. O aparente sucesso dos seqüestradores é que deu ensejo ao seqüestro do menino Carlinhos, alguns meses depois. Carlinhos jamais voltou a ser visto ("Caso Carlinhos").
• 14 de Fevereiro - EUA abrandam as restrições comerciais impostas à China.
• 17 de Fevereiro - fundada a Universidade Norte do Paraná
• 24 de Março - o governo britânico começa a governar diretamente a Irlanda do Norte
• 29 de Julho - A australiana Kerry Anne Wells é eleita Miss Universo
• 5 de Setembro - a delegação israelita aos Jogos Olímpicos na Alemanha sofre um atentado da autoria do grupo terrorista Setembro Negro. Onze atletas são mortos. O episódio ficou conhecido como Massacre de Munique.
• 24 de Setembro - O jornal brasileiro O Estado de São Paulo publica notícia sobre a Guerrilha do Araguaia, burlando a censura do Regime Militar.
• Começa na Finlândia a primeira Conferência para a Segurança e Cooperação Européia
• A Noruega decide não aderir à União Européia
• Bobby Fischer sagra-se campeão mundial de xadrez, após derrotar o anterior campeão, o russo Boris Spassky
• Eddy Merckx (Bélgica) vence a 59° edição da Volta à França em Bicicleta
• O Palmeiras vence o Campeonato Brasileiro de Futebol
• Emerson Fittipaldi torna-se o primeiro brasileiro a vencer o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
Artes
• Janeiro - João Ricardo inicia os ensaios com a segunda formação dos Secos & Molhados, com Ney Matogrosso, Marcelo Frias e Gerson Conrad.
• Rita Lee grava Hoje é o primeiro dia do resto de sua vida
• Lançamento do mais famoso filme pornográfico de todos os tempos, Garganta Profunda, com Linda Lovelace.

NASCIMENTOS
• 23 de Maio - Rubens Barrichello, piloto brasileiro de Fórmula 1
• 14 de Julho - Flávia Monteiro, atriz brasileira
• 6 de Agosto - Geri Halliwell, cantora inglesa e ex-Spice Girl
• 30 de Agosto - Cameron Diaz, atriz americana.
• 28 de Setembro - Guta Stresser, atriz brasileira.

FALECIMENTOS
• 12 de Maio - Alfredo Rizzotti, pintor brasileiro.
• 20 de Maio - Silas de Oliveira, compositor brasileiro.
• 28 de Maio - Rei Eduardo VIII do Reino Unido.
• 27 de Julho - Gregori Warchavchik, arquiteto modernista russo radicado no Brasil.
• 27 de outubro - Esther Nunes Bibas, professora e escritora Paraense.
• 2 de Dezembro - Edson Carneiro, escritor brasileiro.
• 26 de Dezembro - Harry Truman, Presidente dos Estados Unidos da América.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Dr. Alencar Bento Cunha – Engenheiro
Nasceu em 16 de Agosto de 1923
Faleceu em Sete Lagoas no dia 9 de Março
• Sr. Félix Tófani – Comerciante
Nasceu no dia 28 de Novembro de 1911 em Paulo de Frontin – RJ
Faleceu em Sete Lagoas no dia 4 de Abril


RELATOS DE SÃO PAULO
PERIODO DE AGOSTO DE 1973 ATÉ JUNHO DE 1976

1973

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas: Sr. Sergio Emilio Brant de Vasconcelos Costa
Vice Prefeito Dr. Ernane Benedito Costa

LEMBRANÇAS

Neste ano faleceu meu cunhado José Diniz (Io-Io), irmão de Elaine. Apesar do alcoolismo era uma pessoa extremamente preocupada com a família. Certa vez, preocupados em que ele não fizesse dividas, saímos pelas lojas de amigos pedindo que não lhe vendesse fiado. Ficamos surpresos com a reação dos comerciantes, todos por unanimidade, falaram que não podiam agir desta forma com ele, pois tratava-se de pessoa que sempre honrava seus compromissos pagando até mesmo adiantado. Outra faceta de Io-Io e que ele quando sóbrio, saia com sua bicicleta para dar assistência a pessoas que não podiam vir a cidade. Quando de sua morte um sitiante do Tamanduá ficou triste por ter perdido um grande amigo que sempre lhe atendeu quando de sua tuberculose. Ele tinha também uma deficiência física com uma perna mais curta que a outra que lhe dificultava andar a pé.
No dia 25 de Agosto fui transferido para S. Paulo na qualidade de Diretor Regional da Filial Sul. Durante algum tempo morei no Othom Palace em |S. Paulo, até que minha esposa foi para lá e junto com minha secretaria arranjou um apartamento que tinha sido o Consulado da França para morarmos.
Meus filhos inicialmente estudaram em Escolas Publicas, pois era mais fácil conseguirmos matricula para os mesmo.

Foto de Ciomara quando terminou o 2º ano.
Neste período também não tinha uma semana que eu não viajava para o Rio de Janeiro.
Paralelamente a vida social com a Elaine era bastante intensa com viagens freqüentes para Sete Lagoas, Rio de Janeiro, Salvador, Argentina e USA.
Nas fotos que se seguem foi durante a inauguração da filial de S.Paulo da Financilar-Lume.

Em primeiro plano Linaldo Uchoa de Medeiros (Presidente da Financilar Lume) e eu (Diretor Regional). No fundo Nelson do Santos Ortega (Diretor Administrativo) .

De crachá Dr. Silvio Bulhões (Vice Presidente do Sistema Financeiro) e Eu e a nosso lado diversos empresários de S. Paulo. Foto tirada em minha sala antes do coquetel.

Minha esposa Elaine ladeada por minhas secretarias Salete e Bruna na sala de recepção do meu gabinete.
Chegamos a ter dois carros, comprei apartamento na melhor região de S.Paulo e ainda freqüentamos os melhores lugares da cidade. Como exercia um cargo de projeção e também lidando com muitos empresários que buscavam a financeira a procura de dinheiro, fiz conhecimento com um tal de Comendador Gastão, que acabou me levando a novos relacionamentos comerciais. Numa destas aproximações, ele me apresentou a um italiano dono de uma Pizzaria no Ibirapuera cujo nome comercial era o seu próprio “Pizzaria do Enio”. Esta pizzaria ficava localizada ao lado do Hospital do Coração. Depois de algum tempo eles conseguiram que eu me tornasse sócio do Enio e do filho do Gastão o Fernando.
Como eu não tinha tempo de ficar gerenciando a mesma coloquei para lá trabalhar o meu pai, pois não podia abandonar a Financilar que era a geradora de recursos, inclusive o que injetei na pizzaria. Meu pai por falta de experiência e também por que não gostava do que fazia, teve de ser afastado. Diversas vezes fui alertado por um garçom que tanto o Enio como o Fernando levavam diariamente para suas casas bebidas e alimentos sem anotarem nada. Além disso, o desperdício era grande. Bastava a mulher do Fernando telefonar pedindo até mesmo refrigerante, para que ele mandasse um táxi levar para ela. O custo do táxi era 10 vezes maior do que o preço do refrigerante. Para sair da sociedade tive de dar dinheiro aos sócios alem de um Ford Galaxi que foi exigido pelo Enio. Foi nesta época que tive o meu primeiro infarto e fiquei internado no Hospital do Coração por mais de 10 dias.
Foto de uma viagem que fizemos a Sete Lagoas nas férias de junho onde aparece Frank e Ciomara e o enteado de Petrônio.

No dia 6 de junho, nasceu meu sobrinho Jean Paulo filho de Sãozinha e Paulo. Vai ao ar pela primeira vez o programa "Fantástico", da Rede Globo. Mesclando informação e variedades fez grande sucesso.
O programa "Caso Especial - Carnê de Baile", da Globo, marca o início das transmissões de programas com imagens coloridas. As emissoras tiveram que melhorar a qualidade de cenários, figurinos, maquiagens, vinhetas, etc, pois a transmissão colorida revelava mais imperfeições que a transmissão em P&B.
"O Bem Amado" da TV Globo foi a primeira novela colorida.
A Tupi começa a trabalhar em rede, contando com um maior número de emissoras que a Globo.
Flávio Cavalcanti, pela TV Tupi, lidera a audiência aos domingos à noite. Polêmico, o programa chega a ser suspenso por 60 dias, devido a dois assuntos abordados: o português que mora na ilha de Marajó e tem um harém, incluindo a própria filha e o marido que empresta a mulher para o amigo porque está impotente).

CARNAVAL

As escolas assinam contrato com a gravadora Top Tape para gravar o disco dos sambas-enredo, que logo se transforma em fenômeno de vendas. A Associação assina contrato com a TV Rio para comercialização de fitas com o desfile no exterior. O samba-enredo se torna um negocio rentável. A bateria da Portela tem um colapso no desfile e perde completamente a cadencia. Os portelenses consideram este como um dos maiores desastres da historia da escola. Carnaval. A Estação Primeira de Mangueira vence o carnaval carioca com o enredo "Lendas do Abaeté". É o 12º título da escola.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Crise do Petróleo.
• Final da Guerra do Vietnã.
• 14 de Janeiro - Primeiro show de música via satélite - Elvis Presley no Havaí.
• 24 de Janeiro - Estréia no Brasil a telenovela O Bem-Amado, primeira produção do gênero gravada em cores no país
• 26 de Abril - Brasil e Paraguai assinam o Tratado de Itaipu, sobre o aproveitamento hidroelétrico do rio Paraná.
• 20 de junho - fundada a empresa Centrais Elétricas do Norte do Brasil S/A - ELETRONORTE.
• 10 de Julho - As Bahamas tornam-se independentes.
• 21 de Julho - A filipina Maria Margarita Moran é eleita Miss Universo.
• 11 de Setembro - Golpe militar liderado pelo General Augusto Pinochet depõe e assassina o presidente Salvador Allende no Chile.
• 24 de Setembro - A Guiné-Bissau declara a independência.
• 3 de Novembro - Lançada a sonda Mariner 10.
• Dezembro - A sonda espacial Pioneer 10 passa por Júpiter.
• Dinamarca, Irlanda e Reino Unido aderem à União Européia.
• No Uruguai inicia-se um período de ditadura militar
• Na Rede Globo de Televisão, estréia três programas de maior audiência que estão no ar até hoje: Globo Repórter, Esporte Espetacular e Fantástico.
• Lançado pela primeira vez o projeto do Eurotúnel.
• Héctor José Cámpora substitui Alejandro A. Lanusse como presidente da Argentina.
• Raúl Alberto Lastiri substitui Héctor José Cámpora como presidente da Argentina.
• Juan Domingo Perón substitui Raúl Alberto Lastiri como presidente da Argentina.
• Robert Metcalfe começa a criar a Ethernet.
• Luis Ocaña, ciclista espanhol vence a 60ª edição da Volta à França em Bicicleta.
• O Palmeiras vence o Campeonato Brasileiro de Futebol.
• 24 estudantes são mortos na Escola Politécnica de Atenas em manifestações contra o regime militar grego.
• É criado o avião Airbus.
• Jackie Stewart torna-se tricampeão mundial de Fórmula 1.
• Luís Fernando Veríssimo publica O Popular.
• François Truffaut filma A Noite Americana.
• Os Pink Floyd editam o album The dark side of the moon.
• Secos e Molhados lançam seu primeiro disco.

NASCIMENTOS
• 15 de Abril - Robert Scheidt, velejador brasileiro da classe Laser
• 18 de Abril
• Adriane Galisteu, modelo e apresentadora de TV brasileira.
• Danrlei, jogador de futebol brasileiro.
• 19 de Agosto - Penélope Nova, apresentadora de televisão brasileira.
• 27 de Agosto - Thalia cantora e atriz mexicana.
• 18 de Setembro - Japinha, baterista brasileiro da banda CPM 22.
• 19 de Setembro
• Cristiano da Matta, automobilista brasileiro que já competiu na Fórmula 1
• 30 de Novembro - Angélica, apresentadora de televisão e atriz brasileira.

FALECIMENTOS
• 17 de Janeiro - Tarsila do Amaral, pintora brasileira.
• 17 de Fevereiro - Pixinguinha, músico e compositor brasileiro.
• 8 de Abril - Pablo Picasso, pintor espanhol.
• 12 de Julho - Agostinho dos Santos, cantor e compositor brasileiro. Faleceu em um desastre de avião quando ia para a França para se apresentar em show.
• 20 de Julho - Bruce Lee, ator e mestre em artes marciais norte-americano.
• 31 de Agosto - John Ford, cineasta norte-americano.
• 11 de Setembro - Salvador Allende, presidente do Chile.
• 23 de Setembro - Pablo Neruda, escritor chileno.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO
• Sr. Agenor Campolina de Sá – Comerciante
Nasceu em 17 de Setembro de 1897 – Inhaúma/MG
Faleceu em 26 de Maio em Belo Horizonte
• Sr. Fernando Lanza – Industrial
Nasceu no dia 29 de Fevereiro de 1880 em Orti di Benavigo/Verona/Itália
Faleceu no dia 5 de Junho em Sete Lagoas
• Dr. João Batista de Avellar Campos (Médico)
Nasceu no dia 22 de Dezembro de 1889 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 20 de Dezembro em Sete Lagoas
• Sr. José Hilário dos Reis – (Zé Hilário) Comerciante
Nasceu no dia 14 de Janeiro de 1910 na cidade de Jequitibá/MG
Faleceu no dia 15 de Março em Sete Lagoas
• Sr. João Timóteo dos Santos (Mestre Timóteo)
Nasceu no dia 24 de Janeiro de 1903 em Conselheiro Lafaiete/MG
Faleceu no dia 29 de Outubro em Sete Lagoas
• Sr. Raimundo Coelho – Ferroviário
Nasceu no dia 6 de Janeiro de 1896 em Paraopeba/MG
Faleceu no dia 13 de Agosto em Sete Lagoas

1974

LEMBRANÇAS
Acho que quando ajudamos alguma pessoa, não devemos nos preocupar com agradecimentos ou retribuições, entretanto, eu particularmente, fico muito magoado com a ingratidão. Neste período de vacas gordas ajudei muita gente. Algumas até ensinei a trabalharem na área de Dept. Pessoal e outras na área de Turismo e, no entanto estas pessoas jamais agradeceram ou pelo menos reconheceram esta ajuda. Mas e assim mesmo e temos de aceitar o ditado “Faça o bem e não olhe para quem”.
Este também foi um ano em que tivemos a oportunidade de viajarmos bastante.
Primeiro em Brasília no mês de Agosto

Depois em Salvador no Inicio de Dezembro

O Natal este ano foi comemorado em meu apartamento em S. Paulo. Acomodamos a família de Elaine e a minha.

Um grande incêndio ocorreu no dia 1 de fevereiro, o do Edifício Joelma. Na hora do incêndio eu passava pela Avenida 9 de Julho e assisti dezenas de pessoas se arremessarem pelas janelas. Foi uma cena horrível e até hoje tenho na memória os gritos da multidão cada vez que alguém pulava e o barulho dos corpos batendo no chão. Dizem que até hoje, as pessoas que lá trabalham não gostam de ficar dentro do prédio a noite, porque costumam escutar gritos e gemidos.
"João da Silva", a primeira telenovela educativa, vai ao ar. Ela foi realizada pela TV Cultura de São Paulo.
A Globo segue na frente quanto à implantação da programação colorida. Neste ano já soma 8 horas diárias de programação a cores.
A Tupi lança sua programação nacional e centraliza em São Paulo a geração da programação.

FUTEBOL

Nesta copa realizada na Alemanha a seleção campeã voltou a ser a anfitriã. O Brasil com uma seleção medíocre ficou em quarto lugar e a seleção vice campeã do mundo foi a Holanda que apresentou seu time que foi apelidado de laranja mágica. Participaram desta copa 16 paises.

CARNAVAL

As obras do Metro obrigam o desfile a ser transferido para a Avenida Antonio Carlos. Neste ano o Salgueiro venceu com o enredo concebido por Joãozinho Trinta. Um dos destaques foi a Mocidade Independente, escola até então pequena, que desfilou com muito luxo graças ao apoio financeiro cada vez maior de Castor de Andrade. A Portela permitia, quebrando uma tradição, que compositores de fora da escola, fizessem o samba-enredo, causando revolta interna. Portelenses ilustre, o sambista Candeia deixa a escola e funda a Quilombo, escola que reuniria uma serie de descontentes com os novos rumos das escolas de samba. Ela era uma tentativa de resistência, de volta as tradições. Convidou sambistas famosos e não exigiu exclusividade. A escola não competiria com as demais.

POLITICA

Em março de 1975 assume o poder em substituição a Emilio G. de Medice o General Ernesto Geisel.
No Estados Unidos Richard Nixon renuncia a Presidência por causa do escândalo de Watergate.

CURIOSIDADES
EVENTOS
Fevereiro
• 1 de Fevereiro - Incêndio do Edifício Joelma, na cidade de São Paulo
• 20 de fevereiro - O Palmeiras torna-se campeão brasileiro de futebol, do ano de 1973, ao empatar, por 0 x 0, com o São Paulo no Morumbi.
Março
• 28 de março - A sonda Mariner 10 passa pelo planeta Mercúrio.
Maio
• 1 de maio - Mário Soares regressa a Lisboa, vindo do exílio em França.
• 15 de maio - António de Spínola torna-se presidente da república em Portugal. O seu antecessor, Américo Tomás, tinha sido deposto a 25 de abril.
• 16 de maio - Adelino da Palma Carlos torna-se primeiro-ministro de Portugal. O seu antecessor, Marcello Caetano, tinha sido deposto a 25 de abril.
• 17 de maio - criada a entidade binacional Itaipu para gerir a barragem homônima.
• 18 de Maio - A Índia lança a sua primeira arma nuclear.
Julho
• 18 de julho - Vasco dos Santos Gonçalves substitui Adelino da Palma Carlos como primeiro-ministro de Portugal.
• 19 de julho - A espanhola Amparo Muñoz é eleita Miss Universo.
Agosto
• 9 de agosto - Nixon renuncia à presidência dos EUA após o escândalo de Watergate.
Setembro
• 7 de setembro - assinados os Acordos de Lusaka, entre o governo português e a FRELIMO, que terminaram ao termo da Luta Armada de Libertação Nacional e levaram à independência de Moçambique.
• 10 de setembro - Portugal reconhece a independência da Guiné-Bissau.
• 27 de setembro - Na Etiópia, os militares depõem o imperador Haile Selassie.
• 28 de Setembro - Tentativa de golpe de estado em Portugal que visa restaurar a Ditadura ou, no mínimo, dar força à direita. A esquerda aproveita para ocupar de forma decisiva os lugares chave do Estado.
• 30 de setembro - O general Costa Gomes assume a presidência da república, em Portugal, substituindo António de Spínola.
Datas desconhecidas
• Charles Kowal descobre um novo satélite de Júpiter a que foi dado o nome de Leda.
• O General Ernesto Geisel substitui o General Emílio Garrastazu Médici no cargo de presidente do Brasil.
• Uma sonda soviética pousa em Marte.
• Realização da X Copa do Mundo de Futebol, na Alemanha Ocidental. Campeão: Alemanha.
• É sintetizado o elemento químico seabórguio.
• Alfonso López Michelsen sucede a Misael Pastrana Borrero no cargo de presidente da Colômbia.
• Bülent Ecevit sucede a Naim Talu no cargo de primeiro-ministro da Turquia.
• Carlos Andrés Pérez sucede a Rafael Caldera no cargo de presidente da Venezuela.
• Carlos Arias Navarro sucede a Luis Carrero Blanco no cargo de presidente do governo de Espanha.
• Eddy Merckx (Bélgica) vence a 61ª edição da Volta à França em bicicleta.
• Gerald R. Ford assume a presidência dos Estados Unidos da América após a resignação de Richard Nixon, causada pelo escândalo de Watergate.
• Helmut Schmidt torna-se chanceler alemão.
• Isabelita Perón sucede a Juan Domingo Perón no cargo de presidente da Argentina.
• O Vasco da Gama sagra-se vencedor do Campeonato Brasileiro de futebol.
• Rudolf Kirchschläger sucede a Franz Jonas no cargo de presidente federal da Áustria.
• Sadi Irmak sucede a Bülent Ecevit no cargo de primeiro-ministro da Turquia.
• Walter Scheel sucede a Gustav Heinemann no cargo de presidente da Alemanha.
• Emerson Fittipaldi torna-se bicampeão do mundo de Fórmula 1.
• Rita Lee e o seu grupo Tutti Frutti gravam Atrás do porto tem uma cidade.
• Secos e Molhados, após lançamento do segundo disco, é anunciado o término da segunda formação do grupo.

NASCIMENTOS
• 17 de Outubro - Bárbara Paz, atriz brasileira
• 15 de Novembro - Valdemir Pereira, pugilista brasileiro
• 31 de Dezembro
• Tony Kanaan, piloto brasileiro de automobilismo

FALECIMENTOS
• 12 de Janeiro - João da Baiana, sambista brasileiro.
• 14 de Janeiro - Galileo Emendabili, escultor ítalo-brasileiro.
• 16 de Janeiro
• Aldo Bonadei, pintor brasileiro.
• Luís Inácio de Anhaia Melo, arquiteto e político brasileiro.
• 5 de Fevereiro - Mestre Bimba, criador da Capoeira Regional.
• 2 de Abril - Georges Pompidou, Presidente da França.
• 11 de Junho - Eurico Gaspar Dutra, ex-presidente do Brasil.
• 14 de Agosto - Antônio de Almeida Lustosa, bispo brasileiro.
• 27 de Agosto - Lupicínio Rodrigues, compositor brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
Dr. José Afonso Viana - Médico
• Nascido em 24/08/1889 – Matozinhos/MG
Faleceu em Sete Lagoas em Fevereiro de 1974
• D. Geni Barbosa Raposo – Professora
Nasceu no dia 22 de Janeiro de 1927 em Prudente de Morais/MG
Faleceu no dia 6 de Novembro em Sete Lagoas
• Sr. Isauro Machado – Protético
Nasceu no dia 30 de julho de 1892 em Araçai/MG
Faleceu em 6 de Julho em Sete Lagoas
• Dr. Juvenal Machado – Advogado
Nasceu no dia 3 de Julho de 1928 em Santana do Pirapama/MG
Faleceu no dia 11 de Dezembro em Sete Lagoas
• Sr. José Monteiro ( Zé Longines)
Nasceu no dia 17 de Setembro de 1925 no Município de Palmas/MG
Faleceu no dia 24 de Dezembro em Sete Lagoas
• Sr. Santos José Pereira (Sr. Santinho)
Nasceu no dia 1 de Novembro de 1915 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 8 de Agosto em Sete Lagoas

1975

LEMBRANÇAS

A Financilar empresa em que eu trabalhava depois de um crescimento gigantesco começou a cair e seu proprietário começou a aplicar golpes no mercado financeiro fazendo emissão em duplicata de LC e LI. Como existiam muitos investidores que poderiam ser prejudicados o Banco Central sugeriu a associação da mesma com o Banco de Tóquio. Como as falcatruas foram muitas o Banco Central acabou por decretar a liquidação Extra Judicial do Grupo.
No dia 19 de Junho nascia minha sobrinha e afilhada Luciana, as fotos são de seu batizado.


O jornalista Wladimir Herzog, do Departamento de Telejornalismo da TV Cultura de São Paulo, é assassinado.

CARNAVAL

Logo depois do carnaval em que o Salgueiro conquistou o bicampeonato, o banqueiro de bicho Anísio Abraão David resolve assumir a então modesta Beija-Flor de Nilópolis. Contratou Joãozinho Trinta por cifras nunca reveladas. Carnaval. O GRES Acadêmicos do Salgueiro conquista o bi-campeonato no carnaval carioca com o enredo "O segredo das minas do rei Salomão", do carnavalesco Joãozinho Trinta.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de Janeiro - Nasce o guitarrista da banda holandesa Within Temptation, Robert Westerholt
• 20 de Fevereiro - A Bolívia restabelece relações com o Chile, após 13 anos de rompimento.
• 4 de Março - Charles Chaplin é distinguido com a Ordem do Império Britânico
• 11 de Março-tentativa de golpe de estado de direita em Portugal. Liderada pelo general António Spínola, que acaba fugindo para Espanha depois de roubar diverso material de guerra ao exército português.
• 15 de Março - No Brasil, o estado da Guanabara funde-se com o do Rio de Janeiro. A meu ver foi uma forma que o governo encontrou para diminuir o numero de governadores e também a possibilidade de novos opositores ao regime.
• 3 de Abril - Bobby Fischer recusa-se a jogar contra Anatoly Karpov, o que dá a Karpov o título de campeão do mundo de xadrez
• 25 de Abril-Eleição da Assembléia Constituinte Portuguesa
• 25 de Junho - Independência de Moçambique
• 5 de Julho - Independência de Cabo Verde
• 12 de Julho - Independência de São Tomé e Príncipe
• 19 de Julho - A finlandesa Anne Marie Pohtamo é eleita Miss Universo
• 16 de Setembro - Independência da Papua-Nova Guiné
• 19 de Setembro - José Batista Pinheiro de Azevedo substitui Vasco dos Santos Gonçalves no cargo de primeiro-ministro de Portugal
• 11 de Novembro - Independência de Angola
• 25 de Novembro - Independência do Suriname
• 25 de Novembro - tentativa de golpe de estado em Portugal por parte das forças de direita, que pretendia dar a entender terem sido as forças de esquerda a organiza-la. O país fica à beira da guerra civil. Emerge a figura do general Ramalho Eanes que, sabe-se hoje, através de documentos tornados públicos, disse numa reunião "isto tem que parecer obra dos comunistas".
• 28 de Novembro - Timor-Leste declara a independência
• é lançado o Altair 8800, o primeiro computador doméstico
• reimplantada a monarquia em Espanha, com a coroação do Rei Juan Carlos
• Mário Soares torna-se ministro dos negócios estrangeiros de Portugal
• a Indonésia invade Timor-Leste
• Niterói deixa de ser capital do estado do Rio de Janeiro
• Francisco Morales Bermudez Cerruti substitui Juan Velasco Alvarado no cargo de presidente do Peru
• O projeto do Eurotúnel é arquivado por falta de financiamento
• Bernard Thévenet (França) vence a 62ª edição da Volta à França em bicicleta
• Terminam as Guerras Coloniais portuguesas
• Começa a Guerra da Independência de Timor
• O Internacional vence o Campeonato Brasileiro de futebol
• Niki Lauda conquista seu primeiro título mundial de Fórmula 1.
Artes
• Manoel Camilo dos Santos recebe o prêmio de melhor poeta popular do Brasil
• Luís Fernando Veríssimo publica A Grande Mulher Nua
• Paulo Archias Mendes da Rocha e Jorge Wilheim criam o edifício do Museu de Arte Contemporânea da USP
• João Ricardo grava seu primeiro disco solo, após o término da segunda formação dos Secos e Molhados.
• A telenovela Roque Santeiro, de Dias Gomes, produzida pela Rede Globo, é proibida de ir ao ar, embora tivesse sido autorizada antes e com trinta capítulos já gravados; a solução foi reprisar a novela Selva de Pedra, de Janete Clair, em versão compacta, e preparar às pressas uma nova atração, que viria a ser Pecado Capital.
• Um grupo de descontentes da Portela liderado pelo compositor Candeia, funda a escola de samba Quilombo.

NASCIMENTOS
• 12 de Janeiro - Melanie Chisholm mais conhecida como Mel C, cantora inglesa e ex-Spice Girl.
• 12 de Abril - Camila Morgado, atriz brasileira.
• 22 de Abril - Greg Moore, piloto de automóvel canadense.
• 13 de Maio - Patrícia Maldonado, jornalista e apresentadora de televisão brasileira
• 29 de Maio - Melanie Brown mais conhecida como Mel B, cantora inglesa e ex-Spice Girl.
• 4 de Junho - Angelina Jolie, atriz estado-unidense.
• 30 de Junho - Ralf Schumacher, piloto de F1.
• 16 de Julho - Ana Paula Arósio, atriz brasileira.
• 17 de Setembro - Jimmie Johnson, piloto de automóvel americano.
• 21 de Setembro - Acelino "Popó" Freitas, pugilista brasileiro
• 9 de Outubro - Sean Lennon, filho de John Lennon
• 16 de Outubro - Didi Wagner, apresentadora de televisão brasileira
• 16 de Novembro - André Gonçalves, ator brasileiro.
• 26 de Novembro - Rita Lisauskas, jornalista brasileira.

FALECIMENTOS
• 4 de Maio - Moe Howard, comediante estadunidense (Os Três Patetas).
• 21 de Abril - Ranieri Mazzilli, político brasileiro.
• 20 de Novembro - General Francisco Franco, ditador espanhol.
• 28 de Novembro - Érico Veríssimo, escritor brasileiro.
• 8 de Dezembro - Plínio Salgado, político e jornalista brasileiro, fundador da Ação Integralista Brasileira.

PERSONALIDADE DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Geraldo Severino Gonçalves (Geraldo Cariri) – Ferroviário
Nasceu no dia 6 de Novembro em Diamantina/MG
Faleceu em 12 de Junho em Sete Lagoas
• Sr. Nelson Dias dos Santos – Comerciante
Nasceu no dia 1 de Fevereiro de 1908 na cidade de Corinto/MG
Faleceu no dia 8 de Fevereiro em Sete Lagoas
• Sr. Joaquim Dias Drummond – (Nhô Quim)
Nasceu no dia 22 de Janeiro de 1891 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 4 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sr. Wilson Tófani (Zizi da Farmácia) Farmacêutico Pratico
Nasceu no dia 15 de Abril de 1913 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 23 de Março de 1975

RELATOS DE SETE LAGOAS
DE JULHO DE 1976 ATÉ OS DIAS DE HOJE

1976

LEMBRANÇAS

Com esta liquidação da empresa, fui transferido para a Pan América Turismo e também para Financilar Leasing. Sem receber salários e a firma parando de pagar os meus alugueis, fui obrigado a receber como pagamento máquinas e moveis da Pam América e criei um Agencia de Turismo chamada Exodus. A firma se especializou em viagens para Argentina e semanalmente mandávamos para Buenos Aires grupos de mais de 80 pessoas. Parecia que as coisas começariam a mudar outra vez, mais foi tudo por água abaixo. Como eu não tinha conhecimento do ramo e como fui levado a freqüentar a casa de uma mãe de santo chamada Olga do Alaqueto. Fiquei conhecendo por intermédio dela, um tal de Denizart, que trabalhava em agencia de turismo e sabia como fechar pacotes. Outra porrada. O cara sempre insistia que eu viajasse com o grupo, pois alegava que era importante eu estar presente nas primeiras viagens a Argentina. Comecei a notar que durante as minhas ausências as despesas sempre aumentavam e a receita diminuía. Uma certa vez quando cheguei a Foz do Iguaçu encontrei a guia que estava retornando com o outro grupo, chorando e super nervosa. Depois de acalmá-la ela me relatou que quando chegou com o grupo em Buenos Aires o hotel se recusou a recebê-los, porque não haviam efetuado o pagamento das diárias anteriores. Telefonei para o Denizart que me informou que estava fazendo o deposito naquele momento. Quando cheguei a Buenos Aires outra vez o dono do hotel me procurou e falou que não poderia hospedar meus clientes salvo de o pagamento fosse realizado em dinheiro naquele momento. Foi uma correria para conseguir trocar os dólares que eu tinha em mãos. Quando cheguei a S. Paulo comecei a fazer uma auditoria na contabilidade e constatei que todo o movimento financeiro da agencia era depositado na conta particular do Denizart. Mas já era tarde. Começaram a aparecer cobrança de restaurante, hotéis, transportadoras e outros fornecedores e não tive como honrá-los só vindo a faze-lo mais tarde com pagamento em equipamentos diversos, inclusive meus carros. Sem emprego e diante de tantas cobranças fui forçado a procurar o proprietário do apartamento e dizer que ia entregá-lo, pois estava voltando para Sete Lagoas. Esta minha decisão foi concretizada em junho deste ano e chegamos a Sete Lagoas arrasados. Sem emprego, sem dinheiro e doente, pois ainda estava com as seqüelas do infarte. Como a casa de minha sogra não tinha espaço para acolher a todos, tivemos que morar no galpão, antigo galinheiro, todo cercado de tela e sem paredes. O que nos protegia do frio era nossos guarda-roupas que fazíamos de divisórias.
Na rua de minha sogra morava e mora até hoje um amigo chamado Helvécio Spindola do Amaral, que me vendo sem fazer nada, convidou-me para trabalhar em sua fabrica e distribuidora de bebidas. A firma chamava-se Bebidas Cairo. Comecei a trabalhar com o Helvécio e a Elaine em uma imobiliária de propriedade de um afilhado de minha sogra Hilton Araújo, chamada Varanda Imóvel. Um certo dia um senhor chamado José Cirilo Leão (Seu Dondi) visinho de minha sogra, falou-me que estava pensando em entregar a minha esposa a Venda do Loteamento Bairro Maracanã em Prudente de Morais, mais precisava que eu estivesse junto, pois ele não confiava no Hilton. Como as coisas me mostraram serem promissoras eu resolvi propor sociedade da Elaine, eu e o Hilton. Eu não poderia ser gerente pois já estava aposentado por invalides e se isto acontecesse eu perderia a mesma.
Fizemos a sociedade e a firma começou a ser um sucesso. As vendas dos lotes em Prudente de Morais foram rápidas e nos deixou valiosas comissões.

Nesta foto tirada defronte aos nossos escritórios na Rua Plácida de Castro a frota de carros que compramos para nossos vendedores.
Em Dezembro quando passamos o Natal na casa de minha mãe nossas sobrinhas Danielle e Katherine nos presentearam com estas fotos. As duas eram lindas quando criança. E continuam bonitas, educadas e simples.


Neste ano faleceu Zuzu Angel, vitima de um estranho acidente de carro. Apesar de sua historia como modista ela sempre representou um grito de mulher contra a opressão. Parte de sua história e relacionada a morte de seu filho, Stuart Angel, que foi um ativista político e que dizem ter sido torturado e morto pela ditadura militar na década de 1970. Foi uma mulher muito alegre, sua moda mostrou faixas de luto, porém sempre atravessada pelo seu olhar singelo nestes seis anos da morte de seu filho. Zuzu nasceu em Curvelo/MG e em sua adolescência foi morar em B. Horizonte em casa de parentes até que depois de conhecida radicou-se no Rio
Inaugurada em janeiro a TV Studios (TVS), no Rio de Janeiro, embrião do SBT, de propriedade de Sílvio Santos..
Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro.
O "Programa Silvio Santos" deixa a Rede Globo, em Agosto, e passa a ser transmitido pela Rede Tupi e TVS.
Roberto Marinho recebe o prêmio internacional Emmy, como Homem Destaque da Televisão.

HISTORIA
A história do Palácio Monroe e de sua destruição.
Achei oportuno transcrever a historia do Palácio Monroe porque muito se assemelha com a covardia que foi feita em Sete Lagoas destruindo a historia dos Ferroviários. Nesta covarde atitude estão envolvidos o Ex Prefeito Marcelo Cecé Vasconcelos de Oliveira que facilitou o leilão do local e de alguns vereadores de sua gestão entre eles o Vereador Duílio de Castro. Sete Lagoas também sofre o ataque de vândalos políticos que se aproveitam de seus cargos para se locupletarem de suas vaidades.
Segue abaixo a escandalosa história da destruição do Palácio Monroe, história essa da qual o modernista Lúcio Costa é um dos protagonistas.
Como comentário, só queria dizer que numa das últimas entrevistas desse arquiteto e urbanista antes de falecer, ele foi perguntado se preferia o modelo das cidades norte-americanas ou européias. Com a maior desfaçatez, respondeu que preferia as cidades européias, o oposto do modelo de cidades que implantou em Brasília e no Brasil.

O texto e as fotos foram copiados do fotolog - http://www.fotolog.net/tumminelli/
Era uma série diária com 7 partes.
Outra página completíssima sobre o Monroe é - http://www.fotonadia.art.br/monroe.htm
Abraços a todos
Jorge - http://www.piratininga.org



PALACIO MONROE - Parte 1
1904

Foto de Augusto Malta

A partir de hoje começarei uma serie que abordará e mostrará o famoso Palácio Monroe. Sua construção, sua vida e sua criminosa demolição. O epílogo da vida do Monroe será uma surpresa para muitos que desconhecem a verdadeira causa de sua demolição. Por isso peço que você acompanhe e divulgue a serie para seus amigos e conhecidos. Você verá como uma historia fantasiosa perdura por muitos anos entre os cariocas encobrindo um dos maiores crimes contra a historia do Rio e do Brasil. É só aguardar.
Vamos lá... A foto é de autoria de Augusto Malta, um alagoano, que após trocar sua bicicleta por uma máquina fotográfica, tornou-se alguns anos depois um dos principais fotógrafos da evolução urbana do Rio. Malta foi o autor de mais de 30 mil fotos. Registrou a grande mudança urbanística que o Rio de Janeiro sofreu durante o governo do Prefeito Pereira Passos entre outras fotos. Recebeu o cargo de fotografo municipal em junho de 1903.
Nessa foto podemos ver as conclusões da construção do Palácio Monroe, cercado de andaimes de madeira. O Monroe foi construído originalmente nos EUA pelo Governo do Brasil. Participava das comemorações do centenário de aniversario de integração do Estado de Louisiana nos EUA. Esse estado pertenceu à França até 1803. A sua construção causou impacto perante a todos os presentes à comemoração. A imprensa americana ressaltou seu estilo, suas linhas. Por fim foi merecedor do prêmio de melhor arquitetura da época, o Grande Prêmio Medalha de Ouro. Seu projetista foi o Coronel Arquiteto Francisco Marcelino de Souza Aguiar. Sua estrutura, toda metálica, permitiu seu desmonte para ser remontado em solo brasileiro. Foi erguido então no fim da Rua do Passeio onde havia um velho casario. Em estilo eclético, marcou pelo rompimento do uso da arquitetura portuguesa no Brasil.
A Avenida Central ainda em fase final de construção. Pode-se observar no canto inferior esquerdo uma nesga da nova calçada, em pedra portuguesa, com as ondas que vieram ser iguais a da Avenida Atlântica. Ao lado, os belos postes de iluminação publica. O Obelisco no fim da Avenida ainda não Havia sido feito e instalado.



PALACIO MONROE - Parte 2
1906/7
Postal do inicio do século XX
Continuando a historia do Palácio Monroe, iniciada ontem, temos na foto ele já com a sua construção acabada. A escadaria de sua entrada que era virada para a, então, Avenida Central (atual Rio Branco). Infelizmente não podemos observar os famosos leões que havia nela e que atualmente, se não me engano, estão numa residência em Pernambuco. Observam-se também os jardins do Monroe ao lado esquerdo da foto.
Entregue aos cariocas e ao Brasil em 1906 por ocasião da Terceira Conferencia Pan Americana que foi sediada nele. Sua reconstrução, depois da sua transferência dos EUA, começou em 1904. Durante a abertura da Conferência, o mestre de cerimônias, Barão do Rio Banco, batizou o, então, Pavilhão Brasil (lembre-se que ele foi construído para representar nosso país nos EUA), de Palácio Monroe, uma homenagem ao presidente norte americano James Monroe, idealizador do Pan Americanismo. Além dessa conferencia o Monroe foi palco de vários eventos, tais como, 4º Congresso Médico latino Americano, foi sede do Ministério da Viação, sediou o Congresso Internacional de Jurisconsultos entre outras coisas. Em 1925, foi transformado em sede do Senado Federal. Com a transferência da capital federal do Rio para Brasília, o Monroe passou a sediar o Estado Maior das Forças Armadas.



PALACIO MONROE – Parte 3
1958

A nossa maquina do tempo pulou 40 anos e caímos agora em 1958. O presidente é Juscelino Kubsticheck, que estava no poder há dois anos.
O Rio de Janeiro ainda era Capital Federal, mas Brasília a essa altura era mais que um sonho. No ano seguinte ela começaria a ser construída.
O Monroe ainda abrigava o Senado Federal. Imponente, lá estava ele cercado de modernos prédios os quais podemos ver na foto. Um misto de poder com divertimento, Cinema Odeon (logo atrás do Monroe), Cine Império (demolido), Capitolio (demolido), O Bar Amarelinho, lá no Fundo o Teatro Municipal. Indo para a esquerda o Hotel Serrador, o Passeio Público e o prédio da Mesbla (o do relógio). O vazio atrás desse prédio será ocupado pela catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro, o prédio da Petrobrás e do BNDES, muitos anos depois.
A quantidade de carros nas ruas do Rio já era uma preocupação... O Aterro do Flamengo viria a ser uma solução para desafogar o transito, mas ele só seria construído pelo Governador Carlos Lacerda na década de 60. Nessa época só existia a área onde está o MAM e o Monumento aos Mortos da 2ª Guerra. Os bondes disputavam com os ônibus o transporte dos cariocas. O Metrô era um sonho, mas em menos de 20 anos ele estaria nessa região (Estação Cinelândia)...
Em 1964 os militares deporiam João Goulart e iniciariam o período de uma terrível ditadura militar no Brasil. O Monroe duraria apenas mais 12 anos...
Amanhã, o inicio do fim do Palácio Monroe...



