Busca avançada



Criar

História

Casa de Taipa

História de: Elivandro Paraguaçu
Autor: Carla Santos
Publicado em: 19/11/2019

Sinopse

Essa é uma história de superação de uma pessoa da comunidade quilombola de Porto dos Cavalos Ilha de Maré.

No seu depoimento, Elivandro Paraguaçu de Santana, conta como passou sua infância. Fala sobre o que fazia para ajudar sua mãe. Ressalta a necessidade que tinha de oferecer uma vida melhor para sua família, destacando a importância de sua progressão nos estudos para isso. Foi um dos principais responsáveis pela abertura da Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima, pois, via no estudo a chave para a liberdade. É uma liderança que contribuiu para evolução de sua comunidade.

Tags

História completa

 

Elivandro Paraguaçu de Santana, nasceu na cidade e Santo Amaro da Purificação, em 18 de agosto de 1980 , mas sempre viveu em Ilha de Maré. Filho de dona Elza Conceição dos Santos, uma marisqueira que criou ele e o irmão sem ajuda do pai, Evandro Paraguaçu de Santana; um pescador. A história começa quando sua mãe ficou grávida  seus avós a expulsaram de casa, assim passaram por muitas dificuldades, pois sua mãe não tinha dinheiro para comprar um lápis... em sua infância a primeira vez que usou uma calça foi uma campanha de algumas pessoas da comunidade que se mobilizaram para ele estudar. Na escola pra escrever os colegas lhe davam páginas de caderno e revezavam perguntando: __”Quem vai dar página de caderno a ele hoje pessoal”?!...

Mãe filho habitava no local que não tinha condições adequadas pra se morar até que um dia alguém da comunidade, seu Ito comovido por ver tal situação ajudou a fazer uma casa de taipa para eles, porém, quando chovia a casa molhava toda, era água pra todo lado até a cama molhava.

Dona Elza mariscava para vender na feira e o dinheiro que conseguia comprava o que podia . Conforme ia crescendo Elivandro pescava para ajudar na alimentação. Um dia uma coisa formidável aconteceu na sua vida de jovem: O homem que passava na embarcação ao ve-lo na ponte lhe pergunta se ele queria trabalhar numa área de exploração da Petrobrás lhe pediu um currículo. Foi sua grande oportunidade ter trabalhado nessa empresa. Constituiu família. Quando a  filha mais velha nasceu continuou a estudar e se formou em pedagogia,  sempre com objetivo de oferecer uma vida melhor á família. Teve ainda duas filhas ,lutou pela abertura da escola na comunidade junto com outras pessoas; passou em concursos públicos e  ainda especializou-se em Direito de Povos Tradicionais e Quilombolas, na UFBA. Hoje é grato a Deus e todos que o ajudaram em sua trajetória.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+