Busca avançada



Home / Explore / Notícias

Uma história de imigração



Liviana Gianni Bernicchi nasceu em Lucca (Itália) e veio com a família para o Brasil em busca de oportunidades que a Itália arrasada pela Segunda Guerra não podia oferecer. Ela relembra o sufoco que passaram na viagem. E depois de finalmente instalada no Brasil, Liviana deu continuidade à tradição familiar e revelou-se uma exímia cozinheira.

Confira a sua receita de coelho: “A culinária italiana tem suas peculiaridades. Por exemplo o coelho. Para fazer um bom coelho? Bom, antes tem que saber escolher o coelho. Tem que comprar inteiro, porque, se você compra de bandejinha, o coelho em geral te vem ou perna ou osso só. Eles põem um pedacinho bonitinho em cima e você não sabe o que tem embaixo. Se você comprar o coelho inteiro, você pica em casa. Aí você deixa com água e vinagre, de molho, pelo menos, umas três, quatro horas, com um punhado de alecrim fresco. Depois, você lava de novo e deixa escorrer bem, secar bem ele e tempera ele com sal, pimenta, alecrim e alho. Deixa temperado e, depois de umas duas horas, põe no azeite e deixa dourar devagarzinho, antes dele soltar aquela água e tudo. E quando está outra vez no óleo, que tirou aquela água, que secou aquela água, aí você põe tomate e a azeitona preta. Não precisa acrescentar mais azeite. Quando não tem mais água, quando você vê o azeite no fundo da panela é que você acrescenta o tomate e a azeitona preta. Aí vai jogando água quente. Se você gostar, antes de colocar o tomate, pode colocar um pouco de vinho e deixar evaporar. Aí, você coloca o tomate em seguida. O vinho dá um gostinho especial.”

Conheça a história completa aqui.





Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+