PALACIO MONROE – Parte 4
1975

FOTO ARQUIVO ASCOM/RIOTRILHOS


Hoje começa a ser analisado o processo de demolição do Palácio Monroe e uma historia que perdura por muitos anos vai ser aqui jogada por terra...
Vamos lá.
O sonho de haver um sistema metroviário no Rio é antigo, porém só em 1966 é que se abriu uma frente de estudos para a inicialização da viabilidade das obras. A Companhia do Metropolitano do Rio de Janeiro então foi criada em 1968. O primeiro canteiro de obras se deu na Gloria em 1970, mas as obras ficaram paralisadas entre 1971 e 1974. Em 1975 as obras foram retomadas e seguiram em direção ao Centro da Cidade. A estação seguinte a da Gloria seria a Estação Cinelândia. No meio do traçado dos trilhos estava o Palácio Monroe. O que fazer? O intuito do Metrô sempre foi preservar prédios de importância histórica que estivessem próximos ao traçado dos trilhos, como o Teatro Municipal e a Câmara de Vereadores, mas o Monroe estava bem no meio do traçado. A solução foi fazer uma modificação no traçado original da linha. Um desvio que passaria ao lado do Monroe, para que fosse poupada a sua demolição.
Decidida essa etapa e estudada a obra, pôs-se em pratica a construção do desvio. Por causa do terreno e da proximidade das fundações do Monroe foi empregada uma moderna tecnologia para que tudo corresse bem. O escoramento do terreno foi feito com cuidado para que não houvesse perigo dele ceder e por em risco o Monroe. As fundações do Palácio eram verificadas duas vezes ao dia.
As obras continuavam e o tombamento do Monroe (pedido em 1970) não saía. No entanto continuava uma batalha para a sua preservação.
A escadaria de mármore da entrada do Palácio foi desmontada por uma equipe de técnicos vinda especialmente da Itália. A retirada da escada era necessária, pois coincidia com as paredes da vala a ser aberta. A escadaria foi desmontada cuidadosamente e guardada no interior do Palácio.
A escavação da vala, colocação das contenções necessárias, entre outras medidas, resultou no sucesso da operação e no final o Palácio não havia sido abalado em nada. A feitura de tal empreitada e seu sucesso foi alvo de matérias em revistas especializadas.
Da parte do Metrô o Monroe estava salvo. No entanto, aproveitando-se da sua obra, o então Presidente da Republica Ernesto Geisel, autorizou o Patrimônio da União a providenciar sua demolição em 1976.
As obras, os esforços, então haviam sido em vão, para a frustração e tristeza daqueles que preservaram o Monroe e que tiveram um exaustivo trabalho que foi completamente ignorado e também para a tristeza de muitos cariocas que viram ruir um pedaço da historia da cidade e da historia do Brasil. Trabalho esse que é ignorado por muitos cariocas e inclusive jornalistas, que no mínimo deveriam ter a obrigação de saber que o Monroe foi poupado pelo progresso, mas que continuam insistindo em publicar a historia que o Metrô foi o culpado pela demolição do Palácio.
Então toda vez que você estiver chegando ou saindo da Estação Cinelândia (em direção à Zona Sul) preste atenção na ligeira curva que o trem faz e lembre-se dessa frase publicada num manifesto contra a demolição:
“... restará aos usuários do Metrô perceber que, onde foi o Monroe, haverá uma misteriosa curva...”.
Amanhã você saberá os reais motivos que levaram o Presidente Ernesto Geisel a autorizar a demolição do Monroe e as duas principais figuras que o ajudaram nessa empreitada.



PALACIO MONROE – Parte 5
1975

FOTO ARQUIVO ASCOM/RIOTRILHOS

Enquanto o Metrô desviava o trajeto da linha para poupar o Palácio Monroe de sua demolição, três figuras muito conhecida dos brasileiros pediam ferrenhamente a sua demolição. Eis seus nomes:
1. GENERAL ERNESTO GEISEL: Quarto presidente militar desde o Golpe de 64. Empossado pelo Colégio Eleitoral em 1974. Nutria um ferrenho horror pelo filho do Coronel Arquiteto Francisco Marcelino de Souza Aguiar, projetista do Palácio Monroe. A raiva que Geisel sentia dele foi originada quando o filho de Souza Aguiar foi promovido no Exercito em detrimento de Geisel. Por puro ódio e vingança, Geisel aproveitou seu poder de Presidente da Republica e simplesmente autorizou a demolição do Monroe, acabando com o premiado projeto do pai de seu inimigo.
2. ROBERTO MARINHO: Jornalista. Chefe das Organizações Globo. É de conhecimento público o apoio dado por Marinho aos militares desde a época do Golpe. Aproveitando a grande circulação do Jornal O Globo, fez uma enorme campanha a favor da demolição do Monroe aproveitando-se da obra do Metrô. Quase que diariamente O Globo publicava editoriais exigindo o desaparecimento do Palácio. Fica claro que esse apoio aos militares visava sempre ter os benefícios que o governo federal podia proporcionar. No ultimo editorial publicado pelo Globo podia-se ler as seguintes palavras:
“Por decisão do Presidente da Republica, o Patrimônio da União já está autorizado a providenciar a demolição do Palácio Monroe. Foi, portanto, vitoriosa a campanha desse jornal que há muito se empenhava no desaparecimento do monstrengo arquitetônico da Cinelândia. (...) O Monroe não tinha qualquer função e sua sobrevivência era condenada por todas as regras de urbanismo e de estética. Em seu lugar o Rio ganhará mais uma praça. Que essa boa noticia, que coincide com o fim das obras de superfície do metrô da Cinelândia seja mais um estimulo à remodelação de toda essa área de presença tão marcante na historia do Rio de Janeiro”.
3. LUCIO COSTA: Arquiteto. Defendia também a demolição do Monroe. Com qual intuito? O de dar chance à arquitetura brasileira moderna? Ou ser mais um agraciado pelo Governo Federal quando fosse preciso? Costa chegou ao cúmulo de passar abaixo-assinados em associações de arquitetos para endossar a demolição do Monroe. Foi mal visto na época por seus colegas que nunca o perdoaram por esse gesto criminoso.
Do lado oposto à demolição estavam arquitetos, o CREA, o Jornal do Brasil, o Juiz Federal Dr. Evandro Gueiros Leite (que sugeriu que o Monroe sediasse o Tribunal Federal de Recursos, que estava sem sede), o Serviço Nacional do Teatro, a Fundação Estadual dos Museus, a Secretaria Estadual de Educação, e várias outras entidades importantes e principalmente o povo carioca. Em vão...
Portanto, essas três figuras pisotearam e riram dos apelos de todos e foram os principais responsáveis pelo desaparecimento de um importante pedaço de nossa historia.
A foto mostra parte do desvio feito no traçado já junto à Praça Floriano.
Amanhã: a demolição propriamente dita e os lucros da empresa contratada para demoli-lo



PALACIO MONROE – Parte 6
1976
FOTO ARQUIVO ASCOM/RIOTRILHOS


Depois de aprovada com o aval oficial do Presidente General Ernesto Geisel, a demolição do premiado Palácio começou entre janeiro e março de 1976.
O valioso prédio começou a sucumbir. Aos poucos um importante pedaço da historia de nosso país começava a virar pó, pedra e escombros.
A empresa que foi contratada para demolir o Monroe pagou apenas CR$ 191 Mil (cento e noventa e um mil cruzeiros) com direito de venda de todo o material. Com a venda do bronze e ferro do Monroe ela faturou nada menos que CR$ 9 Milhões. Tudo foi vendido... Vitrais, lustres de cristal, pinturas valiosas, estatuas de mármore de carrara e bronze, moveis em jacarandá a balaustrada de mármore (como a que foi leiloada no dia 19 desse mês e tive a oportunidade de ver e fotografar). Havia uma escada de ferro em caracol que foi vendida pela pechincha de CR$ 5, 00 (cinco cruzeiros), o metro. Sem contar muitas outras peças. Grande parte do piso, com mais de 2000 metros quadrados, foram para o Japão. Tudo por causa do tipo de madeira: peroba do campo. Seis dos dezoito anjos de bronze foram parar na fazenda de Luiz Carlos Branco em Uberaba, além de alguns balcões de mármore e vitrais. Os leões que ficavam na escadaria na entrada do Monroe hoje estão no Instituto Ricardo Brennand em Recife, Pernambuco.

E esse foi o triste fim do Palácio Monroe. Destruído única e exclusivamente pelo sentimento de ódio e vingança de um homem, apoiado pela mídia mafiosa e manipuladora e pela idéia tresloucada de que o Monroe devia desaparecer por não ser um representante da arquitetura brasileira. O respeito pela historia de um país, pelo esforço de quem o projetou, do suor dos operários que o construíram e pelos apelos de inúmeras pessoas sensatas não foi sequer considerado. Três homens puderam, pelo poder (mesmo que temporário), pisotear tudo e todos. O que resta agora são fotos, memórias, lembranças e lágrimas.
Amanhã o vazio...



PALACIO MONROE – Última parte
1976

FOTO ARQUIVO ASCOM/RIOTRILHOS


Terminada a demolição o terreno ficou vazio. As obras da Estação Cinelândia do Metrô continuavam. A partir daí o Metrô tornou-se, erroneamente, o grande vilão de toda essa historia. E até hoje grande parte dos cariocas atribuem a ele a demolição do Monroe. Cabe a nós fazer um trabalho de formiga e divulgar entre todos que conhecemos a verdadeira historia do fim do Palácio Monroe.
Os algozes do Monroe ficaram felizes e com certeza dormiram tranqüilamente pouco se importando com o ocorrido e com as pessoas que tentavam salvar o Palácio.
O Monroe não existia mais. Em seu lugar surgiu uma praça.
Nela hoje está um belo chafariz que foi originalmente posto na Praça XV. Depois passou para a Praça Onze, Praça da Bandeira e terminou no lugar do Monroe pouco tempo depois da sua demolição. Chafariz belíssimo comprado na Áustria pelo Governo Imperial em 1878. Em homenagem ao Palácio é chamado de Chafariz do Monroe.
O Prefeito do Rio, Sr. César Maia, lançou uma idéia de reconstrução do Monroe. Ficou engavetada.
Em 2002, durante a construção do estacionamento subterrâneo que se localiza debaixo da praça onde ele ficava os operários encontraram uma caixa metálica contendo vários objetos relativos à construção do Monroe, entre esses objetos estavam uma pedra do Palácio e uma edição espacial do Jornal do Brasil. Esse material foi entregue à Biblioteca Nacional e parece que hoje está em poder da Secretaria Municipal das Culturas. Repetindo o que escrevi ontem... O que fica agora são fotos, memórias, lembranças e lágrimas.
Aqui termina essa serie sobre o Palácio Monroe. Agradeço especialmente a Mario Carlos Silva Lopes da Assessoria de Comunicação da RIOTRILHOS. Sem ele essa serie não estaria completa.
Dedico esse trabalho à memória do Coronel Engenheiro Francisco Marcelino de Souza Aguiar.

O SBT

Teve início na TV Studios (TVS), criada no Rio de Janeiro em 1976, quando o empresário e apresentador de TV Silvio Santos recebeu uma concessão de canal de TV, o canal 11 do Rio de Janeiro. Sua principal atração era então o Programa Sílvio Santos, exibido aos domingos e que durava o dia todo, com vários quadros comandados pelo próprio.
Em 1981, com a falência da TV Tupi, Silvio consegue as concessões do canal 4 de São Paulo, do canal 5 de Porto Alegre (antiga TV Piratini) do canal 5 de Belém (antiga TV Marajoara) e do canal 9 do Rio de Janeiro (antiga TV Continental). Com essas emissoras (exceto o canal 9 do Rio de Janeiro, a TV Corcovado), forma o Sistema Brasileiro de Televisão. A TVS de São Paulo passa a ser a sede da rede.
Em 1987 houve uma reformulação na emissora e o nome TVS deixa de ser utilizado, passando a se usar somente o nome SBT. A emissora, que desde sua criação alcançava o segundo lugar em audiência, detecta a necessidade de se alavancar economicamente. Tinha boa audiência, mas poucos anunciantes, devido a ter uma programação voltada para as classes mais baixas, que não interessavam aos anunciantes de então. A emissora passou a sofisticar a programação e rejeitar publicamente o título de "brega".
Alegoria representando Silvio Santos em 1988, Silvio intensificou a reformulação e passou a ser mais agressivo, contratando artistas, lançando programas e horários de grandes filmes, rivalizando com a Rede Globo. Silvio Santos contrata Jô Soares, comediante da Globo, e o lança em dois programas. O humorístico Veja o Gordo e Jô Soares Onze e Meia, grande sonho do humorista. Foi a possibilidade de realizar este projeto que seduziu Jô pela troca de emissora.
Ainda no projeto de requalificação o SBT contrata Bóris Casoy e lança um jornal opinativo, o TJ Brasil. Serginho Groismann é trazido da TV Cultura, onde comandava o Matéria Prima, e cria o Programa Livre. O SBT ainda contrata Carlos Alberto de Nóbrega que realiza seu sonho de comandar A Praça É Nossa, um programa nos moldes da Praça da Alegria, criada por seu pai.
Evolução dos Logotipos do SBTA partir de abril de 2000, o SBT exibe o pacote de filmes inéditos nas sessões Cine Espetacular (terça), Tela de Sucessos (sexta), com parceria entre a Disney, Warner Brothers e MGM e também a exibição de novelas mexicanas de Televisa, o que leva ser líder de audiência em diversas oportunidades, o total da parceria é de 200 milhões de reais, a mesma dose foi repertida em 2001 e 2002, quando a partir de 2003 começou a reprise dos filmes exibidos anteriormente.
O declínio como segundo lugar de audiência ocorre a partir de setembro de 2000, quando as grandes produções de Chiquititas e o Disney Clube encerraram gravações, enquanto Chiquititas terminaram em 19 de janeiro, Disney Clube entrava de férias pela primeira vez que entrou no ar de segunda às sextas dia 28 de abril de 1997. Ambos foram substituídos pelo horário pela novela Éramos Seis em 22 de janeiro de 2001, novela exibida em 1994, que depois dela foram às novelas mexicanas e séries. Em 14 de maio de 2001, o Disney Clube voltou no ar, mas aos sábados das 10hs e 15min até meio-dia e com novo nome Disney CRUJ, que no entanto terminou no fim de 2002 com o fim das gravações sem mesmo ter o final e reprisado de janeiro até setembro de 2003, no entanto o SBT fez propaganda enganosa que depois das reprises iria ter programas inéditos. Ao mesmo tempo houve mudança ou alguns programas que saíram do ar.
Em outubro de 2001, estréia o reality-show Casa dos Artistas, com apresentação do Sílvio Santos, com a polêmica de ser cópia descarada do Big Brother Brasil (BBB) segundo a Rede Globo. A Justiça do Estado de São Paulo deu ganho a causa ao SBT, no entanto a Rede Globo continuava o processo contra a emissora. Nas noites de domingos de novembro e dezembro, enquanto era exibido Casa dos Artistas, o SBT chega pela primeira vez em 1º lugar no IBOPE, derrubando os 28 anos de invencibilidade do programa “Fantástico” da Rede Globo como líder de audiência. Entre janeiro a março de 2002 começava Casa dos Artistas 2, rivalizando a estréia do BBB e também o Fantástico. Na Casa dos Artistas 3 em 2003, com um diferente formato, cada participante trazia um fã, o que mais tarde revelou-se uma fraude. A exibição de Casa dos Artistas 4 (2004) foi um total fracasso tanto de audiência e anunciantes, devido a inexistência de regras, como desejava Sílvio Santos.
Entre 2000 a 2002, o Domingo Legal se consolida na liderança da audiência, ganhando do Domingão do Faustão (Globo).
Em 2001 foi exibido o programa Popstars que selecionou cinco garotas para o grupo Rouge, que mesmo com a saída de Lucinha em 2004, continuou o sucesso. No ano seguinte foi a vez do grupo de cinco garotos do Broz, que lançou CD em novembro, que infelizmente chegou ao fim em maio de 2005, devido falta de sucesso e vendas fracas dos CD que seguiram, bem menor do que foi lançado o primeiro CD. Mesmo assim, os dois grupos fizeram grande sucesso no mercado fonográfico.
No início de 2003, Sílvio Santos foi alvo de polêmica ao declarar à revista Contigo enquanto estava morando nos Estados Unidos, que estava doente e tinha pouco tempo de vida e que o SBT foi vendido à Televisa e ao intermédio do Boni, uns dos donos da Rede Globo. A repercussão da entrevista foi enorme, pois Televisa, Rede Globo e Boni negam a suposta compra do SBT, mas quando Sílvio afirmou que ele as perguntas afirmadas eram falsas, inclusive a saúde do próprio, o que foi alvo de fortes críticas e um processo dos diversos jornalistas que cobriram o fato.
Em 7 de setembro de 2003, o programa "Domingo Legal", foi um palco de um grande escândalo do jornalismo nacional com grande repercussão, ao exibir uma matéria dos dois supostos integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), sendo entrevistados dentro de um ônibus por um repórter do "Programa do Ratinho", onde ameaçam os três apresentadores de programas policiais: Datena (Bandeirantes), Marcelo Rezende (que ancorava já extinto Repórter Cidadão, da Rede Tv) e o comentarista de futebol e ancorava o hoje extinto Cidade Alerta, Oscar Roberto Godói (Record) e também o vice-prefeito de São Paulo Hélio Bicudo, na gestão de Marta Suplicy (2001-2004) e os supostos integrantes do PCC assumem que tentaram seqüestrar o padre Marcelo Rossi, ocorrida há uma semana. No dia seguinte, a polícia, o Ministério Público, os apresentadores e o vice-prefeito pediram a investigações sobre os supostos integrantes do PCC, chegando a crer se fosse uma farsa, intensificada nos dias seguintes. Nessa mesma semana, um comunicado do PCC divulgado pela imprensa por presos na mesma semana, nega ter ameaçado apresentadores e o vice-prefeito, dizendo que dois homens não eram do grupo. Em 15 de setembro, ao ser entrevistado pela Hebe, Gugu diz que o vídeo do PCC era verdadeiro, como sempre insistiu desde semana passada. Mas no dia 17, Polícia conclui que o vídeo era uma pura fraude, com a identificação dos falsos membros do PCC e o envolvimento da produção do "Domingo Legal", pois contratou Barney para recrutar os dois homens que eram da camada classe baixa da sociedade, que depois a produção improvisou dentro do ônibus com o repórter, a farsa entrevista que (segundo ex-funcionários do SBT e a polícia) foi feita no estacionamento da emissora. Barney acusou a produção e o Gugu de serem mentores da farsa para prejudicar ele os dois falsos membros do PCC. Como conseqüência, é tirado do ar por uma semana o "Domingo Legal" no dia 21, sendo substituído pelo “Programa do Ratinho”. Entre outubro a dezembro os envolvidos, inclusive Gugu, foram depor na delegacia por causa dessa fraude. Gugu (e a produção) e o SBT foram processados várias vezes (por apresentadores, o vice-prefeito e a Comissão de Ética Jornalística). O escândalo prejudicou a imagem do SBT tanto por telespectadores e os anunciantes da emissora e também prejudicou “Domingo Legal”, pois quem lucrou foi Domingão do Faustão (Globo) que ganhou mais audiência desde então. Até hoje o processo contra SBT está na justiça.
Entre 2004 e 2005, o SBT promoveu uma grande enrolação ao longo desses anos que iria exibir filmes inéditos, enquanto só reprisava os filmes exibidos entre 2000 e 2003, que nunca cumpriu, o que foi alvo de críticas e processo. Só cumpriu apenas depois de agosto de 2005, exibiu alguns deles. Sílvio Santos não deu maiores esclarecimentos sobre a demora da exibição dos filmes.
Em outubro de 2004, começou a exibir infomerciais pelo sinal do satélite Brasilsat B1 no período da tarde de segunda a sábado e nas manhãs de domingo, prejudicando milhares de pessoas que acompanham a programação através de antena parabólica. Em novembro de 2004, SBT surpreendeu aos fãs de Chiquititas ao anunciar no início do mês que iria reprisar a novela, o que aconteceu no fim do mês. No entanto, em março de 2005, tirou do ar sem avisar o motivo, já que a história terminou enquanto os personagens comemoravam o ano-novo de 1998, que foi mais um alvo de protesto.
Em 2005, surpreendeu o meio televisivo brasileiro, ao exibir a reprise da novela Xica da Silva, produzida entre 1995 e 1996 pela extinta Rede Manchete de Televisão. Ana Paula Padrão é contratada e estréia em agosto na emissora. 2006: a emissora festeja antecipadamente os 25 anos no ar estreando novos programas, novas novelas e contratando o jornalista Carlos Nascimento, os diretores de novelas Herval Rossano e Del Rangel, os outros repórteres que trabalharam na Rede Globo.
Silvio Santos realiza constantemente mudanças na programação. Essa inconstância dos horários no SBT acaba prejudicando a emissora na hora de vender um anúncio, chegando ao ponto de mudar o horário da exibição do Programa do Ratinho, as novelas e colocar filmes de segunda e quarta à noite. A tal mudança constante se leva a baixa audiência registrada nos primeiros meses de 2006, com ameaça da Record se tornar a segunda lugar no IBOPE. A mais recente mudança da programação foi no início de junho. No entanto, o grande acerto do SBT foi conseguir um contrato milionário com a Warner Brothers que garante vários filmes campeões de bilheteria.
Curiosidades
Silvio Santos realiza constantemente mudanças na programação. Essa inconstância dos horários no SBT acaba prejudicando a emissora na hora de vender anúncios.
Outro boato constante é o da venda ou arrendamento de parte do SBT para Boni (José Bonifácio de Oliveira Sobrinho), executivo de TV e ex-diretor da Globo.

CARNAVAL

A Beija-Flor, com muito luxo inimaginável para as escolas de samba então, desfila com um enredo em homenagem ao jogo de bicho, “Sonhar com Rei Leão” e fatura o titulo. Era a primeira vez desde 1937 que a campeã do carnaval não era uma das quatro grandes, Portela, mangueira, Império Serrano ou Salgueiro. A pequena Em Cima da Hora desfila “Os Sertões”, samba que está entre os mais citados como melhor de todos. Acabou em penúltimo lugar

CURIOSIDADES
EVENTOS
• A Viking I explora Marte
• No Uganda, Idi Amin é nomeado presidente vitalício
• Adolfo Suárez González torna-se presidente do governo de Espanha, substituindo Carlos Arias Navarro.
• Uma Junta Militar depõe Isabelita Perón do cargo de presidente da Argentina. Mais tarde no ano, Jorge Rafael Videla ocupa o lugar
• Jogos Olímpicos de Montreal, Canadá
• Lucien Van Impe (Bélgica) vence a 63ª edição da Volta à França em bicicleta
• O Internacional vence o Campeonato Brasileiro de futebol
• James Hunt é campeão mundial de Fórmula 1.
Artes
• Salvador Dalí pinta Gala Contemplating the Sea
• Carybé recebe o título de Cavaleiro da Ordem do Mérito da Bahia
• Ana Maria Machado publica Recado do Nome
• 13 de Maio - criado o município de Deodápolis, no Brasil
• 14 de Maio - fundação da cidade de Minaçu (Goiás).
Junho
• 22 de Junho - A Câmara dos Comuns do Canadá extingue a pena de morte
Julho
• 10 de Julho - A israelense Rina Messinger é eleita Miss Universo
• 14 de Julho - Ramalho Eanes toma posse como presidente da república portuguesa, substituindo Costa Gomes.
• 18 de Julho - a ginasta romena Nadia Comaneci, com 14 anos, atinge, pela primeira vez na história, a pontuação máxima (10), nos Jogos Olímpicos
• 23 de Julho - Mário Soares torna-se primeiro-ministro de Portugal, substituindo José Batista Pinheiro de Azevedo.
• 30 de Julho - Com gol de Joãozinho aos 43 do segundo tempo, o Cruzeiro vence o River Plate da Argentina e conquista a Taça Libertadores da América pela primeira vez.
Setembro
• 4 de Setembro - George W. Bush detido e multado por conduzir sob a influência de álcool
Dezembro
• 3 de Dezembro - Fidel Castro torna-se presidente da república de Cuba

NASCIMENTOS
• 21 de Janeiro - Emma Bunton, cantora inglesa e ex-Spice Girl.
• 30 de Março - Hamilton de Holanda, músico brasileiro.
• 3 de Abril - Cristina Lyra, jornalista esportiva brasileira
• 18 de Junho - Simony, cantora e apresentadora de televisão brasileira
• 20 de Junho - Juliano Haus Belletti, futebolista brasileiro.
• 10 de Setembro - Gustavo Kuerten, tenista profissional do Brasil.
• 22 de Setembro - Ronaldo Nazário, jogador brasileiro de futebol.

FALECIMENTOS
• Walter Spalding, historiador brasileiro
Janeiro
• 12 de Janeiro - Agatha Christie, escritora inglesa.
• 17 de Janeiro - Manuel Fiel Filho, operário brasileiro, sob tortura no DOI-Codi de São Paulo, gerando crise militar.
Abril
• 15 de Abril - Zuzu Angel, estilista brasileira.
Agosto
• 22 de Agosto - Juscelino Kubitschek, 24° Presidente do Brasil.
Setembro
• 9 de Setembro - Mao Tse-Tung, político chinês.
Outubro
• 26 de Outubro - Di Cavalcanti, pintor brasileiro.
Dezembro
• 6 de Dezembro - João Goulart, 27º Presidente do Brasil.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sra. Emérita de Oliveira – Professora
Nasceu no dia 27 de Julho de 1906 em Curvelo/MG
Faleceu no dia 4 de Dezembro em Sete Lagoas
• Sr. Hugo Corrêa da Silva – Professor
Nasceu no dia 5 de Maio de 1886 em Santo Antonio de Pádua no Rio de Janeiro.
Faleceu no dia 21 de Janeiro

1977

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Dr. Afrânio de Avelar Marques Ferreira
Vice Prefeito Dr. Aluisio Tavares Maciel
No dia 21 de maio faleceu um dos maiores políticos brasileiro, Dr. Carlos Frederico Wernewck de Lacerda. Abre-se uma grande lacuna na historia política do Brasil. Carlos Lacerda foi um dos parâmetro básicos de meus conhecimentos de como se deve ter respeito as coisas publicas.

LEMBRANÇAS

No dia 07 de Junho falecia na cidade o comerciante Andrade Fernandino o numero um (1) do Registro Civil de Sete Lagoas.
A imobiliária de minha propriedade, continuava em crescimento e outros loteamentos já estavam sendo negociados. Bairro Brasília, Del Rey e etc.
Decreto regulamenta a propaganda governamental gratuita.
Em 7 de Março, a Globo coloca no ar a versão de maior audiência do "Sitio do Pica-Pau Amarelo", telenovela infantil.
Mauro Salles assume a vice-presidência dos Diários e Emissoras Associadas (Rede Tupi) para tentar salvar a empresa que estava à beira da falência. Ele se afasta do cargo dois meses depois.
Inaugurada a TV Guanabara do Rio de Janeiro, fazendo com que a Bandeirantes inicie a formação de sua Rede.
É cassada a concessão da TV Rio.
Sílvio Santos se associa ao Grupo Paulo Machado de Carvalho na TV Record.
Na TV Tupi a novela ds 20h, "O Profeta", faz sucesso e preocupa a TV Globo.
Mais um incêndio na TV Record. A programação da emissora, seriamente prejudicada, acaba sendo mantida com filmes.

CARNAVAL

A Mangueira resolve voltar às tradições e apresenta na Comissão de Frente todos os seus fundadores mais ilustres. As escolas tradicionais resolvem investir em sua qualidade para combater a riqueza da Beija-Flor ou Mocidade. A Beija-Flor e bicampeã.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 27 de março - Acontece nas Ilhas canárias, Tenerife, o maior acidente aéreo da história, 583 pessoas mortas. O acidente envolveu os aviões das companhias Pan Am e KLM.
• Carnaval - Enéias Freire cria o bloco Galo da Madrugada, em Recife.
• 16 de Julho - A trinitária Janelle Commisiong é eleita Miss Universo.
• 20 de Agosto - Lançada a Voyager 2
• 13 de Outubro - após 23 anos de jejum, Corinthians ganha o título paulista sobre a Ponte Preta.
• Lançado o primeiro microcomputador moderno, o Apple II.
• Salvador Dalí pinta Dalí Lifting the Skin of the Mediterranean Sea to Show Gala the Birth of Venus (par estereoscópico de quadros)
• Ayrton Senna vence o campeonato sul-americano de kart
• Jimmy Carter torna-se o 39º presidente dos Estados Unidos da América, substituindo Gerald R. Ford
• Bernard Thévenet (França) vence a 64ª edição da Volta à França em bicicleta
• O grupo A Cor do Som é criado.
• Niki Lauda sagra-se bicampeão mundial de Fórmula 1.

NASCIMENTOS
• 2 de Fevereiro, Shakira, cantora colombiana.
• 11 de Fevereiro, Rogério Arvate, Escritor Brasileiro.
• 27 de Agosto, Anderson Luiz de Sousa, futebolista, mais conhecido por Deco.
• 5 de Setembro , Leo Nogueira , vocalista e guitarrista da banda de rock Marrapo.

FALECIMENTOS
• 18 de Março - José Carlos Pace, piloto brasileiro de Fórmula 1.
• 16 de Abril - Francisco Matarazzo Sobrinho, industrial, político e mecenas ítalo-brasileiro.
• 21 de Maio - Carlos Lacerda, jornalista e político brasileiro.
• 3 de Junho - Roberto Rosselini, cineasta italiano.
• 16 de Junho - Wernher Von Braun, cientista e engenheiro alemão.
• 16 de Agosto - Elvis Presley, músico e ator estado-unidense.
• 9 de Dezembro - Clarice Lispector, escritora brasileira.
• 25 de Dezembro - Charlie Chaplin, ator e realizador de cinema britânico.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr Andrade Fernandino – Comerciante
Nasceu em 5 de Janeiro de 1889 em Sete Lagoas
Faleceu em Sete Lagoas no dia 7 de Junho.
• Sr. Heitor Lanza Neto – Funcionário Publico
Nasceu em Sete Lagoas no dia 2 de Abril de 1920
Faleceu em 2 de Maio em S. Paulo
• Antônio T. França (Antonio Serrote)
Nasceu no dia 15 de Agosto de 1895 em Cachoeira da Prata/MG
Faleceu no dia 7 de Julho em Sete Lagoas
• Sr. José Cirilo Leão – (Donde)
• Nasceu no dia 5 de Junho de 1903 em Itavera – Conselheiro Lafaiete/MG
• Faleceu no dia 13 de Dezembro em Sete Lagoas

1978

FUTEBOL

A XI Copa foi realizada na Argentina com 16 participantes. A Argentina, anfitriã sagrou-se campeã vencendo a Holanda. O melhor marcador desta copa foi o jogador Kempes da Argentina

CARNAVAL

Pela primeira vez o desfile aconteceu no seu local definitivo, no sambódromo da Marques de Sapucaí. Império Serrano e Vila Isabel são rebaixados para o segundo grupo. Neste mesmo ano morreu Candeia, representando com isso o fim do Quilombo. Carnaval. O GRES Beija-Flor de Nilópolis conquista o tri-campeonato no carnaval carioca com o enredo À criação do mundo na tradição nagô, de Joãozinho Trinta.

LEMBRANÇAS

Como as vendas eram boas nossas comissões eram melhores ainda e tivemos condições de construir uma chácara excelente com piscina, pomar, quadra de peteca e a casa colonial com 3 quartos e 3 salas e varanda em toda a volta da mesma.
Enquanto construíamos a casa já tínhamos nos mudados da casa de D. Tina, para uma vila vertical (apartamento) na rua Monsenhor Messias de propriedade do Sr. Alberto Moura.
Este ano eu e Elaine participamos de Encontros de Reflexão Cristã. Eu em Junho e ela em Agosto

O Telecurso 2º grau, produzido pela Fundação Roberto Marinho e Fundação Padre Anchieta, vai ao ar é torna-se o programa educativo de maior sucesso na TV brasileira.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 27 de Fevereiro - A Presidência, a Assembléia e o Governo da República Portuguesa repudiam o pedido do dirigente líbio Muamar al-Kadhafi para a independência da ilha da Madeira, considerada pela Organização de Unidade Africana com pertencendo a África.
• 3 de Março - O corpo de Charlie Chaplin é roubado do cemitério, numa tentativa de extorsão.
• 22 de Junho - James Walter Christy descobre Caronte, satélite de Plutão.
• 24 de Julho - A sul-africana Margaret Gardiner é eleita Miss Universo.
• 26 de Agosto - O Papa João Paulo I sucede ao Papa Paulo VI.
• 28 de Agosto - Alfredo Nobre da Costa substitui Mário Soares no cargo de primeiro-ministro de Portugal.
• 14 de Outubro - Aberto o canal de desvio do Rio Paraná para permitir o arranque das obras de Itaipu.
• 16 de Outubro - O Papa João Paulo II sucede ao Papa João Paulo I.
• 22 de Novembro - Carlos de Mota Pinto substitui Alfredo Nobre da Costa no cargo de primeiro-ministro de Portugal.
• 31 de Dezembro - No Brasil, Ernesto Geisel envia emenda ao congresso para acabar com o AI-5. Alguns atos de Ernesto Geisel foram muito positivos, este de acabar com AI-5 e também sua declaração de que seria o penúltimo presidente militar.
• Deng Xiaoping inicia reformas na República Popular da China.
• Tem lugar no Havaí a primeira competição importante de triatlo, o Ironman Triathlon.
• Na Espanha é adotada uma nova Constituição.
• George W. Bush concorre à Câmara dos Representantes e é derrotado pelo democrata Kent Hance.
• Julio César Turbay Ayala substitui Alfonso López Michelsen como presidente da Colômbia.
• O Guarani conquista o Campeonato Brasileiro em futebol.
• Bernard Hinault (França) vence a 65ª edição da Volta à França em bicicleta.
• Suicídio em massa dos seguidores do pastor Jim Jones, que tomaram veneno, morrendo cerca de 912 pessoas.
• É criado o avião Boeing 767.
• Mario Andretti é campeão mundial de Fórmula 1.
• Realização da XI Copa do Mundo de Futebol, na Argentina. Campeão: Argentina.
• Março: o grupo Secos e Molhados, liderados por João Ricardo, lança seu terceiro disco, com nova formação: Lili Rodrigues (vocais), Vander Taffo (guitarra), João Ascesão (baixo) e Gel Fernandes (bateria).

NASCIMENTOS
• 1 de Janeiro - Erica Durance, atriz americana que interpreta Lois Lane em Smallville.
• 15 de Março - Sid Wilson, músico estadunidense integrante da banda Slipknot.
• 20 de Março - Emerson Batagini, compositor brasileiro
• 18 de Abril - Luciano Pagliarini, ciclista brasileiro.
• 16 de Maio - André Leal, desenhista brasileiro.
• 16 de Maio - Laura Pausini, cantora italiana.
• 25 de Julho - Louise Brown, o primeiro bebé-proveta.
• 4 de Agosto - Kurt Busch, piloto de automóvel americano.
• 6 de Novembro - Daniella Cicarelli, modelo e apresentadora de TV brasileira

FALECIMENTOS
• 13 de Maio - Jim Jones, líder religioso
• 6 de Agosto - Papa Paulo VI, 263º papa.
• 28 de Setembro - Papa João Paulo I, 264º papa.
• 16 de novembro - Candeia, compositor brasileiro.
• 10 de Dezembro - Ed Wood, cineasta estadunidense.
• Otto Maria Carpeaux, crítico brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO
• Sr. Clarindo Cassimiro Silva – Funcionário Publico – Ex Vereador
Nasceu no dia 1 de Fevereiro de 1904 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 26 de Maio em Sete Lagoas
• D. Stella Figueiredo Chassim Drummond –Professora/Advogada
Nasceu no dia 2 de Agosto de 1916 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 25 de Maio em Sete Lagoas
• Wilson Luiz Tanure – Comerciante – Ex Prefeito e Deputado Estadual
Nasceu no dia 31 de Agosto de 1925 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 10 de Março em Sete Lagoas
• Sr. José Abreu Paiva (Vereador Zico Paiva)
Nasceu no dia 3 de Outubro de 1905 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 7 de Julho em Sete Lagoas
• Sr. Albertino Gonçalves Roque – Ferroviário e Jornalista
Nasceu no dia 1 de Setembro de 1896 em Sabará/MG
Faleceu no dia 16 de Dezembro em Sete Lagoas

1979

POLITICA

Em 15 de Março deste ano assume a Presidência em substituição ao General Ernesto Geisel o General João Batista de Figueiredo responsável pela transição da volta da democracia. Suas frases: Na posse - que seria ele o ultimo governo militar. Na saída do governo ao ser entrevistado por um repórter, disse: “Me esqueçam. E deu uma banana para o povo brasileiro”.

CARNAVAL

Agora foi a vez da Mocidade e a escola de Nilópolis ficou em segundo. O ilustre Mangueirense Cartola anunciou que não iria desfilar pela Mangueira porque não agüentava correr. “Isto não é carnaval, é parada militar”, protestava contra a obrigatoriedade de desfilar em 80 minutos.

LEMBRANÇAS

Abaixo algumas fotos da casa durante a construção e também das primeiras visitas de meus pais ainda quase no termino da obra.


O Sr. Octavio, meu padrasto era uma pessoa super positiva. Para ele quando algum de nós conquistávamos algum sucesso em nossos objetivos, ele também vibrava, pois nos considerava como filhos.
Com a conclusão das obras de nossa casa, nossa mudança para a chácara foi no mês de abril e fomos os primeiros moradores do bairro Del Rey.
Este ano a reunião de Natal foi na casa de D. Tina com a participação de todos. A foto foi no dia 6 de janeiro de 80 onde comemorávamos o aniversário de D. Tina.

A Rede Globo coloca no ar as "Séries Brasileiras".
Carlos Augusto de Oliveira, o Guga, vai para a Bandeirantes, que inicia uma nova fase. O marco da mudança é a novela "Cara a Cara", de Vicente Sesso dirigida por Jardel Mello.

CURIOSIDADES
EVENTOS
Janeiro
• 1 de Janeiro - O Secretário-Geral das Nações Unidas Kurt Waldheim anuncia o início do "Ano Internacional da Criança". Muitos músicos doam para o fundo "Música para a UNICEF".
• 1 de Janeiro - O estado do Mato Grosso, se desmembra em dois: Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
• 1 de Janeiro - Estados Unidos e a República Popular da China estabelecem relações diplomáticas.
• 7 de Janeiro - O Vietnã e os insurgentes Cambojanos apoiados pelo Vietnã anunciam a queda de Phnom Penh, a capital do Cambodja, e o colapso do regime de Pol Pot. Pol Pot e o Khmer Vermelho batem em retirada para a Tailândia.
• 8 de Janeiro - O petroleiro francês Betelgeuse explode no terminal da Gulf Oil em Bantry na Irlanda - 50 mortos.
• 16 de Janeiro - O Xá do Irã foge do Irã com sua família e se muda para o Egito após um ano conturbado.
Fevereiro
• 14 de Fevereiro - Guerrilheiros iranianos atacam a embaixada dos EUA em Teerão.
Março
• 5 de Março - A Voyager 1 passa por Júpiter
• 15 de Março - O general João Baptista Figueiredo substitui o general Ernesto Geisel no posto de presidente do Brasil
• 26 de Março - Em uma cerimônia na Casa Branca, o Presidente Anwar Sadat do Egito e o Primeiro Ministro Menachem Begin de Israel assinam um acordo de paz.
• 28 de Março - Acidente nuclear de Three Mile Island, Pensilvânia, Estados Unidos da América, o mais grave até a época
Abril
• 11 de Abril - No Uganda, o ditador Idi Amin é deposto; Tanzânia toma Kampala.
Maio
• 4 de Maio - Os Conservadores vencem as eleições gerais britânicas; Margaret Thatcher torna-se a nova Primeira-Ministra.
Junho
• 4 de Junho - Joe Clark se torna o 16º e mais jovem Primeiro Ministro do Canadá.
• 18 de Junho - Jimmy Carter e Leonid Brezhnev assinam o acordo SALT II em Viena.
• 1 de Julho - O primeiro walkman é vendido pela Sony.
• 30 de Junho - João Paulo II realiza o primeiro consistório para a nomeação de 13 novos cardeais. A identidade de um deles não é divulgada. Depois do consistório de 1981, supõe-se que se tratava do bispo de Xangai, monsenhor Gong Pin-mei.
Julho
• 1 de Julho - Trava-se, no Grande Prêmio da França, a que é considerada por muitos como a melhor disputa da Fórmula 1, entre Gilles Villeneuve e René Arnoux.
• 16 de Julho - O Presidente Iraquiano Hasan al-Bakr renuncia e o Vice Presidente Saddam Hussein o substitui.
• 19 de Julho - Na Nicarágua, a guerrilha sandinista depõe o ditador Somoza, apoiado pelos Estados Unidos da América, que foge para Miami.
• 19 de Julho - A venezuelana Maritza Sayalero é eleita Miss Universo.
Agosto-Setembro
• 1 de Agosto - Maria de Lourdes Pintasilgo substitui Carlos de Mota Pinto no cargo de primeiro-ministro de Portugal
• 1 de Setembro - A norte-americana Pioneer 11 se torna a primeira espaçonave a visitar Saturno quando passa pelo planeta a uma distância de 21.000 km.
• 21 de Setembro - José Eduardo dos Santos, tomou posse como Presidente da República de Angola.
Outubro-Dezembro
• 19 de Outubro - Assinado o Acordo Tripartido entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai para o aproveitamento dos recursos hidráulicos do Rio Paraná.
• 28 de Novembro - Um DC-10 da Air New Zealand choca contra o monte Erebus, na Antártida. Morrem os 257 passageiros e tripulantes
• 23 de Dezembro - Unidades militares da União Soviética ocupam Kabul, a capital do Afeganistão
Datas desconhecidas
• Zélia Gattai publica Anarquista Graças a Deus
• Luís Herrera Campíns substitui Carlos Andrés Pérez no cargo de presidente da Venezuela
• Süleyman Demirel substitui Bülent Ecevit no cargo de primeiro-ministro da Turquia
• Bernard Hinault (França) vence a 66ª edição da Volta à França em bicicleta
• O Internacional-RS vence o Campeonato Brasileiro de futebol, de forma invicta.
• Fundação do Partido do Movimento Democrático Brasileiro
• Jody Scheckter torna-se campeão mundial de Fórmula 1.

NASCIMENTOS
• 3 de Janeiro - Paulo Vilhena, ator, diretor, repórter.
• 3 de Janeiro - Adriano Vieira Louzada, jogador de futebol brasileiro
• 3 de Fevereiro - Patrick Brock, escritor brasileiro
• 16 de Fevereiro - Valentino Rossi, piloto de motociclismo.
• 5 de Junho - Cristiano S. de Lima Júnior, jogador brasileiro de futebol.
• 24 de Setembro - André Marques, ator e apresentador de TV brasileiro
• 17 de Outubro - Kimi Räikkönen, piloto finlandês de Fórmula 1.

