Busca avançada



Criar

História

Filha de pai e mãe hippies

História de: Andressa Claudia de Castro Pimenta
Autor: Andressa Claudia de Castro Pimenta
Publicado em: 17/11/2016

Tags

História completa

Nasci na cidade de São Paulo, fui gerada lá mesmo através de uma aventura pelas ruas. Filha de pai e mãe hippies, não sei se era o sonho deles, naquele momento, mas o tempo passou, nasci nove meses depois Realmente eu não era o sonho. Descobri, em 2014, que minha mãe, na maternidade ia fugir e me largar lá, mas não conseguiu. Como Deus é mais forte, minha avó materna ficou sabendo do meu nascimento, foi até a cidade grande e me achou em uma pensão, toda suja. Com todo amor do mundo me dá o primeiro banho, depois de três dias de luta. Por fim viajei para Franca, nos braços de minha avozinha, essa sim seria minha mãezinha. Os anos se passaram e fui criada com muito amor e carinho. Aos 15 anos fui conhecer a Disney e muita coisa mudou. Minha tia, primas e mãe de gestação se encheram de inveja e lá vou eu enfrentar mais uma etapa. E não para por ai, fui a primeira a ganhar um carro, a me formar e ter filhos. Dei aula de catecismo com 13 anos, realmente eu era diferenciada, sempre fui despachada e amorosa. Amo realizar sonhos, acreditar nos sonhos das pessoas, não penso nas atitudes, simplesmente faço. Casei aos 20 anos, lembro-me perfeitamente, minha avozinha (mãe) implorando para que eu não o fizesse, mas estava perdidamente apaixonada pela minha liberdade. Estava grávida e queria seguir minha vida, fazer diferente, cuidar, amar minha filha, dar a famosa família tradicional. Tive Anna Julia (16), Victor Hugo (15) e Marianna (7), minhas vidas. Aprendi o que era amor, o que era amor intenso, único e verdadeiro. Claro meu casamento, não foi abençoado naquele momento, passaram-se 13 anos e fim. Havia cansado, muito desgaste, brigas e, então, resolvi. Tomei atitude e fui ser a famosa “PÃE”. Mas tive uma base perfeita, meu avô sempre dizia “seu diploma pode queimar, mas sua sabedoria jamais”. Formei-me, passei no concurso, tive minhas primeiras conquistas materiais. Encontrei uma pessoa, tive meu quarto filho, Daniel (2) e me sinto realizada. O passado, aquele sofrido, vivido por uma linha traçada de rejeições, adoção, inveja, luta passou.Todo o meu crescimento, aprendizado, só tenho a agradecer Deus, por tudo que tem me permitido viver até agora. Quanto à minha profissão, não tenho palavras. Sinto-me realizada, gosto muito de crianças, principalmente inclusão e idosos. Realizada profissionalmente e humanamente. Obrigada senhor, por te me dado esse dom que poucas pessoas tem. Eu fui escolhida, sou abençoada.

Ver Tudo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+