Busca avançada



Criar

História

Em defesa da política democrática

História de: Milton Seligman
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 16/05/2006

Sinopse

Milton Seligman tem uma extensa história no cenário político brasileiro. Atualmente é o responsável pela Diretoria de Relações Corporativas da AmBev.

Tags

História completa

 

Como era a bolha da Internet, aqueles meus amigos lá da Itália, que tinham aquele projeto de desenvolvimento tecnológico de pequena e média empresa, sobre tecnologia, criaram uma “ponto-com” em Miami e me convidaram pra participar. Então eu já tinha ficado um ano com o Tápias, meu substituto era um cara amigo meu, que o Tápias tinha confiança, Fernando Henrique também, então foi uma saída super tranqüila, que é o Benjamim Sicsou. O Benjamim foi pro meu lugar e eu fui tocar essa empresa nos Estados Unidos.

Isso foi em 2000, maio de 2000. Maio, não, março de 2000, março de 2000. E foi uma experiência vertiginosa porque eu cheguei nos Estados Unidos quando acabou a festa. Então foi uma... (risos) foi uma experiência maravilhosa de como não conseguir levantar uma empresa. É uma experiência boa. Eu aprendi muito, perdi tudo que eu tinha de dinheiro (risos), que é parte do jogo, né? Onde tem lucro, tem que ter risco, né? No meu caso, só aconteceu o risco. E... mas foi uma experiência legal, fazer isso nos Estados Unidos e vendo todo mundo perdendo e todo mundo pulando fora, e a gente querendo crescer, e todo mundo querendo sair. E foi essa experiência, era uma bela de um projeto, até hoje eu acho o projeto, assim, fantástico. Era um dos poucos projetos, desses que tinha de “ponto-com” que eram malucos, que não era maluco, que era verdadeiro, e que seguramente teria dado certo fosse implementado hoje, mas não naquela época. Resultado: vim embora pro Brasil, já no finzinho de outubro, junto com os caras que estavam naquele projeto, pra fazer uma coisa menor, mas aqui no Brasil. Conseguimos, focamos numa área e tal, e nesse meio tempo eu recebi um telefonema de um headhunter perguntando se eu estava interessado a conversar com uma empresa grande que estava procurando uma pessoa em Brasília pra fazer relações corporativas. Eu disse que estava. Estava interessado em conversar. Que ele sabia que empresa era, eu já avisei: “Se for cigarro, muito obrigado, não trabalho, mas se não for, eu trabalho.” O cara disse que não podia me dizer, e comecei a conversar, era a Ambev. Fiquei em dúvida se eu queria continuar na minha... no meu empreendimento que estava começando na área de “ponto-com” só no Brasil e tal. Eu vim pra Ambev e aí surgiu uma... dois componentes: primeiro que era o componente de participar de uma empresa grande e de sucesso. A Ambev era a chance brasileira – que se monstrou verdadeira – de criar uma empresa competitiva globalmente. Aí, voltando lá atrás, que eu fiz até um gancho, disse que ia retomar na Ambev, que é aquela coisa de achar o seguinte: não é, quer dizer, não estamos condenados à mediocridade. A civilização brasileira não está condenada à mediocridade. É possível a gente fazer coisas tão boas quanto as melhores do mundo. Não nos faltam condições pra isso. E a Ambev era uma aposta nisso. A Ambev foi criada em 2000, quer dizer, em 99, na verdade, mas 2000 aprovaram, 2001, bem no comecinho. Então essa era uma possibilidade, e a segunda possibilidade que era entrar num sistema estruturado, ao contrário do que eu estava fazendo desde março, que era tentar estruturar. Que eu fosse lá um grande mestre em turnaround de companhias, então era uma chance de também cair pra aprender um pouco, quer dizer, entrar numa coisa pra aprender. No meio de gente boa, da melhor qualidade, também foi decisivo. E aceitei. Entrei na Ambev, então em 2001, janeiro de 2001. De 2002... Não, é 2001, 2001, 2001, certamente 2001, janeiro de 2001. E entrei na Ambev, assim, não havia uma idéia de montar uma diretoria de relações corporativas.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+