FALECIMENTOS
• 7 de Fevereiro - Josef Mengele, criminoso de guerra alemão
• 12 de Fevereiro
• Eliezer Gomes, ator brasileiro.
• 4 de Junho - Gilda de Abreu, atriz e diretora brasileira.
• 11 de Junho - John Wayne, ator norte-americano.
• 18 de Junho - Procópio Ferreira, ator e diretor teatral brasileiro.
• 21 de Outubro - Alziro Zarur, radialista carioca, fundador da Legião da Boa Vontade (LBV)
• 22 de Dezembro - Francisco Cavalcanti Pontes de Miranda, jurista, filósofo, diplomata e escritor brasileiro.
PERSONALIDADE DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Jacy Gonçaves – Ferroviário e Vereador
Nasceu no dia 19 de Janeiro de 1914 em Sete Lagoas
Faleceu em 6 de abril em Sete Lagoas
• Dr. Manoel Teixeira da Costa – Advogado
Nasceu no dia 18 de Março de 1923
Faleceu no dia 17 de Agosto em Sete Lagoas
• Professor Mahmoud Abdalia Sherif
Nasceu no dia 30 de Dezembro de 1906 no Cairo/Egito
Faleceu no dia 24 de Dezembro em Sete Lagoas
• Dr. José Augusto de Rezende – Dentista
Nasceu no dia 23 de Novembro de 1888 em Bom Sucesso/MG
Faleceu no dia 6 de Agosto em Belo Horizonte

1980

LEMBRANÇAS

Neste ano ainda com os lucros obtidos na venda de lotes abrimos uma peixaria a quem demos o nome de Peixaria Frutos do Mar. A mesma funcionava na rua Santos Dumont e era de sociedade com meu cunhado Edno. Com a vida de meu pai para Sete Lagoas e diante de minha possibilidade de ficar também na peixaria, propus ao Edno que deixasse meu pai la trabalhar. Outra burrice. Logo meu cunhado começou a se mostrar desinteressado e pedindo para sair. So meses depois e que fiquei sabendo da verdadeira razão. Meu pai tirava mercadoria e mandava os meninos venderem na rua para ele, ficando com a receita.
Meu pai depois de anos ausente, apareceu no Rio de Janeiro na casa de minha irmã em situação lamentável. Minha irmã não tendo como trata-lo mandou que ele viesse para Sete Lagoas. Aqui nos deu bastante trabalho com sua saúde. Além de ter sido acometido de uma Pancreatiti Aguda ainda estava em um adiantado estado de Arteriosclerose o que dificultava bastante o nosso convívio com ele. Quando saímos de S. Paulo ainda o deixamos com seu salão de cabeleireiro e propriedades no Rio de Janeiro, S. Paulo e Santos. Ele morreu sem saber dizer o que tinha feito com este patrimônio.
No dia 1º de Fevereiro deste ano depois de estar de licença para tratamento de saúde, enfim saiu minha aposentadoria por invalidez. O valor da mesma foi fixado em 7.35 salários mínimos que depois por obra de nossos governos foi sendo reduzido até que em 2006 eu estaria recebendo somente 4.13 salários. Esta é na verdade a situação imposta a milhares de brasileiros quando eles mais necessitam de uma aposentadoria digna e, no entanto são massacrados por governos irresponsáveis. Veja os contracheques.

Realizamos uma viagem para Miami na Florida e esticamos a mesma até as Bahamas. Nesta viagem ficamos conhecendo a dona da Confecção Marina Rio de Belo Horizonte e o maestro Agostinho Zaccaro sua esposa, irmão e cunhada. O maestro Zaccaro e sua esposa se mostraram pessoas espetaculares como companheiros de viagem. Visitamos A Disney e a cidade de Tampa.
Fotos de nossa viagem a Miame e Bahamas.



Este ano representou um ano de ampla tranqüilidade financeira e muitas foram nossas alegrias.
Foi neste período que criei uma associação que denominei Centro Social de Caridade Espírita Setelagoano. E logo depois construí um prédio onde começou a funcionar um Jardim de Infância para atender as crianças dos Bairros, Brasília, Del Rei e Indústria. Esta escola eu criei a pedido de minha filha Ciomara que gostava de lidar com crianças e durante muito tempo ela ali trabalhou.
Neste ano fui convidado pelo Dr. Afrânio a fazer parte de uma reunião com Oficiais da Artilharia para escolha do local onde seria implantado o 4º GAAAe. Por minha sugestão foi escolhido terrenos que pertenciam a FEBEM. O local indicado pelo pessoal da prefeitura era o Standard do Tiro de Guerra na cidade.
Final da censura oficial ao telejornalismo (3 de fevereiro).
Em 14 de Julho, sai do ar a primeira emissora inaugurada no país: a TV Tupi de São Paulo. É o fim da Rede Tupi de Televisão. Permanecem no ar somente as TVs Brasília e Itapuã.
O Governo Federal anuncia em 23 de julho de 1980 a abertura de concorrência para a exploração de duas novas redes de TV. Estavam em jogo as sete concessões que pertenciam à Tupi, mais duas que pertenciam à TV Excelsior de São Paulo e à TV Continental do Rio de Janeiro, também extintas. A primeira nova rede de televisão ficaria com quatro emissoras e a segunda com as outras cinco.
Início das operações do SBT – Sistema Brasileiro de Televisão.
Resultado da concorrência para as duas novas redes de TV:
Ficaram com o empresário Sílvio Santos as seguintes emissoras: Canal 04, de São Paulo; Canal 9, do Rio de Janeiro, Canal 05, de Porto Alegre; canal 02, de Belém.
A outra rede foi entregue ao empresário Adolpho Bloch: Canal 09, de São Paulo; Canal 06, do Rio de Janeiro; Canal 04, de Belo Horizonte; Canal 06, de Recife; e Canal 02, de Fortaleza.

CARNAVAL
Três escolas vencem o carnaval: Beija-Flor, Imperatriz Leopoldinense e, pela primeira vez em 10 anos a Portela. Neste ano em Novembro morre Cartola, um dos maiores nomes da Mangueira.

CURIOSIDADE
EVENTOS
• 3 de Janeiro - Francisco Sá Carneiro substitui Maria de Lourdes Pintasilgo no cargo de primeiro-ministro de Portugal
• 7 de Julho - A norte-americana Shawn Weatherly é eleita Miss Universo.
• 19 de Julho - Começam os Jogos Olímpicos de Moscovo, União Soviética (XXII Olimpíada)
• 16 de Agosto - Fundação do Capítulo Rio de Janeiro da Ordem DeMolay, primeiro da América do Sul.
• 31 de agosto - Fundação do sindicato Solidariedade, na Polônia.
• 4 de Dezembro - Diogo Freitas do Amaral substitui interinamente Francisco Sá Carneiro no cargo de primeiro-ministro de Portugal
• 8 de Dezembro - É preso Mark Chapman, por ter assassinado John Lennon
Política, Economia, Direito e Educação.
• No Brasil, é fundado o Partido dos Trabalhadores.
• Robert Mugabe é eleito presidente do Zimbabwe.
• Fernando Belaunde Terry substitui Francisco Morales Bermudez Cerruti na presidência do Peru.
Cultura
• Maria de Lourdes Pintasilgo publica Sulcos do nosso querer comum.
• o grupo musical Secos e Molhados lança seu quarto disco, com sua quarta formação: César e Roberto Lempé e Carlos Amantor, cantores e compositores e João Ricardo (interprete e compositor).
• O cineasta brasileiro Glauber Rocha lança seu último filme Idade da Terra, filme inovador que até hoje permanece obscuro. Uma experiência de expansão dos limites da arte cinematográfica. Nas palavras do próprio cineasta Um filme religioso, audiovisual, para se ver e ouvir. Tentativa de reconstituição da história do mundo sob uma perspectiva terceiro-mundista. Perde o festival de Veneza e é execrado pela crítica.
Música
• O Festival MPB 80 foi realizado em 1980 pela TV Globo, com direção de Augusto César Vanucci. As semifinais tiveram lugar no Teatro Fênix e a finalíssima no Riocentro (RJ).
• Foram classificadas as seguintes canções:
• 1º lugar: "Agonia" (Mongol), com Oswaldo Montenegro;
• 2º lugar: "Foi Deus quem fez você" (Luiz Ramalho), com Amelinha;
• 3º lugar: "A massa" (Raimundo Sodré e Antônio Jorge Portugal)), interpretada por Raimundo Sodré.
• Outras premiações:
• Melhor Arranjo: Quinteto Violado ("Rio Capibaribe", de Toinho Alves e João de Jesus Loureiro).
• Melhor Intérprete: Jessé ("Porto da solidão", de Zeca Bahia e Gincko).
Filosofia e Religião
• Florentin Smarandache cria o Paradoxismo.
Pintura, Escultura e Arquitetura.
• Oscar Niemeyer cria o Memorial Juscelino Kubitschek.
Literatura
• Salomão Rovedo publica Tributo.
• Arthur C. Clarke vence o Hugo com The Fountains of Paradise.
Banda Desenhada
• Abril - Primeiro número da primeira revista mensal do Mickey publicada em Portugal, lançada pela Editora Morumbi.
Cinema
• François Truffaut filma O Último Metrô.
• Stanley Kubrick filma O Iluminado.
Televisão
• Junho - É criada a rede de notícias CNN (Cable News Network).
• Julho - Sai definitivamente do ar a Rede Tupi de Televisão, primeira emissora de TV da América Latina. O motivo de seu fechamento foi a crítica situação financeira na qual ela se encontrava. Suas concessões foram dadas aos empresários Silvio Santos (SBT) e Adolfo Bloch (Rede Manchete).
Desporto
• O Flamengo conquista o Campeonato Brasileiro de futebol.
• Joop Zoetemelk (Países Baixos) vence a 67ª edição da Volta à França em bicicleta.
• Alan Jones é campeão mundial de Fórmula 1.

NASCIMENTOS
• 21 de Março - Ronaldo de Assis Moreira, o Ronaldinho Gaúcho, futebolista brasileiro.
• 12 de Junho - Patrícia Barros, atriz e modelo brasileira.
• 20 de Junho - Dado Dolabella, ator brasileiro.
• 20 de Julho - Gisele Bündchen, modelo brasileira.
• 11 de Setembro - Antonio Pizzonia, piloto brasileiro de Fórmula 1
FALECIMENTOS
• 6 de Janeiro - Petrônio Portela, político brasileiro
• 10 de Março - José Américo de Almeida, escritor, político, advogado, folclorista e sociólogo brasileiro, membro da ABL.
• 15 de Abril - Jean-Paul Sartre, filósofo e escritor.
• 29 de Abril - Alfred Hitchcock, cineasta.
• 8 de Maio - Osmar de Aquino, político e jurista brasileiro .
• 7 de Junho - Adalgisa Nery, poeta, jornalista e política brasileira.
• 9 de Julho - Vinícius de Moraes, poeta e compositor brasileiro . de Julho - Francisco Rebolo, pintor brasileiro.
• 24 de Julho - Peter Sellers, ator britânico .
• 25 de Setembro - John Bonham, baterista dos Led Zeppelin.
• 30 de Novembro - Cartola, sambista brasileiro.
• 8 de Dezembro - John Lennon, guitarrista, vocalista e compositor dos Beatles
• 21 de Dezembro - Nelson Rodrigues, teatrólogo, jornalista, cronista e escritor brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO
• Sr. Antonio Camilo de Araújo – Comerciante – Ex Vereador
Nasceu no dia 18 de Maio de 1900 em Sete Lagoas
Faleceu em 5 de Maio em Sete Lagoas
• Dom Daniel Baeta Neves – Bispo
Nasceu no dia 11 de Março de 1911 em Conselheiro Lafaiete/MG
Faleceu no dia 7 de Julho em Sete Lagoas
• D. Irene de Oliveira Diniz
Nasceu no dia 23 de Novembro de 1918 em Fortuna de Minas/MG
Faleceu em Brasília no 3 de Dezembro
• Dr. José Lucidio de Avelar (Médico)
Nasceu no dia 29 de Janeiro de 1901 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 15 de Novembro em Belo Horizonte
• Sr. José Xavier – Ferroviário e Musico
Nasceu no dia 21 de Junho de 1889 em São Braz do Sapucaí/MG
Faleceu no dia 1 de Setembro em Belo Horizonte

1981

LEMBRANÇAS

Como não tinha quem ficasse na peixaria ao invés de fechá-la transformei a mesma em uma loja de roupas chamada de Ranauro’s Malhas e a Elaine foi para lá trabalhar já que não queria mais ficar na imobiliária.

No colo da Ciomara o meu afilhado Rodrigo e na outras visitas de parentes no fim de semana.
Minha chácara sempre vivia cheia de parentes e “amigos”. Depois que vendemos a mesma os amigos desapareceram e determinados parentes, parece que tem até vergonha de nos convidar para ir as suas casas.
Neste ano a convite de um amigo e visinho da imobiliária, Sr. Zoroastro Vieira Azeredo, ingressei no Lions Clube de Sete Lagoas que estava sobre a Presidência de João Paulo de Moura Henriques
O SBT transmite, ao vivo, em 19 de agosto, a cerimônia de assinatura dos contratos definitivos das concessões dos novos canais de TV para o próprio SBT, de Sílvio Santos e para o Grupo Bloch, de Adolpho Bloch.

CARNAVAL

No bicampeonato da Imperatriz que se incorporou ao grupo das grandes, a surpresa foi a colocação do Império Serrano e da Vila Isabel, nas duas ultimas posições. Mas a confusão da pista havia sido tão grande que as escolas resolveram não rebaixar ninguém. A Imperatriz Leopoldinense é a bi-campeã do carnaval carioca com o enredo “O teu cabelo não nega”, de Arlindo Rodrigues.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 9 de Janeiro - Francisco Pinto Balsemão substitui Diogo Freitas do Amaral no lugar de primeiro-ministro de Portugal.
• 20 de Janeiro - Ronald Reagan torna-se o 40º presidente dos Estados Unidos da América, substituindo Jimmy Carter.
• 9 de Fevereiro - O general Wojciech Jaruzelski é nomeado primeiro-ministro da Polônia.
• 12 de Abril - O Vaivém Espacial norte-americano Columbia faz seu 1º Vôo.
• 30 de abril - Ocorre o Atentado do Riocentro.
• 27 de Junho - O Sporting Clube de Portugal vence a Taça das Taças de Hóquei em patins, a equipa era constituída por: João Oliveira, Fernandes, João Sobrinho, José Rosado, Salema, Chana, Carvalho,Carlos Alberto e o treinador era António Livramento.
• 20 de Julho - A venezuelana Irene Sáez é eleita Miss Universo.
• 19 de agosto - Entra em operação o Sistema Brasileiro de Televisão - SBT, com a transmissão da assinatura da concessão pelo seu proprietário, o apresentador e empresário Silvio Santos.
• 21 de Setembro - Independência do Belize.
• 6 de outubro - O presidente do Egito Anwar Sadat é assassinado.
• 14 de Outubro - Hosni Mubarak torna-se presidente do Egipto.
• 1 de Novembro - Independência de Antigua e Barbuda.
• Nelson Piquet ganha seu primeiro campeonato de Fórmula 1.
• A Grécia adere à União Européia.
• O Flamengo vence o Mundial Interclubes e a Taça Libertadores da América em futebol.
• François Truffaut filma A Mulher do Lado.
• Learmonth propõe o SSADM.
• Jean Michel Jarre grava Magnetic Fields (Les Chants Magnétiques).
• Carybé publica o livro Iconografia dos Deuses Africanos no Candomblé de Bahia.
• Ayrton Senna disputa o campeonato inglês de Fórmula Ford 1600.
• Leopoldo Calvo Sotelo y Bustelo substitui Adolfo Suárez González na presidência do governo de Espanha.
• Roberto Eduardo Viola substitui Jorge Rafael Videla como presidente de facto da Argentina.
• Leopoldo Galtieri substitui Roberto Eduardo Viola como presidente de facto da Argentina.
• Luís Fernando Veríssimo publica O Analista de Bagé.
• A Philips lança o jogo Odyssey.
• Maria de Lourdes Pintasilgo publica Os Novos Feminismos:
• Bernard Hinault (França) vence a 68ª edição da Volta à França em bicicleta.
• O Grêmio vence o Campeonato Brasileiro de futebol.
• A banda Blitz é formada.
• É criado nos Estados Unidos, o canal de televisão MTV (Music Television Vídeo).
• Ano em que Rondônia deixou de ser um território e virou estado do Brasil.

NASCIMENTOS
• 1 de Março - Ana Hickmann, modelo e apresentadora de TV brasileira
• 25 de Abril - Felipe Massa, piloto brasileiro de Fórmula 1
• 29 de Junho - Maria Maya, atriz brasileira
• 7 de Junho - Anna Kournikova, tenista russa
• 29 de Julho - Fernando Alonso, piloto de automóveis espanhol
• 21 de Dezembro - Britney Spears, cantora estado-unidense

FALECIMENTOS
• 22 de Agosto - Glauber Rocha, cineasta brasileiro.
• Mestre Pastinha, criador da capoeira Angola
• 27 de Novembro - Cláudio Coutinho, treinador brasileiro de futebol.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO
• Sr. Alfredo Geraldo Aguiar – Comerciante – Ex Vereador
Nasceu em 23 de Junho de 1913 em Dr. Lund/Pedro Leopoldo/MG
Faleceu em Sete Lagoas no dia 8 de Dezembro
• Sr. Euro Andrade – Comerciante
Nasceu em 11 de Abril de 1902 em Sete Lagoas
Faleceu em 4 de Abril em Sete Lagoas
• Sr. Mariano R. Gonçalves – Comerciante
Nasceu no dia 8 de Julho de 1910 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 7 de Abril em Sete Lagoas
• D. Raimunda Maria
Nasceu no dia 15 de Outubro de 1887 no Distrito de Silva Xavier – Sete Lagoas/MG
Faleceu no dia 20 de Dezembro em Sete Lagoas
• Monsenhor Roque Venâncio da Silveira
Nasceu no dia 18 de Maio de 1907 em Piedade do Paraopeba/Brumadinho/MG
Faleceu no dia 17 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sr. José Eloy de Deus – (Zé Eloy Relojoeiro)
Nasceu no dia 1 de Dezembro de 1918 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 9 de Outubro em Sete Lagoas.

1982

FUTEBOL

Na XII Copa, a FIFA aumentou de 16 para 24 o numero de seleções participantes e dividiu-as em seis grupos de quatro seleções, das quais apenas as duas primeiras colocadas passariam à segunda fase. Formavam-se então quatro grupos de três equipes. Os vencedores de cada grupo disputariam as semifinais. Na final, a Itália conquistou o tricampeonato ao vencer a Alemanha por 3 X 1.

CARNAVAL

O Império Serrano sai do último para o primeiro lugar, com o enredo “Bum, bum, paticumbum, prugurundum”, que criticava as “Escolas de Samba S/A”. Naquele ano foi proibida a presença de destaques nos carros alegóricos. Beija-Flor e Imperatriz desrespeitaram a regra e perderam pontos.

LEMBRANÇAS

No biênio leonistico 82/83 fui eleito 1º Secretario da gestão de Geraldo Marcos Lima de Castro.
Neste ano no mês de Setembro fui homenageado pelo Mobral pelos relevantes serviços prestados ao mesmo. Recebi uma placa com os seguintes dizeres:
“Ranauro”.
Pelos relevantes serviços prestados ao Mobral
Nossa Gratidão
Supervisores do Mobral de Sete Lagoas”

Começava aqui um novo período em nossas vidas. Os filhos começavam a sair da adolescência e preparando-se para ingressarem na Faculdade. Minha filha Ciomara estava cursando o 3º ano do Segundo grau e o Frank fazendo vestibulares. Nesta época o Frank namorava uma moça chamada Beth, filha de Edith uma professora viúva bem conceituada na cidade. O namoro ia muito bem e neste ano os mesmo ficaram noivos.
Foto de uma reunião do dia das mães na casa de D. Tina. Nesta foto aparece meu pai, o ultimo em pé na direita da foto.


Foi neste ano que também Ciomara conheceu o Carlinhos e resolveram casar. Muito contra o meu gosto, já que eu não simpatizava com o Carlinho e tinha proibido os dois de se namorarem os dois acabaram casando-se em Dezembro deste ano. O Carlinho mais tarde se mostrou um excelente esposo para minha filha e hoje nos damos muito bem.
Abaixo fotos do Casamento de minha filha Ciomara



A Rede Globo recontrata o Chacrinha e cria o "Caso Verdade", uma espécie de "mini novela" no final de tarde.
A Rede Globo possui 42 estações afiliadas e 5.500 funcionários.
O SBT com 22 emissoras afiliadas e 2.500 funcionários parte para uma linha mais popular, passando rapidamente à vice-liderança

CURIOSIDADE
EVENTOS
• 7 de Janeiro - Fundação do Museu Afro-Brasileiro, em Salvador, Brasil.
• 14 de Janeiro - Adotada a bandeira do Amazonas.
• 2 de Abril - A Argentina invade as Ilhas Malvinas, dando início à Guerra das Malvinas.
• 29 de Abril - O Dia Internacional da Dança é introduzido pela UNESCO.
• 14 de Maio - Distrito de Abreu e Lima, no estado do Pernambuco, emancipa-se da cidade de Paulista.
• 30 de Maio - A Espanha torna-se membro da OTAN.
• 11 de Junho - Estréia do filme ET, o Extraterrestre.
• 26 de Julho - A canadense Karen Dianne Baldwin é eleita Miss Universo.
• 13 de Outubro - começa o enchimento da albufeira de Itaipu.
• 28 de Outubro - Felipe González torna-se Primeiro-ministro da Espanha.
• 5 de Novembro - Inauguração da hidrelétrica de Itaipu.
• 15 de Novembro - Eleições Diretas gerais (menos para presidente).
• 1 de Dezembro - Lançado no mercado dos consumidores sazonais o álbum THRILLER, de Michael Jackson, considerado o álbum que mais vendeu na indústria fonográfica.
• 13 de Dezembro - Leonel Brizola é eleito governador do Rio de Janeiro, após constatada uma fraude eleitoral, para tira-lo a vitória.
• Aristides Royo renuncia a seu cargo de presidente do Panamá.
• Ayrton Senna triunfa nos campeonatos europeu e inglês de Fórmula Ford 2000.
• Belisario Betancur substitui Julio César Turbay Ayala no cargo de presidente da Colômbia.
• Bernard Hinault (França) vence a 69ª edição da Volta à França em bicicleta.
• Carybé é doutorado Honoris Causa pela UFBA.
• Felipe González torna-se presidente do governo de Espanha, substituindo Leopoldo Calvo Sotelo y Bustelo.
• Helmut Kohl torna-se chanceler da República Federal Alemã, substituindo Helmut Schmidt.
• Inicia-se a comercialização do AutoCAD.
• Madonna lança o primeiro sinlge de sua carreira: Everybody
• Kevin Roche (Estados Unidos da América) conquista o prémio Pulitzer.
• O Flamengo vence o Campeonato Brasileiro de futebol.
• Olinda é declarada pela UNESCO Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.
• Oscar Niemeyer concebe o Sambódromo.
• Reynaldo Bignone substitui Leopoldo Galtieri na presidência da Argentina.
• Richard Attenborough filma Gandhi.
• Zélia Gattai publica Um Chapéu Para Viagem.
• A banda Barão Vermelho é criada.
• Keke Rosberg torna-se o primeiro finlandês a vencer o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• O Começo do Fim do Mundo marca o início da do punk rock no Brasil.
• Realização da XII Copa do Mundo de Futebol, na Espanha. Campeão: Itália.
• O parque Epcot Center do complexo Disney em Orlando foi inaugurado.

NASCIMENTOS
• 17 de Fevereiro - Adriano Leite Ribeiro (Adriano), jogador de futebol brasileiro.
• 8 de Setembro - Leandra Leal, atriz brasileira
• 28 de Setembro - Anderson Varejão, jogador brasileiro de basquete
• 2 de Outubro - Cléo Pires, atriz brasileira

FALECIMENTOS
• 19 de Janeiro - Elis Regina, cantora brasileira.
• 11 de Março - Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, Carmelita, bispo brasileiro.
• 24 de Abril - Sérgio Buarque de Holanda, historiador e crítico literário brasileiro.
• 8 de Maio - Gilles Villeneuve, piloto de automóveis.
• 23 de Junho - Argemiro de Assis Brasil, militar brasileiro.
• 14 de Setembro - Grace Kelly, atriz e princesa do Mônaco.
• 23 de Novembro - Adoniran Barbosa, compositor, cantor, humorista e ator brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDA NO ANO
• Sr. Francisco Guimarães Cotta (Chiquito Cotta) – Comerciante
Nasceu no dia 2 de Março de 1916
Faleceu em 9 de Agosto em Sete Lagoas
• Prof. Orlando Rodrigues
Nasceu no dia 17 de Março de 1923 no Rio de Janeiro
Faleceu no dia 7 de Fevereiro de 1982 em Sete Lagoas
• Theodorus Grond (Padre Teodoro)
Nasceu no dia 28 de Dezembro de 1918 na cidade de Amsterdã na Holanda
Faleceu no dia 5 de Abril em Sete Lagoas
• Sr. Juvenino Dorotéio – Ferroviário
Nasceu no dia 6 de Fevereiro de 1921 na cidade de CapimBranco/MG
Faleceu no dia 21 de Junho em Sete Lagoas
• Sr. Valdemar Silva (Pacheco Silva)
Nasceu no dia 18 de Agosto de 1916 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 23 de Maio em Belo Horizonte

1983

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Sr. Marcelo Cecé Vasconcelos de Oliveira
Vice Prefeito Comendador Avellar Pereira de Alencar falecido durante o mandato
Vice Prefeito em substituição ao Comendador Avellar em 1988 Dr. Leone Maciel Fonseca

LEMBRANÇAS

No ano Leonistico 83/84 cujo presidente era Geraldo Faustino Mateus eu fui eleito para exercer a função de 1º Vice Presidente.
No dia 27 de junho nascia o meu neto Thiago.
Foto do Thiago no Rio de Janeiro

Comecei a notar o desinteresse do Frank para com a Beth e em um determinado dia ele foi fazer uma viagem para a Bahia. Mal sabíamos nos que ele já estava de namoro com esta que hoje e sua esposa a Iara.
O Casamento do Frank com a Iara se deu em agosto.
Abaixo insiro diversas fotos do casamento.


Neste ano a Convenção do Distrito L11 do Lions Clube se realizou em Poços de Caldas.

Minha irmã Vera mandou as fotos de seus filhos nesta ela não esqueceu de mandar a foto do João Octavio.

Inaugurada a Rede Manchete, com equipamentos de última geração, apresentando filmes e séries premiadas, numa programação voltada para as classes mais altas.
Em julho, durante greve nacional de trabalhadores a TV Bandeirantes teve seus transmissores lacrados.


EMISSORAS DE TELEVISÃO
REDE MANCHETE

A Manchete é uma extinta rede de televisão brasileira, fundada no Rio de Janeiro em 1983 pelo jornalista e empresário ucraniano naturalizado brasileiro Adolpho Bloch, e permaneceu no ar até 1999.
O início da emissora
As concessões de TV foram cedidas à Adolpho Bloch em 19 de Agosto de 1981 pelo então presidente João Figueiredo a partir da cassação de sete das nove emissoras que pertenciam à TV Tupi, mais a TV Excelsior de São Paulo, e a TV Continental do Rio de Janeiro. No mesmo dia, outras concessões de TV foram cedidas ao empresário e apresentador Sílvio Santos, que lançou o SBT. A Manchete ficou com o canal 6 do Rio de Janeiro (antiga TV Tupi carioca), o canal 9 de São Paulo (antiga TV Excelsior), o canal 2 de Fortaleza (antiga TV Ceará), o canal 4 de Belo Horizonte (antiga TV Itacolomi), e o canal 6 de Recife (antiga TV Rádio Clube de Pernambuco), .
Recebeu o nome da revista semanal Manchete, publicada pela Bloch Editores desde 26 de abril de 1952 e carro-chefe do Conglomerado Bloch e foi ao ar pela primeira vez em 5 de Junho de 1983, contando com um investimento inicial na casa dos 50 milhões de dólares. Um investimento altíssimo para a época.
A Manchete tinha como sua cabeça de rede o canal 6 do Rio de Janeiro, e era sediada num majestoso prédio, arquitetado por Oscar Niemeyer, na Rua do Russel, 766-804, no bairro da Glória (zona sul do Rio).
A cobertura do carnaval carioca também teve grande destaque na programação da TV Manchete. A emissora mostrava os preparativos da grande festa popular do país com os programetes Feras do Carnaval e Esquentando os Tamborins, exibido ao longo da programação.
A TV Manchete lançou em seu programa infantil Clube da Criança as apresentadoras Xuxa e Angélica. O canal se tornou conhecido também por exibir diversas séries japonesas, como Jaspion e Changeman nos anos 80 e Cavaleiros do Zodíaco nos anos 90, com grande sucesso.
O jornalismo foi o carro-chefe da emissora. O Jornal da Manchete, o principal informativo do canal, trazia aprofundamento das notícias e comentários de grandes nomes do jornalismo brasileiro, como Carlos Chagas, Newton Carlos, Villas-Boas Corrêa, entre outros. Nos primeiros tempos, o Jornal da Manchete ficava no ar por duas horas.
Crise
No fim de 1991, a Manchete entrou em grave crise econômica (a causa principal conhecida foi o altíssimo investimento na novela Amazônia, que acabou em prejuízo estrondoso), tendo sido vendida para o grupo IBF em junho de 1992. O atraso no pagamento de salários, que levou os funcionários a retirar a emissora do ar e exibir um protesto escrito, além do sucateamento da emissora levou Bloch a entrar com um processo na Justiça a fim de retomar a emissora. Seu Adolpho, como era conhecido, retomou a Manchete em abril de 1993, e a partir dessa data o sobrenome do fundador acompanhava a famosa logomarca da emissora. Mas a crise era irremediável, mesmo tendo ensaiado um reergui mento entre 1995 e 1997, marcado principalmente pelo sucesso de Xica da Silva.
A venda definitiva em 1999
Três anos e meio após a morte de Adolpho Bloch, e com o fracasso da novela Brida, que esgotou os recursos da emissora, Pedro Jack Kapeller, que é seu sobrinho e principal herdeiro de suas empresas, vendeu as 5 concessões, num acordo acompanhado pelo Ministério das Comunicações, que transferiu as concessões da Rede Manchete para a TV Ômega (8 de maio de 1999), do empresário Amílcare Dallevo, sócio do Banco Rural no empreendimento. E a venda aconteceu 10 dias antes do prazo final para a renovação das concessões, que estavam vencidas desde 1996. Se até 18 de maio de 1999, a Manchete não tivesse pago boa parte de suas dívidas, ela seria liquidada e definitivamente extinta. Em 1999, Dallevo transferiu a sede da emissora para a cidade de Barueri, em São Paulo e inaugurou a Rede TV, com uma programação completamente diferente do padrão da Manchete.
TV Globo São Paulo é uma emissora de televisão brasileira filiada da Rede Globo. A TV Paulista foi a antecessora da TV Globo em São Paulo. Entrou no ar oficialmente em 14 de março de 1952. A TV Paulista pertencia ao mesmo grupo que posteriormente veio a fundar a TV Excelsior.
Depois de ganhar a concessão do canal 04 do Rio de Janeiro, o grupo de Roberto Marinho precisava de um canal em São Paulo para formar uma rede. Acabou comprando essa emissora na década de 1960. No primeiro momento o canal 5 operava como uma espécie de afiliada da TV Globo do Rio. Mais tarde, o nome TV Paulista foi abandonado e a emissora passou a ter o mesmo nome da matriz carioca.
Atualmente quem possui o direito do nome do canal é Augusto Liberato, mas conhecido como o apresentador Gugu, do SBT. O objetivo de Liberato é usar a marca da antiga emissora para montar a sua própria rede de televisão.
Na atual programação da Rede Globo, a única herança da grade de programação da TV Paulista é o Corujão, na época chamado de Sessão Coruja.

CARNAVAL

A Beija-Flor consegue mais um titulo num enredo sobre negros ilustres como Pelé e Clementina de Jesus. Naquele ano a luz apagou durante o desfile da Caprichosos de Pilares. Assim, ficou decidido que ninguém desceria. Os sambista sugeriram a divisão do desfile em dois dias, cada um com 7 escolas.
O Governador Leonel Brizola resolve erguer um local definitivo para acabar com o monta e desmonta de arquibancadas metálicas. O projeto de Oscar Niemeyer foi erguido em apenas 4 meses.
Neste ano também a Unidos de São Carlos, fundada em 1955, resolve mudar de nome para Estácio de Sá, para levar o nome que é conhecido no Rio de Janeiro como o berço do samba. Coincidência ou não, depois da mudança, a escola que era considerada “io-io” (aquela agremiação que alterna com freqüência desfile no primeiro e segundo grupo) nunca mais caiu, só caindo em 1977.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 25 de Janeiro - O Papa João Paulo II faz publicar as Constituições Apostólicas Sacrae Disciplinae Leges
• 18 de fevereiro - Maxidesvalorização do cruzeiro.
• 27 de Fevereiro - Mota Pinto, Eurico de Melo e Nascimento Rodrigues assumem a direção colegial do PSD, no X Congresso. Francisco Pinto Balsemão é afastado da liderança.
• 2 de Março - O Papa João Paulo II inicia uma visita à América Central, sendo fortemente contestado em Manágua.
• 15 de Março - Tomam posse os primeiros governadores eleitos diretamente após o golpe militar de 1964 no Brasil.
• 5 de Junho - Adolpho Bloch funda a Rede Manchete de Televisão.
• 9 de Junho - Mário Soares substitui Francisco Pinto Balsemão no cargo de primeiro-ministro de Portugal (governo do bloco central)
• 3 de Julho - Xuxa Meneghel faz sua estréia como apresentadora infantil no extinto programa Clube da Criança na extinta TV Manchete
• 11 de Julho - A neozelandesa Lorraine Downes é eleita Miss Universo.
• 27 de Julho - Sai o primeiro álbum da cantora Madonna intitulado de "Madonna", que trás hits de sucesso como "Holiday", "Everybody", "Borderline", "Lucky Star" e "Physical Attraction".
• 19 de Setembro - Independência de Saint Kitts e Nevis
• Nelson Piquet ganha seu segundo campeonato de Fórmula 1.
• Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense sagra-se campeão mundial de futebol, vencendo em Tókio o alemão Hamburgo por 2x1 com dois gols de Renato Gaúcho.
• A Compaq lança o seu primeiro microcomputador, concebido com base em engenharia reversa.
• O Flamengo vence o Campeonato Brasileiro de futebol
• François Truffaut filma Finalmente, Domingo
• Pela primeira vez, O Maior São João do Mundo é realizado, em Campina Grande, Paraíba
• Fundação da CUT e CONCLAT, no Brasil
• Richard Stallman cria a Free Software Foundation
• Paul Erdös recebe o prémio Wolf
• Salvador Dalí conclui o seu último quadro, The Swallows Tail
• Jean-Luc Godard filma Prénom: Carmem
• Jean Michel Jarre grava Musik aus Zeit und Raum e Music For Supermarkets (Musique Pour Supermarché) e lança a coletânea The Essential Jean Michel Jarre
• Ayrton Senna vence o campeonato inglês de Fórmula 3
• Salomão Rovedo publica Folguedos
• Zélia Gattai publica Pássaros Noturnos do Abaeté
• Raúl Alfonsín é eleito presidente da Argentina, substituindo o último presidente da ditadura, Reynaldo Bignone.
• Turgut Özal substitui Bülent Ulusu no cargo de primeiro-ministro da Turquia
• Orides de Lourdes Teixeira Fontela premiada com o Jabuti de Poesia
• Orides de Lourdes Teixeira Fontela publica Alba
• Ana Maria Machado publica Alice e Ulisses e Democracia
• Fundação da "banda virtual" Bathory
• Isaac Asimov ganha o Hugo com Foundations Edge
• Laurent Fignon (França) vence a 70ª edição da Volta à França em bicicleta
• Ieoh Ming Pei (Estados Unidos da América) conquista o prémio Pritzker
• O Sepultura foi criado, uma das maiores bandas de metal do mundo.
• A banda Capital Inicial foi criada.
• A banda Paralamas do Sucesso foi criada.
• A banda Titãs foi criada.
• A casa de Sabóia doa o Sudário de Turim à Santa Sé
• William Walker descobre o primeiro fóssil de barionix
• 11 de dezembro - O Grêmio de Porto Alegre vence o Mundial Interclubes em Tóquio no Japão e se torna Campeão do Mundo 2 x 1 sobre o Hamburgo.S.V(Alemanha Oc).

NASCIMENTOS
• 3 de Janeiro - Daniel Carvalho, jogador de futebol, natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul.
• 28 de Janeiro - Sandy Leah Lima, cantora brasileira.
• 10 de Fevereiro - Daiane dos Santos, ginasta brasileira
• 3 de Março - Kelly Key, cantora brasileira.
• 10 de Agosto - Nikolai Hentsch, ciclista brasileiro (nascido na Suíça)

FALECIMENTOS
• 20 de Janeiro - Garrincha, ex-jogador de futebol brasileiro.
• 20 de Fevereiro - Fritz Köberle, médico e cientista austríaco-brasileiro.
• 10 de Março - Ray Milland, ator do Reino Unido.
• 2 de Abril - Clara Nunes, cantora de samba brasileira
• 14 de Agosto - Alceu Amoroso Lima, crítico literário, professor, escritor, pensador e líder católico brasileiro.
• 16 de Novembro - Janete Clair, tele novelista brasileira.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Francisco Corrêa (Seu Corrêa) – Comerciante
Nasceu em 1983 em Alambres, Trás-os-Montes em Portugal.
Faleceu no dia 5 de Agosto em Sete Lagoas
• Sr. Mânlio Costetti – Industrial
Nasceu no dia 29 de Dezembro de 1899 em Arcévia – Itália
Faleceu no dia 29 de Novembro em Sete Lagoas
• Sr. Luiz Dagoberto de Almeida Silva – Vereador
Nasceu no dia 3 de Agosto de 1925 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 16 de Junho em Sete Lagoas
• Dr. Renato Mário de Avelar Azeredo – Advogado/Político
Nasceu no dia 9 de Outubro de 1919 em Sete Lagoas
Faleceu neste ano vitima do câncer.

1984

LEMBRANÇAS

No ano Leonistico 84/85 fui eleito para exercer a Presidência. Além de meu 1º Secretario e também meu Tesoureiro não serem assíduos, convivi com o pior período de leonismo. Tínhamos companheiros que já tinham exercido até mesmo o cargo de Governador de Distrito e outros tantos que já tinham sido Presidentes que alem de não pagarem as mensalidades também não freqüentavam o clube. Tive de tomar uma medida antipática e que ninguém até aquela data tinha tomado. Afastei de uma única vez 13 companheiros que alem de faltas não pagavam o clube a mais de ano. Até hoje eles agora reconhecem que foi saudável esta medida.
Abaixo a ata de minha posse como Presidente do Lions Clube Sete Lagoas:


Neste ano eu e Elaine fomos homenageados pelo cronista social Aldo Costa como o Casal do Ano. Recebemos a placa desta homenagem no dia 9 de Novembro.
Como a Ciomara já não estava mais trabalhando no Jardim de Infância, resolvi empresta-lo para a Prefeitura com a promessa que eles se algum dia mudassem o nome do mesmo teria de ser para colocar o nome de minha avo.
O Frank já estava fazendo Engenharia em Governador Valadares e a Iara também foi para lá fazer Odontologia. Não deu outra coisa neste mesmo ano os dois já estavam casados e estudando. Tivemos eu e o pai da Iara continuar a custear os estudos dos dois até que os mesmo se formassem.
Constantemente nossa casa vivia cheia. Todos os finais de semana recebíamos a visita de muitos familiares.



CARNAVAL

E fundada a Liga Independente das Escolas de Samba com o objetivo de cada vez mais assumir a organização dos desfiles.
A vitória deste ano ficou com a Mangueira com o enredo “Yes, nós temos Braguinha”.
CURIOSIDADES
EVENTOS
• Surge no Brasil o movimento das Diretas Já.
• Niki Lauda sagra-se tricampeão mundial de Fórmula 1.
• Conclusão da represa de Itaipu no Rio Paraná.
• 24 de janeiro - Apple lançou o computador Macintosh, que viria a revolucionar a história da computação.
• 27 de maio - Fluminense Futebol Clube conquista o Campeonato Brasileiro de futebol.
• 9 de julho - A sueca Yvonne Ryding é eleita Miss Universo.
• 4 de agosto - O Alto Volta muda de nome para Burkina Faso
• 22 de Novembro - Sai o segundo álbum da cantora americana Madonna intitulado "Like A Virgin". O álbum traz inúmeros sucessos como "Like A Virgin", "Material Girl", "Into The Groove", "Angel" e "Dress You Up". O disco vendeu 22 milhoes de copias ao redor do planeta terra.
• 22 de novembro - É inaugurada a Usina Hidrelétrica Tucuruí, maior usina hidrelétrica do Brasil - genuinamente nacional - pela ELETRONORTE.

NASCIMENTOS
• 11 de Abril - Durval de Lima Júnior, cantor brasileiro.
• 9 de Maio - Natália Falavigna, lutadora de taekwondo brasileira
• 8 de Setembro - Daniele Hypólito, esportista brasileira de ginástica olímpica
• 7 de Outubro - Ana Paula Caldeira, o primeiro bebê de proveta brasileiro.

FALECIMENTOS
• 3 de janeiro - Ivete Vargas - política brasileira, filha de Getúlio Vargas, ex-presidente brasileiro, então presidente do PTB. (insuficiência respiratória).
• 26 de janeiro - Codó (Clodoaldo de Brito), compositor e violonista baiano. Acompanhou cantores como Moreira da Silva e Dalva de Oliveira. Tinha mais de 500 composições (infarto).
• 13 de março - Jorge Andrade, dramaturgo brasileiro, de peças como "A Moratória" e "A Escada" e novelas como "Os Ossos do Barão" e "Ninho da Serpente" (edema pulmonar).
• 9 de abril - Armando Costa , dramaturgo brasileiro de cinema e televisão. Um dos fundadores do Teatro Opinião (derrame cerebral).
• 29 de abril - Leny Eversong, cantora brasileira de jazz e bossa nova. Morreu aos 63 anos, de arritmia cardíaca complexa.
• 13 de Maio - Pedro Nava, escritor e médico brasileiro.
• 23 de Maio - Milton Corrêa Pereira, bispo católico.
• 31 de outubro - Indira Gandhi - Primeira-ministra da Índia, assassinada por dois membros de sua guarda, que pertenciam a um grupo religioso minoritário, a seita sikh.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Dante Lanza – Comerciante
Nasceu no dia 16 de Julho de 1894 em S. Pedro de Pequiri/MG
Faleceu em 4 de Março em Sete Lagoas
• Sr Delcio Campos – Professor e Jornalista
Nasceu no dia 25 de fevereiro de 1944 em Felixlândia-MG
Faleceu no dia 14 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sra. Elza Moreira Lopes – Contabilista
Nasceu no dia 17 de Setembro de 1929
Faleceu no dia 4 de Janeiro em Belo Horizonte.
• Sr. Eloy Vieira da Silva
Nasceu no dia 29 de Novembro em Capim Branco/MG
Faleceu no dia 9 de Maio em Sete Lagoas
• Sr. José Rodrigues Magalhães – Ferroviário
Nasceu no dia 25 de Novembro de 1908 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 24 de Abril em Sete Lagoas
• Dr. Saint Clair Costa – Advogado
Nasceu no dia 10 de Novembro de 1894 em Curvelo/MG
Faleceu no dia 29 de Fevereiro em Sete Lagoas

1985

LEMBRANÇAS

No dia 01 de janeiro, quando ainda comemorávamos a passagem do ano, minha filha Ciomara foi para a maternidade para dar luz a uma menina que veio chamar-se Tatiane a minha primeira neta.
Foto do Thiago em Janeiro quando de uma nossa visita a Ciomara em Abaeté.

