Busca avançada



Home / Explore / Artigos

Formar quadros: profissionais e profissão na preservação audiovisual



O surgimento da preservação dos documentos audiovisuais está intrinsicamente associado à história de sua produção, remetendo suas origens desde os anos de 1930, quando instituições começaram a armazenar filmes, que originalmente eram distribuídos comercialmente, para garantir seu legado artístico e cultural. O tema ganha relevância no âmbito internacional principalmente a partir das Recomendações da UNESCO, em 1980, que passa a reconhecer a importância dos acervos audiovisuais como patrimônio para a herança cultural global.

No Brasil, a implementação de medidas em prol da conservação de acervo, nestas instituições, acontece de maneira mais sistemática somente a partir de meados dos anos 1970, com a Cinemateca Brasileira em São Paulo e a Filmoteca do MAM-RJ como figuras chave deste processo. O movimento toma corpo de forma ativa nos anos 2000, momento a partir do qual os profissionais que atuam na área começam a se mobilizar e incentivar, sobretudo, as iniciativas de ampliação da produção teórica e técnica. Leia o artigo completo aqui: http://bit.ly/2DJUXz1 




Rua Natingui, 1100 - São Paulo - CEP 05443-002 | tel +55 11 2144.7150 | cel +55 11 95652.4030 | fax +55 11 2144.7151 | portal@museudapessoa.net
Licença Creative Commons

Museu da Pessoa está licenciado com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-Não Comercial - Compartilha Igual 4.0 Internacional

+