Busca avançada



Criar

História

Dona Rosinha

Sinopse

Rosalina Ferreira Terres, mais conhecida como Dona Rosinha, tem 67 anos e nasceu na cidade gaúcha de Passo Fundo. Pessoa com um grande carisma e chamada carinhosamente pelos alunos como Tia Rosinha. Mora no centro de Guaíba há uns quarenta anos, onde todos seus filhos nasceram. Com muito carinho nos relatou que por vinte anos trabalhou em nossa Escola Darcy Berbigier como merendeira, onde preparava deliciosas merendas para os alunos. Lembra-se dos professores e alunos com saudades.

Tags

História completa

Rosalina Ferreira Terres, mais conhecida como Dona Rosinha, tem 67 anos e nasceu na cidade gaúcha de Passo Fundo. Pessoa com um grande carisma e chamada carinhosamente pelos alunos como Tia Rosinha. Sua infância teve início com fatos marcantes e cheios de emoção, pois perdeu sua mãe logo após seu nascimento e seu pai quando tinha cinco anos de idade e foi criada por outra família. Estudou numa escola rural, bem distante da sua casa. Lembra-se com carinho da sua professora querida. Conta ela que seus colegas faziam muitas brincadeiras com ela, por ser a menor da turma. Uma vez até empurraram a coitadinha no rio. Ela não conseguiu concluir seus estudos, cursou até a 5ª série, pois muitas vezes chegava à escola somente na hora do recreio, porque precisava ajudar nas atividades domésticas. Suas tarefas eram: arrumar a casa, carregar água na lata e acendia o fogo no fogão à lenha, que era uma chapa em cima de tijolos. Dona Rosinha era uma sapequinha, pois suas brincadeiras preferidas eram subir em árvores, pular e tomar banho de cachoeira e jogar bola. Também se divertia fazendo comida de verdade. Sua adolescência foi boa, mas sentiu muita falta de sua mãezinha no momento em que mais precisava. Aos vinte anos conheceu o seu companheiro, onde tudo começou num namorinho de portão com um rapaz que morava ao lado de sua casa. Deste relacionamento nasceram quatro filhos, sendo três meninas e um menino. Hoje ela tem quatro netos e dois “emprestados”, filhos de sua afilhada, que adoram chamá-la de avó. Nossa querida entrevistada mora no centro de Guaíba há uns quarenta anos, onde todos seus filhos nasceram. Antes ela achava o bairro mais bonito e tranquilo, de sua casa dava para enxergar o Lago Guaíba, não tinha poluição e suas águas eram limpas, não havia violência, tinham poucas ruas, mas agora mudou muito: tem violência, poluição e muitas construções. Com muito carinho nos relatou que por vinte anos trabalhou em nossa Escola Darcy Berbigier como merendeira, onde preparava deliciosas merendas para os alunos. Lembra-se dos professores e alunos com saudades. Dona Rosa acredita que o presente é melhor que o passado, tem uma vida mais feliz, mas lembra-se com muita emoção do que já passou. O maior sonho de sua vida era ser mãe e conseguiu realizá-lo. Para o futuro tem a vontade de fazer uma grande viagem a Nossa Senhora Aparecida em São Paulo, onde dois de seus filhos moram, numa cidade próxima. Seu desejo é que todos ao seu redor tenham paz e sejam felizes, pois sua vida está completa.
Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+