No dia 24 de Janeiro nascia meu neto Victor e a luta para seus pais o Frank e a Iara, também não foi fácil. Estudar e olhar filho pequeno em uma cidade longe de seus parentes. Mesmo assim deram conta do recado. Na frente de sua casa morava uma família que vendo a luta dos dois ficavam tomando conta do menino enquanto os dois iam para a faculdade.
A nossa Convenção do Lions realizou-se em Poços de Caldas no mês de Maio


Em julho as fotos expressam como eram as reuniões em nossa casa.


As vezes me questiono se pratiquei algum mal para determinadas pessoas da família de Elaine. Não consigo entender porque agora que já não posso proporcionar aquelas reuniões, porque deixaram de me convidar para as festas que fazem em suas casas. Será que a amizade era so pelo meu dinheiro?
Em Setembro fui procurado pelo Tarcisio que me informou da presença em Sete Lagoas do Indiano Bush Parade que estava de passagem. Sua viagem pelo mundo estava sendo feita de bicicleta. Providenciamos para o mesmo hospedagem e dois dias depois ele seguiu viagem para Brasília.

Neste mês viajamos para o Rio para comemorarmos os 100 anos de minha avo Chistina. Ciomara foi com a gente.

Também em Setembro mais no final do mês fomos passar um final de semana com o meu cunhado e Compadre Mauro em Pirapora/MG.

Na primeira foto da esquerda para a direita Mauro, Elaine, Berenice, uma colega de Cristina e ela.
Na foto seguinte eu, Elaine e Berenice.
A serie de fotos que se seguem foram tiradas no final do ano na casa de Ciomara.

Falecimento de meu padastro Sr. Octavio. Esta passagem abalou muito minha mãe ela que estava acostumada a viver sozinha agora teria, por causa de sua idade, que viver com minha irmã Marilda.




POLITICA

Neste ano a campanha para Diretas Já era intensa no Pais e nas ultimas eleições indiretas foi eleito o Senador Sr. Tancredo Neves tendo como seu vice o Senador Sr. José Sarney. Em virtude do falecimento de Tancredo Neves, em 21 de abril deste ano, assume o poder como presidente da Republica o Sr. José Sarney e que toma posse no dia 15 de março, já que Tancredo Neves não o pode fazer, pois encontrava-se hospitalizado em estado grave vitima de uma disverticulite crônica.
Agora transcrevo um pouco da vida de Tancredo Neves.
Vida Política
Iniciou a carreira política em 1933, ao filiar-se ao Partido Progressista; em 1934, foi eleito vereador em sua cidade natal.
Durante o Estado Novo se afastou um pouco da política, sendo preso duas vezes, em (1937 e 1939). Com o fim da ditadura voltou à política, eleito deputado estadual em 1947, deputado federal em 1950 e 1953. Durante o governo constitucional de Getúlio Vargas e o governo de Juscelino Kubitschek, foi Ministro da Justiça e Negócios Interiores (era bacharel em Direito).
Após a renúncia do presidente Jânio Quadros, articulou uma solução de compromisso com a instalação do parlamentarismo (1961), evitando que João Goulart fosse impedido de assumir a presidência por golpe militar. Na ocasião, aceitou o cargo de Primeiro-Ministro.
Consolidando-se o golpe de 1964, Tancredo passou a militar na oposição, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Em 1978 foi eleito senador, e, a seguir, Governador do Estado de Minas Gerais (1983). Esta fase de sua vida política foi marcada por uma política de intensa perseguição aos seus adversários políticos, com demissões generalizadas de funcionários públicos, notadamente, diretores de escolas e chefes de repartições públicas que não participaram de sua campanha.
Em 1985 foi realizada a primeira eleição (indireta, via Colégio eleitoral) para presidente da República desde o golpe militar de 1964. Tancredo Neves foi indicado por uma coligação de partidos, com apoio de Ulysses Guimarães (a figura mais importante no período de redemocratização do país). Tendo como candidato a vice na mesma chapa José Sarney, venceu o pleito em 15 de janeiro de 1985, por 480 votos contra 180 de Paulo Maluf.
A articulação que elegeu a dupla Tancredo e Sarney é tida ainda hoje como uma das mais complexas e bem-sucedidas na história política do país. Conta-se que Tancredo vinha silenciosamente trabalhando pela sua candidatura desde 1983. No ano seguinte, com a derrota da emenda das Diretas Já, rejeitada pelo Congresso Nacional, ele foi granjeando simpatias. Convenceu Ulysses Guimarães a não concorrer no Colégio Eleitoral, conquistou o apoio de Antônio Carlos Magalhães e montou a Aliança Democrática, que possibilitou a união do PMDB com dissidentes do PDS (sucessor da Arena) e deu corpo ao PFL. Com Sarney como vice, derrotou Paulo Maluf na última eleição indireta do país.
Tancredo havia se submetido a uma agenda de campanha bastante extenuante e vinha sofrendo fortes dores no estômago, durante os dias que antecederam a posse. Aconselhado por médicos a procurar tratamento, teria dito: Façam de mim o que quiserem - depois da posse. Tancredo temia que os militares mais reacionários se recusassem a passar o poder ao vice-presidente. Porém, a sua saúde não resistiu e, na véspera da posse (14 de março de 1985), foi internado em Brasília com fortes dores abdominais. José Sarney assumiu a presidência aguardando o restabelecimento de Tancredo, que a partir de então, já em São Paulo, sofreu sete cirurgias. No entanto, em 21 de abril na mesma data e hora da morte do mártir nacional Tiradentes), os aparelhos de circulação e respiração artificial que o mantinham em estado vegetativo são desligados e Tancredo falece vítima de infecção generalizada, aos 75 anos. A morte de Tancredo foi anunciada pelo seu porta-voz, Antônio Britto.
Houve grande comoção nacional, especialmente por que Tancredo Neves seria o primeiro presidente civil após o Golpe de 1964. O Brasil, que acompanhara tenso e comovido a agonia do político mineiro, promoveu um dos maiores funerais da história nacional. Calculou-se na época que, entre São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e São João del Rey, mais de 2 milhões de pessoas viram passar o esquife. Coração de Estudante, uma música do cantor mineiro Milton Nascimento, marcou o episódio na memória nacional. O epitáfio que o presidente eleito previra certa vez numa roda de amigos, em conversa no Senado, não chegou a ser gravado na lápide, em São João Del Rey: Aqui jaz, muito a contragosto, Tancredo de Almeida Neves.
Vinte anos após, o corpo médico revelou que não divulgou o laudo correto da doença à época, que não teria sido disverticulite porém um tumor. Embora benigno o anúncio de um tumor poderia ser interpretado como câncer, causando efeitos imprevisíveis no andamento político no momento.
Em seu lugar, assumiu a presidência da República seu vice José Sarney, encerrando o período de governos militares, apelidado Anos de chumbo, iniciado com o Golpe de 1964.
Mesmo sem nunca ter tomado posse, Tancredo Neves é, por força de lei, elencado entre os ex-presidentes do Brasil. Pela lei 7.465 de 21 de Abril de 1986, o cidadão Tancredo de Almeida Neves, eleito e não empossado, por motivo de seu falecimento, figurará na galeria dos que foram ungidos pela Nação brasileira para a Suprema Magistratura, para todos os efeitos legais.
Tancredo Neves foi casado com Risoleta Neves, com quem teve 3 filhos. Aécio Neves, governador de Minas Gerais eleito em 2002, é seu neto.
Tancredo Neves.
Precedido por:
João Figueiredo
Presidente do Brasil
— Sucedido por:
José Sarney
Precedido por:
Nenhum Primeiro-ministro do Brasil
1961 — 1962
Sucedido por:
Francisco Brochado da Rocha
Precedido por:
Francelino Pereira dos Santos
Governador de Minas Gerais
1983 — 1984
Sucedido por:
Hélio Garcia

CARNAVAL

A liga cria um selo próprio para fazer o disco dos sambas-enredo e passa a negociar a transmissão de TV. Estava acabada a “fase romântica das escolas de samba”, segundo os especialistas Imperatriz Leopoldinense, Mangueira, Portela e Império Serrano são as favoritas ao título deste ano. Correm por fora Beija-Flor e Viradouro.
As seis primeiras escolas classificadas voltam à Sapucaí para desfile das campeãs, que acontece no sábado.
O Carnaval deste ano foi marcado pela reedição de antigos sucessos.
Das 14 escolas do Grupo Especial, quatro delas --Portela, Império Serrano, Viradouro e Tradição-- apostaram em sambas-enredos já consagrados.
A Portela reeditou "Lendas e Mistérios da Amazônia", enredo que deu o campeonato de 1970 para a escola. Com muitas cores e elementos da floresta, a Portela contou a lenda do guaraná, da cobra-grande, do saci-pererê e do pássaro uirapuru.
A Tradição levou para avenida "Contos de Areia". Com ele, a Portela foi campeã em 1984. A escola, uma dissidência da homenageada, enfeitou a avenida com orixás do candomblé relacionados a portelenses consagrados -- Clara Nunes, Paulo da Portela e Natal.
A Império Serrano empolgou o público das arquibancadas e dos camarotes com "Aquarela Brasileira", de 1964. O samba de Silas de Oliveira foi inspirado na música "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso, que morreu no mesmo dia do desfile, em 64.
Já a Viradouro apostou no enredo "Festa do Círio de Nazaré", de 1975, da Unidos de São Carlos (hoje, Estácio de Sá, que está no Grupo de Acesso). O desfile da escola, entretanto, foi prejudicado pela chuva, que encharcou parte das fantasias.
A vitoriosa foi da Mocidade Independente de Padre Miguel com o enredo “ Ziriguidum 2001”.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 2 de Fevereiro - A série Super Sentai Dengeki Sentai Changeman começa a ser produzido no Japão. A produção da série se estenderia até 22 de janeiro do ano seguinte, com 55 episódios. Viria a fazer alguns anos depois grandes sucesso no Brasil.
• 15 de Março - Começa a ser produzida no Japão a série metal-hero Kyojuu Tokusou Jaspion, que seria concluída em 24 de março do ano seguinte com 46 episódios. Alguns anos mais tarde viria a fazer um grande sucesso no Brasil.
• 23 de Abril - Madonna sai em sua primeira turne mundial, a The Virgin Tour percorrendo 27 cidades americanas e uma canadense.
• É criada a linguagem de programação Clipper
• No dia 24 de Junho vai ao ar o primeiro capitulo da novela Roque Santeiro, grande sucesso da dramaturgia nacional.
• Em 15 de Julho, a porto-riquenha Deborah Carthy-Deu é eleita Miss Universo.
• Fim do Regime militar brasileiro, com a eleição indireta do primeiro presidente civil em 20 anos, Tancredo Neves
• Com a morte de Tancredo Neves, o vice José Sarney assume a presidência da República no Brasil.
• Junho - A musica "Crazy For You" de Madonna tira das paradas "We Are The World", gravada por Michael Jackson, Cyndi Lauper, Tina Turner, Bruce Springsten entre outros, ficando mais de duas semanas no primeiro lugar.
• A banda Legião Urbana grava o primeiro disco.
• A banda Engenheiros do Hawaii é criada.
• Alain Prost vence seu primeiro título na Fórmula 1.
• Identificado o buraco na camada de ozônio.
• Outubro - Richard Stallman funda a Free Software Foundation(FSF).

NASCIMENTOS
• 25 de Julho - Nelson Angelo Piquet, piloto brasileiro de automobilismo
• 21 de Outubro - Aisha Jambo, atriz brasileira.
• 19 de Novembro - Bianca Comparato, atriz brasileira.

FALECIMENTOS
• 12 de Janeiro - João Batista Vilanova Artigas, arquiteto brasileiro.
• 20 de Abril - Charles Francis Richter, sismólogo estado-unidense.
• 21 de Abril - Tancredo Neves, presidente da República do Brasil, aos 75 anos.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• D. Clotilde Americana de Avelar – Professora
Nasceu no dia 19 de Junho de 1893
Faleceu no dia 25 de Abril em Sete Lagoas
• Sr. Edimar Evanir Brandão – Professor
Nasceu no dia 6 de Setembro de 1950
Faleceu no dia 18 de Outubro em Divinópolis/MG
• Jair Antonio da Silva (Jair Dentista)
Nasceu no dia 4 de Julho de 1933 em Martinho Campos/MG
Faleceu no dia 20 de Agosto em Sete Lagoas
• João Francisco da Costa (Maestro da Banda União dos Artistas)
Nasceu no dia 11 de Abril de 1903 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 16 de junho em Sete Lagoas
• Sr. Geraldo Rodrigues de Lima – (Geraldo Marreco)
Nasceu no dia 21 de Junho de 1917 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 20 de Janeiro em Sete Lagoas

1986

FUTEBOL

A XIII Copa do Mundo que inicialmente era para se realizar na Colômbia, acabou acontecendo no México, porque o governo colombiano alegou não ter recursos para sediar o evento. Novamente treinado por Telê Santana, o Brasil foi eliminado pela França nas quartas-de-final, na disputa de pênalti. Na final, a Argentina venceu a Alemanha por 3 X 2 e sagrou-se bicampeã mundial.

CARNAVAL

Mangueira estourou e ficou com o primeiro lugar apresentando o enredo “Caymmi mostra ao mundo o que a Bahia e a Mangueira têm”

ECONOMIA

A desvalorização do cruzeiro levou a criação do cruzado, com valor mil vezes maior.

LEMBRANÇAS

Falecimento de meu irmão Ronaldo. Outra pancada emocional para todos, por ser ele o mais novo. Apesar de ser o que mais trabalho dava em termos de preocupações e com isso acabou mais um pouco com minha mãe que já vinha sentindo a falta de meu padastro Sr. Octavio.
No inicio do ano fizemos uma viagem a Salvador acompanhados de Evandro meu cunhado e sua esposa Tânia.

Em Dezembro além de visitarmos Ciomara em Abaeté também promovemos em nossa casa a Festa de Final de Ano.
Visita a Ciomara

Festa de Final do Ano

Pessoas muito especiais para mim, meus filhos, meu pai, minha mãe, sogra, cunhados e sobrinhos.


CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de Janeiro - Portugal entra na União Européia.
• 14 de Fevereiro - Termina a campanha eleitoral para a 2ª volta das eleições presidenciais portuguesas, entre os candidatos Mário Soares e Freitas do Amaral.
• 28 de fevereiro - É criado o Plano Cruzado, plano econômico que previa congelamento e tabelamento de preços e salários. A moeda brasileira passa a se chamar Cruzado (1000 cruzeiros = 1 cruzado).
• Alain Prost vence seu segundo título na Fórmula 1.
• Chernobyl é assolada por um desastre nuclear
• Realização da XIII Copa do Mundo de Futebol, no México. Campeão: Argentina.
• Criciúma Esporte Clube conquista o Campeonato Catarinense de futebol.
• Flamengo vence o Campeonato Carioca deste ano.
• Deportivo Táchira vence o Campeonato Venezuelano deste ano.
• No dia 30 de Junho de 1986, estréia na TV Globo o programa Xou da Xuxa apresentado por Xuxa Meneghel. O programa vai ao ar de segunda a sábado das 8:00 ao 12:30h.
• Junho/1986 sai o terceiro álbum da cantora norte-americana Madonna intitulado True Blue. O álbum traz singles consagrados como "Papa Dont Preach", aonde Madonna causa polemica por falar na musica a historia de uma adolescente que fica grávida do namorado e no fim tem que assumir seu bebe sozinha. A Igreja Católica, principalmente na Inglaterra, fica enfurecida com Madonna, por achar que ela estaria incentivando adolescentes a engravidarem e terem uma vida libertina sem se casarem. Outros sucessos de peso do álbum sao "Live To Tell", "La Isla Bonita", "Open Your Heart" e "True Blue". O álbum vendeu mundialmente 20 milhoes de copias.
• Em 21 de Julho de 1986, a venezuelana Bárbara Palácios Teyde é eleita Miss Universo

NASCIMENTOS
• 3 de Junho - Rafael Nadal, tenista espanhol - atual número dois mundial.

FALECIMENTOS
• 8 de Janeiro - Juan Rulfo, escritor mexicano.
• 24 de Janeiro - L. Ron Hubbard, escritor norte-americano, fundador da cientologia.
• 11 de Fevereiro - Frank Herbert, escritor estadunidense.
• 23 de Março - Josué Guimarães, escritor brasileiro.
• 14 de Abril - Simone de Beauvoir, escritora e filósofa francesa.
• 9 de Maio - Tenzing Norgay, alpinista sherpa nepalês.
• 23 de Maio - Sterling Hayden, ator estadunidense.
• 3 de Junho - Augusto Ruschi, cientista, agrônomo, advogado, ecologista e naturalista brasileiro.
• 14 de Junho - Jorge Luis Borges, escritor argentino.
• 13 de Julho - Orígenes Lessa, jornalista, contista, novelista, romancista e ensaísta brasileiro.
• 30 de Julho - Luís da Câmara Cascudo, historiador, folclorista, antropólogo, advogado e jornalista brasileiro.
• 2 de Setembro - Otto Glória, treinador de futebol do Brasil.
• 27 de Setembro - Cliff Burton, baixista Banda Metallica.
• 19 de Outubro - Samora Machel, presidente de Moçambique.
• 29 de Novembro - Cary Grant, ator estadunidense, nascido no Reino Unido.
• 19 de Dezembro - Avelar Brandão Vilela, cardeal brasileiro.
• 28 de Dezembro - Andrei Tarkóvski, cineasta russo.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Alberto Moura – Comerciante e Ex Prefeito
Nasceu em 26 de Abril de 1909
Faleceu em Sete Lagoas no dia 1 de Outubro
• Dr. Hermínio Perez Furletti – Medico
Nasceu no dia 25 de Abril de 1907 em Nova Lima/MG
Faleceu no dia 22 de Abril em Sete Lagoas
• Prof. Maria Auxiliadora dos Reis e Silva
Nasceu no dia 4 de Agosto de 1927 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 23 de Outubro em Sete Lagoas
• Sr. Juscelino Tinoco Filho – Comerciante e Juiz de Paz
Nasceu no dia 28 de Outubro de 1903 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 20 de agosto
• Sr. Mozart Bicalho – Compositor
Nasceu no dia 16 de Dezembro de 1901 em Bom Jesus do Amparo/MG
Faleceu no dia 8 de Janeiro em belo Horizonte

1987

LEMBRANÇAS

Neste ano no dia 17 de Dezembro faleceu no Rio de Janeiro meu pai. Foi um período muito difícil para minha irmã Marilda. Pai foi acometido de uma Arteriosclerose bem acentuada e deu muito trabalho.
Durante seu enterro vivemos momentos trágicos cômicos. O responsável pelo necrotério queria de todas as formas me convencer que um defunto que estava la no necrotério era pai. Discutimos por horas até que ele o encarregado, aceitou minhas ponderações. O defunto que ele me oferecia tinha como causa mortis um tiro disparado no pescoço e meu pai não tinha nenhum ferimento desta forma. Muito nervoso ele mandou que eu fosse procurar o meu defunto na geladeira e eu assim fiz. Depois de algumas dezenas de gavetas abertas na geladeira do necrotério, por fim encontrei o corpo de meu pai e pude dar a ele o repouso merecido.


Abaixo fotos de meus netos em Abaeté junto de mim e depois foto do Victor em minha casa em Sete Lagoas.

Abaixo fotos do aniversário de 15 anos de Danielle filha de Vera e João Alberto.

CARNAVAL

Deu Mangueira outra vez que apresentou o enredo “No reino das palavras – Carlos Drumond de Andrade”

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Astronomia A Supernova 1987 situada na Nuvem de Magalhães foi a explosão estrelar ocorrida em região mapeada, mais próxima da Terra.
• Nelson Piquet ganha seu terceiro campeonato de Fórmula 1.
• Jogos Pan-americanos em Indianápolis, EUA
• O Sport Club do Recife ganha o Campeonato Brasileiro após vencer o Guarani.
• 26 de Maio - A chilena Cecilia Bolocco é eleita Miss Universo.
• Junho - Show na casa de espetáculos Palace lança a quinta formação do grupo Secos e Molhados, apresentando o novo integrante Totô Braxil.
• Julho de 1987 - A cantora Madonna sai em sua segunda turne, agora mundial, intitulada de Whos That Girl - World Tour. Com o filme e álbum de mesmo nome, Madonna canta nos shows as musicas de seus quatro primeiros álbuns, passando pelo Japão, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, France, Alemanha, Holanda e Itália. Alem de performar nos shows sucessos esmagadores e recentes como "Whos That Girl" que e seu mais novo primeiro lugar e "Causing A Commotion".

NASCIMENTOS
Sem anotações

FALECIMENTOS
• 18 de Julho - Gilberto Freyre, sociólogo brasileiro.
• 17 de Agosto
• Carlos Drummond de Andrade, poeta, contista e cronista brasileiro.
• Outubro - Arlindo Rodrigues, carnavalesco carioca.
• 17 de Dezembro Manoel Bernardo Soares ( Meu Pai)
PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Avelar Pereira de Alencar – Comerciante – Vice Prefeito
Nasceu em 17 de Setembro de 1901 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 19 de Novembro em Sete Lagoas e recebeu honras militares por ter sido ele o fundador do tiro de Guerra de Sete Lagoas. Seu corpo foi transportado para o cemitério em viatura do 4º GAAAe.
• Sr. Alcy Coelho da Silva Galvão – Professor Galvão
Nasceu em 28 de Fevereiro de 1910 em S.Paulo
Faleceu no dia 3 de Outubro em Sete Lagoas
• Professora Ligia Elian
Nasceu no dia 16 de Janeiro de 1921 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 11 de Agosto em Sete Lagoas
• Padre Joaquim Mutti de Vasconcelos
Nasceu no dia 2 de Junho de 1914 em Santo Amaro da Purificação/Bahia
Faleceu no dia 15 de Março em Sete Lagoas
• Tito Alves Costa – Comerciante
Nasceu no dia 4 de Janeiro de 1914 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 22 de Setembro em Sete Lagoas
• Sra. Maria José Schmidt Paiva - Professora
Nasceu no dia 19 de Março de 1906 em Juiz de Fora/MG
Faleceu no dia 9 de Março em Sete Lagoas

1988
LEMBRANÇAS
Ainda sinto muitas saudades da Chácara. Mesmo sabendo dos obstáculos que tinha para mantê-la mesmo assim eu tinha a alegria de ter todas as semanas muita gente perto de nós. Desinteressadas ou não o importante a que sempre tínhamos a casa cheia me proporcionando muitas alegrias por ver meus filhos, netos e amigos sempre junto de nós.
As fotos abaixo demonstram o que falo.


CARNAVAL

A minha Vila Isabel surpreende com um desfile sem brilho e materiais brilhantes, mas inegavelmente bonitos e com muita garra. A escola conseguiu seu primeiro titulo com o enredo “Kizomba a Festa da Raça”

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Ano em que Roraima deixou de ser um território brasileiro e virou Estado.
• Ano em que o Amapá deixou de ser um território Brasileiro e virou Estado.
• Ano em que o estado do Tocantins foi criado.
• Ayrton Senna vence seu primeiro campeonato de Fórmula 1.
• A Santa Sé autorizou os primeiros testes de datação radiométrica ao sudário de Turim; os resultados indicam idades no intervalo 1260-1390, o que não chega a provar que a relíquia é falsa, pois o objeto sobreviveu a vários incêndios, o que altera o efeito do método.
• O Esporte Clube Bahia conquista seu único título de Campeão Brasileiro.
• 9 de Janeiro - Aprovação do regimento do CEFET-MG, pela portaria 003.
• 23 de Maio - A tailandesa Porntip Nakhirunkanok é eleita Miss Universo.
• 2 de Julho - Foi lançado o terceiro álbum da apresentadora Xuxa Meneghel, intitulado Xou da Xuxa 3. O disco traz inúmeros sucessos como Ilariê, Dança da Xuxa, Brincar de Índio, Arco-Íris, Abecedário da Xuxa e Bombom. O disco entrou para o Guinness Book em 1993 por ter vendido 3,3 milhões de cópias. E até 2002 vendeu 7,6 milhões de cópias.
• 29 de Setembro - um desempregado brasileiro seqüestra um Boeing 737, em protesto contra a política recessiva do então presidente José Sarney, mata o co-piloto e afirma que pretende jogar o avião sobre o Palácio do Planalto. É morto ao pousar em Goiânia.
• 28 de Junho - Consistório presidido pelo Papa João Paulo II, criou 25 cardeais, dentre os quais os brasileiros José Freire Falcão e Lucas Moreira Neves e o moçambicano José Maria dos Santos, OFM.
• Lançamento do quinto disco do grupo Secos e Molhados, A Volta do Gato Preto.
• 5 de Outubro - Promulgada a atual Constituição brasileira, também chamada Constituição Cidadã.
• 4 de Novembro - A atriz Letícia Spiller faz sua estréia na TV como a Paquita Pituxa Pastel no programa Xou da Xuxa. Ela ocupou o lugar deixado por Louise Wischermann em setembro do mesmo ano.
• Marisa Monte lança seu primeiro disco.
• 22 de setembro: fundação do GRES Acadêmicos do Grande Rio.

NASCIMENTOS
• 4 de Julho - Angelique Boyer, atriz que nasceu na cidade francesa de Jura e faz a personagem Viki (Vico), na novela Rebelde

FALECIMENTOS
• 13 de Fevereiro - Radamés Gnattali, músico instrumentista e compositor brasileiro.
• 25 de Abril - Lygia Clark, escultora e pintora brasileira.
• 8 de Maio - Andy Gibb cantor da banda americana Bee Gees.
• 28 de Maio - Alfredo Volpi, pintor ítalo-brasileiro.
• 29 de Junho - Clóvis Graciano, pintor, desenhista, cenógrafo, gravador e ilustrador brasileiro.
• 30 de Junho - Chacrinha, radialista e apresentador de televisão brasileiro.

PERSONAGENS DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sra. Edith Tanus Lopes – Professora
Nasceu no dia 24 de Novembro de 1922 em Curvelo/MG
Faleceu em 1988 em Sete Lagoas.
• Sra. Maria Campelo
Nasceu no dia 4 de Abril de 1903 em Santana de Pirapama/MG
Faleceu no dia 28 de Janeiro em Sete Lagoas
• Sr. Cirilo Manoel D`Oliveira
Nasceu no dia 28 de Março de 1900 em Belo Horizonte/MG
Faleceu no dia 4 de Novembro em Sete Lagoas

1989

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Sr. Sergio Emilio Brant de Vasconcelos Costa
Vice Prefeito Sr. Marcelo Nogueira Martins
Neste período de governo de Sergio Emilio, muito colaborei com o mesmo. Seu Secretario de Governo Cristiano era muito amigo e sempre procurava-me para que eu desse sugestões.

ECONOMIA

A desvalorização do cruzado levou a criação do cruzado novo, com valor mil vezes maior.

LEMBRANÇAS

No dia 12 de julho nasceu meu neto Rafael filho de Frank e Iara.
No dia 20 de Outubro nascia minha neta Elaininha, filha de Ciomara com o Carlinhos.
Fotos de Thiago e Tatiane


CARNAVAL

Os especialistas se animaram. Os sambas-enredo sem jeito de marchinha foram os vencedores neste ano assim como no anterior. Mas a maior surpresa não foi da campeã, a Imperatriz com seu enredo “Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós”. O maior impacto foi pela Beija-Flor. A Cúria Metropolitana do Rio de Janeiro soube que a escola traria o Cristo Redentor de abre-alas no enredo “Ratos e Urubus, larguem minha fantasia”. O arcebispo conseguiu que a justiça proibisse a alegoria de ser mostrada. No dia do desfile, Joãozinho Trinta apresentou o Cristo coberto em plástico e com uma faixa: “Mesmo proibido, olhai por nós”. Embaixo dele uma gigantesca ala de mendigos num tema que abordava o lixo e o luxo da vida brasileira.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 5 de Março - Sai o quinto álbum da cantora norte-americana Madonna intitulado "Like A Prayer".
• Protestos estudantis na República Popular da China.
• 23 de Maio - A holandesa Angela Visser é eleita Miss Universo.
• 4 de Junho - Exército chinês reprime protestos estudantis.
• 5 de Junho - Um misterioso estudante chinês pára na frente de diversos tanques de guerra até ser puxado.
• 9 de Novembro - Queda do Muro de Berlim.
• 25 de Agosto - Chegada da Voyager 2 a Neptuno
• Eleito Fernando Collor de Mello, no Brasil.

NASCIMENTOS

FALECIMENTOS
• 7 de Janeiro - Hirohito, Imperador do Japão.
• 23 de Janeiro - Salvador Dali, pintor espanhol.
• 28 de Fevereiro - Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira, lexicógrafo, filólogo e ensaísta brasileiro.
• 20 de Março - Dina Sfat, atriz brasileira.
• 7 de Junho
• Paulo Leminski, poeta e escritor brasileiro.
• Nara Leão, cantora brasileira.
• Francisco Sacco Landi (Chico Landi), piloto de automobilismo brasileiro.
• 11 de Julho - Laurence Olivier. (Ator dos filmes Gordo e o Magro)
• 2 de Agosto - Luiz Gonzaga do Nascimento (Luiz Gonzaga), músico brasileiro, "conhecido como o "rei do baião".
• 21 de Agosto - Raul Seixas, cantor e compositor brasileiro de rock
• 6 de Outubro - Bette Davis, atriz estado-unidense
• 24 de Outubro - Jerzy Kukuczka, montanhista polonês, segundo homem a escalar todas as montanhas com mais de 8000 metros do mundo.
• 28 de Outubro - Líbero Miguel, ator, diretor e dublador brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Dr. Genésio Cadorna Cairo – Engenheiro
Nasceu no dia 21 de Outubro de 1917
Faleceu no dia 10 de Outubro em Sete Lagoas
• Dr. Euclides Marques Andrade (Quidinho) – Advogado
Nasceu no dia 22 de Julho de 1916 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 17 de Dezembro em Belo Horizonte
• Sr. Manoel Clemente Júnior – (Manoelito)
Nasceu no dia 23 de Julho de 1908 em Belo Horizonte/MG
Faleceu no dia 12 de Junho em Sete Lagoas

1990

FUTEBOL

As equipes da Argentina e Alemanha disputaram mais uma final, a da XIV Copa do Mundo, na Itália. Dessa vez, no entanto, a vitória coube a Alemanha, que venceu por 1 X 0 e conquistou o torneio pela terceira vez. A equipe do Brasil foi derrotada pela Argentina por 1 X 0 nas oitavas-de-final.

CARNAVAL

A Mocidade Independente conta um enredo sobre membros ilustres da sua historia como Mestre André, diretor que fez a fama da bateria da escola, o puxador Ney Vianna e o carnavalesco Fernando Pinto. A escola vende o carnaval ao apresentar este enredo que denominou “ Vira, virou, a Mocidade chegou”.

LEMBRANÇAS

A Convenção do Lions este ano foi realizada em Águas de Lindóia.


Neste ano resolvi pedir demissão do quadro do Lions Sete Lagoas. Os desentendimentos dentro do clube eram grandes e principalmente por que eu já não enxergava mais nos companheiros o espírito de leonismo e sim de esnobação social. As campanhas eram organizadas mais com objetivos socialites do que filantrópicos. Gastava muito mais com o luxo e largavam-se os objetivos maiores de lado. Logo pude observar que os grupinhos eram formados para se obter benesses financeiras e as reuniões de companheirismo acabaram por ser reuniões de fofocas e desentendimentos.
No dia 18 de Março morre no Rio de Janeiro Mauro Faccio Gonçalves o “Trapalhão Zacarias” que durante anos enalteceu o nome de Sete Lagoas para o Brasil e para o Mundo. Seu enterro levou milhares de pessoas as rua de Sete Lagoas e a policia, temendo tumultos, teve que interditar o cemitério por causa do numero de pessoas que queriam apresentar suas despedidas ao ator.

Nesta foto Mauro aparece caracterizado de Zacarias dos trapalhões junto com Didi e admiradores.
POLITICA

No dia 15 de março assume a Presidência da Republica pelo voto popular o Sr. Fernando Collor de Melo.

ECONOMIA

O governo confisca a poupança e aplicação dos brasileiros e o cruzado volta a chamar-se cruzeiro.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 15 de Fevereiro - Cimeira de Cartagena para o combate conjunto ao tráfico de droga pelos EUA, Colômbia, Peru e Bolívia.
• 15 de março - Fernando Collor de Mello assume a Presidência da República no Brasil.
• 13 de Abril - Madonna sai novamente em sua terceira turnê a Blond Ambition Tour por 10 países: Japão, Estados Unidos, Canadá, Suécia, Inglaterra, Itália, Holanda, Alemanha, Espanha e França.
• 15 de Abril - A norueguesa Mona Grudt é eleita Miss Universo.
• 24 de Abril - O Telescópio Espacial Hubble é lançado para o espaço.
• O Brasil passa a transmitir a MTV.
• É criado o avião MD-11.
• 2 de agosto - O Iraque invade o Kuwait.
• 28 de agosto - O Kuwait é anexado ao Iraque como província.
• 19 de Setembro — Outorgada a Lei Orgânica da Saúde, que criou no Brasil o Sistema Único de Saúde (SUS).
• 15 de Novembro: Eleição histórica: a primeira de Brasília. Joaquim Roriz (Joaquim Domingos Roriz) eleito Governador do Distrito Federal e Márcia Kubitscheck Vice-governadora.
• 22 de Dezembro - Lech Wałęsa é eleito presidente da Polônia.
Carnaval
• O GRES Mocidade Independente de Padre Miguel vence o carnaval carioca com o enredo "Vira virou, a Mocidade chegou", do carnavalesco Renato Lage.

NASCIMENTOS

FALECIMENTOS
• 7 de Março - Luis Carlos Prestes, líder comunista brasileiro. Responsável pelos movimentos Coluna Prestes e Intentona Comunista.
• 18 de Março - Mauro Faccio Gonçalves, ator brasileiro,famoso por ter interpretado Zacarias em Os Trapalhões.
• 7 de Julho - Cazuza, cantor e compositor brasileiro.
• 10 de Novembro - Mário Schenberg, físico, político e crítico de arte brasileiro.
• 23 de Novembro
• Caio Prado Júnior, historiador, geógrafo, escritor, político e editor brasileiro.
• Líbero Miguel, ator e dublador brasileiro.
• ? - René Ribeiro, médico, antropólogo e professor brasileiro.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sr. Geraldo Nicolau da Silva – Marceneiro e Músico
Nasceu no dia 18 de Setembro de 1908 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 27 de Maio em Sete Lagoas
• Mauro Faccio Gonçalves (Zacarias) - Ator
Nasceu no dia 18 de Janeiro de 1934 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 18 de Março no Rio de Janeiro – Sepultado em Sete Lagoas
• Adonay Pires de Oliveira (Neguinho)
Nasceu no dia 11 de Fevereiro de 1922
Faleceu no dia 31 de Outubro em Sete Lagoas
• Alípio Maciel de Oliveira – Comerciante – Ex Vice Prefeito
Nasceu no dia 7 de Maio de 1905 em Viçosa/MG
Faleceu no mês de Maio em Sete Lagoas
• Sra. Maria Xavier Ramos – D. Branca
Nasceu no dia 11 de Fevereiro de 1925 na Fazenda da Fábrica/Piqui/MG.
Faleceu no dia 23 de maio em Sete Lagoas
• Dr. José Arnaldo Gonçalves de Oliveira – Advogado
Nasceu no dia 20 de Março de 1925 em Bocaiúva/MG
Faleceu no dia 4 de Setembro em Sete Lagoas
• Sr. Sebastião de Paula Silva
Nasceu no dia 18 de Março de 1942 no Morro da Garça/Curvelo/MG
Faleceu no dia 28 de Novembro em Sete Lagoas

1991

LEMBRANÇAS

Fui um ferrenho colaborador do Prefeito Mucio e sempre estive a seu lado desinteressadamente. Muito o ajudamos em sua campanha tanto eu como meu filho Frank que tinha sido candidato a Vereador e conquistado uma boa quantidade de votos.

CARNAVAL

Mocidade e Beija-Flor instituem o computador para organizar o desfile. A Mangueira escapa por pouco de um vexame, acabando o carnaval em 12º lugar. A Mocidade Independente se sagra campeã com o enredo “ Chuê, chuá, as águas vão rolar”.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Lançada comercialmente a soja geneticamente modificada.
• Carnaval - O GRES Mocidade Independente de Padre Miguel conquista o bi-campeonato do carnaval carioca com o enredo "Chuê chuá, as águas vão rolar", do carnavalesco Renato Lage.
• Carnaval - Primeiro desfile do Bloco das Carmelitas, em Santa Teresa, bairro do Rio de Janeiro.
• 18 de Janeiro - Início da Primeira Guerra do Golfo.
• 8 de Fevereiro - Assinado o acordo de exploração do petróleo no Mar de Timor, Timor Gap, pelos governos da Indonésia e da Austrália.
• 23 de Fevereiro - Guerra do Golfo: Após um mês de campanha aérea, as forças aliadas lançam uma ofensiva terrestre contra o exército do Iraque.
• 25 de Fevereiro - Os países do Pacto de Varsóvia aprovam a dissolução da organização militar criada em 1955, em resposta à NATO.
• - Guerra do Golfo: Um missil Scud iraquiano atinge uma base militar americana em Dharan na Arábia Saudita matando 28 fuzileiros norte-americanos.
• 28 de fevereiro - Fim da Guerra do Golfo.
• 31 de Março - Dissolução do Pacto de Varsóvia.
• 2 de Abril - A apresentadora infantil Xuxa Meneghel apresenta o programa internacional, El Show de Xuxa em 17 paises de língua espanhola, e o programa é gravado na Argentina.
• 17 de Maio - A mexicana Lupita Jones é eleita Miss Universo.
• 2 de Junho - Chega mundialmente nos cinemas o documentário/musical de grande sucesso "Na Cama Com Madonna", que trás cenas dos musicais e dos bastidores da sua turne premiada a "Blond Ambition Tour" de 1990. Mais de 20 milhoes de telespectadores nos cinemas do mundo todo.
• 19 de Julho - Aníbal Cavaco Silva consegue a re-eleição para primeiro-ministro de Portugal com nova maioria absoluta.
• 12 de Agosto - É lançado o álbum Metallica (conhecido também como The Black Álbum ou O Álbum Preto) da banda Metallica.
• 30 de Agosto - Independência do Azerbaijão.
• 17 de Setembro - Guns NRoses lança simultaneamente os álbuns Use Your Illusion I e II,e decolam para a liderança das paradas da musica mundial
• 27 de Outubro - Holambra reconhecida como município.
• 28 de Novembro - Independência da Ossétia do Sul.
• 26 de Dezembro - O Soviete Supremo dissolve a URSS.
• 31 de Dezembro - A URSS deixa de existir.
• Criada a Fundação Mário Soares.
• Jogos Panamericanos em Havana, Cuba.
• Lançamento do disco loco live, da banda Ramones.
• O grupo REM lança o álbum Out Of Time que seria o de maior sucesso do ano de 1991, com Losing My Religion sendo a primeira da Billboard.
• Dezembro- Lançado simultaneamente, os dois álbuns Use Your Ilusion I e II ,do Grupo Guns N´ Roses. A primeira banda a lançar dois álbuns num mesmo dia e colocá-los no topo da revista Bilboard.

• NASCIMENTOS
• 10 de Junho - Francisco Dias
• 2 de outubro - Cassiano Prado de Melo

FALECIMENTOS
• 15 de abril - Dante Milano, poeta brasileiro.
• 29 de abril - Gonzaguinha, Cantor e compositor brasileiro.
• 24 de novembro - Freddie Mercury, vocalista da banda inglesa Queen.
• 26 de novembro - Dom Alberto Gaudêncio Ramos, bispo católico brasileiro.

PERSONALIDADES DA CIDADE FALECIDAS NO ANO
• Sr. Divino Alves Padrão – Economista
Nasceu no dia 1 de junho de 1935 em Fortuna de Minas/MG
Faleceu no dia 21 de Dezembro em Sete Lagoas
• Sr. Sebastião Silva – Vice Prefeito
Nasceu no dia 20 de Janeiro de 1916 em Jequitibá/MG
Faleceu no dia 2 de Junho em Sete Lagoas
• Sr. José Candido da Mata
Nasceu no dia 10 de Maio de 1930 em Cordisburgo/MG
Faleceu no dia 23 de Novembro em Sete Lagoas

1992

LEMBRANÇAS
Em Janeiro deste ano faleceu minha avo Cristina aos 103 anos. Até seus 100 anos ela era lúcida e gostava de contar seus casos da juventude. Poucos meses antes de morrer ela começou a ter lapsos de memória e chamava minha tia Helena de mãe, pois era esta minha tia que dela cuidava.
Neste ano fomos homenageados pelos 10 anos de serviços prestados ao Leonismo.

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Dr. Múcio José Reis Junior
Vice Prefeito Dr. Leone Maciel Fonseca

Neste ano o Prefeito Mucio Reis, depois de entrarmos em entendimento pediu-me para doar o prédio onde já funcionava a Escola Narizinho o que foi prontamente por mim atendido. Em nossos entendimentos o Prefeito Múcio acordou que somente me indenizaria pelos dois lotes e pagou-me somente a importância de R$ 8.000,00.
No governo de Mucio eu estava presente em todas as reuniões de gabinete a convite do mesmo. Meu filho Frank, tinha sido candidato a vereador e muito ajudou em sua eleição. No ultimo ano de seu mandato ele convidou o Frank para ser seu Secretario de Obras, mas o Sr. Silvério dona da Silcar, convenceu ao Frank que ele não deveria deixá-lo.
No dia 02 de Outubro foi afastado do poder pelo Congresso acusado de corrupção o Sr. Fernando Collor.
Neste ano a turma do Café da Manha estava mais unida que nunca. A foto abaixo foi tirada durante a campanha de Mucio Reis.

Na parte de traz da esquerda para a direita: Waldir, Carlos Cafran, Dinho, Bicicleta, Calango e Carlão.
Na frente também da esquerda para a direita: Sergio Paiva, Afonso Guimarães, João Senna, Culego, e Eu.

