Busca avançada



Home / Explore / Artigos

De mãos dadas com Mnemosine e Clio



Com perguntas simples, mas inquietantes, Bertold Brecht, levanta hipótesessobre quem são as pessoas que fazem a história. Ao lado de nomes de reis econquistadores, ele coloca pedreiros, cozinheiros, soldados, enfim, um semnúmero de anônimos tão importantes para a história quanto líderes egovernantes. Durante muito tempo os historiadores preocuparam-se emrecuperar e registrar apenas os nomes e as atitudes dos “grandes homens”, quepara eles eram os reis, imperadores, generais, sacerdotes... Constituindo uma história elitista e heróica, eles preservaram uma memória, ao lado dos grandes nomes, dos grandes feitos e das grandes realizações. As angústias reveladas porBrecht em seu poema, não eram específicas a ele, tanto que em 1929 e maisdensamente a partir de 1970 os historiadores sentiram a necessidade de reverseus métodos e conceitos ampliando a noção de quem são os sujeitos dahistória. A obra cinematográfica Narradores de Javé, direção de Eliane Caffé, é umacomédia que, a partir de uma temática aparentemente banal (a tentativa doshabitantes em impedir que sua cidade seja destruída pela construção de umabarragem) discute questões ligadas aos conceitos de memória e sujeito histórico.

Para baixar o artigo na íntegra clique aqui.




Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+