Busca avançada



Criar

História

Caminhada de garra, dedicação e alegria: muito prazer, Maria Helena

História de: Maria Helena Curatolo Coelho
Autor: MetroSP
Publicado em: 13/06/2018

Sinopse

Essa é a historia envolvente de uma mulher batalhadora, mãe zelosa e profissional leal, que trilhou um caminho de sucesso no Metrô. Chega ao final de sua carreira com sensação de vitória por conseguir superar todos os obstáculos e desafios, nos oferecendo um relato intenso e com muita emoção justamente em seu último dia de trabalho no metrô após mais de 41 anos de dedicação.

 

Tags

História completa

Maria Helena nasceu em São Paulo e morou desde a infância até o momento do casamento no Bairro da Saúde, onde estudou no Colégio Santa Amália. Filha de italianos, oriundos da Calábria, fala com orgulho de suas origens, da convivência com uma família de muitos membros, e de sua casa onde havia muitas festas como elementos tradicionais, relato esse que traz muito o elemento feminino do cuidar, do festejar e do valorizar. O relacionamento com parentes, amigos, vizinhos é bem próximo ao passo que acompanhando esse enredo também passamos pelo crescimento da cidade, inaugurações de estações do Metrô, mudança da sociedade além de sua carreira profissional de secretária na companhia.


Mostra ter um profundo orgulho por ter trabalhado na empresa e gratidão por ter conseguido suas conquistas com o seu trabalho, além de uma profunda lealdade e compromisso que foram percebidos em vários momentos de sua carreira, desde sua fidelidade aos gestores que servia com secretária, até a pronta defesa da companhia em momentos delicados com o acidente em Pinheiros. Em paralelo vemos com a própria companhia e as pessoas que aqui conheceu tornaram-se sua família, sua base emocional e sustento financeiro inclusive nos momentos de maior dificuldade em sua vida.


Dentre outras histórias que Maria Helena nos conta temos sua chegada na empresa e como conheceu seu primeiro marido dentro da Cia e em seguida seu posterior falecimento; depois descobrimos com foi sua batalha para criar suas filhas e encontrou no metrô seu sustento e  segunda família; como conheceu seu segundo marido e o processo de aceitação em sua família tradicional; conta como desempenhava seu papel de secretária e sua relação com os diversos diretores e outras áreas; sua enorme dedicação em participar dos  projetos que esteve envolvida;  como acompanhou o crescimento do metrô e participou de algumas inaugurações no decorrer do tempo; a divertida história do bolão que os amigos da empresa fizeram para aguardar o nascimento de sua segunda filha até a os motivos que a levaram a fazer a inscrição do PDV, e em todos esses relatos percebemos sua alegria, envolvimento e “veia” italiana.


Carrega consigo de forma convicta o sentimento de que foi bem sucedida em todos os trabalhos e projetos que realizou na Cia e sente-se “prestigiada”, sabendo que terá boas recordações para sempre. Não se sente em débito, pois tem a certeza que os desejos e anseios que tinha no início da carreira foram cumpridos e realizados, e hoje sai convicta disso.


Considera um privilégio poder contar sua historia na ação comemorativa dos 50 anos do Metrô, pois a data desta entrevista coincide justamente com o seu último dia na companhia, já que aderiu ao PVD - Plano de Demissão Voluntária, após ter se consultado sua família e colegas de trabalho que considera seus amigos. E exatamente por essa coincidência que esse relato se torna tão especial, pois coroa uma bem sucedida trajetória de vida e carreira.


Por mais de 30 anos foi doadora assídua de sangue e plaquetas, e quando era chamada por diversos Hospitais da Cidade para ajudar pessoas conhecidas e ou não mobilizava a rede de amigos para contribuir na tarefa. Maria Helena, que claramente tem facilidade de verbalização e dramaticidade espontânea, demonstra em todas as situações sua prontidão e disponibilidade para participar das situações com as pessoas que estavam a sua volta de forma bem ativa e próxima e carrega o sentimento de gratidão e orgulho de ser quem é, até hoje! Faz um relato emocionado e otimista onde claramente assistimos sua trajetória se enredando e misturando com a história do Metrô como fosse um roteiro de um filme muito bem planejado e cheio de emoção. 


Com esperança deixa o seu recado para os que ficam na empresa a qual tanto se doou e cresceu. Ela nos conta tudo na forma de um diálogo muitas vezes divertido, detalhado e que nos envolve de tal maneira que conseguimos em cada passagem imaginar as cenas de sua vida. Coloca uma cadência no relato, como se tivesse compondo um samba...   Se um poeta ou um músico ouvisse a história de Maria Helena, iria se inspirar para transformar as palavras, que vieram de dentro do seu peito, em um belo poema e musicado. Pelo balanço de sua trajetória de vida, percebe-se que ela honrou a educação e legado que teve de seus pais, e se eu precisasse gostaria de receber este sangue de ânimo, sempre vivaz, com sede de viver!


Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+