CARNAVAL

A liga começa a brigar com a RioTur para assumir totalmente a organização do desfile. Coma ma RioTor não concordou, as escolas ameaçaram não desfilar na Marques de Sapucaí. Mas o acordo acabou sendo feito. A Estácio de Sá, com o enredo sobre os 70 anos da Semana de Arte Moderna (de 1922) venceu seu primeiro carnaval, tirando da Mocidade a chance do tricampeonato. O desfile teve dois fatos marcantes: um foi o incêndio em um carro da Viradouro que fez a escola praticamente ficar presa ma pista. O carro foi totalmente destruído e a escola acabou perdendo a chance de boa colocação com um enredo sobre os ciganos. Depois dela passou pela avenida um modelo completamente nu na Beija-Flor. O rapaz disse que o tapa-sexo caiu. Mas a comissão de carnaval acabou punindo a escola, uma vez que o regulamento proíbe a “genitália desnuda”.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 23 de Fevereiro - António Guterres é eleito secretário-geral do Partido socialista, no X Congresso do partido.
• 1 de Março - Bósnia-Herzegovina se torna independente.
• 8 de Maio - A namibiana Michelle McLean é eleita Miss Universo.
• 25 de julho - Abertura dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992 em Barcelona.
• 4 de outubro - Assinado em Roma o Acordo Geral de Paz, entre o governo de Moçambique e a RENAMO, que pôs fim a 16 anos de guerra.
• 1 de Setembro - Barbosa Lima Sobrinho entrega à Câmara dos Deputados o pedido de impeachment contra o presidente Collor.
• 12 de outubro - Grandes comemorações do aniversário de 500 anos da Descoberta da América por, Cristóvão Colombo.
• 10 de dezembro - A banda Guns NRoses se apresentam para 120 mil pessoas em São Paulo
• 29 de dezembro - Fernando Collor de Mello é afastado da Presidência do Brasil após processo de impeachment.
• Rio 92 - Grande conferência mundial sobre o meio ambiente realizada no Rio de Janeiro.
• Organização Mundial da Saúde deixa de considerar a homossexualidade como doença.
• Chacina na Casa de Detenção do Carandiru, em São Paulo. A Polícia Militar, com permissão do então governador do estado Luiz Antonio Fleury, invadiu o pavilhão 9 e agiu criminosamente para controlar uma rebelião. Os números oficiais de 111 mortos são contestados.
• Nigel Mansell vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• Criação do CEFET-MG Uned/Araxá.
• Flamengo conquista seu 5° título do Campeonato Brasileiro ganhando do Botafogo no primeiro jogo por 3 a 0 e no segundo por 4 a 2
• A República Popular de Angola converte-se em Republica de Angola
• O São Paulo FC é campeão pela primeira vez da Taça Libertadores da América e do Mundial interclubes Internacional/RS, é conquista copa do Brasil,
• 3 de Novembro Madonna faz duas apresentações no Brasil em São Paulo e Rio de Janeiro com a turnê The Girlie Show A tour teve o objetivo de promover o álbum "Erótica" e o filme "Corpo em Evidência".
• 31 de Dezembro Vai ao ar pela TV Globo o último programa Xou da Xuxa.
Carnaval
• O GRES Estácio de Sá vence o carnaval carioca com o enredo "Paulicéia desvairada, 70 anos de modernismo", dos carnavalescos Chico Spinoza e Mário Monteiro; A surpresa fica por conta da comissão de frente, sobre pernas-de-pau.
• A carnavalesca Rosa Magalhães assume o carnaval da Imperatriz Leopoldinense.

NASCIMENTOS
Não houve nascimentos a se destacar.

FALECIMENTOS
• 16 de Fevereiro - Jânio Quadros, político brasileiro e Ex Presidente do Brasil.
• 26 de Fevereiro - Older Cazarré, ator e dublador brasileiro, vítima de uma bala perdida enquanto dormia.
• 7 de março - Paulo Machado de Carvalho, advogado, radialista e empresário brasileiro.
• 20 de Março - Lina Bo Bardi, arquiteta ítalo-brasileira.
• 8 de Abril - Daniel Bovet, Nobel de Medicina.
• 2 de Setembro - Gastão Malta, dublador brasileiro.
• 12 de setembro - Viriato Ferreira, figurinista e carnavalesco brasileiro.
• 5 de Outubro - Fúlvio Penacchi, artista plástico ítalo-brasileiro.
• 12 de Outubro - Ulysses Guimarães, político brasileiro.
• 28 de Dezembro - Daniela Perez, atriz brasileira.

PERSONALIDADES DE SETE LAGOAS FALECIDAS NO ANO
• Sra. Maria Augusta Pontes Lanza – Maria Pontes (Lia)
Nasceu no dia 6 de Outubro de 1912 em Fortuna de Minas/MG
Faleceu no dia 10 de Janeiro em acidente automobilístico
• Sr. Múcio José Reis
Nasceu no dia 29 de Abril de 1924 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 12 de Maio em acidente em Sete Lagoas

1993

ECONOMIA

A desvalorização do cruzeiro levou a criação do cruzeiro real, com valor mil vezes maior.

CARNAVAL

A Justiça condena 13 grandes bicheiros do Rio de Janeiro por formação de quadrilha. Durante o ano foi debatido se as escolas conseguiriam sobreviver sem a ajuda dos seus patronos.
O Samba –enredo do Salgueiro “Peguei um Ita no Norte” se tornou o grande sucesso do carnaval, sendo cantado por toda a avenida. A escola vence o carnaval e interrompe um jejum de 18 anos de vida.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• A Chacina da Candelária, no Rio de Janeiro, deixa 7 pessoas mortas.
• 1 de Janeiro - Checoslováquia dividiu-se, dando origem à República Checa e à Eslováquia.
• Janeiro - Nos EUA, término da saga A Morte do Super-Homem com a morte do Super-Homem.
• 25 de Fevereiro - Kim Yong-Sam é eleito Presidente da Coréia do Sul, o primeiro civil a ocupar o cargo.
• 26 de Fevereiro - Primeiro atentado terrorista contra as torres do World Trade Center, em Nova York. Seis mortos e dezenas de feridos.
• É lançado o álbum 23, do cantor Jorge Ben Jor
• Lançamento do álbum Músicas Calmas Para Pessoas Nervosas, da banda Ira
• 19 de Abril - Tentativa de invasão do FBI ao rancho da seita de David Koresh termina em tragédia, em Waco, Texas.
• 21 de Maio - A porto-riquenha Dayanara Torres é eleita Miss Universo.
• 12 de Junho - A Sociedade Esportiva Palmeiras é Campeã Paulista depois de 17 anos.
• Junho - Na revista norte-americana Adventures of Superman #500 apareciam 4 histórias curtas como preâmbulos para o aparecimento de 4 personagens que acreditavam ser – ou que outros acreditavam ser – o Super-Homem regressado do túmulo, incluindo o Superboy e o Aço.
• Lançado o álbum Elemental do grupo Tears for Fears
• 1 de agosto - A moeda brasileira passa a chamar Cruzeiro Real (1000 cruzeiros = 1 cruzeiro real)
• É lançado o álbum Zooropa, da banda U2
• Lançado o álbum The Spaghetti Incident? do grupo Guns N Roses.
• É lançado o álbum The Wedding Album da banda Duran Duran
• 16 de Setembro - Primeira transmissão (original) nos EUA, na NBC, da série de televisão Frasier.
• 26 de Setembro - Entra em órbita o PoSAT-1, primeiro satélite português
• Fundação da Associação DeMolay Alumni
• Lançado o álbum O Descobrimento do Brasil da banda Legião Urbana
• Lançado o álbum Face the Heat da banda Scorpions
• Lançamento do album Everybody Else Is Doing It, So Why Cant We? da banda The Cranberries
• Dezembro - Congresso Extraordinário da União Democrática Timorense, partido político de Timor-Leste, no qual se procedeu a uma grande reestruturação interna. Realizado no exílio, em Lisboa.
• Dezembro - Nasce o card game Magic the Gthering de Richad Gaterfield
Carnaval
• O GRES Acadêmicos do Salgueiro conquista o Carnaval do Rio de Janeiro após desfile emocionante no Sambódromo com o enredo "Peguei um Ita no Norte", do carnavalesco Mário Borrielo.
Esporte
• 28 de março - Ayrton Senna vence pela 2ª vez o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.
• 3 de junho - O Cruzeiro vence o Grêmio por 2 a 1 e conquista a sua primeira Copa do Brasil.
• 12 de junho - Palmeiras torna-se campeão paulista, após 16 anos, ao vencer o Corinthians, no Morumbi, por 4 X 0.
• 19 de dezembro - Palmeiras torna-se campeão brasileiro ao vencer o Vitória, no Morumbi, por 2 X 0.
• O São Paulo FC ganha pela 2ª vez a Taça Libertadores da América e o Mundial Interclubes.
• Alain Prost vence seu quarto título na Fórmula 1.
• Nelson Piquet volta a correr em Indianápolis, na Fórmula Indy, um ano depois do acidente que quase o matou. Corrida que foi ganha por Emerson Fittipaldi.

NASCIMENTOS
Nada a relatar
FALECIMENTOS
• 15 de Fevereiro - Milton Moraes, ator brasileiro.
• 19 de Fevereiro - Carlos Augusto Strazzer, ator brasileiro.
• 25 de Abril - Geraldo Del Rey, ator brasileiro.
• 2 de Maio - Armando Bógus, ator brasileiro.
• 13 de Setembro - Austregésilo de Athayde, jornalista e escritor brasileiro.

PERSONALIDADES DA CIDADE FALECIDAS NO ANO
• Sra. Arlinda Fraga de Morais – D. Arlinda Parteira
Nasceu no dia 1 de julho de 1904 em Piedade de Minas Gerais/MG
Faleceu no dia 18 de Maio em Sete Lagoas
• Prof. Marcos Valentino Lanza (Prof. Marquinho ou Valentino)
Nasceu no dia 22 de Março de 1935 em Sete Lagoas
Faleceu no dia 24 de Fevereiro em Sete Lagoas
• Monsenhor Flávio Antonini D`Amato
Nasceu no dia 24 de Março de 1909 em Passagem de Mariana/MG
Faleceu no dia 3 de Fevereiro em Sete Lagoas

1994

FUTEBOL

BRASIL E TETRA na XV Copa do Mundo que foi disputada no Estados Unidos, deu ao Brasil, comandado por Carlos Alberto Parreira, o primeiro tetracampeonato mundial. O evento teve audiência recorde: pela televisão, 33 bilhões de espectadores assistiram aos 52 jogos, enquanto 3,5 milhões de torcedores compareceram aos estádios. Pela primeira vez na historia da competição o resultado da partida final foi definido por pênaltis. Brasil e Itália empataram em 0 X 0 no tempo regulamentar e na prorrogação. Na cobrança de pênaltis, o Brasil venceu por 5 a 3 e sagrou-se campeão.

CARNAVAL

Quando todos esperavam que o titulo do ano fosse ser defendido entre Salgueiro, Portela, Beija-Flor ou Mangueira, que empolgaram a platéia, venceu a Imperatriz com um desfile considerado técnico pelos comentaristas mas não empolgou o publico. Depois de aberto os envelopes dos jurados a Imperatriz ficou conhecida como a “escola de resultados”. Ficou provado que o esquema empresarial das escolas podia sustentar as escolas.

ECONOMIA

A desvalorização do cruzeiro real levou a criação do real com valor 2.750 vezes maior.

HISTORIA

Faz parte de nossa historia as alegrias que nos deu este esportista Ayrton Senna por isso estou incluindo esta matéria de Flavio Gomes que retrata a dor de quem estava em Imola naquela manhã de Junho de 1994.
ÍMOLA 94
Texto de Flavio Gomes publicado no livro AYRTON SENNA, O HERÓI DA MÍDIA, de Paulo Scarduelli, escrito em fevereiro de 1995, nove meses após a morte do piloto brasileiro.


Senna à frente de Schumacher no
GP de San Marino de 1994.
Há nove meses ensaio a abertura deste texto. Por uma série de circunstâncias eu, o enviado especial do maior jornal do país que estava lá, em Imola, naquele dia, nunca escrevi sobre a morte de Ayrton Senna. De certa forma, sou um privilegiado. Não caí na vala comum. Não elaborei teorias. Não filosofei em público. Fui demitido antes. Estou isento. Ninguém pode me acusar de omissão.
È morto, assim imaginei a primeira frase. Abrir com aspas, desde que seja uma declaração forte, importante, decisiva. É o que ensinam alguns manuais de redação.
È morto. Estávamos parados na fila do pedágio, na entrada de Bolonha, no carro que eu aluguei. Um Fiat Punto vinho metálico, sem rádio. Eu dirigia. Ao meu lado, Mario Andrada e Silva, do Jornal do Brasil.
Meu partner, o cara que começou no jornalismo comigo, na Folha, em 88. Eu editor-assistente, ele um ex-economista que resolveu virar jornalista, o sujeito que mais conhece Fórmula 1 no Brasil. Foi meu repórter, eu editor, depois trocamos as funções, mais adiante viramos concorrentes.
È morto. Sem rádio no carro, eu e o Mario vivíamos momentos de uma agonia indescritível. Saímos de Imola logo depois da corrida, direto para o Hospital Maggiore de Bolonha. No meio de um congestionamento monstruoso, a falta de notícias dava nos nervos. Sabíamos que ele ia morrer, arriscávamos até que já estava morto quando entrou naquele helicóptero. Mario dormiu no caminho.
Era seu jeito de enfrentar a tensão. Eu, agitado, procurava algum jeito de fugir daquele mar de carros. Não dava.
No pedágio, pedi a ele que perguntasse ao carinha do carro ao lado se havia alguma notícia sobre Senna. È morto, respondeu o rapaz. Eram quase sete da noite. Comecei a tremer. Enquanto pegava as moedas no console, repetia puta que pariu, puta que pariu, puta que pariu.
É horrível admitir que minha primeira reação tinha a ver com o que me esperava nas próximas horas.
De uma maneira ridícula, esqueci qualquer tipo de sentimento para me envolver com a cobertura. Não me venham com o papo furado de que fiz o que qualquer bom jornalista teria que fazer. É balela. Preferia ter chorado. Puta que pariu, puta que pariu. A gente não sabia onde ficava o Maggiore. Seguimos as placas e achamos. Descemos do carro correndo, como se fosse possível registrar os últimos suspiros do Ayrton, como se ele estivesse nos esperando para morrer.
Não gosto de lembrar, e provavelmente vou rechear estas linhas de clichês, coisas como parece que foi ontem. Mas parece mesmo. É indiscutível que essa foi a cobertura da minha vida, que jamais vou passar por coisa parecida. Por isso é natural lembrar de tantos detalhes com tamanha precisão. Fiz questão de guardá-los. Senti que poderia ser a última corrida da minha vida. Era preciso preservá-la.
Imola, sábado à noite. Saio do autódromo com uma sensação esquisita. Nunca tinha visto ninguém morrer ao vivo, perto de mim. Dou carona a uma jornalista alemã, Karen, que estava hospedada num hotel ao lado do nosso, em Rio lo Terme -uma cidadezinha a 15 km do circuito. Ela chorava feito doida. Ratzenberger era seu amigo. Karen se envolvia demais com os pilotos. No caminho, exercitando um desconhecido inglês sentimental, tentava estancar aquela choradeira com as bobagens de sempre: acontece, esse negócio é perigoso, a Fórmula 1 precisa rever seus conceitos, calma, a gente tá vivo ainda, porra.
Não saímos para jantar. Estávamos no quarto eu, Mario e o Marcelo DAngelo, da Rádio Eldorado. No mesmo andar, Lemyr Martins e Alex Ruffo, da Quatro Rodas. Cansados, fomos direto para a cama. O fim-de-semana vinha sendo desgastante. Na sexta, o acidente de Rubinho. Para piorar, um furgão da Williams atropelou a mala onde eu levava meu computador, na saída do autódromo. Foi uma aventura fazê-lo funcionar à noite. No sábado, morre um cara. Chega. Acaba logo antes que piore.
Como sempre, eu, Mario e Marcelo acordamos tarde no domingo. Um capuccino urgente e pista.
Duas horas antes da largada, cada um em seu posto. Os dois na cabine da Eldorado. Eu, na da Jovem Pan, onde era comentarista. Em Imola, as cabines de rádio ficam em containeres sobre o terraço do edifício dos boxes. No andar logo abaixo fica a sala de imprensa. É muito ruim para transmitir. Locutores e comentaristas só têm à disposição dois monitores: um com as imagens da TV e outro com os tempos. O ar-condicionado não funciona direito e não há janelas.


Imagem da câmera on-board da Williams de Senna, segundos antes do impacto.
Logo na largada, uma batida feia de Pedro Lamy em J.J. Lehto. Um sinal, talvez. Quando Ayrton bateu, berrei Senna no microfone. Apesar dos precedentes, não era para morrer. Caramba, o cara mexeu a cabeça Não, não ia morrer. Mas percebi que havia algo de errado quando os comissários de pista chegaram ao carro e se mantiveram à distância. A partir daquele momento, a correria atrás de informações era frenética. Eram 9h13 quando Senna bateu na Tamburello. Subi e desci as escadas atrás de notícias uma dezena de vezes. Na segunda, terceira, sei lá, passei pela cabine da Globo.
Galvão Bueno me perguntou se eu sabia de alguma coisa. Idiota, respondi que a corrida iria recomeçar, como se aquela fosse a informação mais importante do momento. Eu quero saber se ele está vivo, porra, me disse o Galvão. Foi até gentil demais.
Soube que Ayrton estava morto ainda no autódromo, pelas informações que chegavam de Bolonha. Tivera paradas respiratórias e morte cerebral. A corrida não tinha terminado, e relutei em matar Senna antes da hora, no ar. No corre-corre, entre a cabine e a sala de imprensa, liguei para a redação do jornal. Não havia ninguém. Só consegui falar com meu editor por volta das 11h, horário de Brasília, no final do GP. Pode se preparar para o pior, disse. O cara morreu. Ouvi, do outro lado da linha, que iríamos fazer um caderno de oito páginas. Ok, ok, estou indo para o hospital.
È morto. Quando entrei no saguão do Maggiore, a primeira pessoa que vi foi o Luiz Roberto, da Rádio Globo/CBN, de São Paulo. Com um celular, me colocou no ar, ao vivo. Não sabia direito o que dizer. Fazia meia hora que Senna tinha morrido e eu ainda não tinha me dado conta do tamanho da notícia. Procurei ser sensato. Disse que estava chocado e que o Brasil perdera um grande esportista. Muito original. A cabeça estava em outra. Quem ouviu a Adriane? E a família? E a Xuxa? E o presidente? Pela primeira vez, em oito anos de Folha, sentia que a edição fugia do meu controle. Maldito vício, esse de repórter que já foi editor querer editar tudo à distância. À minha esquerda, Nílson César, o locutor da Pan, me chama para uma entrada ao vivo também pelo telefone. No aparelho ao lado, Cândido Garcia, da Bandeirantes, faz o mesmo. Ameaço chorar quando ele se refere ao Mario, seu grande amigo, que disse não sei o quê. Naquele momento, naquele exato momento, caí na real. Percebi que uma fase da minha vida, das nossas vidas, tinha chegado ao fim. Meu grande amigo Mario. Será que voltaríamos a nos ver uma vez a cada 15 dias, cada vez num país diferente, eu filando seu Marlboro Menthol Lights, ele usando meu shampoo?
É gozado esse egoísmo que tomou conta de mim. Pensava na minha vida, na minha carreira, na família que a gente formava e que nunca mais seria a mesma. Fim, fim. Não chorei e fiz um discurso indignado, algo do tipo meu jornal me manda aqui para cobrir um evento esportivo e eu sou obrigado a relatar uma carnificina. Cara, quanta bobagem.
Ficamos no hospital até as 21h30, quando, no 12º andar, vi uma maca passar à minha frente, com um corpo coberto por um lençol. Subi num banco para poder enxergar melhor. Abracei o Galvão. Abracei a Betise, assessora de imprensa do Senna. Não derramei uma lágrima. Precisava falar com o jornal, urgente.
Não havia mais nada a fazer no Maggiore. Tinha a hora da morte, 18h42, o comunicado da médica-chefe do Centro de Reanimação do hospital, vi as pessoas chorando no saguão, sabia o que tinha acontecido com Senna. Voltamos para o autódromo. Era hora de escrever. Jamais havia imaginado que um dia escreveria sobre a morte daquele sujeito. Antes, liguei para o jornal. Temos isso, temos aquilo, temos fulano?, falava, sem parar. Meu editor tentou me tranqüilizar. Se precisar, a gente faz tudo daqui. E reiterou: Nada de emoção nos textos. Fiquei puto. Como, a gente faz tudo daqui? Claro que vou escrever sem emoção Mas quero um espaço para um texto em primeira pessoa. Vamos ver, vamos ver. Quando cheguei de volta a Imola, me informaram que não precisava de texto na primeira pessoa.
Havia poucas pessoas na sala de imprensa. Eu, Mario, Celso Itiberê, de O Globo, a Karen desesperada, alguns ingleses e japoneses. Poucos italianos, já que era 1º de maio e a maioria dos jornais não circulou no dia seguinte. Liguei meu velho Toshiba T1000 e o lead, surpreendentemente, saiu fácil. Tinha usado o ideal no dia anterior: A Fórmula 1 matou ontem o austríaco Roland Ratzenberger... Era bom. Mas decidi escrever o texto mais gelado e despido de emoções da minha vida. Nem precisava. Há certos fatos que falam por si só. Dane-se o que o jornalista pensa. Resolvi usar uma construção inédita do meu repertório: O brasileiro Ayrton Senna da Silva. O brasileiro. Nunca tinha chamado Senna de o brasileiro. O brasileiro Ayrton Senna da Silva, piloto profissional de Fórmula 1, morreu ontem... Ficou legal.
Escrevi rápido. Cinco ou seis matérias. A Williams, a suspensão, o hospital, a pista, essas coisas.
Quando terminei de transmitir tudo, me veio uma sensação horrível de trabalho mal-feito. Aquela coisa de não interferir na edição. Cheguei a escrever um recado emocionado aos colegas da redação que ajudaram naquele dia, que tiveram suas folgas cassadas, que colaboraram na elaboração de um produto bom num episódio tão trágico. Meu drama interior era um só: não fiz nada que os outros não tenham feito. E o resultado da edição do dia seguinte dependia muito mais de quem estava em São Paulo do que de mim. Ninguém nunca leu esse recado, que está guardado num disquete em casa ao lado da caneta que eu usei para minhas anotações naquele domingo. Uma caneta que eu achei na sala de imprensa de Aida, com a ponta mordida. Ninguém leu porque o texto não chegou a ser transmitido. A linha caiu, deu ocupado, sei lá. Desisti.
Os dias seguintes foram piores que o domingo. Na segunda-feira, fomos cedo para o Instituto Médico Legal de Bolonha, sempre eu, Mario e Marcelo. Tinha gente para todos os lados e nenhuma notícia. Às 8h de Brasília, 13h na Itália, falei com meu pauteiro de um telefone público num bar. Não tinha muito a dizer, daria retorno mais tarde, e ele me avisou que alguém na redação queria falar comigo antes de eu desligar. Era uma moça, Cleusa Turra, secretária-assistente de redação. Pensei o pior. Vão querer que eu entreviste o caixão, o muro, essas coisas da Folha. Caí do cavalo. Cleusa queria saber apenas se eu estava legal. Me emocionei pela segunda vez. Não esperava nada muito humano do jornal. Estou legal, respondi.
Foi um dia fraco de notícias, cheio de desencontros e alarmes falsos. A Folha enviara um fotógrafo para Bolonha, o Pisco Del Gaiso, hoje na Placar. Só o vi no IML. Perdemos o contato depois. No fim da tarde, nos transferimos de mala e cuia para o Novotel de Bolonha, onde estava instalado o QG da diplomacia brasileira que iria cuidar da transferência do corpo no dia seguinte. Alguns colegas voltaram ao Brasil na segunda à noite, no mesmo vôo que levou o irmão de Senna, Leonardo. Os que ficaram viraram atração; só eu fui entrevistado por uma rádio italiana e uma TV alemã. À noite, liguei para o jornal. Chegou tudo?, perguntei. Sim, chegou. Eram 22h aqui, 3h de terça-feira lá. Fulana quer falar com você. Era a secretária de redação do jornal, uma figura que raramente me cumprimentava na redação. Vinha bomba, com certeza. Resumo da nossa conversa, um tanto quanto áspera: nossa avaliação (deles) é de que O Globo saiu melhor, blá-blá-blá. E achamos que você deveria ter ido para o hospital na hora do acidente. Por que não foi? Porque achei que não deveria ficar uma hora no escuro, sem informações, sabendo que ele poderia morrer a qualquer momento. Não foi por causa da rádio?, insinuou a secretária. Ali percebi que meus dias na Folha estavam contados. Inventaram uma desculpa para me implodir.
Na terça-feira, irritado com a insinuação da véspera, alguns quilos mais magro (não dava tempo de comer direito e faltava apetite, essa é a verdade), vivi novos momentos de emoção. O corpo embarcou no fim da tarde num avião da Força Aérea Italiana, em Bolonha. Não vi a decolagem. Estava falando com o jornal. Na mesma hora, a maioria dos jornalistas brasileiros embarcou para Paris, de onde voltariam a São Paulo no mesmo vôo do caixão. Me senti só. Ficamos eu e o Mario em Bolonha. O resto foi embora. Foi nessa terça-feira que consegui minha melhor matéria. Uma ex-namorada, de 13 anos antes, quando eu ainda morava no interior, era legista no IML de Bolonha. Consegui encontrá-la. Brigou comigo, depois de tantos anos, porque eu não a procurei antes. Eu te mostrava o corpo, me disse, num português bastante razoável. Foi até meu hotel e me deu uma longa entrevista. Descreveu a cabeça de Senna, contou que colocou uma rosa na sua mão antes de fecharem o caixão, falou sobre os legistas, seus professores. E me revelou que o laudo iria concluir que ele morreu na pista. Foi uma grande matéria. Minha última na Folha, manchete do jornal no dia seguinte, 4 de maio.
Naquela noite, no mesmo horário, três da manhã, liguei para a redação para avisar que estaria voltando no dia seguinte. A secretária de redação queria falar comigo de novo. Dois assuntos: 1) você não pode mais colaborar com a rádio; 2) decidimos que você vai ficar na Itália acompanhando o inquérito. Como acompanhar o inquérito? Isso vai levar meses Pela primeira vez na minha vida, gritei com alguém no telefone. Queria voltar. Tinha motivos de sobra para isso. Primeiro, os jornalísticos: havia o velório, o enterro, todos os pilotos estariam no Brasil, eu precisava cobrir essa merda Além do mais, um inquérito policial é um negócio que demora muito tempo. Não vou descobrir um assassino para o Senna, argumentei. Todo mundo já foi embora. A Folha não é todo mundo, ouvi. Seguiu-se um bate-boca. Chegamos a um impasse. Apelei para o pessoal. Queria voltar, estava estressado, emagreci cinco quilos, precisava ver gente viva. Nós decidimos. Você vai ficar e pronto, me disse a secretária. Eram três da manhã e eu não queria esticar aquele papo. Fui bem claro: Quem decide o que eu faço sou eu. Peço demissão e estou voltando amanhã. Do outro lado da linha, ela tentou contemporizar. Não é bem assim, vou falar com fulano e te ligo depois, disse. Eu encerrei de vez: Não, ninguém me liga mais hoje. São três da manhã e eu tenho um avião amanhã cedo. Tchau. Desliguei e pedi à recepção que não passasse mais nenhuma ligação para meu quarto. Eles vão dar para trás, resmungou o Mario, que já dormia. Ligaram, eu soube depois. Mas eu já estava dormindo. Pela primeira vez, desde a morte de Senna.
Na quarta-feira, saímos os dois do hotel. Mario para Pisa, onde pegaria um avião para Londres. Eu para Milão, de onde voaria para Madri. Ambos, como sempre, atrasados. Mas, também como sempre, chegamos a tempo. No aeroporto de Linate, devolvi o Punto vinho e só embarquei porque era brasileiro. Ficaram com pena de mim. Cheguei a Madri, fui para o bom e velho Trip Hotel, liguei para meu editor, comuniquei-lhe que estava demissionário e fui ao cinema assistir Proposta Indecente. No fim da noite, emocionei-me pela quarta vez: na TV, mostraram as imagens do Morumbi lotado gritando o nome de Senna antes do clássico São Paulo x Palmeiras. No gramado, um jogador, ajoelhado, rezava. Era Gilmar, zagueiro são-paulino, hoje na Portuguesa.
Tentei esquecer Senna, a Fórmula 1 e a Folha. Na manhã seguinte, embarquei em Barajas levando um monte de acessórios que comprei numa concessionária Renault para meu carro novo, que eu ainda não tinha nem visto. Cheguei a São Paulo na quinta à noite, logo depois do enterro. Minha mulher me esperava. Nos abraçamos em silêncio. Tentei manter a pose. Na av. Tiradentes, vi bandeiras negras, faixas, ônibus com a inscrição Valeu Senna. Na sexta, fui ao jornal para oficializar minha saída. Não fui recebido pela direção de redação. O pessoal da editoria não sabia que eu estava fora. Minha coluna, Warm Up, estava diagramada para ser publicada no dia seguinte. Ela nunca foi escrita. Fui demitido na segunda-feira, por insubordinação.

LEMBRANÇAS

No dia 20 de Agosto nascia nosso neto Alex, filho de Frank e Iara. Com o nascimento de Alex estávamos encerrando nossa carreira de avos e se preparando para a carreira de bisavos.
Fotos de minha netas Tatiane e Elaininha.



CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro
• 1 de Janeiro - O NAFTA entra em efeito.
Fevereiro
• Fevereiro - Surge, nos EUA, a revista mensal Steel, com as aventuras de Aço.
• Fevereiro - O GRES Imperatriz Leopoldinense vence o carnaval carioca com o enredo Catarina de Médicis na côrte dos Tupinambôs e Tabajeres, da carnavalesca Rosa Magalhães.
• 9 de Fevereiro - Nelson Mandela torna-se o 1º presidente negro da África do Sul.
• 23 de Fevereiro - O Parlamento russo perdoa os participantes de uma rebelião armada contra o Presidente Boris Yeltsin, em 1991.
• 11 de Abril - Estréia a telenovela A Viagem, maior audiência da década e último trabalho de Ivani Ribeiro.
Março
Abril
• 4 de abril - Começa o genocídio em Ruanda.
• 5 de abril - morre Kurt Cobain.
Maio
• 1 de Maio - O piloto brasileiro de fórmula 1, Ayrton Senna, morre em um acidente, no circuito de Ímola, Itália.
• 6 de Maio - O Eurotúnel é oficialmente aberto pela Rainha britânica Elisabeth II e pelo Presidente francês François Mitterrand.
• 9 de Maio - Nelson Mandela assume presidência, é o primeiro presidente negro da África do Sul.
• 20 de Maio - A indiana Sushmita Sen é eleita Miss Universo.
Junho
Julho
• Realização da XV Copa do Mundo de Futebol, nos EUA. Campeão: Brasil.
• 1 de julho - Início do Plano Real, que foi um plano de estabilização econômica feito sob o governo de Itamar Franco (e posteriormente, Fernando Henrique Cardoso) visava baixar a inflação no Brasil.
• 17 de Julho Brasil vence o Campeonato Mundial de Futebol, sendo tetra-campeão,depois de 24 sem ganhar um titulo mundial.
Agosto
• 4 de Agosto - A banda californiana The Offspring lança o álbum "Smash", vendendo mais de 4 milhões de cópias, o albúm independente que mais cópias vendeu em todo o Mundo.
Setembro
• 22 de Setembro - Ocorre a primeira transmissão do seriado Friends na NBC.
Outubro
Novembro
• 4 de Novembro - São Francisco: É realizada a primeira conferência inteiramente sobre o potencial comercial da World Wide Web.
• 4 de Novembro - É aberta a terceira pista de aterragem de Sydney com protestos devido aos níveis de poluição sonora.
• 5 de Novembro - Uma carta pelo ex-presidente dos EUA, Ronald Reagan, é publicada, anunciando que ele sofre da doença de Alzheimer.
• 13 de Novembro - A Suécia decide entrar para a União Européia após um referendo.
• 13 de Novembro - Os primeiros passageiros viajam pelo Túnel da Mancha.
• 13 de Novembro - Fórmula 1: Michael Schumacher vence o seu primeiro Campeonato Mundial no Australian Grand Prix.
• 20 de Novembro - O governo angolano e os rebeldes da UNITA assinam o Protocolo Lusaka.
Dezembro
• 2 de Dezembro - O governo australiano concorda em compensar financeiramente os aborígines australianos que foram recolocados durante os testes nucleares em Maralinga, durante os anos 50 e 60.
• 11 de Dezembro - Boris Yeltsin envia tropas para a Chechénia.
• 11 de Dezembro - Uma bomba explode no Vôo 434 da Philippine Airlines, matando um homem de negócios japonês. A explosão era um teste realizado por Ramzi Yousef para testar os explosivos que seriam utilizados no Projecto Bojinka, um plano de um atentado terrorista que viria a ser exposto após um incêndio num apartamento.
• 15 de Dezembro - O navegador web Netscape Navigator 1.0 é lançado.
• 19 de Dezembro - A investigação do escândalo Whitewater começa.
• 19 de Dezembro - A união civil entre homossexuais é tornada legal na Suécia.
• 26 de Dezembro - A polícia anti-terrorista francesa toma de assalto um avião que tinha sido tomado por terrorista em Marselha e mata quatro terroristas islâmicos.
• 29 de Dezembro - Robert Schumann torna-se a pessoa mais nova a visitar o Pólo Sul.

NASCIMENTOS
• 14 de fevereiro - Paul Butcher Jr., ator de Zoey 101
• 23 de fevereiro - Dakota Fanning, atriz norte-americana

FALECIMENTOS
• 6 de Janeiro - Cláudia Magno, atriz brasileira.
• 4 de Março - Ado Malagoli, pintor brasileiro.
• 25 de Março - Angelines Fernández, atriz mexicana, famosa por interpretar a Dona Clotilde no seriado Chaves.
• 5 de Abril - Kurt Cobain, vocalista da banda Nirvana.
• 18 de Abril - Dener Augusto de Souza, jogador de futebol.
• 22 de Abril - Richard Milhous Nixon, 37° presidente dos EUA (1969-1974.
• 30 de Abril - Roland Ratzenberger, piloto de Fórmula 1.
• 1 de Maio - Ayrton Senna, piloto de Fórmula 1 brasileiro.
• 5 de Maio - Mario Quintana, poeta brasileiro.
• 4 de Junho - Roberto Burle Marx, arquiteto e paisagista brasileiro.
• 14 de Junho - Henry Mancini, compositor estado-unidense.
• 29 de Julho - Antônio Carlos Bernardes Gomes, ator brasileiro, famoso por ter interpretado Mussum em Os Trapalhões.
• 4 de Agosto - Cyro dos Anjos, jornalista, professor, cronista, romancista, ensaísta e memorialista brasileiro.
• 30 de Outubro - José Evandro Pires de Carvalho (Evandro do Bandolim), músico brasileiro.
• 8 de Dezembro - Antônio Carlos Jobim, músico brasileiro.

1995

LEMBRANÇAS

Falecimento de meu cunhado Velson. Foi um sofrimento muito grande para minha irmã. O Velson sofreu meses, lutando contra o câncer de prostrada.

POLITICA

Em 01 de Janeiro toma posse como Presidente da Republica eleito pelo povo o Sr. Fernando Henrique Cardoso.

ECONOMIA

O Presidente Fernando Henrique Cardoso cria Real e mais uma vez a nossa moeda e desvalorizada.

CARNAVAL

O grande evento do carnaval era a volta à Portela de pessoas ilustres, sambistas da velha guarda que voltavam com grande empolgação. A escola ficou a apenas 0,5 pontos da Bicampeã Imperatriz que apresentou o enredo “Mais vale um jegue que me carregue”, apesar da revolta do publico no desfile das campeãs.

CURIOSIDADES
EVENTOS
Janeiro
• 1 de Janeiro - Posse de Fernando Henrique Cardoso à Presidência da República do Brasil.
• Áustria, Finlândia e Suécia juntam-se à União Européia.
• 3 de Janeiro - O presidente do México, Ernesto Zedillo, anuncia medidas de emergência para conter a crise econômica.
• 12 de Janeiro - Operação do Exército Brasileiro no Rio de Janeiro ocupa várias favelas da cidade.
• 17 de Janeiro: Terremoto de Kobe (7.3 na escala Richter), no Japão, mata mais de 6 mil pessoas.
• 23 de Janeiro - Começa o julgamento do jogador de futebol americano O.J. Simpson, acusado de assassinar sua esposa.
Fevereiro
• Fevereiro: A Portela, maior campeã do carnaval carioca torna-se a campeã popular do carnaval de 1995. O título, no entanto, é conferido à Imperatriz Leopoldinense por meio ponto de diferença, sob protestos de várias agremiações.
• 27 de Fevereiro - O chefe da máfia, Salvatore "Toto" Rina e outros 47 suspeitos, membros da organização criminosa, vão a julgamento, sob acusação de cumplicidade em 48 assassinatos na Sicília.
• O Banco de Inglaterra intervém no Barings, o sexto maior banco inglês de investimentos. A instituição encontra-se à beira da falência, devido aos investimentos especulativos de um corretor no mercado de futuros de Singapura.
Março
• 20 de Março - Atentado terrorista em cinco diferentes estações de metrô de Tóquio, com o uso de gás sarin, mata 12 pessoas.
• 22 de Março - Valeri Polyakov realiza a maior estadia fora da terra.
Abril
• 9 de Abril - Alberto Fujimori é reeleito presidente do Peru.
• 19 de Abril - Um carro-bomba explode num edifício público de Oklahoma.
Maio
• 1 de Maio - Entra no ar a Rede Vida de televisão.
• 9 de Maio – Epidemia do vírus Ebola ataca o Zaire.
• 12 de Maio - A norte-americana Chelsi Smith é eleita Miss Universo.
• 14 de Maio – Carlos Menem é reeleito presidente da Argentina.
Junho
• 25 de Junho – O Fluminense vence o Flamengo por 3 a 2 e é campeão carioca de futebol.
Julho
• 11 de Julho – O presidente norte-americano Bill Clinton anuncia a normalização das relações diplomáticas entre EUA e Vietnã.
• 25 de Julho – Atentado à bomba no metrô de Paris.
Agosto
• 11 de Agosto – O Banco Central do Brasil intervém no Banco Econômico.
• 20 de Agosto – Mike Tyson volta aos ringues depois da prisão e nocauteia Peter McNeeley, aos 89 segundos do primeiro assalto.
Setembro
• 5 de Setembro - A França realiza testes atômicos no Atol de Mururoa.
• 19 de Setembro – Imprensa americana publica manifesto do terrorista Unabomber.
Outubro
• 3 de Outubro – O.J. Simpson é absolvido.
• 12 de Outubro – O pastor evangélico brasileiro Sérgio Von Helder, da Igreja Universal do Reino de Deus, chuta uma imagem da Nossa Senhora Aparecida em programa da TV Record.
• 17 de Outubro – Uma bomba explode no metrô de Paris.
• 24 de Outubro – Pesquisadores enxertam uma orelha humana nas costas de um rato.
• 28 de Outubro - Tomou posse o XIII Governo Constitucional, liderado por António Guterres, sendo constituído pelo Partido Socialista.
• 30 de Outubro – Três líderes do Movimento dos Sem Terra, são presos.
Novembro
• 21 de Novembro – Um general boliviano afirma que os restos mortais de Ernesto Che Guevara foram enterrados na pista de pouso da base militar de Vallegrande, nas montanhas do país.
Dezembro
• 8 de Dezembro – O IRA anuncia que não vai mais depor as armas, contrariando acordo de paz.
• 14 de Dezembro – Onze torcedores paulistas são metralhados por traficantes cariocas ao entrar por engano no Complexo da Maré.
• Presidentes da Bósnia, Croácia e Sérvia assinam tratado de paz em Paris. Rebeldes sérvios, que não aceitam partes do acordo, lançam granadas em Sarajevo.
• 17 de Dezembro – O Partido Comunista é o mais votado nas eleições parlamentares da Rússia.
• O Botafogo empata com o Santos por 1 a 1 e é campeão brasileiro de futebol.

NASCIMENTOS
• 5 de Agosto - Marquezine, Bruna, atriz brasileira.

FALECIMENTOS
• Janeiro
Março
• 29 de março – Waldemar Henrique, músico e escritor brasileiro.
Abril
• 25 de abril – Ginger Rogers, atriz norte-americana.
Maio
Junho
• 24 de junho – Ivon Cury, ator, comediante e cantor brasileiro.
• 28 de junho - Ângelo Frosi, bispo brasileiro.
Julho
• 1 de julho – Albertinho Fortuna, cantor brasileiro.
• 17 de julho – Juan Manuel Fangio, piloto de Fórmula 1 argentino.
• 17 de julho - Ivani Ribeiro, dramaturga brasileira.
• 10 de agosto – Florestan Fernandes, sociólogo brasileiro.
• 30 de agosto – Agepê, cantor de samba brasileiro.
Setembro
• 4 de setembro – Paulo Gracindo, ator brasileiro.
• 15 de setembro – Costinha, comediante brasileiro.
• 18 de setembro – Henriqueta Brieba, atriz brasileira.
Outubro
• 1 de outubro – Ibrahim Sued, jornalista.
Novembro
• 4 de novembro- Yitzhak Rabin, primeiro-ministro de Israel.
• 19 de novembro – Adolpho Bloch, empresário brasileiro.
Dezembro
• 30 de dezembro - Antônio Brochado da Rocha, advogado e político brasileiro

1996
LEMBRANÇAS
No inicio do ano aproveitamos uma viagem que fizemos ao Rio de Janeiro para dar uma esticada até Niterói e visitar o nosso amigo Soldan.

POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Sr. Marcelo Cecé Vasconcelos de Oliveira
Vice Prefeito Dr. Fabio Álvares Cabral

Sempre fui um ferrenho opositor da forma que Marcelo Céce Vasconcelos de Oliveira administrava a cidade, mais sempre o respeitei como cidadão. Apesar de ser um péssimo administrador ele e de uma gigantesca lealdade para com seus amigos e colaboradores. Seu mal e não medir conseqüências para fazer o que e de sua idéia. Que o diga o Promotor de Justiça Dr. Amaury que abriu contra o mesmo 43 processos de Improbidade Administrativa.

