Busca avançada



Home / Entenda / Linhas de Ação

Memória Empresarial



O objetivo da área é registrar, sistematizar, preservar e divulgar a memória de empresas, organizações e instituições. Temos como premissa que a história das Organizações é parte da memória do país. 

Número de empresas atendidas em 22 anos: 102 empresas, sendo a grande maioria do primeiro setor. 19 prêmios ABERJE em memória institucional.

Histórico

Nas últimas três décadas, o interesse pelos estudos da História, Memória e Empresa vem se intensificando tanto no âmbito acadêmico como no empresarial.As primeiras consultorias especializadas em memória institucional surgiram no Brasil nos anos 1980. Na Europa e nos Estados Unidos, essa iniciativa se deu na década anterior. Apesar das principais organizações buscarem cada vez mais o resgate estratégico da sua história e memória, a pesquisa, o resgate e a sistematização de dados não são feitos internamente, mas sim por empresas especializadas. Isso ocorre em parte porque a reinterpretação do passado é contida por uma exigência de credibilidade.

“A história não deve ser pensada apenas como marco referencial a partir do qual as pessoas redescobrem valores e experiências reforçam vínculos presentes, criam empatias com a trajetória da empresa e podem refletir sobre as expectativas dos planos futuros”.(Worcman, 2001)

A transparência e o acesso às informações de caráter histórico são ativos para fortalecer a reputação da empresa. Ao contar sua historia, a empresa se diferencia em relação aos seus concorrentes. Atualmente, os mercados são extremamente competitivos, diferenciar-se da concorrência e adquirir mais credibilidade é fundamental. A memória institucional pode ser utilizada como ferramenta de comunicação, pois estreita o relacionamento da empresa com seus stakeholders, pode ser utilizada como fortalecimento da marca, pois tangibiliza os seus feitos e como gestão do conhecimento, pois sistematiza informações que geralmente estão dispersas na organização ou mesmo na memória dos seus colaboradores. 

Existe hoje no mundo corporativo brasileiro um franco movimento de institucionalização da memória empresarial como ferramenta de gestão e fomento dos negócios. Ao preservar e divulgar os registros das suas memórias, as empresas exercem a sua responsabilidade histórica, pois direta e indiretamente estão preservando parte da história e da memória do Brasil, das comunidades onde vendem os seus produtos e serviços e, mais do que isso, transformando os seus registros históricos em um componente do capital que integra os seus negócios.

Um estudo realizado pelo núcleo de memória empresarial da Art Presse, tendo como base o número especial da revista Meio&Mensagem (05/2014), revela que, entre os 20 maiores anunciantes do mercado brasileiro, 16 desenvolvem atividades de marketing ou comunicação a partir da sua memória institucional, sendo que nove deles possuem um centro de memória com uma equipe dedicada ao tratamento do acervo. Desses nove, cinco passaram por projetos desenvolvidos em parceria com o Museu da Pessoa, a saber: Itaú, Ambev, Banco do Brasil, Petrobras e Volkswagen.




Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+