Busca avançada



Criar

História

Se formando com as crianças que ensina

História de: Claudia Aparecida Travasso Nunes
Autor: Museu da Pessoa
Publicado em: 21/01/2013

Sinopse

Cláudia sempre gostou de estudar. Foi muito cedo que sua mãe a alfabetizou, ainda em casa, e a vida precoce de estudante a levou para a faculdade bem cedo. Cursou Artes Plásticas e foi dar aula. Sua experiência na classe sempre foi bastante marcante, como se os alunos acompanhassem sua trajetória pessoal. Durante a gravidez, deu aula para os pequenos, como se estivessem sentindo a maternidade um pouco antes de conhecê-la pessoalmente. Mais tarde, quando já estava na coordenação, descobriu uma forma de trazer o mundo atual para as salas de aulas, e incorporou um projeto com uso de vídeos e internet na escola. A recepção foi ótima, e essas vivências já fazem parte de muitas de suas memórias.

Tags

História completa

“Eu sempre pensei muito no futuro, sempre quis alcançar uma independência, sempre tive isso como meta. Na verdade eu não tive muita adolescência, porque com muitos problemas familiares em casa, eu estabelecia metas que pessoas da minha idade não estabeleciam. Eu era muito madura pra determinados assuntos e muito imatura pra outros. Eu nunca projetei muito essa questão de casar, ter filhos, sempre quis formar a minha família, mas quis ter primeiro estabilidade para que eu pudesse dar início a isso. Eu cresci em Botafogo, estudei a vida inteira em colégio público. Muito cedo eu me alfabetizei, acho que aos dois anos de idade. Aos quinze eu já havia terminado o colégio, estava fazendo o vestibular. Entrei na faculdade com dezesseis anos. Minha mãe é professora também e como meus pais eram separados e ela não tinha com quem me deixar, me levava pra escola. Ela pegava classes de alfabetização na época e pra eu não ficar fora do grupo, ela me uniformizava e me deixava ter contato com o material didático. Assim, aprendi rápido. Eu fiz pra Licenciatura em Educação Artística, Artes Plásticas. Eu sempre tive esse dom artístico e sempre tive o dom pra lidar com crianças. Eu sou professora, atualmente sou coordenadora de escola, e tenho esse gosto e essa facilidade. Eu percebo que hoje as crianças e os adolescentes dão conta de muita coisa ao mesmo tempo. Estão lá no youtube, mas também no Messenger e no Google, e no facebook e dando conta de tudo. Por isso, pra ser mais dinâmica, os vídeos sempre foram um recurso na minha aula. Eu buscava vídeos que tivessem contando historinha. E como coordenadora, levo algumas propostas de trabalho nessa linha. Tem uma que é de capacitação pra fazer filme stopmotion, então envolve filmar, gravar, editar, tudo.... Foram nesses projetos que a gente também estava usando o material da Discovery*, que já é algo mais sistematizado. Mas além de ser bom pros alunos, também foi pra mim, porque eu me estudei arte plásticas, passei do primeiro ao quinto ano dedicada, com ateliê e tudo, e aquela coisa de trabalhar o visual estava meio adormecida. Os vídeos me ajudam a unir essa minha formação com a vocação para estar com crianças.

Ver Tudo PDF do Depoimento Completo

Outras histórias


Ver todas


Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+