CARNAVAL

A Mocidade volta a vencer com um enredo sobre a criação do mundo “ Criador e criatura”. A escola entrou de manha devido a um atraso no desfile. A Portela teve problemas com carro durante o desfile, perdeu pontos de cronometragem e abandonou carros na dispersão causando um grande congestionamento de carros alegóricos.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 8 de Janeiro – Morre François Mitterrand, político francês.
• Alberto Frederico Etges, bispo católico brasileiro.
• 15 de Janeiro – Um casal é preso na Praia de Ipanema por distribuir apitos para avisar aos usuários de drogas sobre a aproximação de policiais.
• 21 de Janeiro – Morre Gerry Mulligan, músico americano.
• 22 de Janeiro - Morre Rubens Corrêa, ator brasileiro.
• 28 de Janeiro - Morre Jerome Siegel, artista estadunidense.
• Carnaval - O GRES Mocidade Independente de Padre Miguel vence o desfile principal com o enredo "Criador e criatura", do carnavalesco Renato Lage.
• 2 de Fevereiro – Morre Gene Kelly, bailarino, coreógrafo e diretor e ator americano.
• 3 de Fevereiro – O cantor americano Michael Jackson chega ao Brasil para gravar um clip.
• 9 de Fevereiro - O IRA declara o fim de um cessar-fogo de 18 meses, seguido de um atentado bombista em Londres.
• 11 de Fevereiro – Morre Pierre Fatumbi Verger, etnólogo e fotógrafo francês radicado no Brasil.
• Morre Quarentinha (Waldir Cardoso Lebergo), jogador de futebol brasileiro.
• 13 de Fevereiro – O Quatrilho, do cineasta Fábio Barreto, é indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.
• 14 de Fevereiro - ETA assassina, em Madrid, o presidente do Tribunal Constitucional espanhol, Francisco Tomás e Vallente.
• 24 de Fevereiro – A aviação cubana abate dois aviões da organização Irmãos para o Resgate, de exilados cubanos em Miami.
• 25 de fevereiro – Morre o escritor brasileiro Caio Fernando Abreu.
• 2 de Março – Acidente aéreo mata o grupo Mamonas Assassinas, em São Paulo.
• 4 de Março – Morre Margueritte Duras, escritora francesa.
• 5 de Março – Cerca de três mil famílias do Movimento dos Sem Terra promovem maior invasão de terras no Brasil, ao tomar a Fazenda Macaxeira, no Estado do Pará.
• 9 de março - Morre Alfredo Vicente Scherer, cardeal brasileiro.
• 13 de Março – Morre Krzysztof Kieslowski, diretor de cinema polonês.
• 15 de Março – Governo francês condecora o escritor Paulo Coelho com o título de Cavalheiro das Artes e das Letras.
• 21 de Março – A União Européia suspende a importação da carne bovina inglesa por causa da Doença da Vaca Louca.
• 17 de Abril – A Polícia do Pará mata 19 sem-terra em confronto em Eldorado dos Carajás.
• 26 de Abril - Morre Thaís de Andrade, atriz brasileira.
• 28 de Abril – Na Austrália, o surfista Martin Bryant mata 35 pessoas e fere 18 com tiros de fuzil automático.
• 1 de Maio - Funda-se em Compostela (Galiza) o partido comunista galego Primeira Linha
• 11 de Maio - Morre Ademir Marques de Menezes, jogador de futebol brasileiro.
• 12 de Maio – O consórcio liderado pela estatal francesa Electricité de France compra por R$ 2,216 bilhões o controle acionário da Light brasileira.
• 17 de Maio - A venezuelana Alicia Machado é eleita Miss Universo.
• 30 de Maio – A Comissão Especial de Desaparecidos Políticos aprova indenização à família de Manoel Fiel Filho, morto no DOI-Codi em 1976.
• Após uma série de mortes de pacientes, a clínica geriátrica carioca Santa Genoveva sofre intervenção.
• 31 de Maio – A Fifa anuncia que Japão e Coréia do Sul serão os países-sede da Copa do Mundo de 2002.
• 31 de Maio – Morre Timothy Leary, guru da contra-cultura americana.
• 14 de Junho – O jogador de basquete norte-americano Magic Johnson anuncia saída definitiva da NBA.
• 15 de Junho – Morre Ella Fitzgerald, cantora americana.
• 17 de Junho - Morre Thomas Kuhn, filósofo.
• 23 de Junho – Paulo César Farias e a namorada Suzana Marcolino são encontrados mortos na casa de praia do empresário.
• 30 de Junho – O Flamengo empata com o Vasco da Gama por 0 a 0 e é campeão carioca de futebol.
• 30 de Junho – Darli Alves da Silva, mandante do assassinato de Chico Mendes e foragido desde 1993, é preso no Pará.
• 1 de Julho – A atriz norte-americana Margaux Hemingway comete suicídio.
• 3 de Julho – Boris Yeltsin é reeleito presidente da Rússia.
• 15 de Julho – O governo brasileiro sanciona lei que proíbe o fumo em ambientes públicos fechados.
• 19 de Julho – Sancionada a lei que permite a privatização da telefonia celular, do transporte de sinais por satélite e da prestação do Serviço de Valor Adicionado.
• Começam os Jogos Olímpicos de Atlanta.
• 24 de Julho – A Câmara brasileira aprova a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), imposto destinado à saúde pública.
• 27 de Julho – A dupla Jacqueline e Sandra vencem Mônica e Adriana na final olímpica do vôlei de praia.
• 29 de Julho - Jason Thirsk, baixista estadunidense da banda Pennywise.
• 5 de Agosto – Terminam os Jogos de Atlanta. O Brasil conquista três medalhas de ouro, três de prata e nove de bronze.
• 10 de Agosto - Morre Adriano Mandarino Hypólito, bispo católico.
• 15 de Agosto – As Forças Armadas Revolucionárias Colombianas (Farc) seqüestram Demétrio Duarte e Eduardo Resende, engenheiros brasileiros.
• 5 de Setembro - Morre Carl Fallberg, autor norte-americano de Banda Desenhada.
• 11 de Setembro – A Comissão Especial dos Mortos e Desaparecidos responsabiliza a União pelas mortes dos guerrilheiros comunistas Carlos Lamarca, Carlos Marighella e José Campos Barreto e determina uma indenização às suas famílias.
• O Atlas Fundiário Brasileiro revela que as terras improdutivas correspondem a 62,4% das propriedades rurais e que 2,3% das fazendas ocupam mais de 50% das terras em todo o país.
• 12 de Setembro – Morre o ex-presidente brasileiro Ernesto Geisel.
• 13 de Setembro - Assassinado Tupac Shakur, rapper americano.
• 20 de Setembro - Morre Paul Erdös, matemático húngaro.
• 29 de Setembro – A Seleção Feminina de Vôlei vence a Rússia por 3 a 2 e é campeã mundial.
• 3 de Outubro – Primeiro Turno das eleições municipais brasileiras.
• 11 de Outubro – Morre o cantor e compositor Renato Russo.
• 31 de Outubro – Um avião Fokker 100 da companhia aérea brasileira TAM cai sobre casas do bairro do Jabaquara, em São Paulo.
• Reinaldo, ex-jogador do Atlético Mineiro e da Seleção, é acusado de tráfico de drogas.
• 3 de Novembro – Arqueólogos franceses localizam o palácio de Cleópatra sob as águas do porto de Alexandria, no Egito.
• 5 de Novembro – Bill Clinton é reeleito presidente dos EUA.
• 6 de Novembro - Sai o primeiro album das Spice Girls, intitulado de "Spice". O album traz imensos sucessos como "Wannabe", "Say Youll Be There", "2 Become 1" e "Who Do You Think You Are". O album vendeu 20 milhoes de copias.
• 15 de Novembro – Segundo Turno das eleições municipais brasileiras.
• 25 de Novembro – Darci Alves Pereira, um dos assassinos de Chico Mendes, é preso no Paraná.
• 3 de Dezembro – Uma bomba explode no metrô de Paris, matando quatro pessoas e ferindo 80.
• 6 de Dezembro – Morre o compositor popular brasileiro João do Vale.
• 10 de Dezembro – Nelson Mandela assina uma nova Constituição e põe fim ao apartheid na África do Sul.
• 15 de Dezembro – O Grêmio vence a Portuguesa por 2 a 0 e é campeão brasileiro de futebol.
• 17 de Dezembro – Guerrilheiros do Movimento Revolucionário Tupac Amaru invadem a residência do embaixador japonês em Lima e fazem 500 reféns.
• 19 de Dezembro – Morre Marcello Mastroianni, ator italiano.
• 20 de Dezembro – Morre Carl Sagan, astrônomo americano.
• 29 de Dezembro – Acordo entre o governo e a guerrilha põe fim a mais de 36 anos de guerra civil na Guatemala.

NASCIMENTOS
• 5 de Julho - A ovelha Dolly

FALECIMENTOS

1997

LEMBRANÇAS

No mês de Julho deste ano sofri uma cirurgia de revascularização do coração colocando 2 pontes de safena e 1 mamaria. Foi um período muito duro para todos. Alem da cirurgia, no pós-operatório eu ainda fui acometido de uma embolia pulmonar e um surto hospitalar dando muito trabalho não só para os médicos como também para meus familiares.
Uma das coisas que sempre gostei de fazer foi escrever. Em dezembro deste ano diante de ver tantos absurdos políticos escrivi uma carta para Papai Noel no dia 5 de Dezembro que abaixo transcrevo.
“ Carta Aberta a um Velinho da Latonia/Finlândia
Meu Bom Velinho, imagine-se viver em um Pais onde os Caras apresentam-se para o povo como cordeiros, prometendo que vão defender os nossos interesses, se eleitos e depois ferro, neste mesmo povo.
Meu Nom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras são eleitos para administrar a coisa publica e no entanto transformam a coisa publica em seu bem particular.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras que foram eleitos para defedenrem o interesse de seu povo, depois de eleito passam a defenderem os seus bens particulares e privados.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras não têm coragem nem dignidade de exercerem as funções para que foram eleitos e passam a serem marionetes do poder, pois tremem de medo do senhor seu chefe.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras prometem durante suas campanhas que vão tratar dos salários dos aposentados e trabalhadores e depois de eleitos passam somente a reverem seus salários e do povo congelam.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde existam cidades em que os caras são eleitos para administra-las e resolvem planejar obras somente para que sua execução pessoas suas conhecidas ganhem a taxa de administração que será paga pelos pobres coitados dos trabalhadores.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde existam caras que acabem com a saúde e a educação simplesmente porque na sua ignorância é melhor formar um exercício de dependentes, mais seus eleitores, do que um povo independente, educado e livre.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde o Senhor elege um cara para representa-lo bo Congresso, com as verdadeiras funções de um Congressista e o cara fica a apregoar que sabe o caminho da Mina e lá so vai buscar dinheiro para ser distribuído para prefeitos que se comprometam com ele.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras ficam com obras paralisadas durante anos enquanto estiveram fora do poder político e tão logo assumem suas obras são tocadas por funcionários que duvido serem pagos por ele mas sim pelo povo que ele finge que esta cuidando.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras logo que tomam posse, nomeiam parentes e amigos para receberem salários nababescos, enquanto o funcionalismo tem os seus salários congelados e são até ameaçados de não receberem o 13º salário.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras ao invés de preocuparem-se com empregos e pagamentos de salários dignos, querem é que o povo viva de suas esmolas que são distribuídas em filas humilhantes e cadastramentos obscuros.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde se criam Associações que se dizem comunitárias, mas são criadas com o único intuito de sustentar gente que até se apropriou de dinheiro de carentes no passado e hoje diz que esta fazendo e acontecendo, mas o que garantiu foi emprego para os incapazes que se alimentam do dinheiro do povo.
Meu Bom Velinho, imagine-se viver num Pais onde os Caras se comparam até ao Pai Celestial e não tem vergonha de se declararem iluminados.
Meu Bom e Querido velinho, será que não existe no seu Pais um pouco de água especial para lavar a cara e a vergonha dos sujeitos que acima me referenciei.
Meu Bom e Querido Velinho, será que não existe uma varinha de condão para que o senhor bata na cabeça do povo, para acorda-lo deste torpor em que se encontram.
Meu Bom e Querido Velinho, sei que o senhor vai dizer que o seu departamento não é de Milagres, mas por favor Meu Bom e Querido Velinho passe a minha carta para o departamento que o senhor quiser, mais faça o seu povo acordar e ver que somos uma grande maioria a sustentar a incapacidade e desonestidade de uma minoria que precisa ser cobrada do que mais digno existe no homem: P Respeito e o Caráter.
Transforme o meu Pais num Pais onde seu Povo não necessite pedir nem esmolar e sim exigir seus direitos.
Transforme o meu Pais num Pais onde seu Povo não necessite de promessas de construções de escolas e hospitais, pois isto está dentro de seu direito.
Por fim meu Bom e adorado Velinho, faça que esta turma passe um sustinho de pobreza ou mesmo de uma pequena doença sem ter dinheiro para pagar o medico, de sentarem-se na mesa e não ter o que comer, tentar matricular seus filhos em uma escola publica e não ter vaga, trabalharem por salários insignificantes e depois de tudo oferecer o que de Bom existe no Senhor e que eles tomem a vergonha necessária para serem respeitados e admirados por seus irmãos de Pátria.
Obrigado Meu Velinho, perdoe a esta Boca Maldita por pedir tanta coisa quase que impossível para este Povo Irmão.
Papai Noel, por favor queira perdoar-me, pois tudo que falei e pedi e pura BRICADEIRINHA, no meu Pais e na minha cidade os homens que foram escolhidos para nos representarem nos tratam com todo o respeito e cumprem com todas as suas promessas, não roubam nem aproveitam da boa fé do povo, portanto Papai Noel pode mandar tudo que eu pedi para um Pais que se assemelhe aos meus pedidos e onde a carapuça caiba na cabeça dos SEM VERGONHAS E SEM CARATER.”
Como esta carta, ainda escrevi muitas outras em anos anteriores e posteriores.


CARNAVAL

A Viradouro que havia ficado na 13ª colocação no ano anterior, surpreende e conquista seu primeiro campeonato entre as grandes escolas de samba, com enredo concebido por Joãozinho Trinta. Império Serrano e Estácio de Sá caem para o Grupo de Acesso A. O enredo da Viradouro foi “ Trevas Luz A explosão do universo”

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro
• 7 de janeiro - Lançado um novo MMORPG, Tibia.
• 8 de janeiro - Fred Rogers recebe uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood
• 16 de janeiro - Ennis Cosby, o único filho do ator Bill Cosby, é morto por um atirador em Los Angeles
• 20 de janeiro - Bill Clinton começa seu segundo termo como presidente dos Estados Unidos da América
• 23 de janeiro - Guilherme de Pádua é condenado a 19 anos de prisão pelo assassinato da atriz Daniela Perez
• 27 de janeiro - Descobre-se que museus franceses continham aproximadamente 2.000 peças de arte roubadas dos Nazistas
• 28 de janeiro - Clive Davis recebe uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood
Fevereiro
• 5 de fevereiro - Os tão chamados "Grandes Três" bancos na Suíça anunciam a criação de um fundo de ajuda de US$ 71 milhões às vítimas do Holocausto
• 9 de fevereiro - Os Simpsons passam Os Flintstones como a série que mais tempo passou no horário nobre da televisão
• 12 de fevereiro - O GRES Unidos do Viradouro conquista sua única vitória no carnaval carioca com o enredo "Trevas... Luz A explosão do universo", do carnavalesco Joãozinho Trinta.
• 19 de fevereiro - O último grande revolucionário da República Popular da China, Deng Xiaoping morre aos 92 anos, seguido de duas semanas de luto pelo líder
• 22 de fevereiro - Em Roslin, Escócia, cientistas anunciam o primeiro clone de um animal adulto, a Ovelha Dolly, nascida em julho de 1996
• 23 de Fevereiro - Ali Hassan Abu Kamal, um professor palestiniano, mata 1 pessoa e fere outras 6 ao abrir fogo no 86º andar do Empire State Building, na cidade de Nova York, suicidando-se de seguida.
• 23 de Fevereiro - O semanário britânico Observer noticia a existência da ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado, nascida a 5 de Julho de 1996, no Instituto Roslin, em Edimburgo.
Abril
• 15 de abril - O MST coloca 40 mil pessoas nas ruas de Brasília em protesto contra o governo de Fernando Henrique Cardoso
• 20 de abril - Cinco jovens de classe média de Brasília ateiam fogo ao corpo do cacique pataxó Galdino Jesus dos Santos, que morre por causa das queimaduras
• 22 de abril - Numa ação militar do exército peruano, 71 reféns do Movimento Revolucionário Túpac Amaru são libertados após 126 dias no cativeiro
Maio
• 4 de maio - Estréia do "Planeta Xuxa".
• 6 de maio - A Companhia Vale do Rio Doce é leiloada por 3,3 milhões de reais.
• 11 de maio - Gary Kasparov, campeão do mundo de xadrez, foi derrotado pelo computador Deep Blue
• 14 de maio - Criação do Instituto Português de Arqueologia
• 16 de maio - Paula Thomaz, mulher de Guilherme de Pádua, é condenada a 18 anos de prisão pelo assassinato de Daniela Perez.
• 16 de maio - A norte-americana Brook Mahealani Lee é eleita Miss Universo.
Junho
• 4 de junho - No Brasil, o Senado aprova em segundo turno a emenda que possibilita reeleição de prefeitos, governadores e presidente
• 8 de junho - Gustavo Kuerten vence pela primeira vez o torneio de Roland Garros
Agosto
• 13 de agosto - O Cruzeiro vence o Sporting Cristal do Peru por 1 a 0 e conquista a Taça Libertadores da América pela segunda vez. A série animada South Park estréia.
Outubro
• 2 a 5 de outubro
• O Papa João Paulo II faz sua terceira e última viagem ao Brasil, permanecendo 75 horas no Rio de Janeiro
• 13 a 15 de outubro
• O presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, visita o Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro.
• 23 de outubro - A Bolsa de valores de Hong Kong, uma das maiores do mundo, cai 10,4%. A crise se espalha pelo resto do mundo, com as bolsas sofrendo enormes quedas.
• 26 de outubro - A crise chega ao Brasil: A Bovespa fecha com queda de 14,9%, a maior desde 1990
Novembro
• É Lançado o álbum mais vendido da década de 90 , Lets Talk About Love de Celine Dion .
Dezembro
• 21 de dezembro - O Club de Regatas Vasco da Gama sagra-se tricampeão Brasileiro em belíssima campanha comandada por Edmundo, artilheiro da competição com 29 gols, um recorde na época.
Outras datas
• Jean-Hughes Anglade filma Tonka.
• Jacques Villeneuve torna-se campeão do mundo de Fórmula 1.

NASCIMENTOS
Sem ocorrências a relatar.
FALECIMENTOS
• 9 de Janeiro - Paulo Fortes, barítono brasileiro.
• 22 de Janeiro - Ênio Andrade, ex-jogador de futebol brasileiro.
• 27 de Janeiro - Garcia Neto, dublador brasileiro.
• 28 de Janeiro - Antônio Calado, jornalista e escritor brasileiro, membro da ABL.
• 2 de Fevereiro - Chico Science, músico e compositor brasileiro.
• 4 de Fevereiro - Paulo Francis, jornalista e escritor brasileiro.
• 5 de Fevereiro - Joaquim dos Santos Andrade, o Joaquinzão, metalúrgico brasileiro.
• 9 de Fevereiro
• Vicente Matheus, empresário espanhol, foi presidente do Corinthians por 18 anos.
• Mário Henrique Simonsen, ministro brasileiro da Fazenda e do Planejamento.
• 17 de Fevereiro - Darcy Ribeiro, antropólogo, político e escritor brasileiro.
• 5 de Março - Marcos Barbosa, poeta e dramaturgo brasileiro.
• 14 de Março
• André Filho, dublador brasileiro.
• 24 de Março - Walter Clark, diretor brasileiro.
• 28 de Março - Evaristo de Morais Filho, criminalista brasileiro.
• 11 de Abril - Castor de Andrade, bicheiro brasileiro.
• 24 de Abril - Carlos Miranda, ator, produtor teatral e promotor cultural brasileiro.
• 29 de Abril - Eduardo Mascarenhas, médico e psicanalista brasileiro.
• 30 de Abril - Benjamim Farah, político brasileiro.
• 2 de maio
• Paulo Freire, pedagogo brasileiro.
• 24 de Maio
• Alexandre Lippiani, ator e dublador brasileiro.
• Guilherme Figueiredo, dramaturgo brasileiro.
• 31 de Maio - Pio Gianotti, o Frei Damião, religioso italiano naturalizado brasileiro.
• 6 de Junho - Bené Nunes, compositor e pianista brasileiro .
• 30 de Junho - Osmar Macedo, músico brasileiro.
• 1 de Julho - Robert Mitchum, ator estadunidense.
• 2 de Julho
• James Stewart, ator estadunidense.
• 6 de Julho - Oswaldo Arthur Bratke, arquiteto brasileiro.
• 15 de Julho - Gianni Versace, estilista italiano.
• 24 de Julho - Sylvia Orthof, escritora brasileira.
• 25 de Julho - Antonio Hernández, crítico musical colombiano naturalizado brasileiro
• 4 de Agosto - Jeanne Calment, supercentenária francesa, era a mulher mais velha do mundo.
• 9 de Agosto - Herbert de Sousa, o Betinho, sociólogo brasileiro.
• 22 de Agosto - Amílcar Lobo, médico brasileiro.
• 24 de Agosto - Walter George Durst, tele dramaturgo brasileiro.
• 31 de Agosto - Diana, Princesa de Gales (acidente de automóvel).
• 5 de Setembro
• Agnes Gonxha Bojaxhiu (Madre Teresa de Calcutá), missionária católica e beata, nascida na Macedônia e naturalizada indiana.
• 7 de Setembro
• 12 de Setembro - José Henrique dos Reis, o João Paulo, cantor brasileiro, fez dupla com Daniel.
• 17 de Setembro - Red Skelton, ator estadunidense.
• 22 de Setembro - Manabu Mabe, pintor japonês naturalizado brasileiro.
• 2 de Outubro - Thales Pan Chacon, ator brasileiro.
• 26 de Outubro - Hélio Beltrão, ex-ministro brasileiro.
• 4 de Novembro - Ítalo Zappa, diplomata italiano naturalizado brasileiro.
• 8 de Novembro - Onofre Anacleto de Sousa, o Sabará, ex-jogador de futebol brasileiro.
• 17 de Novembro - Berta Gleizer Ribeiro, etnóloga e antropóloga romena naturalizada brasileira.
• 18 de Novembro - Zózimo Barroso do Amaral, jornalista brasileiro.
• 22 de Novembro
• Vítor Giudice, escritor e crítico musical brasileiro
• 30 de Novembro - Bernardo Élis, contista e romancista brasileiro.
• 31 de Dezembro - Lourenço da Fonseca Barbosa, o Capiba, músico brasileiro.

1998

LEMBRANÇAS
Aniversário de Giovana neta de Marilda no Rio de Janeiro.

CARNAVAL

Mangueira, depois de 11 anos, e Beija-Flor pela primeira vez no sambódromo, faturam o campeonato no ano. O Chapéu da Porta-bandeira da Unidos do Viradouros, campeã do ano anterior, cai e a escola perde pontos e fica longe do bicampeonato. O enredo da Mangueira foi “Chico Buarque da Mangueira” e da Beija-Flor “Pará o mundo místico dos caruanas, nas águas do patu-anu”.

FUTEBOL

A Copa do Mundo de 1998 decorreu em França. Foi um mundial muito disputado e com uma final programada: Brasil x França, como era do desejo dos donos da casa. Na primeira fase brilhou a Nigéria que ganhou por 3 a 2 da Espanha, 1 a 0 da Bulgária e ficou com o primeiro lugar do seu grupo. A Espanha, eterna promessa, foi a nocaute ainda na primeira fase da copa. A Itália, vice campeã mundial, perdeu sua terceira disputa de pênaltis seguida e foi eliminada pela França, nas Quartas. A Argentina, pela primeira vez desde 82 sem Maradona, foi batida pela Holanda, aos 48 do segundo tempo, 2 a 1, também nas Quartas. A grande surpresa da Copa foi a Croácia de Davor Šuker, que surpreendentemente eliminou a poderosa Alemanha nas quartas-de-final e ainda ganhou da Holanda na disputa do terceiro lugar. O Brasil abriu o mundial com um 2 a 1 suado diante da Escócia. Depois 3 a 0 no Marrocos e derrota de 2 a 1 para a Noruega. Depois um momento de recuperação: 4 a 1 no Chile, 3 a 2 na Dinamarca e um jogaço contra a Holanda, 1 a 1 com vitória nos pênaltis e Tafarel brilhando. O torneio foi vencido pela França, que ganhou ao Brasil por 3 a 0, no jogo final. Foi a primeira vez que a França ganhou este título, tornando-se a sétima seleção nacional (depois do Uruguai, Itália, Alemanha, Brasil, Inglaterra e Argentina) a tornar-se campeã mundial.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Fernando Henrique Cardoso é reeleito no Brasil.
• Mika Hakkinen vence o Campeonato Mundial de Fórmula 1.
• Realização da XVI Copa do Mundo de Futebol, na França. Campeão: França.
• Janeiro
• 12 de Janeiro - Dezenove nações européias proíbem a clonagem humana.
• 20 de Janeiro - Polícia do Nepal intercepta um carregamento de 272 caveiras humanas em Katmandu.
Fevereiro
• 14 de Fevereiro - Fidel Castro ordena a libertação de 318 presos políticos e de delito comum.
• 22 de Fevereiro - Desabamento do Palace II no Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil, devido à falhas na estrutura.
Março
• 1 de Março - O submarino de ataque USS Sea Devil começa a ser desativado.
• 2 de Março - Dados enviados da sonda Galileu indicam que a lua, de Júpiter, Europa possui um oceano líquido por baixo de uma pequena camada de gelo.
• 10 de Março - Soldados norte-americanos estacionados no Golfo Pérsico começam a receber as primeiras vacinações contra anthrax.
• 14 de Março - Um terremoto, medindo 6,9 na escala Richter, atinge o Irã.
• 24 de Março - Em Jonesboro, Arkansas, dois jovens (de 11 e 13 anos de idade) disparam contra estudante na Escola de Westside, enquanto escondido nos bosques perto da escola. Quatro estudantes e um professor são mortos, e dez feridos.
• 27 de Março - A FDA (administração de comida e de medicamentos dos EUA) aprova o Viagra para ser utilizado no tratamento de impotência masculina, tornando-se o primeiro medicamento aprovado para tratar esta doença nos Estados Unidos da América.
Abril
• 4 de Abril - Inaugurada a Ponte Vasco da Gama, em Lisboa, a maior ponte da Europa.
• 10 de Abril - Assinatura do Acordo de Belfast.
Maio
• 12 de Maio - A trinitária Wendy Fitzwilliam é eleita Miss Universo.
• 18 de Maio - Inauguração da Linha do Oriente do Metropolitano de Lisboa (Portugal)
• 22 de Maio - Expo 98 (Lisboa - Portugal)
• Leo Nogueira e Renato Souto fundam em Brasília a banda de rock Marrapo .
Junho
Julho
• 12 de Julho - A Seleção Brasileira de Futebol perde o Penta, na Copa da França;

• Último número da revista norte-americana Steel, a qual narrava as aventuras de Aço.
Agosto
• 7 de Agosto - Atentados terroristas contra embaixadas estadunidenses em Quênia e Tanzânia.
• 26 de Agosto - Clube de Regatas Vasco da Gama é Bicampeão Sul-Americano ao vencer a Taça Libertadores da América
Setembro
• 24 de setembro - a estação de Engenheiro Rubens Paiva da linha 2 do metrô é inaugurada no Rio de Janeiro.
• 27 de Setembro - O Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) sob Gerhard Schröder vence as eleições na República Federal da Alemanha.
Outubro
• A cantora colombiana Shakira é recebida pelo Papa João Paulo II e pelo trabalho desenvolvido em causas sociais na América Latina, com a Fundação Pies Desclazos, recebe o título de "Embaixatriz da boa vontade". Foi uma das únicas artistas pops a ser recebida e reconhecida pelo sumo pontífice
Novembro
Dezembro
• O Sport Clube Corinthians Paulista é campeão brasileiro de futebol pela segunda vez.

Carnaval
• As escolas GRES Estação Primeira de Mangueira e GRES Beija-Flor de Nilópolis dividem o título de campeãs do carnaval carioca, no último empate deste evento.
• Criada, em 15 de junho, a rio-carnaval, primeira lista de discussão do carnaval brasileiro na Internet.

NASCIMENTOS
• 28 de Julho - Nasce Sasha Meneghel Szafir filha da apresentadora/cantora Xuxa Meneghel e Luciano Szafir

FALECIMENTOS
• 8 de Fevereiro - Halldór Laxness, escritor islandês, vencedor do Prémio Nobel da Literatura de 1955.
• 8 de Março - José Mauro Volkmer de Castilho, pesquisador brasileiro
• 15 de Março - Tim Maia, cantor brasileiro.
• 16 de Março - Jacson Damasceno Rodrigues, bispo católico brasileiro.
• 18 de Março - Alberto Trevisan, bispo católico brasileiro.
• 21 de Abril
• Luís Eduardo Magalhães, político brasileiro e filho do também político Antônio Carlos Magalhães
• 14 de Maio - Frank Sinatra, ator e cantor norte-americano.
• 13 de Junho - Lúcio Costa, arquiteto brasileiro.
• 23 de Junho - Leandro, cantor brasileiro

1999

LEMBRANÇAS
Minhas netas Tatiane e Elaininha

POLITICA

Fernando Henrique Cardoso e reeleito Presidente da Republica

CARNAVAL

A Imperatriz volta a vencer com o enredo “Brasil mostra a sua cara em Theatro Rerum Naturalium Braziliae”, com certa injustiça. Neste ano, ela não foi tecnicamente perfeita como nos anos anteriores. Mocidade Independente emociona avenida, mas com problemas de evolução, tira um 7,5 e acaba apenas num quarto lugar. Império Serrano volta a cair.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 1 de janeiro - Entra em vigor em onze dos quinze membros da União Européia o euro.
• 7 de janeiro - Abertura do processo de impeachment do então Presidente dos EUA Bill Clinton.
• 15 de Fevereiro - A Austrália aceita pela primeira vez a projetada independência de Timor-Leste e admite colaborar no processo.
• 15 de Fevereiro - Capturado o líder, Abdullah Öcalan, da organização terrorista do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no Quénia por uma operação conjunta da CIA e da agência turca MIT.
• 11 de Março - Ocorre um blecaute nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil e em parte da Argentina.
• 18 de Abril - O Flamengo conquista a Taça Guanabara vencendo o Vasco por 2 a 1, com gols de Athirson e Romário, que causa polêmica ao comemorar mostrando uma camiseta pela primeira vez, escrita "No War, Peace In The World", que quer dizer "Não à Guerra, Paz no Mundo". A Rádio Solar de Juiz de Fora, com este jogo, faz sua última transmissão esportiva.
• 10 de maio - A Rede Manchete executa sua última transmissão de TV após a venda.
• 22 de Maio - A ex-Spice Girl Geri Halliwell lança seu primeiro álbum solo, "Schizophonic", com vários sucessos como "Look At Me", "Bag It Up", "Lift Me Up" e "Mi Chico Latino".
• 26 de Maio - A modelo do Botsuana Mpule Kwelagobe é eleita Miss Universo.
• 17 de Junho -A Sociedade Esportiva Palmeiras é o Campeão da Taça Libertadores da América, com o Técnico Luiz Felipe Scolari.
• 24 de Junho - a vila de Quarteira é elevada a cidade.
• Junho - o sistema metroviários de Brasília é inaugurado em sua primeira etapa.
• 28 de Junho - Lançamento do 6º disco do grupo Secos e Molhados, Teatro?. João Ricardo volta à gênese e, sozinho, compõe, toca e interpreta as músicas desta nova obra.
• 30 de Agosto - O povo do Timor-Leste decide, em referendo, pela independência.
• 25 de Outubro Tomou posse o XIV Governo Constitucional, liderado por António Guterres, sendo constituído pelo Partido Socialista com base nos resultados das eleições de 10 de Outubro de 1999. Terminou o seu mandato a 6 de Abril de 2002.
• 15 de Novembro - A RedeTV executa sua primeira transmissão de TV depois da compra da Rede Manchete
• 31 de Dezembro - Estados Unidos passa o controle do Canal do Panamá para seu país(Panamá).
• 31 de Dezembro - Em Londres, é inaugurada pela British Airways a London Eye, com a presença do Primeiro Ministro Tony Blair. É a maior roda-gigante do mundo.
• 31 de Dezembro - O presidente da Rússia, Boris Yeltsin, renuncia ao cargo.
• Mika Hakkinen é bicampeão mundial de Fórmula 1.
• Jogos Panamericanos em Winnipeg, Canadá
• No Reino Unido, a Escócia e o País de Gales obtêm um parlamento próprio.
• O Sport Club Corínthians Paulista é campeão brasileiro de futebol pela terceira vez.
• Carnaval - A Imperatriz Leopoldinense sagra-se campeã do carnaval carioca com o enredo Brasil mostra a sua cara em... Theatrum Rerum Naturalium Brasilie, de Rosa Magalhães. É o sexto título da escola.

NASCIMENTOS
Sem Registros

FALECIMENTOS
• tradutor, diplomata, professor e membro da Academia Brasileira de Letras.
• 13 de Março - Bidu Sayão, soprano brasileira.
• 3 de Maio - Darcy Pedrosa, dublador e radialista brasileiro.
• 18 de Maio - Dias Gomes, dramaturgo brasileiro.
• 6 de Junho - Ézio Ramos, dublador brasileiro.
• 27 de Agosto - Hélder Pessoa Câmara, bispo católico.
• 19 de Setembro - José J. Veiga, escritor brasileiro.
• 6 de Outubro - Amália Rodrigues, fadista portuguesa.
• 9 de Outubro - João Cabral de Melo Neto, poeta e diplomata brasileiro.
• 21 de Novembro- Horácio Bolaños, ator mexicano,interpretou Godinez no seriado Chaves.
• 29 de Novembro - Plínio Marcos, escritor, dramaturgo, ator, diretor e jornalista brasileiro.
• 14 de dezembro - Maurício Chagas Bicalho, advogado brasileiro, atuou no Governo de Juscelino Kubitschek.

2000

LEMBRANÇAS

No dia 6 de Janeiro minha sogra D. Tina completou 90 anos de idade. As fotos abaixo foram tiradas neste dias. Na primeira foto estão a aniversariante e seus filho.
De pé da esquerda para a direita Petrônio (Já Falecido), Maria das Graças (Gracinha), Elaine, Mauro, Hortência, Edna (Diná - Já Falecida), Evandro e Gelma.
Sentados também da esquerda para a direita Maria da Conceição (Sãozinha), D. Tina e Edno (Dinú).

Nesta outra foto D. Tina com suas Noras e Genros.
Da esquerda para a direita Tânia, Ranauro, D. Tina, Berenice, Paulo e Leda.


Agora ela junto aos bisnetos
No fundo da Esquerda para a direita; Tatiane, Victor, Letícia, Thiago e Elaine.
Na frente da esquerda para a direita; Alexandre, Mauro, D. Tina, Alex e Joziane.



POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Dr. Ronaldo Canabrava
Vice Prefeito Sr. Paulo Henrique Lanza dos Santos

CARNAVAL

Neste ano, desde o quarto centenário do Rio as escolas de samba do grupo Especial não faziam um carnaval temático. Desta vez foi em homenagem aos 500 anos do Brasil. Com uma ajuda do governo de mais de 500 mil para cada escola, o desfile ficou ainda mais grandioso. Vila Isabel é rebaixada para o Grupo de Acesso A. Império Serrano volta ao Grupo especial e a Imperatriz Leopoldinense e novamente bi-campeã do carnaval apresentando o enredo “Quem descobriu o Brasil foi seu Cabral, em 22 de abril, dois meses depois do carnaval”.
Neste ano morre D. Neuma, baluarte da Mangueira.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro
• 3 de janeiro - O desenhista Charles Schulz publica a última tira inédita de seu personagem Snoopy.
• 14 de Janeiro - O Sport Club Corinthians Paulista vence o campeonato mundial da FIFA, tornando-se assim campeão Mundial de Clubes de Futebol.*Mesmo sem nunca ter vencido a Libertadores da América, um título essencial para ser campeão do mundo
• 18 de janeiro - Vazamento em um duto da Petrobrás derrama mais de 500 mil litros de óleo na Baía de Guanabara, Rio de Janeiro.
• 24 de janeiro - O brasileiro Rivaldo é eleito o melhor jogador de futebol do mundo pela FIFA.
• 31 de janeiro - O médico britânico Harold Shipman é condenado à prisão perpétua pela morte de 250 pacientes, entre a década de 70 e o final da década de 90.
Fevereiro
• 20 de Fevereiro - Na Inglaterra a Câmara dos Comuns aprova a suspensão do Governo autônomo do Ulster.
• 27 de Fevereiro - Termina o XXII Congresso do PSD, com reeleição de Durão Barroso.
Março
• 7 de março - O papa João Paulo II pede perdão pelos erros cometidos pela Igreja Católica nos últimos 2000 anos, entre eles a Inquisição e as Cruzadas; o desrespeito às outras religiões e culturas na catequização e a hostilização ao povo judeu.
• 10 de março - Nicéa Pitta denuncia em entrevista diversos atos de corrupção na administração do prefeito de São Paulo e seu ex-marido, Celso Pitta.
• 26 de março - Vladimir Putin é eleito presidente da Rússia.
Abril
• 22 de abril - Em Porto Seguro, Bahia, festa comemora os 500 anos do Descobrimento do Brasil. Confrontos de manifestantes com a polícia e uma série de problemas técnicos com uma réplica do navio de Pedro Álvares Cabral transformam as comemorações num desastre.
Maio
• 12 de maio - A indiana Lara Dutta é eleita Miss Universo.
Junho
• 5 de junho - Estréia pela rede globo a novela Laços de Família, que se tornaria uma das novelas mais assistidas do país.
• 26 de junho - Cientistas dos Estados Unidos da América e da Grã Bretanha anunciam o primeiro rascunho com a seqüência completa do genoma humano.
Agosto
• 12 de agosto - O submarino nuclear russo Kursk afunda no Mar de Barents.
Setembro
• 15 de setembro - Início da realização dos Jogos Olímpicos de Sydney (Austrália). O Brasil não conquistou sequer uma medalha de ouro.
• João Ricardo lança pela gravadora Eldorado mais uma obra dos Secos e Molhados, Memória Velha, com músicas gravadas durante shows que o grupo fez entre 1986 e 1990.
Novembro
• 19 de novembro - No Japão, o presidente do Peru, Alberto Fujimori, anuncia a renúncia do cargo.
• 28 de novembro - Descoberta do planetóide Varuna, na Cintura de Kuiper
Dezembro
• 3 de dezembro - Gustavo Kuerten conquista o bicampeonato em Roland Garros e termina o ano como o melhor jogador de tênis do mundo.
• 8 de dezembro - O juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto é preso depois de 8 meses foragido.
• 11 de dezembro - Após uma conturbada eleição, a FIFA decide dividir o prêmio de jogador de futebol do século entre Pelé e Maradona.
• 13 de dezembro - George Bush é eleito presidente dos Estados Unidos da América.
Carnaval
• Carnaval - O GRES Imperatriz Leopoldinense conquista o bi-campeonato no carnaval carioca, e seu sétimo título. O enredo Quem descobriu o Brasil foi seu Cabral em 22 de Abril, dois meses depois do carnaval foi concebido pela carnavalesca Rosa Magalhães.

NASCIMENTOS
• 11 de Agosto - Nasce o segundo filho de Madonna, Rocco Richie, filho do cineasta Guy Richie com quem é casada.

FALECIMENTOS
• 6 de Abril - Miguel Stabile, engenheiro mecânico ítalo-brasileiro.
• 4 de Maio - Sandra Bréa, atriz brasileira.
• 19 de Maio - Yevgeny Khrunov, cosmonauta da Soyuz 5.
• 25 de Junho - Wilson Simonal, músico brasileiro.
• 29 de Junho - Vittorio Gassman, ator italiano.
• 6 de Julho - Barbosa Lima Sobrinho, jornalista brasileiro.
• 25 de Agosto - Carl Barks, criador do Pato Donald e outras personagens.
• 26 de Setembro - Batem Powell de Aquino, músico brasileiro.
• 5 de Outubro - Johanna Döbereiner, engenheira agrônoma brasileira.
• 8 de Novembro - Eric Morley, milionário inglês que criou o concurso Miss Mundo.
• 26 de Novembro - Plínio Doyle, advogado e bibliófilo brasileiro .

2001

LEMBRANÇAS
Em março fui convidado pela Sra. Simone diretora da Faculdade Promove, para dar aula de “Turismo Municpal e Desenvolvimento Urbano”. Aceitei e em abril iniciei minhas aulas. Na foto parte da primeira turma de turismo. A coordenação do curso estava a cargo do Prof. Ricardo Costa.

Este Ano fomos passar o Natal na casa de minha irmã no Rio de Janeiro.

POLITICA
O Prefeito Ronaldo Canabrava pediu para que o Sergio Emilio me convidasse para exercer uma Diretoria em seu Governo. Aceitei e fui trabalhar na Seltur como Diretor de Produções. Foi um período em que assisti a pratica de diversos crimes contra o patrimônio público. Funcionários gastando dinheiro do município utilizando veículos para resolverem seus assuntos particulares e emitindo até mesmo notas frias para acobertarem seus crimes. Por diversas vezes chamei a atenção de meus superiores para o fato mais não deram a mínima. Enquanto praticavam todos os tipos de falcatruas os patrimônios turísticos da cidade ficavam abandonados, pois davam preferência as festas, do que investirem na recuperação destes patrimônios. O único Presidente que me deu ouvidos foi o Sr. Antonio Farias Junior que me apoiou em todas as medidas saneadoras da Seltur, mesmo contra a vontade do Sr. Diretor Administrativo que vivia se locupletando as custas do erário.

CARNAVAL

A Imperatriz e a primeira tricampeã da era do Sambódromo e do novo a campeã do século apresentando o enredo” Cana – Caiana, Cana Roxa Cana Fita, Cana Preta, Amarela, Pernambuco....Quero vê desce o suco, na pancada do ganzá”. Seu campeonato foi contestado novamente pelos componentes das outras escolas, já que novamente a escola teve algumas falhas em seu desfile que não foram punidas pelos jurados, pois teve 10 de todos eles. A Tradição homenageia Silvio Santos. Ele desfila no primeiro carro da escola e é ovacionado. União da Ilha cai para o Grupo de Acesso.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• 11 de Janeiro - Chega ao fim num triste episódio o programa Xuxa Park. Acontece um incêndio no cenário do programa no Teatro Fênix, deixando vários feridos, mas sem mortos. Xuxa Meneghel sai ilesa.
• 15 de Janeiro - Lançamento da Wikipédia.
• 20 de Janeiro - George W. Bush toma posse como presidente dos Estados Unidos da América.
• 4 de fevereiro - Herbert Viana, vocalista da banda Paralamas do Sucesso sofre um grave acidente pilotando seu ultraleve.
• 15 de Fevereiro - Tropas russas começam a retirada da Tchetchénia.
• 27 de Fevereiro - A destruição das estátuas dos Budas, no Afeganistão é defendida pelo líder talibã Muhammad Omar.
• 28 de Fevereiro - Mais uma vez, Madonna é banida da MTV Americana, agora com o clipe "What It Feels Like For A Girl", onde ela é uma ladra que seqüestra uma velhinha, bate nos carros, assalta pedestres, atropela pessoas, rouba carros e no fim se suicida.
• 10 de Março - Fundada a Free Software Foundation Europe.
• 11 de Maio - Lançamento da edição em português da Wikipédia.
• 11 de Maio - A porto-riquenha Denise Quiñones é eleita Miss Universo.
• 23 de Maio - A cantora Madonna volta aos palcos após 8 anos com sua nova turnê Drowned World Tour. A turnê tem sua maioria das músicas dos álbums "Ray Of Light" e "Music". A turnê excursiona pela Espanha, Alemanha, França, Itália, Inglaterra e Estados Unidos.
• 11 de julho - O Clube Náutico Capibaribe sagra-se Campeão Pernambucano de futebol no ano do seu centenário.
• 14 de Julho - Gravação do cd "Preciso de Ti", do grupo Diante do Trono, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, aonde 210 mil pessoas compareceram.
• 21 de Agosto - É lançado o álbum Mother Earth, o segundo da banda holandesa Within Temptation.
• 29 de Agosto - Inicio da Minho Campus Party.
• 11 de Setembro - Atentados terroristas em Nova Iorque e Washington, EUA.
• Realiza-se o recenseamento geral da população em Portugal.
• Michael Schumacher torna-se tetra-campeão mundial de Fórmula 1.
• 1 de Outubro - Sai o novo álbum "Scream If You Wanna Go Faster" de Geri Halliwell. Inclui o hit "Its Raining Men", que foi trilha do filme "O Diário de Bridget Jones", e "Calling", alem da faixa título.
• 23 de Dezembro - O Atlético Paranaense sagra-se Campeão Brasileiro de Futebol.
• Carnaval - O GRES Imperatriz Leopoldinense conquista o primeiro tri-campeonato da era sambódromo com o enredo Cana-caiana, cana roxa, cana fita, cana preta, amarela, Pernambuco... Quero vê descê o suco, na pancada do ganzá, de Rosa Magalhães

NASCIMENTOS
Sem Registros
FALECIMENTOS
• 5 de Janeiro - Aldo César, ator e dublador brasileiro
• 25 de Abril - Michele Alboreto, piloto italiano de automóveis.
• 28 de Abril - Carlos Scliar, desenhista, gravurista, pintor, ilustrador, cenógrafo, roteirista e designer gráfico brasileiro.
• 30 de Abril - Maria Clara Machado, autora, diretora e atriz de teatro brasileira.
• 25 de Junho - Evandro Carlos de Andrade, diretor de Jornalismo da Rede Globo
• 10 de Agosto - Jorge Amado, escritor brasileiro.
• 9 de Outubro - Roberto Campos, economista, diplomata e professor brasileiro.
• 29 de Novembro - George Harrison, guitarrista base da banda britância Beatles.
• 25 de Dezembro - João Batista, dublador brasileiro;
• 29 de Dezembro - Cássia Eller, cantora brasileira.
• ? - Jayme de Sá Menezes, médico, biógrafo, historiador e professor brasileiro.
• ? - César Leitão, dublador brasileiro.

2002

LEMBRANÇAS
Começamos o ano festejando o aniversário de D. Tina (93 anos) na Pizzaria Terraço.

No final do ano tivemos a formatura do Thiago.

Neste ano por causa de uma pagina na Internet (Museu da Pessoa) a Globo entrou em contacto comigo solicitando autorização para gravar o programa “Globo Repórter” a historia de nossas vidas. Depois de consultar esposa e filhos autorizamos que a globo viesse a Sete Lagoas para fazer a gravação.
Neste ano recebi uma homenagem da Faculdade Cenecista de Sete Lagoas . Os dizeres da Placa abaixo:
“Exmo. Senhor Diretor de Produções da Seltur
Dr. Antonio Ranauro Soares
Parceria. União de Idéias em busca de realizações do sonho em prol de um Turismo cada vez mais dinâmico e qualificado em nossa comunidade.
Agradecemos a valiosa parceria.
Faculdade Cenecista de Sete Lagoas
Sete Lagoas, 12 de Setembro de 2002”.

No dia 1 de Abril fui nomeado pelo Prefeito Ronaldo Canabrava membro do Conselho Municipal de Turismo de Sete Lagoas e nossa posse se deu no dia 4 do mesmo mês conforme carta do prefeito abaixo:


Em Setembro finalmente a reportagem do Globo Repórter começou a ser elaborada. Na equipe veio como repórter Sonia Bride, com quem fizemos uma amizade muito grande. Abaixo transcrevo a Reportagem:


FELICIDADE TAMANHO FAMILA

GLOBO REPORTER



É mais fácil ser feliz no Rio de Janeiro, com todas as praias, o carnaval, o jeito carioca de ser? Quando perguntados pelos pesquisadores, os cariocas dizem que não. O Rio de Janeiro é a capital brasileira com o menor número de pessoas que se declaram felizes. Tem mais gente que se acha feliz na terra da garoa, dos engarrafamentos, da corrida pelo dinheiro.
Mas, se o que as pessoas dizem nas pesquisas é verdade, a felicidade está na vida tranqüila, segura, na fala mansa. A felicidade vive no interior.
Os passos já foram mais apressados, nas calçadas de Copacabana ou da Avenida Paulista. Mas em Sete Lagoas, interior de Minas Gerais, o tempo é outro. Seu Ranauro e dona Eliana se conheceram na cidade há quase 50 anos. Namoro rápido, e o carioca estava casado com a moça do interior, construindo seu sonho de vida: uma família.
“O dia que meu filho nasceu, achei que naquele momento descobrira o que era felicidade. Então, eu pensei e jurei: não vai faltar a meu filho o que me faltou. Mas não era faltar dinheiro. Tentei muitas vezes comprar essa felicidade com amor, dando uma coisa. Mas foi o mais importante de tudo, foi dar carinho”, diz o corretor de imóveis Ranauro Soares.
Depois vieram a filha, seis netos - uma grande família mineira. Entre Alex e a bisavó, há quase um século de experiência. Cada um vivendo a felicidade do seu tempo - as mudanças da adolescência, os preparativos para o vestibular.
É normal que seja assim. A pesquisa Ibope-Mídia confirma os estudos internacionais: nascemos felizes. Mas a felicidade vai escapando conforme crescemos. Na vida adulta é quando somos mais infelizes. Só na meia idade a curva começa a subir, formando um sorriso para a velhice.
“Acho que hoje, com a experiência que eu tenho, me sinto mais feliz, porque a gente se realiza mais vendo os netos e os filhos realizados. Isso complementa aquela felicidade que você tinha na sua juventude”, diz seu Ranauro.
Já os filhos, que lidam com a turma de adolescentes... “A fase mais complicada começa agora que o meu filho está indo para faculdade - tanto no aspecto de preocupação quanto no aspecto financeiro, pois é a fase em que se tem maior gasto. É o frango caipira que vai ter que virar frango de granja”, avalia um deles.
Mesmo à distância, a família é uma proteção. As pesquisas mostram que são mais felizes os casados, os que convivem com bastante gente. Essa rede de relacionamentos, em que todo mundo se ajuda, é um escudo contra a tristeza.
“Com certeza, amor e fundamental para a felicidade. Principalmente amor de família. A família está ali sempre que você precisa, para ajudar, dar apoio. Na hora da bronca, a família está lá para corrigir, ensinar, dar uma lição de vida”, observa um dos netos.
“Eu sou muito feliz, graças a Deus. Se não fosse feliz, não estaria tão bonitona e forte com 93 anos. Eu teria morrido, porque a felicidade é que dá vida à gente”, diz dona Ernestina Diniz.



Dois dias antes tínhamos recebido uma noticia por parte de nosso filho Frank, que nos deixou quase com vontade de suspendermos a reportagem. Ele, Frank depois de fazer diversos exames de saúde, tinha constatado que estava com câncer ósseo. Foi como se tivesse desabado sobre nossas cabeças parte do mundo. Mas ele nos encorajou a fazermos o programa que foi ao ar no dia 15 de Novembro. A Sonia se mostrou tão interessada no problema do Frank que arranjou por duas vezes sua ida a S. Paulo, por conta da Globo para fazer exames no Hospital do Câncer. Nossa luta tinha se iniciado.
Eu e Elaine começamos a participar desta guerra que estávamos travando acompanhando nosso filho a todas as consultas e ao inicio das aplicações de Quimioterapia no Hospital Felício Roxo. Seu medico foi o Dr. Amandio de Belo Horizonte a quem devemos à vida de nosso filho.
A luta foi longa e dolorosa, mas logo de inicio aprendemos que não poderíamos ter medo da doença e assumimos que não iríamos omitir o nome da mesma, isso inclusive teve a motivação do próprio Frank, que desde o inicio nunca deixou de falar que estava com “câncer”. Por diversas vezes ele ficou internado no Hospital Felício Roxo fazendo a quimioterapia. Em abril finalmente feio a pior fase para ele Frank e para Elaine que teve de acompanhá-lo. Eles partiram para Jaú em S. Paulo para que Frank fizesse o transplante de medula, (alto transplante). Esta fase Elaine passou dias terríveis assistindo todo o sofrimento do filho, o transplante e muito agressivo, leva o paciente a uma situação extrema. Sua imunidade cai a zero. Perda de cabelo, imunidade nervosa e todos os sentidos caem a quase zero. Foi um período de 45 dias em que ele e Elaine permaneceram dentro de um quarto (bolha) totalmente isolados de tudo e de todos. Só era permitido a entrada da equipe devidamente esterilizada e preparada para o tratamento. Durante este tratamento, em maio a Diná, irmã de Elaine, faleceu. Foi mais um sufoco, eu não podia dar a noticia porque ela estava impossibilitada de sair do isolamento e de deixar o Frank sozinho no hospital. So vim dar a noticia quando eles saíram do isolamento. Foi um tremendo sofrimento para os dois. Graças a Deus o transplante deu certo e o Frank já esta levando sua vida normalmente. Lógico que não podemos descuidar. Ele tem sempre que estar fazendo os exames e atento para qualquer modificação.
Curioso e que o tratamento leva o doente a atos que jamais ele pensaria fazer. Neste caso ele escolheu duas pessoas para agredir e responsabilizar pela sua situação. Os escolhidos fui eu e a esposa dele a Iara. Não podíamos falar nada, pois logo ele passava a nos agredir com palavras grosseiras como, por exemplo: para mim e que eu era o culpado de tudo talvez pelo meu sangue. A esposa Iara era uma Feiticeira que não gostava dele de forma nenhuma e com certeza não se preocupava nem um pouco com a situação. Este tipo de reação, segundo os médicos e normal, já que o paciente perdendo suas imunidades o emocional também e atingido.
Minha filha Ciomara também foi outra guerreira chegando mesmo a abandonar tudo em Abaeté/MG para ir para Jaú ajudando sua mãe e ficar ao lado do irmão. Pelo menos uma vez ela fez isso, não o fazendo mais por causa de ter de dar atenção também a seus filhos e marido. A doença de Frank trouxe para todos nos um sofrimento muito grande, mas também houve sua compensação ao estarmos assistindo de perto o amor e dedicação existente entre nossos filhos. Recebemos da maioria das pessoas de nosso relacionamento o carinho e solidariedade. Certa vez, antes do transplante, contando para um comerciante de ferro velho a nossa dificuldade com o custo do tratamento, fui surpreendido pelo mesmo que fez um cheque de R$ 6.000.00 e insistia para que eu aceitasse. Fiquei surpreso e agradeci dizendo-lhe que não dispensaria se por acaso eu necessitasse. Para que fique claro não tinha qualquer tipo de amizade com este senhor que se mostrou solidário com a dor dos outros.
De outro lado, precisando eu de dar algum dinheiro para minha esposa viajar, solicitei ao Diretor Administrativo da Seltur, empresa em que eu trabalhava um adiantamento. Como eu constantemente fragava atos ilícitos deste individuo e fazia questão de colocá-los em relatórios, o mesmo conversou com o Secretario da pasta que não autorizou o adiantamento. Normalmente este individuo usava as viaturas da empresa para efetuar compras para sua mercearia e ficava com o dinheiro da arrecadação da empresa por vários dias. O secretario não acatava as minhas denuncias porque utilizava este sujeito para fazer também seus conchavos. Este cara até a data em que escrevo estas historia permanece trabalhando, ou melhor, atuando ilicitamente nesta empresa com o prefeito em exercício Sr Leone Maciel Fonseca e o presidente da empresa Seltur solidário com ele.

FUTEBOL

BRASIL E PENTA - A edição 2002 da Copa do Mundo de futebol reuniu 32 equipes entre os dias 31 de Maio e 30 de Junho. Foi a primeira vez que dois países sediaram unidos o evento, a primeira vez que três seleções, França, Japão e Coréia do Sul - estavam classificadas automaticamente, e a primeira vez que uma edição da Copa não aconteceu na Europa ou nas Américas.
Foi a Copa das grandes surpresas e decepções. Do lado das surpresas contaram-se o Senegal (1x0 contra a França, 1x1 com a Dinamarca, 3x3 com o Uruguai, sendo eliminado só nas quartas-de-final pela Turquia, outra surpresa. Os Turcos venderam caro a derrota para o Brasil, ficaram em 2º no grupo e perderam de novo para o Brasil, nas semi-finais, por um 1 x 0. A Turquia pode queixar-se dum calendário de jogos mal feito, em parte devido ao fato do campeonato se disputar em dois países, dado que as equipes que se enfrentam na fase de grupos não devem voltar a jogar uma contra a outra, exceto na final. Na disputa do 3º lugar, a Turquia ganhou 3 x 2 à Coréia do Sul, outra grande surpresa, ainda que beneficiando de jogar em casa. A Coréia ganhou da Polônia, Portugal, Itália, eliminou a Espanha e ficou em 4º lugar no Mundial.
Do lado das decepções estão a França, Argentina, Itália e Portugal. A França, favorita ao título, foi eliminada logo na 1ª fase, com 1 empate, 2 derrotas e nenhum gol marcado. A Argentina caiu no chamado Grupo da Morte. Após ter vencido a Nigéria por 1 x 0, perdeu com a Inglaterra por 1 x 0 e sucumbiu diante da Suécia num empate a 1 x 1. A Itália, se classificou no seu grupo no saldo de gols, mas foi eliminada nos oitavas-de-final pela Coréia do Sul. Curiosidade, em 1966, a Itália foi eliminada pela Coréia do Norte. Portugal perdeu surpreendentemente com os Estados Unidos por 3 x 2, pareceu recompor-se com uma vitória sobre a Polônia, e perdeu por 1 x 0 com a Coréia do Sul.
Brasil e Alemanha, os dois gigantes das Copas, chegaram a 2002 desacreditados por todos. No entanto, jogaram a final entre si. A Alemanha ganhou da Arábia Saudita por 8 x 0, Camarões 2 x 0, empatou 1 x 1 com a Irlanda, e depois venceu seus outros jogos todos por 1 x 0 até à final. O destaque alemão foi o goleiro Oliver Kahn, que só levou 3 gols durante o torneio. O Brasil fez a seguinte campanha: 2 x 1 com a Turquia, 4 x 0 com a China, 5 x 2 com a Costa Rica, 2 x 0 Bélgica, 2 x 1 Inglaterra, e 1 x 0 frente à Turquia. Na final, o Brasil ganhou 2 x 0 à Alemanha. O Brasil chegou ao pentacampeonato, inédito, e igualou a Alemanha em número de finais consecutivas, três.
Ronaldo Nazário foi o grande nome da Copa, pois todos duvidavam de sua capacidade física de disputar o mundial, devido a 2 anos de inatividade por causa de suas cirurgias no joelho. Os 3 Rs brilharam: Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo. O técnico do Brasil foi Luiz Felipe Scolari (Felipão).

CARNAVAL

A Estação Primeira da Mangueira consegue tirar o tetracampeonato da Imperatriz falando sobre o Nordeste. Num carnaval bastante equilibrado, a Mangueira vence por um único diferencial: a emoção. Seu enredo: “Brazil com Z é pra cabra da peste, Brasil com S é nação do Nordeste”. Este e o 17º titulo da escola.
CURIOSIDADES
EVENTOS
• O Corinthians se consagra Bicampeão da Copa do Brasil e sagra-se também Pentacampeão do Torneio Rio - São Paulo com a equipe comandada por Carlos Alberto Parreira.
• As Spice Girls separam-se após seis anos.
• O Ceará Sporting Club ganha o Campeonato Cearense de Futebol pela 33ª vez.
• 20 de Fevereiro - São encerradas as comportas da barragem do Alqueva.
• 17 de Março - eleições em Portugal.
• 20 de Maio - O Timor Leste se torna independente.
• 29 de Maio - A russa Oxana Fedorova (ou Oksana Fyodorova) é eleita Miss Universo.
• 30 de Junho - A Seleção Brasileira se consagra Pentacampeã Mundial ao derrotar a Alemanha com dois gols de Ronaldo na final da Copa do Mundo de 2002.
• 31 de Julho - Inicio da 2ª edição da Minho Campus Party.
• 31 de Julho - Chega ao fim o "Planeta Xuxa"
• O campeão do mundo de xadrez, Vladimir Kramnik, empata com o programa de computador Deep Fritz.
• 23 de Setembro - Oxana Fedorova é destronada por suspeita de gravidez e a panamenha Justine Pasek é promovida ao posto de Miss Universo.
• 27 de Outubro - Luiz Inácio Lula da Silva, do PT é eleito presidente do Brasil com mais de 53 milhões de votos.
• Michael Schumacher torna-se pentacampeão mundial de Fórmula 1.
• Realização da XVII Copa do Mundo de Futebol, no Japão e na Coréia do Sul. Campeão: Brasil.
• Criciúma Esporte Clube conquista o título de Campeão Brasileiro da Série B
• Sociedade Esportiva Palmeiras é rebaixada a segunda divisão do futebol brasileiro após perder para o Vitória no estádio do Barradão, era então o técnico da equipe o Sr. Levir Culpi.

NASCIMENTOS
Sem registros
FALECIMENTOS
• 13 de Abril - Oswaldo Sargentelli, radialista, apresentador de televisão e empresário da noite brasileiro.
• 14 de Maio - José Lutzenberger, ecologista e agrônomo brasileiro.
• 20 de Maio - Stephen Jay Gould, biólogo e divulgador científico norte-americano.
• 27 de Maio - João Amazonas, político brasileiro.
• 30 de Maio - Mário Lago, ator brasileiro.
• 15 de Junho - Sérgio Bernardes, arquitecto brasileiro.
• 30 de Junho - Francisco Cândido Xavier (Chico Xavier), o maior médium espírita do Brasil.
• 18 de Julho - Gérson de Abreu, apresentador e animador infantil brasileiro.
• 8 de Setembro - Lucas Moreira Neves, cardeal brasileiro.
• 21 de Setembro - Nelly Amaral, dubladora brasileira.
• 12 de Outubro - Ray Conniff, músico americano.
• 31 de Outubro - Manfred e Marísia Von Richthofen, casal brasileiro, vítimas de um complô encabeçado pela própria filha do casal Suzane Von Richthofen e executado pelos irmãos Cravinhos.
• 13 de Novembro - Juan Alberto Schiaffino, ex-jogador de futebol uruguaio, autor do primeiro gol do Uruguai na decisão da Copa do Mundo de 1950 contra o Brasil.
• 11 de Dezembro - Carlos Zara - ator brasileiro.
• 12 de Dezembro - Orlando Villa Bôas - sertanista brasileiro.
• 17 de Dezembro - Evandro Lins e Silva, jurista, jornalista, escritor e político brasileiro.
• 24 de Dezembro - Altair Lima, ator brasileiro.

2003

LEMBRANÇAS

Foi um ano terrível para todos. O Frank estava se preparando para ir para Itu/SP, para fazer o transplante de Medula Óssea. Durante seu tratamento no Hospital Felício Roxo, além de sua mãe sua tia Maria das Graças (Gracinha) se fez presente como sua companhia durante varias vezes.
Já em Itu em plena recuperação do transplante, estando ele ainda dentro do isolamento (bolha) a minha cunhada Edna Diniz Pontes (Diná) faleceu. Fiquei sem saber como agir, mas resolvi depois de consultar outros parentes, em omitir a noticia pelo menos durante aquela semana.
Quando dei a noticia, foi um choque tanto para o Frank como para a Elaine. Ambos se lamentaram de não poderem dar o ultimo adeus a ela.
Neste ano fiz 10 anos que colaboro com a imprensa de Sete Lagoas escrevendo minhas colunas. Hoje escrevo para o jornal Tribuna de Sete Lagoas e intitulo minha coluna como “O Trovão”.

POLITICA

Em 1 de Janeiro toma posse como Presidente da Republica o Sr. Luiz Inácio Lula da Silva para substituir Fernando Henrique Cardoso. Desde a posse de Lula o Pais começou a enfrentar um período de invasões de terras.

CARNAVAL

A Beija-Flor conquista o carnaval apresentando o enredo: O Povo Conta sua Historia: “Saco Vazio Não Pára em Pé” – A mão que faz a guerra faz a Paz.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro
• Janeiro - Estréia internacional da dupla pop/eletrônica russa t.A.T.u. . Yulia Volkova & Lena Katina de 18 anos, lançam o album "200 Km/H In The Wrong Lane" o segundo da carreira delas mas, o primeiro no mundo afora. Esse album contem os hits esmagadores "All The Things She Said", "Not Gonna Get Us", "30 Minutes" & "How Soon Is Now?". O album é a versão em inglês do primeiro album russo das garotas, "200 Po Vstrechnoy". Em 2001 elas foram lançadas apenas na Rússia, e nos países que formavam a antiga União Soviética, e no Leste Europeu, cantando em russo mesmo. Dai em 2002, ja com altas vendagens de discos e shows, elas assinam parceria com a Interscoope Records, e agora são Popstars.
• 1 de Janeiro - Luís Inácio Lula da Silva assume a presidência da República Federativa do Brasil.
• 2 de Janeiro - Chávez visita Lula em Brasília e propõe a integração energética entre países latino-americanos
• 10 de Janeiro - Entra em vigor o novo Código Civil brasileiro aprovado pelo Congresso em setembro de 2001.
• 30 de Janeiro - França apreende Boeing da Varig por falta de pagamento do contrato de leasing pela Varig.
Fevereiro
• Carnaval - A Beija-Flor de Nilópolis vence o carnaval carioca; é o sétimo título da escola
• 1 de Fevereiro - Lançadeira espacial explode no Texas. A nave Columbia explodiu matando seus sete tripulantes. No momento do acidente, a espaçonave viajava a 20.000 km/h, dezoito vezes a velocidade do som.
• 25 de Fevereiro - A União Européia chega a acordo sobre "o primeiro instrumento de «imigração legal», projecto de diretiva comunitária sobre o direito de reunificação familiar de imigrantes.
• 28 de Fevereiro - Inaugurado o COMPOMUS, Laboratório de Composição Musical da Universidade Federal da Paraíba, Brasil.
Março
• 6 de Março - A Assembléia Nacional de Cuba reelege o líder Fidel Castro para mais um mandato de cinco anos à frente da presidência.
• 16 de Março - o Cruzeiro Esporte Clube sagra-se campeão mineiro antecipadamente ao vencer a URT por 4 a 0.
• 19 de Março - EUA iniciam Guerra contra Saddam Hussein
• 31 de Março - O presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, anunciou o aumento do salário mínimo de 200 para 240 reais.
Abril
• 8 de Abril - Uma aposentada de 72 anos de idade foi presa, em Fortaleza CE, acusada de não pagar pensão alimentícia a uma neta, cujo pai estava desempregado. A decisão judicial determinou que a idosa, pensionista da Aeronáutica, passasse trinta dias na carceragem de uma delegacia caso não pudesse arcar com a dívida, que somava mais da metade de sua pensão mensal.
• 13 de Abril - Madonna lança mais um polêmico álbum, o "American Life". O vídeo tem sua primeira versão banida das MTV mundiais, porque traz Madonna em uniformes de guerra, aonde exibem cenas de explosões de bombas, e atentado e um sósia de George W. Bush fumando um charuto com uma granada. A segunda versão é um clipe mais simples, dela apenas cantando em frente às bandeiras de todos os países. Além da faixa-título o álbum traz hits como "Die Another Day" (trilha do filme 007 - Die Another Day), "Hollywood" e o menos famoso "Love Profusion".
• 27 de Abril - Beatificação de Tiago Alberione pelo Papa João Paulo II
Maio
• 24 de Maio - A dupla russa t.A.T.u. faz sua estréia no festival Eurovision que dessa vez aconteceu em Riga, Letônia.Yulia & Lena representaram a Rússia, cantando "Ne Ver, Ne Boysia, Ne Prosi" e acabam ficando em 3º lugar, perdendo para a Bélgica e Turquia, que ganhou o primeiro lugar. A música entrou em uma segunda edição mundial de "200 km/h In The Wrong Lane" e na edição russa do álbum "Remixes" de 2004.
Junho
• 3 de Junho - A dominicana Amélia Vega é eleita Miss Universo.
• 11 de Junho - O Cruzeiro Esporte Clube sagra-se campeão da Copa do Brasil ao vencer o Flamengo na final. O resultado do primeiro jogo no Rio de Janeiro foi 1 a 1. No jogo de volta no Mineirão, o Cruzeiro ganhou por 3 a 1.
Julho
• 30 de Julho - Inicio da 3ª edição da Minho Campus Party.
• [editar]
• Agosto
• 1 de Agosto a 17 de Agosto - Jogos Panamericanos, em Santo Domingo, República Dominicana
Setembro
• Setembro - Mais uma vez a cantora americana Madonna escandaliza. Dessa vez se apresentando no MTV VMA, cantando "Like A Virgin"/"Hollywood" com Britney Spears, Christina Aguilera e a rapper Missy Elliott, ela beija na boca de Britney e Christina Aguilera.
• 3 de setembro - Gilberto Gil recebe o Grammy Latino prêmio de Personalidade do Ano, Miami
• " 27 de Setembro - A Rede Record se torna a mais antiga emissora em operação no Brasil,comemorando seus 50 Anos

Outubro
• 12 de Outubro - Michael Schumacher torna-se hexacampeão mundial de Fórmula 1, ao chegar em oitavo lugar no grande prêmio do Japão, superando o recorde de Juan Manuel Fangio.
• 21 de Outubro - Consistório Público Ordinário para a criação de novos cardeais, em Roma.
Novembro
• 10 de Novembro - São encontrados, em Embu Guaçu, no estado de São Paulo, em um sítio abandonado, os corpos dos jovens estudantes Felipe Silva Caffé e Liana Friedenbach, de dezenove e dezesseis anos, respectivamente, barbaramente assassinados por um grupo de marginais liderados por um menor de idade, também de dezesseis anos, conhecido como "Champinha". Os dois planejavam um romântico final de semana mas acabaram descobertos pelo grupo, que promoveram uma sádica jornada, matando Felipe primeiro e três dias depois Liana, esta após ser submetida a inúmeros abusos. O caso estarreceu a sociedade brasileira e reacendeu inúmeras questões, como os perigos que cercam a adolescência de nossos dias e principalmente a redução da maioridade penal. Os quatro acusados de envolvimento estão presos e ainda aguardam julgamento.
• 22 de novembro - O Palmeiras e o Botafogo voltam à primeira divisão do Futebol Brasileiro.
• 29 de novembro - Palmeiras e Botafogo entraram em campo na última partida na Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe alviverde vence de goleada por 4 a 1 e conquista o inédito título da Segundona.
• 30 de Novembro - Cruzeiro Esporte Clube sagra-se campeão do Campeonato Brasileiro de futebol por antecipação ao ganhar de 2 a 1 do Paysandu. Torna-se assim o primeiro clube brasileiro a conquistar a Tríplice Coroa (Campeão Regional, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro).
Dezembro
• Homo floresiensis, espécie humana descoberta através de escavações arqueológicas

NASCIMENTOS
Sem registros

FALECIMENTOS
• 11 de Janeiro - Jorge Laffond, ator brasileiro, famoso por interpretar a personagem Vera Verão na série A Praça é Nossa
• 12 de Janeiro - Maurice Gibb, membro da banda Bee Gees (ataque cardíaco)
• 22 de Janeiro - Dona Zica, sambista brasileira
• 28 de Janeiro - Cícero Dias, pintor brasileiro
• 14 de Fevereiro - A ovelha Dolly, primeiro clone de um mamífero adulto, foi sacrificada aos seis anos de idade.
• 4 de Março - Celly Campelo, cantora e precursora do rock no Brasil.
• 7 de Abril - Albery Seixas da Cunha, artista plástico brasileiro.
• 3 de Maio - Wilson Viana, ator brasileiro, apresentador do programa Capitão Aza na TV Tupi
• 12 de Maio - Paulo Flores, dublador brasileiro.
• 26 de Maio - Carlos Eduardo Dolabella, ator brasileiro, pai do também ator brasileiro Dado Dolabella.
• 27 de Junho - Walter Hugo Khouri, cineasta brasileiro.
• 29 de Julho - Afonso Brazza, ator e cineasta brasileiro.
• 6 de Agosto - Roberto Marinho, jornalista, empresário de mídia, dono das Organizações Globo: Rede Globo de Televisão, O Globo, Sistema Globo de Rádio etc.
• 9 de Agosto - Mílton George Henschel, quinto presidente da Sociedade Torre de Vigia de Bíblias e Tratados.
• 16 de Agosto - Idi Amin, ex-ditador de Uganda.
• 19 de Agosto - Sérgio Vieira de Mello, diplomata brasileiro.
• 4 de Dezembro - Maria de Arruda Müller, educadora e poetisa brasileira.
• ? Luiz Sergio Coelho de Sampaio, filósofo, acadêmico e escritor brasileiro.

2004

POLITICA

Em Junho deste ano durante a convenção do PMDB, lamentavelmente saiu vencedor o nome de Leone Maciel para Vice de Ronaldo Canabrava. Conhecendo este candidato antes de se começar a votação procurei o Ronaldo e sugeri o nome de Emilinho, filho de Sergio. Infelizmente não fui ouvido. Já durante a campanha este senhor Leone, quando aparecia não se aproximava do candidato Ronaldo, e sua companheira vivia fazendo ameaças porque o nome Sr. Leone não aparecia nas faixas na mesma proporção ao nome do Ronaldo. Por diversas vezes assisti a mesma ligando o celular para dar noticias a pessoas ligadas a Marcelo Cecé.
Durante a posse a referida senhora a todo o momento se queixava da pouca referencia ao nome de seu companheiro. Os Vereadores eleitos já começavam a mostrar suas intenções de golpistas, pois queriam de qualquer forma, mesmo desrespeitando a Justiça Eleitoral, dar posse a 17 Vereadores quando a Justiça determinava 14.

CARNAVAL

Outra vez Beija-Flor conquista o primeiro lugar com o enredo “Manôa-Manaus Amazônia Terra Santa. Que alimenta o Corpo, equilibra a Alma e transmite Paz”.

LEMBRANÇAS

Mais uma vez fomos surpreendidos com a morte de meu cunhado Petrônio Diniz Pontes no dia 17 de Outubro. Petrônio já vinha sofrendo a algum tempo vitima de um câncer na garganta e estava sujeito a perder até a voz. Alcoólatra inveterado não aceitava ter de parar de beber e fumar. Sua morte acho eu, que foi emocional, pois ele era Atleticano doente e neste dia o seu time estava perdendo de 5 X 0. Quando ele passou perto de mim para ir para o quarto assistir o restante do jogo deu somente um grito e logo faleceu.

CURIOSIDADES
EVENTOS
• Janeiro
• 25 de janeiro - Miklós Féher, jogador húngaro que vestia a camisola n°29 do clube português Sport Lisboa e Benfica faleceu aos 24 anos de idade, em pleno campo, num jogo que confrontava o Vitória de Guimarães à equipa lisboeta
Fevereiro
• Carnaval - A Beija-Flor de Nilópolis conquista o bi-campeonato do carnaval carioca
• 6 de fevereiro - Explosão do metrô de Moscou.
• 8 de Fevereiro - O robot Opportunity da NASA recolhe imagens de um sistema rochoso, em Marte, que indicia a existência de água no planeta.
• 8 de Fevereiro - George W. Bush admite que Saddam Hussein não possuía armas de destruição maciça, numa entrevista à estação de televisão NBC.
• 8 de Fevereiro - Bill Clinton, Mikhail Gorbatchev e Sophia Loren são premiados com um Grammy pela narração do disco contando a história de Pedro e o Lobo, em moldes modernos.
• 25 de Fevereiro - A Líbia começa a destruir cerca de 3.300 bombas preparadas para receberem ogivas químicas.
• 29 de Fevereiro - O presidente do Haiti, Jean-Bertrand Aristide, é deposto.
Março
• 11 de Março - Atentado terrorista em Madri, Espanha.
• 14 de Março - José Luis Rodríguez Zapatero do PSOE vence as eleições parlamentares espanholas.
Abril
• A cantora Madonna está de volta aos palcos após 2 anos da sua última turnê, volta com a "Re-Invention Tour".
Maio
• 4 de Maio - Garçon à la pipe, um quadro de Pablo Picasso, torna-se o quadro mais caro do mundo, ao ser vendido em um leilão por 104,1 milhões de dólares.
• 6 de Maio - Ocorre a última transmissão do seriado Friends na NBC
• 25 - Estréia Peri Winkle
Junho
• 1 de Junho - A australiana Jennifer Hawkins é eleita Miss Universo.
• 11 de Junho - A sonda Cassini-Huygens atinge a máxima aproximação de Febe.
• 12 de Junho - Início do Campeonato Europeu de Futebol em Portugal, com a vitória da seleção da Grécia.
• 30 de junho - O Santo André torna-se campeão da Copa do Brasil ao vencer o Flamengo, por 2 a 0, em pleno Maracanã. Esse resultado foi um dos mais inesperados do futebol.
Julho
• 1º de julho - O site Millsberry é lançado no ar.
• 17 de Julho - Pedro Santana Lopes toma posse como primeiro-ministro do XVI Governo Constitucional em Portugal.
• 28 de Julho - Inicio da 4ª edição da Minho Campus Party.
• É anunciado o primeiro vírus (computação) para telefones celulares: Cabir.
Agosto
• 13 de Agosto - Abertura dos Jogos da XXVIII Olimpíada em Atenas - Grécia.
• 29 de agosto - Michael Schumacher torna-se heptacampeão mundial de Fórmula 1, vencendo pela quinta vez consecutiva.
Setembro
• 1º de setembro - Separatistas chechenos invadem escola de Beslan, na república russa da Ossétia do Norte.
Novembro
• 9 de Novembro - Lançado o navegador Mozilla Firefox 1.0.
• 11 de Novembro - O Jogador Romário faz seu último jogo na seleção brasileira de futebol.
• 15 de Novembro - Lançado o álbum The Silent Force, o terceiro da banda holandesa Within Temptation.
• 30 de Novembro - O Presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio anuncia a decisão de dissolver a Assembléia da República e como conseqüência o governo em funções.
Dezembro
• 19 de Dezembro - O Santos FC torna-se bi-campeão brasileiro de futebol ao vencer o Vasco por 2X1 (Ricardinho, Elano) na cidade de São José do Rio Preto.
• 26 de Dezembro - Um terremoto no Oceano Índico, seguido de Tsunamis provoca a destruição nos países do Sudeste Asiático. Estimou-se o número de mortos em 398000 pessoas.
Datas incertas
• Com 509 metros de altura, o Taipei 101, o prédio mais alto do mundo, é inaugurado, em Taiwan.

NASCIMENTOS
Sem registros

FALECIMENTOS
• 24 de Janeiro - Leônidas da Silva ("Diamante Negro"), jogador de futebol brasileiro.
• 4 de Fevereiro - Hilda Hilst, poeta, escritora e dramaturga brasileira.
• 3 de Maio - Lygia Pape, artista plástica brasileira.
• 26 de Maio - Renato Master, dublador brasileiro.
• 10 de Junho
• Ray Charles, cantor e pianista norte-americano.
• 21 de Junho - Leonel Brizola, político brasileiro; ex-Governador dos estados do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.
• 1 de Julho - Marlon Brando, ator norte-americano
• 17 de Julho - Agenor Miranda, babalorixá do candomblé e escritor.
• 28 de Julho - Francis Crick, cientista britânico, vencedor do Prémio Nobel da Medicina.
• 16 de Agosto - Luiz de Castro Faria, antropólogo brasileiro.
• 7 de Setembro - Miriam Pires, atriz brasileira.
• 28 de Setembro - Giulio Massarani, professor universitário brasileiro de Engenharia Química.
• 11 de Outubro
• Fernando Sabino, escritor e jornalista brasileiro.
• Christopher Reeve, o mais famoso Super-Homem do cinema.
• 27 de Outubro - Serginho Paulo César de Oliveira, jogador de Futebol brasileiro do São Caetano
• 19 de Dezembro - Geraldo Lapenda, filólogo, autor da gramática da língua yathê falada pelos índios Fulniô (1968) brasileiro.

2005

LEMBRANÇAS
Tem sido um ano um pouco diferente. A incerteza a respeito de minha permanência na Prefeitura ainda me deixa meio angustiado.
Fomos fazer um passeio na casa de Ciomara em Abaeté que resultou nas fotos que se seguem.


No dia 7 de Junho participei das inaugurações: Laboratório de Informática da Escola Municipal Dr. Marcio Paulino, Posto da Guarda Municipal na escola e da pintura do prédio.

Na foto da inauguração da escola da esquerda para direita o neto de Marcio Paulino, Gustavo, a Secretaria de Educação Cibele Calazans e sua assessora Ângela Mafra, Prefeito Ronaldo Canabrava, Diretoras e Professoras da Escola e por ultimo eu.
Em agosto deste ano fiz uma visita com a turma de Turismo e Comunicação da Faculdade Promove ao Palácio do Governo em Belo Horizonte, Além dos alunos estiveram presentes o Professor José Magalhães e José Marciano, funcionário da Secretaria de Saúde. Abaixo foto desta visita. Eu fui o fotografo.


No dia 14 de Dezembro ouve o julgamento do processo de nº 444/2004 contra mim, imposto por Marcelo Cecé Vasconcelos de Oliveira. A origem deste, foi porque o Sr. Cecé se julgou ofendido com artigos por mim escritos em minha coluna “Boca Maldita” e “O Trovão”.
Compareci a audiência de julgamento acompanhado de meu advogado e abaixo publico a sentença de minha absolvição.




Além desta ação algumas outras foram impetradas contra minha pessoa por Dr. Elizabeth e Dr. Sávio de Souza Cruz.
O mais interessante de tudo e que nunca usei nomes em minhas colunas e deixo a imaginação de cada um sua decisão de colocar ou não a carapuça da dignidade ou da imoralidade.
Se não se tomar uma providencia em breve estaremos conduzindo o país ao Caos. As coisas estão acontecendo da mesma forma que assistimos antes de 1964. O desmando esta se generalizando e a sociedade perplexa, logo estarão saindo às ruas para pedir socorro as Forças Armadas. Ai só Deus para frear a volta da Ditadura.
Em Dezembro fomos passar o Natal na casa de Frank. As fotos do evento estão a seguir

O final do ano passamos com Ciomara.


POLITICA

Prefeito de Sete Lagoas Dr. Ronaldo Canabrava
Vice Prefeito Dr. Leone Maciel Fonseca

Em 2005 depois que a companheira do vice, tomou posse como Secretaria de Turismo, a mesma vivia fazendo ameaças que as coisas iriam mudar. Quando o Presidente da Seltur programava algum evento, ela logo saia com comentários que as coisas iriam mudar dentro da Prefeitura. Seus telefonemas eram freqüentes para pessoas ligadas a um ex prefeito, o golpe já estava sendo preparado.
Foi um ano marcado pelas atuações do prefeito Ronaldo Canabrava na esfera Estadual e Federal com o objetivo de trazer melhoria para a cidade.
O Diretor Administrativo da Seltur continua a fazer das suas. Teve um determinado dia que a Justiça do trabalho mandou bloquear as contas da firma para pagar uma indenização de um funcionário, e ele mais do que depressa passou a não realizar depósitos na conta da empresa, ficando com o dinheiro em seu poder. No dia de pagamento de funcionários ele sacou aproximadamente R$ 30.000,00 da conta da Prefeitura e ficou com o dinheiro em seu poder por mais de 2 dias colocando em risco o que não lhe pertencia.
O mesmo e proprietário de dois estabelecimentos comerciais. Um no Bairro Cidade de Deus (mercearia) e outro na Av. Emilio de Vasconcelos Costa, 110 sob loja 10 (Locadora de Vídeo). Nesta ele so utiliza fitas piratas.
Em Outubro deste ano foi afastado pela primeira vez o Prefeito Ronaldo Canabrava pelo golpe que vinha se emoldurando a bastante tempo.

CARNAVAL

Beija-Flor tricampeã. Seu enredo “O vento corta as terra dos pampas. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Guarani. Sete povos na fé e na dor... Sete missões de amor”.

CURIOSIDADES
EVENTOS
Desporto
• O Sport Lisboa e Benfica é campeão nacional de Portugal - Superliga.
• O Corinthians é campeão do Campeonato Brasileiro.
• O Fluminense FC é campeão do Campeonato Carioca.
• O São Paulo FC é campeão do Campeonato Paulista, do Mundial de Clubes da FIFA e, por extensão, da Taça Libertadores da América.
• O Ipatinga Futebol Clube é campeão do Campeonato Mineiro. O time tem menos de 10 anos de existência e, assim, torna-se o mais jovem campeão do estado.
• O Paulista FC é campeão da Copa do Brasil.
• A Seleção Brasileira de Futebol é campeã da Copa das Confederações.
• Fernando Alonso é campeão mundial de Fórmula 1.
• Grêmio é campeão da Série B do Campeonato Brasileiro.
• Clube do Remo é campeão da Série C do Campeonato Brasileiro.
• Fortaleza Esporte Clube é campeão do Campeonato Cearense.
• Clube Atlético Paranaense é campeão do campeonato paranaense.
Janeiro
• 1 de Janeiro - *Posse dos prefeitos e vereadores no Brasil, para o período entre 1 de Janeiro de 2005 e 31 de Dezembro de 2008.
• 1 de Janeiro - A Turquia adota uma nova moeda, a nova lira turca, a qual vale 1.000.000 das antigas liras.
• 6 de Janeiro - Início do Mardi Gras
• 9 de Janeiro - Mahmoud Abbas é eleito Presidente da Autoridade Nacional Palestina, sucedendo a Yasser Arafat.
• 14 de Janeiro - A sonda Cassini-Huygens aterra em Titã.
• 20 de Janeiro - Posse do segundo mandato do presidente dos Estados Unidos da América George W. Bush.
• 20 de Janeiro - Os limites de velocidade na República da Irlanda mudam de milhas por hora para quilômetros por hora. Todos as placas de limite de velocidade são trocadas, assim como as placas de estradas velhas sem distâncias métricas (anteriores aos anos 70).
• 26 de Janeiro - Início do Fórum Social Mundial realizado até 31 de Janeiro em Porto Alegre, Brasil.
• 28 de Janeiro - A Procter & Gamble compra a Gillette em um acordo com o valor estimado de US$ 57 bilhões, criando a maior empresa de produtos de consumidor do mundo.
Fevereiro
• Carnaval - A Beija-Flor de Nilópolis conquista o tri-campeonato no carnaval carioca
• 1º de Fevereiro - Tadao Chino, presidente do Banco de Desenvolvimento da Ásia, retirou-se de seu cargo.
• 6 de Fevereiro - Estréia, no Teatro Massimo Bellini, em Catânia, Itália, o musical "Terra Brasilis", de Fernando Bicudo.
• 8 de Fevereiro - Término do Mardi Gras.
• 8 de Fevereiro - Israel e a Autoridade Palestiniano acordam um cessar-fogo.
• 20 de Fevereiro - Eleições legislativas em Portugal, com a vitória do PS de José Sócrates.
• 25 de Fevereiro - Rússia e Irão assinam um acordo de fornecimento de combustível nuclear russo para a futura central nuclear iraniana.
• 27 de Fevereiro - Pela primeira vez em 26 anos de pontificado, João Paulo II, não faz a oração dominical na Praça de S. Pedro no Vaticano.
Março
• 21 de Março - Sam Nujoma, Presidente da Namíbia desde 1990, é sucedido por Hifikepunye Pohamba
• O Criciúma Esporte Clube conquista pela 9º vez o Título de Campeão Catarinense de futebol.
Abril
• Demonstrações anti-japonesas na República Popular da China
• 2 de Abril - Estréia na TV Globo, o programa TV Xuxa apos o fiasco de Xuxa No Mundo Da Imaginação. Altos índices de Ibope para o novo programa de Xuxa Meneghel.
• 2 de Abril - Morre o Papa João Paulo II
• 3 de Abril - O São Paulo empata com o Santos por 0 a 0 em Mogi Mirim e conquista o Campeonato Paulista pela 20a. vez, com duas rodadas de antecedência.
• 8 de Abril - Eclipse solar híbrido (sul do Oceano Pacífico)
• 9 de Abril - Casamento do Príncipe Charles e Camilla Parker Bowles.
• 17 de Abril - O Ipatinga vence o Cruzeiro por 2 a 1 no Mineirão e conquista o Campeonato Mineiro pela primeira vez. No mesmo dia o Fluminense derrota o Volta Redonda e se sagra campeão carioca de futebol.
• 18 de Abril - Início do conclave de 2005 que elegeria o novo Papa
• 19 de Abril - Joseph Ratzinger eleito Papa Bento XVI no segundo dia de conclave.
• 20 de Abril - Alfredo Palácio assume a Presidência da República do Equador.
Maio
• 1º de Maio - Páscoa para Igrejas Ortodoxas
• 5 de Maio - Data anunciada para as eleições gerais no Reino Unido.
• 5 de Maio - O parque temático da Disney, em Orlando, Flórida, EUA começa sua celebração de 50 anos.
• 12 de Maio - Apresentação oficial da Xbox 360, na MTV.
• 14 de Maio - Estoura a crise política brasileira conhecida como escândalo do mensalão.
• 17 de Maio - A Electronic Entertainment Expo 2005 (E3) é realizada até ao dia 20 de Maio em Los Angeles, Califórnia, EUA.
• 18 de Maio - O CSKA ganha a Taça UEFA no estádio José de Alvalade,por 3-1, casa do Sporting Clube de Portugal, finalista derrotado.
• 19 de Maio - É lançado o terceiro filme na seqüência e último da série Star Wars, de George Lucas, A Vingança do Sith.
• 22 de Maio - O Benfica sagra-se campeão português.
• 30 de Maio (na Tailândia, 31 de Maio) - A canadense Natalie Glebova é eleita Miss Universo.
Junho
• 7 de Junho - A Noruega celebra 100 anos de independência
• 16 de Junho- Ministro Chefe da Casa Civil no Brasil, José Dirceu, pede demissão do cargo.
• 17 de Junho - Eleição presidencial iraniana
• 19 de Junho - Eleições galegas. Vitória histórica de Emílio Pérez Touriño do PsG/PSOE que consegue afastar Manuel Fraga Iribarne (ex-ministro de Franco) que durante 15 anos esteve à frente dos destinos da Galiza. Porém, Emílio Pérez Touriño para poder governar teve que se aliar ao Bloco Nacionalista Galego.
• 21 de Junho - Condenado a sessenta anos de prisão o ex-membro da organização racista Ku Klux Klan Edgar Ray Killen, pelo assassinato de três homens em 1964, caso que inspirou o filme Mississipi em Chamas.
Julho
• 6 de Julho: Londres é escolhida como cidade-sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012.
• 7 de Julho: Atentados terroristas atingem Londres apenas um dia após sua escolha como cidade-sede das Olimpíadas de 2012.
• 14 de Julho: Primeira decisão da história da Taça Libertadores da América com dois times do mesmo país: São Paulo FC e Atlético Paranaense. O São Paulo vence por 4 a 0 e passa a ser o único time brasileiro da história a ganhar três títulos da competição.
• 14 de Julho: Dana Galkowicz , filha de brasileiro , e assassinada em sua casa, por um morteiro atirado da faixa de Gaza , no Moshav Netiv Haassara - Sul de Israel . O grupo Hamas assumiu responsabilidade.
• 15 de Julho: A refilmagem de A Fantástica Fábrica de Chocolate foi lançada.
• 16 de Julho: O sexto livro da série Harry Potter, Harry Potter and the Half-Blood Prince, é lançado mundialmente em inglês.
• 17 de Julho: O parque temático da Disney em Orlando, Flórida, EUA completa 50 anos.
• 27 de Julho—31 de Julho: 5ª edição da Minho Campus Party.
• 31 de Julho: Fim do prazo de adesão da Nova Ortografia Oficial do Alemão.
Agosto
• 4 de Agosto - Início da Wikimania realizada até 7 de Agosto em Frankfurt, na Alemanha.
• 4 de Agosto - Na RedeTV, enquanto a contratação de Marcelo Rezende é confirmada, o Jornal da TV alcança uma de suas maiores audiências. Uma das razões foi a dupla de apresentadoras, Cristina Lyra e Renata Maranhão, que substituía a dupla titular, Augusto Xavier, que ganhou folga, e Rita Lisauskas, que fez a previsão do tempo.
• 15 de Agosto - Estréia do SBT Brasil, telejornal que marca a investimento no jornalismo do SBT, com a apresentação da jornalista Ana Paula Padrão.
• 29 de Agosto - O Furacão Katrina destrói os diques de proteção e afunda a cidade de Nova Orleans, nos Estados Unidos, causando mortes e destruição também nos estados da Flórida, Mississippi e Louisiana.
Setembro
• 7 de Setembro - Na Avenida Paulista, em São Paulo, é realizada uma manifestação contra a corrupção no Brasil.
• 12 de Setembro - Inaugurado parque temático da Disney em Hong Kong.
• 15 de Setembro - Eleições legislativas na Alemanha.
• 21 de Setembro - Após sofrer denúncias de recebimento de propina, Severino Cavalcanti renuncia ao mandato e à presidência da Câmara dos Deputados
• 24 de Setembro - A Polícia Federal prende o árbitro Edílson Pereira de Carvalho, acusado de participar de um esquema para armar os resultados de jogos do Campeonato Brasileiro.
• 25 de Setembro - Fernando Alonso conquista o título de pilotos da Fórmula 1, tornando-se o mais jovem campeão da categoria (24 anos), batendo o recorde que pertencia a Emerson Fittipaldi.
• 26 de Setembro - Grandes lideranças petistas abandonam o partido, dentre eles Plínio de Arruda Sampaio, Hélio Bicudo e Chico Alencar
• 28 de Setembro - Aldo Rebelo é eleito novo presidente da Câmara dos Deputados
• 29 de Setembro - O Vice-Presidente do Brasil, José Alencar se filia ao Partido Municipalista Renovador, ligado à Igreja Universal do Reino de Deus
• 29 de Setembro - Google anuncia parceria com a NASA para fins de pesquisa espacial
Outubro
• 1º de Outubro - Atendendo a um pedido da TopSports, a 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo determinou à Embratel o bloqueio do sinal de satélite da RedeTV caso ela voltasse a transmitir partidas da Liga dos Campeões da UEFA. Com isso, acaba-se uma briga judicial entre a empresa de marketing e a emissora de Barueri.
• 6 de Outubro - Após uma série de episódios polêmicos em sua gestão, o bibliógrafo Pedro Corrêa do Lago deixa a presidência da Fundação Biblioteca Nacional
• 9 de Outubro - Eleições autárquicas em Portugal.
• 10 de Outubro - Sai o novo album da dupla russa t.A.T.u. em duas versões: em inglês e em russo.
• 12 de Outubro - Pauleta passa a marca de Eusébio de 41 golos pela Seleção Portuguesa e chega aos seus 42 golos pela Seleção.
• 13 de Outubro - Estréia do filme O Castelo Andante (ing. Howls Moving Castle) de Hayao Miyazaki
• 20 de Outubro - Lançamento do livro A Conspiração de Dan Brown (Portugal)
• 23 de Outubro - Realizado no Brasil o Referendo sobre a proibição da comercialização de armas de fogo e munições, no qual o NÃO vence com 63,94% e o SIM obtem 36,06% dos votos válidos.
• 27 de Outubro - Lançamento do foguetão KOSMOS 3M, levando a bordo o primeiro satélite do projecto SSETI Express.
Novembro
• 13 de Novembro - A cantora Madonna lança o album "Confessions On A Dance Floor".
• 13 de Novembro - Estréia da Grand Prix Masters, uma categoria de automobilismo que é disputada apenas por ex-pilotos de F1 com mais de 45 anos. A primeira corrida foi em Kyalami, Africa do Sul, e foi vencida por Nigel Mansell.
• 15 de Novembro - A Rede TV, coincidentemente no dia em que completava 6 anos, fica 25 horas fora do ar por causa das pegadinhas de João Kleber que, segundo alguns, são impróprias e preconceituosas.
• 25 de Novembro - O filme "Harry Potter e o Cálice de Fogo" foi lançado no Brasil.
• 26 de Novembro - Grêmio vence heroicamente a equipe do Náutico por 1x0 na final do Campeonato Brasileiro Serie B.
• 30 de Novembro - Realizado na França no hospital de Amiens, em uma mulher de 38 anos, o primeiro transplante de rosto no mundo.
Dezembro
• 2 de Dezembro - A Microsoft lança a nova consola de jogos na Europa. A XBOX 360.
• 4 de Dezembro - O Corinthians conquista o tetra-campeonato brasileiro de futebol.
• 5 de Dezembro - A dupla russa t.A.T.u., desembarca em solo brasileiro, somente em São Paulo. Yulia Volkova & Lena Katina fazem participações cantando no programa de Hebe Camargo e no Jô Soares. E no dia seguinte, realizaram um super show no Urbano Club, aonde cantaram velhas músicas e novas do novo álbum.
• 10 de Dezembro - A Venezuela entra como membro permanente no Mercosul.
• 18 de Dezembro - O São Paulo FC vence o time do Liverpool FC por 1 a 0 e ganha pela terceira vez o Mundial Interclubes da FIFA.
• 30 de Dezembro - A Rede Record rescinde o contrato com o jornalista Boris Casoy em comum acordo.

NASCIMENTOS
Sem registros
FALECIMENTOS
Janeiro
• 17 de Janeiro - Bezerra da Silva, cantor e compositor brasileiro.
• 26 de Janeiro - Tavinho Paes, Poeta Carioca - Brasil.
Fevereiro
• 12 de Fevereiro - Dorothy Stang, freira estadunidense naturalizada brasileira, assassinada.
• 13 de Fevereiro - Lúcia de Jesus dos Santos, monja carmelita, vidente de Fátima.
Março
• 6 de Março - Hans Bethe, físico alemão, vencedor do Prémio Nobel da Física em 1967.
• 8 de Março - César Lattes, físico brasileiro.
• 22 de Março - Antipapa Gregório XVII, de seu nome Clemente Domínguez y Gómez (em Espanha).
• 31 de Março - Terri Schiavo, estadunidense desabilitada que virou celebridade com a polêmica da eutanásia
Abril
• 2 de Abril - Papa João Paulo II (Karol Wojtyła).
• 4 de Abril - Laerte Morrone, ator brasileiro.
• 5 de Abril - Saul Bellow, canadense vencedor do Prêmio Nobel.
• 6 de Abril - Príncipe Rainier III de Mônaco.
• 19 de Maio - Antônio Marcos de Nazareth Campos, repórter esportivo brasileiro.
Junho
• 10 de Junho - Jack Kilby, físico norte-americano, inventor do micro chip, que lhe rendeu o Prêmio Nobel de Física em 2000
Julho
• 25 de Julho - Maria do Couto Maia-Lopes, supercentenária portuguesa.
Agosto
• 2 de Agosto - Ivo Antônio Calliari, sacerdote católico brasileiro.
• 13 de Agosto
• Francisco Milani, ator brasileiro.
• Miguel Arraes, político brasileiro.
• 16 de Agosto - Cláudio Corrêa e Castro, ator brasileiro.
Setembro
• 8 de Setembro - Maria Lúcia Medeiros, escritora brasileira.
• 16 de Setembro - Hans Joachim Koellreutter, maestro e compositor alemão radicado no Brasil.
• 23 de Setembro - Apolônio de Carvalho, militar brasileiro, herói de três pátrias, um dos fundadores do PT.
• 27 de Setembro - Ronald Golias, comediante e ator brasileiro.
Outubro
• 3 de Outubro - Emilinha Borba, cantora, "Rainha do rádio brasileiro".
• 8 de Outubro - Fernando Bonini, desenhista brasileiro de HQs/BDs Disney
• 9 de Outubro - Clóvis Bornay, museólogo e carnavalesco brasileiro.
Novembro
Dezembro
• 1º de Dezembro - Mário Vilela, dublador brasileiro, famoso pela voz do Sr. Barriga, do seriado mexicano Chaves.
• 21 de Dezembro - Aurora Miranda, cantora brasileira, irmã de Carmen Miranda.
• 22 de Dezembro - Jerônimo Vingt-un Rosado Maia, agrônomo brasileiro.
• 27 de Dezembro - Jacinto Figueira Júnior, apresentador de televisão brasileiro.
• 30 de Dezembro - Gianni Ratto, cenógrafo brasileiro.

2006

LEMBRANÇAS

Em janeiro D. Tina comemorou mais uma primavera (97 anos). Ela tem andado bastante abatida. Mas sempre nos surpreende como podem observar nas fotos que se seguem

Em março o Frank resolveu fazer uma reunião para agradecer as pessoas que estiveram junto dele na sua doença. Foi uma reunião maravilhosa. Nesta ocasião pudemos apresentar ao Dr. Amandio e o outro médico que não estou lembrado do nome, por suas dedicações durante o tratamento de nosso filho. Graças a Deus e a eles medico hoje podemos continuar a ter a companhia de nosso querido e amado filho.
Essas fotos foram tiradas quando chegou o carro surpresa, tocando musica e fogos.

No dia 7 de abril por causa do afastamento do Prefeito Ronaldo Canabrava eu também fui afastado do cargo de Diretor que exercia na Seltur.
Como sempre quem sai e bandido e quem entra é herói aconteceram fatos bastante desagradáveis depois de minha saída.
Foram feitas denuncias por um ernegumero que sem a mínima competência e direito saiu falando em radio e declarando em jornais que eu tinha cometido atos ilícitos na firma. Todas as denuncias são falsas, já que não cabe a ele estranho fazer qualquer tipo de comentários da minha pessoa e a firma em momento nenhum apresentou qualquer questionamento a minha gestão.
Como exercia cargo de confiança eu também fui afastado no dia 7 de abril e como não pretendia entrar em choque com aqueles que vieram para depredar o patrimônio levei alguns materiais comigo e telefonei para que mandassem buscar os mesmo mediante assinaturas de declarações por mim preparadas. O que foi feito. Mesmo assim o energúmeno continuou a fazer loucas acusações a minha pessoa. Mas toda a população conhece o personagem das acusações pela sua passagem na câmara municipal e aconselharam-me a não dar atenção ao mesmo o que tenho feito.
- Em abril estava em minha posse:
• 2 Pneus que eu tinha comprado para a camionete do Cramam.
• 1 aparelho de DVD que estava em meu poder para utilizar quando das palestras na escola.
• 1 aparelho de Vídeo Cassete que utilizava para o mesmo fim acima detalhado.
• 50 CDs virgens que eu inseria informações para serem fornecidas a estudantes.
• 1 Maquina fotográfica digital que tinha sido adquirida pelo Presidente da Seltur para eventos.
• 1 Máquina Fotográfica digital que era utilizada pelo Cramam para fotografar os artesanatos e confecção de Book.
• 1 Câmara e um vídeo que tinha sido retirado da entrada da caverna porque estava apresentando defeitos e não era mais utilizado.
Todo este material foi devolvido a firma conforme documento em meu poder um assinado pelo Presidente e outro assinado pelos motoristas que foram autorizados pelo mesmo a receberem.
Alem disso o irracional passou a falar que eu tinha adquirido um computador para a firma que não coincidia com as especificações da nota e que a firma não existia.
1º - O computador foi testado por mim e outros funcionários no dia da entrega e funcionava perfeitamente.
2º - Não sou obrigado a ter conhecimentos técnico de informática.
3º - Quem me garante que no abrirem o computador não retiraram ou trocaram seus periféricos.
4º - Quanto a alegação de que a firma não existia , já comprovei por meio da certidão do MF. Quanto às outras acusações são feitas por pessoa estranha ao serviço que esta sendo instruída para assim agir.
Todas estas denuncias estão sendo relacionadas em uma ação Criminal contra o individuo e de Danos Morais contra a empresa que esta instigando este energúmeno deficiente mental a fazer estas acusações.
Outra ação e que estão utilizando sem minha autorização os Projetos de minha autoria “Descobrindo Sete Lagoas” e “Descobrindo a Gruta Rei do Mato”.
Se houvesse alguma irregularidade porque então a firma não tomou providencias contra minha pessoa?
Porque a firma se utiliza de elementos não ligados a mesma profissionalmente?
No dia 15 de maio faleceu minha mãe depois de ficar alguns dias hospitalizada em virtude da osteoporose que provocou uma fratura no fêmur. Ela entro em depressão e isto e que deve ter provocado sua morte.

Foto de minha mãe, poucos meses antes de seu falecimento.
Como já venho alertando a algum tempo o desrespeito a instituições e as propriedades privada crescem a todo momento. Rebelião de presos, destruição de instalações carcerárias, seqüestros, assaltos a estabelecimentos bancários e pessoas em plenas vias publica estão tornando-se normais. Os nossos governantes não tomam qualquer providencia. Os Direitos Humanos parecem só existir para as vitimas pois os criminosos continuam impunes. Será que estão construindo um novo ambiente igual aquele que antecedeu a Revolução de 1964? A situação na capital paulista e também no interior e idêntica ao que acontece na Palestina.
No dia 15 de Julho assistindo o programa MGTV, mais uma vez vi que minha passagem pelo serviço publico não foi em vão. A Gruta Rei do Mato que tantas vezes por mim foi defendida, estava sendo apresentada por estudantes de turismo a quem também dei a oportunidade de ocuparem seus espaços. Lucas, Shirley e Claudia todos receberam de mim parte do conhecimento que hoje passam com maestria, para os turistas que visitam esta maravilha de Minas Gerais. Pena e que são poucos as pessoas com interesse neste patrimônio e a maioria quer mesmo e defender os seus interesses e fazer aué.
No meu relato de 2001 eu cito um individuo que vive dando golpes e prejuízos a empresa em que trabalha. Se naquela época tivesse me ouvido o Prefeito não teria sido afastado. Este funcionário e o Sr. Agostinho Cleves do Nascimento que para permanecer no cargo obtendo benesses, forjou documentos e apresentou para sua irmã na Câmara, já que ela que faz parte do grupo de golpistas que tomaram a prefeitura. O carro da repartição continua em seu poder e ele para fazer suas falcatruas reconduziu o contador com quem ele divide os honorários pagos ao mesmo e forja a contabilização dos documentos.
O Golpista Leone Maciel por vingança a minha pessoa, esta perseguindo os funcionários da Gruta Rei do Mato e também ameaçando fechar este maior e mais belo atrativo turístico de Sete Lagoas. A meu ver existe alguma coisa tramada por este elemento para beneficiar alguém que pretende tomar a gruta para si para obter vantagens financeiras. Mais um golpe esta sendo tramado contra a cidade em prol destes aves de rapina.
Hoje dia 18 de Agosto tomei conhecimento que o Sr. Fernando Costa a mando do Sr. Agostinho Cleves do Nascimento fez denuncias ao INSS contra minha pessoa. Nas denúncias o mesmo fala que eu trabalhei para a Seltur estando aposentado por invalidez.
Agrava-se a situação absurda entre Israel e Líbano e declarado o estado de guerra entre os dois Paises.

POLITICA

No dia 26 de janeiro o Prefeito Ronaldo Canabrava e reconduzido ao cargo após o afastamento desde o dia 13 de Outubro de 2005.
Os golpista continuam inconformados e os Vereadores insistem em fazer um julgamento, mesmo contrariando a Constituição para afastamento do Prefeito. Mas uma vez no dia 7 de Abril o Prefeito Ronaldo Canabrava e afastado.
Como perseguidor que é o Sr. Leone Maciel, já no dia 8 começa a afastar as pessoas que tinham sido nomeadas pelo Prefeito Ronaldo Canabrava. Como ele não pode exonerar os concursados começa por transferi-los para setores que nada tem a ver com estas pessoas. Alguns foram transferidos para os cemitérios da cidade ou colocados em disponibilidade. Entre os seus asseclas estão o Sr. Antonio Maximo (Lambreta), Fernando Costa (Cabo Costa) e Agostinho Cleves do Nascimento.

FUTEBOL

A XVIII Copa do Mundo surpreendeu a todos que consideravam a Seleção Brasileira a melhor do mundo. Foi uma participação medíocre e surpreendente. A Europa mostrou para o mundo a sua supremacia no futebol. Os quatro finalistas foram Alemanha, Itália, França e Portugal. A Itália conquistou o Tetra campeonato vencendo a França por 3 X 1. A classificação final foi: Itália Campeã, França Vice, 3º Lugar Alemanha e 4º Lugar Portugal. O Técnico da Seleção Portuguesa foi Luiz Felipe Scolaris o que nos assegurou o Penta Campeonato.

CARNAVAL

Vila Isabel quer desfilar para Chávez.
A Unidos de Vila Isabel, campeã do Carnaval carioca, negocia com o governo da Venezuela um desfile em Caracas, ainda neste mês. Seria levada a alegoria de 13 metros de altura representando Simón Bolívar.
E em 2006, a Vila Isabel levou para a avenida o enredo "Soy loco por ti America- A Vila canta a latinidade", do carnavalesco Alexandre Louzada
CURIOSIDADES
EVENTOS
Janeiro
• 1 de Janeiro - A moeda do Azerbeijão passa designar-se Novo manat (AZN).
• 1 de Janeiro - A Rússia corta o fornecimento de gás natural para a Ucrânia por discordância acerca do preço.
• 1 de Janeiro - A Espanha proíbe o fumo em lugares públicos.
• 4 de Janeiro - Ehud Olmert é empossado Primeiro-Ministro de Israel após Ariel Sharon ter sofrido um AVC.
• 12 de Janeiro - Mehmet Ali Ağca, autor do atentado contra a vida do papa João Paulo II, é solto na Turquia em regime de liberdade condicional.
• 15 de Janeiro - Têm início as eleições presidenciais na Finlândia.
• 15 de Janeiro - Michelle Bachelet vence as eleições presidenciais do Chile, sendo a primeira mulher a desempenhar esse cargo na América do Sul.
• 19 de Janeiro - A NASA lança a sonda espacial New Horizons, a primeira lançada para Plutão.
• 22 de Janeiro - Evo Morales assume a presidência da Bolívia.
• 22 de Janeiro - Aníbal Cavaco Silva é eleito Presidente da Republica de Portugal.
• 25 de Janeiro - O Papa Bento XVI publica a encíclica Deus Caritas Est, a primeira de seu pontificado.
• 29 de Janeiro - Ano novo chinês - Começa o ano do cão.
• 29 de Janeiro - Data do 2º turno das eleições na Finlândia, entre Tarja Halonen e Sauli Niinistö. Tarja é eleita novamente a presidente da Finlândia.
• 31 de Janeiro - Caricaturas publicadas no jornal dinamarquês Jyllands-Posten sobre o profeta Maomé desencadeiam violência por parte de extremistas islâmicos.
Fevereiro
• 7 de Fevereiro - Têm início as eleições presidenciais no Haiti, em ambiente conturbado.
• 10 de Fevereiro - Têm início os Jogos Olímpicos de Inverno, em Turim, na Itália.
• 13 de Fevereiro - Uma grave crise financeira provoca a demissão de um terço do corpo docente e do quadro de funcionários da PUC-SP.
• 16 de Fevereiro - René Préval é aclamado em primeiro turno o novo presidente do Haiti.
• 19 de Fevereiro - Trasladação do corpo da Irmã Lúcia para o Santuário
Março
• 1 de março - Início da Quaresma e também da Campanha da Fraternidade 2006 com o tema: Fraternidade e pessoas com deficiência e o lema: "Levanta-te, vem para o meio".
• 1 de março - Financiada pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez, a Escola de Samba Unidos de Vila Isabel conquista o titulo de campeão do carnaval carioca com o enredo "Soy Loco Por Ti, América A Vila Canta a Latinidade".
• 5 de março - Crash ganha o Oscar de melhor filme. Ang Lee recebe o prêmio de melhor diretor, Reese Witherspoon recebe o prêmio de melhor atriz e Philip Seymour Hoffman recebe o prêmio de melhor ator.
• 6 de março - A tradicional Rádio Cidade do Rio de Janeiro sai do ar às vésperas de completar 30 anos. Em seu lugar, entra a Oi FM, do Grupo Telemar.
• 7 de março - Census na Nova Zelândia.
• 9 de Março - Aníbal Cavaco Silva toma posse como o 18º Presidente da República Portuguesa.
• 11 de Março - Slobodan Milošević, ex-presidente da Iugoslávia, é encontrado morto na sua cela prisional, em Haia.
• 11 de Março - Michelle Bachelet toma posse como presidente do Chile.
• 14 de Março - Geraldo Alckmin é oficializado como candidato à presidência da República no Brasil nas eleições de 2006 pelo PSDB.
• 19 de Março - Impedido judicialmente de realizar prévias, o PMDB, por meio de uma consulta informal, escolhe Anthony Garotinho como candidato à presidência da República do Brasil nas eleições a realizar em outubro deste ano.
• 20 de março - Inauguração do Museu da Língua Portuguesa, na Cidade de São Paulo.
• 20 de março - Era do Gelo 2 estréia nos cinemas.
• 24 de Março - O Papa Bento XVI realiza o Consistório Ordinário Público de 2006 para a criação de novos cardeais.
• 26 de março - Morre em São Paulo, aos 62 anos, a atriz Ariclê Perez, depois de dias antes ter encerrado as gravações da minissérie JK. Na sua última cena, sua personagem, Dona Júlia, morria.
• 27 de Março - Baptista Bastos ganha o Prémio Crônica João Carreira Bom.
• 27 de março - Cai o ministro da Fazenda brasileiro Antônio Palocci, depois de uma série de acusações de corrupção.
• 28 de março - Toma posse o novo ministro da Fazenda brasileiro, Guido Mantega. No discurso, Lula defende o ex-ministro Antônio Palocci.
• 29 de Março - Eclipse solar total, visível em Brasil, Rússia, Geórgia nos EUA, Cazaquistão, Mongólia, Saara, Turquia e no Oceano Atlântico.
• 29 de Março - Às 23 horas e 29 minutos, no horário de Brasília, Marcos Pontes torna-se o primeiro brasileiro a ir para o espaço, onde permanece por 8 dias na Estação Espacial Internacional.
• 30 de Março - Inaugurada a extensão da Linha 2 do metrô de São Paulo até à estação Imigrantes.
• 30 de Março - Cláudio Lembo toma posse como o novo governador do Estado de São Paulo.
Abril
• 8 de Abril - O astronauta brasileiro Marcos Pontes retorna a Terra após 10 dias no espaço, sendo 8 na Estação Espacial Internacional, o lugar do pouso foi em uma região remota do Cazaquistão.
• 9 de Abril - Eleições gerais na Hungria, primeiro turno.
• 9 e 10 de Abril - Eleições Legislativas em Itália: Silvio Berlusconi, então primeiro ministro italiano é derrotado por Romano Prodi, o novo primeiro-ministro.
• 10 de Abril - Decretada a prisão preventiva de Suzane Von Richthofen, acusada de matar os próprios pais em 2002, devido a uma entrevista na televisão considerada abusiva pelo juiz.
• 11 de Abril - É preso o chefe da máfia siciliana Cosa Nostra, Bernardo Provenzano, após 40 anos foragido.
• 12 de Abril - Descobertos fósseis no deserto de Afar, na Etiópia, da mais primitiva espécie de australopithecus, conhecida como Au. anamensis, e datam cerca de 4,1 milhões de anos.
• 26 de Abril - Dalai Lama, líder religioso budista, faz visita ao Brasil.
• 30 de Abril - Anthony Garotinho, ex-governador do Rio de Janeiro, inicia uma greve de fome.
Maio
• 1 de Maio - No Dia Mundial do Trabalho, imigrantes latinos param os Estados Unidos da América, num movimento chamado "Um Dia Sem Imigrantes", mostrando sua importância para a economia do País.
• 1 de Maio - O presidente boliviano Evo Morales decreta a nacionalização dos hidrocarbonetos (gás natural) e petróleo, tropas do exército boliviano ocupam uma das instalações da Petrobrás.
• 4 de Maio - Cruz Hernández Rivas, a mulher mais velha do mundo completa 128 anos de idade em El Salvador.
• 12 de Maio - Arqueólogos encontram monumento com 127 blocos de granito e até 3 metros de altura no Amapá, Brasil. Supõe-se que tenha sido um observatório astronômico como o de Stonehenge, na Inglaterra.
• 12 a 15 de Maio - Ataques e rebeliões espalhadas pelos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, atribuídos ao PCC, deixam mais de 100 mortos. Boatos de ataques paralisam a Cidade de São Paulo.
• 17 de Maio - VI Congresso Brasileiro de Direito do Estado - Bahia
• 17 de maio -FC Barcelona conquista a Liga dos Campeões ao vencer o Arsenal por 2-1 em Paris.
• 18 a 21 de maio - Ocorre em Florianópolis, o 15° Congresso Eucarístico Nacional, evento da Igreja Católica Apostólica Romana
• 21 de maio - Referendo aprova a dissolução da Sérvia e Montenegro, passando agora a serem dois países independentes.
• 25 de maio - A juíza Patrícia Almeida Ramos, da 2ª Vara do Trabalho de Barueri, na Grande São Paulo, decreta a prisão de Amilcare Dalewwo e Marcelo de Carvalho, presidente e vice-presidente, respectivamente, da Rede TV, pelo não-pagamento de uma dívida a um ex-diretor da emissora.
• 25 de maio - Começam as obras do Parque Tecnológico de Belo Horizonte.
• 26 de Maio - 1º dia do Rock in Rio - Lisboa.
Junho
• 3 de junho - O resultado do plebiscito de independência de Montenegro é ratificado pelo Poder Legislativo.
• 4 de junho - Rodrigo Netto, guitarrista da banda de rock brasileira Detonautas, é assassinado durante tentativa de assalto ao seu carro no Rio de Janeiro.
• 4 de junho - Eleições presidenciais no Peru. Alan García vence seu opositor, o nacionalista Ollanta Humala e é o novo presidente. Ele retorna à presidência 16 anos depois de seu último mandato presidencial.
• 4 de Junho - Ultimo dia do Rock in Rio - Lisboa.
• 5 de junho - Adiado para o Dia 17 de Julho o Julgamento de Suzane Von Richitofen e Cristian e Daniel Cravinhos, réus confessos de matar os pais da mesma em 2002. Por um série de confusões, inclusive a falta dos advogados de Defesa, o juiz decidiu adiar o julgamento, que já é considerado o mais aguardado dos últimos tempos.
• 6 de Junho - Militantes do grupo Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST), liderados pelo líder da executiva nacional do PT, Bruno Maranhão, invadem a Câmara dos Deputados em Brasília. Durante uma hora eles depredaram as dependências da Câmara, destruindo tudo que viam pela frente, e ferindo mais de 40 pessoas, sendo uma em estado gravíssimo. Mais de 500 pessoas foram presas. O incidente gera indignação no governo e na oposição.
• 6 de Junho - Lançamento do filme The Omen, que fala sobre o surgimento do Anti Cristianismo.
• 11 de Junho - Geraldo Alckmin é oficializado como candidato a presidente da República pelo PSDB.
• 19 de Junho - O PDT oficializa a candidatura de Cristovam Buarque à presidência da República.
• 22 de Junho - O Presidente da República timorense, Xanana Gusmão, ameaça demitir-se, caso o primeiro ministro (Mário Alkatiri) não o faça, em conseqüência da crise instalada no país.
• 24 de Junho - Gloria Macapagal-Arroyo, presidente das Filipinas, declara a abolição da pena de morte no país.
• 27 de junho - Joschka Fischer, antigo contestador dos anos 60 que se tornou ministro das Relações Exteriores da Alemanha, anuncia que se retira da vida política.
Julho
• 1º de julho - Tem início o Tour de France 2006.
• 6 de julho - Felipe Calderón vence, na primeira contagem, as eleições presidenciais no México, por uma pequena margem de diferença.
• 9 de julho - A Itália sagra-se tetracampeã da Copa do Mundo,após o empate de 1x1 no tempo normal e na prorrogação com a França, a Itália fez 5x3 nos pênaltis.
• 14 de julho - A Federação Italiana de Futebol anuncia o rebaixamento do Juventus, Fiorentina e Lazio à Serie B do Campeonato Italiano de Futebol, devido ao escândalo de manipulação de resultados.
• 17 de julho - Tsunami na Indonésia mata mais de 90 pessoas.
• 18 de julho - Israel mantém ataques constantes ao Líbano, principalmente sobre a capital Beirute. Mais de 200 mortos até o dia 17.
• 21 de julho - Celso Lafer é eleito para a cadeira 14 da Academia Brasileira de Letras.
• 22 de julho - Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos são condenados a 39 anos e 6 meses de prisão.
• 24 de julho - Dunga é anunciado como técnico da Seleção Brasileira de Futebol, sucedendo Carlos Alberto Parreira.
• 31 de julho - Pela primeira vez na história, Fidel Castro delega funções a seu irmão Raúl Castro, em Cuba, antes de passar por uma cirurgia.
• Agosto
Setembro
• 2 de Setembro – Hoje comemorei meu 70 anos junto com a prima de Elaine, Nhanhá. A festa foi no antigo restaurante Vivará na avenida Getulio Vargas a beira da Lagoa Paulino. Estiveram presentes muitos convidados e tive a oportunidade de estar ao lado de diversos amigos.
Outubro
Novembro
Dezembro
NASCIMENTOS
Sem Registros
FALECIMENTOS
Janeiro
• 3 de Janeiro - Robertinho do Acordeom, instrumentista brasileiro.
• 14 de Janeiro - Shelley Winters, atriz estadunidense.
• 19 de Janeiro - Anthony Franciosa, ator estadunidense.
• 30 de Janeiro - Coretta Scott King, ativista estadunidense e esposa de Martin Luther King.
Fevereiro
• 2 de Fevereiro - Tales Alvarenga, jornalista brasileiro.
• 6 de Fevereiro - Aldemir Martins, artista plástico brasileiro.
• 12 de Fevereiro - Nicolau Tuma, jornalista e político brasileiro.
• 17 de Fevereiro - Jorge Mendonça, futebolista brasileiro.
• 21 de Fevereiro - Guará Rodrigues, ator brasileiro.
• 24 de Fevereiro - Cléa Simões, atriz brasileira.
• 28 de Fevereiro - Owen Chamberlain, prêmio Nobel de física estadunidense.
Março
• 3 de Março - Athayde Patreze, apresentador de tv, empresário e socialite brasileiro.
• 3 de Março – Aniversário de meu filho Frank
• 6 de Março - Newton da Matta, dublador brasileiro.
• 15 de Março
• Josué Montello, escritor brasileiro .
• Dirceu Buzinari, comentarista esportivo brasileiro.
• 18 de Março - Nelson Dantas, ator brasileiro.
• 25 de Março - Geraldo Ferreira Aguirre, Advogado Brasileiro, em São Paulo.
• 26 de Março
• Ariclê Perez, atriz brasileira.
• Allan Lima, dublador brasileiro.
Abril
• 5 de Abril - George Savalla Gomes, o palhaço Carequinha.
• 14 de Abril - Miguel Reale, filósofo e jurista brasileiro.
• 21 de Abril - Telê Santana, jogador e treinador de futebol brasileiro.
Maio
• 1º de Maio - Calasans Neto, artista plástico brasileiro.
• 14 de Maio – Cattarina Ranauro Soares (Mãe do autor)
• 27 de Maio
• Dino 7 Cordas, violonista brasileiro.
Junho
• 2 de junho - Johnny Grande, membro da banda americana Bill Haley & His comets
• 2 de junho - Elisa Vianna Sá, médica sanitarista brasileira.
• 4 de Junho - Rodrigo Netto, guitarrista da banda de pop rock brasileira Detonautas
• 8 de Junho - Fiori Giglioti, radialista brasileiro
• 17 de Junho - Cláudio Besserman Vianna, o Bussunda, humorista brasileiro.
Julho
• 7 de Julho - Dante de Oliveira, ex-governador do estado do Mato Grosso, Brasil.
• 7 de Julho - Syd Barrett, fundador da banda britânica Pink Floyd
• 11 de Julho - Randal Juliano, jornalista brasileiro.
• 18 de Julho - Raul Cortez, ator brasileiro.
• 20 de Julho - Gérard Oury, cineasta francês
• 21 de Julho - Ugo Attardi, artista plástico italiano
• 22 de Julho - Gianfrancesco Guarnieri, ator e dramaturgo ítalo-brasileiro.
Agosto
• 4 de agosto - Aniversário da sobrinha de Elaine Daniele
• 8 de agosto - Aniversário de minha afilhada Cristina
Setembro
• 2 de Setembro – Meu aniversário
• 18 de Setembro – Aniversário de minha esposa Elaine
• 29 de Setembro – Aniversário de minha cunhada Hortência
• 30 de Setembro – Aniversário de minha filha Ciomara

CONCLUSÕES

Uma das coisas que não consigo entender e nem tampouco aceitar e o “Ódio”. Por pior que as pessoas tenha feito contra a gente, temos sempre que perdoar.
O ódio além de machucar a própria pessoa traz para todos que estão a seu lado dificuldades e desacertos.
Outra coisa que neste caminhar sempre me machucou muito foi quando eu com as melhores das intenções presenteava alguém e esse alguém me dizia “Bobagem, pra que gastar dinheiro com isso”. Soava pra mim como “não gostei, não é isso que queria ou mesmo que merda pra que ele me deu isso”.
Quantas vezes eu comprei jóias ou mesmo flores pra presentear pessoas a quem amo e recebi respostas como a que citei no parágrafo anterior e na realidade não é com isso que se constrói ou cultiva o amor
Para sermos feliz e trazermos para junto de nos a luz de Jesus e necessário que por mais difícil que seja, temos de aprender sempre a perdoar.
Amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Sem interesses, sem ódios, sem rancores, sem qualquer tipo de sentimento negativo a vida sempre estará lhes mostrando o caminho da Felicidade.
Mesmo sendo perseguido como fui, odiado também por pessoas a quem mesmo não demonstrando, dediquei meu puro e sincero amor sempre estarei com meu coração aberto para o perdão.
E muito difícil, eu sei, chegar neste estagio de vida mas hoje depois de 70 anos de vida em busca de minhas vilas, principalmente a vila da felicidade, sei que o que o caminho mais fácil para esta conquista e o caminho de saber perdoar e esquecer as magoas que chega sem que sintamos e como ela nos coroe e aos poucos nos mata.
A todos, principalmente aqueles que se dizem meus inimigos deixo o meu legado de amor e o meu pedido de perdão por meus erros ou ofensas e que Deus os Abençoe.
A minha esposa e meus filhos que mesmo sem demonstrar e cometendo erros eu sempre quis e busquei a formar melhor de lhes proporcionar amor e carinho.
Muitas vezes se lhes pareci seco de amor mais podem estar certo que nunca tive esta intenção.
Uma coisa que nunca procurei medir e comparar e se quando tinha dinheiro eu lhes proporcionava um amor diferente daquele que nos momentos mais difícil de minha vida lhes dei.
Não sei se estarei ainda junto de vocês para fazer em comum esta avaliação, mais com bastante certeza eu posso lhes afirmar que em momento nenhum lhes deixei de amar.
Minha vida as vezes destrilhada e desencontrada foi sempre voltada para lhes oferecer o melhor se assim não foi talvez tenha sido por imprudências de vida por mim praticada.
As meus netos com toda certeza deixo minha lembranças e amor. pois sempre procurei estar atualizado para lhes corresponder com meus informes e participação de vida.
A todos dou a minha certeza, que minha alegria foi viver e minha maior felicidade foi ter vocês junto de mim.
Ao iniciar minha caminhada matinal em volta do lagoa, notei que a neblina estava incomumente pesada. Eu mal podia ver dez passos à minha frente. Quando o dia está claro, posso ver prédios, casas e as águas cintilantes da lagoa. Nada disso era visível naquela manhã.
Quando cheguei ao outro lado, olhei pela neblina na direção de minha casa, do outro lado da água. Eu não podia vê-la, mas, mesmo assim, sabia que ela estava lá. Eu sabia, também, que, se seguisse a trilha, chegaria a minha casa com segurança.
Em nossa caminhada cristã, às vezes as mágoas, os medos e as frustrações da vida são como aquela neblina densa. Não conseguimos enxergar nosso caminho com clareza. Mas, se seguirmos o caminho que nosso Senhor nos colocou, chegaremos a nosso destino em segurança, um destino que traz cura, paz e alegria.
E no final da caminhada desta vida, temos a certeza de que Cristo preparou um lar eterno para nós, onde o encontraremos face a face. A neblina será levantada para sempre e estaremos em fim dentro da vila maior, a VILA DA FELICIDADE

Antonio Ranauro Soares

download história transcrita





Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net youtube twitter facebook Instagram Google Plus